TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Será que Wawrinka seria campeão?
Por Chiquinho Leite Moreira
janeiro 26, 2014 às 9:17 pm

Num jogo atípico ficou a dúvida para muitos. Será que Stanislas Wawrinka seria o campeão do Aberto da Austrália não fosse a lesão de Rafael Nadal? Ora, o espanhol ganhou um set com um saque apenas colocado e movimentação claramente prejudicada. As coisas poderiam ter sido diferentes? Dá para questionar o título do suíço?

Prefiro ficar com a resposta do próprio Nadal. Ele confessou na entrevista que em nenhum momento pensou em entregar o jogo. Ainda em quadra afirmou que deu tudo o que podia para buscar á vitória. E como deve ser… em seu discurso deu todos os méritos a Wawrinka, dizendo que o suíço mereceu o troféu. Emocionante este reconhecimento, mesmo sabendo que isso tenha custado muito. Afinal, o atual número um do mundo não é do tipo de jogador que se contente com o vice-campeonato. Mas nas circunstâncias em que se apresentava não tinha outra coisa a fazer.

Não tenho dúvidas de que muitos acreditam que Nadal poderia ter vencido o jogo. É claro que sim… ele pode vencer qualquer um. Já provou isso por diversas vezes. Mas será que neste domingo, o dia não era o de Stan?

A atitude mais gostosa, e que confirma o post anterior de que há um duelo e não uma guerra, apareceu na cerimônia de premiação. O tapinha nas costas de Nadal em Wawrinka, logo após posarem para foto com Pete Sampras e em seguida só os finalistas, foi significativo. Foi um sincero e verdadeiro ‘Stan… curta o momento… você merece… eu vou indo embora… aproveite meu amigo.”

O tênis passa a ser ainda mais bonito nestas horas. Por que tirar os méritos de quem fez uma campanha brilhante vencendo os números dois e um do ranking?. Buscar justificativas para as derrotas é desvalorizar os adversários. Os grandes campeões sabem reconhecer seus colegas…


Comentários
  1. Marquinhos

    Venceria com certeza! Nadal levou um baile do Suiço até antes da “suposta” lesão do Espanhol, porém, Wawrinka perdeu a concentração e permitiu que Rafael voltasse para o jogo.
    Foi engraçado ver Nadal chorando que nem uma criança depois do jogo, provavelmente por não ter alcançado Sampras. O mundo dá voltas………………
    Destaque também para as enormes vais que Rafael recebeu. Os torcedores não são bobos e sabem quem é quem.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Ora Marquinhos… por que o Nadal iria apresentar uma suposta lesão? Qual a jogada? Desculpe, mas esta não deu pra entender. Afinal, desculpa pela derrota ele não buscou ao fazer um sincero reconhecimento ao Stan…
      abs
      Chiquinho

      Responder
      1. Marquinhos

        Ok Chiquinho. Eu ainda fico com um pé atrás devido a falta de uma explicação convincente sobre o problema que Nadal teve no joelho. Alguns disseram que Rafael sentiu a lesão antes da partida, mas o Espanhol correu e bateu na bola feito um louco no 1 set.

        Responder
      2. Reis74

        Chiquinho, ta de brincadeira?
        Peco desculpas por discordar, mas uma “suposta lesao” qdo se esta perdendo o jg, p/ “esfriar” os animos e “entrar na cabeca do adversario” me parece muito obvio! O cara tava perdendo sacando muitissimo bem! Comecou a olhar o Tio e ai apareceu a lesao, come on!!! Essa atitude de parar, tendo ou nao lesao fez o Wawrinka perder a cabeca!! Foi nitido, sera q o Nadal he tao ingenuo a ponto de nao esperar uma desestabilizacao do adversario depois disso?
        Mais uma vez, esse tapinha q vc se refere, achei “jg de cena” p/ nao ficar de bandido p/ o publico, alem dos sponsors q ele deve ter uma enorme responsabilidade, com relacao ha sua imagem.
        Abs

        Responder
        1. GêCesar

          Ah, entendi. O Nadal que havia vencido todos o sets das 12 partidas que os dois se enfrentaram resolveu inventar uma lesão porque estava com medo de perder para o suiço! Então tá!

          Responder
      3. Carlos

        Por que? Não é a primeira vez que aparece uma lesão justificando derrota. Outra que é mestre nisso é a Serena.
        O povo vaiou por que está farto de conhecer a manobra. E o fair play depois da vaia, sinceramente, não me convenceu.

        Responder
    2. Paulo Roberto FerreirA

      Hilario teu comentario, Marquinhos. Vc tomou todas no sabado a noite? Stan com certeza venceria, assim como venceu todos os 26 sets disputados anteriormente entre eles.

      Vc deve ser mais uma viuva do RF!

      Responder
      1. Wilson Cândido de Melo

        Wilson, Jundiaí

        Na minha opinião, ao perceber que dificilmente ganharia o jogo, Rafael Nadal que joga muito, simulou uma contusão com um único objetivo, tirar o brilho da vitória do Wawrinca

        Responder
  2. Marcos RJ

    Parabens ao Wawrinka pela legítima vitória. Stan venceu nas últimas semana tops como Delpotro, Ferrer, Murray, Berdych, Djokovic e Nadal. Nao ha nada mais injusto (por parte dos mau perdedores) do que citar a lesao do espanhol como desculpa. E nao é nenhuma novidade que Nadal sempre está machucado, toda vez que perde. Toda estratégia tem um ônus e um bônus então não dá para escolher somente os lados positivos do estilo correria e força.
    Eu colocaria outras perguntas: (1) “Porque sera será que Nadal tem lesões tão frequentes?” (2)”Sera que as lesões não são uma consequencia direta da estratégia de jogo?” (3)”Por que será que em TODAS as entrevistas após derrotas o espanhol sempre repete a mesma famigerada frase “Este nao é o momento de falar de lesão”?” A vitoria foi inesperada? Claro que sim, mas tambem foi a vitoria contra Djokovic. Lamentável que alguem possa tirar o brilho dessa conquista. (Chiquinho, que fique claro que esse nao é o seu caso naturalmente, mas tem muito chorão falando bobagem por aí). Abraço

    Responder
  3. Sergio Ribeiro

    O histórico de Rafa Nadal nao ajuda muito Chiquinho. As atuações de WAWRINKA contra Novak e contra o N 1 falam por si so. Um primeiro Set Espetacular , somente contando com o Segundo Serviço. Já vimos varias vezes estes ” travamenros” principalmente quando se tem um alto favoritismo.Na minha modesta opiniao, vitoria Irretocavel do Suíço .Abs!

    Responder
  4. Bruno Pires

    Quem assistiu ao primeiro set sabe que o Wawrinka teria ganho de 3 x 0 se o Nadal não tivesse se lesionado.
    Ficou mais do que claro que a quebra de ritmo do jogo confundiu o Stan.
    E outra, se o Nadal nao tivesse se lesionado e tivesse perdido, também iriam falar que ele estava mais cansado…que o Stan jogou um jogo a menos…bla bla…
    Esse Australian foi do Wawrinka…e muito merecido!

    Responder
  5. André Ruiz

    O Nadal sentiu a lesão no segundo set.. O jogo seria duro para ele. Não gostei dele falar que sentiu no aquecimento, pois até lá, estava dando tudo… O Wawrinka só não iria ganhar mesmo com o nadal 100%, se sentisse a pressão, como sentiu.. abs…

    Responder
  6. joao sawao ando

    curto e grosso ,não seria/ não gosto do jogo do nadal ,mas ele e ganhador,se estivesse em plenas condições físicas nadal venceria fácil em 3 sets;6/4/6/3/7/5 por exemplo.e isso

    Responder
    1. Marcelo Monteiro

      Como é que ele venceria em três sets se ele só acusou a lesão após perder o 1º set ? Aliás, Nadal levou uma surra no 1ºSet.

      Responder
    2. vandenberg

      E o primeiro set ia ser anulado e a quebra do wawrinka no segundo set também né? Ta pensando que o wawrinka é o ridiculo do dimitrov é?

      Responder
  7. Reis74

    Marquinhos, assino em baixo!

    Chiquinho, gosto do esporte tenis, entre outras coisas, por ser um esporte de cavalheiros. Desculpe, mas as imagens q vi, nao consegui notar essa “cordialidade” q vc viu do Nadal p/ o Wawrinka, ele deu um parabens s/ graca p/ o Wawrinka e ficou agradecendo os sponsors.. Me pareceu mais um “jogo de cena” pois ele tinha tomado uma vaia sonora do publico qdo pediu o break perdendo o jogo.. Nao apenas o publico, mas o Sampras e todos q as imagens mostravam faziam expressoes de incredulidade sobre o Nadal, ou no minimo um ponto de interrogacao gigante na cabeca. P/ ser justo c/ o Nadal, o unico cara q nas imagens parecia sensibilizado e acreditando em uma “seria lesao” foi o Rod Laver. Assisti pelo Euro channel e os reporteres tb estavam incredulos.. Ate mencionaram q dali p/ frente se o Nadal vencesse, seria dificil se explicar na hora do “speech”.

    Agora, o tenis he um esporte quase 100% mental, ne? Nossa, o Suico tava voando, acertando td. Mas perdeu a “cabeca” discutindo ferozmente contra o juiz de cadeira, apos a retirada do Nadal e qdo o mesmo retornou, o Wawrinka estava tao p. q perdeu a concentracao e passou a errar td, perdendo um set!! Como esporte de cavalheiros, sera q vale td p vencer o oponente? He por essas e outras q p/ quem torce p/ Federer, dificilmente torcera p/ o Nadal…

    Entao, respondo o seu titulo “Sera que Wawrinka seria campeao?” com outro titulo… ” Sera que o Nadal teve algo serio, se he que teve?”

    Sei que no meio do texto vc fez mencao ao Wawrinka, para que o mesmo nao seja desmerecido, mas esse titulo ai….

    Ahhh, sou fa do Federer e torco para que se o Nadal de fato teve algo, que volte plenamente saudavel para nos proporcionar epicos jogos, apesar de nao gostar de seu estilo…

    Abs

    Responder
    1. Eddy Beutter

      Reis74, assino em baixo dos seus 2 comentários. Estou em Melbourne e acabei de voltar ao hotel depois uima baita fest entre os trocedors de Stan. Vale lembrar que o Sr. Chiquinho é torcedor roxo. Legitimo, porem um pouco parcial. Assisti ao jogo al vivo. No primeiro set o Nadal não tinha lesão e jogou com todo contro um Stan superforte. Rafa fiz um movimento “errado” e se tirou um músculo no tie-break. A partir este momento ele tive problemas a tal ponto que Stan fopi muito surpreso da atitude do Rafa (meio passivo) e se atropelou no 3°set. Rafa falou ma entrevista que ele sentiu a dor na costas já no aquecimento. Pura mentira, resp. comedia do Rafa. No mundo do tennis se sabe que Rafa e seu Tio Toni sáo mestres da comedia. Rafa não não escuta o seu corpo, é um toro. Tenho dúvida quele vai chegar até a idade de Roger assim. Isso não impede quele é um garnde Campeão. Agora vou dormir, forza Stan

      Responder
  8. Marisa

    Nadal não sabe perder…..estava demorando p vir uma desculpa…rs.
    Ele joga muito tenis, mas é só pancada de um lado para o outro. Agora vem dizer que se não fosse uma lesão se ele ganharia. Faça me um favor, o Warrinka jogou muito o torneio todo…….!!!

    Merecidíssimo esse troféu….

    Nadal!! aprenda a perder sem desculpas…ok!

    Responder
  9. CRISTINA MARYKO TAKAHASHI

    Uma pena não termos uma grande final de grand slam. O jogo do Wawrinka com o Djokovic foi realmente muito mais interessante e era o que eu gostaria de ver em uma final. O Wawrinka venceu o Djokovic e o Nadal, mostrou que está efetivamente entre os melhores, dividindo as vitórias com os dois primeiros da ATP. O primeiro set do Wawrinka contra o Nadal mostrou que ele podia vencer ou disputar um 5º set de igual para igual como foi o jogo com o Djokovic. Só temos que parabenizar o bom jogo e evidenciar o backhand que ele tem. Ganhou com enormes méritos este campeonato.

    Responder
  10. REnato

    Chiquinho sua opinião beira a ingenuidade pura, pois acho vc honesto! Mais una vez o mau perdedor, faz com que se macule a vitória do adversário. Ele conseguiu tanto que estou indignado té com o jornalista tamanha sua impertinência sobre o jogo. O mala do Nadal intui que ia perder. Simula uma contusão, como já fez com o joelho. E os ingênuos jornalistas não tem o cuidado sequer de observar o ardil e ficam questionando se estivesse bem! Era isso que o NaDAL queria. turvar a conquista do outro!Mesmo com respeito, o crítico tem de saber observar o jogo! Parabéns Stan, mesmo com as dúvidas do Chiquinho!

    Responder
    1. Roberto Rocha

      Mas como se fala bobagem…Nadal apanhou de Nole 7 vezes seguidas em 2011 e não abandonou nenhuma das partidas nem inventou desculpas físicas…
      Portanto, dizer que o cara ficou se arrastando feito uma lesma por 3 sets, sacando só segundo serviço e sem alcançar bolas nas quais ele sempre chegou só para “estragar” a vitória de Wawrinka…sem comentários.
      Stan deveria vencer de qualquer modo…sua atuação nesse torneio me lembrou muito a de Delpo quando venceu o USOpen,,,vivia um momento em que era praticamente invencível…creio que todos ficamos felizes por ver mais 1 jogador chegando ao grupo dos grandes…e desejamos que ele fique nesse grupo por longo tempo!
      E vimos Nadal lutar como sempre…o que irrita demais aqueles que sofrem com as vitórias do espanhol…
      O 14º Slam virá em seu “habitat natural”…Rolanga…Existiria lugar melhor para alcançar tal marca?

      Responder
  11. Marcus Rocha

    ..caro chiquinho..sou um admirador seu..mas hoje entendi porque muitos falam que quando o seu amado Nadal perde, você não escreve post..era melhor não ter escrito este..fala sério..qualquer amante do tênis sabe que sem a simulação e pela garra Nadal poderia ganhar o jogo..assim como Djoko poderia ter ganho do Wawrinka também neste torneio..amanhã quando o Nadal tiver defendendo seu muitos pontos no saibro(tem piso que exiga mais do físico que este – incluindo costas né!)..Nadal vai correr..pular..passar 4, 5 ou 6 horas(se for com Djoko)..e não vai sentir nada…quando tá ganhando o jogo(Federer como exemplo) não sente nada..quando tá perdendo..sente tudo..tanto que quando ganhou o terceiro sete da final começou a parecer perfeito..ai lembrava da encenação..e fazia erros bobos..por tudo isso e algo mais..admiro o Nadal pela determinação no jogo mas não consigo torcer por ele..pra mim tênis é algo mais do que esperar o oponente cansar e errar.

    Responder
  12. Carlos

    Parabéns Chiquinho! Brilhantes conclusões. Não gosto do estilo de jogo do Nadal, acho muito feio e sem estilo, mas como atleta e como pessoa o admiro cada vez mais. Muito bacana ele seguir em quadra sabendo que ia perder e não usar sua dor como desculpa. Tão absurdo quanto questionar o título do Stan, que jogou demais, é dizer que o espanhol fingiu. Ele não sacaria a 120, 130 por hora o primeiro saque se estivesse apenas fingindo. O Djoko sim, já vimos ser atendido e voltar “voando”, lembra da vitória sobre o Rafa na final do US Open?? Um abraço!

    Responder
  13. Eduardo Guimarães

    O Nadal fez de tudo para desestabilizar o Stan no primeiro set, parando o jogo demais pois estava tomando uma surra! Não conseguiu e a dor nas costas veio bem a calhar…O set que Stan perdeu prova o quanto um adversário cheio de vícios pode desestabilizar o adversário. Como Federer falou está na hora de alguem monitorar o tempo que Nadal usa principalmente quando está perdendo, ele tenta o tempo todo parar o bom momento do adversário e muitas vezes passando do tempo permitido, isto é roubo e tem que ser punido!

    Responder
  14. Paulo

    Prezado Chiquinho, você como comentarista e “funcionário” desse esporte (pois vive disso), até entendo “sua ingenuidade”, até entendo que você acredite que o espanhol tenha se lesionado, mas o povo não é otário, o povo vaiou e ficou muito feio para o espanhol. Wawrinka estava muito superior e o espanhol totalmente perdido no primeiro set. Veio o segundo set e o cenário continuava o mesmo, portanto o espanhol tentou o plano B kkkkkkkkk, mas felizmente não adiantou. Também não acreditei muito no tapinha nas costas, foi totalmente político na minha opinião pois caso contrário, não haveria “chororô” do espanhol ao retornar aos vestiários.

    Responder
  15. Robson

    Os comentários deveriam ser feitos somente por amantes do tênis e não por apaixonados por um ou outro tenista. Na minha opinião Stan teria e tem condições atuais de vencer qualquer top 10. Agora afirmar que o Nadal simulou contusão por achar que ia perder o jogo, é ridículo. Nadal já jogou jogos duríssimos contra, por exemplo, Federer e Djoko e com nenhum deles simulou contusão. Não havia motivos para isso, mesmo pq o jogo era de 5 sets e todo mundo sabe que num jogo de tênis as coisas podem mudar de um set para o outro. O Stan perdeu o 3º set pq jogou muito mal, principalmente nas devoluções. Nadal se machucou quando estava no 2º game do 2º set, ou seja, faltava muito jogo ainda pela frente.

    Responder
  16. Robert

    Prato do dia:touro miura cozido lentamente quase até o final.Cortado com o dorso de UMA só mão.Antiga receita suiça,estava um pouco esquecida.Adapta-se bem ao clima quente do hemisferio sul nesta época do ano.Parabéns ao Chefe Stan Wawrinka,por trazer à tona novamente esta receita tão ao gosto dos amantes do verdadeiro tênis.

    Responder
  17. Girão

    Brilhante campanha do Wrawrinka superando 03 Tops ten. Nadal já tivera enorme dificuldade para superar o Dimitrov. Já com o Federer , o Miúra encontrou um tenista que foi para o jogo derrotado mentalmente. O Stan mostrou contra os três um tênis agressivo e demolidor, que me parece difícil de Rafael Nadal neutralizar. Acredito
    que a lesão tenha ocorrido ,entretanto não mudaria o resultado do jogo , em função da consistência do suíço. O
    espanhol pra mim segue favorito esse ano – o cara a ser batido- porém me causou uma impressão positiva essa
    evolução do Federer . Oxalá volte a predominar a plástica e a técnica sobre a força física. Merecida a vitória do
    Wrawrinka , e o Nadal foi um mero coadjuvante.

    Responder
      1. Chiquinho Leite Moreira

        É isso aí Bruno… Depois de o jogo terminado, o título conquistado o melhor mesmo é enaltecer a conquista do campeão… e pronto… vamos para a próxima. Esta é a mensagem.

        Responder
  18. Gabriel

    Você fez exatamente o que diz na última parte, buscou evidências para desvalorizar a vitória do Stan. Pq?
    Não importa se o Nadal já provou que pode ganhar de todos, perdeu pq Stan foi superior nesse jogo.
    E ainda tentou usar dos problemas físico para desestabilizar o adversário.

    Responder
  19. Mário Fagundes

    Chiquinho, perdoe-me, mas discordo plenamente de você. Nadal já se beneficiou de diversas atitudes anti-desportivas para sair vitorioso de quadra. Será mesmo que ele se contundiu? Tenho minhas dúvidas, pois o caráter do espanhol não me convence. A verdade é que o Stan venceu o primeiro set com autoridade e estava vencendo o segundo, quando a tal “contusão” apareceu. E conseguiu confundir a todos os que acompanhavam a partida e quase conseguiu afundar mentalmente o suíço, que só voltou para a partida no quarto set. Stan fez um torneio maravilhoso e tem todos os méritos. Todos os medos, fantasmas e dúvidas foram cessadas no jogo contra Djokovic. Penso que, daqui em diante, um nova era está se iniciando no tênis, com novos campeões dividindo as glórias com o Fab4. Quando a torcida do espanhol já contava com o caneco na prateleira, veio a máxima do esporte, como bem disse Vicente Matheus: “O jogo só acaba quando termina”.

    Responder
  20. renne bueno

    Chiquinho,

    primeiro Set aula, e sem dor…mesmo com um Nadal na esquerda e outro na direita tomaria um saco. Com a dor ele ate que equilibrou o jogo e ganhou um Set..rs….

    Respondendo o Título do post, se ele seria campeão: elementar que seria, meu caro Chico.

    Em tempo: Bem vindo novamente, Backhand com uma mão só! Como fica bonito de ver tenis

    Responder
    1. Ederson Cavalcante

      Verdade cara a esquerda com uma das mãos bem executadas é coisa linda ! Por isso sou fã do Federer e torci incontestavelmente pelo Wawrinka, jogou muito e Nadal nem viu a cor da bola no jogo. Ele só ganhou o 3° set porque o Wawrinka estava desconcentrado ( o que foi raro em todo torneio, aliás só aconteceu neste set).
      Abraços !

      Responder
  21. Henrique

    Stan ganharia de qualquer jeito. Ao contrário de Federer, a esquerda dele não é frágil e, portanto, propícia para a exploraçao do Nadal.

    Stan chegava bem naqueles ganchos altos em seu backhand e distribuia golpes por todos os lados. Como essa tática do Nadal funciona com todo mundo que bate o revés com uma mão e nao estava funcionando contra esse suiço, o espanhol entrou em pânico, eis que nao tinha um plano B.

    Perdeu o jogo e perderia de qualquer forma, vide o vareio no 1 set.

    Stan fez a melhor campanha do Ausopen e mereceu ganhar? Nem se questione isso. Abs.

    Responder
  22. frank

    Chiquinho,
    Com tanta coisa boa a ser enaltecida na vitória de Wawrinka sobre Nadal, você escolhe um título para, de modo sutil, colocar dúvidas sobre o que teria acontecido se Nadal não tivesse sofrido a lesão nas costas.
    Seja mais “positivo” e deixe de ser puxa… do Nadal.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Frank… não estou colocando dúvidas. É justamente o contrário, usando para isso o comportamento e o reconhecimento do Nadal. Ficou claro?
      abs

      Responder
      1. frank

        O próprio título de seu texto, com a sutileza das palavras, tira um pouco do brilho da conquista de Wawrinka.
        Seguindo sua “linha” de raciocínio, não se poderia questionar a veracidade da lesão de Nadal?
        Muitos comentaristas já disseram que Nadal, quando em apuros, recorre ao expediente de “atrasar” o jogo; e, sinceramente, não vi humildade no Nadal em reconhecer os méritos de Wawrinka. Ele apenas fez o cerimonial para não se passar por antipático.

        Responder
        1. Chiquinho Leite Moreira

          Sinceramente Franck não vi ganho nenhum em Nadal forjar uma lesão na final. Sacar a 150 km/h. Enfim, catimbar o jogo é outra coisa. Lesão clara como foi não tira o brilho de Stan, que mereceu sem dúvida, mas o título, como já disse, é para dirimir dúvidas que possam pairar nas cabeças de muita gente .abs

          Responder
  23. Sergio

    Chiquinho,
    “Será que Stanislas Wawrinka seria o campeão do Aberto da Austrália não fosse a lesão de Rafael Nadal?”, que maneira de começar seu post….Seria muito mais elegante se saudasse de cara o feito fantástico do suíço…não sei porque todo mundo não enxerga que o Nadal é um mala fanfarrão…disse na entrevista que a lesão ocorreu durante o aquecimento, mas correu como sempre, fez tudo normal, até ver que não ia ganhar mesmo…aí veio a desculpa da lesão, quando ele teve uma impressão de que poderia virar o jogo, ele esqueceu a lesão…PARA DE SER MALA, SÓ ARRUMA DESCULPAS…TODA VEZ QUE PERDE SLAM É A MESMA COISA…SAI FORA

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Poxa Sérgio com o reconhecimento de Nadal ficou claro que o suíço mereceu o título. Sim ele foi um campeão de verdade. O espanhol afastou qualquer dúvida, mas sim lutou para virar a situação. Atitude que se deve esperar de qualquer jogador numa partida, em respeito ao adversário, ao público e ao tênis.

      Responder
  24. George Guimarães

    Galera, ninguém é santo e o Nadal já catimbou sim, mas olhando tudo o que ele já passou, tanto se recuperando de contusões quanto (e principalmente) virando inúmeros jogos, vocês realmente acham que eletinha motivos pra desistir do jogo e fingir uma contusao pra isso?
    A média do saque do cara caiu de 180 pra 150 km/h, virou uma jogadora de WTA, e ainda assim foi até o fim. Se os torcedores vaiaram no começo, aqueles aplausos na premiação foram a prova de que admiraram o esforço do atleta. E no discurso, nada do tipo “ele teve sorte” ou “posso jogar 10 vezes melhor”. Nadal pode ser reclamão e ter seu histórico de catimba, mas já deu inúmeras provas de humildade. E foi um belo final, pena que os torcedores insistem no espírito de porco para cornetarem um ou outro jogador a cada derrota.

    Responder
    1. Anderson

      Concordo George. Se fosse realmente catimba, ele teria voado até o final do jogo, sabemos que físico e vontade para isso ele tem de sobra. Claramente algo estava de errado nele. E acredito que os motivos da vaia, seja o momento em que ele pediu o atendimento.

      Responder
  25. Maykell

    E quem disse que o Nadal não ganhou nada, fui informado que a academia americana de cinema, já concedeu o Oscar de melhor ator deste ano de 2014 para o Nadal e o de ator coadjuvante para o tio Toni. Cara, eles foram muitos fingidos. Esse Nadal não sabe perder, faz de tudo para ganhar. Essa dele se superar depois de uma lesão no joelho como diz que tem ou tinha, e depois ganhar quase tudo o ano passado, não me convence. veja o caso do Murray, voltou de uma cirurgia minimamente invasiva na coluna e não ganhou nada. Perdeu até do FEDERER , que vinha ganhando. Esse Nadal não me engana, ele é uma fraude, como mostrou hoje! As vaias foram merecidas e o Oscar muito mais.

    Responder
  26. O LÓGICO

    PROPOSIÇÕES LÓGICAS, TOMO I: QUESTÕES ÉTICO-MORAIS kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Por que quase toda a rod laver arena vaiou Rafael Nadal? Não foi essa vaia uma prova mais que suficiente de que uma esmagadora parcela de pessoas que aprecia o tênis desconfia da postura ético-moral do robozinho programado para assassinar o tênis arte? Mas se quisermos tornar a coisa mais dificultosa para uma saída racional para essa questão, basta que vinculemos o presente episódio com o surrado caso do joelhinho de bailarina kkkkkkkkkkkkkk. Então, considerando verdadeiro que ele teve problemas nas costas a ponto de chorar, como ele conseguiu em outros confrontos se conter e não desmanchar em choro por dores no joelho? Lembremos que ele afirmou em entrevistas recentes que tomava analgésicos e em outras que sentia dores terríveis durante as partidas. Dor é Dor kkkkkkkk, se são insuportáveis num caso, o são noutro. Mas só o N1 interino consegue jogar com dores terríveis no joelho, sem demonstrar o menor sintoma, e quando ocorre de ser com dores nas costas, desmanchar como sorvete de petit gateau, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, e logo numa decisão de slam em que está sendo claramente massacrado. A vaia, senhores, foi uma clara demonstração de que a massa não acredita em Rafael-santo-do-pau-oco-Nadal kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Vejam os blogs da ESPN e do Chiquinho, a manifestação pública é “objetiva”, e acho que Nadal pode ser comparado, no âmbito do esporte, a um péssimo político que não goza de respeito geral. Não foi só uma vez que ele fez isso, e é justamento aí que se instala a desconfiança. Eu sempre disse que a impressão que me passava era que Nadal queria ser o maior; mas queria sê-lo de uma forma diferente: como herói, ou até como mártir do tênis: hoje, não fosse seu histórico e a sacada do público, sairia de quadra como herói que valorizou a final e o público, empanando claramente a vitória do adversário. Notem em sua entrevista, que ele, dessa vez, teve que citar várias vezes o problema, e ao final ainda colocou palavras na boca do público: afirmando que no final todos perceberam que era verdade. Por isso sempre deixei claro que para mim Nadal tem um péssimo caráter esportivo (fora de quadra me parece uma pessoa doce e respeitoso).

    Então, para finalizar, eu coloco a seguinte dificuldade para as nadalzetes do blog, a ala dita civilizada, kkkkkkkkkk: como podem vocês quererem que o tênis volte às origens do ponto de vista ético-moral, e das normas da etiqueta esportiva concernentes a esse esporte, inclusive exigindo que neste blog sigamos o ideário moral desse belo esporte, mas ao mesmo tempo torcer por uma tenista que não ajuda em nada nessa empresa? Eis aí uma contradição nos termos que somente nadalzetes apixonadas como o MC virgulino, o Luiz Falador de abobrinhas e o Igor Menestrel do besteirol podem responder kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
    1. Sergio Penedo

      Acho você quase tão fanático quanto as nadalzetes que enuncia… torço pro Nadal e, acredite, ficaria chateado se o Stan tomasse a virada, simplesmente porque o cara MERECIA vencer, por todo o torneio que disputou. Não é porque torço para o Nadal que tenho que defendê-lo, admiro seu estilo se ir atrás de todas as bolas, mas isso não me faz ir até a morte por ele, em se tratando de tênis. Wawrinka fez de tudo para ficar com esse título, e fiquei feliz por tê-lo conquistado. Torcer pelo tênis nos impõe isso, ir “contra” nosso tenista favorito, logo acho que você podia deixar um pouco essa raiva que tem de lado e apenas falar em nome do esporte. Abraços!

      Responder
    2. Chiquinho Leite Moreira

      Poxa então teria sido melhor o Nadal entregar o jogo? É isso mesmo? Houve sim um respeito ao público e o espanhol usou o que podia para seguir na luta. Mas, como o próprio Nadal disse, o merecimento foi todo de Wawrinka, que aprendeu algumas lições neste jogo e ganhou experiências importantes para sua carreira.

      Responder
      1. Mário Fagundes

        Chiquinho, Federer teve sérios problemas com dores nas costas em 2013, inclusive em derrotas para Nadal. Mas vc viu o suíço, em alguma oportunidade, acusar essas dores durante uma partida para confundir o adversário a ponto de fazê-lo cair mentalmente? Nadal venceu o 3º set “contundido”, pois Stan aguardou sua saída de quadra. A estratégia de esfriar a partida quase deu certo. Mas para o bem do tênis, Stan voltou a se concentrar e fechou a partida. Parabéns, Stan!

        Responder
  27. Helena Abreu

    Eu estou com os comentários da maioria. No 1º set diante de um Wavrinka espetacular até o 2 a zero no 2º set, o que nunca jamais Nadal poderia esperar, já que venceu todos os demais jogos. Ele sai para ser atendido fora da quadra. Claro, o Stan estava barbarizando, tinha que parar para esfriar e tirar a concentração do outro que estreante em finais deste porte sairia de jogo, como de fato ocorreu. Detalhe: Houve novo atendimento da mesma lesão em quadra. Curioso foi que no 3º set quando Nadal vencia por 3 a zero e o fisioterapeuta apareceu, aí ele não parou para ser atendido. ou seja quando perdendo vamos chamar o fisioterapeuta, quando ganhando dispensamos o fisioterapeuta. No 4º set Nadal deu um saque a 180. Ora, que mágica é essa? Uma lesão nas costas e de repente ele saca assim? Ele pode até ter ficado cansado, ou perdeu a intensidade, mas lesionado é demais. Não gostei porque quem está lesionado não consegue jogar, muito menos ganhar um set. O curioso é que toda vez que ele perde, sempre tem uma lesão, não joguei o meu melhor. Todos tem altos e baixos, jogam mal, perdem a intensidade e perdem, menos o Nadal? Até hoje não ficou esclarecida essa “lesão” no joelho. Muito suspeito. Voltar e perder pouquíssimos jogos, para quem ficou “parado” por 7 meses? Então temos um gênio….

    Responder
    1. Mário Fagundes

      Bem lembrado, Helena, o fato de Nadal não ter sido atendido pelo fisioterapeuta quando vencia o 3º set. Pra que esfriar o jogo se estava ganhando, não é mesmo? É Rafael Nadal, não somos bobos. As vaias na Rod Laver Arena não foram em vão. Parabéns, Stan, você fez um excelente AO 2014!

      Responder
  28. Marcelo Pacheco

    Oi Chiquinho. Sou seu fã, adoro seus posts, seu trabalho e seus comentários, mas hoje tenho de discordar de você quanto ao que escreveu. Hoje, penso que nem Nadal, nem Djokovic, Federer ou qualquer outro jogador no mundo poderia bater o suiço Wawrinka. Este “será?” do seu post eu respondo da seguinte forma: o suiço simplesmente deu um nó na cabeça do Nadal no primeiro set, jogou com agressividade e acabou com aquela velha tática do Nadal de ficar angulando o jogo com bolas altas. Stan usou e abusou de seu poderoso forehand e seu furioso backhand neste jogo de hoje em todo torneio. Respondendo então sua pergunta: “Sim, Wawrinka seria e é o campeão do Australian Open de 2014″, talvez o mais merecido vencedor de slam dos últimos anos!

    Grande abraço

    Responder
    1. Anderson

      Concordo com você Marcelo. Diria que o Wawrinka é sim o mais merecido vencedor do AO. Não consigo ver alguém merecer mais um título do que o Nadal merece o RG e sempre mereceu.

      Responder
  29. Bruno Guedes

    Entao vou resumir essa historia…
    Eu já vi Novak ser vaiado, eu Já vi o Nadal caráter duvidoso ser vaiado, eu nunca vi Roger Professor ser vaiado.
    Muito pelo contrario, eu vi Roger ser aplaudido por mais de 5 minutos na basileia após perder pro Delpo.
    Entao não comparem mais Agua com Vinho, nunca mais Roger com Nadal…por que o povo aumenta mas não inventa.
    Ninguem aguenta mais, e o Drama com a toalha…MEU DEUS..ai do nada ele quebra o saque e ganha o set.
    Ai quando começou a entrar na PORRADA outra vez baixou a guarda…Chiquinho, sou seu Fã assisto o ACE…
    Mas menos muito menos…
    Abracos.

    Responder
  30. Manoel Carlos Farias Mota

    Chiquinho,
    1) vc está certo duas vezes, primeiro pela crônica e segundo de não responder a pessoas fanáticas.
    2) Stan = LL = lucky loser = não tinha nada a perder = do jeito que você bateu na bola, só de vez em quando, 1 em 10, ou melhor, 1 em 13.
    3 ) RF = Professor = Rei = melhor Técnica = reclamão = aposentado . Daqui a pouco vai reclamar que o jogo passou da meia-noite e o vovô tem que dormir. Joga bola, só nas quadras e pare de falar dos outros. Deixe a questão do tempo pro juiz.
    4) Nadal = humilde = educado = Futuro Rei de todos os tempos. Não esquenta, tem mais 3 Slans – tomara que com Stan – este ano e mais uns 12 até você virar vovô igual ao RF…mas num vai ficar reclamando do outro, hein? É feio, anti ético e falta de educação.

    Responder
  31. Andre Tartaglia

    É impressionante como um jogador como o Wawrinka que querendo ou não é cabeçudo igual o Belucci, encontrou num treinador, Magnus Norman, o “upgrade” que faltava no seu jogo, a cabeça.

    Ele já vem melhorando muito do ano passado pra cá, e ganhou com méritos esse Australian Open.

    Já Nadal e Djokovic precisam aprender que eles são muito bons, estão num nível muito acima dos outros jogadores jogadores hoje, mas que eles também podem perder, e os dois são mestres no uso da regra do fisioterapeuta, eu sou a favor que mudem essa regra, o correto seria, o jogador solicita o médico, conta o que está acontecendo e o médico decide se para o jogo ou não, ali na hora, sem massagem, sem frescura, e importante falar que Djokovic perdeu para Wawrinka e não apelou para essa regra.

    Eu respeito o jogador monstro que o Nadal é, mas ele fez muito jogo de cena, “joguei por respeito ao público, ao adversário e blá blá blá, poxa, o vencedor jogou pra caramba, não pode chegar e dizer “o cara foi melhor hoje e mereceu” é difícil falar isso.

    É essa falta de fair play que gera esse tipo de pergunta que foi o seu post Chiquinho, será que fulano ganharia, se não houvesse a contusão. Sim hoje Wawrinka venceria Nadal, hoje era o dia dele, era não foi o dia dele, mereceu, que aproveite, que seu treinador melhore ainda mais a sua cabeça, para voos mais altos.

    Responder
    1. robinho

      Ninguem estava no corpo dele pra saber se ele sentiu alguma lesão ou não. Se abandonasse o jogo?, seria uma tragédia pra final do torneio, consequentemente o titulo de wawrinha seria minimizada., Se fica na quadra e perde se arrastando? não tem caráter. Entendi. O nadal não tem o direito de se machucar, afinal ele não é humano neh?
      A maioria que comenta aqui é federista fregues de nadal.

      Responder
  32. Ibrahim

    Chiquinho, gosto muito das suas publicações, mas faça-me um favor, o título que você escolheu para a presente, por si só, já desmerece a vitória do Stam. Portanto, começa muito mal. E, ao longo do texto, você, ainda, enaltece mais o derrotado que o vencedor, triste. Dupla falta pra você Chiquinho.
    Abraços.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Ibrahim… esta é uma dúvida que paira na cabeça de muita gente. A menção traz como resposta o reconhecimento. Por isso, não coloquei em dúvida a capacidade de Stan, mas sim que o próprio oponente reconheceu que o suíço merecia o título, portanto, sem motivos para contestações ou dúvidas.

      Responder
  33. Eduardo

    O título da matéria mostra qu e o Rafa conseguiu o que queria, manchar o título do adversário e levantar a dúvida se ele nao seria mais campeão ainda que ele ja é se não fossem as lesões.

    Ocorre que estas lesões não deveriam ser consideradas em se tratando de Nadal. Isso porque seu jogo é baseado no físico. Logo, o físico estar ruim para ele é como um golpe tecnicamente nao estra entrando pra outro jogador. São coisas do jogo.

    Responder
  34. Flávio Branco

    Que título mais tendencioso esse seu, Chiquinho. Stan massacrou o Nadal o no primeiro set e o Nadal disse que sentiu a lesão já no aquecimento, mas jogou normalmente no primeiro set. Acompanho seu programa na Bandsports e sempre te achei parcial e torcedor escancarado Nadal e após esse título infeliz do seu post, só reforçou minha convicção. Quem venceu foi o Stan, não o catimbeiro do Nadal quem perdeu. Lamentável esse post.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      É isso aí… quem venceu foi o Stan e, para isso, precisou passar por vários tipos de teste, inclusive o de enfrentar Nadal em situação atípica. A resposta a uma dúvida que paira na cabeça de muitos foi, segundo o texto, dada pelo próprio reconhecimento do Nadal…
      abs
      e, curiosamente, dizem tb que sou torcedor do Federer, do Djoko. Gosto de um bom tênis, seja lá quem estiver em ação. Curtia o Connors, o Agassi, mas tinha tb de admirar o McEnroe e o Sampras. Geniais jogadores…

      Responder
  35. Fabricio

    Salve Chiquinho…
    A grande pergunta na minha opinião é quanto tempo o Wawrinka iria se manter mentalmente na partida? Quem acompanha o circuito há algum tempo sabe quem é o histórico do Stan ninguém mias do que Nadal sabe também, ele podia jogar aquele tênis fantástico que jogou no primeiro set, mas mesmo assim deu aquela amarelada na hora de fechar, era só Nadal manter-se colado no placar que viriam mais chances, e passaria a comandar o jogo e não deixaria mais Wawrinka voltar a partida. Se pararmos para se pararmos para analisar o Wawrinka deu uma bela amarelada naquele 3º set, Nadal colocava a bola no saque e ele teimava em dar winner de devolução, quantos e quantos erros.
    Agora tem uns desavisados antinadal (que já da pra imaginar pra quem torce pela revolta e pelo fato de não ter aprendido perder ainda) que dizem que a “suposta contusão de Nadal desconcentrou o Wawrinka, quem de fato acompanha o circuito ri de um comentário desse, inclusive Chiquinho no blog do Paulo Cleto pela experiência e vivência que tem no tenis mas na mesma proporção a arrogância, jamais deveria desconfiar do caráter de um jogador como Nadal, e pior ele chama de elegante e cavalheiro alguém que alguns dias e algumas vezes destruiu raquetes malhando a ferramenta no chão, mas como ele mesmo diz “c’est la vie”
    Nadal perdeu três finais de slam seguidas e em momento nenhum deu desculpas, perdeu algumas finais nos torneios de saibro para Djokovic e tampouco nenhuma desculpa, acho que duvidar do caráter do Nadal como perdedor é somente para quem não acompanha de fato e o mencionado blogueiro. Voltando a final Wawrinka jogou muito tenis e é merecedor do título é é muito bom ver outros jogadores vencendo grandes torneios, este ano teremos grandes mudanças, mas ainda acredito que Nadal e Novak dominarão

    Saudações…

    Responder
    1. Manoel Carlos Farias Mota

      a respeito dos que estão julgando o Nadal, a psicologia explica: é projeção da sua atitude no outro. Você faria isto…É por isto que tem tanta certeza. Atentem-se aos fatos. Stan jogou muito. Nadal não estava 100%. Nadal respeitou, especialmente o Stan.

      Responder
  36. Luiz Augusto

    Oi Chiquinho , eu lembro de um final, eu acho q foi em Hamburgo, que o Federer estava ganhando do Nadal de
    5/1 e o Nadal pediu atendimento fingindo sentir a coxa, na volta do jogo o Federer se desconcentrou e o Nadal acabou virando o jogo. Se ele tivesse sentindo as costas mesmo como no final do jogo ele estaria sacando à
    180KM/h?????

    Responder
  37. Devanir Hermsdorff

    Torcia prá Azarenka, mas depois do que ela fez com a americana Sloan Stephens, no aberto dos EUA ano passado, quando estava tomando um sapeco, saindo da quadra prá ser atendida nos vestiários,esfriando o jogo da americana , virou e venceu e levou uma vaia também, tenho até nojo de ve-la jogar/gritar hoje. E o Nadal tentou fazer o mesmo, mas não funcionou e falar que sentia muito ter terminado daquele jeito que fez o máximo, ele queria ou tentou dizer pro público: “vcs. sabem que esse titulo deveria ser meu, mas me machuqei e ele venceu só por causa disso. Desmereceu totalmente a vitória do cara que mais jogou no campeonato!! Chiquinho cai na real. Esses caras(inclusive as mulheres) que estão no topo querem fazer um clubinho fechado. Por isso torço para que em todo torneio venha renovação. Só prá concluir. O Nadal já era prá ter perdido pro Nishikori, que deu um sou e não perdeu pro Nadal, perdeu prá si mesmo. Inclusive, nesse jogo o Nadal pediu atendimento mais de uma vez por causa das mãos.

    Responder
  38. Luiz Augusto

    Oi Chiquinho , eu lembro de um final, eu acho q foi em Hamburgo, que o Federer estava ganhando do Nadal de
    5/1 e o Nadal pediu atendimento fingindo sentir a coxa, na volta do jogo o Federer se desconcentrou e o Nadal acabou virando o jogo. Se ele tivesse sentindo as costas mesmo, como no final do jogo ele estaria sacando à
    180KM/h????? Com certeza ele tentou trapacear de novo

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Usou o regulamento e o seu direito de pedir atendimento médico. Será mesmo que ele tinha motivos para inventar uma lesão? Só para refrescar sua memória. Guga Kuerten perdia 4 a 2 nas semifinais diante de Ferrero. Parou o jogo e ganhou a partida. Usou os três minutos do regulamento para tratar nas dores e deixar o espanhol pensando na vantagem e no saque que teria de confirmar. Em tempo: pelo que vi na tv, Nadal estava servindo a 150 km

      Responder
      1. Eduardo

        Chiquinho, o que o Guga fez ou não fez é irrelevante.

        O fato é que a existência da regra tem uma razão de ser. A regra do atendimento médico é para atendimento médico.

        Diversos jogadores a utilizam para esfriar o jogo e isso é burlar a regra. Não sei se é o caso do Nadal. Não sou as costas dele para saber se havia lesão ou não, mas este argumento de que se está seguindo a regra é uma meia-verdade, pois muitas vezes, como disse, os jogadores não tem lesão alguma.

        Responder
          1. Eduardo

            Irrelevante em relação ao fato de ele ter pedido ou não ter pedido atendimento médico. Não em relação as suas conquistas, obviamente.

            Li toda a coluna e nada altera a minha conclusão.

            1) O nadal assim como outros jogadores utilizam-se da regra quando nao é o caso de se utilizar a regra;
            2) A conquista do Wawrinka conseguiu ser em parte manchada pela lesão ou suposta lesão do Nadal, que, aliás, nunca perde estando bem fisicamente. Sempre há algum problema.

  39. robinho

    Se Nadal estivesse em suas melhores condições, duvido muito. 50 bolas cruzaram a 1 metro dele, e ele não ia nelas. A troco de que? . Todo mundo sabe que ele nao dá um ponto de graça. O Federer que o diga.

    Responder
  40. Liana DUarte

    E uma pena so falarem da “suposta”contusao do Nadal. O Stan estava barbarizando. O que eu gostei aqui nos come ntarios e que parece que todos ja conhecem o Nadal, o cara e um monstro e verdade mas quando esta perdendo e nao pode mais comeca com as catimbas!!!!!!! Dorr nas costa , claro, nao havia outra maneira de esfriar o jogo, ele nao via cor da bola!!!!!!!!!!!!Alias isso esta se tornando normal no tenis, infelizmente, acha visto a Vitoria Azarenka ano passado contra a Sloan Stevens!!!!!!! A por ai que fico cada vez mais fa do Roger perde e nao inventa dor alguma.
    Parabens STAN voce mereceu muito!!!!!!!!!!

    Responder
  41. Roy

    Incrível a discussão sobre Nadal lesionado ou não … deixemos de lado esse detalhe e analisemos a bela sucessão de vitórias do Stan nesse torneio … o Cara estava endiabrado!…
    Ficou com a pior chave, passou por todos, inclusive o no. 2 e mereceu o título.
    Era a semana dele sem dúvida, se será assim no futuro, … só Deus sabe!…
    Portanto esqueçam Nadal e curtam a bela façanha do Stan super merecida.

    Responder
  42. junior

    olha , com todo respeito chiquinho,isso e discussao de buteco de esquina, o cara chegou ate a final batendo djocko, berditch e deu uma sova no nadal no primeiro set.e mais importante ganhou.sera que estan ganharia ?/ nao ele ganhou e ponto final .nao tire o merito fantastico do cara.quem precisa de lambada da sua parte se chama bellucci.esse safado sim nao honra a vida de rei que deus deu para ele, assim como a maioria dos tenistas brasileiros que amam jogar em casa ,de preferencia em cidade de praia nos torneios mais michurucas do planeta.

    Responder
  43. joao olimpio

    No quarto set nadal volta a jogar bem e sacar normal, e ai o stanimal massacra novamente, não tinha como segura-lo.Stanimal caminhava para o titulo a passos firmes, nadal sabia disso, por isso sendo de familia de jogador de futebol, quetal usar de todas as artimanhas desse esporte de malandros (futebol) e desestabilizar o adversário, tentou mas não adiantou. A verdade é, ninguem ganharia do stan nesse domingo.
    Chiquinho que venha roland garros

    Responder
  44. Diabo Louro

    Curioso constatar que os adversários mudam, mas o Nadal está sempre em pauta. Os torcedores daqueles que ficaram pelo caminho tentam se apegar a qualquer outro jogador para tentar diminuir o espanhol.
    Dizer que o Nadal encontra desculpas em lesões é coisa de quem não acompanha ou não entende o circuito. Em todas as últimas derrotas dele, sobretudo para Djoko e até mesmo para Fed, não houve qualquer desculpa ou lesão. Foram raras as ocasiões que o Nadal perdeu por conta de lesão perceptível aos espectadores, como neste domingo.
    Não gostar de um estilo é uma coisa, mas diminuir um gigante da história do esporte é coisa de quem não entende.
    Stan mereceu a vitória. Nadal continuará a ganhar e a perder, e a se lesionar, como todos os outros jogadores.
    O circuito promete para este ano.

    Responder
  45. Luiz Fabriciano

    Puxa vida Chiquinho, que post é esse? Wawrinka barbariza no torneio, ganha incrivelmente de Djokovic, dá um baile em Nadal durante 1 set e meio e recebe um post desses como homenagem destacando que Nadal só perdeu por estar contundido, depois deste set e meio? Não bastasse isso, Nadal afirmar que sentiu dor no aquecimento, como pode? Ainda por cima enaltecer o “tapinha” nas costas como sinal de admiração e respeito pelo adversário? Sabemos muito bem o que quer dizer um tapinha nas costas e para mim, um caloroso abraço seria um sinal muito mais significativo do reconhecimento aos méritos do adversário. Desculpe-me o desabafo, mas esse post foi um dos piores em termos de reconhecimento a um campeão de um evento tão importante. Um grande abraço a você.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Luiz acho que vc não entendeu. O texto justamente reconhece o título de Stan e dá evidências de quem ainda teria dúvidas, de que até mesmo o perdedor reconheceu que o dia era do suíço.

      Responder
  46. Erik

    Quem conhece o Nadal e tênis sabe que ele não estava normal, não tinha mobilidade e estava sacando igual o segundo saque da Martina Hings. Não gosto dele, pois joga feio, mas ele tem uma resistência mental e física descomunal, o que não apareceu neste jogo, que era final de Slam e levaria ele à história do tênis. Claro que o Stan jogou muito e poderia ter ganhado, mas em em circunstâncias normais o jogo no mínimo iria para 5 sets e teria durado umas quatro horas, todos já viram isso acontecer várias vezes. O Nadal já tomou várias surras do Nole, do Federer e não ficou reclamando contusões. Se reclamou aconteceu. Os federistas tentam pixar a imagem dele, mas ele só usa as armas que tem. O que ele pode fazer é o que faz, corre igual um animal e levanta as bolas, mas isso é eficiente e se ele não fizesse isso levaria surras sem fim dos craques do tênis. Parem com teorias da conspiração e vejam a realidade.

    Responder
  47. MARCO ANTONIO DE MORAES BARROS

    De fato, lamentável a atitude de Nadal diante de Wawrinka. E como todos já mencionaram, o histórico de Nadal evidencia isto.

    Com certeza você vai se lembrar, Chiquinho, deste episódio que vou relatar.

    Roland Garros 2011. Federer impõe, na semifinal, a primeira derrota a Novak Djokovic naquele ano, 3 sets a 1.

    Federer e Nadal na final. Primeiro set. Federer está vencendo o primeiro set com uma quebra a seu favor. Misteriosamente, Nadal sente algo e vai ao vestiário. Retorna à quadra e aí quebra por duas vezes o saque de Federer e vence o primeiro set. Ou seja, Nadal, se valendo de ardil, quebrou o bom momento do Federer, até mesmo porque, depois que venceu o primeiro set, Nadal não sentiu mais nada, misteriosamente.

    Naquele dia, Federer ainda venceu o segundo set, mas acabou perdendo o jogo por 3 sets a 1. Nadal campeão mais um vez em RG.

    Se lembra disto, Chiquinho?

    Puro jogo sujo do espanhol.

    Enfim, Nadal é useiro e vezeiro neste tipo de artifício quando está perdendo.

    O público australiano não é bobo, razão pela qual as sonoras vaias quando de seu retorno.

    E então Chiquinho, o que tem a dizer sobre isto?

    Abraço.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Bem relatei outro fato de RG, com Guga parando o jogo no 4 a 2 para Ferrero…
      Acho que o público ficaria ainda mais furioso se tivesse visto apenas um set da final

      Responder
    2. Marcelo F

      E o que dizer de Federer, no AO 2010, depois de perder o primeiro set por 6×2 para o Davydenko? Falou depois do jogo em entrevista que pediu para ir ao banheiro para deixar o tempo passar e o sol sumir da quadra (estava meio sol – meio sombra). Foi isso que ganhou o jogo? Claro que não, mas que tirou o ritmo do adversário tirou não?
      Desculpe mas no jogo contra Dimitrov a situação era quase igual (6×3 contra no primeiro) e virou, após sofrer bastante para isso. Porque pensar que ele não poderia virar também, ainda mais contra um jogador que ele já tinha vencido tantas vezes?

      Responder
  48. joel

    Eu não me lembro de ter visto o Nadal entregar jogos não é do perfil dele, porém não podemos tirar o mérito do Stan que jogou muito o torneio, agora se alguém falar aqui que em condições normais o Nadal não era favorito por favor todo mundo viu o que ele vez com o Federer no piso prefiro do Suiço q pra muitos é o melhor de todos os tempos eu sempre falo espera a carreira do Nadal acabar para comprovar isso, foi nítido que o Nadal não tinha condições de jogar 100%, parabéns ao Stan mas tem o restante da temporada para vermos se ele veio para ficar mesmo na minha opinião ele não dura muito tempo no top 5….. tem muitos que duvidam q o Nadal consiga passar o Federer em nº de Slam eu acho que vai passar e outra o Federer nunca foi melhor que o Nadal e só ver os confrontos 23×10

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      É verdade Joel, o suíço jogou muito e mereceu o título. O texto coloca justamente isso através das reações de Nadal.

      Responder
  49. Nemerson

    Chiquinho, concordo que Rafael Nadal poderia ter ganho o jogo, mas o Wawrinka nesse domingo estava jogando muito bem, da mesma forma que jogou toda a semana e eliminou o excepcional Djokovic. Acredito que a queda no terceiro set foi apenas uma perda momentânea de concentração, pois o cenário ficou muito duvidoso. Muitos até especularam que o Nadal não passaria do segundo set.
    Fato é que o suíço joga de forma muito agressiva além de possuir um backhand muito eficaz. Nem os balões do Nadal foram capazes de atingi-lo. Acredito que esse foi apenas o começo da ascensão do Wawrinka e também a confirmação de que o corpo possui limitações e não é diferente com para o Nadal.

    Responder
  50. Fabiano Prazeres

    Chiquinho, provavelmente não. É só ver o retrospecto,em 12 jogos o Suiço nunca tinha vencido um set, imagine ganhar 3 no mesmo dia. Apesar de Wawrinka ter feito um um 1º primoroso, ficou claro, pelas bolas curtas e falta de ritmo no jogo que Nadal não estava em suas melhores condições desde o início, como ele mesmo relatou.

    abraços.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Poxa Leo… não basta ler o título. A resposta está no texto com o reconhecimento de Nadal. Muito pelo contrário não há desmerecimento ao título do Stan, mas sim o reconhecimento.

      Responder
      1. Eduardo

        No jornalismo sabe-se a importância de um título.

        Você como bom jornalista certamente também sabe disso. O título não foi escolhido a toa. Ainda que o texto diga tudo ao contrário, o título (a manchete) tem uma força incrível e muitas vezes fala por si só.

        No caso, a mensagem que passa aos leitores (e nao necessariamente a que estava na sua cabeça) é a que o título reflete o que você realmente pensa, ou seja, a dúvida quanto à legitimidade do título. No corpo do texto dá-se aquela suavizada para não pegar mal, mas a mensagem já foi dita.

        Responder
        1. Chiquinho Leite Moreira

          Será que muitos não colocam em dúvida o título de Stan? Então, a resposta dada pelo próprio Nadal dirime dúvidas.
          A dúvida paira na cabeça de muita gente. Afinal, Stan, por exemplo, perdeu-se em certo momento do jogo. Isso poderia ter sido fatal em outras circunstâncias. abs

          Responder
  51. Kiko

    O Stanislas Wawrinka fez um excelente torneio e derrotou o primeiro, segundo e o décimo jogadores do ranking. Mereceu ganhar, pois fez um arrasador primeiro set e infelizmente ele não pode comemorar como devia. No final, ficou aquele clima triste, sem graça pela lesão nas costas do Nadal. Se foi “jogada” para esfriar a partida, ninguém irá saber, mas que ele foi visivelmente vaiado quando voltou dos vestiários isso foi..

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Kiko… o pessoal não deve ter entendido a mensagem do blog. Acredito sinceramente que muita gente não leu até o final. No último parágrafo está escrito: Por que tirar o mérito de quem venceu os números um e dois. E o texto finaliza com “os grandes campeões sabem reconhecer seus colegas”. Isto quer dizer que Nadal é um grande campeão e reconheceu o Stan tb como um grande campeão. Não sei de onde estão tirando dúvidas sobre o merecimento do título pelo suíço. Ora, a manchete da coluna justamente chama para a resposta que está no texto. abs

      Responder
  52. Roberto

    Sou tenista a mais de cinco décadas e nesse tempo tive o prazer de ver grandes jogadores, maravilhosos jogadores e fico perplexo com as insunuações feitas ao grande jogador Rafal Nadal, grande sim, pois poucos até hj tiveram tantos triunfos….Pode ser que seu estilo não agrade a todos, mas não lembro de ninguem que entre na quadra para perder jogando bonito, com estilo….sim, para vencer, sempre mesmo dando balão…lembro do meu professor Venancio : Jogue o problema para o poutro lado….rs…e não é que ele tem razão.. Abraços a todos que gostam do tenis e jogam para ganhar…….ate.

    Responder
  53. Romulo Costa Alves

    Chiquinho, gosto do seu trabalho, as vezes ate e divertido, mas o set q o Wawrinka perdeu foi muito mais por causa de uma viagem dele mesmo, Wawrinka, por estar pensando na lesão do Nadal e o quanto grave e real era e se por causa dela ele iria desistir ou não e isso como vc mesmo sabe pode tirar completamente o foco do tenista adversário, do q méritos do nadal, claro admirável a atitude do ‘touro’, mas no primeiro set quando o Nadal jogou normalmente sem acusar a lesão, tomou um ‘baile’ do Wawrinka. Abraços

    Responder
  54. Kleber Palladino

    Títulos como esse só tentam desvalorizar o que o Wawrinka conseguiu. Devemos lembrar que ele derrotou um Djokovic e tem evoluído ano após ano. Não há sombras de dúvida que o Wawrinka foi o melhor e pode derrotar o Nadal sob quaisquer circunstâncias. Abrir espaço para esse título é desvalorizar um dos melhores tenistas do circuito.

    Responder
  55. Igor Freitas

    Chiquinho, eu vou dar a minha opinião sobre o caso. Sei que muitos vão me crucificar, mas…
    Eu não acredito que o Nadal tenha tido nenhum tipo de lesão nas costas.
    Falaram das bolhas na mão dele, mas na semi ficou comprovado que não teve problemas com elas.
    Essa história do Nadal conviver com lesões, na minha opinião, é balela.
    São histórias que inventam para acobertar as famosas punições silenciosas que ouvimos falar por aí.
    Eu não acredito que ele tenha tido lesão em 2009, em 2012 e essa de agora.
    Ele é um excelente jogador, mas a atp encobre os problemas que ele tem com o dopping.
    Mas aviso de antemão, essa é a MINHA opinão sobre o caso Nadal.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      RG desde o escândalo do Tour de France de ciclismo tem, talvez, o mais rigoroso dos controles anti doping. Nunca se provou nada contra o espanhol. Não nos compete fazer em um espaço público acusações não comprovadas. abs

      Responder
  56. João

    Fala Chiquinho. Como está Bauru? Li com atenção seu post e concordo um pouco com o que disseram acima (não com o jeito que disseram): perguntar se o Wawrinka ganharia não fosse a “lesão” do Nadal. Acho imprópria a pergunta não tanto por ela em si, mas porque é preciso sim valorizar a conquista do suíço, pois ele venceu o Djokovic (n.2), o Berdich e o Nadal (n1) em sequência. Somente o Federer poderia ter feito algo semelhante neste torneio, ainda sim menor do que fez o Wawrinka, e eu não vi você e um dos seus colegas sequer mencionar a grandeza desse feito. Tudo gira em torno do “guerreiro” Nadal. Puxão de orelha em vocês! Afinal que vocês querem? Divulgar o tênis ou criar um figura mítica com o nada? Olha lá o que ele (Nadal) tá falando agora: “Não tenho uma lesão grave, só as costas travadas que me afetarão por uns quatro ou cinco dias. Nada mais que isso. Mas não dá para ganhar um jogo importante como este com esta limitação, apesar de ter passado por algo parecido em Montréal. Eu sabia que ele ia sair voando dentro de poucos dias. Sabe, para mim a genialidade do Nadal não está no jogo em si, mas em como ele manipula o mental de seus adversários. 90% das vezes em que perde, ele acusa uma lesão. Ora, o que ele quer dizer? Simples: para ganhar de mim só mesmo eu estando machucado, e olhe lá. Quantas vezes ele não perdeu um jogo sem alegar dores e sumiu do circuito depois; sobretudo quando foi duramente derrotado por Djokovic, Federer e outros. Você, Chiquinho, acompanha o esporte há muitos anos. Que caso você viu de um jogador, em qualquer esporte, que volta do estaleiro arrastando o joelho, a perna, e ganha 10, 12 torneios no ano? Engraçado, não é? Foi o Wawrinka perder a concentração um pouco e voltaram os gemidos, a demora no saque, a intimidação. Deixou a entender que ia desistir no fim do segundo set e caminho para a cadeira. O fato é que o Nadal fez o que pôde para desconcentrar o suíço, e quase conseguiu. Olhe o que ele está dizendo hoje? ” “Estava sacando bem, mas me sentia pior a cada game. Não consegui levar o jogo ao limite, a um 4/4, 5/5, quando normalmente eu consigo jogar uma bola a mais que o adversário.” Até acredito que algo deva ter acontecido, mas querer transformar o cara num guerreiro, num super hombre, me poupe. E isso piora quando um verdadeiro campeão, que jogou bem o torneio todo tem seu crédito posto em dúvida. Para mim o Nadal não é herói coisa nenhuma, um grande campeão e olhe lá. As pessoas normais, incluindo 99% dos tenistas ficam limitadas por contusões, dores etc. Essa estória de que o cara suporta tudo, qualquer coisa…é pra vender tênis, raquete e camiseta. O herói nessa história chama-se Stanislas Wawrinka, que ganhou seu primeiro GS vencendo o n.2 e n.1 de forma inconteste e que suportou para vencer todo tipo de aluguel do adversário permanecendo elegante no fim. Por fim, vocês da imprensa poderiam ajudar a promover uma virtude a ser aprendida pelas crianças: devemos fazer por merecer e não para vencer

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      João Bauru estava ótima no fim de semana, mas já estou em Sampa. Peço um favor para ler o post até o final. No último parágrafo coloco justamente que não há como se colocar em dúvida o título de Stan. Ainda mais… escrevo “um grande campeão (no caso Nadal) sabe reconhecer um colega (no caso Stan). Ou seja, o suíço é colocado no hall dos grandes.
      abs

      Responder
      1. João

        Fala, Chiquinho. Obrigado pela resposta. Li 2 vezes. Mas a gente lê o texto todo e não só uma parte. A questão é que não apenas eu, mas outras pessoas acreditam que essa obsessão do Nadal por vencer passa dos limites. No meu entender, vocês da imprensa deveriam tratar desse assunto ou ao menos não supervalorizar o Nadal. Olha o que vocês fizeram: o Wawrinka fez algo extraordinário e o foco continua sendo o espanhol. Talvez vocês não tenham reparado, mas não só aqui no Brasil, mas em outros lugares, essa nadalite já está cansando. Ou foi à toa que tomou vaia ontem? Isso só pra citar um exemplo. O que apontei no seu texto foi o costume de contemplar o espanhol, quando o suíço fez muito mais por merecer. Você poderia ter falado das partidas que ele disputou, das vitórias no torneio etc. Você vê o que o Nadal faz? Uma baita pauta, um cara vencendo os 2 primeiros do RKG e o assunto é a suposta dor nas costas do outro. Entendo que num site de tênis fica difícil ficar falando mal de quem vende tanto. Mas com o tempo, vão vender mais dos outros também. De qualquer modo, o problema do Nadal, repito, é querer ganhar a qualquer custo. quer ver outra coisa? Lembra um post seu falando da reconstrução do joelho do Nadal. Eu não quis comentar à época, mas li o texto em que você se baseou e ele apontava lá uma dúvida sobre o incremento do hormônio HGH horas depois da aplicação do PRP, o resultado desse incremento é a grande capacidade de se recuperar de um jogo exaustivo para outro. As pesquisas ainda não são conclusivas, embora os dados sejam consideráveis. Pelo menos eu acho muito cedo e muito duvidoso apontar esse jogador como melhor de todos os tempos ou um herói, guerreiro o que quer que seja. Não podemos ser levianos, ele sempre testou negativo e não há por que sem provas dizer isso ou aquilo sobre seus testes. Apenas há outros jogadores aí, O Dimitrov com um jogo lindo, o Pospsil, o Delpo, enfim. No caos do Wawrinka, ele merecia muito mais da cobertura esportiva aqui, inclusive a da TV.

        Responder
        1. Luiz Fabriciano

          João concordo plenamente com você. Infelizmente o Chiquinho, grande jornalista que é, insiste em fazer com que prestemos atenção no final do post dizendo que o Nadal reconheceu a vitória do Wawrinka, mas se o post todo só fala do grande atleta que é Nadal, ou seja, apenas o Nadal reconheceu os méritos do Wawrinka? Grande abraço e parabéns pelas colocações.

          Responder
        2. Mário Fagundes

          Valeu, João! Concordo plenamente com você. E os torcedores de Nadal que me perdoem, mas aquelas vaias na Rod Laver Arena não foram em vão. Duvido que elas tivessem acontecido caso fosse qualquer outro tenista naquelas condições. O histórico negativo pesa (e muito!) contra Nadal no quesito conduta esportiva.

          Responder
  57. Paulo Andre Lopes

    Boa Tarde, Chiquinho! Bem, acompanho Tenis ha pouco tempo, cerca de 5 anos, e tenho me dedicado a assistir jogos de varios torneiros. Lendo tudo que se posta por aqui e em outros blogs, acho que tem muito torcedor pecisando fazer Terapia. Meu Deus, o brasileiro precisa entender que Tenis nao e Futebol! Como vcs, profissionais experientes, preparados, aguentam tanta besteira?. Me desculpe pelo desabafo, acho que vc entendeu! Abraços!

    Responder
  58. Geraldo Arnt

    Sinceramente não entendo a raiva (explicitada claramente nos comentários) contra Rafael Nadal. Fico com as palavras do Alexandre Cossenza (do blog Saque e Voleio).
    “É preciso ter uma mente muito traumatizada ou perturbada para acreditar que uma pessoa – qualquer pessoa – vai simular uma lesão depois de perder um set só em uma final de Grand Slam (melhor de cinco!). E se você acha que Nadal, invicto diante de Wawrinka até então, desistiria de um jogo depois de um setzinho, procure o psiquiatra mais próximo porque o caso é grave.”
    Logo o Nadal que é um cara conhecido pela garra que tem! Gente, vão se tratar!

    Responder
  59. mariliense

    Boa noite Chiquinho!
    Incrivel a comemoração da torcida do suíço na derrota do megacampeão Rafael Nadal. Parece ser este o único caminho que restou para uma torcida infeliz que outrora comemorava grandes conquistas do seu ídolo mesmo contra adversários de qualidade duvidosa. Mas bastou aparecer um adversário melhor que ele em todos os pisos por 23 vezes que o desespero, e o ódio tomaram conta do pseudo fair play de outros tempos. Por outro lado nós torcedores do Nadal não sabemos motivo de tamanho ódio pois Nadal nunca teve placar de 23×10 contra rê…. mas é perfeitamente compreensível visto que essa freguesia é o motivo mais gostoso quando nós nadalzistas queremos gozar os rivais. Diria que o 23×10 é melhor troféu da nossa torcida e esse titulo ninguém tira do Nadal rê….é a melhor vingança …. Melhor que isso ainda está pra vir 24×10 kkkkkkk, sem maldade,olha o fair play, abraços

    Responder
    1. Marquinhos

      Tudo que Nadal conquistou é secundário depois do 23 x10. kkkkkkkkkkkk É a maior conquista do baloeiro, limitado e de jogo feio. Apesar de tudo Roger está tranquilo no REINADO DO TÊNIS PELOS PRÓXIMOS 50 ANOS.

      Responder
    2. Fernando Brack

      Você quis dizer nadalzetes, né Marília?
      Apesar de alguns mais parecerem nadalóides.
      Êta funk trash de uma nota só esse tal de H2H.

      Responder
      1. mariliense

        Meu amigon de torcida Brack!
        A maioria dos meus coments é de bom humor e com um leve efeito provocador ( a favor do Nadal é claro ) e jamais dirigido a você, que todos sabem é um nadalzete enrustido debaixo da pele do suíço freguês pra não ser perseguido mais que já foi pelos seus amiguinhos rsrsrs…. Agora deixa de ser brincalhão , se ter 23×10 a favor é ficar sofrendo então como é que deve ser o sofrimento de ter 23 derrotas contra o megacampeão, explica pra mim amigon???? Olha Brack, eu gosto dos seus coments sempre reclamando do suíço freguês , mas eu acho que você é um tremendo pé frio,pois depois da sua volta aos blogs ele jamais ganhou algo que preste pra ser comemorado pela sofrida torcida …. em compensação o Rafael Nadal rê, acho que você dá sorte pro espanhol. Então vamos gritar juntos Brack: é um… é dois… é três vaaaamoooooooooss….abs,

        Responder
  60. joao sawao ando

    os grandes campeões sabem reconhecer seus colegas ,ok tudo bem, mas o nadal estava com uma cara bem aborrecida,nao se conformou com a derrota….

    Responder
  61. Fernando Brack

    Pode ser que Nadal tenha mesmo sentido um incômodo sério nas costas durante a partida, mas ele dizer que começou a sentir a lesão no aquecimento só pode ser piada.
    Primeiro, que esse bate-bola antes das partidas é qualquer coisa menos aquecimento, pois os caras já vem à quadra aquecidos. Pra quem não sabe, os jogadores praticam 1 hora antes dos jogos por pelo menos 30 min, sendo esse o verdadeiro aquecimento. E segundo, eles fazem alongamentos e recebem massagens sob orientação de seus preparadores mais perto da hora do jogo.
    A menos que Nadal tenha sofrido algo em treino ou feito uma má recuperação após a semi contra Federer (que foi uma moleza), não há explicação para ele ter sofrido uma lesão no jogo contra Wawrinka, pois eu tenho certeza que ele veio para a quadra prontíssimo para 7 hs de jogo.

    Responder
  62. Eduardo

    302 semanas , sendo 234 seguidas, vendo o rival no topo piram a cabeça de qualquer um!!!
    Nadaletes…..esse record o tourinho nunca terá!!

    Responder
  63. Thiago

    Ele venceu o número 1 e 2 do mundo ? Então acabo, mais que merecido. O nadal poderia ter pedido uma perna, e jogado mancando de muletas, que ainda seria merecido, infelizmente essa discussão sempre ocorrerá, mas a partir do momento que você vence o 1 e 2 do mundo, nao importa a maneira, nao adianta, é merecido, Daqui 5,10,20 anos, ninguém vai lembrar a “situaçao”, vai lembrar apenas wawrinka campeão do Australia Open 2014, isso que é justo, isso que importa para ele e para a história do esporte.

    Responder
  64. Eduardo

    Claro que o Nadal estava machucado. O cara é o maior vencedor atual do tênis, e um campeão irrepreensível; não tem nenhum tenista que leva vantagem em relaçao a ele no “head to head”. Além disso, não há dúvidas de que ele sabe perder, e não precisa se valer de expedientes obscuros (há algumas teorias da conspiração no post..). Passou 2011 inteiro perdendo do Djokovic, e nunca deu desculpa de lesão alguma. Fico somente espantado com o enaltecimento ao Federer. O cara foi um dos maiores, mas ele claramente já era. Só vai ganhar do Nadal de novo, em Grand Slam, quando o Roberto Carlos fizer o especial de fim de ano de bermuda…

    Responder
  65. Sergio Ribeiro

    Soderling em Rolanga, Rosol em Wimbledon , Stan no AOPEN sao apenas alguns exemplos de um histórico que nao e’ bom. Pete Sampras ao levar em casa no UsOpen duas surras por 3×0,para Hewitt e Safin afirmou que em ambas sentiu um “desconforto”. Por tanto Rafa Nadal nao e’ o ÚNICO. Depois das terríveis Vaias e a irritação de WAWRINKA , tinha que ir ate o Final pois assim como Sampras , sua imagem estava em jogo.Abs!

    Responder
  66. Samuel

    Chiquinho, acho que li em algum lugar que você já esteve no Aberto da Austrália. Já estive lá algumas vezes, assistindo somente a jogos na Rod Laver Arena. Em um blog, li que o sistema de refrigeração é ligado somente quando o teto retrátil é fechado em momentos quentes. Porém, ao que me lembro, parece-me que o sistema de refrigeração fica ligado praticamente durante o dia todo, mesmo com teto aberto, desde que a temperatura fique desconfortavelmente quente para o público. Quero saber se você se lembra do uso de como é feito o uso desse sistema no torneio.

    Responder
  67. Carol

    Só acho que, com o título + o post em si, você diz concorda que o Wawrinka mereceu ter sido campeão, mas fica meio contraditório pra mim, pois o titulo e todos os outros parágrafos você só fala do Nadal. O suiço mereceu não porque o Nadal falou na entrevista. Mas sim porque todos vimos. Sua última frase no post ” Os grandes campeões sabem reconhecer seus colegas ‘ – Novamente enaltecendo o Nadal. Como se fosse um adjetivo fazer isso. Ora, o que ele iria fazer? Falar que o outro não merece vencer? Alguém faz isso, hoje, no circuito?
    Fico triste com seu post, pois pra mim parece que o Nadal de deixou ganhar, e todos nós que vimos o jogo sabemos que não é verdade. Wawrinka ganhou o jogo muito bem, e se o adversário se lesionou, não é problema dele.

    Responder
  68. Fabio ECP

    Texto estilo Federer, título estilo Nadal. Ambos campeões, cada um com sua estirpe, funções e propósitos (até os inconscientes). Um malandramente morde, já o outro assopra. Um apela, provoca, catimba, “baloeira” com muito spin. Laça. O outro esclarece, explica. Redime, dentro do possível, o chamariz eficiente do título/pergunta.
    Para muitos de nós “Federistas” ou amantes do tenis clássico, não basta ser eficiente e campeão, tem tb que jogar bonito, limpo (em todos os sentidos) e não usar de NENHUMA milonga. Nem antes, nem durante, nem depois do jogo.
    Com todo respeito ao campioníssimo Nadal e a sua pessoa dedicada a este lindo esporte:
    No texto vc jogou bonito Chiquinho, parabéns! No caso do título…puxou cueca em público. Apelou.

    Responder
  69. Rodrigo Wellerson

    Chiquinho, trabalhar com o “será” é meio complicado e acho até injusto, pois se fosse ao contrário duvido que pensariam assim, pois o Stan é freguês. Acho que o Wawrinka se assustou com o fato de ver o Nadal todo contorcido, mas ele mereceu o jogo. Perdeu um set pois se perdeu um pouco, mas em todo o jogo ele deu uma verdadeira Surra. Me lembrou o jogo entre Nadal x Delpo. Não me recordo em qual competição, me o Nadal apanhou muito naquela ocasião. E o Wawrinka tinha a experiencia que o Nishikori não teve.
    Acho que o Nadal não fez mais que obrigação. Nada dava certo. Ele tinha obrigação de reconhecer o Stan.
    Assim como temos que reconhecer que esse titulo pode(ou não) equilibrar novamente o circuito, pois mesmo ganhando dois Slams, o Murray continua sendo um péssimo vencedor, entrou no AUS Open dizendo que se ganhasse um jogo já estava bom, um cara que paga o Lendl não quer ganhar um jogo. Não creio que vá durar muito no top do circuito por essas atitudes. Mas o Wawrinka mesmo não estando no topo sempre mostrou vontade de ganhar, mesmo quando lhe faltavam recursos. E espero um circuito mais apimentado principalmente nas entrevistas, Gulbis estava mais que certo quando dizia que os tops são chatos.

    Responder
  70. André Souza

    Boa noite Chiquinho. Leio sempre os blogs do Tenisbrasil e o Saque Voleio do Alexandre Cossenza. Em todos os blogs que eu li, os blogueiros comentaram sobre a conquista do segundo Grand Slam da Na Li. Estranhei não ter uma coluna sua ou mesmo um pequeno comentário dentro do post sobre a final masculina ( como fizeram o Dalcim e a Sheiloca) sobre esse fato. Gostaria de saber sua opinião sobre a final feminina e o título da Na Li. Grande abraço.

    Responder
  71. Chiquinho Leite Moreira

    Alberto, sinceramente, achei a atitude do Nadal legal. Não me pareceu apenas diplomática… um tapinha nas costas representa uma ação acima de qualquer suspeitas.
    abs
    Chiquinho

    Responder
  72. Fonseca

    “Esporte não é guerra”? Vai falar isso para Nadal, que sempre tratou cada partida como uma batalha de vida e morte. Eu hein…

    Responder
  73. Mário Fagundes

    Chiquinho, aprecio seu trabalho e tenho aprendido muito com você sobre tênis, mas é preciso ser muito ingênuo para acreditar que um “tapinha nas costas” seja uma atitude sincera. Desculpe-me , por favor, é que em se tratando de Rafael Nadal e suas inúmeras artimanhas fica sempre uma dúvida.

    Responder
  74. Fernando Brack

    Pára, né, Alexandre. Vai dizer que Nadal não ganhou por desgaste?
    Tá parecendo que você passou a acompanhar tênis neste AO 2014.

    Responder
  75. Fernando Brack

    Fonseca, é exatamente como o Nadal encara o esporte.
    Fora de quadra é uma flor, mas lá dentro é um predador.
    O bicho muda de personalidade quando o juiz diz ‘play’.

    Responder
  76. Samuel

    Nadal é competitivo e respeitoso. Bem diferente de Djokovic, que, mesmo sem falar muito, é capaz de capitalizar a antipatia contra si e, mesmo com tantas conquistas, tem uma legião pífia de fãs. Porém, brasileiro, como uma boa vítima da cultura americana, tem dificuldade de assimilar que essas qualidades (competitividade e respeito) possam conviver em uma pessoa, no caso, o espanhol.

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>