A vitória mental de Bellucci
Por Chiquinho Leite Moreira
setembro 13, 2014 às 2:10 pm

Muito se fala da atitude de Thomaz Bellucci em quadra. Mas nesta sexta-feira ele precisou de muita força mental para vencer  Pablo Andujar e empatar o confronto Brasil e Espanha por 1 a 1. O criticado tenista precisou passar por provações e soube enfrentá-las com dignidade.

O clima estava quente, atmosfera pesada depois da derrota de Rogerio Dutra Silva para Roberto Bautista Agut. Aliás vou abrir um parêntese… não vejo como uma vergonha a atuação do brasileiro, sim decepcionante. Não se pode agora atirar pedras em quem sempre deu sangue em quadra, jamais fugiu de um compromisso e não tem culpa dos critérios utilizados para sua convocação, só deve ter orgulho de ter sido o escolhido, justamente pela sua dedicação. Outro detalhe: há mais de um mês os envolvidos já conheciam a lista de João Zwetsch.

Para Bellucci a vida também não está nada fácil. Agora, salvar match point, virar o jogo e ainda ter cabeça para não se desesperar com um tremendo erro de arbitragem mostra que o nosso número 1 esteve forte em todos os aspectos.

O supervisor da ITF tomou uma atitude drástica ao mandar repetir um ponto já finalizado. Andujar cometeu dupla falta. Perdeu o game e já estava indo para seu lugar descansar, quando, sob a justificativa de que o barulho da torcida atrapalhou o tenista o ponto deveria ser repetido. O espanhol acabou ganhando o game que já deveria estar no bolso do brasileiro.

Gostaria de ver a atitude do supervisor se Bellucci se recusasse a disputar novamente o ponto, alegando que o juiz de cadeira já havia ‘cantado’ vitória sua. O supervisor teria de desclassificar o Brasil e encerrar o confronto ainda em sua primeira rodada. Será que ele teria coragem de enfrentar bilheterias vendidas, direitos de transmissões etc e tal?

O melhor é que Bellucci soube enfrentar tudo isso para manter as esperanças de o Brasil superar esta Espanha que, se não trouxe seus melhores jogadores, está usando toda sua influência para não voltar pra casa rebaixada.


Comentários
  1. Antonildo S Costa

    Já não era hora do Bellucci fazer uma boa apresentação, se tivesse essa garra durante todo o ano, teria com certeza um ranking bem melhor, e o que falar dos nossos duplistas, não tomaram conhecimento dos espanhóis. apesar de Brasil estar ganhando a 2 a 1, ainda não ta fácil, provavelmente o embate será definido no confronto entre Bellucci e Roberto Bautista, o brasileiro terá novamente uma tarefa difícil, força Bellucci, Vamos Brasil!

    Reply
  2. Marcos

    Chiquinho concordo plenamente com vc. O Rogerinho não tem a menor culpa de nada! O cara foi convocado e está fazendo o melhor dele. Infelizmente o melhor dele é aquilo que nós vimos na 6ª! E o pior é que se ainda não tivéssemos nada melhor tudo bem mas nós temos!!! Sei que vcs da mídia já estão careca de saber o que está acontecendo mas nós não! Será que alguém pode explicar o porquê do reogerinho ao invés do feijão??? Ou vcs estão esperando o desfecho da estória para poder falar/escrver?? O Zwestch deve estar acendendo uma vela enorme para o Bellucci tirar ele desse rolo que ele mesmo criou!!! rs

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *