‘Urso’ surfa no saibro
Por José Nilton Dalcim
28 de maio de 2022 às 19:29

Para sua própria surpresa, Daniil Medvedev jogou tão bem, mas tão bem que deixou Miomir Kecmanovic no chinelo e colocou dúvida sobre aqueles que não o acham capaz de conquistar um grande título no saibro. Pode ter sido apenas um daqueles dias em que tudo dá certo e o russo, de forma humilde e esperta, prefere continuar fora dos holofotes.

Medvedev deslocou-se com maestria pela quadra, mesclou muito bem ataque e defesa, fez até mesmo o forehand andar muito e está de novo nas oitavas de final de Roland Garros. Para repetir a campanha de 2021, precisará superar Marin Cilic, que já fez quartas também, e por duas vezes, em 2017 e 2018.

Questionado se está mesmo muito à vontade no piso, Medvedev diz que ainda não se acha um saibrista autêntico, mas admite que não esperava ter atingido este nível porque fez apenas um jogo preparatório em Genebra, onde perdeu de Richard Gasquet. Sua felicidade é ainda maior porque sente o físico em dia e nenhuma dor após a cirurgia da hérnia.

Seu setor prevê Andrey Rublev ou Jannik Sinner em caso de chegar nas quartas. O compatriota fez seu terceiro jogo em quatro sets na semana e escapou por milagre de disputar uma perigosa quinta série porque Cristian Garin errou um voleio absurdamente fácil no finalzinho do tiebreak. O chileno foi um teste para a solidez e a cabeça de Rublev e talvez tivesse ido mais longe se colocasse versatilidade no seu estilo.

O italiano fez 3 a 0 enganosos contra Mackenzie McDonald. Com um tênis agressivo, o norte-americano teve 11 chances de ganhar o segundo set a partir de 5/3, no melhor momento técnico da partida. Tanto Sinner como Rublev foram quartas de Roland Garros em 2020 e o italiano tem favoritismo teórico por ter vencido os dois duelos no saibro entre eles.

Não menos promissor é o primeiro encontro entre Stefanos Tsitsipas e Holger Rune. Como se esperava, o atual vice fez enfim um jogo rápido e sem sustos contra Mikael Ymer, porém terá agora um garotão de golpes muito pesados, pernas velozes e saque respeitável. O dinamarquês de 19 anos, em seu terceiro Slam e primeiro Roland Garros, encarou com maturidade entrar na Chatrier para encarar a última esperança da casa e poderia ter vencido ainda com maior facilidade o habilidoso Hugo Gaston.

Casper Ruud enfim chega à quarta rodada do Slam onde mais se espera que ele construa um bom currículo. Teve tremendos altos e baixos contra Lorenzo Sonego e chegou a estar 2 sets a 1 atrás, mas sua firmeza e confiança na reta final compensaram as falhas. Terá pela frente um surpreendente Hubert Hurkacz, que não perdeu set até agora e mostrou como funciona bem seu jogo forçado também no saibro ao tirar David Goffin. Os dois nunca se enfrentaram e eu não apostaria contra o polonês.

Até Iga tem dias ruins
E por falar em tênis da Polônia, Iga Swiatek deu mais um passo rumo ao esperado bicampeonato. Pela primeira vez nesta edição de Paris, não jogou seu máximo. Dominava a montenegrina Danka Kovinic quando de repente saiu de giro, passou a errar tudo e obviamente fez com que a adversária acreditasse mais. Ainda assim, não deixou ir para o terceiro set e atinge a 31º vitória consecutiva.

Enfrenta agora a chinesa Qiunwen Zheng, que ganhou todos os nove games disputados contra Alizé Cornet e viu a tenista da casa sair de quadra vaiada pela torcida. Chateada, a francesa explicou mais tarde que estava com problemas no adutor e nem deveria ter tentado jogar.

A rodada viu a queda de mais duas favoritas, Paula Badosa e Aryna Sabalenka, a espanhola novamente com problemas físicos e a bielorrussa numa derrocada incrível diante da italiana Camila Giorgi, com apenas um game vencido nos dois sets finais.

Destaque para a vitória de Madison Keys sobre Elena Rybakina em que a americana marcou notáveis 44 winners. Aliás, são cinco norte-americanas nas oitavas, com chance ainda que remota de Keys enfrentar Pegula numa semi. Do outro lado da chave, estão Coco Gauff, Amanda Anisimova e Sloane Stephens.


Comentários
  1. Alberto

    Prezado Dalcim, boa noite!

    Agora que estamos a 2 dias de assistir mais um (provavelmente) jogaço entre o sérvio e o espanhol para ficar na galeria dos duelos históricos da ATP, permita-me, por favor, fazer a você duas indagações:

    A) quem (no “head to head” entre ambos), na sua opinião, possui as melhores notas (de 0 a 10) nestes quesitos?

    B) quais as notas que você atribuiria a ambos nos mesmos quesitos?
    . poder mental ou preparo psicológico;
    . preparo físico;
    . gana ou raça ou “sangue nos olhos” e “faca nos dentes”.

    Gostaria muito de ler sua impressão sobre estes itens…
    Abraço! Obrigado!

    1. José Nilton Dalcim

      Não entendi bem a questão A, Alberto. Na B, que trata da parte mental, acho que os dois são muito semelhantes mesmo, principalmente em força mental e na garra. Talvez Djoko perca uns pontinhos por exagerar nas reações negativas. Preparo físico no momento creio que Djoko esteja um pouco à frente porque afinal está sem lesões. Abs!

    1. Sérgio Ribeiro

      Um dia teríamos que concordar, meritíssimo rs . E tem gente que não gosta desta adrenalina pura com oponentes de verdade rs . Abs!

  2. Luiz Fernando

    Alcaraz fez mais uma grande partida, difícil ver uma fraqueza no seu jogo, além de não sentir quando enfrenta pontos decisivos. Rafa ou Djoko que se cuidem, pois não creio q Zverev possa pará-lo…

  3. Paulo Sérgio

    Duelo confirmado dos dois maiores campeões do tênis mundial (121 Big Titles, no total). Para mim, Nadal é favorito (57% vs 43%), mas Djoko tem a maior probabilidade de vencer Nadal ao longo da história do confronto entre os dois em RG. Enfim, é mais um capítulo da luta pela hegemonia entre os dois maiores vencedores desse esporte, de acordo com as estatísticas.

    1. Sérgio Ribeiro

      Engraçado que tu insistes neste papo furado . Com 100 Semanas a menos na liderança TOTAL , 180 Semanas Consecutivas a menos e ZERO FINALS , postar essa graça e’ coisa de adolescente . Rafa provavelmente não atinja os 103 ATPs do Suíço .

      1. Sérgio Ribeiro

        Ps . Pareces até o passador de recibos abaixo dizendo que Federer vencendo DOIS MASTERS 1000 pra cima do Touro ( um com direito a Pneu ) , não jogou no Saibro contra Nadal. Já começou a troquinha FALSA de gentilezas , um dizendo que o outro é favorito . Depois do resultado , vamos ver …. rsrs. Abs!

    1. José Nilton Dalcim

      Como acabo de dizer no texto do domingo, considero Djokovic ligeiramente favorito, algo na casa do 60-40.

  4. Luiz Fernando

    Rafa foi testado e aprovado. O q sempre me chama atenção nesses caras do Big2 é q eles jogam 4 hs e na entrevista parece q jogaram 5 min. Rafa não é favorito na terça, sinceramente vejo Djoko melhor no momento, mas nessa quadra Ele sempre pode vencer. E vai enfrentar seu único real adversário no saibro, algo q Federer nunca foi, tanto q nunca fez mais do q um set nas partidas entre ambos. Vamos agora ver Alcaraz…

    1. Gildokson

      Cara esquece o Federer um segundo da tua vida. Isso é doentio, essa mania de tentar diminuir o cara. Qualquer um que entendi um pouco de tênis sabe q não existe Big 2 e sim Big 3. Tudo q o sérvio e o espanhol são é por causa do suíço, ele elevou o esporte a outro patamar, não é gente como você que vai conseguir tirar isso.

    2. José Eduardo Pessanha

      Verdade, LF, mas bota um jogo Nadal e Djokovic em RG e coloca no mesmo horário um treino do Craque. Logicamente, a multidão irá assistir ao Craque, ao invés do jogo feioso dos dois brucutus. Infelizmente (pra você) Nadal nunca será Federer. Sorry.
      Abs

  5. Paulo Almeida

    A Lenglen estava um lixo, muito pesada, mas o Djoko conseguiu resolver em três sets mesmo errando um pouco além da conta. Ainda assim, smashou, voleou e dropou muito bem.

    Que jogaço na Chatrier, embora esperasse que o Nadal fosse resolver com mais facilidade. E enfim a maior rivalidade da história do tênis confirmou mais um capítulo na terça!

  6. Paulo F.

    Senhoras e Senhores:
    – Terça-feira, 31 de maio, “apenas” mais uma capítulo do Maior Clássico, da Maior e Melhor Rivalidade do Tênis de Todos os Tempos!

    1. Sérgio Ribeiro

      Já entendi o porque do rapaz nervosinho com a dupla da ESPN . Realmente eles não economizam elogios ao FENÔMENO kkkkkk. Abs!

    2. José Eduardo Pessanha

      Rapaz, se essa fosse a maior rivalidade, você não precisaria ficar repetindo isso toda hora. Você tem 0% de confiança em suas próprias palavras kk

  7. evaldo moreira

    Bamos…Bamosssssssssss
    5 set em instante para Nadal e Aliassime, é pelo visto, o Nadal se passar, será tratorado pelo servio vice?
    1não estou vendo o jogo, mas acompanhando o resultado ao vivo, é , complicou.

  8. Paulo F.

    Impagável a voz de trêmula de preocupação e nervosismo dos Fernandos Débi & Loide com a pedreira que o Nadal está enfrentando.

  9. Ronildo

    Aliassime vai vencer esta partida contra Nadal. Tomara que aplique a mesma tática contra Djokovic, aí teremos Aliassime versus Alcaraz na semifinal final. Isso se Zverev nâo tirar Alcaraz na semi.

    1. Maurício Luís *

      Puxa… como você é pé-quente nas suas previsões! Parabéns, hein? Seria um dom natural ou fez algum CURSO?

  10. Ronildo

    Por ser mais alto que Dieguito, Djokovic tem um saque melhor. Também consegue ser mais rápido no deslocamento lateral, tanto para a direita como para a esquerda. Idem no deslocamento para a frente. Realmente o argentino não tem armas contra Djokovic, uma vez que o padrão de jogo dele é o mesmo praticado pelo número 1, que consegue fazer sempre melhor quando se encontram.

  11. Barocos

    Vamos lá Aliassime, perca esta partida, os fãs do tênis querem assistir a mais um Nadal x Djokovic antes que esta era de ouro acabe!

    Saúde e paz.

  12. Willian Rodrigues

    Puxa vida!
    Aliassime está impondo sérias dificuldades a Rafa Nadal, vencenddo o 1º set por 6 x 3.
    Não é possível que esse canadense vá nos tirar a oportunidade de assistir a mais um espetáculo, mais um capítulo da maior (em números) rivalidade do tênis, justamente em Roland Garros!

  13. Paulo F.

    Bem, ao menos Novak chega com desgaste mínimo para as quartas.
    Mas terá que elevar o nível apresentado contra o Peque hoje.

  14. WILLIAM+DE+ALMEIDA

    Djokovic será o maior vencedor do tênis, entretanto que jogo enfadonho e chato que está praticando, o jogo do sérvio era menos robótico. Hoje fez 29 winners e 31 erros não forçados, ambos erraram muito.

  15. Luiz Fernando

    O pigmeu gringo não tem nenhum golpe matador, mas é regular e tem ótima movimentação. Quando falta essa regularidade se torna uma presa fácil p um craque como o sérvio. Resultado: 61 no primeiro set…

  16. Luiz Fernando

    Incrível como algumas pessoas, pra variar do segmento das terceiretes, dizem q os drops do Djoko são ruins kkk. São excelentes e vencem o ponto na maioria absoluta das vezes. E nessa besteira os sabichões de sempre se calam kkk. Coisa de gente fanática e sem noção…

  17. Miguel BsB

    Vi um set do jogo do Medvedev, e reparei que ele até tá batendo o forehand com mais topspin, o que é essencial no saibro…e o saque, fazendo estrago como quase sempre.

  18. rafael

    Mestre, o Cilic tem jogado muito vem. Golpes pesados como de costume. Só eu acho que ele pode aprontar contra o urso??

  19. Valmir da Silva Batista

    BAROCOS ou, como diria Cebolinha, BALOCOS, será que a sua vida é tão desinteressante assim, que você tem predileção por lidar com a minha? Vá procurar sua corja e me deixa em paz…

  20. Paulo Almeida

    Medvedev é indubitavelmente um craque e não pode ser subestimado em qualquer piso, porém Miomir continua devendo após a partida eletrizante contra Alcaraz em Miami.

    Rune não deu chances pro Gaston e tem tudo pra surpreender o grego, que hoje finalmente só treinou.

    De fato esse Rolanga está muito bom e absolutamente ninguém sente falta do fujão do ano passado, que não quis ficar com 6×12 em Slams contra seu mestre DjokoGOAT. Demorou pra ser dedetizado de forma irreversível!

    1. Gildokson

      Pelo jeito você sentiu falta, afinal não conseguiu passar batido sem falar dele kkkk
      Mais uma vez vale lembrar que foi semi em 2019 perdendo para Nadal e abandonou sem perder em 2020 kkkkkkkkk
      O “risível” no saibro, Roger Federer kkkkkkkkkkkkkkk

  21. Rossini Santiago

    Acho que vou parar de apostar dos adversários do Medvedev. Achava mesmo que era incapaz de superar o Kecmanovic, porém aí sou eu achando o sérvio um pouco acima do que está. Depois de Miami, não jogou tudo que pode e Nalbandian deve estar apreensivo. Como não foi a Monte-Carlo, bem provável que tenha tido um problema ali e aí não conseguiu render no saibro.
    Também achei que Goffin poderia render mais contra Hurkacz, mas aí o resultado.
    Tomara que Rune faça o jogo divisor de águas de sua carreira contra Tsitsipas. Entregue tudo de si e o grego que o vença.
    Para amanhã, impossível suspeitar que Alcaraz não vença. Como bem falou Dalcim, se balançar o Kacha na quadra, o russo não gosta de trabalhar muito na movimentação e o efeito de seu forehand vai miando. Sua esquerda costuma encurtar e já sabemos o que Carlitos faz com bola curta dentro da quadra.
    Torcer pro Schwartzman endurecer, porém a missão é dificílima. El Peque sempre precisa de um ou dois passos a mais durante o jogo e contra o Djoko, ali em cima da quadra, batendo limpo e seguro como vem fazendo, seria o jogo da vida El Peque dobrar o sérvio nesse momento. Mas, jogo é jogado. Depois de ganhar do Zverev no USopen do ano passado, na melhor partida em que Zverev fez tudo que pedimos a ele, achei que Djoko passaria pelo Medvedev, porém, deu no que deu.
    Sobre Aliassime, mesmo posicionamento deste sobre El Peque. Missão dificílima, porém tem jogo, tem saque, tem potência e têm físico pra vencer Nadal, agora a gana e raça, o garoto não tem. O jogo com tudo pra incendiar e ele impávido, com a mesma cara e atitude o tempo todo. Se vencer amanhã, só se Nadal der uma caída no físico.
    Sobre Zverev, deixo registrado aqui que não há como prever. O Zapata pegou o top mais “tranquilo” pra enfrentar, ehhe. O alemão parece que não perdendo na estreia, tudo bem, tanto faz se vence ou perde depois. Teve aquela luz de qualidade extrema na semi do USOpen ano passado, porém vai ter que ver o alinhamento dos planetas amanhã para ver se ele muda a cara de funcionário eficiente em mesa de escritório: sem gana nem raça. Aliassime poderia vê-lo, e não copiá-lo.
    No feminino, só consegui ver um trecho da Sabalenka e só reforçou o quanto a moça pensa pouco em quadra e grita muito. Que vexame, que saque horrível. Fora a Iga, só tá sendo bom ver os VTs da Barty, Mauresmo, Henin. Que maravilha que era!

    1. Sérgio Ribeiro

      Então, cara JAN . Como afirma nosso amigo Ronildo, difícil é vencer e jogar ATP 250 rs . Eliminado precocemente embarca pra RG e depois de bom tempo parado , faz uma exibição de primeira , realmente de encher os olhos . Não gostaria de estar no lugar de Tsitsipas. MEDVEDEV pode sim estragar os planos do Grego que já deve estar contando que fará outra FINAL em Roland Garros . Abs!

      1. JAN DIAS

        Oi SÉRGIO!

        Concordo contigo, o MEDVEDEV tá solto, sem responsabilidade e jogando bem, enquanto o TSIPAS continua irregular…
        Acredito tb na vitória do russo, e se perder vai vender caro…

        Abs,

  22. Marcelo Costa

    Real tinha 13, Nadal tem 13, a final foi na França, Nadal na França vendo o 14, superstição eu não acredito, mas que existe, existe.

  23. Daniel C

    Fiquei impressionado com o jogo do garoto Rune, acho que é outro com potencial de grandes conquistas no futuro.

    Nessa lado da chave irei torcer para Tsitsipas, Ruud ou Medvedev chegarem na final, acredito que esses três são os que têm mais chances contra o finalista da outra chave, e um eventual título de um desses três seria uma grata surpresa.

    No feminino, acho a Sabalenka insuportável e adorei a eliminação dela. Estou torcendo muito pra Iga, mas ao mesmo tempo preocupado com essa série invicta dela. Geralmente essas invencibilidades são encerradas quando menos se espera, e temo que ela seja derrotada justamente em RG. Além disso, jogos de 3 sets têm pouca margem para vacilos, ao contrário de 5 sets, e ainda temos algumas tenistas perigosas no caminho dela. Vamos ver, mas o mais merecido seria ela levar.

    Esse torneio está com jogos bacanas e passa a impressão de que teremos tenistas interessantes de acompanhar no futuro, só espero que o final não seja aquela tragédia que ninguém mais quer ver, exceto alguns gatos pingados. Já basta o que aconteceu ano passado, e só não foi uma catástrofe ainda maior pq tinha um Medvedevil pra salvar o Tênis 🙏🏼 rs.

  24. Danilo+BR

    Mestre Dalcim, estou impressionado com a qualidade desse dinamarquês de 19 anos, vc acha que ele tem mesmo potencial pra fazer frente aos grandes assim como está fazendo o Alcaraz? Estou na torcida pelo surgimento de novos campeões que possam desbancar a mesmice que temos vivenciado nas últimas décadas no tênis masculino.

    1. José Nilton Dalcim

      Acredito sim! Acho que ele é bem completo e ainda tem muito a acrescentar. Joga de forma agressiva o tempo todo, é bem legal de se assistir.

      1. evaldo moreira

        Bom dia, bom dia
        Poxa mestre,
        Me respondeu, bem antes de eu te perguntar, rsrsrs
        Vi o jogo dele ontem, achei bem legal o seu jogo: saque, conduta do jogo, agressividade e movimentação, que bom que o tenis, estará bem, em um futuro próximo.
        Dalcim, você sabe quem é o treinador dele?
        Porque o vi o seu box, e parecia que havia só familia dele, porque eles se pareciam, enfim, no mais, excelente texto, e o Urso chegando devagar, rsrsrsrs, gostei do jogo dele ontem.

          1. evaldo moreira

            Interessante Dalcim,
            Procurei e também não achei nada desse rapaz Lars Christensen, li numa matéria na internet, em que esse treinador o treina desde inicio da carreira de Rune, e lá diz que o garoto já era diferenciado aos 10 anos de idade, ou seja, ali já enxergava que o garoto ja tinha futuro, e pelo visto tinha mesmo.

    2. Willian Rodrigues

      Prezado, eu também estou na torcida pela aparição de novos talentosos especiais para fazer frente a Alcaraz.
      Nada contra ele! Ao contrário, aprecio demais o Espanholito e seu estilo de jogo. Talvez até torça por ele após a aposentadoria do sérvio.
      A questão está mesmo no interesse e na paixão pelo esporte.
      Seria muito legal se, novamente, tivéssemos três ou quatro diamantes brigando pelos principais títulos nos próximos anos.
      Talvez seja querer demais uma nova era como a do Big 4. Rrrss
      Mas, algo que se aproximasse seria muito bom.
      Abs

  25. Paulo H

    Dalcim, amanhã teremos os três maiores favoritos ao título masculino nas quadras de Roland Garros. Djoko deve passar por Schwartzman até sem dificuldade, mas o mesmo não pode ser dito sobre o duelo de Nadal e Aliassime, principalmente se o canadense reduzir os seus ENF. Alcaraz e Kachanov é uma incógnita. Na sua opinião, os três vencerão seus desafios de amanhã?

      1. Willian Rodrigues

        Mestre, por que motivo você considera que haverá maiores dificuldades para o Espanholito?
        Não assisti sequer aos highlights de qualquer uma das partidas desse russo em RG, mas, o jogo dele sempre foi bastante previsível.
        Seria o estilo de jogo do Kachanov, com uma batida mais reta, que poderia impor maiores dificuldades? Talvez o saque esteja afiado.
        Ou o aspecto emocional é que poderia pesar contra Alcaraz?

        1. José Nilton Dalcim

          Eu me referi maiores dificuldades em relação ao jogo anterior, já que Khachanov é bem experiente em Slam e em jogos de cinco sets, William. Mas eu acredito que tire no máximo um set do Alcaraz.

Comentários fechados.