Duplamente 40
Por José Nilton Dalcim
11 de junho de 2022 às 10:01

A classificação de Beatriz Haddad Maia para sua segunda final de nível WTA na carreira garantiu à canhota paulista de 26 anos um feito histórico na fase profissional do tênis brasileiro.

Nesta segunda-feira, ela aparecerá pelo menos no 39º posto do ranking de simples – e será 32ª em caso de título – e se transformará na única jogadora nacional a figurar simultaneamente no top 40 das listas de simples e duplas desde que os rankings foram criados na década de 1970. Entre os homens, Guga Kuerten ficou uma semana no top 40 de duplas em 1997, quando já era 11 do ranking.

Bia disputou neste sábado em Nottingham a semifinal de duplas, ao lado da chinesa Shuai Zhang e com outro resultado muito positivo subirá para o 29º posto. O título permitirá avanço de mais duas posições. Ela assim terá perto de figurar no top 30 das duas especialidades, algo que seria totalmente inédito. Ao mesmo tempo, agora é a única mulher profissional a disputar finais de simples e duplas num mesmo torneio.

Apenas outros 10 brasileiros já atingiram o top 40 em simples. As duas mulheres à frente de Bia agora são Maria Esther Bueno (29ª no curto período em que jogou o circuito profissional) e Niege Dias (31ª em novembro de 1988).

O último brasileiro a estrear no top 40 havia sido Thomaz Bellluci em novembro de 2009. Ele também foi o último tenista nacional a figurar nessa faixa, em maio de 2016.

Final na grama: primeira desde Bueno
Nesse dia cheio de história, Bia também se torna a primeira brasileira a disputar uma final de primeira linha sobre a grama na Era Profissional desde que Maria Esther Bueno foi vice em Chestnut Hill, em agosto de 1968. Uma semana antes, Estherzinha havia conquistado seu último título de simples sobre a grama, em Manchester, em cima de Margaret Court.

Esta é a segunda final de WTA 250 que a paulistana disputa em simples. Há cinco anos, perdeu o título de Seul para a então top 10 Jelena Ostapenko. A última brasileira a ganhar um WTA 250 foi Teliana Pereira, no saibro de Florianópolis, em 2015.

A curtíssima lista de jogadoras nacioais com títulos equivalentes a WTA inclui a gaúcha Niege Dias, que ganhou dois a exemplo de Teliana. A recordista é Maria Esther, com três.

À vontade na grama
Embora não tenha feito grandes alterações na sua forma de jogar, Bia mostra-se bem à vontade na grama. Os golpes de base continuam sua forma de construir todos os pontos. Em alguns momentos, tem aproveitado as devoluções curtas ou flutuantes após o primeiro saque para concluir com o forehand, mas raramente se mostra apressada a tentar definir, com avanços à rede apenas em bolas mais certas.

O ponto de destaque tem sido a devolução de saque, principalmente de backhand, qualidade aliás que já vem mostrando nos jogos de duplas. Na nova vitória sobre Maria Sakkari, na sexta-feira, Bia soube agredir em cima do segundo saque da top 5 grega e neste sábado novamente explorou ótimas paralelas diante de Tereza Martincova.

A final será contra Alison Riske. A norte-americana tem respeitável primeiro saque, bate bem mais reto e gosta de ir à rede. Aos 31 anos, é número 40 do ranking, mas já foi 18ª em 2019. De seus três títulos de WTA, um foi na grama de ‘s-Hertogenbosch. Esta é sua 13ª final da carreira, conjunto que a deixa como favorita para este domingo.


Comentários
  1. Willian Rodrigues

    Confesso que fiquei emocionado pela conquista em duplicata da Bia Haddad.
    Título em simples e duplas em um mesmo fds? Ainda por cima, na grama?!
    Realmente, é algo para comemorarmos.
    Muito bom para o desenvolvimento do esporte no Brasil.
    Já apareceram alguns “xaropes” para dizer que nem mesmo à época do Guga a CBT soube aproveitar o bom momento para atrair mais investimentos.
    Nesse caso, que as experiências pregressas tenham gerado aprendizado!!
    Tomara que a Luisa Stefani retorne bem, e que elas possam constituir uma dupla de brasucas. Será, Dalcim?!

  2. Luiz Fernando

    O italiano de fato vai bem na grama, ao lado do grego são as forças da eterna nextgen nesse piso. Vamos p W…

  3. Luiz Henrique

    Dalcim, a Bia sendo 32° do ranking, mais as lesões que sempre tiram 2, 3 cabeças, acredito que seja iminente ela ser cabeça de chave em winbledom, o que acha? Ela tem pontos a defender até o GS?

    1. José Nilton Dalcim

      Não, mas a WTA só contabiliza os 16 principais resultados, então cada vez o patamar mínimo fica mais alto.

  4. Willian Rodrigues

    E agora há pouco a galera que comenta no site TenisBrasil tripudiando em cima da derrota do Medvedev na final de Hertogenbosch…
    Melhor enaltecermos a grande vitória do garoto Van Rijthoven (205º do mundo) que tripudiar sobre a derrota do Urso, não acham?
    A grama é um piso onde há menor previsibilidade e alguns tenistas podem mesmo surpreender.
    Acho muito legal termos um novo ganhador, ainda mais sendo autóctone.

  5. Luiz Fernando

    Depois de quase levar um pneu no set2, e me deixar bem chateado isso, Bia se recuperou e venceu. Espetacular!!! Que venham muitos outros agora. Como digo em relação a Rafa, vamosssss!!!

  6. SAMDRO

    Comemorar um TOP 40 dá saudades de quando GUGA reinava em Roland Garros… Pra quem já teve um fenomenal TRICAMPEÃO de Roland Garros, hoje, comemorar um TOP 40 é sinal dos tempos… Só serve pra exaltar cada vez mais e mais os grandes feitos de Gustavo Kuerten para o tênis brasileiro!!! Muito Obrigado GUGA, nosso eterno CAMPEÃO!!!

  7. Rafael Azevedo

    Que jogo duríssimo, essa final da Bia.
    Ela está jogando bem, mas a americana está sacando uma barbaridade e devolvendo tudo na linha.
    Muito tenso!
    Até aqui, 1 set a 1, e 3×2 para Bia no terceiro set.
    Vamos! 🇧🇷💪🏻

  8. Luiz Fernando

    Medvedev perdeu uma final p o… como é o nome mesmo do adversário? Essa eterna nextgen de fato sempre demonstra qualidades de grandes campeões e de fazer jus ao número um do ranking…

    1. Luiz Fernando

      Esqueci, o russo lutou até o fim, segundo set muito equilibrado. Esse rapaz é uma força real em qualquer piso…

    1. Sérgio Ribeiro

      Pontuou em todas as corridas 2021 , desinformadissimo “ expert “ . Nenhum motor Ferrari terminou esta corrida . Reparastes que não existe nenhum assunto que não postes m***** ??? . Abs!

  9. Ronildo

    O estádio estava cheio para Bia versus Sakkari. Incrível a Bia ter duas vitórias este ano sobre a Maria Sakkari, que joga muito.

  10. Luiz Fabriciano

    Dalcim, me responda por favor:
    Um(a) tenista é favorito(a) numa final por já ter feito 13 finais antes ou por estar no momento, digamos da semifinal, com apuro técnico/tático melhor que o outro?

    1. José Nilton Dalcim

      Ganhar títulos e fazer finais, inclusive no piso do torneio, dão uma experiência muito importante e provavelmente a ansiedade será menor. Isso já é o bastante para garantir certo favoritismo. E quando o estilo ainda é mais apropriado, isso reforça. Mas de novo: favoritismo não quer dizer que alguém vai obrigatoriamente ganhar ou o outro obrigatoriamente perder. É uma tendência.

      1. André Aguiar

        Tentando enxergar o copo meio cheio: Riske ganhou apenas 3 das 12 finais que disputou. Sinal de que costuma amarelar.

          1. André Aguiar

            Concordo. Mas você também há de concordar que um histórico em finais muito desfavorável, mina um pouco a confiança de qualquer tenista quando se vê diante de uma nova oportunidade. Julien Benneteau (0-10) e Felix Auger-Aliassime (1-9) que o digam. Mas o importante é que a Bia é campeã!

    2. PIETER

      Mas não é tão vencedora: é uma top 5 mas tem apenas um mísero título na carreira. E ela não é mais uma jovenzinha. Mas, sim, é uma jogadora poderosa.

  11. Heitor

    Andy Murray, que está jogando muito, muito bem na grama, vence Nick Kyrgios por 7-6(5), 6-2 para chegar à 2ª final do ano em Sttutgart x Matteo Berrettini.

    Foi praticamente uma partida de um set.

    Murray potencialmente a uma vitória de jogar em Wimbledon, o que seria muito legal

    1. SAMDRO

      Vencer do Kyrgios até a minha avó de muletas vence… Basta provocá-lo que ele perde a cabeça e começa a fazer gracinhas e dramas e acaba perdendo o jogo…
      Quero se Murray ganha do Berrettini, isso sim seria um grande feito…

  12. Maurício Luís *

    Na minha opinião de leigo, a Bia joga muito mais do que a Teliana Pereira – esforçada, mas limitada – e do que a baloeira chata Niege Dias. Espero que venha este título super merecido.

  13. Groff

    Caro Dalcim: excelente tanto o posto quanto o resultado da Bia. Qual o horário dos jogos? Gostaria de acompanhar (só fico com medo de acabar “secando” rsrsrsrs). Acho que o Star+ está transmitindo.

    1. José Nilton Dalcim

      Claro, o ranking que define os cabeças é baseado na segunda-feira que acontece o sorteio da chave, portanto, no ranking do dia 20.

  14. Heitor

    Raquete quebrada, perda de ponto, confusão com espectador, mais penalidade e recurso ao supervisor: os últimos dez minutos de Nick Kyrgios…

    1. SAMDRO

      Amigo Heitor, é por essas e outras que digo que até minha avó de muletas ganha do Kyrgios se souber trabalhar os vários pontos fracos dele, principalmente o emocional… Kyrgios parece uma criancinha mimada, birrenta, que se joga no chão do Shopping, não tem nada a ver com um tenista profissional!!!

  15. Rafael Azevedo

    Pena que Wimbledon não contará pontos.
    Do jeito que Bia tá confiante na grama, poderia conseguir uma campanha histórica e somar muitos pontos no ranking, chegando quem sabe a um top 20.
    Torcer para ela manter a consistência na temporada hard norte americana.

    1. SANDRO

      Nunca vi Bia fazer uma campanha de destaque em simples num Grand Slam… Será que seria desta vez? Não sei… Aguardemos…

  16. Willian Rodrigues

    Faço questão de enaltecer o fato do brilhante Andy Murray atingir mais uma final de torneio nível ATP.
    Esse escocês é um mesmo um exemplo extraordinário de amor ao esporte!
    Torcendo demais para que ele leve esse título.
    Seria a coroação de um dos retornos mais fantásticos de um tenista profissional.
    Por outro lado…
    O cidadão Kyrgios buscou com todas as suas forças a fama de “bad boy”, e agora fica se vitimizando?!!
    Famosa lei da ação e reação. Onde quer que esteja receberá sempre o mesmo grau de respeito que sempre apresentou por tudo e por todos!
    Um grande talento desperdiçado…

    1. SANDRO

      Amigo Willian vejo o Kyrgios mais como um BAD BABY do que um BAD BOY, parece mais um bebê chorão, uma criança birrenta e mimada do que um profissional…

  17. Luiz+Afonso

    Muito bom acordar e poder assistir a uma brasileira brilhando no tênis. Dalcim, quando foi a última vez que algum tenista brasileiro chegou a uma final de simples e de duplas simultaneamente?
    Por falar em duplas, creio que o sobrenome da parceira da Bia é Zhang e não Zheng.
    Que pintura a grama das quadras de Nottinghan!!

  18. Willian Rodrigues

    Belíssima fase da Bia Haddad com top 40 em ambos os rankings!
    Dalcim, qual seria a relação de causa e o efeito?
    O investimento de tempo e energia nos jogos de duplas é que tem colaborado para sua evolução em simples? Melhoria do jogo de rede, por exemplo?
    Ou a melhora da movimentação, devolução e serviço, além da confiança adquirida nos jogos de simples, é que estão levando ao sucesso também nas duplas?
    Saudações

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que é uma simbiose. A confiança em simples se transfere para as duplas e ali são exigidas outras habilidades, como devolução agressiva e reflexo na rede.

    2. SANDRO

      Que jogar duplas sempre melhora o jogo de simples, isso é um fato, principalmente pra quem ainda está em desenvolvimento..

  19. Oswaldo

    Dalcim, uma curiosidade: vejo Tsitsipas e Medvedev jogando torneios 250 nessa semana. Medvedev é número 1 do ranking! Por que eles ainda se “sujeitam” a jogar esses torneios menores? É porque ainda não se consideram no mesmo nível de Djokovic, Nadal, etc.? Não me lembro de ver Djokovic, Federer, Nadal jogando 250, quando jogavam 500 já era exceção (Basileia, Belgrado, Barcelona…).

    1. José Nilton Dalcim

      Tsitsipas está procurando máxima adaptação à grama, já que a fase é muito curta. Já Medvedev tenta jogar tudo que pode, pois está impedido de disputar Wimbledon.

    2. SANDRO

      Dos 3, o Roger FREGUÊS er foi o que mais jogou 250, e Djokovic jogou Belgrado 250… Qual é o problema de jogar 250?
      O que vc prefere: treinar sem ganhar nada $$$$ ou treinar jogando um 250 e ganhar uma grana extra $$$$???

  20. Miguel BsB

    Eu sempre achei que a Bia fosse se destacar no circuito. Apesar da suspensão por doping, que mancha qualquer carreira, ela voltou firme e constante, subindo no ranking.
    Ela tem um biotipo muito bom pro tênis moderno, alta e forte, e além de tudo é canhota, o que ajuda tb.
    Que a rainha do tênis brasileiro, Maria Esther, genial na grama, possa ilumina la lá de cima e que a Bia conquiste esse importante troféu!

  21. Luiz+Correia

    Grande Bia! E ela pode evoluir muito ainda, principalmente no saque, slice e movimentação.

    Dalcim, uma dúvida minha. A quadra de Stuttgart está horrorosa, quase não tem grama. Muito diferente do que está sendo visto em Nottingham e Hertogenbosch. Seria a qualidade da grama, o clima? Será que já testaram grama sintética no tênis? Ou aquela grama híbrida, que é plantada com as costuras reforçadas por grama sintética?

    1. José Nilton Dalcim

      Sim, com certeza é uma questão de qualidade da grama e de clima. Wimbledon tem justamente tentando uma composição híbrida e tentado melhorar o desgaste. Mas nunca se cogitou grama sintética, embora alguns torneios já tenham acontecido nela, como os primeiros anos do nosso Itaparica.

  22. Pieter

    Campanha inacreditável da Bia lá em Nottingham, ainda mais sendo na grama.
    Enfim ela vem conseguindo o que todos já vaticinavam sobre o futuro dela desde que estreou entre as profissionais aos 14 anos.
    E o melhor: continua sendo uma pessoa simples, humilde mas carismática, dentro e foras das quadras.
    Amanhã, na final de simples, não será a favorita mas, se jogar tão bem como hoje, penso que terá boas chances de levar, merecidamente, enfim, o seu 1o WTA. Torçamos!

  23. Wagner

    Dalcim uma Dúvida o guga não foi top 40 duplas e simples em 97 , pelo que eu li no site da ATP ele foi 38º em duplas .

    1. José Nilton Dalcim

      Tem razão, Wagner. Por uma única semana, ele foi 38º do ranking e depois nunca mais repetiu o top 40 em duplas.

  24. Luiz Fernando

    Incrível como Leclerc e Sainz tem um foguete na mão e estão atrás no campeonato. Imagino Schumi c esse carro, ganharia todas. Como consolação está o fato q Sainz não bateu no treino…

    1. Sérgio Ribeiro

      Não tens jeito mesmo . A própria Ferrari assumiu os erros com Leclerc principalmente em Mônaco e tu vens com esse papinho infantil de foguete nas mãos ??? . Ou seriam muito confusos os esclarecimentos da equipe ?. rs
      Ou talvez muito arrogantes ? rs . Em todos os Esportes és apenas um comentarista de resultados. Se MAD MAX for batido por alguém, esse cara se chama Charles Leclerc. E com um segundo piloto como Sainz , a Equipe briga também pelo Mundial de Construtores 2022 . Aguarde . Abs!

      1. Sérgio Ribeiro

        Desta feita todos os carros com motor Ferrari quebraram . Nada a ver com os Pilotos . Leclerc sempre tira uma volta da cartola pra fazer a Pole e na hora de corrida , lá se vai o motor. Abs!

      2. Luiz Fernando

        Vc é q tem, julgando capaz um piloto q aos 27 anos não tem uma poke ou vitória. Sabe tudo, é uma verdadeira sumidade do esporte kkkkk. Aqui é diversão garantida kkkk. Abs!

        1. Sérgio Ribeiro

          Não teve porque jamais teve carro . Eu não sou sumidade , mas tu és um desinformadissimo de dar pena kkkkkk. Abs!

  25. Rafael Azevedo

    Que momento da Bia. Ao ponto de ter o segundo post dedicado a ela em um período de mais ou menos um mês.
    Está carregando o tênis brasileiro, sozinha, atualmente.
    Torcer para a Luisa Stefani voltar bem, para termos mais destaque internada.

  26. Alexandre elias

    Realmente, a temporada da Bia está muito boa. Se beliscar umas quartas de final em algum SLAM, tem tudo pra figurar ainda em um top 20 esse ano. Mas aí são muitos pontos em questão para somar. A primeira vez em que ela jogou com a Sara Errani no saibro, a própria italiana já chamava atenção para a qualidade técnica dela. E não se deve esquecer que ela bateu uma Muguruza ex-campeã de Wimbledon, em Wimbledon. Se ela vencer na grama a final de Birmingham não será surpresa, nem zebra.

  27. Luiz Fernando

    Grande feito da Bia, que há muito provou ser muito mais do q uma mulher bonita. Está num momento ascendente da carreira, toda a torcida p ela…

    1. Marcos

      E você como sempre pontificando aqui no blog com as habituais groselhas de viés sexista. Fulana é bonita, mas joga mal, sicrana “além de bonita” joga muito bem….blá blá blá. Para de chupar groselha seu pé no saco!

      1. Luiz Fabriciano

        Uai Dalcim, isso pode?

        E para o Marcos: desde quando achar uma tenista bonita é sexismo?
        A Bia é bonita sim e não sou fã dela. A Sakkari dizem que é bonita, não acho.
        A Serena, acho feia, mas é multicampeã. O que acho é comigo, mas multicampeã, é fato e ninguém muda.
        A chinesa que jogou e perdeu da Iga em Roland Garros é linda. Se vai vencer algum torneio importante, não sei.

        1. Marcos

          Olha, vou perder mais um pouco do meu tempo e desperdiçar igualmente o tempo de trabalho do Dalcim para liberar meu comentário.

          Tanto faz sentido minha resposta ao tal do Luiz Fernando que o Dalcim não viu qualquer exagero. Então…. pode sim! Veja, é sexismo quando você marca o seu comentário ou os seus “pontos de vista” por um referente linguístico que não diz qualquer respeito ao tema central que é o? o? …. tênis. Muito bem. Por que você não analisa o jogo jogado pela Beatriz Maia, pela Williams ou por qual tenista seja pelo que elas apresentam de fundamentos táticos, técnica, resiliência, capacidade de superar adversidades durante uma partida? Por que você tem que olhar para as coxas da tenista antes de qualquer coisa??? Por que alguns de vocês vão para o You Tube e depois retornam aqui pra dizer que a tenista é bonita e saborosa? Você falar que um determinado piso favorece uma determinada jogadora porque ela é forte e alta é uma coisa (como o participante Miguel Bsb destacou). Agora, você marcar, destacar somente aspectos étnico-físicos (bonita, feia, alta, baixa, gorda, magra, preta, branca, africana, europeia), é preconceito e sexismo SIM! E para o tal do Sandro nem respondo. É um adolescente que repete chavões e comedor de xi salada.. Ele acha, assim como muitos daqui, que o tênis foi inventado pelo Nadal, pelo Federer e pelo negacionista sérvio. Uma sugestão para ele que assiste tênis por highlights. Assista aos jogos do Ashe e da Billie Jean (feia? bonita?) e você verá que ali, entre as décadas de 1960 e 1970 já havia vida inteligente no tênis. A propósito, o que vocês pensam das pernas roliças do Nadal? Até agora não vi nenhuma opinião dos machos aqui. Obrigado Dalcim e parabéns pelo blog.

          1. Alexandre Elias

            Parabéns pelo comentário Marcos! Nunca é sexismo, nunca é racismo, sempre é opinião e sua liberdade? As pessoas podem e devem evoluir. Gostar do esporte e comentar sobre ele é sadio, agora vir falar de beleza, feiura, simpatia e etc já é demais. Esse tipo de opinião e julgamento a pessoa deve guardar pra si, pois não interessa a ninguém preferencias pessoais alheias. Sejamos pessoas melhores, ponto.

          2. SANDRO

            Fala sério cara! Qual é a tua? Desde quando é sexismo ou xingamento dizer que a Bia é LINDA? Homens não podem achar mulheres bonitas? Isso é algum defeito? Agora se vc não gosta da fruta, não critique quem gosta! Deus do céu! Onde chegamos? Ser chamado de ADOLESCENTE COMEDOR DE XIS SALADA só porque eu acho a Bia “linda”?
            Agora, como o próprio Marcos confessou, ele está mais interessado nas “pernas roliças do Nadal” (ui ui ui, nega maluca)…
            Se vc não aprecia a beleza feminina, o problema é seu.

    2. SANDRO

      Ela é LINDA mesmo e tem muito a evoluir ainda… Não sei se ela já passou algum tempo treinando na Espanha, mas ela poderia pensar em passar um tempo treinando na Espanha para evoluir mais ainda…

Comentários fechados.