Nas quartas aos 17 anos, Gauff acumula façanhas
Por Mario Sérgio Cruz
junho 8, 2021 às 5:37 pm

Gauff é a jogadora mais jovem a atingir as quartas de final de um Grand Slam desde 2006 (Foto: Corinne Dubreuil/FFT)

Jogadora mais jovem nas quartas de final da chave feminina de Roland Garros, Coco Gauff vem acumulando várias façanhas com sua ótima campanha em Paris com apenas 17 anos. A atual 25ª do ranking é a mais nova a alcançar essa fase em um Grand Slam desde 2006, com Nicole Vaidisova, também em Roland Garros. Entre as norte-americanas, a última vez que uma tenista dessa idade chegava tão longe em um Slam foi com Venus Williams no US Open de 1997. Já no saibro de Paris, nenhuma norte-americana tão jovem disputava as quartas desde Jennifer Capriati em 1993.

Vinda de bons resultados na temporada de saibro, como a semifinal em Roma e o título do WTA de Parma, ela sente que seu jogo está sendo cada vez mais estudado pelas adversárias do circuito. “Depois de estar no circuito por um tempo, obviamente elas podem assistir mais partidas minhas e entender como eu jogo, e eu percebi isso. Durante o período de pré-temporada, trabalhei apenas em minhas fraquezas”, disse Gauff a TenisBrasil, durante a entrevista coletiva após a vitória sobre a tunisiana Ons Jabeur por 6/3 e 6/1 pelas oitavas. “Sinto que agora eu melhorei bastante naqueles que eram os meus pontos fracos, então não dou às minhas adversárias uma resposta ou uma saída fácil na quadra. Então eu comecei a sentir que esses são pontos fortes para mim agora”.

Gauff agora se prepara para enfrentar a versátil tcheca Barbora Krejcikova, ex-número 1 de duplas e 33ª do ranking de simples. A tcheca vem da conquista do WTA de Estrasburgo e de uma expressiva vitória sobre Sloane Stephens nas oitavas. “Ela obviamente está tendo uma ótima temporada de saibro e é uma adversária difícil. Acho que ela é uma jogadora muito inteligente e está há muito tempo no circuito. Ela é uma daquelas pessoas que jogam bem em todos os pisos. Ela se sai bem em simples, duplas e duplas mistas e pode ser a “veterana” neste confronto, mas acho que não vou me concentrar muito nas decisões que ela toma, mas sim no que eu faço dentro da quadra. Tenho que focar apenas no meu jogo”.

Indicada como uma promessa do circuito desde que tinha 14 anos e foi campeã juvenil de Roland Garros em 2018, Gauff não se importa com comentários sobre sua idade ou precocidade, garantindo que isso não lhe traz nenhuma carga extra de pressão. “Quer dizer, eu realmente não me importo se falam tanto da minha idade ou não. Na quadra, eu prometo a vocês que minhas adversárias provavelmente não se importam com o fato de eu ter 17 anos. Elas querem vencer da mesma forma que eu quero, independentemente das idades delas. Quero dizer, só se tem 17 anos uma vez, então podem falar muito bem sobre isso”.

Durante a coletiva, a norte-americana também afirma que está conseguindo vencer suas partidas de forma mais convincente nas últimas semanas. Mas mesmo com o torneio tendo apenas uma top 10 restante, a atual campeã e número 9 do mundo Iga Swiatek, evita pensar além da próxima rodada. “Para ser honesta, eu realmente não pensei sobre isso. Estou realmente focada no próximo jogo e não quero pensar muito. Você tem que se concentrar no que está na sua frente. Essa é realmente a única resposta que tenho”.

“Eu sinto que estou, como eu posso dizer, mais profissional. As minhas partidas estão sendo mais constantes, mais diretas, e não mais aquelas loucas batalhas de três sets. Como sabemos, tive muitos jogos assim no passado. Mas acho que estou sendo mais consistente neste nível. Espero que eu possa continuar assim”.

 

 

 


Comentários
  1. Paulo

    Ela já avisou, quando debutou no circuito profissional, com tenros 14 anos, que o objetivo dela é bater os recordes da Serena, a quem obviamente admira e se inspira. Portanto, pode-se esperar mais façanhas dela.

    Reply
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>