TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Serena hors concours
Por Chiquinho Leite Moreira
junho 8, 2013 às 5:58 pm

A influência francesa acentuou a ideia. Não dá mais para Serena Williams jogar o tour na mesma categoria das demais tenistas. Terá de ser dado a norte-americana o status de hors concours. Diante de uma adversária que esteve bem, jogou no seu máximo, como Maria Sharapova, ela venceu por duplo 64. Comemorou o seu segundo troféu em Roland Garros e aos 31 anos está num nível acima das demais jogadoras.

O tênis feminino já contou com destaques marcantes, como Steffi Graf, com 22 títulos de Grand Slam. Martina Navratilova chegou também a ser considerada com um padrão acima das demais. Mas, a tcheca naturalizada norte-americana perdia para a número dois, três, quatro e outras.

Agora a situação está irreal. A número um não perde para a número dois. Serena mostrou que o tênis feminino precisa melhorar em todos os aspectos. Por exemplo, enquanto ela saca a 195 km/h, as outras não chegam nem perto. Nas semifinais, então, a diferença de nivel esteve gritante. A italiana Sara Errani venceu apenas um game. Ora, isto é comum acontecer nas primeiras rodadas da chave feminina de um Grand Slam, mas numa semifinal não deveria ser normal. Mas foi.

Serena Williams conquistou em Paris o seu 16. trofeu do Grand Slam e se continuar jogando neste nivel poderá chegar aos 22 de Steffi. Apenas como adversária terá ela mesma, como as contusões ou coisa parecida.

 


Comentários
  1. bob silva

    Serena joga demais. O mais engraçado foi ver Sharapova tentando intimidar Serena no início da partida. A Russa abriu 2 a 0 no primeiro set e começo a comemorar na cara da Serena..

    Responder
  2. Serena

    Ver a Serena ganhar nao eh monotono como o Nadal pra mim por exemplo, pois a americana ja teve muitas pausas e momentos nao tao vitoriosos. Acho que ela merece

    Responder
  3. geraldo de carvalho

    se sharapova tivesse feito a semi contra errani, n seria tãoo diferente assim, basta ver o resultado da final do ano passado. eu espero msm q serena supere graffi, afinal a alemã, msm sendo brilhante, foi um tanto bafejada pela sorte com o ataque criminoso desferido contra mônica seles. uma seles inteira, provavelmente, teria inviabilizado esse recorde da alemã.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Poxa… boa pergunta. Preciso pensar um pouco. Estou na correria pós final de RG, Nadal entrando para a entrevista. Mas prometo que vou pensar no assunto, pesquisar e mando o recado depois.
      abs
      Chiquinho

      Responder
  4. leonardo

    Discordo. SERENA é uma grande campeã de fato!!! AGORA, VEJAMOS STEFFI GRAF TINHA MONICA SELLES , ARANTCHA SANCHEZ, … MARTINA NAVRATIVOLA DUELAVA COM CHRIS EVERT E A PRÓRPIA GRAF…
    PRA MIM serena williams só teve concorrência da JUSTINE HENIN, infelizmente faltou a belga físico e hoje o tênis feminino é físico!!!
    Mas ela merece todos os méritos, pois a jogadora que quiser superar Serena Williams necessariamente terá que ter jogo físico!!
    Serena representa hoje o quê Navratilova fez há alguns anos atrás qdo mudou o tênis na parte física e no jogo. Qto ao Jogo Xadrez do Tênis … STEFFI GRAF É A MAIS COMPLETA DE TODAS!!!!

    Responder
    1. geraldo de carvalho

      poxa leonardo, serena joga desde os anos de 1990, profissionalizou-se ainda garota, venceu o seu primeiro gs em 1999 com 18 anos. vc escreve como se serena só tivesse enfrentado sharapova.

      Responder
  5. Magno Mendes

    Prezado, meus parabéns pela sua participação impecável na transmissão do Torneio RG 2013. Realmente foi digna de um troféu, porque os comentaristas brasileiros em geral não são bons. Eu assisto o tênis há muito tempo, e nunca vi uma transmissão que desse prazer de assistir. Normalmente os comentaristas brasileiros, e não é só do tênis, só falam o que estamos vendo, ora, deficiente visual que eu saiba não assiste esporte, então é preciso falar o que não estamos vendo, pra falar o placar, não é preciso comentarista. Excelente a sua participação e a dos seus colegas. Parabéns a todos e a BandSports pela coragem de assumir essa transmissão, com excelentes programas pós-jogos, replay dos jogos, que é muito bom pra quem trabalha. Pena que vocês não vão passar Wimbledon e US Open, mas quem sabe no futuro. Vou torcer por vocês. Em 2014 estaremos novamente vendo vocês. Parabéns!

    Responder
  6. Henrique Farinha

    Chiquinho, a Serena é um fenômeno! Precisamos levar isso em conta ao analisá-la. Ela não saca mais rápido só do que as outras mulheres, ela saca mais do que muitos homens. Para dar alguns exemplos locais, André Sá, Rogerinho, Thiago Alves e o recém-aposentado Ricardo Mello, todos com história no Top 100, sendo que Ricardo Mello chegou a ser #54 do mundo, jamais sacaram sequer perto do que a Serena Saca. Lembro de ver o Ricardo Mello no Australian Open, jogando duplas com o Feijão, e o 1o saque dele não ia a mais de 160 km/h. Jaime Oncins, que beirou o Top 30, também nunca se notabilizou pelo saque, apesar da altura, e também nem chegava perto dela. Há algumas meninas que sacam a 185 km/h, um pouco mais ou um pouco menos, como Samantha Stosur, porém Serena é soberana. Outro ponto importante é que as meninas nunca se dedicaram tanto ao saque quanto os homens, tanto que houve muitas mulheres jogando no Top 10 há não tanto tempo assim que tiveram sérios problemas com o saque e precisaram melhorá-lo, como Maria Sharapova, Elena Dementieva e Ana Ivanovic. O 2o saque da Dementieva, então, era de chorar e ela só o melhorou mesmo nos últimos 3 anos da carreira. Serena está no ápice físico e técnico, só nos resta aplaudir e desfrutar das exibições dela, que, infelizmente, não sei durarão, pois ela já está com 31 anos e se fala sobre o eventual encerramento da carreira dela. Abs!

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>