TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Feijão Show de Bola
Por Chiquinho Leite Moreira
março 6, 2015 às 7:29 pm

Em outro patamar na carreira, tanto no aspecto técnico, físico e mental, João Souza, o Feijão, não merecia perder este jogo. Não fosse este seu novo momento, talvez tivesse deixado escapar o resultado quando vencia por 5 a 2 e acabou perdendo o set. Soube reagir, eliminar as provocações da torcida, a catimba de Carlos Berlocq e teve a virtude de ‘zerar’ o que deu de errado nos set points perdidos e seguir rumo à vitória.

Feijão esteve sereno no clima quente do estádio não muito cheio em Buenos Aires. Viveu um drama e encontrou saídas. Mentalmente foi mais forte que o adversário. Saiu de quadra aliviado, feliz e experiente após 5 horas e 5 sets.

Ao final do jogo fez questão de abraçar todos os integrantes da equipe brasileira da Copa Davis. Este episódio logo fez me lembrar de seus tempos de juvenil. Carismático sempre cumprimentada um por um dos pegadores de bola, antes de deixar a quadra.

Este novo João Souza, com a cara do Brasil e espírito da Copa Davis, não seria o Feijão tenista não fosse o árduo e longo trabalho de seu treinador Ricardo Acioly. O conhecido Pardal há tempos vem investindo na carreira deste então menino, a ponto de fazê-lo trocar Mogi das Cruzes pelo Rio de Janeiro.

Pardal deu novo padrão de jogo ao Feijão. Ele tinha alguns pontos vulneráveis, como, por exemplo, a devolução de saque. Diante de Berlocq marcou pontos importantes com este fundamento. Sua esquerda de duas mãos hoje é segura e regular, embora não se possa deixar elogiar a sua infernal direita..

Por tudo isso fica claro que o Brasil ganhou mais um jogador de Copa Davis e alguém para quem é gostoso torcer.

 


Comentários
  1. Rafael

    Chiquinho, porque que a Sérvia, que vai enfrentar
    o vencedor do duelo, joga em casa com o Brasil, se passarmos,
    mas contra os hermanos joga fora se eles passarem? Quem critério
    define isso?
    Abraço

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Sorteio… realizado já no dia da elaboração da chave. Como Sérvia e Brasil e Argentina jamais se enfrentaram ‘decided by lot’
      abs

      Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>