Tag Archives: Matteo Berrettini

US Open tem mais jovens nas oitavas em 19 anos
Por Mario Sérgio Cruz
setembro 6, 2020 às 2:41 pm
Aos 20 anos, Aliassime é o mais jovem nas oitavas e faz melhor campanha em Slam (Foto: Adam Glanzman/USTA)

Aos 20 anos, Aliassime é o mais jovem nas oitavas e faz melhor campanha em Slam (Foto: Adam Glanzman/USTA)

Com a definição dos 16 classificados para as oitavas de final do US Open, é certo que a edição deste ano é com maior número de jogadores nessa fase nos últimos 19 anos. Em uma temporada atípica, com várias desistências, dez tenistas com até 24 anos estão nas oitavas. Isso não acontecia desde 2001 em Nova York. Além disso, o último Grand Slam com tantos jovens nas oitavas foi o Australian Open de 2009.

O jogador mais jovem nas oitavas de final é o canadense Felix Auger-Aliassime, que completou 20 anos em agosto e faz sua melhor campanha em Grand Slam. Algoz do brasileiro Thiago Monteiro na estreia, Aliassime teve uma atuação de gala contra Andy Murray na segunda rodada e bateu o jovem francês Corentin Moutet na fase seguinte.

Três jogadores com 21 anos estão nas oitavas. Um deles é o também canadense Denis Shapovalov, que iguala o resultado de 2017 depois de ter vencido uma batalha de cinco sets contra Taylor Fritz. Com a mesma idade nas oitavas, estão o espanhol Alejandro Davidovich Fokina, que faz seu melhor resultado em Slam, e também o australiano Alex De Minaur.

Tiafoe é o último norte-americano na chave

EhBm9q-XcAACGF5

O último norte-americano na chave masculina de simples é Frances Tiafoe, de 22 anos. Filho de imigrantes de Serra Leoa e bastante engajado na luta contra o racismo e em outras causas sociais para tornar o tênis mais acessível em comunidades pobres, Tiafoe é também o anfitrião mais jovem nas oitavas desde Donald Young, em 2011.

Outro atleta de 22 anos nas oitavas de final do US Open é o russo Andrey Rublev, que já tem até um resultado melhor no torneio. Ele já foi às quartas em 2017. Já com 23 anos, estão nas oitavas o alemão Alexander Zverev e croata Borna Coric, dois dos principais expoentes da nova geração.

Dois jovens jogadores de 24 anos tentam repetir as ótimas campanhas da temporada passada. O russo Daniil Medvedev foi vice-campeão em 2019, enquanto o italiano Matteo Berrettini parou na semifinal no ano passado.

Apenas dois trintões nas oitavas
Por outro lado, apenas dois jogadores com mais de 30 anos estão nas oitavas de final. Um deles é o número 1 do mundo Novak Djokovic, tricampeão do US Open e vencedor de 17 títulos de Grand Slam. O sérvio completou 33 anos em maio e é o único campeão de Slam restante na chave.

O segundo mais velho nas oitavas é o canadense Vasek Pospisil, de 30 anos. Ele vem de boas vitórias contra Milos Raonic e Roberto Bautista Agut. Esse o menor número de trintões nas oitavas do US Open desde 2011, com Roger Federer e Juan Carlos Ferrero. Já o último Grand Slam com dois jogadores com mais de 30 anos nas oitavas foi o Australian Open de 2013, com o mesmo Federer e também David Ferrer.

Temporada da ATP tem 23 campeões com até 23 anos
Por Mario Sérgio Cruz
novembro 19, 2019 às 5:51 pm

A temporada de 2019 do circuito da ATP terminou no último domingo com o título de Stefanos Tsitsipas no ATP Finals. A conquista do jovem grego de 21 anos em Londres fechou um bom ano para a nova geração do tênis masculino. Dos 66 torneios do circuito, 23 foram vencidos por atletas com até 23 anos, sendo que nove campeões tinham 21 anos ou menos.

Tsitsipas foi o jogador mais jovem a vencer o Finals, competição entre os oito melhores de uma temporada, desde Lleyton Hewitt em 2001, quando o australiano venceu o torneio com apenas 20 anos. O grego também se tornou apenas o sétimo jogador a conquistar o título logo em sua primeira participação no evento.

O campeão mais jovem da temporada foi o australiano Alex de Minaur, que venceu o ATP 250 de Sydney, em janeiro, aos 19 anos e 11 meses. Este foi o único torneio vencido por um jogador com menos de 20 anos em 2019. Após seu 20º aniversário, em fevereiro, De Minaur ainda venceu mais dois torneios, em Atlanta e em Zhuhai.

Entre os jogadores com até 23 anos que conquistaram títulos de ATP ao longo da temporada, aparecem Stefanos Tsitsipas, Denis Shapovalov, Reilly Opelka, Taylor Fritz, Andrey Rublev , Alexander Zverev, Hubert Hurkacz, Cristian Garin, Daniil Medvedev, Matteo Berrettini, Laslo Djere, Nicolas Jarry e Nick Kyrgios. Lembrando que Kyrgios completou 24 anos em abril, e ainda ganhou o ATP de Washington em agosto.

A final mais jovem da temporada envolveu o italiano de 23 anos Matteo Berrettini e o canadense de 18 anos Felix Auger-Aliassime, disputada na grama de Stuttgart. A segunda final mais jovem foi em Atlanta, onde De Minaur (20) derrotou Taylor Fritz (21). Em terceiro lugar aparece a final do Rio Open, com Laslo Djere (23) e Felix Auger-Aliassime (18).

Temporada teve 15 campeões inéditos
O ano de 2019 também teve 15 jogadores conquistando seu primeiro título de ATP. Esta é a melhor marca desde 1999, quando 16 jogadores venceram um torneio pela primeira vez. No ano passado, foram treze campeões inéditos. A maior parte desses novos campeões fazem parte da geração mais jovem do circuito, como os casos de De Minaur, Fritz, Djere, Opelka, Garin, Jarry, Hurkacz e Shapovalov.

A lista ainda tem veteranos como Adrian Mannarino, aos 30 anos, Radu Albot (29), Dusan Lajovic (29) e Guido Pella (28). Outros campeões inéditos foram o italiano de 24 anos Lorenzo Sonego, o argentino de 25 anos Juan Ignácio Londero e o norte-americano de 27 anos Tennys Sandgren.

Trintões ganharam 25 torneios
Os jogadores com mais de 30 anos conquistaram 25 torneios em 2019. O número foi puxado pelas cinco conquistas de Novak Djokovic, além dos quatro títulos para Roger Federer e Rafael Nadal. Só eles são responsáveis por 13 dessas conquistas. Nomes como Andy Murray, Jo-Wilfried Tsonga, Feliciano López, Roberto Bautista Agut, Gael Monfils, John Isner, Kevin Anderson, Fabio Fognini, Benoit Paire, Adrian Mannarino e Albert Ramos também fazem parte na lista de ‘trintões’ vencedores de torneios.

Federer foi o campeão mais velho de 2019. O suíço conquistou o título na Basileia aos 38 anos e dois meses. A final mais velha do ano foi protagonizada por Kevin Anderson (32) e Ivo Karlovic (39) em Pune, na Índia. Na sequência, aparece a de Queen’s, em Londres, entre Feliciano López (37) e Gilles Simon (34). Em terceiro lugar, fica o duelo entre Roger Federer (37) e John Isner (33) no Masters 1000 de Miami. Além disso, onze finais do circuito tiveram dois jogadores com mais de 30 anos.