TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
O incrível Stan vence Roland Garros
Por Chiquinho Leite Moreira
junho 7, 2015 às 6:20 pm

Que triste sina. Mas Novak Djokovic ainda não venceu em Roland Garros. E talvez jamais na centenária história do torneio tenha testemunhado uma homenagem tão grande e emocionante para o vice campeão, com um duradouro aplauso na cerimônia de premiação. Só que o dia pertencia mesmo a Stan Wawrinka. O suíço que jogou de forma incrível neste campeonato e repetiu o alto nível na final deste domingo.

Outra cena de rara emoção e coleguismo aconteceu ainda quando os dois jogadores esperavam ser chamados para a premiação. Wawrinka levantou-se de sua cadeira e foi dar um abraço ao desconsolado Djokovic.

Mesmo com a derrota, Novak Djokovic irá manter com tranquilidade a liderança do ranking, enquanto Wawrinka ocupa um lugar entre os quatro primeiros. O tenista sérvio fez o melhor possível. Superou Rafael Nadal, venceu outro grande desafio diante de Andy Murray, mas na final teve um adversário num momento sublime. O suíço acertou jogadas e jogadas das mais preciosas. Uma delas, colocou sua esquerda para andar com a bolinha passando entre o pau da rede e um palanque num espaço não superior a uns vinte centímetros. Estava mesmo o seu dia.

Para coroar a intensa e merecida vitória, Stan Wawrinka revelou todo o seu estado de espírito ao colocar sua bermuda de cores e gosto duvidosos exposta à frente do balcão… riso geral, numa outra jogada de campeão.

 


Comentários
  1. Henderson

    Chiquinho, você escreveu um texto sobre polêmica envolvendo Serena Williams alguns dias atrás e você nem mencionou nada sobre conquista dela em Paris….

    Responder
    1. luis magno costa

      Boa observação… Considerando o número de títulos de Serena, que já deixou pra trás os legendários Federer e Navratilova, é espantoso como Serena é ignorada pelos comentaristas de tênis. Aliás, justiça seja feita, qualquer notícia depreciativa da tenista é rapidamente divulgada, seja um escândalo ou uma derrota prematura. Fico aqui matutando por que será? Se fosse a Sharapova que tivesse ganhado Roland Garros, será que sua vitória teria tido tão pouco espaço na mídia brasileira como acontece com a vitória da Serena?

      Responder
      1. Didier

        Concordo plenamente,uma pena ver o chiquinho ignorando as conquistas de serena, uma das maiores,se nao,a maior de todos os tempos. Além de todos os grand slan em simples e duplas, campeã olímpica, venerada pelas tenistas atuais e do passado,que pena. Vão dizer que nao, o que é isto,mas é porque ela é negra,fica bem claro isto,se fosse sharapova,wosniak,etc,estes blogueiros estariam aqui puxando o saco. Steff graf,Martina ,já falaram que serena é a maior de todos os tempos.

        Responder
  2. alexpicelli

    Ola chiquinho, boa tarde
    rapaz a tempo venho dizendo entre amigos que wawrinka iria aparecer, todos duvidavam,ano passado com melbourne, depois algumas atuações boas,mas nada alem.dizia eu que tenis o homem tem,mas nao conseguia administrar tudo, agora talvez com a separação(segunda) de sua esposa, ele possa se focar no tenis, isto é, no circuito, se fizer eu acho que tem chances de vencer outros slams, que o senhor diz?

    Responder
  3. Rachel França

    Uma curiosidade: quem bate Nadal em RG apanha de um suíço na final! Foi assim com Soderling em 2009, tendo Federer como campeão e foi assim este ano com Djokovic tendo o Wawrinka como vencedor. Um grande abraço Chiquinho! Parabéns pela cobertura da Band e Bandsports!

    Responder
  4. Tiago Volponi

    Chiquinho, o grande problema de jogadores como Stan é que vencem um Grand Slam, na verdade
    é o segundo e depois fazem temporadas apenas medianas. Vide Cilic que venceu Us Open e depois sumiu.
    Se esses jogadores mantivessem o nível de tenis que demonstraram em suas vitórias ao longo da temporada, com
    certeza o circuito seria muito mais interessante. Durante o terceiro set já desliguei a tv, tava na cara que Stan venceria, entrava tudo, tudo dava certo. Abraços

    Responder
  5. Santos

    Chiquinho , grande jogo ! Stan mereceu vencer pelo que jogou hoje , com o Djoko abaixo do que poderia apresentar. Mas não deixa de ser emocionante o reconhecimento do público ao sérvio. O Nole fez um grande torneio , era o homem a ser batido em todos os jogos que disputou ( todos queriam ganhar do No 1) , derrubando pelo caminho Nadal e Murray, ( este num jogo de 5 sets que terminou no dia anterior ) gerando desgastes impossíveis de serem recuperados a tempo. A maratona de um Grand Slam é uma prova de resistência. Enquanto Stan Wawrinka foi comendo pelas beiradas sem pressão nenhuma . A única que teve foi a semi com o Tsonga. A responsabilidade para ganhar a final era toda do Djoko, e ele sentiu no desgaste mental e físico de todos os jogos ,mais a ansiedade natural do favoritismo e duas derrotas em finais anteriores . A bola dele não andou hoje como deveria e não incomodou o adversário. . Mas nada tira o brilho deste Gigante chamado Djokovic, o jogador mais completo e melhor da atualidade, e que vai construindo seu nome como um dos maiores de todos os tempos. Se existe injustiça no esporte, ela aconteceu hoje em Roland Garros pelo torneio como um todo, não desmerecendo a vitória do suíço no jogo final. Como um jogo de tenis é muito mental , fica apenas o registro da superficialidade dos comentaristas da Band Sports que ficaram apenas comentando os lances e erros de cada um no jogo sem analisar a causa e os motivos que levaram a este resultado.

    Responder
  6. Emerson

    Boa tarde, Chiquinho!

    É incansável elogiar a melhor esquerda que já vi, mas Stan mostrou muito mais além disso: força mental pra ter calma nos pontos mais difíceis, saque potente e variado e um belo forehand que foi acuando o Djoko no fundo da quadra pra fazê-lo chorar e ter raiva da própria raquete.
    Sabemos que Stan não é tão estável, mas hoje tivemos outra prova de que ninguém o é. Vimos os reis do mental tremendo: antes o Nadal e agora o Djokovic. Talvez as pessoas entendam melhor a complexidade do tênis. Provavelmente não. Essa história de amarelão me cansa!

    Pergunta indiscreta: Stan e Roger fizeram as pazes depois daquele ocorrido com a Mirka?

    Abraços,
    Emerson
    PS: O Roger deve estar pensando “se eu tivesse essa esquerda teria ganho uns 25 Slams”

    Responder
  7. Marcos J S

    É, o Djoko vai ter que tentar no próximo, será que um dia ele consegue?
    Venceu o cara que jogou melhor hoje e o campeonato todo.
    Parabéns pro Stan e força Djoko, ano que vem tem mais.

    Responder
  8. Francisco

    Eu falei que o stan estava dando na bolinha como se não houvesse o amanhã, cara como é bom ver esses dois jogarem é um espetáculo a parte, eu me lembro de um jogo dos dois no A.O. em que o wawrinka saiu chorando depois de jogar horrores e como é bacana ver ele ganhar hoje sempre apontando pra cabeça como se tivesse falando meu mental agora tá afiado!, torcendo pra mais encontros entre esses dois monstros do tênis.

    Responder
  9. Eduardo

    Stan jogou excepcionalmente bem todo o torneio. Já Djoko jogou abaixo de seu tenis habitual. Vinha sacando bem no torneio e contra o stan raramente conseguiu encaixar o primeiro serviço. Essas duas combinações deu o título ao Stan, que oscilou menos durante o jogo. Talvez o cansaço, pelo jogo extenso contra Murray, tenha comprometido seu rendimento.

    Responder
  10. Luiz Fabriciano

    Aquele jogada Chiquinho, entre o pau e o palanque para mim foi a mais bonita do ano. É claro beneficiada por ser um backhand de apenas uma mão. O movimento todo foi agraciado pela trajetória perfeita.
    Um abraço.

    Responder
  11. Victor Martins

    Oi chiquinho parabéns pelos seus comentários, e pela cobertura do torneio. Foi tudo grandioso e maravilhoso.
    Todo mundo fala e pergunta, e eu queria saber chiquinho de vc, quais os seus melhores 5 tenistas da historia?
    Acho q todos os seus admiradores, assim como eu, queria saber..
    Um abraço, e parabéns mais uma vez!!

    Responder
  12. Altaisio Paim

    Boa tarde, Chiquinho!
    Chiquinho, como você enxergou os aplausos para Djoko, na entrega da premiação? A torcida nitidamente, torceu na sua maioria, para Wawrinka. Compaixão? Pena?Reconheceram no Djoko um exímio competidor, um tenista espetacular?
    Qual a sua opinião? Abraços.

    Responder
  13. João Carlos

    Naturalmente todo tenista foge do “backhand”, não é o caso de Wawrinka. Esquerda absurda. Parabéns pela cobertura.

    Responder
  14. Rafael

    Chiquinho.

    Sou seu fã. Gosto muito das matérias e dos seus artigos. Fiquei triste porque o Nole não ganhou o título, mas o Stan mereceu ganhar, jogou muito melhor.

    Abs,

    Rafael

    Responder
  15. Rafael Nogueira

    Chiquinho, parabéns a você e a Band pela ótima cobertura do torneio! Depois dessa maravilhosa vitória de Stan e do seu desempenho no torneio de RG, quem sabe, os treinadores e principalmente os novos jogadores olhem com outros olhos a opção de se usar o Backhand de uma mão, não mais como uma exceção, Sei que é complicado hoje em dia, mas é um grande desejo meu…

    Responder
  16. joao ando

    boa noite,chiqinho ,uma obs que não tem nada a ver com seu posta tenista maria kirilenko parou? grato se responder ,att joao ando

    Responder
  17. Samis

    A esquerda do stan é mais espetacular, mas acredito que a do nole é a melhor, pporque foi ela a unica a conseguir igualar e até superar a direita cruzada alta e cheia de top spin do nadal. Stan não conseguiu.

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>