Números de Zverev impressionam
Por Mario Sérgio Cruz
abril 21, 2016 às 6:01 pm

No dia em que completa seu 19º aniversário, Alexander Zverev chegou à sua 31ª vitória em chaves principais de ATP ao eliminar Thomaz Bellucci na segunda rodada do ATP 500 de Barcelona. A expressiva marca do jovem alemão é mais uma que confirma sua posição entre os nomes mais promissores do circuito masculino.

Uma estatística divulgada nesta quarta-feira vem da equipe de comunicação e redes sociais de Wimbledon compara o ranking de Zverev com os dos atuais membros do top 5. Ocupando o 51º lugar no dia em que completa 19 anos, o alemão tem marca melhor que o 63º de Novak Djokovic na mesma idade e próximo do 46º posto de Andy Murray e do 39º lugar de Roger Federer na época. Só não dá para comparar com Rafael Nadal, que já era top 5.

Nadal foi extremamente precoce. O Touro Miúra já acumulava 44 vitórias na carreira ao fim de 2004, ainda aos 18 anos, e venceu outras 79 partidas só na temporada seguinte. Quando completou 19 anos, no meio da campanha para o primeiro título de Roland Garros, ele já havia vencido quase 90 partida em ATP. Um fenômeno que dificilmente será repetirá.

Chegar (e ultrapassar) a marca de 30 vitórias em ATP tão cedo chama atenção. Muito mais que tentar ver a que ponto da carreira outras lendas chegaram a esse número -Federer, Murray e Djokovic o fizeram na mesma idade- a comparação mais importante é com outros talentos da nova geração.

O australiano Nick Kyrgios que é 20º do mundo e está próximo de completar 21 anos já tem 50 triunfos, mas havia vencido apenas três partidas neste nível antes do 19º aniversário em abril de 2014. Até o fim da temporada passada, ele acumulava 36.

Já o agora top 15 aos 22 anos Dominic Thiem acumula 90 vitórias, sendo 26 somente na atual temproada. No entanto, os resultados positivos em ATP ficaram mais frequentes em 2014, quando completou 21 anos. Aos 19, o austríaco havia vencido só quatro partidas em primeira linha.

O único jovem com números melhores que os de Zverev é Borna Coric, que é cinco meses mais velho. Quando completou 19 anos em novembro, o croata já acumulava 33 resultados positivos e já teve ranking até melhor que o do alemão. Coric já foi 33º mundo com apenas 18 anos e hoje ocupa o 41º lugar.


Comentários
  1. Pedro

    Mário, você sabe dizer por que o Orlandinho não disputou o Challenger de São Paulo, que tinha tantos brasileiros na chave? Opção própria ou lesão?

    Reply
    1. Mario Sérgio da Cruz

      Ele passou por uma cirurgia para corrigir desvio de septo, que era algo que estava atrapalhando a saúde dele.
      O Zormann que dividiu quarto com ele muitas vezes nos torneios comentou que isso muitas vezes prejudicava o sono e respiração por exemplo.

      Reply
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>