Jogo de encher os olhos… quadras vazias
Por Chiquinho Leite Moreira
setembro 6, 2013 às 12:38 am

É uma pena que jogos tão bonitos como os de duplas atualmente revelem quadras vazias. Quase ninguém nas arquibancadas, mesmo nas semifinais de um Grand Slam tão popular como o US Open. Jogos de encher os olhos praticamente para ninguém ver.

Os brasileiros dominaram uma das semifinais. A vitória de Bruno Soares e Alexandr Peya sobre Marcelo Melo e Ivan Dodig determinou que Soares será o representante do Brasil  na final do último Grand Slam ano. E sem os irmão Bryan’s do outro lado da quadra. Em mais num destes jogos de encher os olhos, Radek Stepanek e Leander Paes acabaram com o sonho dos gêmeos americanos em fechar o ‘calendar Grand Slam’, ou seja, ganhar os quatro maiores torneios num mesmo ano. Paes e seus toques geniais, uma mão habilidosa, técnica inteligente e refinada, aliada à força de Stepanek fez com que ambos acabassem com uma série de 28 vitórias em Slams dos americanos.

Se hoje não temos muita gente nas arquibancadas, a história conta que nem sempre foi assim. O auge das duplas foi nos tempos em que os astros das simples também participavam das chaves de duplas. Um dos times mais famosos tinha o genial e explosivo John McEnroe em ação, quase sempre ao lado de Peter Fleming. Esta dupla até lembra o estilo de Paes e Stepanek. Fleming era um jogador mais rude. Batia forte na bola, estourava quem estava na rede. Algo como Stepanek. Enquanto McErnroe tinha a genialidade a seu favor. Toques raros, parecidos com os do veterano e sorridente Paes.

A participação de astros e estrelas nas partidas de simples aumenta sensivelmente o interesse do público. Lembro que certa vez os organizadores de Wimbledon colocaram Steffi Graf, acho que ao lado de Gabriela Sabatini, numa das quadras secundárias e, certamente, se arrependeram. Não havia um só lugar sobrando e filas imensas a espera de quem alguém saísse para tomar o seu lugar.

O mais curioso é que nos dias de hoje, com o alto grau de especialização, pode se dizer que as duplas estão jogando melhor.Antes, é claro, os grandes astros davam prioridade aos jogos de simples. Portanto, não buscavam muitas táticas para a parceria. Agora não. O número de opções de jogadas é incrível, algo a ser observado com atenção, pois revela encanto.

Por sorte, os brasileiros estão dando a devida atenção ao sucesso de nossos duplistas, como Soares, Melo. A repercussão promete ser honrosa se Soares vencer o título, assim como já foi na ocasião de seu troféu nas mistas do ano passado, em mesmo território.


Comentários
  1. Ricardo B. de Carvalho

    Chiquinho. O outro indiano que formava há algum tempo uma das melhores duplas, foi parar onde ? Desistiu e hoje medita e pratica yoga nos ashrams? Creio que não.

    Reply
    1. José Roberto Costa

      Mahesh Bhupathi é o nome do outro indiano que jogava com Leander Paes. Ainda joga no circuito profissional sendo seu último triunfo, desta vez ao lado do genial Michel Llodra, conseguido em Dubai, em março de 2013. Também andou jogando com Sania Mirza no ano passado, sendo campeão em Roland Garros.

      Reply
  2. Ricardo B. de Carvalho

    Se os Bryan jogando já não chamam a atenção do publico,, imagina composições feitas por brasileiros.

    Reply
  3. Denilson Félix

    Realmente é ruim, jogar sem público, mas você é um comédia em tratar isso como sendo algo absurdo, você só esta citando isso por que teve brasileiros no jogo, pois sempre foi assim, sempre teve pouco público as duplas que não são nativas ou não são famosas ou etc etc, caso vocês, mídia, resolverem se voltar para as duplas sempre, independente de quem jogam, talvez mude esse hábito, torne a ser interessante, enfim, cada uma!

    Reply
    1. Ricardo B. de Carvalho

      Denilson. Eu não vejo os jogos porque o local parece mais com cara de Estadio de “”Base Ball” do que quadra de tenis. Entendo que o grande publico pagante nunca jogou uma dupla na vida. Portanto, não sabem o que é um bom jogo tecnico, ao contrario do que escreveu a Marilense(nativo de Marilia), que so sabe jogar simples.

      Reply
      1. MARILIENSE

        Voce que é um sabichão nos informe qual o grande tenista que entrou para história desse esporte sendo campeão de duplas. Borg,Connors,Lendl,McEnroe,Laver,Nastase,Agassi,Vilas por acaso fizeram história jogando duplas???? kkkkkkkkkk. Faça bom proveito do jogo de duplas e deixe o jogo de simples pra quem entende de tenis amigon rsrsrsrs

        Reply
  4. MARILIENSE

    Eu não gosto de jogo de duplas considerado 3º divisão do tenis. Bruno Soares não entra nem entre os 200 tenistas do mundo essa é a verdade. Na televisão seria o mesmo que assistir partida de futebol de salão na telinha.

    Reply
  5. Efra

    O jogo de simples é beeem mais legal de se assistir; nas duplas quase não ha trocas, se resume em saque e pa-pow e o ponto ta definido. Na minha visão a quadra fica mto pequena pra dois, acho que deveriam aumentar o tamanho da quadra pra duplas, se não o jogo vai continuar estático, sem emoção. Acho que a alma do negócio está na movimenteção dos jogadores, o que quase não ocorre nas duplas e sobra no simples. Chiquinho vc acha que o tamanho da quara está bom? E a movimentação e a poucas trocas são fatores que façam a maioria preferis o simples?

    Reply
    1. julio

      Aí vai uma provocação : Acho um porre o jogo de Nadal x Djoko, de trocas de bolas intermináveis até que um deles acerte uma indefensável!
      Aguardo réplicas educadas!

      Reply
  6. Antonio

    Caro Chiquinho, Você não acha que o Santoro em vez de encerrar a carreira poderia ter se dedicado exclusivamente ao jogo de duplas?

    Reply
  7. Maurício

    Se o Bruno Soares ganhar o título, seria motivo para desfilar em carro de bombeiro em qualquer país… menos no Brasil. É um ilustre desconhecido. Uma pena…
    Chiquinho, parabéns pelos comentários, você disse coisas que não costumam ser abordadas em outros sites, que se resumem a ficar dando atenção quase exclusiva às simples masculinas.

    Reply
  8. MARILIENSE

    Voltando ao US Open, Rafael Nadal está jogando em altissimo nivel como sempre atuou desde que ganhou o seu primeiro Slam em 2005 e porisso é considerado um fenomeno do tenis. O que melhorou foi o seu primeiro serviço proporcionando a Rafa uma definição mais rápida dos pontos jogados . Praticamente não tem ponto fraco a ser explorado pelos adversários : voleio definidor, excelente backhand, lobs desconcertantes, smash certeiro e o melhor forehand da história do tenis tanto no revés como na direita do oponente. O forehand do espanhol é veloz,angulado e cheio de spin (3000 rpm) pro desespero da freguesia

    Reply
    1. Luiz Fernando

      Meu caro amigo, ta certo q somos Rafa desde criancinha, mas dizer q o BH do cara é perfeito é forçar demais kkk!!!

      Reply
      1. MARILIENSE

        Grande Luiz Fernando …. depois do jogo contra Gasquet reafirmo que o BH do Nadal não é perfeito mas sim excelente principalmente na devolução de saque do adversário no seu revés . É um elemento que trás o jogo de Rafa rápidamente da posição de defesa para o ataque. abs,

        Reply
  9. paulo

    jogo de duplas é muito chato, como já mencionado tem no máximo 3 rebatidas e já é o ponto! não tem rali! sem contar que a maioria dos pontos é o jogador q joga errado, ou na rede, ou fora da quadra… o que dá impressão de que os caras são ruins mesmo!!

    Reply
  10. Hendrix

    Fala Chiquinho, tudo bom? O que tem achado do touro miura nesse US Open? Vai incomodar seu querido queixudo sérvio na segunda-feira né? So sorry!!! Essa taça ninguém vai tirar dele!!! Abraços

    Reply
  11. MARILIENSE

    O jogo Rafael Nadal x Novak Djokovic será mais uma batalha épica digna de ser registrada nos anais da história do tenis. Não haverá ganhador e perdedor pois esses dois fenomenos são verdadeiros campeões da tecnica, da tatica,da raça e força mental e o confronto entre eles extrapola de ser chamado apenas de um jogo de tenis e sim um embate entre 2 montros do esporte mundial

    Reply
  12. Jose Luiz

    Chiquinho, faz muitos anos que nao o vejo pessoalmente.
    Durante os anos de 1984a1994 fui juiz da ATP e participamos juntos de muitos torneios, inclusive aquele onde o Agassi venceu pela primeira vez, e como ele com 17 anos jogava … !
    Bom vamos ao caso de jogos de duplas, na minha maneira de ver o tenis jogos de simples sao muito diferentes de jogos de duplas e nem deveriam ser comparados.
    Hoje em dia muito menos ainda, pois os grandes jogadores jogam num limite de rendimento extremo o que diminuiria bastante os resultados se jogassem duplas e sem contar a possibilidade de lesões.
    Tem ainda o aspecto financeiro pois jogar duplas nao rende muito $$$$$.
    Nao vou me alongar no aspecto técnico do jogo de duplas, mas posso afirmar que bons jogos de duplas sao muito bons de serem assistidos e muitas vezes melhores que muitos jogos de simples.

    Abs.

    Reply
    1. Chiquinho Leite Moreira

      José LÇuiz legal vê=lo por aqui. Só acho que as duplas hj estão tão especializadas que exige um treinamento específico. O tenista de simples não pode largar do seu treinamento habitual para treinar táticas e estratégias bem diferentes. Se a prioridade é a simples, o circuito já é por demais exigente para assegurar exclusividade.
      abs
      Chiquinho

      Reply
  13. Lucas

    Francamente, é compreensível.
    E esse processo é dedutivo, vistro q decorre das afirmações feitas nas premissas
    Todos sabemos q simples e duplas são jogos completamente diferentes.
    Para quem joga, o jogo de duplas é prazeroso, já p/ quem assiste … Os pontos nesses jogos são, em geral, decididos muito rapidamente, sem o atrativo da troca de bolas, da construção da jogada aos poucos tal qual ocorre nos jogos de simples. Ademais, ao contrário de tempos passados lá de McEnroe, o Tênis atual parece não permitir q um astro do exporte (Federer, Nadal, Nole, etc) se dedique c/ o mesmo afinco aos jogos de duplas. Os jogos de simples de hoje são mais rápidos e exigem muito mais do físico de um atleta. Isso passa uma percepção negativa ao torcedor : a de q os melhores jogadores do mundo não estão nos jogos de dupla. O interesse cai, e as arquibancadas ficam vazias.

    Reply
  14. Henrique Farinha

    Chiquinho, há outro ponto em comum interessante entre Paes e Stepanek: nenhum dos dois é muito querido no circuito, até pelo contrário. Talvez esse ponto tenha determinado a união dos dois, pois muito pouca gente gostaria de jogar com qualquer um deles… Abs!

    Reply
  15. REYNALDO LUTI

    CARO CHIQUINHO
    Boa tarde!!
    Queria comentar a final de ontem entre Nadal X Novack , acompanho o tênis faz muito tempo, desde os idos de
    1980 que quem transmitia era Rede Manchete de Televisão, e nesses anos todos não me lembro de ter assistido uma final em quadra dura tão linda como essa de ontem , houve uma troca de bolas de 54 bolas, quem venceu essa troca foi Novack, depois algumas outras de entre24 e 28 trocas, que Nadal venceu duas e Novack venceu mais duas,
    realmente um jogo para a gente rever outras vezes.
    Um abraço

    Rey

    Reply
  16. João Colombo

    Chiquinho, eu jogo tenis e afirmo o motivo das arquibancadas estarem vazias é de que o tenis de dupla não é algom emocionante para se jogar quanto menos assistir……………………..

    Reply
  17. chip da besta

    Hmm- parece como seu site comeu o meu primeiro comentrio (foi
    extremamente longo) ento eu acho que eu vou resumir o que eu enviada
    e dizer, eu estou completamente apreciando seu blog. Eu tambm sou um aspirante blog
    blogger mas eu ainda sou novo para tudo. Tem algum pontos para inexperiente blog escritores?
    Eu gostaria genuinamente agradeo.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *