Paris assiste final francesa no juvenil após 19 anos
Por Mario Sérgio Cruz
junho 11, 2021 às 7:03 pm

Luca Van Assche, de 17 anos, diz que ganhou confiança depois de ter disputado o quali profissional em Paris (Foto: FFT)

Conforme já antecipado desde a definição de semifinalistas com quatro jogadores franceses, o torneio juvenil de Roland Garros voltará a ter uma final doméstica depois de 19 anos. Arthur Fils, de 16 anos, e Luca Van Assche, um ano mais velho, vão decidir o título a partir de 6h (de Brasília) deste sábado. A última decisão entre dois franceses em Paris havia acontecido em 2002, quando Richard Gasquet derrotou Laurent Recouderc. Já o último anfitrião a vencer o torneio foi Geoffrey Blancaneaux em 2016.

Luca van Assche, 18º do ranking, venceu Sean Cuenin por 7/5 e 6/4 em 1h39 de partida. Já Arthur Fils, 19º do ranking e atual campeão do Orange Bowl, precisou de três sets e 2h09 para derrotar Giovanni Mpetshi Perricard por 3/6, 6/3 e 7/6 (7-5). Esta foi a primeira vez que quatro juvenis franceses chegaram às semifinais masculinas de simples em um Grand Slam. O recorde anterior em Roland Garros era de 1949, e isso também aconteceu duas vezes na Austrália, em 2002 e 2020.

“Foi incrível estar quatro jogadores franceses na semifinal. São três amigos meus e gosto muito deles”, disse Luca van Assche a TenisBrasil, durante a entrevista coletiva desta sexta-feira. “Conheço muito bem o Arthur, há bastante muito tempo. Vamos aproveitar esta final. Acho que vai ser uma ótima partida”.

O jogador de 17 anos recebeu convite para o quali profissional de Roland Garros e enfrentou o experiente suíço Henri Laaksonen. “Estou jogando muito bem nesta semana. E duas semanas atrás, eu joguei o quali e aprendi muito. Vi que estou no nível desses jogadores porque fiz uma partida acirrada contra o Laaksonen e depois ele chegou à terceira rodada da chave principal. Eu posso ver que tenho o nível desses caras. Ganhei muita confiança depois daquele jogo. Então, sim, me ajudou muito.

Fils comemorou uma vitória dramática na semi contra um de seus melhores amigos no circuito. “Ele é meu amigo desde que tínhamos sete anos, eu acho. Então eu precisava deixar isso fora da quadra e jogar 100% contra ele, acho que lidei muito bem. Então foi legal”, disse após vencer o duelo com Perricard. “Inacreditável. É um grande sentimento. Vencer uma semifinal por 7/6 no terceiro set, com 7-5 no tiebreak, foi muito difícil. Mas estou focado na minha final agora”.

O tenista de 16 anos também já projeta o encontro jogo duro, desta vez contra Van Assche. “Vai ser outra partida muito difícil, porque ele está jogando muito bem e é um adversário muito sólido. Vai ser difícil fazer algum winner ou algo assim. Acho que teremos mais três sets pela frente.

Em um momento de renovação do tênis francês, Van Assche também comentou sobre a nova geração feminina no país, com Clara Burel, Diane Parry e Elsa Jacquemot atingindo a liderança do ranking juvenil nos últimos anos. “As três foram número 1 do mundo, ano passado foi a Elsa, no ano anterior foi a Diane. Não as conheço muito bem, mas acho que estão trabalhando muito para estarem no topo. Espero que elas sejam muito boas para o tênis francês”.

Russa e tcheca de 16 anos na final feminina em Paris
A final feminina será entre a russa Erika Andreeva e a tcheca Linda Noskova, ambas de 16 anos. Noskova, número 20 do ranking, venceu a russa Diana Shnaider, por 1/6, 6/3 e 6/3. Ela tenta ser a primeira tcheca a vencer o torneio juvenil de Roland Garros desde Hana Mandlikova em 1978, e a primeira campeã de Slam na categoria desde Marie Bouzkova no US Open de 2014.

Já Andreeva superou a compatriota Oksana Selekhmeteva por 2/6, 7/5 e 7/6 (7-0). A russa já tem três títulos profissionais de simples, um deles vencendo a brasileira Carolina Meligeni Alves na final, no Egito. A última jogadora do país a vencer um Grand Slam juvenil foi Anastasia Potapova, na grama de Wimbledon em 2016. Já a campeã mais recente em Paris foi Daria Kasatkina em 2014.


Comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>