Arquivo da tag: Richard Williams

Oscar para Richard Williams
Por José Nilton Dalcim
12 de dezembro de 2021 às 22:08

Enfim consegui assistir ao ‘King Richard’ e o filme foi acima das minhas expectativas. Embora seja pouco degustável por quem está fora do tênis, é um trabalho excelente se pensarmos nas mensagens que Richard Williams passa ao público: obstinação, humildade, trabalho muito duro, família acima de tudo.

Boa parte do enredo é bem conhecida. Richard colocou na cabeça que faria duas campeãs de tênis, escreveu um roteiro completo para elas e, sem saber absolutamente nada de tênis, levou Venus e Serena aos primeiros estágios com enorme competência e dedicação. Há passagens ótimas, como o apego quase neurótico ao ‘open stance’.

Tudo era muito simples na vida dos Williams, desde a casa onde moravam até a quadra pública em estado ruim com que dava suas aulas empíricas às filhas, e isso tudo fica bem retratado no filme. Claro que Richard é o objeto principal, mas o enredo deu o espaço apropriado a Oracene. Também pegou firme na questão do racismo e achei magnífica a crítica ao circuito juvenil e o papel por vezes tão incorreto dos pais.

Fiquei curioso para saber se as meninas que interpretam Venus e Serena realmente jogam bem tênis ou se foram utilizados recursos tecnológicos para simular os golpes e os lances, como aconteceu no engraçado ‘Wimbledon’, no bem arquitetado ‘Match Point’ ou no imperdível ‘Borg vs. McEnroe’. E foi ótimo saber que a maciça maioria das imagens são reais, o que deixa o filme ainda mais interessante para os admiradores do tênis.

Will Smith está impecável no papel de Richard e é bem provável que seja indicado pela terceira vez ao Oscar, ainda que a chance de finalmente erguer a estatueta seja pequena, já que não acredito que a película se torne um grande sucesso de bilheteria. Sua atuação em ‘Ali’ e ‘À Procura da Felicidade’ são superiores, na minha modesta e amadora opinião. Smith é um ator de grandes papeis e múltiplas faces, como no quase infantil ‘Homens de Preto’ e no adorável e tenso ‘Sete Vidas’. Deve se lamentar até hoje ter recusado o papel de Neo, em ‘Matriz’.

Sou um eterno admirador de Serena e Venus, o que nunca me impediu de condenar algumas atitudes de Serena. A difícil trajetória rumo ao sucesso e o estilo tão peculiar que mudou para sempre a história do tênis feminino falam mais alto e é muito oportuno que ‘King Richard’ dê o devido valor ao pai. As duas megacampeãs assinam como produtoras executivas, mas só aceitaram isso depois de ver a edição final, o que dá credibilidade ao roteiro de Zack Baylin e à direção de Reinaldo Marcus Green.

Recomendo.