O último degrau
Por José Nilton Dalcim
3 de junho de 2022 às 18:46

Quando todos olhavam o pé esquerdo de Rafael Nadal, foi o pé direito de Alexander Zverev que decidiu a semifinal de Roland Garros, a 14º em 15 vencida pelo canhoto espanhol. Por muita falta de sorte, o alemão torceu o tornozelo antes mesmo do tiebreak do segundo set e encerrou de forma melancólica um jogo eletrizante que já se arrastava por 3 horas e não indicava um vencedor.

Sem poder comemorar a vitória como seria justo e normal, já que compartilhava as lágrimas e a decepção de Sascha, Rafa ganhou o direito de fazer mais história em Roland Garros no dia em que comemorou 36 anos de muita vitalidade. Tentará neste domingo morder o 14º troféu em 18 participações, algo que parecia distante quando retornou ao circuito sem ritmo 30 dias atrás, vindo da fratura na costela.

Desde 2005, Nadal só viu uma temporada em que ficou zerado no saibro europeu, naquele ano atípico de 2015. O histórico 22º troféu de Grand Slam será o segundo seguido da temporada, façanha ainda inédita para ele. A última vez que Rafa venceu dois Slam consecutivos foi em setembro de 2010, então uma sequência mágica de três em pisos distintos.

Nos bastidores, muitos apostam que este será o último degrau de sua incomparável carreira.

Três horas de suspense
Fato um tanto irônico é que Zverev poderia estar com dois sets de vantagem antes do infortúnio. Ele teve salvar set-points antes do tiebreak do primeiro set, mas aí estava com o saque na mão e usou essa arma com máxima eficiência. Por isso, é incrível que tenha deixado escapar a vantagem de 6-3 e dois serviços a favor no desempate, o primeiro deles perdido com um voleio na paralela que fugiu na profundidade. Assim como fez ao longo de toda a parcial, Rafa optou por ser defensivo sempre e ainda assim levou o tiebreak, graças a seus contragolpes espetaculares.

O alemão também deveria ter vencido o maluco segundo set, em que Nadal não conseguia manter serviços. O espanhol saiu logo com quebra, e de zero, além de abrir 40-15 com um tênis enfim ofensivo. Mas de repente errou tudo. Um ponto muito longo no final do quarto game, de 44 trocas, pareceu esgotar a ambos e um pouco mais o espanhol. Talvez por isso Zverev tenha feito 4/2 e sacado para o set com 5/3. Como imaginar que, sob teto, Sascha iria desperdiçar a chance? Pois ele fez três duplas faltas, duas delas no meio da rede, algo que se imagina compatível ao tenista amador. Onde estava aquele Zverev que arriscava tudo e dava ace de segundo saque no começo do ano?

Nadal não fez uma exibição brilhante nesse dois sets, muito em função da forte umidade que fazia a bola ficar lenta e perder muito da forte rotação, mas sua determinação e capacidade defensiva foram exemplares. Optou por deixar Zverev comandar os pontos, viu o adversário marcar 25 winners e 26 erros no set inicial, mais do dobro do que fez, e ainda assim se manteve competitivo. Os altos e baixos com o saque no segundo set preocupavam, porém ele se manteve fiel à ideia de explorar o forehand do alemão e sempre foi o tenista com maior variedade tática em quadra, com curtas, slices, voleios e lobs.

A contusão de Zverev gerou um anticlímax absoluto, porque afinal das contas ele jogava muito bem, com um forehand incrivelmente solto e com isso encarando as trocas mais longas com o rei do saibro. Até ali, os dois já lutavam por mais de três horas e era provável que a batalha continuasse acirrada. Ainda não se sabe a gravidade da torção, mas me parece impensável que Sascha consiga jogar na grama. E assim o sonho do primeiro Slam e do número 1 estão adiados para o US Open.

A volta por cima de Ruud
Até o Masters de Madri, o norueguês Casper Ruud era a grande decepção da temporada de saibro. Reagiu enfim com a semi em Roma, onde não deu trabalho a Djokovic, e por isso começou Roland Garros sem qualquer holofote. Mostrou-se nervoso na estreia contra Jo-Wilfried Tsonga, chegou a estar 2 a 1 atrás de Lorenzo Sonego e por muito pouco não foi levado ao quinto set pelo iniciante Holger Rune.

Não foi assim uma campanha empolgante, mas não se pode negar os predicados do tenista de 23 anos sobre o saibro. Suas melhores atuações nestas duas semanas foram contra oponentes do mesmo padrão, Hubert Hurkacz e Marin Cilic, jogadores altos que sacam bem e usam o máximo do forehand mas têm deslocamento mais lento. Assim, ele foi muito oportuno nas trocas de direção. E nesta sexta-feira mostrou ainda um saque bem mais afiado.

Apesar de ser top 10 e um saibrista autêntico, é muito difícil imaginar que Ruud possa superar Nadal na Philippe Chatrier logo em sua primeira final de Grand Slam, ao menos em condições normais. E mais importante ainda, na primeira vez que vai cruzar com o temido topspin do canhoto espanhol, ainda que os dois tenham treinado algumas vezes. Seu maior problema é o backhand pouco contundente, que geralmente dá bolas curtas demais.

De qualquer forma, Ruud se candidata a ser o primeiro tenista nórdico a ganhar Roland Garros desde o sueco Mats Wilander, em 1988. Desde então, Stefan Edberg, Magnus Norman e Robin Soderling, também suecos, ficaram com vices.

Swiatek: super favorita
A situação da final feminina deste sábado é muito semelhante, ainda que as idades sejam bem mais próximas. Em sua primeira chance de conquistar um Slam, a norte-americana Coco Gauff encara a super favorita Iga Swiatek, imbatível desde fevereiro e atrás do sexto título consecutivo da temporada e já o segundo em Roland Garros.

Há ainda uma questão técnica a pesar: a polonesa é uma genuína jogadora de saibro, com bom saque, golpes pesados cheios de topspin lá da base, com ótima movimentação. Gauff tem buscado adaptar seu estilo de bolas mais retas para o saibro, mas lhe falta um saque que possa colocar Swiatek em posição mais defensiva ao menos na devolução.

Caso Iga vença, ela terá na segunda-feira o dobro de pontos no ranking da segunda colocada. Se Coco surpreender, será pela primeira vez top 10 e se consagrará como sétima diferente campeã do torneio desde o tri de Serena em 2015.


Comentários
  1. SANDRO

    Gosto do Casper Ruud, até gostaria que ele ganhasse um Troféu de Roland Garros, porém, o feito HISTÓRICO proporcionado por NADAL nesses momentos fala mais alto, afinal seriam 14 troféus de Roland Garros um RECORDE ESTRATOSFÉRICO, com certeza, o recorde MAIS DIFÍCIL da história do tênis!!!

  2. Carlovic V. W.

    Torcemos pelo Nadal amanha.

    E concordo que è o fim.

    Agora a questao sera: se ele anuncia amanha, ou se posterga esse final de carreira, sefuindo sem competir e sem anunciar (como fez o Federer).

    Lembro que as fazocas do Federer ja diziam a quinze anos atras que o Nadal.. devido ao modo de jogar mais fìsico.. nao mqnteria o nivel ate os 30 (alguns davam 28 e outros 26).

    Alguns destes ai da comentam por aqui.

  3. AKC

    Pelas falas do Nadal, se ganhar amanhã, acredito que ele anuncie agora a aposentadoria no final da temporada. Se perder, talvez jogue o RG de 2023 e se aposente.

  4. Maurício Luís *

    Duas finais de Roland Garros, 2 massacres. O primeiro foi hoje…
    Acho muito + fácil o Olaria ganhar invicto o campeonato carioca do que o Casper “Presunto” Ruud fazer + do que 5 games no baloeiro. Será tipo um jogo-exibição comemorativo ao niver do Pouca Telha e ao trofeu 14. Portanto, eu que não vou passar raiva vendo mais um festival de balões. Torcer contra o Nadal em RG é perder tempo. Tenho louça pra lavar, casa pra limpar, fazer supermercado… A final foi contra o Nole e contra o Zverev.

  5. Sandra

    Dalcim, Nadal deu uma entrevista que o mais importante para ele não era os torneios e sim ficar sem dor , que mal me pergunte o que está fazendo então em Roland Garros ?

    1. SANDRO

      Nadal foi a Roland Garros fazer um tratamento capilar, vai dizer q vc não sabia? Só nas horas vagas que ele disputa umas partidinhas de tênis, mas nada muito demorado… Ora bolas…

  6. Carlovic V. W.

    Estao vendo, fanàticos? Atè msm o Editor do Blog se rendeu ao Nadal. Quis dizer “O ùltimo degrau… para ser o GOAT” qdo vencer amanhã.

    : – D

  7. João ando

    Tudo indica que caso Nadal ganhe deve se aposentar. Se perder deve jogar mais um ano até o próximo Roland garros

  8. Vitor Hugo

    Infelizmente, Wimbledon será apenas um amistoso sem pontuação e os sem todos os jogadores. Não valerá como contagem para os slam.

  9. Vitor Hugo

    Dalcim, acho que foram um dos sets mais disputados dos últimos anos, não? Veja bem: Dois sets em quase três horas de partida. Seria bem possível Rafa ganhar em 3 sets e o jogo durar 4 horas, o que seria bem possível pelo andar da carruagem.
    Vc já viu isso?

    1. José Nilton Dalcim

      Sem dúvida, estava muito longo e equilibrado. Mas já tivemos o próprio Nadal jogando 3 sets em 4 horas, Vitor.

  10. Luiz Fernando

    No momento, e creio q por um bom tempo, há um abismo entre Iga e as demais jogadoras. Méritos totais dela e do seu técnico, q a tornou mais agressiva. Resta ver como se portará não grama, se dominar ali também aí ficará sem graça…

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que ainda está meio longe, mas em termos de distância para as adversárias, lembra sim.

  11. Luiz Fernando

    Li abaixo q os recalcados de sempre já estão tentando diminuir a relevância de W 2022 com a ausência dos russos. Qual desses caras seria uma força real na grana? Esse pessoal não cansa de postar coisas ridículas, é uma alienação interminável kkk…

  12. Gabriel

    Dalcim, em caso das condições da semi se repetirem na final (umidade e teto fechado), o estilo de jogo de Ruud também fica prejudicado? Poucas vezes assisti um jogo com a quadra tão pesada como foi o de ontem.

    1. José Nilton Dalcim

      Acredito que sim, me parece que ele também gosta de um saibro mais seco. Ficará muito mais difícil ser agressivo contra o Nadal, o que é algo essencial.

  13. Gildokson

    Tirando a fatalidade que aconteceu, o foi muito triste… mas estava na cara que o alemão é realmente um cérebro de gelatina com apenas uma vitória em Grand Slam contra top 10 e ia desperdiçando um caminhão de chances novamente ontem, assim como naquela final do Us Open quando perdeu do Thiem machucado.

    Chega a ser irônico e debochado o que os Deuses do tênis fazem conosco. Após a quebra do recorde de semanas como N°1 e os 3 Grand Slans da temporada passada, vieram a enxurrada de posts de nolistas afirmando e reivindicando o título de GOAT para o sérvio, até “aliados” nadalistas ignoravam o próprio ídolo dando à Djokovic o título com a maior felicidade só pelo prazer de ver Federer destronado. Pois bem, pelo jeito ao que tudo indica amanhã Nadal vai por uma pedra em cima desse assunto (vou torcer contra, que fique claro) e vencer 2 Slans a mais disputando uma final a menos que o gênio e o monstro disputaram. Ou seja, como eu já disse antes aqui para o falastrões nolistas, Nole foi o GOAT mais rápido da história por menos de um semestre.
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    1. Luiz Fernando

      Claro q ver a empáfia de vcs ir pelo ralo abaixo sempre será um prazer, mas como eu digo, realidade e vcs sempre estarão dissociados. Mesmo q Rafa vença amanhã ele não estará acima de Djoko, mas estará igualado, ou seja, teremos 2 GOAT e o terceirão kkkkkkkkkkkkkk…

      1. Vitor Hugo

        Nadal pouco dominou o ranking e nunca venceu o Finals, ou seja, mas fácil jesus voltar pra cá que Nadal ser GOAT.

      2. Paulo Sérgio

        🤣🤣🤣🤣

        Luiz Fernando,

        Acredito que slams pesam mais apesar de Djoko ter vantagem nos outros quesitos. De qualquer forma, os terceiretes caíram numa sinuca de bico: torcer por Nadal contra Djoko e ainda terem que aturar as gozações dos nadalistas.

      3. Gildokson

        Para não dar o braço a torcer e admitir que desprestígio o próprio ídolo remando por meses na barca daquele que deveria ser o rival, você diz que ele ainda estará abaixo do sérvio. Pode ser opinião sua, tem todo o direito, embora no fundo eu não acredite que pense assim, a maioria dos nadalistas não irão assim pensar até que Nole passe o espanhol em Slans. Eu humildemente acho kkkkkkkk

      4. José Yoh

        LF e seu eterno discurso de “prefiro a morte” do que Roger Federer.

        Segue meu conselho e aproveita a fase. Pelos números (ah os números!) o GOAT é Nadal e até os nolistas estão traídos pela própria lógica.
        Pode ser muito curto, assim como foi com Federer…
        Abs

      5. Carlovic V. W.

        Na vdd, acredito que se o Nadal vencer amanhã, “Nole” passarà a ocupar sozinho tìtulo de vice-rei, atràs do Espanhol.

        E sim, Federer continuarà em terceiro na contagem de nùmeros, embora creio que a contagem dele tanto faz, visto trarar-se de um semi-Deus, e como tal, não està na mesma contagem dos mortais que você citou.

    2. José Yoh

      Gildokson, vou resumir aqui uns 10 anos de blog ou mais.

      É necessário fazer uma mea culpa. Durante muitos anos os federistas tinham um discurso que beirava a soberba, com números, piadinhas e coisa e tal.

      Infelizmente, embora seja uma atitude bastante desagradável e pouco inteligente, nolistas e nadalistas estão apenas vingando alguns anos de raiva que passaram.

      A ponto de torcerem mais contra do que a favor de alguém. Mais ou menos o que acontece com os torcedores do suíço hoje.
      Abs

    3. Thiago+Silva

      Não é prazer nenhum ver o Federer destronado, o que ele conquistou é mérito dele, ainda que tenha tido um caminho mais fácil, o Djokovic tê-lo superado também é mérito dele e quem não é torcedor do Federer é capaz de reconhecer isso. O Nadal por enquanto tem o recorde de slam, mas provavelmente se ganhar domingo vai ser o último, não vou ficar chamando ele de GOAT só por alguns meses sabendo que é muito provável que seja logo superado.
      Eu ainda aposto que o Djokovic vai terminar a carreira com pelo menos mais uns 4 slams, em Wimbledon não consigo ver alguém capaz de bater ele, no US Open a concorrência aumenta mas esse ano ele vai chegar bem menos desgastado que ano passado.

    4. Paulo Almeida

      Continua valendo o mesmo raciocínio que eu fiz após o Australian Open. Nadal terá 2 Slams e 1 Olimpíada contra 154 semanas (3 anos e 8 semanas), 2 year-end, 5 Finals e 2 Masters 1000 de Djoko. Ainda vejo uma vantagem do sérvio, mas cada vez menor.

      A única pedra que pode ser colocada é que o Federer não será mais postulante a GOAT nem com reza brava!

  14. Hemerson

    Eu ainda não acredito, de forma alguma, que amanhã será a ultima partida oficial como profissional de Rafael Nadal. O que ele jogou contra Nole e ontem contra Zverev e a quadra úmida mostra que ele tem condições para selecionar onde jogar e manter um alto nivel de apresentações por mais algum tempo. Acho e espero.Muitas vezes não conseguimos as duas opções. Amanhã Nadal ganha.

    1. Luiz Fernando

      Rafa acima de tudo tem a ambição de vencer, dos vários esportistas q acompanhei só vi 3 caras terem tanta vontade de vencer quanto ele: Schumi, CR7 e Senna. Se vencer nessas condições físicas acreditará q pode repetir o feito, mesmo limitado. Posso estar errado, aliás torço muito p q não esteja, mas Rafa não encerrará a carreira amanhã, com qualquer resultado…

    2. Rafael Azevedo

      A questão, Hemerson, é que possivelmente ele só está conseguindo manter o bom desempenho porque está maquiando as dores com infiltrações de analgésicos.
      Isso pode custar caro para sua vida pós tênis, então talvez ele decida pela aposentadoria. Não é um questão de competitividade. Ele ainda é um dos melhores do mundo.

    3. Leonardo+Fagundes

      Só o Nadal é que sabe se ele vai para ou continuar, e o discurso dele de incerteza do futuro deixa duvidas. Mas a afirmação que ele não vai jogar o Wimbledon para tratar o pé lança uma luzinha de esperança nos torcedores. Realmente seria triste ver Nadal, jogando como está jogando e ainda amanado e curtindo jogar, acabar encerrando a carreira porque não suporta mais o esforço de jogar com dor.

  15. juninho+Fonseca

    Dalcim……q coisa essa relação do Zverev com o saque dele hein???…vira e mexe o cara que por vezes saca o segundo serviço a mais de 200 km por hora, simplesmente começa vá desandar a fazer dupla falta!…não eh a primeira e nem segunda vez q isso acontece!!Vai entender!!!..altura o cara têm.. técnica o cara têm!!…qual a sua opinião para este fato curioso com o Zverev?

    Outra coisa…os pontos bque o Murray está somando não Challenger q está jogando…vão ser computados? ou também não?
    Abraço

    1. José Nilton Dalcim

      Dupla falta na rede é geralmente emocional, o que realmente impressiona. Zverev sofreu isso o torneio todo, diga-se, inclusive contra o Alcaraz. Os pontos do Murray valem normalmente. O único torneio da grama que não contará pontos será Wimbledon porque no período do torneio não existe um campeonato alternativo para os barrados jogarem. Abs!

    2. José Yoh

      Deve ser muito triste mesmo a situação do Zverev… teve vários set points, poderia estar ganhando a partida e veio a lesão. Na cabeça dele as duas coisas devem moer seus pensamentos. Inclusive o fato de que se tivesse liquidado antes o set não teria acontecido o acidente.

      Na torcida por ele vencer não só a lesão mas também os demônios mentais.

      Penso que assim como as duplas faltas, a lesão também tem um fator psicológico envolvido já que eles treinam há muito tempo para evitar esse tipo de acidente. E aconteceu justamente em um momento de pressão.
      Abs

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que não. Ele tinha derrotado o Djokovic nas quartas e o Berdych na semi com grandes atuações.

        1. José Nilton Dalcim

          Uai, e eu estava falando do Australian Open, já que a pergunta era sobre Stan e Nadal, não?

  16. Danilo+BR

    Dalcim, vc não acha justo coroar o Nadal como o GOAT após esse provável décimo quarto título de Rolanga em dezoito tentativas? Sem contar que venceu ao menos duas vezes nos demais Grand Slams… Ouso dizer que jamais um tenista será tão hegemônico em um Grand Slam nos próximos milênios… sei que é uma discussão complicada essa do GOAT, mas esses números do Nadal são assustadores. Sempre fui torcedor do Nole, mas acho mais incríveis esses feitos do espanhol. Qual a tua opinião sobre isso que coloquei?

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que temos de esperar o fim da carreira de todos para indicar um Goat. Senão continuaremos a dar Goats provisórios a cada seis meses, Danilo. Cada um teve até agora uma carreira excepcional, com feitos espetaculares.

  17. Hildebrando Martins

    Estimado Dalcim,
    Baseando-se em sua longa experiência sobre tênis, gostaria de ler sua opinião sobre o seguinte: você acha que se não fosse a doença no pé do Nadal, ele poderia ter conquistado muito mais títulos do que possui hoje? Penso que sim, até mesmo sobre seu maior rival: o quase imbatível Novak Djokovic. Porém, esta é a modesta opinião de alguém que adora ver tênis, mas que possui conhecimentos irrisórios sobre esse esporte. Além de eu ser fã ardoroso de Rafael Nadal.

    Ah, sobre o jogo de hoje: fico impressionado como tenho estado sensível. Verti muitas lágrimas a partir das 13h11, momento em que o alemão torceu o tornozelo. Precisei fazer muito esforço para não chorar mais do que chorei. Mesmo mais tarde, ao relembrar a fatalidade de Zverev, voltei a ficar emocionado. Ao ver as cenas da torção em câmera lenta, pensei que Zverev teve até sorte, já que talvez pudesse até mesmo ter sofrido uma fratura exposta. É muito gratificante ver Nada vencer, mas não dessa forma. Não mesmo. E que jogão perdemos de ver até o fim, hem? O primeiro set foi de lascar de emocionante; com dois break-points. Pena que o segundo set teve tantos erros dos dois tenistas e impressionantes oito break-points. E depois veio aquela cena aterradora e os sons de Zverev gemendo de dor. O que dizer daquele interminável rally com 44 trocas de bola? Os detratores de Nadal devem ter ficado eufóricos ao ver Nadal esbaforido no banco após esse rally. O jogo seguinte vi apenas o comecinho; o público francês também não teve interesse, deu para ver uma quantidade enorme de cadeiras desocupadas.

    1. José Nilton Dalcim

      É uma possibilidade, mas jamais teremos a resposta. Quem sabe não foram exatamente as dificuldades que o fizeram tão diferente e especial.

  18. JAN DIAS

    Sinceramente, não acredito que NADAL vai se aposentar após RG (ganhando ou não o torneio).
    Acho que a fome por títulos ainda vai mantê-lo um pouco mais no circuito, mesmo que seja forçando o corpo…

  19. Sérgio Ribeiro

    Termos alguns desinformados detonando o Tênis feminino é aceitável . Mas a diretora de Roland Garros não saber que Raducanu x Leylah obteve a maior audiência do USOPEN 2021 com 3, 4 milhões de espectadores contra 2, 7 milhões de Novak x Medvedev . E BARTY x Madison Keys na FINAL do AOPEN 2022 teve pico de 4,3 milhões ( recorde absoluto de audiência) , não dá. Ainda bem que Mauresmo promete mudanças pra 2023. Arrisco que teremos casa cheia amanhã sem francesas na quadra . SWIATEK x Gauff pra mim é imperdível, e como os Tenistas dizem que o público Francês e’ o que mais entende de Tênis… Abs!

    1. José Yoh

      Não sabia disso caro Sérgio. Então está claro que Mauresmo falou uma grande bobagem (e ainda poderia ter solucionado um grande problema de horários no masculino).
      Todavia foi um erro. Ela poderia ter evitado essa situação toda com uma declaração mais política.
      Abs

    2. Luiz Fabriciano

      Mauresmo não disse nenhuma besteira, ainda mais sendo uma mulher, pois poderia muito bem ficar calada.
      Onde que o tênis feminino ao menos de iguala em apelo, ao masculino na atualidade?
      A final de hoje, até onde vi, fraquinha demais. E sou fã da Iga.
      Até as 9:40 havia mais da metade da capacidade de ocupação nas arquibancadas vazias.
      Ademais, na verdade, atualmente tudo o que se houve que não está de acordo com sua vontade, é politicamente incorreto.

  20. Alexandre

    Dalcim,
    Boa noite e meus parabéns pelo post, ficou excelente!!!!
    Caso o Miúra conquiste o 22° e declare sua aposentadoria como o maior de todos os tempos no simples masculino em Slans, como você acha que o Nole vai receber essa notícia? Será que vai gostar por ter o caminho livre sem Nadal e Federer para buscar mais 2 ou 3 slans ou será que vai bater uma deprê por não ter seus maiores rivais para competir????…Gostaria de saber sua opinião Dalcim!
    Abraço e mais uma vez parabéns pelo post e seu blog!!!

    1. José Nilton Dalcim

      Ah, acho que ele vai lamentar, mas não creio que se surpreenda. Era sabido que ele teria provavelmente duas temporadas a mais que os outros dois. Não vejo comemoração, porque afinal a nova geração vem aí com força.

  21. Arthur

    “Nos bastidores, muitos apostam que este será o último degrau de sua incomparável carreira”.

    Eu entendi bem, Dalcim?

    Quer dizer então que o Nadal reprisará um “Sampras pós-US Open” e vai se aposentar depois de mais uma conquista?

    Um abraço.

      1. Renato+Toniol

        Dalcim, na verdade o Sampras se despediu, sim. Ele havia sido campeão do US Open em 2002, e no final desse ano e em 2003 estava inscrito em alguns torneios, mas desistia às vesperas.
        Por fim, no US Open 2003 ele entrou no Arthur Ashe apenas para anunciar ao público a sua aposentadoria.

  22. Thiago+Silva

    Foi a vitória mais triste que já vi do Nadal, coitado do Zverev, um azar terrível, mês passado eu caí da escada e torci o pé, foi bem menos grave que ele e até hoje tô mancando, a recuperação dele vai ser bem lenta, capaz de não voltar esse ano.
    Mas o negócio é aproveitar a partida de domingo que pode ser a última do Nadal, tomara que saia com o título pra encerrar uma carreira tão gloriosa.

  23. Sérgio Ribeiro

    E realmente Rudd é o Ferrer da vez rs . Não tomou conhecimento da Zebra Cilic , e como previu seu Pai , seria questão de tempo pra fazer FINAL de SLAM . Botou a Nova geração ( tem 23 ) de novo numa FINAL . Teremos o Especialista contra o Rei do Saibro. Na Coletiva Rafa não enrolou “ estava sobrevivendo como podia , às condições muito lentas e a bola pesada , me impediam de empurrar Sasha pra trás “ . Mesmo tremendo como Novak na hora de tomar as rédeas do encontro depois de Três horas , Zverev levou pra outro Tiebreak , daí prevaleceu a sorte do MultiCampeao . O SLAM 22 nunca esteve tão perto … Abs!

  24. Luiz Henrique

    Olha só que curiosidade insana
    Se a gente pegar as participações de Djoko no AO a partir do 1º título, ele foi vencido até hoje por 5 caras fora do Big 3. Isso em 14 participações (2008 a 2021). Foram eles: Roddick, Tsonga, Wawinka, Istomin e Chung

    Se a gente pegar as participações de Federer em WB a partir do 1º título, ele foi vencido até hoje por 6 caras fora do Big 3. Isso em 18 participações (2003 a 2019 e 2021). Foram eles: Berdych, Tsonga, Stakovski, Raonic, Anderson e Hurkacz

    Já Nadal, em 18 participações só foi vencido uma vez por alguém fora do Big 3: Soderling. Ruud tenta ser o 2º
    O único jogador com menos de 20 GS a ganhar do Nadal em RG kkkk
    Cada ano que passa o feito dele fica mais lendário

    1. George Beco

      Acho que Federer não é um jogador imbatível na grama, como quase chega a ser DJokovic no AO, inclusive vejo jogadores favoritos contra ele em uma final de Wimbledon, no mínimo 1, e todos sabem quem é.
      Acho que Nole é aquele cara que é claramente o melhor jogador, e você tem que torcer pra uma derrota inesperada, tanto que desde 2011 só Wawrinka ganhou ele em um jogo de jogadores grandes, e em GS a gnt sabe como era Wawrinka, os outros foram Istomin e Chung, do começo pra o meio do AO, ou seja, surpresas.
      Nadal aí é outra coisa, tem nem como mensurar o tamanho dele em RG, mesmo que eu ache que exista uma chance de Ruud ganhar, afinal, Felix deu um caldo danado em Nadal, mas ele tem chance por conta de um cara com 36 anos, não por questão de instabilidade.

    2. Wilson Rocha

      Dos integrantes do Big Three, Djokovic é o único que conseguiu vencer os outros em todos os slams. Federer nunca ganhou de Nadal em RG e Nadal nunca ganhou de Federer no USOPEN (não se enfrentaram) nem de Djokovic no AUSOPEN.

    3. José Yoh

      Um feito e tanto em RG.

      Mas veja nos outros slams a quantidade de vezes que ele caiu nas primeiras rodadas ou sequer participou.
      Abs

    1. José Nilton Dalcim

      Ao contrário. Acho que o primeiro duelo contra o Nadal sempre é o mais difícil. Mas eles treinaram juntos e isso ajuda, com certeza.

  25. Rodrigo

    As falas do Nadal dão a impressão de que ele pretende se aposentar logo. Se vencer RG deve se aposentar mais rápido ainda.

  26. Paulo Almeida

    Deu ruim, nobre Gildokson.

    Cilic foi varrido pelo Ruud e não atestou parrudez alguma dos títulos fracos de El Sparrón em Wimby 2017 e Aussie 2018. 🤣🤣🤣🤣🤣🤣

    1. Sérgio Ribeiro

      Não desistes mesmo , né SR Almeida ??? . Fregueser , El Sparron , títulos fracos …Estás todo contentinho com o possível encerramento de carreira do “ feto “ de 2005 e N 2 da entressafra, segundo suas asneiras diárias. E não é que o Cara que venceu 10 Torneios naquela Temporada , somente não foi N 1 devido ao Fregueser fazer 12 FINAIS e levar 11 , com direito a 81 – 4 ao FINAL da Temporada . O “ goat “ paraguaio levou fumo de Zverev no Ouro Olímpico, foi varrido no USOPEN por MEDVEDEV , novamente por Zverev no ATP FINALS 2021 e agora em RG por Nadal . Provavelmente confirmando uma performance inferior em FINAIS de SLAM ( domingo) para Rafa , desde a tal entressafra e empatado com El Sparron . Jura que achas que tens alguma credibilidade pra afirmar que o tal “ goat “ terá moleza daqui pra frente ??? . Esse novo “ feto “ da tua cabeça vai te levar ao desespero . Aguarde kkkkkkkkk. Abs!

      1. Paulo Almeida

        Sim, não desistirei jamais, ainda mais porque me divirto sempre com suas hemorragias pesadas com meus fatos e não asneiras, kkkkk. Que bom que adorou o novo apelido que inventei.

        Não transfira para mim sua satisfação de ver um dos carrascos do terceirão do Big 3 encerrar a carreira amanhã, embora eu não acredite muito.

        Então, o feto de 2005 ganhou RG, mas depois caiu pro Muller e pro Blake nos Slams seguintes, facilitando a vida do GOAT falsificado. O feto atual caiu nas quartas agora e é pouco provável que caia tão cedo em Wimbledon e no US Open, dificultando a vida de Djokogênio mesmo, que nunca pegou qualquer entressafra, como você bem salientou ao citar Zverev e Medvedev, muito superiores aos bagraços de 2003 a 2007.

        Abs!

    2. Gildokson

      Deu péssimo!!! Estou decepcionado com ele, primeiro set tava fácil, tudo indo normal, depois desanda daquele jeito é perde para um iniciante. De qualquer forma para Cilic foi uma ótima campanha, ainda mais se compararmos com a do ano passado onde ele foi eliminado na segunda rodada por um jogador “risível” no saibro kkkkkkkkkk
      Semifinal esse ano tá ótimo.

  27. Leandro Domingues

    Dalcim,

    Se ocorrer o que está se falando tanto, Nadal se aposentar após a final, ele deixaria de jogar a Laver Cup que ele já confirmou a participação?

    1. José Nilton Dalcim

      Não acredito. A Laver Cup é acima de tudo uma exibição e ele jogaria a dupla com Federer como uma festa.

  28. Rafael Azevedo

    É uma pena esses problemas de saúde do Nadal.
    Eu realmente acredito que ele tinha condições de vencer mais um WB e mais um USOpen (ia ser incrível ele conseguir igualar os recordistas Federer e Sampras). Principalmente esse ano, em que Djokovic está meio abalado.
    Mas, parece que a saúde não vai deixar ele tentar, ou não vai deixar ele se preparar bem para essas competições.
    O clima é de despedida! Espero estar errado, mas vamos aproveitar cada jogo do espanhol, pois pode ser o último.

  29. Rafael Azevedo

    O Backhand de Zverev na paralela fez estragos no Nadal, hoje. Como ele mesmo falou na entrevista pós jogo, ele estava sobrevivendo em quadra, e foi um milagre ter vencido o primeiro set.
    O jogo estava tão difícil para ele, que vimos uma rara cena em que o espanhol se irritou com ele mesmo, chegando a socar a própria coxa, por ter desperdiçado uma bola fácil.
    Ele só estava vencendo por causa dos erros bobos de Zverev nos pontos importantes, além, claro, de alguns pontos mirabolantes e impossíveis que ele conseguiu nos momentos chaves, com sua genialidade costumeira.
    O jogo estava interessante. Não dava para saber o que ia acontecer.
    Foi muito triste ter terminado dessa forma. Tinha tudo para ser épico.

  30. André Barcellos

    Ruud tem uns 3% de ganhar.
    A tendência é ser tratorado. Nadal não é tão veloz como antes, mas sabe os atalhos da Chatrier e tem uma resiliência e FOCO que são simplesmente os maiores da história desse esporte.
    Acho que Rafael Nadal difere de todos os ouros tenistas nesse ponto. Tem gente tão raçuda quanto ele (Novak, Alcaraz-embora este ainda tenha muito a provar), gente com mais armas (Federer, Novak), mas Nadal tem o foco de 100% do primeiro ao último ponto. É exaustivo vencer o espanhol num ponto. Imagina fazer isso em 3 sets, com o peso histórico que essa decisão tem, sabendo que pode ser sua última…
    Nadal simplesmente não vai aceitar perder.

  31. Luiz Henrique

    Eu concordo com os comentários do pessoal, acho que talvez Nadal esteja entrando em um sofrimento grande e risco de causar danos a longo prazo em sua saúde
    Acho que das duas uma, ou ele aposenta domingo, ou ele vai fazer outra pausa bem longa, talvez até o começo de 2023, pra ver se acha um jeito. Ou então fica prolongando a carreira assim, joga um tempo, para pelo dobro do tempo que jogou, aí volta mais um pouquinho…mas difícil imaginar ele jogando uma temporada normal, n tá dando mais

    1. Sérgio Ribeiro

      Já está inscrito na Laver CUP, Luiz . Wimbledon foi pro espaço, e pra alegria da Turma da Kombi , o USOPEN será avaliado , ou seja , encerrar a carreira pós RG , parece pouco provável. Fonte : Eurosport. Abs!

      1. Sérgio Ribeiro

        Ps . O “ falarei disso depois do Torneio “ são mais detalhes sobre o físico que vai além do pé… Abs!

  32. Tiago

    Que o Nadal é o melhor isso já não se discute mais. É o GOAT. Contra fatos e números não há argumentos. O que ele fez no AO e neste Roland Garros este ano é um absurdo. Seus contragolpes são fora da normalidade. Pensei que aquele AO de 2009 quando venceu Federer de forma sobrenatural tinha sido algo do acaso ou que nunca mais iria ver coisa igual no tênis. Mas neste ano ele está virado no girai-a. Aliassime jogou beirando 99% da perfeição, mas bastou 1% de vacilo para que Nadal ganhasse o jogo. Contra Nole no quarto set, quando tudo se encaixava para um perigoso e possível derrota no 5 set, ele entra na cabeça do Djoko e ele erra tudo. E agora contra o Zverev, o alemão faz tudo certo e na hora de fechar o set o Nadal entra de novo em cena…na mente do adversário e com jogadas de outro planeta!
    Chego a conclusão que esse jogador é um extraterrestre. É outro nível de tênis. Só pode ter um pacto com o sobrenatural para fazer tantas coisas absurdas.
    Pode entregar a taça!

    1. SANDRO

      Concordo que Nadal é EXTRATERRESTRE, quando tofos duvidam dele, ele vai lá e vence um Australian Open de forma espetacular!!!
      E mesmo assim, quando todos voltam a duvidar dele, Nadal vem e passa por ALIASSIME, DJOKOVIC e ZVEREV jogando um tênis fenomenal, ESPETACULAR!!!
      Só mesmo as viúvas invejosas do FREGUÊSer pra continuar tentando diminuir o touro Miúra, porque esse cara é um TOURO, literalmente!!!

    2. Tiago

      Só para complementar…foi trágico o que aconteceu com o Zverev…muito triste mesmo! Que ele se recupere logo!

        1. SANDRO

          Totalmente fora de cogitação Roger FREGUÊSer ser o GOAT!!!
          Com maior número de Grand Slams, Nadal está em primeiro para o GOAT!!!
          Com maior número de MASTERS MIL, Djokovic está em segundo na corrida para o GOAT!!!
          Roger FREGUÊSer sem quaisquer chances de conquistar mais Grand Slams ou MASTERS MIL, não tem qualquer condição de ser GOAT!!!
          FREGUESer perdeu todas as finais de Wimbledon contra Djokovic e todas as finais de Roland Garros contra Nadal, e quem é pato freguês nunca será GOAT!!!
          Não bastasse isso, o FREGUÊSer é o VIRGEMzão de títulos nos MASTERS MIL de ROMA e MONTE-CARLO, FREGUEZAÇO de Djokovic e Nadal, nunca será GOAT!!!
          Se a carreira dos 3 terminasse hoje, Nadal seria o GOAT, Djokovic estaria em segundo e o FREGUÊSer lá na rabeta, o eterno terceirão!!!
          Somente NADAL e DJOKOVIC têm reais condições de conquistar GRAND SLAMS e MASTERS MIL, FREGUESer não conquista mais nenhum!!!

        2. JAN DIAS

          Não…pra nós federistas saudáveis e entendedores do melhor tênis, caro SÉRGIO!😊

          Tô aguardando ansiosa a volta do Rei..

          Abs!

      1. Luiz Fabriciano

        Como seria, no futuro de mais ou menos uns 30 anos, um pequeno fã de tênis perguntasse ao avô, fanzasso do esporte, assim:
        -vovô, quem é o GOAT?
        – Roger Federer
        E ele emendasse:
        – mas teve alguém que já o venceu?
        E o vovô honestamente:
        – Rafael Nadal e Djokovic, mais de 20 vezes cada um… inclusive, no maior torneio sobre o saibro, jamais venceu Nadal.

        1. José Yoh

          Se fosse falar um nome, o vovô diria algum outro nome da época do garoto que teria novos recordes, Fabriciano.

          Mas pela experiência e sabedoria ele diria que é impossível responder. Quem sabe um dia seremos vovôs?
          Abs

          1. Luiz Fabriciano

            Prezado Yoh, duvido muitíssimo que em 30 anos teremos outros feitos sequer parecidos com os do Big3.
            Quanto a ser avô, já estou pronto para isso, rsss.

        2. Sérgio Ribeiro

          Nadal em quatro na GRAMA ( caia cedo em WIMBLEDON , e pula os preparatórios assim como Novak ) venceu apenas uma . Dos 6 MASTERS que o Craque Suíço venceu no Saibro , dois foram pra cima do Touro com direito a Pneu em Hamburgo. Acho que a nível de informação , o Vovô LF 2 se iguala ao LF 1 e não é de hoje rsrs . Abs!

          1. Luiz Fabriciano

            SR sendo SR.
            Se perguntarmos assim: como se faz uma boa pipoca?
            Qualquer pessoa responderia: joga o milho e o óleo numa panela, fecha, liga o fogo e espera os estouros. Depois, acrescenta o sal e pronto.
            Mas SR diria o seguinte: “no São João de 1914, o grande plantador de soja dos EUA, fez o melhor óleo do mundo. O milho de dona Maria ganhou vários concursos no seu bairro. O sal da Índia, chegou à uma semifinal da copa do mundo dos saleiros. Entendes realmente nada de pipoca, kkk.”

        3. Daniel C

          De novo essas discussões bestas sobre quem é Goat? Cada um fique com o seu e priorize os critérios que bem entender. Essa coisa de querer ficar convencendo os outros que “o seu é o melhor” é coisa de criança / adolescente, além de demonstrar falta de personalidade. Pq as pessoas precisam tanto da aprovação unânime dos outros hoje tb dia para ficarem confortáveis? Impressionante, é só a JAN falar que acha o suíço o Goat (opinião dela), que já vem a turminha tripudiar ou até contar historinha sem nexo de “vovô” para defender o sérvio queridinho dessa “blasfêmia” que ela disse rs. Eu já avisei: se os fãs do sérvio acham que o imenso sucesso dele é motivo suficiente para os fãs do suíço abaixarem a cabeça e o considerarem “Goat”, podem tirar o cavalinho da chuva. Para muitos, não é só uma questão de números. E ponto final.

          1. Gustavo

            Concordo.
            Mas qdo a jan é confrontada sobre qualquer assunto ela vem com papinho de misoginia.
            Tb não dá, né?

    3. Paulo Sérgio

      Calma,

      A disputa do goat ainda está aberta. Nadal só tem vantagem em conquistas de slams. Existem outras estatísticas relevantes, tais como: semanas como número 1; masters 1000; anos terminados como número 1; total de big titles, ATP Finals, etc.
      Em minha opinião, a vantagem é de Nadal por causa dos slams, mas se Djoko empatar nesse quesito ganha nas demais estatísticas e reassume a liderança. De qualquer forma, se o espanhol manter o recorde de slams a discussão vai ficar aberta; em caso de empate do sérvio, este torna-se um goat inquestionável.

      1. José Yoh

        Por que inquestionável, Paulo?

        Poucos meses atrás tinha membros da torcida nolista abandonando o sérvio pela prezepada na Austrália. Se você fizer uma votação mundial posso apostar que vai dar Federer. E se você perguntar atualmente muitos irão falar Nadal.

        Então essa questão tão subjetiva vai muito além de alguns dígitos frios.
        Abs

      2. Sérgio Ribeiro

        Na boa , Paulinho . Estás longe de entender a grandeza deste Esporte. Os aficionados não estão nem aí pra esses critérios. Novak vai ser lembrado como o mais eficiente , e para por aí . Pra ” goat ” a distância é infinita . Abs!

  33. Wendell Carvalho

    Mestre, muito se fala que Nadal pode aposentar após a final de domingo. Será um momento de profunda tristeza para o tênis se realmente acontecer. Como vc avalia essa possibilidade?

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que ela realmente existe, principalmente pelo jeito que ele fala em suas entrevistas, Wendell. Sempre falando que ‘falarei disso depois do torneio’.

      1. SJS

        Dalcim,
        Ele talvez esteja pensando algo como: “Me aposento esse ano, em algum momento”. Ele é muito inteligente para colocar
        ainda mais pressão sobre os seus ombros. Imagina sacar para o jogo (e 22° GS) sabendo que podem ser os seus últimos lances
        como tenista profissional…..
        Abs

  34. Danilo+BR

    Sascha demonstrou claramente hoje, da mesma forma que na final do US Open contra Thiem, que não tem força mental de um grande campeão. Tudo indica que será o novo Berdych do circuito, grande jogador mas jamais um diferenciado campeão. Na minha opinião o jogo estava decidido após a pipocada monumental que ele deu com 6 a 3 a seu favor no tie break do primeiro set, um absurdo não ter conseguido fechar. Depois sacando em 5/3 no segundo set… e pipocou novamente. Força mental zero. Se eu fosse ele correria atrás com urgência de um psicólogo. Desse jeito não ganhará jamais um Slam.

    1. Sérgio Ribeiro

      Jura ??? Não sei desde quando acompanhas o Circuito, mas ficaria aqui horas dando exemplos de quanto estás equivocado. Comparar o mental do Cara que tem mais de Trezentas Vitórias aos 25 em todos os pisos , e com Vitórias sobre o Big 3 em Finais de torneios importantes como ATP FINALS 2021 ( Novak ) , MASTERS 1000 de Roma ( Nadal ) , MASTERS 1000 de Shangai ( Federer) , com o de Bellucci ( Post anterior) , sabendo que o Big 3 sai de cena em pouco tempo , é desconhecimento total do Esporte. Abs!

    2. Thiago+Silva

      O Berdych tinha o Big 4 no auge pra enfrentar, o Zverev vai ter o caminho bem mais fácil, capaz de conquistar pelo menos uns 3 slams.

  35. rafael

    Que desatre o que aconteceu com o alemão. Triste demais. E ele estava jogando um absurdo! Agora acho difícil o Ruud ganhar do Nadal. Mesmo sendo um saibrista e rápido de pernas a tarefa é hercúlea!! Já a Iga vai levar novamente RG. O que joga essa polonesa!!
    Mestre, Nadal ganhando ou não, você acredita que ele siga a temporada de grama?

    1. José Nilton Dalcim

      Acho bem difícil, mas ele não costuma mesmo fazer preparativos para Wimbledon, então até pode ir direto para lá.

      1. Wilson Rocha

        Já tem site noticiando que ele não jogorá em Wimbledon. Deve perceber que a chance de título é mínima.

  36. JAN DIAS

    Acredito que a única chance de RUUD seria em um jogo longo e disputado de 5 sets, em que ele ganharia no cansaço (do NADAL) e na paciência/frieza (dele)…

    Mas considerando o histórico do espanhol em RG, isso é uma tarefa Hercúlea 💪🏻, quase impossível…

  37. Fabrício Gomes

    Dalcim, lembrando outro sueco vice em RG: Norman, vice em 2000 no bicampeonato de Guga. Abraço!

  38. V Mauricio

    Fala Dalcim, tudo bom?
    Essa entorse do Zverev foi mesmo uma fatalidade. Eu acho que quem vencesse o tie break do segundo set ganharia o jogo. Se Nadal ganhasse o tie break venceria por 3 sets a 0, mas se o Zverev levasse esse tie break viraria o jogo pra 3 sets a 1, porque o Nadal não ia aguentar jogar mais 2 sets e talvez até 3. Acho que o fechamento do teto favoreceu muito o alemão, e não apenas pelas mudanças das condições da quadra e da bola em si, mas também porque com menos circulação de ar pelo teto fechado o Nadal começa a suar muito mais e isso é extremamente desgastante fisicamente, além de atrapalhar um pouco também pra jogar. Eu acho que esse será o último jogo da carreira do grande Rafael Nadal. Ele não está mais aguentando. No meio do segundo set já estava se arrastando em quadra. Só chegou na final porque é o melhor da história no saibro, mas não dá mais pra ele. Se continuar a base de antiinflamatório, como dizem por aí, destruirá a própria saúde. O que acha?

  39. Felipe Oliveira Pacheco

    Boa noite, Dalcim! Não acredito em último degrau da carreira, mas fica claro que Rafa não poderá mais se dar ao luxo de uma temporada plena daqui pra frente. Não há dúvida que falhará Wimbledon, mas acredito que voltará na temporada hard da América do Norte. O próprio Francis Roig descartou aposentadoria. O que tu pensas sobre isso tudo, Mestre?

    1. José Nilton Dalcim

      Como já disse antes aqui, Felipe, não ficarei surpreso se ele anunciar aposentadoria no domingo.

  40. Luiz Fernando

    Zverev jogou melhor do q Djoko contra Rafa, creio q atribuir o completo equilíbrio dos placares as condições da quadra seria muito injusto. Além disso, o próprio Nadal expôs algo q sempre postei aqui: o BH do cara é incrível, o melhor do circuito segundo o espanhol. Outro detalhe, q me pareceu igualmente relevante, foi o fato de não ter se abatido com a perda de um primeiro set quase ganho demonstra uma evolução do mental do alemão. Torço p q se recupere bem e rápido, jogo p vencer ele tem, precisa apenas evitar as oscilações brutais q sempre o caracterizaram…

  41. Miguel BsB

    Nadal deveria observar 2 argentinos: seu colega recém aposentado Del Potro e Gabriel Batistuta…
    Tiveram muito sucesso, mas encontram se com problemas relacionados à alta exigência física que comprometeu muito a qualidade de vida pós esporte de alto rendimento.
    Espero que o espanhol saiba o que está fazendo. (E o Dr. Cotorro).

    1. Paulo Almeida

      Nada disso, Bruneco.

      Essa esteve presente só em 2009 comprometendo a campanha em RG e Wimbledon.

      1. Thiago+Silva

        Em 2012 também ele teve que encerrar a temporada antes das olimpíadas pra tratar o joelho e em 2018 no US Open enquanto jogava com o Thiem ela apareceu de novo, ainda ganhou a partida mas depois não aguentou contra o Del Potro e abandonou no segundo set.
        Essa tendinite é efeito do problema no pé, como ele não apoia o pé da maneira que deveria ser acaba forçando os tendões.

        1. Paulo Almeida

          É, em 2018 foi tendinite de novo, mas em 2012 rompeu o tendão. Dalcim até fez um post sobre todas as lesões do Nadal no ano passado.

  42. Miguel BsB

    Que primeiro set incrível! É inacreditável o que o Nadal faz, principalmente em RG. Um monstro!
    O adversário não aguenta, sai quebrado, estropiado, lesionado…uma pena o que aconteceu com Zverev. Só pude assistir o primeiro set, e achei o nível dele muito alto, até nos set points do tiebreak, vi méritos do Nadal se salvando.
    Agora, só não leva a 14ª se as infiltrações não funcionarem.
    São números absurdos!

  43. Maurício Luís *

    A lamentável contusão do Sasha abreviou a ida do Nadal à final, mas não tira o merecimento.
    O que eu gostaria de pontuar sobre a matéria que fala das infiltrações e anestesias que o espanhol insistentemente vem recorrendo?
    Pelo que se sabe, não é de hoje que ele faz isso a torto e a direito. Tem dado certo a curto prazo, mas a longo prazo, acho uma TEMERIDADE. Nadal é multicampeão, milionário, pra que arriscar a saúde assim? Talvez ele esteja pensando ” – Depois a gente vê. Conserto tudo, tenho $$$$$$$ pra isso…”
    SERÁ? Nesse assunto de saúde, nem sempre as coisas tem solução. Cito aqui novamente uma frase que já postei tempos atrás. ” Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro esquecem do presente de forma que acabam por não viver nem no presente nem no futuro. E vivem como se nunca fossem morrer… e morrem como se nunca tivessem vivido.” (Jim Brown).
    Quanto ao Casper Ruud, numa hora dessas, passada a alegria de ter ido à final, deve ter se olhado no espelho e ver refletida nele a imagem de um PRESUNTO.
    COCO GAUFF – Desde a primeira vez que vi esta menina me simpatizei com ela. O problema é que também me simpatizei com a polonesa. Acho que ambas tem carisma pra atrair os holofotes pro tênis feminino outra vez, como nos tempos da rivalidade Chris Evert x Martina Navratilova. Espero não mais ter que ler declarações infelizes como a da Amelie Mauresmo… se bem que ela deu uma “consertada” dizendo que a frase foi tirada de contexto.

  44. Daniel C

    Que pecado essa lesão do Zverev, pois ele estava jogando muito tênis apesar dos enormes vacilos, e ainda tinha chances de levar o jogo. Quanto mais o jogo se arrastasse, mais ele teria vantagem física sobre o espanhol.

    E o Nadal é muito lutador. Como ele sofreu nos últimos 3 jogos, não sei como aguentou hoje. Acho que ele escapou por muito pouco, era jogo que ele poderia levar 3 a 0, pois ele nitidamente perdeu velocidade em relação a alguns anos atrás, então pra se manter nos manter nos pontos, precisa sofrer ainda mais. Considerando tudo isso, imagino que ele esteja machucando o corpo e acho que ele deveria anunciar a aposentadoria se o título vier domingo. Tem que começar a pensar se vale a pena causar danos assim, jogando com tanta intensidade e ficar com sequelas que comprometam a qualidade de vida após pendurar as raquetes.

    Ao contrário de muitos, o Ruud está com o físico fresco de alguém que tem apenas 23 anos, e me parece um cara com um jogo redondinho, e pode ser campeão sim. Não acho que será fácil para o Nadal não. Mas irei torcer pro espanhol, sem dúvidas. Ele merece muito por todo o esforço que tem feito, e o Ruud imagino que terá outras chances no futuro.

Comentários fechados.