TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Mistério envolve Serena na final
Por Chiquinho Leite Moreira
junho 3, 2016 às 7:07 pm

Existe uma verdade no mundo do tênis feminino, na minha modesta opinião: se Serena Williams jogar no seu melhor nível vence qualquer adversária. Mas nesta semifinal diante de Kiki Bertens, a americana esteve longe de seu auge. Assim, se existe um dia para se bater a atual número um do mundo, este aconteceu nesta sexta feira em Paris. Só que a  holandesa, a meu ver, também não estava 100% fisicamente. E num jogo repleto de traiçoeiras deixadinhas disse adeus à competição, satisfeita com a melhor campanha de sua carreira num Grand Slam.

Se jogar como fez diante de Bertens, Serena deixa a condição de imbatível. Garbine Muguruza pode então celebrar o primeiro troféu de Grand Slam de sua promissora vida no tênis.

Só que Serena tem um outro atributo. Não foram poucas as vezes em que venceu jogos, mesmo longe de seu melhor. Nada de ficar em cima do muro, mas sim as escassas informações que tenho resultam em dúvidas. Na quadra, a americana não deu pistas claras de uma falada contusão no músculo adutor. Jogou com um legging, o que esconderia qualquer tipo de proteção, e, pelo menos eu, não vi nenhuma vez ela colocar a mão na coxa em sinal de dor. Mas a sua movimentação não estava normal.

Na conferência de imprensa Serena dissimulou. O assunto em que Marion Bartoli falou que a americana estava com lesão entrou em pauta. A número um do mundo respondeu dizendo que seria melhor perguntar a própria Bartoli. Mas logo a seguir admitiu “Yeah I have had some issues, but, you know, it is what it is” sic.

Outro detalhe reportado por colegas em Paris é que após o jogo das semifinais, Serena Williams atrasou por mais de duas horas a entrevista coletiva. Tudo porque teria passado por sessão de recuperação física.

Enfim, em condições normais saio de cima do muro e, é claro, dou favoritismo a Serena Williams. Mas se a americana não puder mostrar seu melhor, Garbine Muguruza tem sim tênis para vencer o jogo. Minha torcida fica por uma boa partida… subi de novo.


Comentários
  1. João ando

    Para o bem do tênis e bom que serena ganhe…a muguruza assim como o kirgios tem um deslumbramento que não é bom…a alisa cornet e outra tenista catimbeira que e ruim pa4a os jovens que querem ser profissionais

    Responder
  2. Maurício Luís *

    Chiquinho, fico feliz que tenha feito um post falando especialmente da final feminina. Sou fã da Serena e estava torcendo por ela. Porém, acredito que desde o US Open 2015 algo está dando errado pra ela.
    Não acredito que lhe falte condicionamento físico, já que muitos jogos ela tem ganho de virada, no terceiro set. Pra mim, a idade tem contribuído para que as contusões comecem a atormentá-la mais e mais.
    Aquela derrota pra Roberta Vinci na semifinal do US Open, uma das maiores zebras tenísticas de todos os tempos, com certeza mexeu com a cabeça dela. Estava com a faca e o queijo na mão… uma pena.

    Responder
  3. Altaisio Paim

    Bom dia!
    Djoko pode superar alguns recordes de Federer,. Continuo afirmando: os número são bons, são importantes,mas o que me faz admirar e amar o Federer é a magia, a arte, o improviso, a genialidade. Eu nunca vi nada igual em minha vida. Cracaço de tênis! Para mim o melhor de todos.
    Abraço.

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>