Nadal é um monstro… de 21 Slams
Por Chiquinho Leite Moreira
janeiro 30, 2022 às 7:22 pm

Não dá para discordar da palavra que mais ouvi nas últimas horas: “Nadal é um monstro”. E acrescento com 21 troféus de Grand Slam. O que o espanhol fez neste Aberto da Austrália é de se guardar num lugar especial da memória. Afinal, não chegou a Melbourne no auge da preparação, vinha de um bom período sem jogar e havia passado pela Covid-19.

Mas não dá para subestimar nenhum dos jogadores do “Big 3”, em especial Rafael Nadal. Nessa decisão diante do bom tenista russo e favorito Daniil Medvedev, o espanhol fez lembrar Fênix, o pássaro lendário da mitologia grega, que ressurgia das cinzas. Diante de um cenário tão sombrio poucos poderiam acreditar que depois de estar dois sets abaixo teria força para um renascimento na partida, a ponto de vencer no quinto set, em mais de cinco horas da mais pura e emocionante batalha.

Das muitas coisas que li depois da decisão uma chamou minha atenção. Em entrevista a Eurosport, Nadal reconheceu que esteve diante de um drama. Falou que quando sacou com 5 a 4 e vantagem de 30 a 0 veio um pensamento na sua cabeça ao perder o serviço. “Será que vou perder como em 2012 e 2017?, afirmou o espanhol. “Ele (Medvedev) pode ganhar, mas não vou me entregar jamais e seguirei lutando”.

Este é o retrato da carreira deste brilhante tenista que passa a ser o maior vencedor de torneios de Grand Slam de todos os tempos com 21 troféus. Jamais deixou de acreditar. Sempre lutou em quadra e fora dela. Seu histórico de lesões é grande. Reconheceu que pensou sim em não jogar o Aberto da Austrália e que esse seria o seu último ano em Melbourne Park. Mas depois de tudo o que aconteceu nesta decisão pode-se esperar que o espanhol vai seguir emocionando e dando ainda maior brilho ao mundo do tênis.

Para Medvedev sobrou o conformismo. Não dá para dizer que o russo tenha jogado mal. Fez o que podia e esteve sim muito próximo de conquistar o seu segundo troféu de Grand Slam. Só que viu um monstro pela frente.

 


Comentários
  1. Carlos Pereira Da Silva

    essa vitória d Nadal vai ficar n história ele fez igual o pássaro fênix ressurgiu d sinza e ganhou um jogo praticamente perdido para o Medvedev que vitória o verdadeiro GOAT

    Reply
  2. MARCO DIOGO MONTENEGRO CORDON

    Posso dar um conselho a todos, independentemente para quem torcem? Sejam sábios e desfrutem. Quando isso acabar e a sua maturidade chegar, não valerá o arrependimento. Estamos não somente diante da história do esporte sendo escrita, como também diante de valores, mentalidade e lições que podem mudar nossas vidas, caso as saibamos entender e aprender a desenvolve-las, tal qual Nadal. A resiliência, capacidade de se perdoar e seguir mais um passo, a paixão em cada respiro, a mentalidade de aceitação do sofrimento e realidade, bem como o senso de oportunidade em fazer o melhor possível com o que se tem estão aí diante de nós, como um exemplo e referência a nos inspirar. Sejam sábios

    Reply
    1. Júlio César

      Obrigado pelo texto… sou Nadalista,mas vi que não se tratava mais de torcer e sim agradecer pelo o que eu estava vendo e aprendendo como ser humano…a partir do 4×3 no 5 ser comecei a chorar,algo que nunca tinha feito assistindo tênis. Obrigado Nadal, obrigado Medvedev e obrigado tênis.
      Ah … escrevendo esse texto chorando.

      Reply
      1. FLAVIO

        Julio Cesar eu acho que o Nadal vai ganhar +uns do 2 slams e o Djokovick vai ganhar + uns 3 slams, e talvez o maestro(Federer) lamentavelmente pode ganhar só + 1que é o Wimbledom deste anos, pois senão ganhar esse acho que não leva + linfelizmente e assim na minha conta vai ser Nadal e Djokovic com 23 slams e maestro no máximo 21 ou para no 20., então o que acha chiquinho?

        Reply
  3. MARCO DIOGO MONTENEGRO CORDON

    Nunca vi esse mental e coração em algum atleta em qualquer modalidade esportiva na história do esporte

    Reply
  4. Gilçon De Jesus

    Nadal é um Gênio do tênis , sou torcedor é fã , o que eu assisti hoje , nunca vou esquecer é espero contar um dia para os meus netos , que assisti o Rafa fazer um jogo histórico no AO de 2022. É ser campeão de 21 Grand Slam .

    Reply
  5. Fabio Riella Fernandes

    Desde o começo do AO estava torcendo pro Nadal e o mais legal é ver o amor, dedicação e entrega dele. É arrepiante. Esses são os verdadeiros atletas. E o Medvedev foi um monstro, outro grande atleta. Como somos sortudos em ter o privilégio de ver essa geração hein Chiquinho!!

    Reply
  6. SANDRO

    Boa Noite Chiquinho e amigos! Acho que Nadal é como um verdadeiro TOURO PURO SANGUE, ele próprio não tem noção de toda a força que possui!!!
    Se o mundo acabasse hoje,NADAL seria, sem duvidas o GOAT do tênis!!!
    O que NADAL fez contra SHAPOVALOV, BERRETTINI e MEDVEDEV, jogadores bem mais jovens que ele, foi algo de ESPETACULAR!!!
    Quem diz que NADAL não joga bonito só pode ser por inveja, desdém ou recalque!!!
    Admiro Djokovic por tudo que ele fez na Austrália a sua luta pelas LIBERDADES DE: expressão, de crença filosófica, de escolha do tipo de Medicina e a qual tipo de tratamento a ser submetido… Pra mim, Djokovic na luta por essas LIBERDADES agiu com um HERÓI DA HUMANIDADE!!!
    Mas repito, se o mundo acabasse hoje, em matéria de tênis, o Goat seria o Nadal!!!
    Enquanto estavam empatados em 20 Grand Slams, o desempate entre Nadal e Djokovic estava na quantidade de MASTERS MIL, que Djokovic tem um a mais…
    Porém, com 21 Grand Slams, NADAL é com certeza o GOAT, hoje!!!
    Porém, só quando o BIG 2, NADAL E DJOKOVIC, encerrarem suas carreiras poderemos afirmar quem ficará como GOAT, no momento, NADAL com seus 21 Grand Slams está na frente.
    Djokovic terá que conquistar mais Grand Slams para superar Nadal, são 2 monstros esse BIG 2!!!

    Reply
  7. Lott Alves de Brito

    Agora é só aguardar-mos Rolland Garros Maio/Junho 2022,todos querendo,tirar o 22 Gslam dele ,sóespero que ele esteja em forma,sem problema físico,será o jogador a ser batido,e lembrando o USOpen ele já ganhou (4) vezes se não me engano em (5) finais,vamos aguardar/

    Reply
  8. jsaraivap@gmail.com

    o Tênis é o esporte que parou no tempo ,é como se o campeão da NBA ,ainda fosse o Chicago Bulls de JORDAN

    Reply
  9. Raimundo Correa

    Fãs de Federer em 2010 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo”
    Fãs de Federer em 2011 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo”
    Fãs de Federer em 2012 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo”
    Fãs de Federer em 2013 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo”
    Fãs de Federer em 2014 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo”
    Fãs de Federer em 2015 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo”
    Fãs de Federer em 2016 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo”
    Fãs de Federer em 2017 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo”
    Fãs de Federer em 2018 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo”
    Fãs de Federer em 2019 “Federer era o recordistas de tudo antes e continua sendo, mas recordes não são tão importantes”
    Fãs de Federer em 2020 “Federer é melhor porque tem mais Finals”
    Fãs de Federer em 2021 “Federer é melhor porque tem mais Finals”
    Fãs de Federer em 2022 “Federer é melhor porque…”

    Reply
  10. Zack Novais

    Sandro, meu caro Sandro ninguém é obrigado a seguir esse ou aquele método medicinal. Não existe impedimento e perda de liberdade nenhuma! Sozinho, individualmente o Djokivic pode fazer o que bem entender da vida e do corpo dele. Mas existe um pequeno detalhe que você se esquece. Ele não pode escolher prevalecer seu desejo pessoal para aí, CONVIVER EM GRUPO, em sociedade. Se o cara quer ter relação social(participar de um evento com milhares de pessoas convivendo juntos e interagindo) ele passa a ter a obrigação de seguir os parâmetros válidos para todos de forma indistintamente. Esses tais, “defensores das liberdades individuais” têm que aprender que liberdade individual vale para ações isoladas, sem interação com outros indivíduos. A partir do momento que um indivíduo começa a interagir com o outro, o seu direito individual, termina quando começa o do outro. Portanto, não prevalece a vontade de um único indivíduo, mas o que ambos decidem em comum acordo(decisão de grupo). As leis são exatamente isso(decisão consensual). Convivência em sociedade exige RESPONSABILIDADE. Djokivic não é defensor de liberdade nenhuma. Ele é defensor do egoísmo, que sua vontade individual prevaleça sobre a vontade conjunta de todos os outros indivíduos. Ou seja, você e Djokivic são dois cabeças de bagre!

    Reply

Deixe uma resposta para jsaraivap@gmail.com Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *