TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Madri perde para Roma na preparação para RG
Por Chiquinho Leite Moreira
maio 7, 2014 às 11:55 pm

A Caixa Mágica é um dos mais exuberantes cenários do tênis. Quando nasceu, um de seus idealizadores, o romeno Ion Tiriac, chegou inclusive a, ironicamente, tentar roubar a condição de Grand Slam de Roland Garros. Aproveitou-se de um momento difícil dos franceses, que não conseguiram aprovação da prefeitura de Paris para obras no complexo de Bois de Boulogne.

Hoje uma coincidência de fatos faz com que o Masters de Madri não seja mais a grande preparação, o grande teste para Roland Garros. Isso em função de ausências marcantes, como Novak Djokovic, Roger Federer e a eliminação de Stanislas Wawrinka.

Esta situação não poderia vir em melhor hora para Rafael Nadal. Depois de derrotas em Monte Carlo e Barcelona recuperar a confiança é tudo o que o espanhol poderia pensar de bom para este momento. Nunca é demais lembrar que o atual número um do mundo também sofreu derrota para Alexander Dolgopolov e sofreu contra Pablo Andujar, no Rio Open.

Tudo leva a crer que Roma fique com os duelos mais emocionantes desta temporada europeia de saibro que culmina com Roland Garros. Djokovic diz que já deverá estar em condições de jogo. Federer considera a ideia de jogar. Wawrinka precisa reafirmar sua condição de campeão de Monte Carlo.

E se o cenário da Caixa Mágica é exuberante, não menos imponente é o Foro Italico de Roma.


Comentários
    1. Lucas Pinheiro

      nadal ganhou 1 vez só o mini slam (3 grand slam). em 2010.. Federer ganhou em 3 oportunidades, se eu não me engano.

      Responder
  1. Weverson Pinheiro

    Acho que de alguma forma Nadal não gostou dessas desistências, pois ele não terá um grande teste para chegar bem em RG. Se bem que o Nishikori está com tudo no saibro e pode ser um bom teste para o espanhol. Agora se ele perde esse título começo a acreditar que a casa está caindo pro Rei do saibro.

    Responder
  2. Andrei

    Chiquinho,respeito muito você,mais poderia me dizer porque vocês que trabalham na TV,gostam de chamar por exemplo um japonês,de japa,ou asiático,ou oriental?não dá pra chamar o cara pelo nome?é incrível na minha visão como as pessoas tentam diminuir o cara pelo fato de ele ser magro,ou pelo fato de ele ser oriental é não ocidental e estar brilhando,eu nunca vi por exemplo chamarem o Nadal de “jogador ocidental vence em 3 sets”assisto jogos direto,ao invés de chamar o cara de Nishikori vai sacar,ficam falando umas 40 vezes o japa vai sacar,ou o japonês,já os outro jogadores falam muito mais vezes o nome,e parecem ser muito mais respeitados,só porque não tem olhos puxados?gostaria eu de ter nascido em um país com língua própria e raízes,acho que não existe nada mais bonito que isso.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Andrei eu uso o japonês, assim como o russo Marat Safin, o espanhol Rafael Nadal. Existe uma tendência de não se repetir palavras. Assim quando falo Serena Williams, na frase seguinte digo a americana…
      abs
      Chiquknho
      PS no meu caso não há qualquer intenção de diminuir alguém, além do que japonês é um povo desenvolvido, culto etc e tal…

      Responder
  3. Ricardo B. de Carvalho

    Não poderia ser diferente Chiquinho. É uma ‘caixa” realmente, mais horrorosa impossivel. O Centro Multiuso onde o Guga fez exibição contra o Moya, é bem mais bonito.

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>