Geração 2000 chega com nove tenistas às oitavas
Por Mario Sérgio Cruz
maio 29, 2022 às 1:31 am

Alcaraz já faz sua melhor campanha em Paris e tenta chegar às quartas em Slam pela 2ª vez (Foto: Loïc Wacziak/FFT)

A nova geração do circuito chega com cada vez mais força ao circuito profissional. Após a primeira semana de disputas em Roland Garros, teremos nove tenistas nascidos a partir de 2000 nas oitavas de final. São cinco na chave feminina, lideradas pela número 1 do mundo Iga Swiatek, e mais quatro no torneio masculino, com destaque para o sexto do ranking Carlos Alcaraz. Também seguem nas chaves Qinwen Zheng, Amanda Anisimova, Leylah Fernandez, Coco Gauff, Jannik Sinner, Felix Auger-Aliassime e Holger Rune.

Swiatek encara jovem chinesa
Swiatek terá um duelo da nova geração contra a jovem chinesa de 19 anos Qinwen Zheng, 74ª colocada. “Ouvi algumas outras jogadoras falando sobre ela. Tenho certeza de que ela merece estar nessa fase, porque está jogando muito bem. Mesmo quando ela perdeu algumas partidas, as pessoas estavam sempre diziam que ela tem talento”, disse a polonesa de 20 anos.

Zheng, que eliminou Simona Halep na segunda rodada e agora passou por Alizé Cornet, faz sua melhor campanha em Slam e projetou o duelo com a número 1. “Ela é uma jogadora maravilhosa e quero muito jogar contra ela. Então, estou empolgada para esta partida. Sei que ela é uma ótima jogadora de saibro e que será uma partida difícil. Vou dar tudo o que tenho”.

Sobre a boa fase no saibro, a chinesa destaca o treinamento na Espanha. “Estou treinando na Espanha há dois anos. E desde que estou aqui, vejo que todo jogador espanhol trabalha muito duro. Tenho melhorado muito, então acho que o trabalho está funcionando em mim e acho que deveria continuar assim”.

Anisimova e Fernandez também duelam
Duas jogadoras que já foram longe em Grand Slam também duelam nas oitavas, a canadense Leylah Fernandez e a norte-americana Amanda Anisimova tentam voltar a ter um grande resultado. Fernandez, de 19 anos, foi finalista do US Open na temporada passada, enquanto Anisimova, de 20 anos, tenta repetir a semi que fez em Paris há três temporadas.

“Acho que depois do US Open eu coloquei um pouco mais de pressão em mim mesma. Isso é normal, porque quero repetir o que fiz no US Open”, disse Fernandez. “Acho que depois dos primeiros torneios, aceitei que não jogaria da mesma maneira todas as vezes. Vou ter que encontrar soluções e continuar trabalhando duro. Ao longo do ano, tenho me apegado a isso e me esforçando todos os dias”.

Mais calma, Gauff tenta repetir as quartas
Uma temporada depois de ter feito sua melhor campanha em Grand Slam, ao chegar às quartas de final de Roland Garros, Coco Gauff está a uma vitória de igualar esse resultado. A jovem norte-americana de 18 anos e atual 23ª do ranking se sente cada vez mais preparada para chegar longe nos grandes torneios, especialmente no aspecto mental. Ela desafia nas oitavas a belga Elise Mertens.

“Acho que agora estou mentalmente melhor do que no ano passado, chegando à segunda semana. Acho que estou muito mais preparada para jogar duas semanas de tênis”, disse Gauff, já projetando o próximo jogo em Paris. “Eu já joguei com ela antes e acho que estou muito mais relaxada do que na minha partida das oitavas do ano passado”.

Alcaraz pensa nos grande nomes
Depois de ter vencido Rafael Nadal e Novak Djokovic na campanha para o título do Masters 1000 de Madri, o jovem de 19 anos Carlos Alcaraz se sente cada vez mais prontos para enfrentar os grandes nomes. Ele pode cruzar o caminho de um deles em uma possível semifinal em Paris. “Se eu continuar vencendo, é possível que enfrente um deles e acho que estou preparado para isso. Claro que aqui são cinco sets, diferente de um Masters 1000, mas ainda assim me sinto pronto”.

Treinado por Toni Nadal, Aliassime desafia Rafa
O duelo entre Rafael Nadal e Felix Auger-Aliassime pelas oitavas de final de Roland Garros terá um interessante personagem fora das quadras. Toni Nadal, tio e ex-treinador do espanhol, é agora o técnico da Aliassime. Toni declarou publicamente que não dará dicas ao canadense sobre como enfrentar Rafa, e que essa foi uma condição prévia para eles começarem a trabalhar juntos no ano passado, e Rafa diz que não veria problema algum se o adversário fosse aconselhado por seu tio.

O canadense também comentou sobre a situação. “Eu não acho que Toni vai me contar algo novo sobre como o Rafa joga. Mas nós tivemos essa discussão desde a primeira vez que começamos a trabalhar juntos. Sabíamos que era uma possibilidade de eventualmente eu enfrentar o Rafa quando estivesse trabalhando com o Toni. Mas acho que o Toni vai assistir de um lugar neutro e aproveitar a partida”.

Sinner e Rune têm jogos duros nas oitavas
O italiano de 20 anos Jannik Sinner, 12º do ranking, desafia o número 7 do mundo Andrey Rublev pelas oitavas. Sinner lidera o histórico de confrontos por 2 a 1 e tenta voltar às quartas em Paris depois de dois anos. Já Holger Rune, de 19 anos e 40º colocado, é o próximo rival do grego Stefanos Tsitsipas, quarto cabeça de chave. O jovem dinamarquês ainda não perdeu sets no torneio e faz sua melhor campanha em Slam. Sua campanha é a melhor de um homem dinamarquês em um Slam desde 1993.

Neste sábado, Rune falou ao entrevista para o ex-número 2 do mundo Alex Corretja ainda em quadra após vencer o francês Hugo Gaston por triplo 6/3 e comentou sobre o estilo pouco ortodoxo do rival, que o trazia para a rede o tempo todo. “Foi um jogo difícil. Hugo é um grande jogador e que consegue fazer golpes muito difíceis. Tenho muito respeito por esse cara e pelo time dele”, disse Rune. “Não é sempre divertido jogar contra ele. Hugo é muito talentoso e te faz correr muito. Mas tive que pensar no meu saque e ser agressivo. Estou muito feliz com meu nível hoje. Foi um jogo duro, mas permaneço focado o tempo todo”.


Comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>