Nadal arrebatador
Por Chiquinho Leite Moreira
abril 18, 2013 às 6:24 pm

É simplesmente arrebatadora a fase de Rafael Nadal. O tenista seduz a todos pela forma como voltou ao circuito. Sua luta tanto dentro como fora das quadras se equiparam. Cativante vê-lo brilhando depois de tantas e tantas dúvidas no período de recuperação da lesão do joelho.

Em Monte Carlo passou fácil pelas duas primeiras rodadas. Já ganhou oito troféus e caminha para mais um. Por isso, não há exageros em dizer que ele é rei no Principado. São 44 vitórias seguidas, até agora.

Apesar de já estar há 16 partidas sem perder, Nadal mantém-se cauteloso. Nem os títulos do Brasil Open, Acapulco e, o mais imporessionante, em Indian Wells, alteram seu comportamento. Está cuidadoso nas declarações e nega-se a falar de favoritismo, esquiva-se de questionamentos neste sentido.

Quando esteve em São Paulo para o Brasil Open, na entrevista que me concedeu para o Ace Bandsports, queria focar em Roland Garros. Pediu-me para não enfatizar o assunto, pois estava ainda no início de uma recuperação e pensar num Grand Slam parecia algo distante naquele momento. Mas, embora continue fugindo do favoritismo, não restam dúvidas de que seu reinado sobre a terra batida tende a permanecer.

Seu adversário pelas quartas de final é um tenista perigoso: o búlgaro Grigor Dimitrov. Este jogador tem uma história curiosa. Ainda nos tempos de juvenil alguns agentes viram nele uma grande promessa. O búlgaro assinou um belo contrato, mas, ao meu ver, ainda não vingou. Muitos dizem que ainda irá brilhar.


Comentários
  1. André

    Chiquinho, Monaco tem dois reis que dificilmente serão superados nos próximos anos: Rafael Nadal e Airton Sena!! Abs

    Reply
      1. Ricardo

        Augusto, o André disse que Nadal e Senna, foram Reis em Mônaco (Nadal ainda é). O Schumacher pode ter mais títulos do mundial de F1, mas em Mônaco ele não superou o número de vitórias do Senna (6 Senna x 5 Schumacher). Abs!

        Reply
      2. Romulo

        Ninguém pilotou em Monaco como Senna isso não há duvidas. Uma dessas corridas é histórica. Ele com um carro infinitamente inferior aos primeiros colocados, com chuva e foi lá e trouxe a vitoria para casa. E além disso tem 6 vitória sendo portanto o maior vencedor. 5 delas foram consecutivas e em um espaço de 7 anos ganhou 6 vezes no principado.

        Desculpe por fugir do tema do post.

        Reply
      3. Vicente

        Incrível como você idolatra Nadal, sem discussão um tenista fantástico, mas não precisa puxar “tanto o saco”. Enfim, a final de hoje, 21 abril, mostrou quem realmente é o rei. Vê se escreve a favor de Novak e detalhe quanto foi mal Nadal, ok?

        Reply
  2. Júlio Marinho

    Chiquinho,
    somente discordo de associar a postura humilde do Nadal a seu retorno após a contusão. Ele nunca assumiu favoritismo na carreira e sempre usa a tática de reduzir a pressão. Sempre diz coisas como “o adversário número #200 é super perigoso” ou “meu objetivo é passar da primeira rodada” etc. Ele só manteve essa postura que já era marca registrada na carreira dele.
    Acho mesmo brilhante como ele joga no saibro e como já está em alto nível. Para o tênis é ótimo saber que Nadal está de volta disputando todos os grandes títulos de novo.
    Uma questão: li que o Delpo pediu atendimento médico no final do tiebreak contra o Niemenem hoje e não é a primeira vez que isso acontece. Gosto muito do argentino e torço para que ele chegue ali no top4, porque é um dos únicos de fato não respeita os grandes (exemplo oposto do Ferrer), perde na quadra, não antes de entrar. Mas essa atitude dele (que não foi a primeira) é muito desagradável. Poxa, se estivesse sentindo um incômodo, pedir isso faltando 1, 2 pontos para terminar ?? Acho muito ruim para a imagem dele e considero uma forma de anti-jogo. O que acha??
    Abç!

    Reply
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Julio vc tem mesmo razão sobre o comportamento de Nadal…mas acredito ainda que a forma como voltou é realmente cativante, digna de sua estratégia. O Delpo pediu atendimento médico quando perdia o tb por 54, o juiz de cadeira parou o jogo, mas o supervisor mandou ele seguir.
      abs
      Chiquinho

      Reply
  3. Renato

    Prezado Chiquinho!

    Parece-me, com todo respeito, que o termo cativante é exagerado. Talvez misterioso coubesse melhor. Este assunto ja´foi muito debatido. Porém como não acredito em super-homem, papai noel e duendes, um recém liberado de lesão que afirmaram ter, não volta com a força que ele voltou, pelo menos segundo a melhor literatura médica. Abcs!

    Reply
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Renato…o Nadal ficou afastado dos torneios por sete meses, mas desde de dezembro estava treinando. Não saiu da cama para um torneio, por isso acho que voltou na hora certa, inclusive desistindo do AO
      Vc não pensa assim tb?
      abs
      Chiquinho

      Reply
  4. G.K

    Boa Chiquinho!

    Pelo menos até acabar a temporada do saibro europeu vamos focalizar mais o grande protagonista do saibro.

    No post passado eu quis dizer o octa em paris, o que vai ser realmente inédito e incrível.

    Abs!

    Reply
  5. joao aguiar

    Chiquinho,

    é a primeira vez que escrevo, mas gostaria que comentasse o comportamento do Djokovic, Murray, e hoje do Delpo.

    O Djoko e o Murray sempre estão fazendo cara de dor quando o jogo está difícil ou perdendo, e de repente, começam a jogar demais, e viram o jogo para cima do adversário.
    Acredito que o jogador adversário deve ficar atordoado com essa postura, pois se ganhar, será por causa da lesão do outro, e se perde, não tem explicação em perder para alguém machucado.

    Abs,
    João

    Reply
    1. Chiquinho Leite Moreira

      João… eu particularmente não gosto… mas a catimba faz parte do jogo. Tenistas são extremamente competitivos e usam de qualquer recurso para vencer um jogo. Delpo tentou esfriar o finlandês num momento importante do tb. O juiz de cadeira caiu na encenação do argentino, mas o árbitro geral mandou ele voltar à quadra. O pessoal do vôlei está preocupado que o challenger está sendo usado como forma de ‘esfriar’ o jogo. Mas existe inúmeras maneiras de se quebrar o ritmo do jogo… puxar a cueca, reclamar de alguém usando flash, pedir para checar uma marcação, olhar para o juiz de linha, reclamar do barulho, pedir a toalha, enfim, no vôlei também deve existir estas formas.
      A cara de dor, a que vc se refere vou lembrar uma frase de Andre Agassi sobre Pete Sampras. Disse certa vez: Pete é um grande ator.
      abs
      Chiquinho

      Reply
  6. Fernando C

    Chiquinho, você não acha que pelo andar da carruagem o Djokovic vai chegar em RG ainda prejudicado, diminuindo ainda mais as remotas chances de evitar o 8º triunfo de Nadal em Paris?

    Reply
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Fernando… se o Djokovic tem sérias intenções de vencer em RG precisa chegar a Paris no auge da chamada curva de rendimento. Só assim pode-se ganhar um Slam. Ainda há tempo de recuperação, mas o planejamento deve focar para chegar ao auge na última semana de maio. Toda essa preocupação com o condicionamento físico, sem deixar de lado o preparo técnico. Por isso, a elaboração do calendário é quase um jogo de xadrez. Pete Sampras tentou diversas alternativas: jogou muito no saibro, antes de RG, e não deu certo. Jogou pouco, para poupar energia, e tb não funcionou. Qual será a estratégia de Djokovic???

      Reply
      1. Fernando C

        Sou torcedor do Djokovic, mas acho que se em condições normais já é difícil levar RG, recuperando-se de uma contusão torna a missão quase impossível. Fazer o acerto de estratégia vai ser complicado com a lesão e ainda por cima do outro lado tem o heptacampeão.

        Reply
  7. Eduardo Antonio Miguel Elias

    CHIQUINHO, o Roger Federer poder ser considerado o melhor de todos os tempos, mesmo com o estigma de inúmers derrotas para o Rafael Nadal? O Nadal só ganhou menos Grand Slam do que ele, pois em todos os outros quesitos o superou, principalmente no confronto direto e ter ganho os 4 Grand Slams bem mais rápido do que o Federer, além de ganhar o ouro olímpico que o suíco não ganha mais?!?!?!? Grande abraço e enorme prazer ler seus comentários.

    Reply
  8. Lígia

    A chave do Nadal é das mais fáceis em MC, o que absolutamente não quer dizer que o espanhol não esteja afiado. Quanto a “cativante”, hummmm, sei não, acho que é a mesma conversa mole dele, de sempre. Pena que aquele que poderia derrotá-lo em MC não está em boa condição física. A ver.

    Reply
  9. Augusto Fiães

    Chico, falar de Nadal em quadras de saibro, é falar do Papa no Vaticano…Ninguém, nunca, em tempo algum, terá este percentual de vitórias no saibro!!! E mesmo nas duras e rápidas, ele, no mínimo, é um dos 4 melhoraes de todos os tempos também!!! Gente, não adianta, ele já passou o Sampras, Rod Laver, BigMac, Lendel, Becker e Agassi entre outros…só falta superar o Federer…e está tranquilamente no caminho…molezinha até na minha opinião. Joelho? Fala sério…
    Valeu Chico e parabéns pelo belo Blog!!!
    Guto.

    Reply
    1. lEvI sIlvA

      Meu caro Augusto, duras sim, rápidas não mais! Como o Dalcim tem falado ultimamente, a ATP tem feito um esforço pra “nivelar” a velocidade das quadras, mesmo as duras. SE há alguma difernça ainda, é muito por conta de altitude mesmo! Abraço!

      Reply
  10. Fernando C

    Em GS não passa não. E cá entre nós, Federer é absurdamente mais completo e técnico.
    PS.: Torço para Djokovic, portanto, vai uma opinião imparcial. Djoko é o melhor do momento, mas jamais ameaçará Nadal e Federer em termos históricos.

    Reply
  11. MARILIENSE: FENOMENO NADAL

    Boa tarde Chiquinho,
    Estive em B Aires e tanto lá quanto aqui e no resto do mundo o assunto do tênis chama-se Rafael Nadal. Estava conversando com os hermanos uma coisa que pouca gente comenta mas se pararmos para analisar um fato que é de impressionar muito, é a condição com que Rafa se tornou um tenista canhoto incentivado pelo seu tio Toni Nadal.De acordo com depoimento da própria família, Rafa é destro por natureza e não ambidestro como se pensou anteriormente. Todos sabem que para um destro realizar qualquer atividade com a mão esquerda é a coisa mais difícilima,altamente complexa.Imagina então se essa atividade exigir de sua mão canhota uma habilidade que o conseguisse transformar em um dos maiores tenista de todos os tempos.Isso sim é um fenomeno dentro do esporte .
    Agora, eu fico pensando…. se o Nadal tem um forehand fantástico tanto para defender,para atacar o revés e a direita do adversário com a mão esquerda(em tese forçando a natureza) imagina o que produziria a sua mão direita caso fosse treinada para isso, sendo Nadal um dextro por natureza.
    Abs,

    Reply
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Poxa imagine qdo ele comecar a jogar com a mao direita entao. Pelo menos para assinar na camera ele eh destroabs
      Chiquinho

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *