Arquivo da tag: NJovak Djokovic

Os garotos desafiam
Por José Nilton Dalcim
10 de outubro de 2019 às 19:09

As quartas de final do Masters 1000 de Xangai serão mais uma oportunidade para a nova geração mostrar suas garras e tentar derrubar os experientes. Claro que entre eles estão Novak Djokovic e Roger Federer, e aí a tarefa parece muito mais difícil, principalmente pela forma notável do sérvio nos últimos sete jogos.

Como se esperava, o potente saque de John Isner não incomodou Djokovic mesmo num piso muito veloz como o de Xangai. Ao contrário, quem fez mais com o saque foi o número 1 do mundo. E não foi pouco: 79% a 76% de aproveitamento do primeiro serviço e 88% desses pontos vencidos contra 58%. Nenhum break-point permitido e aproveitamento perfeito dos dois únicos que conseguiu.

Dá para ver então o tamanho do problema que Stefanos Tsitsipas terá nesta madrugada. E já começa pelo desgaste, já que precisou de muito mais esforço físico e emocional para ganhar no tiebreak do terceiro set do bom polonês Hubert Hurkacz. Será o terceiro duelo entre Nole e Stef, uma espécie de tira-teima. Ficarei surpreso se o grego tirar um set.

Como aconteceu na grama de Halle, David Goffin apertou Roger Federer, perdeu chances e o primeiro set no tiebreak, mas ao menos não desmoronou e ainda conseguiu ser competitivo na outra série. O belga vacilou demais. Dos cinco set-points, ao menos três foram de erros bobos, um deles de dupla falta. Mas não se pode dizer que o suíço tenha jogado mal. Foi um duelo de ótimo nível, muita pancadaria e correria.

Agora, vem Alexander Zverev e, em que pese a fase de altos e baixos, o alemão ganhou três dos seis duelos contra Federer (e outro não oficial pela Copa Hopman). A partida contra Andrey Rublev espelhou o momento de Sascha: jogou um grande tênis e venceu os nove primeiros games, mas aí abriu a brecha, a consistência caiu e faltou pouco para o russo empatar. Se abrir vantagem logo – e atacar o segundo saque medroso do alemão -, Federer ganha sem sustos.

A nova geração também estará representada por Daniil Medvedev e Matteo Berrettini. O russo passou apertado contra Vasek Pospisil e sabe que não será fácil encarar o estilo versátil do experiente Fabio Fognini. Os dois se cruzaram duas vezes, ambas em quadra dura, e estão empatados, mas a situação hoje é bem outra. Já o italiano melhora a cada dia fora do saibro, mas sabe que terá de sacar muito contra Dominic Thiem. O único duelo entre eles foi em Roland Garros do ano passado e o austríaco venceu por 3 a 1. O bom senso manda apostar em Medvedev e Thiem, mas…



Números e fatos

– Esta foi a sétima vitória seguida de Djokovic sobre Isner. O norte-americano ao menos fez 9 aces e totaliza agora 1.007 na temporada.
– Federer empatou novamente com Nadal no número de vitórias em nível Masters 1000, cada um agora com 381. Suíço disputará nesta sexta-feira a partida de número 1.499 da carreira.
– Desde que retornou à quadra dura, em julho, Medvedev soma 26 vitórias e apenas três derrotas na quadra dura, todas elas em final de campeonato.
– Novo triunfo poderá permitir que Fognini retorne ao top 10 no lugar de Roberto Bautista. A única ameaça a Fabio é justamente Berrettini, que pode até virar o número 1 nacional caso vença e Fognini perca.
– De todos os classificados, Berrettini é o único que disputa as quartas de um Masters pela primeira vez e também que jamais fez uma final de Masters (seis têm título).