Em duas semanas, Boscardin salta 180 posições
Por Mario Sérgio Cruz
maio 16, 2022 às 10:14 pm

Boscardin fez suas duas melhores campanhas em challenger nas últimas semanas e ganhou 180 posições no ranking (Foto: Luiz Candido/CBT)

Os resultados positivos nas duas últimas semanas tiveram impacto direto no ranking para Pedro Boscardin. Ele venceu sete dos últimos nove jogos que disputou. E depois de chegar às quartas de final em Salvador e de alcançar a primeira final de challenger da carreira em Coquimbo, no Chile, o jovem jogador de 19 anos ultrapassou 180 jogadores no ranking.

Antes do torneio de Salvador, Boscardin era apenas o 526º do ranking. Ele recebeu 20 pontos pela campanha do quali até as quartas de final e saltou para o 452º lugar. Na sequência, venceu mais quatro jogos em Coquimbo e recebeu mais 50 pontos, que o levaram à 346ª posição, a melhor marca da carreira. Nono melhor brasileiro no ranking da ATP, o catarinense é mais jovem que todos os demais atletas nacionais que estão à frente dele.

“Foi uma semana muito boa de evolução e aprendizado. Já venho trabalhando há bastante tempo. Alguns jogos vinham escapando nas outras semanas, mas desde semana passada reencontramos o caminho das vitórias, venho jogando muito bem”, disse Boscardin, avaliando a semana no torneio chileno. Ele se tornou o primeiro sul-americano nascido em 2003 a jogar uma final de challenger e o quarto no mundo junto com Carlos Alcaraz, Holger Rune e Luca Nardi.

“Semana passada fiz quartas, com muita chance de ir à semi, mas essa semana veio uma consolidação. Fico feliz com a melhora no ranking, podendo entrar mais nos challengers e não ficar na dúvida se entrou ou não”, acrescentou o catarinense destacando o aumento no número de torneios na América do Sul. “Esse circuito na América do Sul é muito importante, ainda mais para mim que estou começando a jogar como profissional, saindo do juvenil. Então, isso está me ajudando bastante a fazer os pontos nessa fase de transição. Então, está sendo uma salvação para todos nós”.

Ex-top 10 do ranking juvenil, Boscardin conquistou seu primeiro título profissional no ano passado, quando venceu um ITF M25 em Rio do Sul, Santa Catarina. Já em fevereiro deste ano, ganhou um ITF M15 nos Estados Unidos, em Naples, na Flórida. Convidado para jogar no Chile, Boscardin passou por dois brasileiros nas primeiras rodadas, o carioca Wilson Leite e o paulista Gustavo Heide. Ele também passou pelo peruano Arklon Huertas nas quartas e pelo argentino Juan Bautista Torres na semifinal. Já na final do último sábado, ele foi superado pelo argentino Facundo Diaz Acosta por 7/5 e 7/6 (7-4) em 1h53 de partida. “A final foi bem dura. O Facundo jogou muito bem, e eu também estava confiante”, avaliou.

Com o salto no ranking, Boscardin retorna ao Brasil e avalia o calendário para as próximas semanas. De acordo com a equipe do tenista, ele seguirá para torneios na Europa no fim do mês. “Agora é seguir firme, levar todas as coisas boas, as principais, energia positiva, a confiança. É descansar duas semanas agora e voltar para os campeonatos”.


Comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>