Instrução | Equipamento
Customização de raquetes: novas tendências
Por Fabrizio Tivolli
08/04/2019 às 13h03
instrucao/instrucao/raquete_bola.jpg

Customização é a nova tendência


Foto: Arquivo

Olá amigos tenistas, como estão?

Vivemos uma nova realidade em que o tênis está cada vez mais tecnológico e muitos jogadores, amadores ou profissionais, têm levado vantagem em pequenos detalhes. A meu ver, esses pequenos detalhes podem muitas vezes resultar em maior confiança dentro da quadra e, por que não, alterar o resultado de uma partida. Por isso é muito importante ficar antenado em novas tendências, pois elas poderão se encaixar perfeitamente em seu jogo e preencher a lacuna que faltava para subir mais um degrau.

Ultimamente, tenho visto uma necessidade e recomendado mais aos meus clientes um detalhe que até parece pequeno, mas traz uma diferença enorme ao jogo: o balanceamento e a customização das raquetes.

Quem nunca pensou em algum momento que gostaria de uma adição extra de controle, potência, estabilidade ou peso de bola em seu equipamento? Aquela famosa frase "Ah, se minha raquete soltasse (ou segurasse) um pouco mais a bola..."

Acredito que todos durante algum jogo pensaram! Com o passar do tempo e a evolução do jogo, que consequentemente pede novas prioridades e objetivos, está aí algo que realmente modifica consideravelmente os resultados dos golpes. Hoje, a sutil modificação das características de sua raquete é uma realidade que muitos têm aproveitado e sugiro que você também pense com carinho nessa possibilidade para não ficar para trás!

Claro que mexer por mexer não adianta e não é necessário. Você tem que estar sentindo falta de algo ou ter algo a melhorar/ modificar para chegar no resultado esperado; se não pode, deixe como está.

Na prática, temos dois cenários que precisam ser levados em consideração para que seja alterada ou customizada a raquete:

Balancear: esse trabalho é necessário quando você tem duas ou mais raquetes e quer deixá-las idênticas. Sim, na grande maioria dos casos suas raquetes têm diferenças, mesmo sendo do mesmo modelo. Como existem alguns detalhes manuais na linha de produção, é normal que o mesmo modelo do mesmo lote e acabado pelo mesmo profissional tenha algum tipo de alteração (tolerável em produção em grande escala).

Quando você sabe que tem raquetes totalmente idênticas, terá um ganho enorme de confiança e jogabilidade, quando precisa do "estepe" ou mesmo para fazer rodízio entre elas. Sua cabeça sempre estará tranquila quando precisar optar por outra raquete de sua raqueteira. É justamente por isso que muitos clientes têm raquetes do mesmo modelo, mas sem saber por que sempre preferem uma específica.

Customizar: a partir do momento que as raquetes estão balanceadas, vem a pergunta: "O que eu quero somar/ melhorar no conjunto que tenho hoje?" A resposta a essa pergunta irá direcionar o trabalho do profissional a fim de dar o retorno esperado em quadra e também irá ajudar a saber quanto e onde de peso deverá ser adicionado na raquete. Se você tem apenas uma raquete e também quer modificar alguma característica, isso é tranquilamente possível e recomendada a customização.

Quase todas as raquetes dos tenistas de competição são balanceadas e customizadas de acordo com suas preferências e muitas vezes modificadas de uma temporada para outra ou até mesmo na mesma temporada, de acordo com as necessidades do momento. É natural que isso aconteça também com os amadores, pois temos, com o passar do tempo, uma mudança de jogo e adversários, o que faz com que mudemos nossas prioridades com o equipamento!

Portanto, após um razoável período de testes (também do encordoamento), se houver algo que de fato esteja te limitando em quadra, é certamente hora de customizar suas raquetes. O melhor de tudo é que isso pode ser feito devagar e é totalmente reversível caso necessário um dia.

O trabalho de customização é algo surpreendente, mas deve ser feito com que tem capacitação para tal, caso contrário não será uma boa ideia. Comparo muito com o piloto de F1 e o mecânico, na hora de buscar o fino ajuste para se chegar no rendimento ideal do carro e aproveitar 100% do que o equipamento tem a oferecer!

Precisamos também ter ciência que no mundo dos equipamento de tênis, se você ganha mais em uma característica, acaba provavelmente perdendo em outra (talvez na mesma proporção), mas existem inúmeros ajustes a serem feitos. As lojas especializadas contam com máquinas que fornecem um perfeito diagnóstico da raquete, que é imprescindível para que se customize de forma correta.

Sempre digo que o ideal é ir testando e ajustando, assim certamente se chegará no resultado esperado. Conforme citei acima, com a customização e muitas vezes com pouco peso, você poderá ganhar consideravelmente maior potência, controle, estabilidade, peso de bola etc. Mas não todos de uma vez!. Também é possível aumentar apenas o peso estático da raquete, sem mexer no balanço original.

Espero que a partir deste texto você possa ter o empurrãozinho que faltava em seu jogo. Sempre é ideal testar!

Grande abraço e até a próxima.

Um dos mais renomados especialistas em equipamentos para tênis do Brasil, com quase duas décadas de experiência. Encordoador oficial do Australian Open 2017; encordoador oficial do Brasil Open em 3 oportunidades além de outros torneios ATP nível Challenger. Membro da Associação Europeia de Encordoadores. Certificado pelo francês Lucién Nogues durante a convenção Babolat Brasil. Esteve presente em Roland Garros 2017, convidado para acompanhar a sala de encordoamento do torneio e últimas tendências do circuíto. Autor de dezenas de matérias sobre equipamentos de tênis nos maiores veículos de comunicação do esporte. Proprietário e responsável pela área de tênis no grupo Tivolli Sports/Raquetemania, em Alphaville -SP.

fabrizio@raquetemania.com.br
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis