TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
RF: O sonho continua
Por Chiquinho Leite Moreira
julho 6, 2016 às 10:14 pm

P’ra lá de legal a declaração de Roger Federer logo após a emocionante vitória sobre Marin Cilic: “O sonho continua”. Veio num contexto em que se sentiu como um sobrevivente. Afinal, estar com dois sets abaixo, enfrentar um 0-40 no três a três do terceiro set e ainda salvar três match points é mesmo para sair pulando de alegria, para quem mantém viva as esperanças de celebrar mais um troféu de Grand Slam.

Não é de se surpreender com tamanha celebração. Federer, nos dois primeiros sets, esteve longe de seu melhor nível. Mas a diferença dos grandes tenistas para os demais é a de justamente conseguir transformar um dia em que as coisas não estão indo bem, numa jornada genial. E foi justamente o que ele fez. Não foi talvez a maior virada que já conseguiu no tênis, mas para o atual momento, a mais importante.

Cilic foi um adversário e tanto. Não teria sido injustiça se o croata tivesse levado o jogo, indo para as semifinais. Jogou com coragem, especialmente no tie break do primeiro set, quando impôs o seu ritmo e agressividade. Ficou sim abalado mentalmente, quando não aproveitou o 0 a 40 no terceiro set. Mas ainda assim poderia ter saído de quadra como vencedor.

Por seu lado, Roger Federer ganha enorme confiança para o desafio das semifinais. Até agora em Wimbledon não tinha passado por um teste tão duro, como nestas quartas de final. E sentiu de perto o que é ter pela frente um excelente sacador. Um detalhe dos mais importantes para quem irá duelar com Milos Raonic.

Confiança em alta também está Andy Murray. O britânico esbanja determinação, inteligência e pernas. Depois de fazer um seis a um no segundo set, diante de Jo-Wilfried Tsonga aprendeu a lição de que não se pode contar com a vitória antecipadamente.

Agora o escocês pega Tomas Berdych. O tenista tcheco vem correndo por fora. Mas a pergunta é de como irá se comportar diante de um Murray jogando em casa na central do All England Club?

 


Comentários
  1. Pedro

    Boa noite Chiquinho. O jogo foi sensacional. Para quem é fã do Federer foi uma angústia, com final feliz. Porém, a minha observação, foi que o Federer tem muita categoria, muita técnica, mas hoje especialmente ele pareceu meio travado nos 2 primeiros sets. Eu achava que era algum problema físico, porque ele estava meio duro, e não flexionando bem as pernas. Não sei se os jornalistas têm acesso a este tipo de informação. Mas eu não achei que ele estava 100%. Acho que ele ganhou na vontade. Tem uma estória que ele estava contundido nas costas há algumas semanas. Vc sabe de algo a respeito?

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>