Alcaraz e Sinner trocam elogios e projetam duelo
Por Mario Sérgio Cruz
julho 1, 2022 às 11:25 pm

Sinner não tinha vitórias na grama pelo circuito da ATP antes da boa campanha em Wimbledon (Foto: Paul Zimmer/ITF)

Os dois jogadores mais jovens entre os sobreviventes na chave masculina de Wimbledon vão se enfrentar nas oitavas de final. O espanhol Carlos Alcaraz e o italiano Jannik Sinner duelam no próximo domingo em busca de uma inédita vaga nas quartas do Grand Slam londrino. Com cinco títulos de ATP cada um, Alcaraz e Sinner lideram uma nova geração do circuito e têm bom relacionamento fora das quadras.

Sinner e Alcaraz já se enfrentaram no Masters 1000 de Paris do ano passado, com vitória do espanhol em dois sets equilibrados. Houve também um encontro pelo challenger de Alicante em 2019, também com Alcaraz levando a melhor. O espanhol de 19 anos e o italiano de 20 projetam uma partida equilibrada para a próxima rodada, mas evitam pensar em uma futura rivalidade.

“Cada um tem seu jeito. Ainda tenho que trabalhar muito. Então vamos ver o que o futuro dará a mim e ao Carlos. Quero dizer, ainda somos jovens, somos grandes tenistas e boas pessoas”, disse Sinner, após vencer o norte-americano John Isner nesta sexta-feira por 6/4, 7/6 (7-4) e 6/3. “Mas não estou pensando muito sobre isso. Estou pensando no meu caminho, para onde tenho que ir. Obviamente, há muito trabalho a fazer. Mas espero que isso possa acontecer um dia”.

Além de ter vencido Isner, um dos melhores sacadores do circuito, Sinner também passou por Stan Wawrinka e Mikael Ymer nas fases iniciais. Curiosamente, o italiano não tinha vitórias em nível ATP na grama antes da boa campanha na edição deste ano, sendo eliminado na estreia nas quatro tentativas anteriores de torneios no piso. O jogador de 20 anos comentou sobre os momentos de descontração que tem com Alcaraz.

“Temos um bom relacionamento. Às vezes conversamos no vestiário: Ele fala em espanhol e eu falo em italiano, então falamos meio confusos, mas acho que nos entendemos muito bem”, brincou o italiano. “Fora das quadras somos bons amigos e espero que continue por muitos anos, porque isso é o mais importante. Mas na quadra todo mundo quer vencer, então espero que seja uma partida emocionante”.

Alcaraz não disputou torneios preparatórios na grama antes de Wimbledon (Foto: AELTC)

Alcaraz não disputou torneios preparatórios na temporada de grama, por conta de uma lesão no cotovelo, e teve uma estreia dura contra o alemão Jan-Lennard Struff em cinco sets. Nas duas fases seguintes, o número 7 do mundo passou com mais tranquilidade pelo holandês Tallon Griekspoor e o alemão Oscar Otte. Ele também teceu elogios a Sinner.

“Obviamente Jannik é um bom jogador. Ele joga um tênis incrível e tem um grande nível aqui na grama. Ele ganhou partidas muito boas aqui, então vai ser uma partida muito difícil. Jogar contra ele é sempre difícil, mas gosto desse tipo de jogo e desse tipo de desafio. Eu diria que agora Jannik e eu somos os jogadores mais jovens que restaram na chave, mas obviamente também há muitos jogadores jovens bastante talentosos”.

“Joguei com ele em Paris no ano passado. E claro, treinamos juntos algumas vezes. Eu conheço o jogo dele, sei o que tenho que fazer durante a partida”, acrescentou o caçula do top 10, que também comentou sobre as brincadeiras fora das quadras. “Temos uma relação boa fora da quadra. Quando o vejo no vestiário, faço algumas piadas. Eu não sei falar italiano, mas o espanhol dele é bom. Falamos mais em espanhol”.


Comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>