New Kids on the Grass
Por José Nilton Dalcim
1 de julho de 2022 às 18:50

Garotos mais promissores do circuito atual, os amigos Carlos Alcaraz e Jannik Sinner terão um duelo de importância dobrada em suas carreiras neste domingo. Ambos buscam a terceira presença em quartas de final de Grand Slam e há uma chance considerável de o vencedor desafiar o hexacampeão Novak Djokovic na rodada seguinte.

Não menos curioso é o fato de que os dois já possuem quartas de Slam no saibro e na quadra dura, embora o espanhol no US Open e o italiano na Austrália. Portanto, alguém irá enriquecer o currículo com um terceiro e nobre piso.

Carlitos ganhou de Sinner nas duas vezes que se cruzaram em torneios profissionais, é dono de mais recursos sobre a grama, já que voleia direitinho e não economiza no slice. Porém, depois das atuações muito boas desta sexta-feira, é difícil falar em favoritismo.

Alcaraz mostrou clara evolução, ainda que eu tenha ficado desapontado com a impotência de Oscar Otte. O espanhol devolveu bem, movimentou-se à perfeição – o que proporcionou notáveis contragolpes – e pela primeira vez pareceu confiante em ir à rede. O primeiro saque andou bem mais também. Aos 19 anos e 66 dias, é mais jovem na quarta rodada de Wimbledon em 11 anos.

Sinner, que atingiu oitavas em todos seus quatro últimos Slam e contratou Darren Cahill para a fase de grama, foi soberbo frente ao grandão John Isner. Cumpriu com máximo louvor o primeiro objetivo de quando se enfrenta um super-sacador, que é aplicar-se no próprio serviço, e não permitiu um único break-point. Depois, levou 24 aces, jamais se frustrou e foi ofensivo em todas as devoluções de segundo saque, obtendo notáveis 61% de sucesso.

Com certeza, irão me perguntar quem teria mais chance de barrar Djokovic e a resposta tem de ser Alcaraz, porque já fez isso antes num Masters 1000 e a pressão seria um pouco menor. O italiano só cruzou com o sérvio no lento saibro de Monte Carlo e ganhou seis games.

Jogo a jogo
Aula de Djokovic
– Não havia qualquer ilusão de que Miomir Kecmanovic assustasse Djokovic numa quadra de grama. Levou uma aula de como atuar no piso, jogado para todos os lados com os mais variados efeitos. Fica a expectativa de que o surpreendente Tim van Rijthoven não trema e exija mais do sérvio. O holandês tem feito grandes resultados na grama graças ao saque forte, bolas retas e voleios apurados. Em Wimbledon já barrou Reilly Opelka, o que exige devolução competente.

Semi inédita – A segunda vaga na semi do lado superior da chave está entre David Goffin, Frances Tiafoe, Cameron Norrie e Tommy Paul, quatro tenistas totalmente de base. Os dois primeiros já fizeram quartas de Slam – o belga em Wimbledon – e se enfrentam, com histórico de 3-1 para Goffin, incluindo recente Roland Garros. Para o canhoto britânico e o norte-americano, as oitavas já são completas novidades. Norrie leva 2-1 e a torcida de vantagem. Um palpite? Tiafoe é quem melhor saca entre todos eles.

Mamãe Maria – A novidade da chave feminina foi a vitória de Tatjana Maria, 34 anos e mãe de dois filhos, em cima da cabeça 5 Maria Sakkari. A alemã sabe definitivamente jogar na grama. Fato curioso é que mudou o backhand para uma mão quando voltar a treinar em 2013, após a primeira gravidez. Não vencia um jogo de Slam desde o US Open de 2018 e estava compreensivelmente emocionada após a ótima atuação, em que errou 12 bolas em 21 games.

Jabeur e Ostapenko? – As duas tenistas de maior ranking ainda vivas no lado inferior da chave são sem dúvida muito talhadas para ir à final. Ons Jabeur continua fazendo belas apresentações, usa seus ótimos recursos e parece feliz. Tem um jogo perigoso contra a experiente Elise Mertens. A letã se sente muito à vontade num piso que valoriza seus golpes tão forçados, mas continua perdendo muitos serviços.

Bia em dose dupla – A boa fase da grama continua para Bia Haddad, que venceu duas vezes nesta sexta. Passou às oitavas de duplas onde jogou muito bem ao lado de Magdalena Frech e depois se entrosou de novo com Bruno Soares. Mas suas chaves são duríssimas.

Matos nas oitavas – É bem verdade que o veterano Aisam Qureshi sentiu a coxa e abandonou, mas nem isso tira o mérito de Rafael Matos e seu parceiro espanhol David Vega. Entrosados e com vitórias sobre adversários de gabarito. Agora, podem cruzar com os cabeças 1 Ram/Salisbury. Será que dá?

Novo recorde para Isner – Com os 24 de hoje, Isner atinge 13.748 aces na carreira (veja vídeo) e supera a marca de Ivo Karlovic por 20. É um recorde para durar muito: o croata está quase em 500 do ranking e apenas Federer (11.478) e López (10.149) já fizeram mais de 10 mil, ambos em fim de carreira. Sempre importante lembrar que essa contabilidade só vale a partir de 1991 e não inclui challengers para baixo.

A volta de Venus – E por falar nos velhinhos, que divertido e prazeroso constatar Venus Williams, aos 42 anos, tão feliz e tão empenhada numa primeira rodada de duplas mistas. Combinou direitinho com Jamie Murray e o público lotou a Quadra Nº 1.


Comentários
  1. Rodrigues

    Dalcim
    Boa noite
    Lembra daquele senhor de barba branca longa, com uniforme de Wimbledon? Acho que era administrador do complexo…não o vi mais (não lembro o nome dele). Você tem alguma informação a respeito dessa pessoa?

    1. José Nilton Dalcim

      Talvez você esteja se referindo ao senhor que cuidava do box real, Seria esse? Também estranhei a ausência dele, mas não encontrei informações.

  2. Luiz Fernando

    Outra coisa: achei q Rafa errou feio em relação a reação do Sonego, pois ele já fez isso ou pior várias vezes…

  3. Heitor

    Kyrgios: “É inacreditável, onde quer que eu vá, jogo em estádios cheios. A mídia adora escrever que sou ruim para o esporte: obviamente não sou.”

  4. Heitor

    Kyrgios coloca um boné preto no caminho da entrevista em quadra.
    Boné preto
    No tudo branco de wimbledon
    Kkkkk

    1. SANDRO

      Como assim??? Quem é Kyrgios na fila do INSS??? Djokovic tem 20 Grand Slams e 38 MASTERS MIL!!! E Kyrgios tem quantos, hein???

  5. Luiz Fernando

    Alem do grego, perdeu o esporte, pois um cara q entrega jogos, cospe nos torcedores e q se declara usuário de drogas nem deveria estar em quadra. Ponto. Continuando, excelente nível de tênis da partida, Kyrgios com a raquete na mão é ótimo…

    1. Felipe E S Rosa

      Acho que o grego tb não é um belo exemplo de atleta e pessoa, não?

      Tenho dúvidas de quem é a pior “escolha” entre os dois. Acho o australiano “mais carismático”, ao menos.

      O grego vive de desculpas, chiliques, trapaças e principalmente, muita arrogância. Vejo Nick com um problema (talvez maior) na infância. Talvez falta de afeto, cuidados etc.

      O grego, já acho que é sem caráter mesmo. Tb falta muita maturidade e entendimento do legado que é esse esporte, pra ambos. Além de faltar tudo isso e mais um pouco na vida dos dois.

  6. Gustavo

    Esse Kyrgios x Tsitsipas é o mais próximo que o tênis chega da Libertadores

    Daqui a pouco o Kyrgios se joga no chão e pede pênalti

  7. Luiz Fernando

    Valorizar uma vitória sobre esse italiano medíocre seria equivalente a besteira homérica q alguns cometeram em 2021 em relação ao magistral Norrie. Mas de fato Rafa jogou melhor, serviu melhor e acima de tudo devolveu melhor, pois o serviço é o forte do Sonego. Mas a vitória era obrigação, apenas dessa vez veio sem sustos…

    1. Sérgio Ribeiro

      ALCARAZ da mídia , Iguinha da mídia .., Na boa , que esporte acompanhas ??? . Ambos tem todos os golpes , meu caro. Basta assisti-los . Abs!

      1. Sérgio Ribeiro

        Ps . Foi a mídia que fabricou 35 Vitórias consecutivas e dois SLAM vencidos … A Grama e’ a superfície mais traiçoeira que existe . Abs!

    2. Bruno

      Iga,da mídia?
      Cara,numa boa,vc tem problemas ou só está aqui num fórum de tênis para encher o saco de quem gosta do esporte.

  8. Ronildo

    Madre de Dios!
    Ôooo lôco meu!
    Pelas barbas do profeta!
    Caraca!
    Cacildes!
    Santa Maria Mãe de Deus!
    Diacho!
    Gôta serena!
    Barbaridade tchê!
    Éeeegua!
    Nossa Senhora!
    Jêeesus!

  9. Teka Moraes

    Iga subindo à rede e errando todas. Só tijoladas de fundo de quadra não garantem posição eterna no ranking. Parece que a inteligência da Cornet vai vencendo as porretadas.

    Desse jeito, quem vai ganhar Wimbledon, já que o feminino é tão cheio de surpresas, será Tan Harmony kkkkkkkk

    1. Sérgio Ribeiro

      Desculpe , Teka , mas Iga é muito mais que isso . Não é somente pancada lá do fundo e num Esporte de altíssima precisão, errou tudo hoje . Provavelmente sentiu a pressão da enorme série invicta . Mas pode anotar que ainda tem muito a evoluir e a tranquilidade de ter o dobro de pontos da N 2 . Tentou imitar Nadal e Novak e não jogou nenhum preparatório para Wimbledon. Talvez repense na próxima Temporada … Abs!

  10. Valmir da Silva Batista

    JOSÉ NILTON DALCIM, não está havendo tempo hábil para que seus leitores desenvolvam debates a respeito dos seus artigos, os debates, aliás, são a razão de ser do seu blog e não estou lhe dizendo nenhuma novidade, já que os debates sempre configuraram e ratificaram nossa participação democrática, proporcionando audiência a este espaço. O que você tem postado, desde a semana passada, não são como os textos bem escritos de costume, são apenas o noticiário do que ocorre no dia a dia em Wimbledon, o que tira a profundidade que poderia haver em dissertações com no mínimo 48 horas de distância de uma para a outra, bem como restringe, substancialmente, a participação, com avaliações mais aprofundadas, dos que acompanham este blog. Com essa precipitação dos atuais posts, fica difícil interagirmos a contento, como esta casa outrora mereceu que fizéssemos. Sei que você vai postar a ladainha caudilhesca de sempre, afirmando que quem manda é você etc, etc, etc, mas eu não poderia me furtar a fazer esta postagem, ok?

    1. José Nilton Dalcim

      Nem deveria responder, mas reclamação por excesso só poderia vir de você, que reclama absolutamente de tudo e contesta a todos. Onde você esteve nos últimos 15 anos deste Blog? Postos diários das rodadas dos Slam sempre aconteceram.

      1. Valmir da Silva Batista

        DALCIM, todos os dias, felizmente para você e para a sua bela ideia de manter em vigência um blog, novos leitores iniciam participação no referido espaço, independente do aspecto temporal, ou seja, não importa onde eu estava nos últimos quinze anos do mesmo, em que pese eu respeitar, e muito, o histórico de sua existência. Há momentos específicos que, mesmo no presente, a estrela é o antes, porém, o depois, travestido de atualidade, ou “o tempo presente, os homens presentes”, como disse Drummond no belíssimo poema “Mãos Dadas”, é que se faz a razão de ser enquanto sequência principal da história, o presente( !!! ). Você afirmou que poderia nem responder meu comentário-desagravo, no entanto, acabou respondendo, porque sabe que eu não disse nenhuma bobagem e, de certa forma, mostrei minha reverência aos tais últimos quinze anos por você citados, no que concerne à história do blog, quando me propus a reclamar do que esta casa sempre ofereceu como ensejo ao debate e, nos últimos dias, não vinha( e não vem ) fazendo igual. Você deveria até me agradecer pela “mania” de ombudsman, já que, a bem da verdade, estou é lhe propiciando um precioso toque a respeito de alguns escorregões dentro de algo que você manja pra caralho, mas que, em determinados momentos, parece escapar ao proprietário da sapiência…

        1. Maurício Luís *

          Os posts diários não impedem o debate. Qualquer um de nós pode acessar os posts anteriores expor o que pensa livremente. Por isso, com todo o respeito que lhe tenho, não vi nada de “precioso toque” especificamente nesta sua sugestão. E “… Pra não dizer que não falei de flores…”, pelo menos teve educação e classe ao fazer a réplica.

      2. Evaldo Moreira

        É mestre,
        Aliás mais um recibo que este senhor Valmir recebe, me impressiona como reclama e ainda sem fundamentos de outrora.
        Só vc mesmo mestre, com a devida educação e paciência para responder, na opinião, quanto mais post se coloca, melhor, porque assim, não sou obrigado a ler todas as mesma ladainha de sempre, vindo de alguns aqui, e me pergunto ás vezes, se eles não ficam cansados mentalmente, e além disso, se os dedos não dói né rsrsrsrs, misericórdia mesmo.

    2. Maurício Luís *

      Puxa… essa foi de lascar. Querer determinar a quantidade e o intervalo de tempo. Misericórdia…

  11. Sandra

    Dalcim, vc acha que o Fritz’s pode ir mais longe ? E gostaria da sua opinião , enquanto uns vão para fila do quali , outros são convidados mesmo sem ranking para o quali , vc acha justo ?

    1. José Nilton Dalcim

      Não entendi a questão do quali. Fritz deve chegar nas quartas, mas aí pode pegar o Nadal e vai complicar para ele.

      1. Sandra

        O Que quis dizer e na minha opinião é injusto você ter mais ou menos o mesmo ranking e uns são convidados dos torneios , os outros tem de jogar o quali

        1. SANDRO

          O convite se chama “CONVITE” justamente por causa disso: o anfitrião do evento convida “QUEM ELE QUISER”… Para se dar um convite não importa ranking, porque se não, não seria um convite, serie uma classificação normal… Em todos o os torneios há a possibilidade de convites, e os convidados são os que interessam ao torneio, independente de ranking, há muito tempo é assim e sempre será!!!

    2. Maurício Luís *

      Acjho que entendi sobre o quali. Os organizadores oferecem convites geralmente pra quem eles acham que tem potencial mesmo sem ranking suficiente, ou pra dar oportunidade a tenistas do próprio país, ou pra agradar patrocinadores… enfim, o critério eu acho bem subjetivo

          1. Luiz Fabriciano

            Mas Sandra, um torneio que abriga 128 jogadores e que por justiça do ranking, põe 125 diretamente na chave, não poderia, por justiça também convidar outros 3, de acordo com seus critérios?

  12. Henrique

    Procurei no YouTube por vídeos com “Djolovic” + “Slam” e com “Federer” + “Slam”. Encontrei alguns, todos de imagem “vintage”. #PAZ

  13. Ronildo

    Finalmente Novak Djokovic vai pegar um adversário de bom nível depois de treinar com jogadores fraquíssimos nas primeiras rodadas. É verdade que Kecmanovic é um excelente tenista, mas chama Djokovic de SENHOR e tem receio até mesmo de fazer um ponto mais elaborado, visto o grande histórico de quedas de Djokovic na quadra central de Wimbledom. Sim exatamente, Djokovic continua como Número 1 do Ranking de Quedas da Central de Wimbledom. Acredito que este recorde jamais será batido por outro tenista. Mas excentralidades à parte, neste lado da chave haverá bons confrontos nas oitavas e nas quartas, enquanto que a semi ficará aquém da grandeza de Wimbledom. Tomara que Alcaraz desenvolva toda sua capacidade porque infelizmente, apesar de sua pouca idade, ele perdeu uma grande oportunidade de faturar RG. Porém, isso tem o lado positivo, dado o histórico de pressão de todos que os tenistas tops sofrem. Para sua carreira a longo prazo pode ter sido bom ele não ter vencido RG tão jovem, senão ano após ano a mesma ladainha se repetiria nas comparações com Nadal. Assim ele vencendo outros slans antes na de RG, estará construindo uma carreira totalmente diferente, mas que poderá ser igualmente vencedora. E com todo o reconhecimento do Paulo F, que a meu ver será um dos feitos mais notáveis que Alcaraz poderá realizar.

  14. Rodolfo Costa Sousa

    Olá Dalcim!!
    Só uma pergunta seu título foi baseado naquela banda new kids in the block ?
    Kkkkk
    Muito bom

      1. Valmir da Silva Batista

        EXISTE A CANÇÃO “STEP BY STEP”, do New Kids On The Block, banda que é um grande desserviço musical, mas tem também a viajante “Step By Step”, do seminal e excelente Deep Purple. Quanto ao título do artigo em questão, é apenas um estepe, embora melhor que o arremedo sonoro do sofrível New Kids On The Block…

  15. Carlo V. W.

    Pensamento do dia: ‘Quando o redator faz seu trabalho direitinho todos os dias, com reportagens postadas regularmente, sobra pouca margem para que as pessoas fiquem brigando nos comentàrios”.

    1. Maurício Luís *

      Pois é… e tem um aí em cima que reclamou. Daqueles que gostam de procurar pelo em ovo. E segue a vida…

      1. Carlo V. W.

        Poos è. Mas se eu soubesse que ele mandaria “essa”, eu nao teria escrito nada.

        Aliàs, outro dia ele reclamou do bordão “Cala a boca Batista” que publiquei.

        Agora, toda vez que ele comenta, eu mentalmente associo o nome dele ao personagem, com seus dois dentões frontais, falando bobagens.

        E so nao publiquei um “Cala a boca Batista” novamente, para nao ficar repetitivo.

        Eu rio de tudo aqui (atè do que eu mesmo escrevo… pois nao sou assim no dia a dia). Espero que essas pessoas nao estejam levandp tudo a serio.

        : – D

    2. Valmir da Silva Batista

      CARLO V. W., já para outros, sobra falta de discernimento e predomina a ausência de isenção. Ademais, que coisa horrorosa a expressão “direitinho”, né? Combina perfeitamente com o que há de mais escroto, por a mesma parecer seletiva e sugerir estabilidade alienada ou zona de conforto, letargia esta que os desavisados supõem que o Dalcim adora. Pobres diabos. Quê?! Briga?! Que briga?! Por favor, vê situa direitinho( rsrsrsrs ) seu parecer, meu querido…

  16. Carlo V. W.

    – Belo nùmero do Bellucci: Top 50 no ranking geral de aces è para poucos;
    – Nao vejo nenhum dos nomes que citou tirando mais de 1 set do Djokovid em nenhuma sutuacao
    – Ainda nao consigo enxergar Alcataz como favorito a nada em Wim/22 (nem para vencer a proxima rodada). Mas grandes jogadores despontam e surpreendem nos momentos mais inesperados (embora ru acredite que nao sera esta semana)
    – Dos jigadorea Top 100 em atividade, me chamam atençao os serviços do Isner e do Kirgios, em velocidade, variacao.. e na capacidade de esconder a direçao do serviço. Trata-se de um jogo de adivinhação para os games de devolução da maioria, impossivel fazer a leitura
    – queria destacar que a segunda semana nem começou e a maioria dos cabeças ja “deu àrea”

    A decisao do torneio, neste momento, tende a estar nas maos do Nadal:

    “SE ele chegar a final e SE ele tirar algum coelgo da cartola, talvez tenhamos um outro ganhador que nao o DjoComCovid. Mas se ele nao chegar, nao vejo neste momento, 2 de Julho, ninguem em condicoes de fazer nada, pelo que apresentaram atè agora^.

  17. Gustavo

    🇮🇹 Sinner tem 20 anos e 5 títulos.

    🇪🇸 Alcaraz tem 19 e também 5 títulos

    – Ambos buscam alcançar a 3ª quartas de Grand Slam da carreira, em 3 Slams diferentes.

    O partida das oitavas de #Wimbledon tem tudo p/ ser o 1ª dentre as muitas desses 2 tenistas em Slams

  18. rafael

    Dos últimos quadrifinalistas do ano passado, somente o Djoko segue no torneio. O sérvio joga demais na grama e está difícil encontrar alguém para vencê-lo e a torcida britânica parece estar ao lado dele. Mestre, Kyrgios ou Tsitsipas? Quem leva esse duelo? E o Sonego, pode aprontar contra o Nadal?

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que dá Kyrgios e que Sonego pode tirar um set do Nadal, a menos que o espanhol jogue menos de 70% do que pode.

  19. Helena

    Legal a referência. Como Carlitos e Sinner são ajuizados, acredito que estejam planejando o torneio “step by step”. Aliás, que duelo duro de torcer. Ótimos jogadores, muito maduros e centrados. Sobre o italiano, achei excelente a contratação do Cahill, é uma das únicas pessoas que gosto de acompanhar no twitter. Parece que ele contratou um novo fisio também. Considerando que a Halep cresceu muito no lado atlético, espero que essas mudanças no time o ajudem na questão física. Ele parece uns bons degraus abaixo dos tops nessa questão.

    Peixe na água -> Tem dado gosto de ver o Djokovic nesse Wimbledon! Muito interessante ver como ele se desenvolveu pra fazer o jogo encaixar tão bem na superfície. Aliás, tenho dúvida se não é esse o motivo porque Rafa ainda está descalibrado. Depois de 3 anos fora, me parece que ainda não pegou o timing da grama.

    Dalcim, me pareceu que no camarote do grego estava um dos jogadores mais queridos e lembrados aqui do blog: Philippoussis. Já encerraram a parceria com o Enqvist?

    1. Sérgio Ribeiro

      Boa , Helena . Tem sempre alguém que realmente acompanha o Esporte de boa , e lembra do excepcional Sacador Mark “ Scud “ Philippoussis. O mesmo que deu azar de pegar seu compatriota e exímio Voleador , Patrick Rafter , na FINAL do USOPEN 98 e o não menos brilhante Roger Federer na FINAL de Wimbledon 2003 . Mark chegou a FINAL em 98 época que Sampras mandava na área. Realmente o Australiano foi contrato para WIMBLEDON por Stef Tsitsipas, e se o papai não atrapalhar….rs . ABS !

      1. Helena

        Olá, Sérgio. Fui ver a entrevista do Tsitsipas e na verdade quem chamou o Mark foi o próprio Apostolos, que, convenhamos, é quem manda mesmo na equipe. Me parece que eles estão considerando alguém de fora para a equipe, mas também dentro de uma zona de conforto, daí primeiro o Enqvist, que o Apostolos conheceu na Laver Cup, e agora o Mark, que tem muita ligação com os atletas gregos, já que tem ascendência grega.

      2. Paulo Almeida

        Excepcional, kkkkkkkkkkkk

        Esse cara foi varrido até pelo Meligeni em Atlanta. Pelo menos não teve a pachorra de dizer que o Sampras apanhava sem dó dele, pois era justamente o contrário.

        Abs!

    2. Maria Izabel

      Helena ,parabenizo você. É das pessoas mais balizadas que comentam por aqui.Educada,precisa e conhece muito!Confesso que apesar de ter conhecimento,tenho preguiça de falar sobre o jogo e jogadas em si.
      Obrigada e ótimo domingo para você.

      1. Helena

        Obrigada, Maria Izabel. Essas palavras são sempre um incentivo! E comente mais. É sempre bom ler alguém que quer falar de tênis, e não de arrumar brigas gratuitas.

  20. Sérgio Ribeiro

    Num Torneio que já temos garantida um Semi inédita, a tese que à mídia enfiava golea a baixo Carlitos ALCARAZ obviamente não se sustentou rs . O Tourinho assassino já superou Rafa Nadal e se iguala a Novak nas Oitavas aos 19 ( 2006 ) em WIMBLEDON. E nada melhor que definir com SINNER o direito de pentelhar o Titio Novak nas Quartas. Pelo que está jogando o Sérvio acredito que a missão termine aí . Do outro lado acredito que Rafa tenha na manga cartas pra seguir em frente. Mas longe do favoritismo de Novak Djokovic , ao menos , a meu ver . Abs!

  21. Gildokson

    Dalcim, nota 1000 para sua criatividade!! Essa tirada no título foi demais kkkkkk
    Eu pensei algo parecido vendo os resultados e quem tá sobrando.

  22. JONY MARCIO SANTOS

    Dalcim, acredito que se Carlitos chegar a vencer Wimbledon um dia será um feito pra ficar na história. Puxei os campeões do masculino dos últimos 60 anos e acredito que os únicos campeões que tinham uma predileção por quadras de saibro (Borg ganhou 5 vezes lá e 6 RG, mas ele era completo em todos os pisos) são Nadal em 2010 (outro grande fenômeno do tênis e considerado por todos o Rei do Saibro) e Manolo Santana em 1966. Será que Alcaraz poderá entrar nesse seleto time?

    1. José Nilton Dalcim

      Olha, eu diria que hoje o Alcaraz joga até melhor na quadra dura que no saibro, mas ele realmente diz que seu piso predileto é o saibro. Incluiria na sua lista o Agassi, que é fruto da quadra dura mas foi uma surpresa com seu título em cima de grandes sacadores.

  23. Thierry

    Nadal tinha uma chave mãos difícil, mas só pegará cachorro morto até a semi, e deve confirmar contra Tsitsipas ou Kyrgios, mesmo que eu aposte que nenhum dos 2 chegará tão longe. Já Djokovic só perde o título em uma dessas 3 situações: Pegue Covid, seja expulso por indisciplina ou uma zebra do tamanho de Soderling x Nadal em RG 2009

  24. Paulo Almeida

    Alcaraz jogou bem, mas como esse Otte é medonho: bagre com força!

    O cusparão Kyrgios, que não foi banido do torneio, deve vencer o Tsitsipas se o físico não acusar.

Comentários fechados.