fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Copa Guga Kuerten, Felipe Alves, semifinais, Thaisa Pedretti, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Copa Guga Kuerten, Felipe Alves, semifinais, Thaisa Pedretti, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Copa Guga Kuerten, Felipe Alves, semifinais, Thaisa Pedretti, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2012/juvenis_brasileiros/felipe_alves_copaguga_esq_vt_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2012/juvenis_brasileiros/felipe_alves_copaguga_esq_vt_int.jpg" />
Notícias | Outros
Sobrinho de Meligeni vai à semi na Copa Guga
19/10/2012 às 19h40
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2012/juvenis_brasileiros/felipe_alves_copaguga_esq_vt_int.jpg" title="Felipe Alves avança de virada nos 14 anos" />

Felipe Alves avança de virada nos 14 anos

Foto: Hermes Bezerra
fiogf49gjkf0d

Florianópolis (SC) - Diante de um adversário que lutou muito, chegou em quase todas as bolas, Felipe Alves, sobrinho de Fernando Meligeni, teve trabalho para vencer e avançar às semifinais da 14 anos na Copa Guga Kuerten, no Jurerê Sports Center. A vitória foi sobre o paranaense Eduardo Zukovski por 2/6, 6/3 e 6/1.

"Não estava conseguindo colocar a bola na quadra no primeiro set. Ele estava esperando eu errar e eu errei bastante. No segundo, passei a dar slice, o que dificultou para ele colocar a bola na quadra. Fiz o mesmo no terceiro set e, quando a bola sobrava, eu atacava."

Neste sábado, na semifinal, Felipe Alves terá pela frente o paranaense Ben-Hur Filho, que virou uma partida quase perdida e derrotou o paulista Guilherme Coco, por 2/6, 7/5 e 6/1. "Quero começar perdendo, se não ele vira", disse, brincando, Felipe Alves, ao lado do próximo adversário. Atleta da academia Tênis Maringá, Ben-Hur comentou a difícil classificação às semifinais. "Foi bem duro, ele fez 6/2 e 5/2, mas consegui virar, estou muito feliz", revelou o paranaense. Ben-Hur sabe que a missão também não será fácil. "Será um jogo bem duro, tenho de entrar concentrado para aguentar as bolas dele", previu.

A outra semifinal será um duelo mineiro entre Francisco Costa Neto e João Garreto. Enquanto o primeiro derrotou o baiano Leonardo Menezes por 7/5 e 6/1, o segundo ganhou um jogo equilibradíssimo contra o pernambucano Luiz Nascimento por 6/4, 4/6 e 7/6.

No feminino, nº 1 dos 14 está nas semifinais - Na chave feminina dos 14 anos, a paulista Thaisa Pedretti, do Instituto Tênis, avançou às semifinais ao vencer a paranaense Georgia Gulim por duplo 6/1. "Estou bem. Agora vou fazer a semifinal contra a paraguaia, que é bem consistente, não erra", disse Thaisa, número 1 do ranking brasileiro, referindo-se a Liz Aguayo, principal favorita, que derrotou a paulista Nicoli Pereira por 7/6 e 6/3.

Thaisa, que tem 13 anos e joga desde os 7, é só elogios ao torneio organizado pelo tricampeão de Roland Garros. "Aqui é tudo muito bom, acho que é o nosso melhor torneio no Brasil", comentou a tenista, que ano passado perdeu na estreia da Copa Guga.

A curitibana Gabriela Rezende também está nas semifinais, após derrotar a paulista Rafaela Santos por 6/1 e 6/0. Neste sábado, Gabriela tentará quebrar um tabu contra Eduarda Ferreira, de Mato Grosso, que derrotou a uruguaia Agustina Bugna por 6/1 e 6/2. Em dois jogos até hoje, a paranaense ainda não derrotou a adversária. "Perdi para ela na final em Manaus, neste ano, no terceiro set. Em 2011, em Uberlândia, Eduarda venceu em três sets também. E o torneio aqui está forte, estou gostando bastante. Estou focada, indo bem e espero continuar", disse Gabriela, que foi vice-campeã de duplas ano passado na Copa Guga Kuerten.

Paulista derrota cabeça 1 dos 12 - Depois de três vitórias e apenas um set perdido, o principal favorito dos 12 anos, o brasiliense Gilbert Júnior, foi eliminado nas quartas de final. Mérito do paulista Rodrigo Carvalho, que virou o jogo e venceu por 1/6, 6/3 e 6/4. "Consegui achar um ponto fraco, comecei a trocar bastante bolas e quando sobrava, eu afundava e o fazia se mexer", contou. Nas semifinal, Carvalho terá pela frente o catarinense Henrique Klann, que venceu o piauiense Vinicius Nogueira por 6/3 e 6/2. "Vai ser uma partida difícil, mas tenho que jogar bem como hoje", disse Carvalho.

A outra semifinal dos 12 anos será entre o paulista Diego Padilha e o paranaense Thiago Wild, cabeça 2. Padilha venceu o paranaense Gustavo Bastos por 7/5 e 7/6, enquanto que Wild levou a melhor sobre Lucas Zukovski, também do Paraná, por 6/1 e 7/6.

Nos 12 anos feminino, as semifinalistas também estão definidas. Mineira de Belo Horizonte e disputando pela primeira vez a Copa Guga, Marina Figueiredo derrotou a amazonense Rafaela Vieira por 6/2 e 6/0. "Joguei muito bem, mas ela errou um pouco e aí aproveitei", disse a jogadora do Minas Tênis Clube, que está curtindo muito os dias em Jurerê Internacional. "Muito bacana o torneio. E a ideia de reunir os pais, como disse o Guga, está sendo alcançada, tem muita gente aqui. As palestras, os eventos, os jogos está tudo muito legal", elogiou Marina.

Sua adversária na semifinal será a gaúcha Gabriela Herwig, segunda favorita. "Joguei quatro vezes contra ela e ganhei três. Ela é muito guerreira, mas espero controlar meu jogo e fazê-la errar", disse Marina.

A também mineira Mariane Lima derrotou a paranaense Thais Andreotti por 6/0 e 6/3 e vai enfrentar na outra semi, a catarinense Aike Teilaker, principal favorita, que venceu a paranaense Maria Windmuller por duplo 6/0.

Tennis 10s - A nova geração do tênis brasileiro monopolizou as quadras do Clube 12, hoje em Florianópolis para disputar a primeira etapa do Tennis 10s. O torneio que reúne até o próximo domingo cerca de 140 crianças de 8 a 10 anos. No meio da tarde a visita surpresa do ex-número 1 do tênis mundial fez a festa das crianças. Guga entrou em quadra para bater bolas e ainda propôs um desafio: reuniu toda a garotada do outro lado da rede com a missão de devolver o saque do tricampeão de Roland Garros. Logo depois, um jogo-treino: Guga contra uma equipe repleta de tenistas mirins.

No primeiro dia de disputas, o destaque foi o pequeno Bruno Fernandez, de 8 anos e natural de Florianópolis. Sempre que perdia um ponto, Bruno começava a chorar, comovendo a todos. Ao final da partida, ele se saiu vencedor e foi correndo abraçar o pai. Bruno é um dos mirins da Escolinha Guga, na unidade Astel. César Fernandez, pai de Bruno contou que ele começou a treinar há três anos por incentivo do irmão mais velho e que foi iniciativa do minitenista querer participar da competição. O pai defende a prática do esporte, pois "vê no tênis uma oportunidade para que seus filhos possam interagir com diferentes pessoas, sem contar os benefícios que a atividade traz à saúde".

Amanhã acontece a segunda etapa do torneio e o Festival Escolinha Guga para os atletas de 5 a 10 anos, no Jurerê Sports Center, com materiais adaptados a cada faixa etária. À noite, acontece a principal atração da Semana Guga Kuerten, o jogo-exibição entre o tricampeão de Roland Garros e o equatoriano Nicolás Lapentti, ex-número 6 do mundo, às 20h30, na Arena Multiuso de São José, na Grande Florianópolis.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin