Arrivederci Roma di Roger Federer
Por Chiquinho Leite Moreira
maio 14, 2014 às 6:23 pm

Papai novo, mais uma vez, Roger Federer chegou a Roma com todo o apoio de Mirka. Os jornais italianos, talvez mais acostumados aos assuntos papais do Vaticano, definiram até que o suíço desembarcou na Itália com a benção da esposa. Mas de corpo presente e cabeça ausente. Longe… lá com o pensamento em Leo e Lenny. Sem esquecer Myla e Charlene. Coisas de família. Como é importante estar ao lado da esposa em certos momentos. A vida nos ensina.

É claro que a derrota para Jeremy Chardy veio no detalhe. Não fosse o incrível match point salvo pelo francês, numa bola cruzada já quase perdida, poderia ter mudado o rumo da história. Mas será que Federer em situação normal deixaria a decisão ir para o tie break do terceiro set, depois de ter vencido o primeiro por 6 a 1?

Enfim, Federer, elegante como sempre, não deixou de dar crédito a boa atuação do francês. Um já quase veterano das quadras e conhecido por ‘soltar o braço’. O resultado, porém, não se revela na melhor preparação para Roland Garros. Um pouco mais de ritmo teria sido o ideal.

Outra consequência dessa precoce eliminação no exuberante Foro Itálico de Roma é que Roger Federer sofre a ameaça de perder a condição de número quatro do ranking. Se for o cabeça de chave número cinco iria para outro setor do sorteio do quadro. E neste caso o arrivederci pode ser traduzido como au revoir.


Comentários
  1. Paulo

    Prezado blogueiro apaixonado por volei, independente de lado de chave, não será RF que ouvirá um “au revoir”.

    Reply
  2. André

    Chiquinho, pode até existir a ameaça “matemática”, mas duvido que Berdych seja campeão e que o Ferrer passe pelo Djoko…. só se o punho voltar a reclamar!

    Reply
  3. Sergio Ribeiro

    Pois e’ Chiquinho, o Ex- N 31 do Mundo soltou o braço numa Ventania de dar gosto( ruim para os Dois). Sua jogada Espetacular no MatchPoint contra já demonstra que mereceu vencer. Se Ferrer nao chegar a Semi nada muda. Se chegar e dai ? Enquanto isso o Rei do Saibro precisou de 3 h e meia para vencer outro Francês , o atual N 30 ( que terminou com mais Winners ) . Simon também nao joga nada a um bom Tempo. Sempre existirão Zé Ballos, Delbonis, Rosol e Darcis da vida. Continuo achando que depois da Família , Wimbledon e’ o grande foco do Suíço . E Você ? Abs!

    Reply
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Poxa não escrevi então em quatro finais… Pequim, ATP Finals, Miami e agora Roma. A pergunta que fica… será que vou escrever após a final de RG?
      abs… apenas uma ironia
      Chiquinho

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *