RG tem dia decisivo
Por Chiquinho Leite Moreira
maio 31, 2016 às 9:02 pm

Se a fórmula apresentada der certo, isto é, se não chover muito, Roland Garros terá nesta quarta feira um dia decisivo. É que para as mulheres serão necessários quatro jogos em quatro dias. Para os homens quatro em cinco dias. Assim, se nesta quarta-feira em diante São Pedro for bondoso joga-se as oitavas, quartas no dia seguinte e as semifinais na sexta-feira. Sábado livre para os finalistas do masculino e a decisão do feminino. Portanto tudo vai depender do que acontecer na atual rodada.

É claro que os tenistas, especialmente do masculino, irão espernear por terem de fazer jogos seguidos em melhor de cinco sets. Mas o atual diretor do torneio, Guy Forget, deixou bem claro que os jogadores não serão consultados a respeito da programação e que a decisão de se fazer jogos seguidos é exclusiva da organização.

Não lembro de Roland Garros ter um período tão longo de chuvas. Para mim sempre estava mais frio numa semana e sol e calor em outra, nem sempre nesta ordem. Mas, desta vez, choveu desde o começo.

Apesar disso, os organizadores se mostram otimistas. Pelo menos é o que demonstra a programação desta quarta feira. Afinal, pensei que iriam colocar no primeiro horário os jogos do masculino espalhados em diversas quadras. Mas não é isso que foi programado. A PC começa com Serena e Svitolina, a seguir a continuação da partida de Djokovic e Bautista Agut. E o jogo mais esperado pelos franceses não começaria antes das duas da tarde de Paris, com Gasquet diante de Murray.

Não vejo tantos problemas nas mulheres terem de fazer jogos seguidos. Mas a coisa pega no masculino. O desgaste pode provocar uma queda de rendimento e a competição entra naquela da lei do mais forte.

 


Comentários
  1. Fernando C.

    Chiquinho, como você vê essa bagunça toda?
    Claro que chover pode chover em qualquer lugar. Mas além da tão falada cobertura, não seria importante pensar em iluminação noturna? Ok, não é consensual jogos em saibro à noite, mas depois de não ser possível durante o dia poderia ser uma opção para descongestionar o calendário.
    Você não achou uma temeridade colocar os jogadores em quadra ontem, sob risco de contusões sérias?
    Ou seja, o torneio mais charmoso do tênis ‘tá se tornando um dos mais bagunçados, ‘tá não? rsrsrs.

    Reply
  2. Tom1975

    Todo ano é a mesma coisa. Chove. Todo mundo sabe disso, ano que vem vai chover de novo. Ou mudam a data de Roland Garros, ou o local. Pelo jeito não tem como construir cobertura. Tá na hora mesmo é do Grand Slam do Saibro ir pra Espanha, já é mais do que merecido……

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *