Nadal fez tudo parecer facil
Por Chiquinho Leite Moreira
junho 9, 2014 às 12:41 am

Ninguém ganha um Grand Slam por acaso. Esta é uma verdade do tênis. Imagine levar o 9o. título em Roland Garros sem merecer. Existe uma grande diferença da maneira como Rafael Nadal chegou em Paris este ano e como terminou o torneio. Seu jogo cresceu durante a competição. Fez tudo parecer muito fácil.

É isso mesmo. Os jogos de Nadal foram tão intensos que houve a impressão de que seus adversários jogaram mal. Os próprios protagonistas destes episódios, como David Ferrer e Andy Murray, chegaram às coletivas de imprensa convencidos de que eles sim foram culpados pela derrota. Jamais Nadal mereceu. É curioso isso. Acontece no clube. O dia em que se está jogando super bem, o amigo do outro lado da rede termina a partida e diz: ‘poxa não sei o que aconteceu comigo hoje… não consegui jogar.’

Este fenômeno, posso chamar assim, aconteceu também na final deste ano em Roland Garros. Nadal esteve entre os mortais no primeiro set, com vários erros não forçados. Depois subiu aos céus. Da arquibancada, a impressão era mesmo de que Novak Djokovic não estava num bom dia. Por muitas vezes tinha o domínio do ponto. Mas justamente na hora de matar falhava. O que será que aconteceu? A resposta veio com mais uma bola que voltou, depois de um golpe em que diante de qualquer outro já teria sido o fim.

Existe uma brincadeira entre os ingleses em que diziam que ‘o jogo só termina quando o Manchester ganha’. Surgiu na época de uma vitória do time de futebol na prorrogação. Para Nadal é o mesmo. O ponto só termina quando ele ganha.


Comentários
  1. Luciane

    Boa noite,Chiquinho!Vc sabe me dizer que atleta,além do grande Nadal, na história dos esportes é ENEACAMPEÃO????

    Reply
      1. Carlos Reis

        O Kelly Slater – surf – já ganhou 11 vezes o campeonato mundial da modalidade, sendo o mais jovem campeão, aos 20 anos em 1992, e o mais “velho” também, com 39 anos em 2011.

        Reply
  2. Reinaldo Silva

    Ola,Chiquinho.Boa noite.Gostei do post perfeito,agora uma critica como vcs aguentam o Saretta….o cara so fala besteira,e ainda torce pro Djokovic, como se fosse jogador brasileiro .uma vergonha tirando vc os comentaristas da band sports são uma vergonha. E olha que gosto do Federer.abraco.

    Reply
  3. SidneiMV

    Nadal x Djokovic. 42 jogos. Números 1 e 2.
    Já vi batalhas mais interessantes entre esses dois grandiosos tenistas.
    Mas se a gente for falar de importância essa pode ser uma das mais.
    Poderia ser primeiro Roland Garros de Djokovic fechando entao Career Grand Slam.
    Mas na verdade foi o absurdo nono título de Rafa Nadal. Absurdo. Nao tem outra palavra.

    No mais.. parabéns Chiquinho por análise e observações tão claras,
    inclusive sobre a queda inesperada de rendimento – especialmente físico – de Djokovic a partir da semi.
    Até isso aconteceu.. Roland Garros parece estar mesmo destinado a Nadal.

    Reply
  4. geraldo de carvalho

    análise perfeita. esse segundo parágrafo deveria ser lido frequentemente pelas pessoas q costumam atribuir a vitória ao derrotado e não ao vencedor. tocou em aspectos fundamentais da compreensão sobre o esporte em si. se há um mérito, ele é sempre de quem venceu. parabéns! e ao Nadal tb, parabéns, ele mereceu vencer e venceu.

    Reply
  5. Sonia F. Carvalho

    Parabéns Chiquinho! Você, com seu comentário, também faz tudo parecer mais fácil. Realmente, Rafael Nadal é um jogador à parte. Sou fã dele, incondicional, e fiquei imaginando a sua cabeça com tantos comentários que duvidavam da sua competência face a esse desafio. Chegaram a postar, em todas as redes sociais, foto dele na véspera do jogo contra o Murray, cabisbaixo e o Tio Tony preocupado. Fiquei tensa.
    Como sempre, superou tudo: dor nas costas (tinha?), torcida e os palpites nada agradáveis.
    Um atleta incomum, fora e dentro das quadras, um ser humano fantástico, humilde e a cena final; bandeira da Espanha subindo e as lágrimas descendo…..não tem preço! Que sirva de exemplo para todos.

    Reply
  6. Hélio Samary

    Bom dia chico, acredito como muitos que entendem profundamente e detalhadamente desta “arte” – o jogo de tênis- ter sido esta a maior e mais importante vitória de rafa. O espanhol estava ao ponto de ser só mais um dentre os grandes, pois “nole” estava passando por cima.Tinha muita coisa em jogo, acho que você também concorda. Observe esta frase tão escutada nos clubes, imprensa e mundo tenístico: “Djoko está fazendo com Rafa o que o próprio espanhol fez com o Roger” Hoje discordo, tudo mudou, estou convicto independente de lesões, que o touro será o maior do todos os tempos. Nunca mais na minha vida duvidarei deste homem, só agradeço a DEUS por estar vivo e desfrutar de tal prazer. Grande abraço meu nobre chico e parabéns a você e toda sua equipe por esta brilhante cobertura.

    Reply
  7. Igor Menezes

    Não tenho a intenção de iniciar uma discussão barata entre as duas torcidas aqui do blog. Longe disso. E também não estou brincando ou zoando… Falo com total seriedade e conviccção. Convicção minha, pessoal, quem não gostar, paciência. Rafael Nadal JÁ HÁ MUITO SUPEROU ROGER FEDERER como o maior tenista da história. O suíço a cada dia que passa fica mais para trás da linha de visão do espanhol em busca de maiores objetos. A conversa pra RAFAEL NADAL agora É SER O MAIOR ENTRE TODOS OS CARAS QUE JÁ PRATICARAM ALGUM TIPO DE ESPORTE EM TODOS OS TEMPOS… Tenho plena certeza de que esse cara será o maior esportista que o nosso planeta já viu! Abraço a todos!

    Reply
  8. Marcelo Barros Pereira

    Chiquinho, tem um artigo muitíssimo interessante no Site da ATP, do Craig O’Shannessy, que assina um coluna regular por lá, chamada “Brain Game”. Ele procura “dissecar” o jogo à luz das estatísticas, a fim de encontrar o fator tático determinante de cada específica vitória. No caso de ontem, ele a atribuiu à uma surpreendente decisão tática do espanhol (e seu time), de atacar insistentemente o forehand do Djokovic, inclusive quando ainda estava “calibrando” essa estratégia, no 1o Set. Ele mostra, por exemplo, que 85% dos winners de forehand disparados por Rafa (23/27), foram contra o forehand de Nole e só os 4 restantes foram contra o backhand do Sérvio. A análise completa é bem legal de ler e tem versões em inglês e espanhol.

    Reply
  9. Vânia

    Chiquinho discordo quando dizem que o Saretta é chato ele é muito legal e dou muitas risadas com ele e acho mesmo que temos que torcer pra quem a gente quiser ele é super verdadeiro continuem assim E VIVA O REI DO TENIS,simples assim RAFAEL NADAL TOURO MIURA E PONTO

    Reply
  10. Rene Rocha

    Chiquinho, seu texto foi o mais lindo e o mais verdadeiro!
    A cada dia que passa fico mais fã do Nadal, seu lema é nunca se de por vencido!

    Reply
  11. Herondi Tavares

    Chiquinho, em primeiro lugar parabéns pelo seus comentarios e pelo seu programa Ace, agora falar que o Djokovic, de rendimento, eu não acredito nisso, acredito sim no cara que estava do outro lado da rede, que não entrou no 1º set, mas que a partir do segundo, mostrou porque o Feder virou um colecionador de bandeijas em RG, e só ganhou quando Nadal saiu de forma inesperada.
    Assim será tambem com Djokovic, ou qualquer um outro tenista que cruzar o caminho do Nadal em RG…
    Abraços !!!!

    Reply
  12. BENHAMIN GOVEIA

    Chiquinho Moreira se pudesse eu queria que vc escrevesse no Blog e falasse no Ace Bandsports sobre a “DÉCADA SLAM”,o “MASTERS DEZ MIL” e da “DÉCADA SLAM MASTERS” de Rafael Nadal. “DÉCADA SLAM” é pq com a vitória em Roland Garros este ano, ele se tornou o primeiro tenista masculino da história a ganhar pelo menos um torneio do Grand Slam durante dez anos seguidos em simples (2005 a 2014); “MASTERS DEZ MIL” é pq com a vitória em Madrid este ano, ele se tornou o primeiro tenista da história a ganhar pelo menos um torneio Masters 1000 durante dez anos seguidos em simples (2005 a 2014); e “DÉCADA SLAM MASTERS” é pq com as vitória em Roland Garros e Madrid este ano, ele se tornou o primeiro tenista da história a ganhar pelo menos um torneio do Grand Slam e um Masters 1000 em uma mesma temporada durante década em simples (2005 a 2014).
    OBS: as denominações “DÉCADA SLAM, MASTERS DEZ MIL e DÉCADA SLAM MASTERS” são minhas. ou seja são minhas autodenominações.

    Reply
  13. Paulo Ferreira

    Excelente texto, Chiquinho!
    Queria entender por que os torcedores do Federer e do Djokovic se referem ao Nadal com comentários perjirativos?
    Falando do NADAL, fico feliz por ser testemunha da história que esse grande jogador está escrevendo…
    Com uma técnica única, nenhum outro jogador na história consegue aplicar tanto efeito na bola, como ele faz… Seu golpe na paralela, a bola faz uma curva… A imprensa “gringa” chama esse golpe de “Banana Shot” por causa da trajetória da bola…
    Aproveitando o espaço, eu gosto dos comentários do Sareta não acho ele parcial, o Dácio Campos que é tão torcedores do Federer que as vezes fica chato de ouvir, dá vontade de deixar no mudo…
    Esse ano, os comentários na BAnd estavam muito melhores que ano passado…
    Abraço!

    Reply
  14. Eduardo

    Se assistimos o mesmo jogo, não tinha nada de fácil ali. Aliás, Nadal ganhou o jogo no mental, porque no resto o sérvio é bem superior ao espanhol.

    Reply
  15. Sipeti Kuhl

    Sim grande slam nao se ganha sem planejamento. Ja por mais de tres anos tenho observado que nesse tipo de torneio as chaves do nadal sao muito favoraveis a ele. Ele so enfrenta tenista de nivel na semi final e nem sempre.
    Isto quer dizer,no minimo, que ele e sua assessoria manipulam muito bem os bastidores desses torneios. Tambem e existe o fato dele nao saber perder, pois quando perde procura tirar o merito do adversario. Mais ainda
    aqules tiques nervosos propositais, pois consta que nos treinos ele nao apresenta nenhum tique, e um ato anti desportivo. O ser humano adora fazer apologia do mal carater. nadal se beneficia disso. e um grande manipulador da midia e daqueles que nao analisam com mais cuidado sua trajetoria. Para o apressadinho que vai dizer que naose manipula chaves desses torneios aconselho a ler transparency in sport org. Vai aprender muito e tambem saber como se elegem membros do COI.

    Reply
  16. joao sawao ando

    eu so li uns comentários, eu quero saber como ele vai em Wimbledon pois em um prepraratorio para Wimbledon ele pedeu na primeira rodada ,para um desconhecido ,vamos ver….faltam 3 grand slam para ele alcançar o maior de todos os tempos roger federer

    Reply
  17. Marcos

    Engraçado que a desculpa usada pelos adversários de Nadal, foi a mesma para explicar a derrota dele no 1º Set (muitos erros não forçados).

    Reply
  18. Ana Maria Botelho Chieregatti

    Sou apaixonada por Tênis gosto de todos os jogadores de 1* linha mais a sensação para mim é o Federer. Gostaria de saber se o Sr. pode me arrumar uma bolinha assinada por êle. Eu sou uma senhora de 73 anos,já não saio mais de casa e me distraio com Televisão, um abraço para o Sr. Ana Maria.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *