TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Escândalo do tênis promete os peixes grandes
Por Chiquinho Leite Moreira
janeiro 18, 2016 às 10:50 pm

Há muito tempo que o tênis exerce um rígido controle na manipulação de resultados. Mas até agora só foram fisgados os peixes pequenos. Nomes que caem no esquecimento. Provavelmente a única exceção seja de Nikolay Davydenko. Desta vez, porém, a BBC promete divulgar uma lista incluindo até campeões de Grand Slam. E em se confirmando que sejam punidos.

Não restam dúvidas de que da suspeita à comprovação existe uma grande distância e um difícil caminho. Quando este trabalho de investigação começou a ser feito de forma mais rigorosa, ouvi de autoridades no assunto que iriam pegar Yevgeny Kafelnikov. Estava tudo o certo: o russo teria se traído nas contas do cartão de crédito. Até hoje só restou a promessa.

O tênis colocou à frente deste trabalho um competente agente: Chris Gayle, que esteve por muito tempo ligado a USTA e a ATP. Conhece como poucos os corredores dos grandes torneios. Entre as diversas determinações estavam as proibições de acesso a sites de apostas nos locais de competição. Tentou-se impedir o livre trânsito de agentes de jogadores. Jornalistas que acompanham o circuito assinaram documento que não usariam as informações privilegiadas para apostas ou mesmo dar detalhes sintomáticos, como, por exemplo, tal jogador está machucado, não treinou bem, etc e tal. Enfim, pedidos que um bom repórter não pode atender, pois afinal de contas sua função é informar e não camuflar.

Com o cerco apertando à máfia das apostas, o assédio aos tenistas saiu dos locais de competições. Hotéis oficiais, restaurantes passaram a ser os pontos de contato. Assim, tanto nos torneios, como fora deles, muitos e muitos jogadores receberam propostas. Até mesmo, Novak Djokovic abriu o jogo ao dizer que lhe foi oferecido US$ 200 mil, mas, é lógico, recusou.

Esta tentação sempre esteve mais próxima de jogadores no nível intermediário. São tenistas que lutam pela sobrevivência e na hora da fome, a aproximação de um agente da máfia das apostas pode acabar se convertendo em pecado. Ao mesmo tempo, para um tenista deste nível as derrotas são uma constante. Perdem todas as semanas, caso contrário seriam campeões.

Agora, a história é diferente. A promessa de peixes grandes, vencedores de Grand Slam, expõe a integridade de uma centenária modalidade. E, por isso, é importante o total esclarecimento, comprovação dos fatos e punição exemplar.


Comentários
  1. Tarcisio Colares

    Máfia de apostas e doping são as 2 maiores doenças do esporte de alto desempenho, que só poderão ser combatidas se as punições forem severas, seja para quem for (vencedor de Slam ou não, no caso do tenis). Torço para que o trabalho nestas 2 frentes avance a ponto de coibir estes métodos furtivos de influenciar o resultado esportivo das quadras, ou nos campos, pistas, etc dos demais esportes.

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Poxa Janco… cadê a lista que a BBC disse que iria divulgar? Assim fica difícil fazer qualquer comentário. Ainda bem que na escola de jornalismo que frequentei não permitiu que divulgasse uma lista numerosa que andou por aí, jogando no ventilador, o que teria saído na mídia sueca.
      Acho que tenho de concordar com o Djokovic… nada mais a comentar sobre este assunto.

      Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>