TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Emoções da temporada 2020 chegam ao Brasil com Rio Open
Por Chiquinho Leite Moreira
fevereiro 16, 2020 às 10:24 pm

O ano de 2020 começou como uma das mais vibrantes temporadas do tênis. O ATP Cup deu novas cores e, sem dúvida, é um evento que veio para ficar. Novak Djokovic aumentou seu domínio e com o 17. troféu de Grand Slam deixa ainda mais impressionante a lista dos maiores campeões, em que Rafael Nadal aproximou-se de Roger Federer, com o título do US Open. O Big 3 continua big.

Em praticamente todos os torneios até agora sobraram emoções. A nova geração ainda não conquistou nenhum Grand Slam, mas não se pode negar que são tenistas talentosos e carismáticos. E um dos principais representantes do chamado Next Gen, Dominic Thiem, está no Rio em busca do segundo título deste torneio.

Porém, o sorteio da chave do Rio Open pode não ter sido muito generoso aos organizadores, pelo menos ao meu ver. Ter o Thiem na primeira rodada com Felipe Meligeni pode, por um lado, ser uma boa experiência para o nosso ex-juvenil, mas, por outro, não lhe dá muitas esperanças de seguir na competição.

Os outros brasileiros na competição também irão encarar grandes desafios, aliás o que é comum em torneios da série ATP 500. Thiago Monteiro enfrenta o argentino Guido Pella, em duelo de canhotos. O convidado Thiago Wild vai ter pela frente um revelação da Espanha Alejandro Fokina. Mas se o brasileiro jogar tudo que sabe tem boas chances de avançar no torneio.

Vejo que o sorteio também não coloca outro wild card com muitas chances. É o caso Carlos Alcaraz, considerado um futuro grande campeão. Só que terá pela frente um jogador experiente e perigoso como Albert Ramos Vinolas.

Outro duelo que vai tirar um grande nome logo na primeira rodada reúne o cabeça de chave número 2 Dusan Lajovic e Marco Cecchinato. O também italiano Lorenzo Sonego fará um encontro difícil contra Leonardo Mayer.

A emoção da atual temporada também tomou conta do feminino. Sofia Kenin foi mais uma inédita campeã de Grand Slam, na Austrália, vinda depois de Bianca Andrescu, Ashleigh Barty e Naomi Osaka. A modalidade também verá nesta semana a volta de uma grande campeã, a belga Kim Clijsters. Sem jogar desde 2012, ela estreou no WTA de Dubai diante de Garbiñe Muguruza e perdeu em dois sets, mas levando o segundo para o tie break. O ano promete.


Comentários
  1. Ivan

    Chiquinho porque o ATP Rio deu um Wild card para um tenista espanhol de 16 anos e negou a juvenis brasileiros como Orlando Luz, João Menezes etc. Sabe quando um brasileiro receberia um Wild card devem torneio na Espanha? Nunca.
    Um absurdo na minha opinião

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Alcaraz é uma revelação espanhola e pertence a agência que organiza o Rio Open. Lembre-se de que nesta semana Wild ganhou convite no Chile.

      Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>