Está chegando a hora
Por José Nilton Dalcim
27 de maio de 2022 às 19:07

Falta apenas mais uma rodada para que Novak Djokovic e Rafael Nadal se vejam novamente cara a cara no saibro de Roland Garros. Os dois não se cruzam no circuito justamente desde a vitória de Nole na semi do ano passado em Paris, apesar de terem ficado também no mesmo lado das chaves de Madri e Roma.

Desde que a chave do torneio foi sorteada, há uma semana, a expectativa é de que aconteça o 59º duelo entre eles, hoje uma somatória de incríveis 41 troféus de Grand Slam e de 15 dos últimos 17 títulos em Roland Garros. Para que tudo isso se concretize, Nole precisa marcar a sétima vitória seguida sobre Diego Schwartzman e Rafa tem de ganhar do novo pupilo do Tio Toni, Felix Auger-Aliassime, a quem venceu no saibro rápido de Madri em 2019.

Os dois chegam à terceira rodada sem perder set, o que não é surpresa, dada a fragilidade dos adversários que encontraram nessa trajetória. Nole foi imensamente superior ao ex-top 50 Aljaz Bedene em tudo, do saque às trocas de bola. Cometeu mínimos erros, tirou o máximo do primeiro serviço e evitou o único break-point.

Schwartzman por duas vezes incomodou o sérvio no saibro, uma em 2017 lá mesmo em Paris e outra dois anos depois em Roma. Apesar de toda sua garra e experiência, falta peso a seus golpes. Ele provavelmente vai forçar tudo que pode nos sets iniciais, mas corre o risco de sempre, o de ficar sem energia depois. É o típico jogo que tudo depende de Nole. Se estiver como agora, confiante, forte e solto, vencê-lo fica muito difícil.

Rafa talvez esteja ainda um degrau abaixo do que ele próprio gostaria, e isso ficou patente contra Botic van de Zandschulp ao ceder dois games de serviço. Claro que no saibro isso não é fim do mundo para o canhoto espanhol, que afinal das contas terminou o jogo com 13 erros.

Aliassime, que já fez pré-temporada com Rafa, joga muito mais que o holandês, pode machucar com o primeiro saque e ser bem agressivo com o forehand, mas o espanhol sabe que o backhand canadense é o caminho das pedras e bastará ser paciente. Acredito que Felix tente explorar ao máximo seu jogo de rede.

Toni, aliás, já avisou que não vai ficar no box nem instruir o canadense sobre como vencer o sobrinho, já que isso faz parte do acordo feito com Aliassime em abril do ano passado. A função caberá ao outro treinador, Frederic Fontaigne.

Furacão Carlitos – E ele também vai chegando onde se espera. Carlos Alcaraz foi bem menos instável do que na duríssima partida da quarta-feira e não deu brechas para o norte-americano Sebastian Kordan, vingando-se com sobras da derrota em Monte Carlo.

O garoto deu novamente um show e comprova ser aquele que pratica o tênis mais vistoso do momento. Fez de tudo um pouco, e sempre de forma muito plástica e eficiente. Saque-voleio, contra-ataque fulminante, slice winner… O repertório parece não ter fim. Korda nem jogou mal, buscou ser agressivo como em abril mas o veloz Alcaraz encontrou desta vez resposta para tudo.

Não pode, é claro, menosprezar a experiência e o poder de fogo de Karen Khachanov, a quem nunca enfrentou. O russo pega pesado o tempo todo, saca muito e tira tudo do forehand, mas não gosta de trabalhar pontos e correr mais do que o básico.

Zverev trabalha duro – O interessantíssimo lado superior da chave também coloca Alexander Zverev nas oitavas. Não foi nem de longe o sufoco que teve contra Sebastian Baez, mas Brandon Nakashima exigiu dois tiebreaks e por muito pouco não leva um set. O alemão encara agora outro tenista de base muito forte, o espanhol saído do quali Barnabe Zapata, que fez o segundo jogo seguido em cinco sets e tirou o terceiro norte-americano em sequência, agora o gigante John Isner. Aos 25 anos, tem 1,82m e nunca foi além do 110º lugar.

Fernandez e Anisimova decidem – A canhota Leylah Fernandez enfim brilha no saibro. Cheia de recursos e dona de deixadinha preciosa, a canadense lutou quase três horas para tirar Belinda Bencic numa partida de ótimo nível. Desde a final do US Open, Leylah raramente brilhou e esta pode ser uma grande chance.

Num contraste de estilos, terá pela frente Amanda Anisimova, com seus golpes sempre muito fortes mas instabilidade emocional à toda prova. A norte-americana levou alguma sorte hoje, porque viu Karolina Muchova torcer o tornozelo logo depois de ganhar o primeiro set.

Quem vencer, pegará nas quartas Martina Trevisan ou Aliaksandra Sasnovich. A bielorrussa tirou a segunda cabeça em três jogos, Angie Kerber, vindo da vitória sobre Emma Raducanu.

Vaga muito aberta – O outro lugar nas semifinais da parte inferior da chave está bem mais aberto. Jil Teichman continua em boa fase, tirou Vika Azarenka num jogo eletrizante de três horas e decidido no match-tiebreak, e enfrentará pela primeira vez Sloane Stephens, que tem final em Paris. Sem prognósticos.

Apesar dos tenros 18 anos, Coco Gauff se candidata pela segunda vez seguida às quartas, depois de dominar Kaia Kanepi sem sustos. Sua adversária será Elise Mertens, que repete as oitavas de 2018. A norte-americana ganhou o único duelo anterior, mas na grama. Vai precisar de muito mais paciência desta vez.


Comentários
  1. Gildokson

    O time do do Franco finalmente ganhou uma Champions limpa. Provando uma teoria antiga minha que Cristiano era só uma peça substituível de uma máquina de jogar futebol. Como ele é excepcional soube bem aproveitar isso.
    Nadal aproveitou bem o momento de folga.

    Perdão por me afastar tanto do assunto tênis nesse comentário Dalcim.
    Abs!!!

    1. Sérgio Ribeiro

      Até tu , caro Gildokson rs . Há muito que não vejo um Time grande ser tão inferior a outro como nesta final. A máquina de jogar Futebol mostrou um esquema cujo melhor jogador e’ o goleiro. Fez autênticos milagres em campo com direito a 7 defesas de chutes de dentro da área . Se olharmos apenas o resultado, aí sim , o Real Madri nasceu para a Champions. Abs!

  2. Ronildo

    Alguém tem notícia do Orlando Luz? Ele deveria ter se concentrado mais nas duplas, certamente alcançaria os torneios de primeira linha da ATP assim como o Rafael Matos.

  3. Luiz Fernando

    Rafa está na final da Champions e joga as 10 hs, ou está muito confiante ou perdeu o bom senso. Fico c a última opção…

  4. Heitor

    A observar que Marin Cilic ficou na quadra até o fim da cerimônia do Gilles Simon. Muita elegância!

    1. Luiz Fabriciano

      Uma mensagem como mais ou menos fazem com alguém que morreu… transformando-o em algo que ele realmente ainda não é.
      O cara mete um pneu, aposenta o outro e diz: melhor de todos.
      Talvez, para o Cilic, ele seja mesmo e minha opinião é apenas minha opinião.

      1. Willian Rodrigues

        Prezado, a expressão “all the best” seria uma outra forma de dizer “best wishes”, algo do tipo “desejo-te tudo de bom, tudo que há de melhor”…
        Mas, penso eu que elegância mesmo, seria NÃO ter aplicado um pneu numa despedida como esta… Rrrss

  5. Sérgio Ribeiro

    Leclerc com sua Pole de N 14 se iguala a MAD MAX na carreira e a outros 4 Ex- Campeões do Mundo . E dobradinha da Ferrari exatamente onde Lauda dizia : Mônaco onde separa os homens das crianças “ . Não preciso dizer que o maior vencedor e número de Poles no Principado foi Senna . Piquet obteve uma Pole mais ficou ZERADO em Vitórias. Abs!

      1. Sérgio Ribeiro

        A referência da postagem é Mônaco. Já que perguntastes, Piquet possui os mesmos 3 títulos . Já o teu “ Nobre “ companheiro de Kombi , também cegueta de Fórmula 1 , fala mais uma das suas mais abaixo rs . Pérez foi quem bateu no muro e a bandeira amarela demorou a ser dada pra Sainz, que pegou um carro atravessado na sua frente . Mas é pedir muito que o passador mor de recibos fosse primeiro se informar rs . Abs!

      2. Rodrigo S. Cruz

        Amigão,

        com todo respeito, mas o Senna foi melhor do que o Piquet em praticamente qualquer ângulo que se veja!

        E é claro que eu não vou aqui citar números…

        Até porque eu acredito que na F-1 não são os números que definem o melhor piloto.

        Mas em: condução na chuva, classificação, agressividade e principalmente talento, o Ayrton dá um banho em Nélson.

        E isso não é só opinião minha não.

        Você não vai achar praticamente ninguém do meio da F-1 que diga o contrário…

        A ÚNICA coisa que o Piquet teve de melhor que o Senna foi acerto e desenvolvimento dos carros.

        De resto mais nada.

        E não dá para brigar com os fatos:

        em todas, eu disse TODAS as listas de melhores pilotos já feitas pelos especialistas, o Nélson sequer figura no Top 5 da história.

        Já o Senna é o que mais vezes aparece em Top 1.

        A frente super lendas como Clark e Fangio e Prost.

        E inclusive superando os maiores multi-campeões da categoria que foram Hamilton e Schumacher…

        Abs.

    1. Ronildo

      Leclerc é um grande piloto. Imagina como o campeonato estaria agora se sua Ferrari não tivesse quebrado em Barcelona!

  6. Alexandre

    Dalcim, boa tarde!
    Acho muito estranho esse negócio do técnico fazer combinado com seu jogador para não ajudá-lo em determinados jogos, igual o Toni está fazendo com o Aliassime, pois este certamente poderá ser um dos principais de sua vida, afinal de contas é oitavas de grand slan!!!!…o Nadal só joga torneios grandes e isso quer dizer que sempre que o canadense for seu adversário o seu treinador vai deixá-lo na mão????
    Sinceramente acho que o canadense jamais conseguirá uma evolução plena se continuar aceitando esse tipo de acordo.

    1. José Nilton Dalcim

      O Toni não é o treinador exclusivo do Aliassime, Alexandre. Ele passou a integrar a equipe ao lado do Frederick Fontaigne, que está há muito anos com o Felix. Acho muito normal o acordo feito entre eles. Colocaria o Toni numa situação desagradável, já que ele ainda é o gerente da academia do próprio Nadal na Espanha.

      1. Luiz Fabriciano

        Agora melhora o entendimento da situação, mas para mim, fica mais esquisita ainda. Diretor da academia de um, mas treinador intermitente de outro?
        Imagine o Felix sendo o vencedor amanhã…
        Eu sendo ele diria: Tony, para derrotar meu adversário mais forte, o maior de todos nesse piso, não pude contar com você…
        Concordo com o colega acima.

  7. Marcelo Costa

    Dalcim, confesso que adoro o jeito nada ortodoxo do russo, seus golpes são esquisitos, quase displicente mas são extremamentes efetivos, ele está adaptado ao saibro, hoje teve um jogo que lhe deu bastante ritmo, e soube aproveitar.
    Eu creio que seu jogo reto, com um revés que ele pega bem na frente e em baixo, irá se sair ainda melhor na grama, pois agora eu já havia apostado nele na semi de rg.
    Olha o jogo “feio” sendo efetivo.

  8. Bebeto

    Vida de torcedor brasileiro nao é facil. O Rafael Matos e o piano ganharam facil o primeiro set, foram pro tie break no segundo. O piano começou a errar tudo, parecia a Danilina, a expressão “primeiro saque” sumiu do repertório dela. Perderam. Foram pro match tie break. Abriram 6/1. PERDERAM POR 10/8. Coitado do Rafael. E da gente.

  9. Sandra

    Dalcim, o Medevedev já com essa rodada , mesmo que o Djokovic fosse campeão já não é o número 1? Aliás justiça seja feita , mesmo não gostando do saibro está indo de vento em popa, o Murray tbem não gostava e chegou a uma final

    1. José Nilton Dalcim

      Se tivesse acontecido, te juro que o TenisBrasil teria noticiado… rsrs… Não, Medvedev só passa a ter chances da semi em diante.

    2. Luiz Fabriciano

      A diferença é que o Murray simplesmente não conseguia, mas buscava soluções. Chegou até a contratar um técnico espanhol só para esse fim. Jose Igueras, salvo engano.
      Já o russo, diz detestar o piso, ou seja, não adianta dar nada a ele que ele não vai querer.
      Se bem que o jogo de hoje foi um baile. E pensar que há uma semana ele levou um 0x2 do Gasquet…

      1. Valmir da Silva Batista

        SANDRA. Tenista bom mostra é o que mostra eficácia em todos os pisos? Nesse caso, creio que você aludiu a Novak Djokovic( 9 Australian Open, 2 Roland Garros, 6 Wimbledon e 3 US Open ), Roger Federer( 6 Australian Open, 1 Roland Garros, 8 Wimbledon e 5 US Open ) e Rafael Nadal( 2 Australian Open, 13 Roland Garros, 2 Wimbledon e 4 US Open ). Dentre os tenistas em atividade, apenas nossos quatro vovôs são detentores de tal feito, sendo que o último a conseguir fazê-lo antes de Djokovic/Federer/Nadal, foi Andre Agassi em 1999, ou seja, sete anos antes de encerrar sua carreira, em 2006. Seu parecer, Sandra, merece minha deferência, pois se configurou algo positivo, a ponto de inspirar esta minha analogia. Muito obrigado, querida…

    1. Gustavo

      E a Camila dando migué no árbitro dizendo que a logo não era grande e que ela jogou outro jogo com a logo do mesmo tamanho e não teve problema.
      Plot twist: não era o mesmo

  10. Paulo Sérgio

    Simplesmente, o maior clássico da história do tênis.
    Os dois maiores vencedores de Big Titles podem se enfrentar mais uma vez.

    1. Sérgio Ribeiro

      Somente para a Turma da Kombi rsrsrs. Se perguntar a Rafa Nadal com certeza vai te desmentir . Aliás qual foi o resultado da votação popular com milhares de fãs do Esporte para a maior rivalidade ??? . Se essa Kombi parar num ponto ainda perde mais caronas kkkkk. Abs!

    2. Paulo F.

      A maior e melhor rivalidade do tênis.
      Disparadamente.
      Fizeram finais de todos os Slams.
      “Apenas” isso.

      1. Fabiano

        E nós, torcedores do maior e melhor jogador que já empunhou uma raquete ( com apenas uma mão, diga-se de passagem), estamos muito preocupados com o que tu e a turminha da Kombi acha.
        FEDERER transcende rivalidades. Pode ficar com a sua.

        1. Daniel C

          Fabiano, é aquela coisa. O legado do Federer transcende números (e pra quem acompanhou de verdade a carreira dele, sabe que os números do suíço ficaram abaixo do que realmente deveriam, mas paciência). Alguns fantásticos tem mais é que torcer para que o sérvio fique com os tais “números” mesmo, pq de legado mesmo ele só vai deixar as péssimas atitudes dentro de quadra e o negacionismo mesmo. Aí se um dia aparecer outro “fenômeno” que seja ainda mais bem sucedido que o sérvio, este último tende a cair no ostracismo, pois não terá nem os números e nem outra coisa relevante para ser lembrada. Mas provavelmente essa turma nem estará acompanhando mais tênis se isso acontecer, pois nitidamente não gostam de tênis, só se interessam com as conquistas do sérvio para ficarem provocando outras pessoas na internet. Atitude de desocupado.

          Abs!

        2. Alessandro Siqueira

          Não sabia que havia a categoria “maior de uma mão” e “maior com duas mãos”. Mas, vivendo e aprendendo. Enquanto isso, vamos contar grandes títulos, porque parece que eles ainda são a referência adotada pela maioria, inclusive pela ATP.

          1. Fabiano

            Alessandro, em nenhum momento eu falei melhor com uma ou com duas mãos. Federer é o melhor no geral, pois conquistou tudo com extrema categoria e não rebatendo trocentas bolas esperando o adversário errar. Mas se você quer saber, acho terrível esses marmanjos precisarem segurar a raquete com as duas mãos pra baterem na bola, (mas essa é minha opinião). Pra mim tênis masculino tem que ser jogado com somente uma mão. No feminino eu até admito.
            (Repetindo essa é somente a minha opinião).

        3. Rodrigo S. Cruz

          Concordo contigo, Fabiano.

          Bem-vindo ao blog e apareça sempre.

          Muito positivo ver o número de federistas aumentando, ao menos um pouquinho aqui.

          Pois esse blog vinha sendo amplamente povoado pela PIOR TORCIDA que já vi em todos os esportes, a do Antivax chiliquento…

          1. Fabiano

            Muito obrigado, Rodrigo. Acompanho o blog a muitos anos, porém comento pouco, somente quando leio alguns absurdos que alguns tem a cara de pau de escrever.

  11. Daniel C

    Caramba, o Medvedev despachou o ótimo Kecmanovic em 3 sets fáceis, por essa eu não esperava. Com o Tsitsipas oscilando, eu diria que o russo tem potencial de chegar na final e chances de título, dependendo das condições mentais e físicos de quem chegar do outro lado, após a guerra que acontecerá daquele lado nas quartas e semis. Mas se for o Nadal na final, não vejo o russo ganhando não rs…

    E além desse jogaço que ele fez hoje, ainda esbanjou simpatia e mandou um belo francês na entrevista, o idioma que mais gosto e que tenho a sorte de saber falar fluentemente. Bem vindo de volta, Medvedev!

    1. Rodrigo S. Cruz

      Daniel,

      eu não acho o Kecmanovich ótimo, não

      Acho que ele é um jogador de mediano pra baixo…

      Mas não deixa sim de ser uma surpresa, já que o Medvedev sempre foi um pangaré no saibro rs

  12. João ando

    Quando Bernard tomic desafia Nick kirgios e o Nick não aceita e porque tem medo de jogar. Não importa o ranking. Ainda mais Sendo na grama. Esse níck e um escroto mesmo.um fanfarrão

  13. Felipe

    Olá mestre, bom dia!!

    Suponhamos que você É o tio Toni e topasse ajudar o canadense…. Quais seriam suas dicas!!!!

    Abs!!

    1. José Nilton Dalcim

      Uma promessa para a santa seria a primeira e mais importante providência… rsrs… Depois, estudar como o Djokovic enfrenta o Nadal. A necessidade de não jogar tão afastado da linha e pegar o backhand na subida, com ataque cruzado ao forehand do Nadal. O problema é que Felix não tem a mesma qualidade no backhand. Certamente usar muito o primeiro saque, talvez forçar menos e garantir um percentual alto. E tentar chegar à rede o máximo possível, como o canadense fez recente contra Nole e deu bons resultados.

      1. Luiz Fabriciano

        Mestre aproveitando o tema, como o Djokovic consegue ser tão agressivo em suas devoluções se saque, recebendo-os de quase de cima da base?
        Poderia me explicar esse talento?
        Falo porque hoje no jogo do Ruud, que é um saibrista de muito talento, potência e potencial, nas vezes que estava recebendo da parte de baixo do vídeo, quase não dava para ser visto.

        Ps, sobre o talento do sérvio, conheço bem. Apenas para provocar sobre o fato de um tenista com 400 semanas de liderança no ranking de seu esporte ser taxado de inábil e outras coisas mais.
        Rsss.

        1. José Nilton Dalcim

          Segundo estudos, é uma habilidade de poder de reação, que no caso de alguns é um pouco mais veloz do que nos outros. Aquele tempo em que a visão identifica o fato, envia a informação ao cérebro, que processa e encaminha ao sistema nervoso central e aí para o músculo. Isso é claro também pode ser treinado, o reflexo condicionado.

  14. rafael

    Realmente o sérvio e os 2 espanhóis estão sobrando. A fluidez dels em quadra é impressionante. Para mim o sérvio segue um pouco acima devido ao forehand que segue muito pesado. Mestre, dos 3 quem você acha que está jogando melhor?

    1. José Nilton Dalcim

      São comparações perigosas, Rafael, porque não jogaram contra os mesmos adversários, que por sua vez têm estilos e esperiências diferentes. Então nunca me parece preciso esse tipo de comparação. Mas a rigor vi Djoko mais firme em seus jogos.

  15. Miguel BsB

    Em meio à Roland Garros, final de Champions League, só digo o seguinte: Lets Go Heat!!!
    Jimmy Butler é o GOAT! Hehe

  16. Luiz Fernando

    Aqui no blog do se fala de Rafa, Djoko e Alcaraz mas estão esquecendo do…. Cx9, que hj venceu o magistral Norrie e automaticamente se credencia ao título kkk…

  17. Valmir da Silva Batista

    LEYLAH FERNANDEZ só tem mostrado, já há algum tempo, o quanto estava errada a ordem das coisas em 2021, quando, como que por um capricho do destino, foi derrotada pela enganadora Emma Raducanu na final do US Open. Contudo, Leylah é tão melhor, que tem atuado com boa regularidade de vitórias de quase um ano atrás para cá, enquanto a britânica, nascida no mesmo Canadá de Fernandez e queridinha da mídia escrota, praticamente não chegou às terceiras rodadas de nenhum torneio importante nem desimportante nesse mesmo espaço de tempo. Volto a insistir, para mim, Emma não passa de uma nova Sofia Kenin, ou Eugenie Bouchard e Anna Kournikova, mas com um grand slam na mala, para inflar sua condição de celebridade. Viva Leylah Fernandez!!

      1. Valmir da Silva Batista

        TEKA MORAES, adorei o substantivo/neologismo a mim atribuído. No mais, muito obrigado pela anuência a meu parecer sobre que Radu cano é um embuste que a mídia escrota quer empurrar com a barriga e também que Leylah Fernandez joga muito mais bola que ela…

        1. Alessandro Siqueira

          Valmir, Raducanu não tem culpa de trazer em si uma ancestralidade multicultural. Por um acaso, fala chinês e romeno, dada a ascendência dos pais. Isso abre um mercado enorme, especialmente na Ásia. Também não tem culpa de ser linda. No mais, ganhou um Slam, coisa que 99% dos tenistas não irá conseguir. Mesmo que parasse hoje, estaria resolvida financeiramente para essa existência. Qual a responsabilidade dela sobre o hype? Da forma que você fala, fica parecendo que ela cometeu um “crime”.

          1. Valmir da Silva Batista

            ALESSANDRO SIKÊRA JÚNIOR, não detonei a hibridez multicultural da Radu cano, “apenas” utilizei tal fator a título de excesso de zelo referencial sobre o personagem da minha analogia, no caso, a personagem. Como você deve ter notado, ainda que eu tenha me referido a tal fator extra, o que eu quis dizer( e disse ) de principal foi o quanto du cano engana com eficácia, ao passo que Leylah Fernandez joga muito mais bola. No mais, se não me fiz elucidar, posso desenhar, se assim lhe aprouver…

      2. Sérgio Ribeiro

        Permita – me discordar , cara Teka . Ao atingir as Oitavas em WIMBLEDON 2021 , Emma pode participar do qualy em Nova York . Foi a primeira Tenista ( idem para homens) , a conseguir atingir a FINAL como a faturar o USOPEN 2021 SEM PEDER UM ÚNICO Set . Serena Williams venceu o USOPEN 1999 com a mesma idade e somente foi vencer o próximo TRÊS anos depois . Leylah afirmou que somente agora em RG 2022 e’ que acha que se livrou da pressão enorme do Vice Campeonato. Abs !

      1. Valmir da Silva Batista

        RONILDO, já que todas por mim citadas “foram ou são excelentes tenistas”, queira, por gentileza, inumerar as sequências de grandes feitos da paquita com jeito Sandy de ser Sofia Kenin, da modelete pseudo tenista Eugenie Bouchard, da deslumbrada estilo Hollywood Anna Kournikova e da queridinha dos marmanjos sedentos por ninfetas Emma Radu cano…

        1. Ronildo

          Todas, com exceção da Raducanu, foram top 10. A Raducanu foi 11 antes de começar a descer a ladeira, espero que esta descida seja temporária. Mas como já foi dito aqui, a Raducanu está ganhando muito dinheiro fora das quadras de tênis, é um fator fundamental para qualquer um, seja homem ou mulher. Tem alguém que trabalha aqui só por diversão? Já foi dito que a Jéssica Pegula é de família muito rica, a diferença é que Raducanu tem que ter tempo para os patrocinadores. Talvez ela nunca seja número 1 como alguns imaginaram, mas mesmo que ela não ganhe mais nada no tênis, dentro das quadras, tem um dos maiores feitos entre homens e mulheres em todos os tempos, e teve que suar muito para conseguir!
          Anna Kournikova foi número 1 em duplas e chegou a 5 em simples. Sofia Kenin também chegou ao top 5. A Eugênie Bouchard foi top 5.
          Porque você critica elas mesmo? Por qual motivo?

          1. Valmir da Silva Batista

            RONILDO, não que ranking não seja fator importante, mas você escreveu, escreveu, escreveu e só encheu linguiça, pois pedi para que enumerasse as sequências de grandes feitos das figuras decorativas Sofía Kenin, Eugenie Bouchard, Anna Kournikova e Mmá Radu cano, e você não citou títulos, vitórias relevantes sobre adversárias de peso, finais em torneios de grande porte e títulos adquiridos nos mesmos, ou seja, você acabou não dizendo nada que prestasse a respeito das suas pseudo tenistas. Afora a boa posição em si, você quer me explicar no que é que ser número cinco ou onze do ranking é realização de grande feito na carreira de uma tenista, sem a longevidade dos quatro itens que citei acima, que são o que de fato mostram o peso de uma jogadora?

          2. Luiz Fabriciano

            Porque ele está falando de tenistas Ronildo, não de modelos.
            A Kournikova, só para um exemplo, ganhava ou ganha ainda muito mais dinheiro como modelo.
            Teria sido #1 em duplas se não fosse em parceria com Martina Hingis? Acho que não.
            Encerrou a carreira sem levantar um mísero troféu de simples.
            Mas quanto a Raducanu, acho ainda muito nova para o nosso amigo Vamir não lhe concerder o mínimo crédito.
            Acredito que ela ainda fará por merecer.

    1. Thiago Silva

      É porque a Fernández é feia, aí tem que ralar mais, a Raducanu já tá com a vida feita, se ela quiser se aposentar amanhã e virar “influencer” ainda vai ganhar mais dinheiro que com tênis.

      1. Valmir da Silva Batista

        JOSÉ NILTON DALCIM, quer dizer que a acidez e discernimento de meus comentários podem ser vistos como algo incomodativa à você e/ou à direção deste blog, mas pareceres escrotos, repletos de preconceitos imundos, como o que profere o seu parceiro THIAGO SILVA, não recebe sequer uma linha de vossa excelência? Ainda que democraticamente correto o vômito do sujeito acima citado, o silêncio deste espaço significa que existem dois pesos e duas medidas como modus operandi do mesmo?

        1. José Nilton Dalcim

          Acho que você ainda não entendeu que quem manda aqui sou eu. Se passou, é meu critério. Se alguém quiser contestar, que o faça com educação.

        2. Alessandro Siqueira

          Valmir EIKE Batista, por que tanto rancor? Ah, deve ser o IR. Essa semana temos de acertar as contas com o leão… 😁😁😁😁

      2. Alessandro Siqueira

        Thiago, além de Raducanu ter a estética que interessa ao marketing e ao padrão vigente, tem uma abertura no mercado chinês que é o maior do mundo. Difícil imaginar alguém com mais potencial no mercado publicitário.

          1. Alessandro Siqueira

            Menos, Batista, bem menos. Até o Professor Raimundo (Nonato) iria te falar: cuidado com o fígado. Odiar faz mal. Goste você, ou não, Raducanu segue com um slam e pode vender absolutamente tudo: creme dental, produto pra cabelo, pra pele. Sim, ela é o extrato do privilégio e confirma que alguns nascem com outro padrão de sorte. O que eu posso fazer? Aplaudir. Diminuir quem quer que seja não agrega nada à minha existência. #PAZeBEM

      3. Sérgio Ribeiro

        Teve uma recaída de Volta ao FaceTenisBrasil , meu caro rsrs. Sem essa de feinha. O mundo do Tênis se rende ao Tênis de grande qualidade de Leylah. Vai brigar lá encima na WTA em curto espaço de tempo . Abs!

        1. Valmir da Silva Batista

          SÉRGIO RIBEIRO, você tem minha anuência contra essa escrotice que é a ditadura da aparência física como sendo mais importante que o talento e a competência. Pior que tal fator em si, é gente alienada como esse THIAGO SILVA abraçar esse tipo de ideia…

        1. Valmir da Silva Batista

          MAURÍCIO LUÍS, você tem minha anuência contra essa escrotice proferida pelo tal de THIAGO SILVA…

      4. Willian Rodrigues

        Thiago Silva, entendo seu ponto de vista, mas, bastaria ter mencionado o sucesso e as potencialidades da Raducanu…
        Leylah Fernandez não é tão bonita quanto ela, mas está longe de ser esteticamente desagradável.
        E é muito educada, simpática, o que agrega ainda mais à sua pessoa.
        Como tenista, tenho a sensação de que também brigará pelo top ten.
        Nessa, você mandou muito mal…

  18. Luiz Henrique

    Acredito que o fator decisivo de Nadal x Djokovic será o horário do jogo
    Quanto mais tarde for, mais favorável a Djokovic
    O forehand do Nadal não machuca muito em condições noturnas pq o quique é mais baixo e o golpe anda menos por conta da lentidão da quadra
    Muito se fala da mobilidade, mas o fator nº 1 pelo qual Nadal virou o rei do saibro é o tanto que ele controla o jogo com aquele forehand que é difícil de lidar no saibro com quiquer mais alto e condições não tão lentas
    Se o jogo se desenrolar nas condições do ano passado, dou 70% de favoritismo pra Djoko, agora se começar cedo dou 70% a Nadal

    1. Willian Rodrigues

      Luiz Henrique, se ambos estiverem bem fisicamente, de fato, este fator levantado por ti pode mesmo ser relevante.
      Só não concordo muito com o percentual tão elevado de favoritismo decorrente disso.
      No máximo, 55% a depender das circunstâncias.

  19. Hildebrando Martins de Almeida

    Eu estava lendo o portal CNN International quando vi a chamada para uma reportagem sobre Rafael Nadal. Penso que John Blake, autor do texto, exagerou ao comparar Nadal com Aristóteles (principalmente este) e Confúcio. Sempre fui fã de Nadal, sempre admirei seu comportamento dentro das quadras, seja como atleta ou como cidadão educado e ético. Ele é o tenista que mais vezes vi jogar. No passado longínquo eu admirava o sueco Björn Borg, pena que ele tenha se aposentado do tênis tão cedo. Agora, tem um detalhe no Nadal que me aborrece bastante: seus cacoetes. É necessário muita dose de paciência enquanto aguardamos ele terminar aquele longuíssimo ritual antes de realizar seu saque, ou durante os intervalos quando, em vez de largar a raquete de qualquer jeito, ele fica um “tempão” ajeitando a raquete sobre a toalha. E as “malditas” garrafas de água, hem? Tudo bem, eu perdoo Nadal. Seu gigantesco talento esportivo e seu bom caráter compensam essas chatices.
    Eis o link para a CNN: https://edition.cnn.com/2022/05/27/world/rafael-nadal-philosophy-blake-cec/index.html

  20. Sérgio Ribeiro

    E tome de desespero pra quem não gosta do Esporte. Todos estão confirmando e as chances de queda antes das quartas e ‘ muito pequena ou desprezível pra dois excepcionais saibristas como Novak e Rafa . E o “ feto ‘ , digo , FENÔMENO , parece ir pelo mesmo caminho. Como postamos logo após o Sorteio, adrenalina pura em RG 2022 . Há década que não temos Quartas e Semis num SLAM com temperatura máxima rs . ABS !

    1. Sérgio Ribeiro

      Ps . Sem aquele vendaval de MC , Carlitos cumpriu a promessa numa estratégia perfeita . Não podemos esquecer que ele já havia batido Korda na FINAL do ATP NEXT GEN FINALS 2021 também em Sets diretos. Abs!

    2. Paulo Almeida

      Década? Você perdeu Medvedev x Aliassime e Nadal x Shapovalov no AO 2022? Djoko x Zverev no AO 2021 e no USO 2021? Nadal x Tsitsipas no AO 2021? Djoko x Nadal, Djoko x Berrettini e Tsitsipas x Zverev em RG 2021? Nadal x Thiem no AO 2020? Djoko x Tsitsipas em RG 2020? Nem preciso voltar muito no tempo.

      Vejo que acompanha pouquíssimo o esporte, Sr. SR!

        1. Paulo Almeida

          Ele se referiu somente a quartas e semifinais, PS, senão eu também teria citado as espetaculares finais de RG 2021 e AO 2020 e 2022.

          Vamos ser justos também com o Sr. SR.

      1. Sérgio Ribeiro

        Acompanho bem mais que ti , verdadeiro Rei dos “ Fetos “ rs . Cansas de somente ver o resultado no Live Score . Nadal x Novak nas Quartas e possivelmente o vencedor x FENÔMENO vence todas as citadas por ti , dissimulado , Piloto kkkk.

        1. Sérgio Ribeiro

          Ps. Vou até ser justo com o “ Nobre “ SR Piloto da “ Turbinada “ rs . Em RG 2015 tivemos Novak batendo o lesionado Touro Miura em Sets diretos nas QUARTAS. E depois na SEMI Andy Murray em 5 Sets . Mas infelizmente foi jantado na FINAL por STAN THE MAN em 4 Sets . Tadinho do “ goat “ paraguaio kkkkk. Abs!

          1. Paulo Almeida

            Nadal não estava lesionado em 2015 e sim abaixo técnica e fisicamente, mas ainda assim deu um calor no primeiro set, além de estar defendendo um pentacampeonato.

            Eu devo ter sido dos poucos que não comemorou muito a surra que o Wawrinka deu no GUAT nas quartas, pois já sabia que seria um adversário bem mais perigoso na final.

            Abs!

        2. Paulo Almeida

          Claro, eu ainda não tenho o seu privilégio de poder ficar grudado na televisão o dia todo, mas ainda consigo ver muita coisa, mesmo que seja em VT depois. O pior é que você vê tudo e continua sem manjar nada, kkkk.

          Tudo o que citei não deve em nada para o que possivelmente virá agora.

          Abs!

          1. Sérgio Ribeiro

            Ficar grudado na TV o dia todo ? . Não digo que tu e ‘ que estás influenciando seus seguidores a beira de um ataque de nervos rs . . Minha Empresa continua funcionando até hoje , parceiro . És incrivelmente pretensioso caro SR Piloto. Quanto a Nadal estar melhor do que quando perdeu pra Soderling ? . Somente na tua cabeça oca rs . Pergunte ao Saretta se ele não foi direto de Paris pra Argentina treinar em exibições com Hewitt e Wawrinka , num Club Fechado que Vilas e CIA se preparavam pra WIMBLEDON. Abs!

          2. Paulo Almeida

            Hum, pra mim você já estava desfrutando da sua aposentadoria. Não foi pretensão, só um chute.

            Eu nem falei nada do espanhol lesionado no sítio do Robson em 2009 segundo você, kkkkk. Sarettão tem a mesma opinião do Cossenza sobre o assunto.

            Abs!

        3. Luiz Fabriciano

          O Mr. Know it All realmente é diferenciado.
          Ele já garante que supostos embates de quartas de finais e semifinais serão mais tudo que os embates listados pelo PA, que são reais e históricos.
          E depois ainda se acha o dono do barraco, o único que gosta do esporte.
          Só uma dica: se apenas gostar do esporte fosse o ponto crucial, por que se separa em duas chaves distintas os cabeças 1 e 2 antes dos sorteios?

          1. Sérgio Ribeiro

            A chance destas Quartas serem melhores são grandes , caríssimo L. F 2 . Por favor não seque . Ainda bem que acompanhas de longe . Não saber como era disputado o terceiro Set em Tiebreak na WTA de um SLAM até ano passado e’ dose rs . Abs!

          2. Sérgio Ribeiro

            Ia me esquecendo, distraidissimo , L.F 2 . Como membro honorário da Kombi também tem o mau hábito de não ler direito . No último comentário do SR Piloto ele esclarece que eu só citei QUARTAS e SEMIS. E as de RG 2015 foram superiores se e’ que tenhas assistido rs . Abs!

        1. Sérgio Ribeiro

          Acompanho há muito , mas sou bem mais novo que Björn Borg. E mais velho que Roger Federer . Esse papo de dinossauro fica por conta das falácias da Turminha da “ Turbinada “ . Como todos estão nervosos kkkkk. Abs!

  21. Daniel C

    Eu ainda estou achando que o Nadal não está tão firme como já esteve no saibro e por isso, infelizmente, o maratenista sérvio tem condições de ganhar de novo.

    Por isso, irei torcer para o argentino entrar endiabrado e já fazer o serviço, ou pelo menos segurar o chiliquento umas 4h em quadra, para o Nadal fazer a dedetização logo em seguida.

    Pelo bem do tênis, a semifinal teria que ser Nadal vs Alcaraz, e eu ficaria dividido. Por mais que eu já seja um fã do jovem prodígio e pretender torcer pra ele após o Federer se aposentar, é louvável o esforço que o Nadal tem feito para continuar jogando em alto nível mesmo com tantos problemas físicos. E acredito que a hora dele está chegando, então seria super bacana levar outro RG, até pq abriria mais 1 GS de vantagem em relação àquele que grita com boleiros. E o espanhol merece mais o recorde de GS. Tomara que seja a vontade dos deuses do tênis também.

    Além disso, a entressafra de bons jogadores na grama é ainda mais gritante, e infelizmente vejo o sérvio com um imenso favoritismo pra WB por conta disso, maaaaas, torço para estar errado!

    1. Paulo Almeida

      O “maratenista” está com um tênis fabuloso, variado e agressivo, distribuindo winners sem dó. Aliás, só assim ele conseguiu 8 Slams depois dos 30 anos nesse circuito fortíssimo e foi hexacampeão de Roma há 2 semanas.

      O bem do tênis (ou a vontade dos deuses do tênis) já aconteceu, que foi varrer o Fregueser pro terceiro lugar de sua época. E olha que pode virar quarteirete em breve se o Alcaraz pegar uma entressafra pesada sem Djokogênio e Nadal no circuito daqui a alguns anos. 🤣🤣🤣

      1. Sérgio Ribeiro

        Como alguém consegue postar tantas asneiras diariamente durante tanto tempo ??? kkkkkkkkkk. Abs!

        1. Bruno

          Sergio
          Eu sabia que viria do piloto a famosa ladainha da entressefra a medida que o fenômeno for varrendo os recordes
          Quero ver qual vai ser a desculpa dele,

          1. Sérgio Ribeiro

            Serve pra ti , também L.F 2 . O rapaz vem com a babaquice de fregueser e pra ti tá ótimo ? . Quem postava com este teu Nick e confessou há anos que não gostava de Federer devido a um autógrafo não dado , sabia bem mais que o atual . Abs!

      2. Fabiano

        Circuito fortíssimo…kkkkkkkkkkkkkkk
        Com Nishikoris, Dimitrovis, Goffans, Isners, Raonics, e tantos outros pangarés, faz-me rir.
        Djokovice é o eterno terceirão entre os três, quer você queira quer não, cracaço genial só existe um, e este aos 40 e poucos anos ainda vai surpreender as Djokozetes, pode aguardar.

        1. Paulo Almeida

          Estou falando de Medvedev, Zverev, Tsitsipas e Thiem nos últimos 3/4 anos. O pior é que os que você citou ainda são menos medíocres do que os Reis Magos da horripilante entressafra 2003-2007, kkkkkkkkkk.

    2. JAN DIAS

      “dedetização” foi ótimo! 😂 kkk

      Agora, tô duvidando que o NADAL aguente o tranco físico pra ganhar RG esse ano..
      Aliás, segundo meu sonho premonitório quem vai ganhar é o MEDVEDEV..😁

      1. Daniel C

        Olha Jan, acho muito difícil, mas espero que sua premonição se concretize e o Medvedev ganhe o título contra todos os prognósticos kkkkkkk

    3. Carlo V. Wagen

      Eu tambèm prefiro uma vitoria do Nadal (preferência).

      Mas o favoritismo dele nunca foi tão parco quanto ete ano.

      Tambèm nao lembro de um RG com um equilibrio tao grande entre os favoritos qto este.

      Tem atè *grupo da morte*, com os trés favoritos do mesmo lafo da chave.

      Mas engraçado mesmo è ver os torcedores do Djokovic “demonizando” o menino Alcaraz – o chamaram atè de feto : ). Eles me lembram muito os torcedores do Federer demonizando o Djoko quanfo este apareceu e começou a vencê-lo nos principais torneios.

      E a vida se repete de novo.

  22. Ronildo

    “O garoto deu novamente um show e comprova ser aquele que pratica o tênis mais vistoso do momento. Fez de tudo um pouco, e sempre de forma muito plástica e eficiente. Saque-voleio, contra-ataque fulminante, slice winner… O repertório parece não ter fim.” (José Nilton Dalcim) 

    1. José Nilton Dalcim

      Jogarão no domingo, acredito eu no jogo da noite, o que vai desagradar os dois… rsrs…

      1. Paulo Sérgio

        RN X ND no domingo? Domingo são as oitavas, não?

        Se ambos ganharem, acho que as quartas serão na quarta-feira, não?

        1. José Nilton Dalcim

          Claro, domingo são oitavas e terça-feira seria a primeira parte das quartas (a outra parte joga na quarta).

  23. Uzaya

    Dia hoje foi tão show que a médica do admissional tinha logo sobrenome de um certo mestre (olha, acho que era sua parente, hein, Dalcim) e todos os três favoritos passearam em quadra. Zverev depois do susto também não decepcionou, mas o Nakashima no saibro deveria estar um tanto longe de chegar perto de levar um set ou levar dois pro tiebreak contra ele.
    Alcaraz fez um 3×0 que achei até surpreendente pra mim, pensei que a derrota em Monte-Carlo faria ele hesitar um pouco e tentar ser um pouco mais ortodoxo, que nada, quem ganha com isso é o tênis (e “a galera do bem”, ver o pessoal trocando fofuras e carícias aqui por potencial, recordes, jogos, favoritismo etc é sempre legal).
    Rafa parece bem, correndo poucos riscos, economizando energia e dando menos chances aos problemas crônicos.
    Djokovic, não sei por qual motivo, eu tava com certo receio nesse duelo contra o Bedene, logo um adversário que o sérvio sempre carimbou tranquilamente. Com seriedade e jogando redondinho ele fez oq sabe, ninguém lidera o ranking por quase 400 semanas a toa. Seja pelos recordes, pelos títulos, pela glória, pelo amor, ele não parece mostrar fim a sede. Todos saem ganhando.

    1. José Nilton Dalcim

      Há uma parte da família que foi mesmo para a Medicina, principalmente no Interior de São Paulo.

  24. Danilo+BR

    Interessante como o pé do Nadal ainda não deu sinal em Paris, mas basta que um oponente encaixe o jogo com o dele… quando ele entra em apuros, vem a desculpa do pé. Não que eu esteja duvidando da contusão mas esse espanhol é tinhoso e sabe usar bem esse problema como estratégia e justificativa para as derrotas. Vejo o Djokovic em melhor momento, porém em Roland Garros existe uma mandinga muito grande no ar a favor de Nadal, parece que tem uma cabeça de touro enterrada naquelas quadras

      1. Valmir da Silva Batista

        SANDRA desavisada, o cara ficou sem jogar meio ano em 2021, em razão de um problema fake no pé?

  25. Daniel Lara

    Dalcim acho que o duelo entre eles e inevitável e espero que aconteça , falar do nível dos dois pelos jogos que tiveram até agora mas com certeza o adversário mais difícil dos dois foi o holandês que tem jogado muito bem e ganhou alguma games no fim do terceiro set com méritos , dalcim queria saber onde consigo ler o conteúdo das entrevistas pós jogo de Roland garros não consegui achar no google…obg.2

    1. José Nilton Dalcim

      Também acho inevitável, Daniel, e acho que todos torcemos para que aconteça. As entrevistas estão no site do torneio: rolandgarros.com. Abs

  26. evaldo moreira

    Olá, boa noite,
    Não vi os últimos jogos, e sem dúvida, será o jogo mais aguardado de Rg2022, a conferir.
    Carlitos Furacão, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, esse vai dar muito trabajo, mas muito trabajo, kkkkkkkkkkkkkkk.
    Aliás, qual o problema de o Dalcim, chamar o rapaz de furacão?
    Cada uma neste blog, eita kombaiada que dá trabajo, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    1. José Nilton Dalcim

      Não, Luiz, a regra acabou de ser modificada pelo Comitê dos Grand Slam e Roland Garros é o primeiro a adotá-la oficialmente, embora o Australian Open tenha usado o mesmo critério.

  27. Bruno

    Vamos ver se o Paulo F vai criticar o Dalcim por chama lo de furacão. (Alcaraz)
    Aí, Rodrigo ,aguardando.

    1. Paulo F.

      Dalcim é um gota de elogio comparado ao Oceano Pacífico de alento dado ao kryptoniano por outras mídias e jornalistas.

Comentários fechados.