Arquivo da tag: Serena Williams

Os melhores golpes do tênis profissional (parte 3)
Por José Nilton Dalcim
15 de junho de 2020 às 20:14

Claro que força mental, preparo físico, trabalho de pernas e força bruta não são golpes em si. Mas quem pode negar que sejam componentes primordiais no tênis, quem sabe muitas vezes mais importante do que uma técnica perfeita?

São conceitos também difíceis de mensurar. Força mental tem a ver com administrar frustrações, encontrar soluções táticas, lutar até o fim, superar-se em dias ruins. Movimentação e resistência de certa forma se confundem, porém cobrir bem a quadra é diferente do que aguentar horas de sufoco. Aliás, é fácil perceber que resistência tem íntima ligação com poder mental.

Por fim, resolvi colocar a questão da força bruta em si. Não deixa de ser polêmico, ainda mais porque o tênis de 20, 30 anos não tinha a mesma capacidade de fogo de hoje. Por isso, considerei também a importância disso no estilo e sucesso do tenista em suas épocas.

FORÇA MENTAL
O que pesa muito a favor de Nadal são suas várias voltas por cima na carreira, além do que o saibro naturalmente exige mais da cabeça. Isso explica o voto em Chris Evert.

Masculino
1. Rafael Nadal
2. Novak Djokovic
3. Roger Federer
4. Bjorn Borg
5. Jimmy Connors
Menções honrosas: Pete Sampras e Rod Laver

Feminino
1. Chris Evert
2. Monica Seles
3. Steffi Graf
4. Margaret Court
5. Billie Jean King
Menções honrosas: Martina Navratilova e Justine Henin

MOVIMENTAÇÃO
Confesso que há mínimas diferenças, mas se é verdade que Nadal é mais veloz do que Djokovic, também me parece certo que o sérvio tem um poder de reação e explosão muscular mais incríveis pelo fato de jogar tão perto da linha. Steffi tinha pernas espetaculares para fugir do backhand.

Masculino
1. Novak Djokovic
2. Rafael Nadal
3. Andy Murray
4. Bjorn Borg
5. Roger Federer
Menções honrosas: Lleyton Hewitt, Jimmy Connors

Feminino
1. Steffi Graf
2. Martina Hingis
3. Chris Evert
4. Caroline Wozniacki
5. Kim Clijsters
Menções honrosas: Agnieszka Radwanska, Simone Halep

MAIOR RESISTÊNCIA
O rei do saibro merece a distinção e o estilo mais paciente de trabalhar os pontos exige resistência absurda. Chris Evert jogou num período mais lento, porém era um ‘paredão’ e nunca se cansava.

Masculino
1. Rafael Nadal
2. Novak Djokovic
3. Jimmy Connors
4. Bjorn Borg
5. Andy Murray
Menções honrosas: Guillermo Vilas, Thomas Muster

Feminino
1. Chris Evert
2. Arantxa Sanchez
3. Caroline Wozniacki
4. Svetlana Kuznetsova
5. Elena Dementieva
Menções honrosas: Martina Hingis, Francesca Schiavone

MAIS FORÇA
Sampras teve a meu ver a melhor combinação de força considerando-se todos os golpes e o sucesso maior sobre os demais lhe garante o posto. E ninguém até hoje bateu mais forte que Serena. Mas tanto Kyrgios como Osaka ameaçam esses reinados.

Masculino
1. Pete Sampras
2. Boris Becker
3. Nick Kyrgios
4. Andy Roddick
5. Milos Raonic
Menções honrosas: Tomas Berdych, Dominic Thiem

Feminino
1. Serena Williams
2. Naomi Osaka
3. Maria Sharapova
4. Lindsay Davenport
5. Steffi Graf
Menções honrosas: Martina Navratilova, Samantha Stosur

Os melhores golpes do tênis profissional (parte 2)
Por José Nilton Dalcim
9 de junho de 2020 às 15:11

Não foi nada fácil incluir mais estes quatro tópicos na minha lista dos melhores golpes do tênis profissional e contei com a ajuda imprescindível de Felipe Priante e Mário Sérgio Cruz. Como da outra vez, comentarei principalmente os primeiros colocados ou as dúvidas de cada item.

BACKHAND DE DUAS MÃOS
Não houve dúvida quanto aos primeiros colocados, mas foi um tanto doloroso tirar Borg e Connors, porque eles tiveram sucesso em quadras muito velozes. Como o feminino praticamente todo joga assim, ficou mais difícil e confesso quase não ver diferença entre elas todas.

Masculino
1. Novak Djokovic
2. Andre Agassi
3. David Nalbandian
4. Marat Safin
5. Andy Murray
Menções honrosas: Bjorn Borg e Jimmy Connors

Feminino
1. Serena Williams
2. Kim Clijsters
3. Monica Seles
4. Na Li
5. Victoria Azarenka
Menções honrosas: Garbiñe Muguruza e Maria Sharapova

SEGUNDO SERVIÇO
É preciso avaliar eficiência, variação, coragem nesse item. Provavelmente Nick Kyrgios teria lugar aqui. O feminino privilegiou as mais agressivas.

Masculino
1. Pete Sampras
2. Roger Federer
3. Novak Djokovic
4. John Isner
5. Andy Roddick
Menções honrosas:  Mark Philippoussis e Rafael Nadal

Feminino
1. Serena Williams
2. Venus Williams
3. Pam Shriver
4. Hana Mandlikova
5. Lindsay Davenport
Menções honrosas: Petra Kvitova e Sabine Lisicki

TOQUE
Certamente o tópico mais controverso, e acabei deixando de fora Dustin Brown e Fabrice Santoro. Provavelmente irão contestar a presença de Nadal, mas acho muito justo. O feminino foi um pouco mais fácil, mas quase esqueci da Billie Jean.

Masculino
1. Roger Federer
2. Nick Kyrgios
3. Rafael Nadal
4. Benoit Paire
5. Marcelo Ríos
Menções honrosas: Fabio Fognini e Gael Monfils

Feminino
1. Justine Henin
2. Martina Navratilova
3. Martina Hingis
4. Agnieszka Radwanska
5. Amélie Mauresmo
Menções honrosas: Bethanie Mattek-Sands e Billie Jean King

PASSADA
Todos muito próximos, mas o espanhol ainda me parece o melhor. Muita gente da velha guarda, já que se jogava muito mais na rede então. Idem para o feminino, onde os dois primeiros postos me parecem indicutíveis.

Masculino
1. Rafael Nadal
2. Novak Djokovic
3. Bjorn Borg
4. Jimmy Connors
5. Andre Agassi
Menções honrosas: Ivan Lendl e Andy Murray

Feminino
1. Steffi Graf
2. Chris Evert
3. Arantxa Sanchez
4. Conchita Martinez
5. Simona Halep
Menções honrosas: Angelique Kerber e Serena Williams

DEVOLUÇÃO
Outro item que me pareceu óbvio e talvez a ordem aqui ou ali possa ser mexida. Ou quem sabe acrescentar Tracy Austin nas meninas.

Masculino
1. Novak Djokovic
2. Andre Agassi
3. Jimmy Connors
4. Andy Murray
5. David Nalbandian
Menções honrosas: Bjorn Borg e Lleyton Hewitt

Feminino
1. Serena Williams
2. Monica Seles
3. Steffi Graf
4. Victoria Azarenka
5. Kim Clijsters
Menções honrosas: Chris Evert e Martina Navratilova

Na última série, vamos falar dos outros elementos que não são golpes: movimentação, resistência e mental.

Os melhores golpes do tênis profissional (parte 1)
Por José Nilton Dalcim
5 de junho de 2020 às 17:31

Entre os vários desafios propostos aqui neste Blog, certamente este é um dos mais complexos. O motivo é um tanto óbvio: quando se fala em tênis profissional de altíssimo nível, a diferença técnica em si se mostra muito apertada, por vezes inexistente.

Como diferenciar ‘forehands’ se ele é o golpe de definição de 90% dos tenistas desde que tênis é tênis? Será que apenas força justifica o voto no ‘melhor saque’? E como destacar um jogo de rede mais perfeito, ainda mais se pensarmos que volear era absurdamente muito mais comum até pelo menos o fim da década de 1980?

Então para direcionar esta primeira parte – sim, não há como colocar tudo numa leva só -, tomei por base o aspecto técnico, o poder de definição do golpe e qual o peso dele na carreira do tenista. Começo com quatro itens, e com certeza já teremos muita margem para debates. Vou justificar apenas o primeiro lugar de cada escolha.

Melhor forehand
A capacidade de disparar golpe preciso e potente de qualquer ponto da quadra e principalmente sob pressão me fizeram optar por González e Steffi.

Masculino
1. Fernando González
2. Juan Martin del Potro
3. Roger Federer
4. Rafael Nadal
5. Ivan Lendl
Menções honrosas: Bjorn Borg e Pete Sampras

Feminino
1. Steffi Graf
2. Serena Williams
3. Monica Seles
4. Ana Ivanovic
5. Petra Kvitova
Menções honrosas: Maria Sharapova e Venus Williams

Melhor primeiro serviço
O poder de marcar aces sobre qualquer piso aponta para Isner. Já Serena me parece sem discussão.

Masculino
1. John Isner
2. Ivo Karlovic
3. Roger Federer
4. Pete Sampras
5. Goran Ivanisevic
Menções honrosas: Boris Becker, Andy Roddick

Feminino
1. Serena Williams
2. Maria Sharapova
3. Steffi Graf
4. Venus Williams
5. Martina Navratilova
Menções honrosas: Lindsay Davenport, Sabine Lisicki

Melhor jogo de rede
Com bola e piso muito mais lentos, Federer precisa fazer mais para ganhar pontos nos voleios. Martina foi absoluta.

Masculino
1. Roger Federer
2. Pete Sampras
3. Boris Becker
4. Stefan Edberg
5. John McEnroe
Menção honrosa: Rod Laver, Patrick Rafter

Feminino
1. Martina Navratilova
2. Justine Henin
3. Margaret Court
4. Billie Jean King
5. Evonne Goolagong
Menção honrosa: Hana Mandlikova, Martina Hingis

Melhor backhand de uma mão
Stan e Guga elevaram o poder ofensivo do golpe. Henin tirou o máximo de variedade e precisão.

Masculino
1. Stan Wawrinka
2. Gustavo Kuerten
3. Stefan Edberg
4. Roger Federer
5. Ivan Lendl
Menções honrosas: Richard Gasquet, Guillermo Vilas

Feminino
1. Justine Henin
2. Steffi Graf
3. Martina Navratilova
4. Margaret Court
5. Billie Jean King
Menções honrosas: Evonne Goolang, Amélie Mauresmo