Rio Open: Carlito Alcaraz é o presente
Por Chiquinho Leite Moreira
fevereiro 22, 2022 às 1:31 pm

Curiosa e verdadeira a declaração de Diego Schwartzman, após perder a final do Rio Open para Carlos Alcaraz. O argentino, respondendo a uma pergunta na coletiva, disse que o espanhol “é o futuro”, mas logo corrigiu. “Carlito já é o presente”.

Não há duvidas de que não só ‘El Peque’, mas também o mundo do tênis já reverencia a façanha de Alcaraz como o mais jovem tenista a vencer um ATP 500, desde a criação desta série de eventos, e também ganhar um lugar entre os 20 primeiros do ranking em idade inferior ao ‘Big 3’. Esperto, o tenista espanhol aprendeu a evitar comparações. Não incentivou o rótulo de ‘novo Nadal’ quando surgiu nas primeiras competições.

E neste aspecto há de se admirar os olhos de Lui Carvalho, o diretor do Rio Open. Há dois anos, em uma participação no Ace BandSports, ele contou que daria um wild card para uma jovem promessa espanhola. Após o programa falou “Chiquinho o convite vai para o Alcaraz. É apontado como sucessor de Nadal”. E percebi que ficou realmente decepcionado quando fiz aquela cara de ‘quem é?’. Afinal, já não sigo mais o tour como há tempos. Mas o Rio nos apresentou este futuro campeão de Grand Slam e possivelmente um líder do ranking mundial.

CARLITO SEMPRE – Aos 18 anos, Alcaraz esbanja alegria, descontração e bom humor. Em uma rápida e divertida entrevista para o Ace BandSports, o espanhol explicou a origem de seu apelido. E, embora as apresentações formais exijam o sobrenome, o jovem tenista quer mesmo ser conhecido como Carlito.

“Carlito sempre”, afirmou. “É assim desde criança que gosto de ser chamado”. Então viva Carlito.

 


Comentários
  1. Sergio Gagliardi

    Chiquinho, bom dia ! Não consigo entender e você, talvez saiba explicar, porque o Estadão não publicou uma linha sequer do Rio Open, o mais importante torneio de tênis da América do Sul. Chega de só futebol, certo ?
    Outra: quero mandar uma mensagem ao Fabio Fognini, você tem seu contato ?
    Te aguardo, abraço

    Reply
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Poxa uma pena né um torneio tão legal, importante é com público que consome notícias enfrentar dificuldades para se informar. O site da ATP talvez tenha uma forma de contato com os jogadores e, certamente, ficará mais fácil nas medias sociais do Fognini

      Reply
  2. Rubem

    Carlito, De onde surgiu? Alcaraz já esteve noutro Rio Open e eu já tinha gostado.
    Merecem destaques também: os inúmeros tenistas da América do Sul especialmente Argentinos de ótima qualidade – o vice El Pequeno, grande tenista.
    Também gostaria que Fognini tivesse ganho o Simples, mas o título de duplas já consola.
    Acho que o título para Alcaraz resgatar-se o prestígio do Rio Open, pois os últimos vencedores não mereceram nem deram sequência ao título.

    Reply
  3. Lott Alves de Brito

    Tem muita garra um excelente preparo físico, vamos aguardar até o final do Ano de 2022, o que irá conseguir em números de títulos,

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *