TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Brasil pega a Croácia: será que é uma boa?
Por Chiquinho Leite Moreira
julho 21, 2015 às 3:28 pm

O sorteio determinou que o Brasil vai encarar no playoff do Grupo Mundial da Copa Davis a Croácia, um adversário, antes de tudo, bastante perigoso. Se a repentina queda no ranking da ITF deixou o País fora dos cabeças de chave, pelo menos, haverá a vantagem de se jogar em casa. A CBT ainda tem alguns dias para definir o local do confronto, que será disputados de 18 a 20 de setembro. Mas tudo indica que o confronto será no saibro e ao nível do mar. São condições que ajudam os tenistas brasileiros e incomodam os adversários. Faz parte do regulamento, característica que transforma a Davis numa das mais emocionantes competições da modalidade.

A princípio o fato de se jogar em casa sugere uma euforia. Mas não é bem assim. Muito vai depender do time que a Croácia mandar ao Brasil. O principal jogador, Marin Cilic, número 9 do ranking da ATP e atual campeão do US Open, não participou da competição este ano. Mas agora a situação é outra. Se o seu país vier a perder o confronto será rebaixado e Cilic deve sofrer pressões.

Uma fato semelhante acontece com Ivo Karlovic, o gigante sacador. Só que a situação é outra. Ele não disputa a Davis desde 2012, portanto, acredito que não se sentiria pressionado a viajar ao Brasil para jogar, muito provavelmente, em condições que deteste: um saibro lento, ao nível do mar, além de uma bolinha que possa fazer com que seu poderoso serviço não funcione bem.

Há ainda uma outra dúvida no time croata. O duplista Ivan Dodig, bastante conhecido dos brasileiros por formar parceria com Marcelo Melo. No último confronto a dupla foi formada Marin Dragonja e Franco Skugar. Neste caso, as coisas teoricamente ficariam mais tranquilas para Melo e Bruno Soares.

O time adversário ainda tem uma das maiores revelações do tênis nos últimos tempos. É Borna Coric, de apenas 18 anos. Ele já  tem em seu currículo vitórias sobre Rafael Nadal e Andy Murray, além de ter sido campeão juvenil do US Open em 2013.

O cenário não deixa dúvidas de que a Croácia será um adversário difícil. Mas olhando pelo outro lado poderá trazer ao Brasil uma estrela do tênis, Marin Cilic. Afinal, o sorteio ainda poderia determinar a vinda da Suíça de Stan Wawrinka e Roger Federer. Ou mesmo a República Tcheca, de Tomas Berdych. As outras opções em se jogando em casa seriam Itália, Estados Unidos e Alemanha. Contra a Eslováquia seria fora e Japão outro sorteio. Enfim, será que a Croácia é uma boa?


Comentários
  1. Renato Toniol

    Acredito que em uma quadra de saibro, ao nível do mar, a Croácia seja um adversário totalmente ganhável. Temo uma dupla que deve ser considerada a favorita, jogando aonde quer que seja, e Bellucci, nas condições acima citadas, tem totais condições de barrar Cilic.
    Portanto, o sorteio não foi dos piores, longe disso.

    Responder
  2. Rodrigo Camelo

    Acredito que o Brasil tenha as mesmas chances que obteve contra a Argentina; Duvido que o Ivo Karlovic participara deste confronto. Com 36 anos nas costas o croata nao tem motivaçao alguma para jogar no Brasil com saibro pesado. Assisti o jogo dele contra o Rajeev Ram e percebi que a movimentação esta muito limitada, por isso nao creio que ele vira. A melhor opção seriam os alemaes, porem nao acho a croacia impossivel de ser batida.
    Thomaz e Feijão precisam elevar o nivel para bater o Cilic e o Borna.
    placar bem otimista e realista 3×2 Brasil

    Responder
  3. Foster

    Acho que vem o Coric,seu jogo é mais nivelado, sofre menos no saibro , as chances do Brasil perder são altas, não passam confiança os simplistas .Se vier o Dodig pode complicar as duplas apesar de ainda ser favorito a nacional.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Acho que o Coric vem e tb o Cilic. Vale permanência do GM. Com os dois e, talvez, o Dodig vai ficar complicado

      Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>