TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Uma vitória p’ra lá de merecida
Por Chiquinho Leite Moreira
fevereiro 3, 2013 às 1:38 am

O resultado poderia ter sido 3 sets a 0. Estaria justo. Mas os 3 a 2 premiaram com tons dramáticos e fortes doses de emoções a vitória da dupla mineira, Bruno Soares e Marcelo Melo. Tudo o que aconteceu neste encontro serviu para reforçar todo o merecimento deste ponto marcado pelo Brasil, no confronto diante dos Estados Unidos.

Os norte-americanos Bob e Mike Bryan recentemente celebraram o 13.o título de Grand Slam, na Austrália. Passaram a ser considerados os melhores de todos os tempos. Um exagero, na minha opinião. Mas os números mostram também algumas inverdades. Vejo um duplista hoje como um jogador diferente de outros tempos. John McEnroe, por exemplo, brilhou nas duas modalidades. O tênis atual não permitiria mais que ele fosse o número um do mundo em simples e também estivesse entre os primeiros nas duplas. Enfim, vi muitas duplas sensacionais, com jogadores que também alcançaram destaque nas simples.

Novos tempos, novas duplas e o time mineiro, Soares e Melo, especializou-se nesta modalidade que, se perde um pouco de interesse nos torneios, ganha importância fundamental num confronto de Copa Davis.

Bruno Soares sempre se revelou um jogador estável. Sereno, habilidoso faz de sua regularidade uma arma. Mas, nesta partida diante do Bryans, acho que Marcelo Melo fez a diferença. Como jogou o Girafa…hein.

Os dois merecem os parabéns. Não só pela vitória, mas também da maneira como souberam conduzir a partida. Ao perderem o segundo set, em situação das mais estranhas e provocativas, poderiam ter perdido o controle emocional. Mas mostraram-se fortes e concentrados. Foram inteligentes ao não se deixarem envolver pelo clima e riram por último.


Comentários
  1. Henrique Farinha

    Olá Chiquinho, td bem? Será que Bellucci se inspirará no exemplo de hoje e, também, no de Thiago Alves, que, mesmo muito inferior a Isner, não baixou a cabeça em nenhum momento? Creio que isso poderá fazer a diferença não apenas amanhã, como em sua atuação no circuito este ano. Abs!

    Responder
  2. Roberto Rocha

    Com todo o respeito, mas o “Girafa” foi carregado nas costas…ele é o ponto fraco da dupla, não saca tão bem…mas o que importa é que os 2 se completam e a vitória lavou nossa alma! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  3. Frederico Ciola

    Vitória inspiradora! O jogo teve emoção, superação, provocacão; teve de tudo. As cores verde amarelas triunfantes em solo americano me fez lembrar a vitória do basquete nos anos 80. Lindo.

    Responder
  4. Claudio

    Melo e Soares fizeram, talvez, a melhor partida deles juntos. Foi realmente um “jogaço” de duplas, com duas duplas especialistas e um altíssimo nivel técnico. Acho que quem aprecia um jogo de duplas não pode esperar muito mais do que isso. Foi sensacional, emocionante e histórico. Como bem lembrou o amigo abaixo, foi como aquela vitória de Oscar e Marcel no basquete em 87. E parabéns a todo o time brasileiro, lutaram até o último ponto do 5º jogo. Deu gosto assistir!

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>