TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Dupla ganha reconhecimento internacional no AO
Por Chiquinho Leite Moreira
janeiro 13, 2014 às 3:12 pm

Não só no Brasil, por motivos óbvios, mas também a mídia internacional virou seus olhos para as duplas. Nestes dias, em meio a agitação das primeiras rodadas do Aberto da Austrália, os irmãos Bob e Mike Bryan receberão o prêmio de ‘Embaixadores do Tênis’, dado pela ITWA (International Tennis Writer’s Association), associação internacional que reúne os principais jornalistas de tênis de todo o mundo. A premiação não visa apenas a atuação em quadra, mas especialmente a contribuição para o esporte e o relacionamento com a mídia. Tanto é que no lado feminino a tenista eleita foi a chinesa Na Li.

A indicação para os Bryans chega num momento importante. Dá aval ao que os brasileiros como Marcelo Melo, Bruno Soares e André Sá andam fazendo no circuito internacional. Além de elevar o status da modalidade, que, podem acreditar, andou ameaçada pela própria ATP, por causa da pressão dos diretores de torneios.

Diferente do que acontece nos Slams, que têm também a missão do desenvolvimento do esporte, diversas competições da ATP se colocaram contra a realização de torneios de duplas. O motivo é que nos dias de hoje as chaves não se misturam mais. Contam com tenistas de simples e especialistas em duplas. Isto significa, por exemplo, um número maior de quartos de hotel. E o retorno ao investimento nem sempre foi o desejado. Afinal, nem mesmo as finais de duplas atraem o interesse do público. Hoje, no Brasil, esta história mudou com a boa atuação dos mineiros em todo o mundo. A ponto de incentivar o desejo de novos jogadores também buscarem esta especialização.

É claro que a mídia não pode ir contra o interesse popular e as maiores atenções seguirão com os jogos de simples. Mas é bom saber que ‘o momento dupla do Brasil’ tem apoio internacional.

Ainda sem jogos de duplas, o Aberto da Austrália deste ano mostrou sua cara, com algumas novidades, atenção ao calor e uma polêmica que promete agitar os próximos dias: a velocidade da quadra e o grip da superfície, que, como já aconteceu há vários anos, deve ser responsável por diversas torções. Em ritmo de aquecimento, Novak Djokovic conseguiu sua 22a. vitória consecutiva em Melbourne e já deu para perceber em pequenos detalhes a mão do novo treinador Boris Becker. O clima de expectativa segue com as estreias de Roger Federer, Rafael Nadal e dos brasileiros.


Comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>