Nadal too strong for…
Por Chiquinho Leite Moreira
setembro 11, 2013 às 10:13 pm

Existe uma expressão comum nos textos em inglês que sempre me pareceu exagerada… “too strong for…”. Sempre hesitei em usá-la, de uma forma ou de outra. Mas depois do que se viu na final masculina do US Open não vejo outra forma de definir o título de Rafael Nadal… forte demais até mesmo para Novak Djokovic.E quando isso acontece diante do número um do mundo é que surgiu algo fora de série.

Nadal segue sua intensa rotina de vitórias desde seu retorno às quadras. Um detalhe pode explicar a sua exuberante forma e técnica cada vez mais refinada. A princípio, o espanhol voltaria ao circuito no Aberto da Austrália. Para isso, iniciou treinamentos em novembro. Portanto ficou sim sem jogar, mas não sem treinar por sete meses. Enquanto todos os outros tenistas não tiveram um período tão longo de preparação.

É claro que nestes treinamentos, ou podemos chamar de ampla pré temporada, Nadal não poderia se dar ao luxo de longas horas de exercícios. Afinal, passou por São Paulo, no Brasil Open reclamando de dores no joelho e rezando para ela ir embora. Não acredito que tenha feito isso como tática, forma de tirar o peso da responsabilidade. Não sei se é um artista capaz de tamanha interpretação.

A verdade é que o jogo de Nadal cresceu. Ganhou novos golpes, melhorou o saque, passou a usar o slice e sabe sim subir a rede para volear. Há quem diga que ele faça isso para apressar os pontos e poupar-se fisicamente. Ora, será que depois de um jogo com 54 trocas de bolas em um dos pontos e sem jamais acusar um golpe, Nadal estaria mesmo precisando poupar-se? Seu condicionamento está longe de revelar qualquer problema físico.

Com a sequência de 13 torneios, 12 finais e dez troféus, Nadal caminha rapidamente para recuperar a liderança do ranking mundial. Isso pode acontecer já no ATP 500 de Pequim. É uma coisa natural pelo seu desempenho, forma, técnica, tenacidade e concentração.

O que me intriga apenas é o atual conformismo de Novak Djokovic. Será que em outros tempos ele desperdiçaria a chance que teve no terceiro set. Com 3 a 0 e bolas de break? Parece que há algo de estranho no reino do sérvio…

 


Comentários
  1. Roberto Rocha

    Não há como Nole voltar a jogar como em 2.011…seu corpo não aguenta, seu mental não aguenta…
    Nadal evoluiu muito em todos os aspectos. Nole pode e deve evoluir também para encurtar a distância entre eles…Estou apostando em um 2.014 fenomenal entre esse 2!
    No mais, Nadal jogou como verdadeiro campeão…
    Começou voando, aproveitando-se de um início menos intenso de Nole…quando o sérvio alcançou aquele nível “Allien” 2.011 no 2º e metade do 3º sets, resistiu, soube sofrer e esperar sua chance…e no último set, destruiu um Novack completamente abatido por tudo que aconteceu no jogo…
    Nadal é um tremendo campeão, assim como o sérvio…aguardemos os próximos capítulos dessa rivalidade (e olha que depois de 54 trocas de bola, nem sei mais o que esperar desses 2 monstros! kkkkkkkkkkkkkkk)

    Reply
    1. Mário Fagundes

      ” … depois de 54 trocas de bola, nem sei mais o que esperar desses 2 monstros!” É fácil prever, Roberto: Nadal inteiro e Nole esgotado. Simples assim!

      Reply
      1. Carlos Reis

        Titio Toni deve rir muito dos fãs cegos de R.Nadal, que não conseguem enxergar o pilantra que esse espanhol é…

        Reply
  2. Efra.

    na verdade este é o quarto ano mágico de nadal… 2005, 2008, 2010 e 2013. nota-se que ele num teve anos seguidamente bons, resta ver 2014 se ele continuara dando esse show… ja djokovic teve o ano de 2011 como ápice, quem sabe assim como nadal ele num tenha outro ano espetacular depois de duas ou tres temporadas

    Reply
    1. Fabricio

      Na verdade o ano de 2011e começo de 2012 foi muito bom para o Nadal. O problema é que ele esbarrou em um Djokovic iluminado naquela época…Mas ele ganhou Roland Garros e fez final em Wimbledon, USO e AO/2012…Nada mal não?!

      Reply
  3. J. K. (sem Rowling)

    Você é o primeiro comentarista que fala sobre esses sintomas do Djokovic. Achei estranha a postura dele no início do jogo contra o Wawrinka e contra o jogo da final. Pareceu que ele entrou meio zonzo, sob efeito de analgésicos, sei lá. Estou apenas dizendo o que pensei quando o vi, talvez não seja nada, apenas desgaste físico, afinal o jogo dele, assim como o de Nadal, é na corrida, velocidade de pernas.

    Reply
    1. Leo

      O Djokovic sempre entra devagar no jogo e era assim também em 2011. O problema é e hoje em dia, ele não consegue mais ter golpes potentes e precisos por muito tempo. Não sei se é a confiança ou o que, mas ele tem alternado mais momentos razoaveis do que bons. E o razoavel dele não é grande coisa, já que ele é de certa forma limitado tecnicamente. Quando seu jogo de base está inseguro, ele não possuiu outros recursos.

      Reply
      1. Luiz Fabriciano

        Limitado tecnicamente? Como pode um tenista chegar a 100 semanas no topo do ranking limitado tecnicamente? Vide os demais fora do chamado “big four”, que sequer almejam entrar nesse grupo a pelo menos 10 anos. Como você os classificaria tecnicamente então? Não devemos confundir jogo bonito ou assistir a shows com limitações técnicas. Técnica é algo indispensável para se executar uma ação e atingir seu objetivo, daí acrescentar à forma de executar algo que a torne mais bonita é outra coisa e não quer dizer que quem assim não o faça seja limitado tecnicamente. Quantos lances de técnicas apuradas pudemos assistir nessa final?

        Reply
  4. william laerte fenelon

    Sei lá, o nadal melhorou muito e o djokovic piorou um pouco,não acho que seja taaanto assim a diferença entre eles, quase todos os jogos entre eles esse ano quem ganhou poderia muito bem ter perdido, acontece que no tênis a diferença entre os melhores é sempre muito pequena e sendo assim ano que vem facilmente djokovic pode igualar de novo com nadal,o grande problema é que djoko não foi dominado apenas mentalmente mas tecnicamente tbm, é bastante claro que nadal evoluiu seu jogo, saque, backhand, slice, jogo de rede, tudo está bem melhor,já o sérvio continuou no mais do mesmo,a tendência é que nadal domine a temporada que vem,principalmente se o murray cair sempre do lado do djokovic nas chaves, o que acarretaria em eventuais vitórias de murray sobre o sérvio e consequentemente mais finais entre murray x nadal e menos entre nadal x djoko e o resultado seriam mais títulos pro nadal,ou alguém dúvida que djoko é mais duro para o nadal do que o murray?

    Reply
    1. daniel

      Não há dúvida que o murray causa mais estragos no djoko do que contra o Nadal!!!
      Eu compartilho de sua opnião, acredito em mais finais entre murray VS Nadal……

      Reply
  5. Antonio Tapia Garcia

    Quando eu tinha 20 anos , a final entre Roy Emerson e Manuel Santana significou o que de melhor uma pessoa poderia assistir numa partida de tênis.
    Pois agora dá para comparar a mesma situação no jogo entre R. Nadal e N.Jokovick.
    Quando terminou o jogo, falei para minha mulher que estava ao meu lado : é um privilegio ver um jogo desses.

    Reply
  6. Gean

    Caro Chiquinho,

    Só tem uma explicação, o Djokovic voltou a comer glúten. Deve estar comendo pizza todos os dias.

    Abraço,

    Reply
  7. Claudio

    Realmente há algo estranho com Djoko. Já era pra ter perdido do Wawrinka, que foi melhor que ele e só não ganhou porque não teve pernas no 5º set. Ele anda meio sem energia. Só aguentou 1 set e meio no nível máximo. Aí a bateria acabou. Ou será que em 2011 é que havia uma “energia extra”?

    Reply
  8. Marcelo Monteiro

    Chiquinho, no ano passado a maioria dos tenistas top teve um ano desgastante, incluindo aí, o torneio olímpico. Federer incluiu ainda uma turnê pela América do Sul. Enquanto isso, Nadal, afastado das quadras, se preparava. Será que estes aspectos podem esclarecer a atual hegemonia física do espanhol sobre os demais ?

    Reply
  9. Fabrizio Vieira

    Chiquinho, parabéns pelo seu blog. Aliás, a UOL está de parabéns tendo você e o Dalcin como blogueiros de tênis. Vocês abordam o esporte de maneiras diferentes, mas sempre tratam bem a nossa língua, escrevem com clareza e respeitam nossa gramática. Escrevo isso porque há blogs aqui no UOL que só poderiam ser lidos por quem acompanha, unica e exclusivamente, o futebol. Uma lástima de se ler.
    Sobre seu texto, concordo com o final: Há um “quê” de conformismo Federelista no comportamento do Nole. Sou fã do suíço, mas sua preguiça e conformismo são irritantes, a ponto de, na minha opinião, terem impedido um número maior de Masters 1000 e Slams.

    Reply
  10. Mário Fagundes

    Chiquinho, que Nadal certamente aprimorou os fundamentos durante a parada de 7 meses, não há dúvidas. Mas ainda não consegui digerir o resultado daquelas 54 trocas de bola da final do US Open. Ficou clara a diferença de condicionamento físico entre os dois maiores tenistas da atualidade. Ao fim do rally, Novak quebrou o serviço de Nadal, mas estava esgotado. O esforço foi tão absurdo, que ele não conseguiu confirmar a quebra no game seguinte. Do outro lado da rede, Nadal inteiro, pronto pra mais 54 trocas. Nesse quesito, o espanhol demonstrou estar uns dois degraus acima de Nole. Ao fim do jogo, fiquei com a sensação de que o espanhol poderia jogar mais uma partida de cinco sets, que estaria em plenas condições físicas. Eu já havia opinado sobre isso no blog do Dalcim, mas como vc fez essa abordagem também aqui… Não acho que o físico de Novak tenha caído. Nadal é que está fazendo a diferença. E que diferença! A meu ver, a superioridade física do espanhol foi fundamental para o resultado da partida. Se for possível, responda-me, por favor: Vc acha NORMAL a recuperação tão rápida do Nadal após intensos rallys como aqueles que vimos diversas vezes durante o jogo? E mais: A preparação física dos tenistas é muito diferenciada?

    Reply
  11. Carlos Teixeira

    A única coisa que eu não gostaria de ver e acho que vou, são noticias de estranhas doenças deste monstro das quadras, relacionadas a substancias proibidas ingeridas e não detectadas. Manchete da aqui a alguns anos : Nadal com depressão, com alzaimer, com atrofia, com câncer … ..

    Reply
        1. geraldo de carvalho

          simples: é que n tem moderação. se eu fosse advogado me ofereceria p representar nadal e serena williams no brasil. ia processar um monte de gnt q deixa esse tipo de coisa passar. lamentável.

          Reply
    1. Luiz Fernando

      E ainda é analfabeto, não sabe nem escrever o nome do alemão… Mas precisamos dar um desconto, o cara deve tá sofrendo demais kkkk!!!!!

      Reply
    2. O LÓGICO

      Eu concordo, com o Teixeira, kkkkkkkkkkkkkkkkk. Agora o Chiquinho fala algo que de fato ocorreu, ele ficou esse tempo todo treinando e voltou com performance diferente para as duras, o que nos remete novamente à questão do porquê de sua parada, e a resposta é só uma única plausível: tombou, para usar uma expressão policial quando se pega um bandido já há muito tempo procurado kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk tombou por praticar o doping.

      Por isso defendo, que em termos de mau caratismo, no âmbito do tênis, a dupla Tony do mal e siri bombadinho é insuperável. Os dois dão exemplo fora e dentro de quadra sempre estribados na ética maquiavélica, os fins justificam os meios kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Reply
      1. Sergio Penedo

        Você deve ser um “fã de sofá” de tênis, pra ficar falando de falta de caráter no esporte. Falta de caráter é o que nossos políticos têm, não um atleta do tênis como os da ATP, de Nadal a todo o resto do top10.

        Reply
    3. MARILIENSE

      ” da aqui a alguns anos ” , “alzaimer” , ôooooo Carlos, acho que quem está com Doença de Alzheimer é você que além de escrever errado é um tremendo mau caráter.

      Reply
      1. MARILIENSE

        kkkkkkkkkkkkk isso é risada forçada de todo invejoso. Se inveja matasse, a torcida do suíço panga 21×10 já teria suicidado há muito tempo, mas como Deus é justo eles vão ter que viver para sofrer muuuuuuitoooooo e assistir o fenômeno Rafael Miura Nadal continuar massacrando o seu ídolo chorão rsrsrrsrrs…….e quebrar todos os recordes do tênis.

        Reply
      2. Roberto Rocha

        Vou torcer muito para que o Federer não fique com tais doenças, porque ninguém está livre delas…
        Acho que esse foi o comentário mais baixo que já vi…lamentável…

        Reply
    4. Celso Rabello

      Eu ainda acho incrível que as pessoas queiram se enganar achando que o condicionamento físico do Nadal é algo natural. Pessoal…acordem!!! Isso com certeza é fruto de algo ilícito!!! O cara joga vários jogos de 4 horas e só ele não se cansa!!! Vejam bem…SÓ ELE!!! Me digam qual outro jogador tem esta mesma resistência? Só um? Não tem!!!! O cara fica balançando a perna sem parar durante o intervalo!!! Eu simplesmente perdi o respeito pelo Nadal. O que fica claro para mim é que a ganância dele e do seu tio determinaram que, se ele fica cansado e seu jogo fica fraco, vamos dar um jeito de ele não ficar cansado como os outros!!! O cara fica 7 meses parado, joga mais que todo mundo e não cansa???? Eu jogo tênis a 38 anos e nunca vi isso na minha vida, e desculpem os crédulos, os limites do corpo humano existem!!! Se vocês querem acreditar, problema de vocês, mas acho incrível a justificativa: Ele nunca foi pego nos testes….O Lance Armstrong também nunca foi pego. Pessoal esta “vantagem” ilícita, rendeu ao Nadal 3,5 milhões de dólares e o 13 Grand Slam…. Ingênuos, se quiserem continuar acreditando, problema de vocês. Eu parei!!!

      Reply
      1. Roberto Rocha

        De saco cheio desse papo…
        Limites de super-atleta???????????? Michael Phelps! Esse aí destruiu todos os limites com recoredes sobre recordes…e ninguém fala nada…além do Nole parando de comer macarrão e virando o Super-man e o Federer morto e do nada voltando a ser número 1…
        Daqui prá frente, vou mandar chumbo grosso em quem vier com essa historinha…ninguém aqui é ingênuo a ponto de achar que todo mundo está limpo no esporte…mas no tênis, o que eu escrevi é a mais pura verdade…Nole e federer podem ter sim usado algo a mais…e os fãs dos 2 só façam em Nadal????????
        Chega. Daqui prá frente vou mandar essa 2 “reflexões” para os purinhos torcedores…

        Reply
  12. Hélio Samary

    Esta parada de Nadal, sem dúvidas, deu a ele uma certa vantagem ( física e mental) em relação ao Nole, porém óbvio que não foi só isto, o servio teve também uma queda de rendimento, é bem verdade. Tudo deve ser analisado apenas entre os dois, pois estão acima dos demais, excluo Murray porque falta a ele consolidação. No final, acredito numa queda de rendimento maior do que normal do rafa, pois claramente está negligenciando sua condição física e mental. Deveria sim esquecer Copa Davis, exibições, torneios de duplas, ATP’S 500 e focar apenas os slams e os masters porém não todos. O que você pensa Chico ?

    Abraço chico!

    Reply
  13. Edival

    Até que enfim alguém falou ou escreveu que o Nadal não ficou “parado” por 7 meses e sim afastado do circuito.
    O tratamento pode ter durado 3 ou 4 meses, e os outros 3 meses? Alguns acreditam que ele ficou de pernas pro ar vendo o show da Xuxa.
    Voltar no Finals? No Austrália Open? Lógico que não, seria arriscado começar jogando contra os 8 melhores do mundo ou jogar melhor de 5 sets em um piso duro.
    Nadal, como é muito inteligente, se preparou e começou com torneios ATP 250 no saibro, onde ele tinha pouquíssimas chances de pegar algum jogador top 10.
    Ganhou confiança e ritmo nestes torneios e chegou aonde chegou, portanto a recuperação não é de outro mundo, apenas foi bem planejada.
    Parabéns ao Nadal e toda equipe.
    Aproveito para sugerir ao Belucci que siga o mesmo caminho, jogue Challenger para pegar ritimo, não adianta jogar ATP 500 e só tomar porrada.

    Edival

    Reply
    1. O LÓGICO

      Eis a primeira sugestão mais sincera do blog: sigam o modelo do Batman e Robin do mal, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, Mintam, finjam, escondam a verdade, vale doping, vale tudo, desde que no final a vitória chegue kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Claro, quem vê no tênis um negócio, e se despe do romantismo pedagógico desse esporte, tá tudo em cima, kkkkkkkkk, olha eu acho que essa dupla usa até espionagem eletrônica,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

      Reply
  14. MARILIENSE

    Rafael Nadal se já era um fenomeno na quadra de saibro, agora tornou um multicampeão da técnica,habilidade,fisico e mental. Não tem mais ponto fraco no jogo do espanhol em qualquer piso, nunca o mundo do tenis assistiu algo assim dentro desse esporte. Bjorn Borg até então o maior de todos não conseguiu o tão sonhado titulo no US Open. Jimmy Connors foi um grande matador nas quadras rápidas mas no saibro era um verdadeiro desastre. McEnroe e Boris Becker faziam grandes malabarismos nas quadras de grama mas deixaravam a desejar no saibro. Pete Sampras o maior nas quadras rápidas mas fraco demais nos torneios de saibro. E Roger Federer o mais plastico tenista de todos os tempos, só ganhou Roland Garros na ausencia do rei do saibro touro miura e leva pra história o maior vexame no mano a mano contra o seu maior rival, 21×10 por enquanto. Enfim Rafael Nadal, 13 G Slams em todos os pisos contra os grandes rivais de sua geração, 01 medalha olimpica individual, 26 Master 1000 (recorde), 04 Copa Davis, e a maior série de vitórias contra todos os top 10 de sua geração. Isto quer dizer que Nadal sózinho tem mais vitórias somadas contra a soma de vitórias de todos os seus grandes rivais no mano a mano. É um dominio absoluto ,humilhante e constrangedor para os adversarios e torcida rival, que parece estar longe de chegar ao fim . Mas mais do que isso, acredite se quiser ……o cara continua humilde

    Reply
      1. J. K. (sem Rowling)

        Desculpe-me mas discordo. Não é humilde, apenas sabe responder perguntas com certa diplomacia, digamos assim; ele nunca se considera favorito, quando perde diz que o adversário jogou melhor, está sempre muito feliz por participar dos torneios, seja São Paulo, Acapulco ou Nova York, etc e tal. Ser sincero não dá certo, vejam o caso do Ernest Gulbis, falou coisas que muitos pensam massssss não falam. Enfim Nadal não é humilde. É obcecado em vencer e não se importa em atropelar nem mesmo amigos como Juan Monaco, fala sério, eu deixaria meu amigo fechar pelo menos dois games num jogo comigo na Davis, diante da torcida do cara que chorava na arquibancada.

        Reply
      1. O LÓGICO

        Habilidade? kkkkkkkkkk Tira, beleza, fica com a técnica, físico e mental, e quando ele for penta campeão em dois slams a gente puxa a cadeira e começa bater um papo sério, e quando ele não para de bater em Rei, mas para de perder para bêbado, a gente leva a sério o H2H kkkkkkkkkkkkkkkkkk
        ah, mas tem sempre a maior questão que se põe, kkkkkkkkkkkkk: por que o super robozinho programado para assassinar o tênis arte, e movido à custa da porçãozinha mágica, nunca, em mais de 10 anos de carreira, nunca, dizia, venceu o finals, justamente onde ele tem que matar os top 8 no mesmo torneio? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Reply
        1. MARILIENSE

          bater papo ? que isso amigon …… aprenda a escrever texto com o mariliense, você ainda não é páreo SORRY !

          Reply
  15. Hendrix

    Chiquinho, você esta enganado….não houve 3×0 em nenhum momento do jogo a favor do sérvio.
    Ele teve apenas uma quebra no início, mas em 1×0 e depois 2×1, e dps no máximo 3×1 e 4×2, o que durou apenas até o 6º game, quando o touro venceu 4 games seguidos para fechar em 6×4.
    O problema do sérvio chama-se Rafael Nadal. O espanhol é melhor que ele, simples de entender.
    Abraços

    Reply
  16. Clovis Grelak

    Primeiro, gostaria de me posicionar nesta questão de preferência por tenistas. Sou fã do Federer, a quem considero o maior de todos, incluindo o Rod Laver no pacote. Mas também sou fã do Nadal, a quem considero o jogador de maior entrega e, disparado, o mais forte mentalmente e um dos mais táticos de todos os tempos, superando Borg. Até aqui entendo alguma coisa nesse negócio de tênis. Informo ainda que admirei Boris Becker na rede; McEnroe em tudo;, David Weaton no estilo, Borg na frieza, Agassi, pelo talento enorme, além do chileno Marcelo Rios, pelo talento e irreverência que fazia do jogo. Até aqui, acho que entendo mais um pouco desse esporte o qual pratiquei durante anos. O que não consigo entender é a posição presunçosa daqueles que vendem a si mesmos, e aos outros pretendem vender, a ideia de que a supremacia de Nadal esteja ou possa estar associada à utilização de drogas ou doping. À falta de argumentos para justificar a supremacia de um jogador, Nadal, a quem parecem odiar, sobre os demais atuais, Federer/Djoko, a quem parecem dedicar idolatria doentia, contrapondo ao ódio que nutrem por Nadal, se tornam monotemáticas nos blogs de tênis com a mesma ilação de sempre. Imagino que não são meros torcedores, mas, sim,sujeitos doentios travestidos de torcedores. A título de exercício:, já imaginaram se os demais torcedores tivessem igual pretensão de especular em cada post, por exemplo, se a fragilidade de Federer frente a Nadal no confronte direto associa-se, digamos, ao fato do suiço ser um drogado, um dependente quínico fragilizado ante à sobra do algoz ? Um horror, não? Ou então que o olhar saltado e as derrotas de Djoko a Nadal estejam associados a uma indefinição sexual do tenista sérvio, cuja indecisão de se assumir o torna frágil contra o espanhol? São exemplos bobos, infantis, nojentos, ridículos, idiotas, repugnantes, claro. Agora tentem imaginar os torcedores desses dois monstros do tênis, quando algum idiota fizesse ilações desse tipo, desse perfil, desse naipe! E, no entanto, contra o Nadal, são vários os abobados que embarcam nessa linha nojenta, especulando doping de Natal. Um em especial, Mário Fagundes, além de ser um propagador dessa bobagem, se esmera em tentar que os articulistas desta e de outras colunas lhe respondam respostas que satisfaçam suas ideias. É coisa de doentio. Freud explica, talvez.

    Reply
  17. Luiz Fernando

    Mariliense meu caro, peço a vc um pouco de compaixão, de amor ao proximo, entenda o momento complexo q tomou conta de um determinando segmento dos blogs de tenis. Os caras se apegavam aquela ladainha de maior de todos os tempos, maior vencedor de slams e estamos vendo tudo isso sendo contestado, de forma dura, fria, baseado não em opinioes abstratas, mas em resultados na quadra. Veja, vc é daquela galera q comemorou titulos em 7 dos 10 principais torneios do ano, vc torce pro cara q transformou o suposto (e poe suposto nisso) melhor jogador de todos os tempos num freguesão de caderneta, fez com q o cara chorasse na quadra como uma criança q pede um brinquedo e o pai não da. E curto/ medio prazos, seu idolo vai se tornar o maior vencedor de torneios importantes da historia do tenis, é só uma questão de tempo. Por isso, peço a vc um pouco de paciencia com esses caras sofridos, ressentidos, frustrados, q agora nem podem torcer de forma terceirizada, veja quanta tristeza, quanta dor, quanto recalque. Imagine q enquanto vc comemora titulos nos slams, nos MS, os caras pra terem a mesma sensação precisam torcer no… youtube kkk!!! Não te conheço pessoalmente, mas vc me parece uma pessoa do bem, um cara de bom coração. Tenha compaixão com o proximo q sofre, sofre e… sofre!!!

    Reply
  18. Luiz Fernando

    Outra coisa Mariliense, hj é domingo, muitos vao a igreja agradecer os varios presentes q recebem de deus, eu sou um deles. Se um dia nós da torcida do Rafa fossemos agradecer pelas conquistas do tenis, imagine algo assim: obrigado pelas vitorias enquanto outros ficam c as derrotas, obrigado pela alegria enquanto outros ficam c a tristeza, obrigado pela realidade atual enquanto outros ficam com o passado, obrigado pela evolução enquanto outros ficam c a decadencia, obrigado pelas conquistas seguidas enquanto outros se apegam a argumentos sordidos, baixos e mesquinhos p justifica-las. Medite meu caro, veja o quanto vc é privilegiado, quem dá aos pobres empresta a deus. Alivie um pouco o sofrimento desses infelizes (como os caras tao sofrendo kkkk), vc será recompensado no futuro…

    Reply
    1. MARILIENSE

      Prezado colega de torcida Luiz Fernando!
      Você me convenceu ……. “como os caras tão sofrendo” . Vamos fazer uma boa ação aliviando um pouco a dor da torcida Panga 21×10

      Reply
  19. Carlos de Andrade

    Acho que para o bem do esporte os tenistas top deveriam ser avaliados de forma transparente em exames anti doping. Isso iria dirimir quaiquer duvidas a respeito de performance e fisicos suspeitos. Para refrescar a memoria de todos: O Agassi confessou, anos apos ter encerrado a carreira, o uso de substancias proibidas. Como ficam aqueles que sucumbiram frente a ele? E aqueles que pagaram ingresso para ver a farsa?
    O Tenis nao tem mostrado muita credibilidade no assunto.

    Reply
    1. Carlos Reis

      Mas o Agassi usou uma droga que não o ajudava em nada, na verdade até prejudicava… Outros usam para ter um melhor desempenho físico superior, mais força e mais resistência, é obvio que um dopado que não sabe jogar não terá sucesso no tênis…

      Reply
  20. Carlos Reis

    Nadal é apenas A MAIOR FARSA DA HISTÓRIA DO TÊNIS PROFISSIONAL e as Nadalzetes Brasileiras são a torcida mais ridícula jamais vista, tenho pena de pessoas que tem “ídolos”…

    Reply
    1. TIBERIO

      CHORA Federete recalcada kkkkkkkk…. 21 x 10! 13 GS e contando, cuidado que a FERA está buscando o suiço almofadinha e freguês kkkkk… Pra você eu sugiro colocar a trilha sonora CHORAM AS ROSAS KKKKKKKKKK

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *