Djokovic abraça a sorte
Por José Nilton Dalcim
20 de abril de 2022 às 18:49

Sorte raramente é um fator decisivo num jogo de tênis, ainda mais em nível profissional, mas não há dúvida que o acaso pode dar uma grande ajuda. Quem duvida, basta assistir ao que aconteceu na estreia de Novak Djokovic no caseiro ATP de Belgrado nesta terça-feira.

O número 1 do mundo estava outra vez muito aquém de sua capacidade. Não se achava de jeito nenhum. Lento, impreciso, outra vez muito defensivo, largou diversas vezes o ponto. Pouca coisa funcionava, entre elas o saque. Laslo Djere, um autêntico saibrista, tirava proveito de tudo, incluindo devoluções ofensivas.

A situação estava tão estranha que Djere chegou a ter 6/2, 4/3 e 40-15. Teve então um forehand extremamente fácil, bola lenta, alta, pertinho da rede e o adversário lá do outro lado, indefeso. E ele errou, para alegria do público. Perdeu mais três pontos, permitiu o empate e isso despertou Djokovic.

Mesmo sem ainda mostrar um tênis de real grandeza, Nole começou a acreditar. Mexeu-se melhor, passou a chegar em bolas bem difíceis, enfim comandou alguns pontos e conseguiu levar para o terceiro set. É bem verdade que chegou a dar um segundo saque a incríveis 104 km/h nesse tiebreak.

Achou pouco? Então saiba que tudo se repetiu no finzinho da partida. O terceiro set, mais bem jogado pelos dois jogadores, viu oportunidades para os dois lados. Se Djoko já estava num nível muito superior principalmente de confiança, Djere conseguia arrancar winners notáveis sob pressão. Tudo acabou em novo tiebreak. Djere saiu atrás, mas reagiu e quebrou no sétimo ponto, tendo 4-3, fatídicos 4-3, e ainda por cima com direito a dois serviços.

Saque agressivo cruzado e a bola sobrou de novo, tão fácil, alta e lenta, e o forehand na quadra vazia ficou no meio da rede! Claro que daí em diante Djere passou a errar tudo e Djokovic suspirou aliviado, depois de 3h24 de muito esforço.

Se jogar outra vez nesse padrão tão abaixo de seu potencial, será difícil para Nole superar o garotão Miomir Kecmanovic, mesmo que outra vez o público esteja totalmente do seu lado. Evidente que existirá um grande peso sobre Kecmanovic por reencontrar na mesma Belgrado o grande ídolo nacional e pessoal. Ele aliás foi um dos que insistentemente apoiou Djokovic no caso Australian Open, a quem dedicou cada vitória.

Quem sabe, a sorte esteja mesmo desta vez do lado de Djokovic.

Monteiro se acha no saibro sérvio
O tênis é mesmo um esporte maluco. Thiago Monteiro não conseguiu se soltar nos primeiros torneios de saibro que jogou na Europa, mesmo atuando em nível challenger, e chegou às pressas em Belgrado. Perdeu na semi de Madri no sábado, só pôde viajar no dia seguinte para a Sérvia e entrou em quadra poucas horas depois de desembarcar. Aí furou o quali com duas vitórias difíceis em três sets e obteve vaga para seu oitavo ATP da temporada.

E aí, superando todo o cansaço, mudança de clima e de fuso, ele engatou mais duas vitórias na chave principal, com direito a grande atuação nesta quarta-feira diante do cabeça 8 e também local Filip Krajinovic. 45º do ranking, que se viu perdido no piso lento e não escondeu suas frustrações.

O canhoto cearense está assim nas quartas de final de ATP pela terceira vez neste ano, repetindo Adelaide e Santiago. E poderá enfim voltar ao top 100 caso consiga derrotar o russo Karen Khachanov, ex-top 10 que agora é 26º do mundo. Só que os organizadores não quiseram colaborar com o brasileiro e o colocaram para jogar pelo quinto dia consecutivo no torneio – e o sétimo se considerarmos as duas rodadas de Madri.

A única justificativa é que Djoko também jogará nesta quinta contra Kecmanovic – entram às 11h de Brasília, exatamente antes de Monteiro – e como todos estão no lado superior da chave haveria maior equilíbrio. São jogos na verdade adiantados das quartas, já que normalmente a quinta-feira deveria ter apenas o complemento das oitavas. Enfim, vamos para o jogo, que será na gelada noite sérvia, o que não é bom para o estilo forçado e de bolas retas de Khachanov.

Confusão à vista
O All England Club, proprietário e organizador de Wimbledon, reafirmou que irá vetar a inscrição de tenistas russos e bielorrussos. Isso retiraria da chave os tops 10 Daniil Medvedev, Andrey Rublev e Aryna Sabalenka. Como era de se esperar, ATP e WTA reagiram imediatamente e protestaram contra a medida, tomada de forma unilateral, ou seja, sem consulta às duas entidades ou à Federação Internacional, a quem os Grand Slam são subordinados.

Há cheiro de confusão das grandes no ar. Wimbledon já viveu o maior boicote da história do tênis em 1973, quando a ITF impediu que Nikki Pilic disputasse o torneio por ele não ter jogado a Copa Davis e isso gerou a retirada de 81 jogadores da chave.


Comentários
  1. joao ando

    nao tenho opiniao formada sobre wimbledon ,mas acho que os proprios jogadores russos deveriam dar sua opiniao, o dolgopolv relata que varios ucranianos estao sendo mortos. entao vou um pouco mais para o lado de wimbledon ;vetando os tenistas desses paises

  2. Sérgio Ribeiro

    Bem , acertar que o NEXT GEN ( até 21 ) ALCARAZ e o da Nova Geração ( até 25 ) TSITSIPAS, se encontrariam nas Quartas de Barcelona , até o fake travestido de Mãe Dina’ mais abaixo , acertaria . O Grego está com a confiança lá encima , que o diga Dimitrov . Daí leva um ligeiro favoritismo contra Carlito na segunda partida de ambos no dia de hoje . E torcida contra não assusta o discípulo de Novak Djokovic. Agora , Carlos ALCARAZ é duro na queda e vou jogar minhas poucas fichas nele , pois como postei antes , se levar Barça 2022 atinge o TOP 10 aos 18 , convenhamos um feito espetacular. Abs!

    1. Sérgio Ribeiro

      Ps. A chance dos jogadores aceitarem as decisões do All England Club é Zero . Apesar do SLAM ser da ITF, a ATP já sabe que terá que apoiar integralmente seus filiados . A conferir. Abs!

  3. Luiz Fernando

    O Reginaldo Leme, q entende um pouco de F1, disse q agora q o Sainz é o companheiro perfeito pro Leclerc (mais lento, claro), mas q não é um segundo piloto kkkk. Deve ser um terceiro kkkk…

    1. Sérgio Ribeiro

      Não acredito que li um comentário deste . Reginaldo Leme com certeza entende mais do Circuito de Fórmula 1 que o desmemoriado Sampras do de Tênis. Mas errou feio ao apontar Daniel Ricciardo como o cara a substituir Vettel em vez de Carlos Sanz na Ferrari em 2021. O Espanhol deu um verdadeiro Show e pontuou em 20 Provas batendo Leclerc. Inclusive com 4 pódios. A Ferrari sabendo que tinha um carro de verdade para 2022 ( contratou Mike Schumacher como Piloto reserva pra este ano ) , disse a seus dois Pilotos que o Mundial de Construtores e’ o maior objetivo e não definiu o primeiro Piloto. Agora , se o espetaculoso Leclerc e o mais que regular Sanz estiverem na briga pelo de Pilotos, até o guri L. F que desdenhou vergonhosamente de ambos , verá ordem dos boxes para serem compridas . Cravei que MAD MAX não iria disparar , lembras guri ??? kkkkkkkkk. Abs!

  4. Juliano Fabrício de Souza

    Não se leva em consideração que a Rússia é uma autocracia e qualquer manifestação dos tenistas russos contra Putin podem deixar as famílias dos mesmos em situação perigosa.
    Creio que a vedação deveria haver em caso de manifestação favorável de um tenista pro Kremlin, pois, neste caso, o silêncio deve ser considerado como reprovação aos ataques.
    A atitude do All England é apenas preconceito.

  5. Luiz+Afonso

    Qual o efeito prático do posicionamento do All England Club? Qual a relevância para Putin de tenistas russos(as) e bielorussos(as) serem impedidos de jogar em Wimbledon?
    Parece que a única questão que fica é a de punir cidadãos russos e bielorussos pela política bélica de seus governantes. Entendo que é uma situação grave que exige medidas impopulares para pressionar a Rússia e a Bielorussia. Mas essa decisão só irá prejudicar os tenistas, sem qualquer efeito prático de pressão que possa ajudar na solução do conflito.

    1. Bruno Macedo

      Olá!
      Não tenho opinião formada sobre se apoio ou não a postura de Wimbledon, mas vi partes da entrevista do rublev e pelo o que eu entendi, ele se limitou a dizer que é apolítico, pois não acompanha nada do que está acontecendo. Segundo ele, não tem tempo de acompanhar pq treina muito. Veja a postura do cara. Ele não criticou a guerra, não se opôs a ação desumana que ocorre na Ucrânia. Os russos são complicados. No mínimo, os jogadores deveriam se posicionar contra de forma clara. E se forem a favor da guerra, que não joguem.
      Obs.: Onde estava Wimbledon e sua indignação qdo a Rússia detonou a Síria? Os brancos cristãos só se revoltam qdo outros brancos cristãos morrem.

      1. Gilvan

        O Rublev já se manifestou expressamente contra a guerra ao escrever “stop the war” no final de uma de suas partidas.

      2. Kauê Guedes

        Bruno, o problema é que você pulou alguns fatos ocorridos nos últimos meses e embasou seu comentário somente na última entrevista.

        O Rublev se posicionou com um gesto simples logo no início da guerra: no fim da partida de semifinal do torneio de Dubai, ele escreveu “no war, please” na lente da câmera. Isso um dia após a invasão da Rússia.

        Esse é o tipo de posicionamento que ele pode tomar sem sofrer riscos pessoais. E creio ter sido um posicionamento claro: “não quero guerra; sou contra a guerra”.

        Aqui vai um link para o vídeo: https://twitter.com/TennisTV/status/1497234363100057611?s=20&t=IIP0BNl8cyFurAblcoDOuQ

  6. Periferia

    Um dia diferente no All England Club…
    Dois dirigentes sindicais conversam diante da quadra central de Wimbledon…

    -Precisamos de mais gente…piquete com poucas pessoas não impõe respeito.
    -Estou convocando o pessoal entre 150 e 500 do ranking para dar musculatura para a greve.

    -Cadê o companheiro Federer???
    -Não chegou ainda…ele não consegue correr…os joelhos estão comprometidos…vai atrasar.

    – Também não estou vendo o companheiro Nole…
    – Ligou a pouco…está retido no aeroporto…problemas com a carteirinha de vacinação…vai demorar.

    -E o companheiro Rafa??Ele garantiu que estaria aqui…
    -Tio Nadal proibiu…achou o movimento de greve algo subversivo.

    -Quem podemos colocar como linha de frente ??
    -Temos o companheiro Fognini…o companheiro Kirgios e o companheiro Zverev…
    -O companheiro Zverev não (interrompe preocupado)…não queremos violência…o movimento é pacífico…coloca o companheiro Kirgios no caminhão de som e vamos assim mesmo.

    (Tenista unido jamais será vencido…ou não)

  7. Carlo Von VVagen - Sou descendentes de alemáo também, mas minha cor é pardaMinha cor é parda

    Não concordo com.eata postura discriminatória de punir o individual para o bem do coletivo, quando o infivíduo não praticou o ato. Vamos colocar a tua linha de raciocínio apenas mudando as personagens:
    – se hipoteticamente em uma região, os assaltos fossem praticados majoritariamente por negro e pardos deveríamos punir toda a comunidade negra e parda da região proibindo-os de frequentar o local onde os assaltos ocorrem?

    Pois na prática, esta a atitude que você prega qdo diz que os russos (como indivíduos, decem pagar pelo erro de outro indivíduo. Tenha dó, né???

    1. José Nilton Dalcim

      Seria bom você responder abaixo do comentário a que se refere, senão fica algo perdido e sem nexo.

      1. Carlo V. W.

        Não se surpreenda se descobrir que todos passam pela listagem de come tários as tuas postagrns mais de três vezes, até encontrar o que procuram (como uma caça ao tesouro infantil).

        E via de regra todos encontramos as respostas e fazemos a réplica.

        Vide qur já há resposta acima.

        Só espero que não haja retaliação ou discriminação quanto a este formato para a “Família Wagen…. ou há? rs

        Ao fim, todos desejam Paz, mas fomentam a guerra.

        1. José Nilton Dalcim

          A norma do Blog é fazer réplicas ou tréplicas no local correto. Então se esforce para isso (e para não errar tanto nos seus textos!!)

          1. Xarlo V. W.

            Obrigado por me lembrar que trata-se d
            regra. Me esforçarei por cumprí-las.

            Quanto aos erros, trara-se do teclado do cel. Quando comento no lap saem ok. Vou rever também!

            🙂

    2. Periferia

      Olá Alemão…porém pardo.

      Na realidade a punição já acontece…não uma punição tão “classuda” como a dos ingleses.
      Vejamos….74,4% de vitimas violência letal no Brasil são negras (vou perguntar para o Neymar se os pardos podem entrar nessa estatística…aumentaria).
      A cada 23 minutos morre uma pessoa negra….são 63 por dia.
      Se colocar um branco do lado de um negro…o negro tem quase 3 vezes mais chance de ser assassinado.

      Quando digo que sou favorável a atitude dos dirigentes ingleses…a base da opinião é o coletivo x indivíduo (acredito que teríamos uma sociedade melhor baseado no coletivo).
      Na questão racial no Brasil não temos coletivo e nem indivíduos…
      Apenas números…e mortos.

      Slogan (s) que permeiam nossa sociedade..
      Volkswagen… VOCÉ conhece…vc confia
      Casas Bahia…Dedicação total a VOCÊ
      Melhoral…Para VOCÊ ficar melhor…tome melhoral.
      Caixa….Vem pra Caixa VOCÊ também.

      Poderia citar centenas de slogan(s) que permeia uma sociedade doente.

      (A sociedade do EU e VOCÊ )

      Abs…

  8. Marcilio Aguiar

    Acho descabido e injustos com os tenistas russo e bielorussos serem banidos do próximo WB. O cidadão comum não deveria ser punido por ações de mandatários sejam eles tiranos (como o caso do Putin) ou democratas.

    Por mais que existam injustiças e barbaridades sendo cometidas em todos os cantos do mundo, são as (oni)potências ocidentais (principalmente a águia e o leão) que determinam quem, onde e como devem ser penalizados. O urso, agora encolerizado, só foi tolerado como aliado em um momento limítrofe para a humanidade, enquanto que o dragão se fortalece e observa tudo com sua proverbial sabedoria milenar.

    1. Paulo Almeida

      Por um momento, achei que estivesse falando de Game of Thrones; só faltaram o cervo, o lobo e o kraken, rs.

      Agora mais seriamente, concordo contigo e parabéns pela criatividade.

      Abs.

      1. Marcilio Aguiar

        Rsrs, assisti a alguns episódios dessa série mas não me lembrava dos animais protagonistas. Eu gosto de usar associações com os ditos irracionais, porque os seus “propósitos” são muito mais honestos que o dos humanos.

  9. Marcelo+Costa

    A internet, deu voz a todos que a ela acesso tem e que tem desejo de expressar essa voz, como pensantes, nos vemos compelidos a opinar sobre, debater sobre, discordar sobre, todas essas ações levaram uma inclusão nunca antes vista, mas essa voz é dispersa, fica rouca, fica inaudível, pois, achamos que só essa opinião basta, é suficiente. Eu sou contra a retirada dos atletas russos e bielo russos de wb, expresso minha opinião e pouco posso fazer, agora caso fosse ao evento, como expectador se não fosse faria alguma diferença em protesto? mas se muitos expectadores não fossem? Nadal, Iga, Osaka, Halep, Nole, Alcaraz, não fossem faria diferença, mas tendo público, terá jogo, ou seja, nossa voz digitada, deve ser gritada em ações, atos práticos, dentro não da lei, mas da moralidade, pois, essa não tem divisas.
    Sim vamos opinar como sempre, mas vamos agir, cancelar eventos de forma clara e contundente, pois, a única arma do Medvedev é ser super efetivo com aquele golpe estranho, Rublev vai armado a quadra com uma direita “matadora”, no mais são atletas ” mal nascidos” que em nada tem culpa do que inclusive se posicionam contra.
    Por um boicote a wb, por fim a decisões unilaterais que vão contra a nobreza do esporte, por nossa voz, sendo ouvida de forma pratica e efetiva, não só em redes sociais.

  10. Luiz Fernando

    Tem sabichão aqui q pensa q o Djoko é da eterna nextgen kkkk. Viram como ele perdeu feio hj kkkk…

    1. Paulo F.

      Virou sucata, segundo o mais sabido do universo e de todos os tempos sobre tênis e F1, nobre Luiz Fernando.
      rsrsrsrs Abs!

    2. Sérgio Ribeiro

      E o espertalhão não percebeu que era uma brincadeira ? . Como és desinformado e preguiçoso não lestes que pus Rafa e Novak novamente favoritos pra RG à frente de Tsitsipas e ALCARAZ. Este último totalmente correndo por fora . Repito , compre um Óculos ou um Tablet, guri . “ Eterna Next Gen “ somente existe na tua cabeça oca kkkkkkk. Abs!

  11. Guilherme

    Dalcim, poderia me ajudar por favor?

    Vou para Roland Garros esse ano e pretendo comprar ingresso para 1 dia apenas (primeira rodada). Qual é o dia em que tenho mais chance de assistir Nadal e Djokovic? Existe uma regra/padrão para isso?

    Muito obrigado!

    1. José Nilton Dalcim

      Infelizmente, nenhuma regra. Me parece muito pouco provável que eles joguem no domingo, o primeiro dia. E existe uma chance de eles jogarem até no mesmo dia, já que hoje eles seriam cabeças 1 e 4, podendo cair no mesmo lado da chave. Acho que a segunda-feira é a melhor pedida, Guilherme.

  12. Gildokson

    ATP e WTA não computarem os pontos de Wimbledon de nada vai adiantar, a única chance de fazer essa decisão se reverter seria um boicote geral das maiores estrelas, e mesmo assim a chance é grande de vermos um número 76 da vida levantando a taça no final da história. Lamentável.

  13. Marcos Henrique Freddo

    Vergonhosa essa decisão de Wimbledon de não permitir a inscrição de tenistas da Rússia e Bielorússia.

  14. Ronildo

    Não acho que há comparação e que deveria ser citado a invasão do Iraque nesta questão de Wimbledon. O Iraque era governado por um ditador pertencente a uma minoria que controlava o país. Certamente a maioria xiita do Iraque ficou satisfeita com a invasão dos EUA ao Iraque. Claro que havia e há radicalismo no Oriente Médio e depois de tanto tempo nem se tem certeza se esta invasão trouxe ou não mais benefícios do que malefícios, pois entre outras coisas, aumentou a influência do Irã na região, país com regime fundamentalista. Houve também a invasão do Iraque ao Kuwait. A Ucrânia é um país com regime democrático, que jamais foi perigo para nenhuma nação vizinha e que a alguns anos é assediada pela Rússia, fomentando rebelião contra o governo central e incentivando a independência de partes de seu território. A invasão da Rússia contra a Ucrânia, que já estava sendo vítima através de várias ações russas anteriormente, foi extremamente violenta contra a população civil e a destruição de alvos civis foi avassaladora. O êxodo humano de quem conseguiu escapar com vida foi enorme. Há relatos incrivelmente cruéis de quem ficou nas cidades invadidas. Diante de tanta crueldade, embora eu também entenda que os esportistas do país não compartilhem culpa, acredito ser válida retaliações contra qualquer cidadão russo com o objetivo do cidadão comum sentir os efeitos da guerra e se criar condições de enfraquecimento do apoio ao regime russo, que é o único culpado pela guerra.

    1. Gilvan

      Desculpe, mas a Ucrânia, assim como a própria Rússia, passa longe de ser um modelo de democracia. Muito pelo contrário. Nos últimos 7 anos tem promovido perseguição e guerra civil a minorias russas no oeste do país, chegando até a proibir a língua russa dentro do país, a despeito dos milhões de russófonos que vivem dentro do seu território.
      Da mesma forma, partidos comunistas, de esquerda e de centro-esquerda foram proibidos no país desde meados do golpe de Estado de 2014. Sindicatos foram fechados, com direito a membros de sindicatos sendo incendiados vivos dentro de um prédio público em Odessa. Com o início da guerra, toda a oposição ao Zelensky foi colocada na clandestinidade, com o fechamento de partidos e da mídia considerada “pró-Rússia” pelo ex-comediante. Se entrarmos nos meandros da política de resgate dos grandes representantes do nazismo na história da Ucrânia (Stepan Bandera e CIA limitada), a coisa fica ainda mais feia, com direito a esquadrões declaradamente nazistas fazendo parte do governo ucraniano, como é o caso do Esquadrão AZOV (mas não só ele). A Ucrânia tem até um partido declaradamente nazista, o Svoboda, que foi legitimado a concorrer na eleições nacionais.
      Quanto ao Iraque, o que os EUA deixou quando da sua saída foi um país em escombros, o que propiciou o surgimento e crescimento do Estado Islâmico. Estado Islâmico que surgiu com o fornecimento de treinamento e armamento pelo governo americano, nos mesmos moldes do que já tinha sido feito no Afeganistão com o Talibã e nos mesmos moldes do que vem sendo feito com a extrema direita na Ucrânia. Do lado do Estado Islâmico, Saddam Hussein é quase uma Madre Tereza de Calcutá. Mesma coisa o Gaddafi na Líbia, invadida e destruída pela OTAN e pelos americanos. O país que tinha o maior IDH da África hoje tem tráfico de escravos no meio da rua.
      Desculpe por ter me alongado, mas achei importante ressaltar essas questões históricas sobre o seu comentário.

      1. Ronildo

        Gilvan, os EUA destruiram Iraque?
        A Rússia está sim destruindo a Ucrânia. Veja a manchete aqui no Tênis Brasil sobre destruição do Centro Esportivo de Tênis. E não foi uma destruição causada por míssil para dizerem que foi um alvo equivocado, foi uma destruição usando tanques de guerra.

        1. Gilvan

          Sim, os EUA destruíram o Iraque. Assassinaram centenas de milhares de civis. Mais de 60% dos mortos na guerra do Iraque foram civis (isso contabilizado pelos próprios americanos) Isso aí que estamos vendo na Ucrânia é fichinha se comparado com o que os EUA fizeram no Iraque. Aliás, o Snowden está sendo preso exatamente por ter trazido à luz alguns dos crimes de guerra cometidos pelos americanos no Iraque. Pior, depois deixaram o país à mercê de um grupo de radicais religiosos sanguinários, que levaram instabilidade para toda a região. Não que este não fosse o plano original dos americanos. Interessa a eles alimentar guerras e levar instabilidade ao Globo, especialmente para manter em andamento a máquina de guerra americana.
          É incrível que você não tenha conhecimento dos crimes de guerra cometidos pelos americanos no Iraque. Está tudo documentado e à disposição do público há anos. Centros de tortura secretos (Abu Gabhri), jornalistas fuzilados, vilarejos inteiros transformados em cinzas (com gente lá dentro!). Não tinha essa de negociação de corredor humanitário, mesa de negociações, troca de prisioneiros… afinal, eram árabes, demonizados e transformados em “selvagens” pela propaganda de guerra. Ou você lembra de alguma notícia tocante do drama vivido pelos iraquianos ao longo da invasão americana?
          Isso que está acontecendo agora em Mariupol, em que civis e militares estão sitiados dentro do centro siderúrgico da cidade, sabe como isso seria resolvido pelos americanos pelo modus operandi adotado no oriente médio? Seria tudo bombardeado, deixando apenas mortos e escombros.

        2. Gilvan

          E de fato, não há como comparar a guerra da Ucrânia, que está em pouco mais de 50 dias, com tudo que ocorreu ao longo dos oito anos de guerra dos EUA. Sim, o país foi ocupado e bombardeado por 8 anos, levando a mais de 600 mil mortos. Se considerarmos todo o período da “Guerra ao Terror” promovida pelo Bush, os mortos passam de 900 mil pessoas.
          A depender do que acontecer na Ucrânia, poderemos até mesmo afirmar que os russos foram muito mais sanguinários do que os EUA foram no Iraque. Hoje essa comparação simplesmente não existe.

  15. Samuel

    Foi “genial” a iniciativa do clubinho da nação em que fica a monarquia de fachada que disseminou drogas pela Ásia em impedir a participação de tenistas em Wimbledon como meio de retaliação aos crimes que são praticados pelos governantes dos atletas.

    A panelinha pseudo virtuosa deveria aproveitar para banir jogadores cujos governos promovem cybercrimes, campos de concentração e trabalho escravo, como a China; que aplicam penas de amputação, chibatada, tortura e morte, como os países regidos pelo Alcorão; ou, ainda, que exploram o povo pela corrupção sistêmica, como o Brasil, a Argentina, a África do Sul e, mais uma vez, a China.

    O problema é que Wimbledon não mais poderia ser realizado em países anglo-saxões, dada a infindável quantidade “daqueles crimes” que nesses lugares são cometidos contra crianças…

  16. Carlo Lada Niva

    Assim como acredito o povo russo (em sua imensa maiotia) não apoia Putin, tive oportunidade de conversar com os colegas de trabalho ingleses:
    – they are in shock!

    E a situação parece ser sempre a mesma: o povo já entendeu que as populações nao trm nada a ver com as decisões tomadas por certos governantes (ou no caso dirigentes), e não apoiam.

    No mru caso, boicotarei o torneio como torcedor por 3 anos (a mesma pena que teve o Djoko, ao tentar furar a barreira sanitária na Australia) se insistirem na decisão.

    Esta dcisão fomenta o ódio geral, que é algo que sentimos na pele com nossos últumos 2 governantea e o interino que passou.

    Lamentável!

    1. Marcelo+Costa

      Se eu pudesse e meu dinheiro desse, eu compraria um carro russo Lada, aquele visual quadrado sempre me fascinou.

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que pode, sim, George. Um motivo a mais de eu não entender o motivo de marcar o jogo 24 horas depois.

    2. Paulo Almeida

      Cara, com apenas 5 partidas em 2022, é capaz do Djokovic ficar satisfeito com cada minuto a mais que passa dentro de quadra, pois é o único jeito de desenferrujar.

      1. Sérgio Ribeiro

        Somente vai desinferrujar na próxima, otimista , Piloto . O garoto Miomir Kecmanovic vai passar o carro no Titio Novak em Sets diretos em menos de uma hora . Isso sendo muito pessimista kkkkkk. Abs!

          1. Morgado

            Suas análises (estapafúrdias), previsões (piores que níveis Mãe Dinah) e seu primogênito que ‘espia’ o grupo de Zap do Tênis Brasil…porque, digamos, não tem o q fazer… (será q o ser q ele diz criar frequenta algum tipo de ensino?). O q o bobinho de Cabo Frio vai planejar agora??

          2. Sérgio Ribeiro

            Caríssimo, fake Morgado . Outro que caiu aqui de paraquedas embora estejas sempre lá no Sítio , digo , fake TênisBrasil. Novak Djokovic e Rafa Nadal são os favoritos pra RG , à frente de Tsitsipas. Já postei isso dezenas de vezes e garanto que o nobre fake já tinha concimento . Esse ATP 250 tem dono rsrs. Abs!

        1. Daniel+C

          Eita caro Sérgio, esse comentário envelheceu mal kkkkk. A turma da Kombi vai cobrar agora, com todo direito kkkk.

          Eu torci para o garoto, mas nunca duvidei do antivaxx rsrs. Abs!

          1. Sérgio Ribeiro

            Até tu , Daniel + C ? . Até parece que kecmanovic tinha feito , assim como Khachanov, algo relevante no Saibro. Se também não percebestes que foi uma sarro pra cima do enferrujado “ goat “ paraguaio é porque também tens o mau hábito de não ler todos os comentários. Pela milésima vez , Rafa e Novak continuam favoritos para RG , mesmo que percam antes nestes preparatórios. Abs!

          2. Sérgio Ribeiro

            Exato , caro Daniel rs . Mas postar Paulo Morgado pegaria mal , já que este e’ o baba ovo mor da Turma da Kombi. E’ o mesmo das asneiras diárias e que afirma que os comentários são todos confusos …kkkkkkkk. ABS!

          3. Paulo Almeida

            Iria apostar e se dar mal, já que o Morgado já postou aqui outras vezes e está lá no grupo do Facebook, segundo o próprio SR. Os Paulos são os de sempre.

            Só restou isso pra você mesmo, visto que não tem mais pra quem torcer. Chora, freguês.

          1. Daniel+C

            Estava brincando contigo Sérgio. Vi seu comentário sobre o favoritismo de Nadal e Djokovic (Apesar de eu ainda ter que me convencer sobre o favoritismo do antivax)

            Mas uma coisa é certa: estava na cara que ia chover comentários de “Paulos” (3!) pra te responder rs. De brinde ainda apareceu um 4o fake (Morgado) kkkkk. Se eu tivesse que apostar, o sujeito pensou em registrar “Paulo Morgado”, mas decidiu disfarçar mais kkkkkkkkkk.

            Abs!

          2. Morgado

            “O que concorda com nossas ideias, assim como resistimos com desgosto ao que se opõe a nós, enquanto todo preceito de bom senso exige exatamente o oposto.” Duvido que saiba de quem é esse quote, mas fake eu não sou… a tentativa desesperada da “seita alpina” por argumentos ininteligíveis segue a prova.

        2. Paulo Almeida

          Boa, Ribeiro. Continue com suas previsões “à la Pessanha” que estão dando certo.

          P.S.: O GOAT paraguaio virou sucata desde que foi obliterado na semifinal do AO 2020 pelo Craque. De lá pra cá, até tentou funcionar cheio de gambiarras, mas não pegou no tranco, kkkkkkkk.

          Abs!

          1. Sérgio Ribeiro

            Me admira tu , Piloto . Estes fakes mais acima tudo bem .. Mas tu estas cansado de saber que mesmo Rafa e Novak ainda fora de forma são os favoritos para RG . Ali é briga de cachorro grande e nem a Vitória de Tsitsipas em Montecarlo me fez mudar de opinião. Não se faça de engraçadinho que pega mal pra alguém que acompanha o Esporte desde o longínquo 2008 kkkkkkk. Abs!

          2. Paulo Almeida

            Mas você que fez graça primeiro, dizendo até que o Djoko seria atropelado; eu e outros membros apenas retribuímos. Falar que não era bem assim e tirar o corpo fora depois do acontecido é fácil. Agora aguente, kkkk.

            De qualquer forma, Roland Garros está bem longe ainda, assim como até mesmo um possível título no Belgradão; um jogo de cada vez.

            Abs!

          3. Sérgio Ribeiro

            Tirar o corpo fora ? . Tente outra , desmemoriado Piloto ( conversamos na outra pasta que o garoto daria trabalho ) .Tirei foi um sarro com esse teu papinho de “ enferrujado “ .. kkkkkk. Abs!

          4. Sérgio Ribeiro

            Esse ” Seita Alpina ” já te entrega legal , caríssimo Fake Morgado. Fique tranquilo que quando postares com outro Nick , não vai colar . Somente uma pessoa postaria umas m***as e ainda colocaria a educação do meu filho no meio e citando a minha Cidade . Abs!

          1. Sérgio Ribeiro

            Já descobristes o fenomenal h2h do Sérvio com Laver , Borg e Sampras , caríssimo Paulinho ??? . Quem sabe se não descobres de uma vez por todas quem é o verdadeiro “ goat “ kkkkkkkkkk. Abs!

  17. Miguel BsB

    Ridícula essa perseguição aos atletas russos por Wimbledon, e, por trás, do governo Britânico. Eles não tem nada com essa guerra, são atletas profissionais exercendo sua profissão. Quando o cachorrinho Tony Blair invadiu o Iraque a mando de Bush, ninguém boicotou os atletas do ex império britânico.
    Espero que: a ATP, a WTA e a ITF pressionem fortemente e tomem medidas duras contra o torneio inglês, como, por exemplo, não permitir a computação dos pontos distribuídos em Wimbledon.
    2. Como o Dalcim mesmo mencionou, seria bacana ver uma grande união entre os tenistas e boicotarem esse torneio, em apoio aos seus colegas russos. Acho difícil isso acontecer, mas seria uma bela demonstração de união e força contra essa decisão absurda…

  18. Periferia

    O conceito da Aldeia Global do canadense Marshall McLuhan está mais vivo do que nunca.
    O mundo se tornou uma grande rede unificada…ligando indivíduos e corporações…
    É dele a frase ” o meio é a mensagem”.
    Wimbledon está mandando uma mensagem…e tem o direito.
    O torneio inglês faz parte da teia que abriga todos (para o bem e para o mal).
    Pode ser injusto com o indivíduo (o tenista)…mas é justo com o coletivo (todos).
    Retirar uma bandeira do estádio…ou o nome do país do placar…é pouco.
    Além de condenar…é preciso de atitudes firmes.
    Fazendo uma comparação…muitos diziam da necessidade de tomar a vacina (sou um deles).
    Diziam que era um “pacto coletivo”…ninguém poderia ficar de fora…independente se era justo ou não…o coletivo era mais importante.
    Para Wimbledon o coletivo é mais importante…
    …ou não?

    1. Gilvan

      O conceito de “aldeia global” deles é bem restrito, na verdade. Neste exato momento os EUA está bombardeando alvos na Somália, a Arábia Saudita já chega a 7 anos de bombardeios no Iemen, Israel já chega a décadas de apartheid contra o povo palestino, mas isso não parece comover os países do chamado “Ocidente”. Aliás, como nunca comoveu. Se for colocar na ponta do lápis as guerras americanas pelo globo, chegaremos a uma lista extensa, o que nunca foi motivo para sequer se cogitar um boicote aos americanos. Contudo, estes mesmos senhores da guerra promovem boicotes contra eventos esportivos na China, aos atletas russos, promovem embargos econômicos contra seus opositores… nessas horas o conceito de “aldeia global” sai pelo ralo e volta a boa e velha política do “Big Stick” americano.

    2. Gilvan

      Aliás, se formos falar de dominação e colonização de territórios estrangeiros, a Inglaterra está entre as líderes mundiais. São mais de 10 colônia britânicas espalhadas pelo globo em pleno século XXI, com direito a visitinhas regulares da família real sendo carregados em liteiras pelos “selvagens”, como se fazia na época dos escravos (que é o que essas nações são até hoje). Mas veja só você, até hoje o domínio da coroa britânica é glamourizado na nossa aldeia global. Como já foi o domínio belga no Congo, o domínio português em Angola e Moçambique, o domínio francês em diversos países da África e do Caribe… percebe um certo padrão nisso tudo?

      1. Periferia

        A Gilvan

        A justificação não é o melhor argumento (geralmente é o pior deles).

        “Mesmo quando todos dizem que o certo está errado ele continua sendo o certo…
        Mesmo quando todos dizem que o errado está certo…ele continua errado”

        Devemos condenar o errado…tomar atitudes concretas…proteger a coletividade….em qualquer lugar…o errado não serve para justificar nada.

        Abs

        1. Gilvan

          Concordo contigo. No entanto, quando aqueles que condenam o errado praticam os mesmos atos errados, há de se cogitar se eles efetivamente consideram esses atos como algo errado ou se estão simplesmente pensando nos seus interesses.
          Pior, alimentar preconceito contra todo um povo não se converte também num erro? Querer apagar o esportes, as artes, a cultura russa, parece a forma correta de combater o erro originário? Ou estamos simplesmente errando em dobro e alimentando um círculo vicioso? É algo a se pensar. Abs

    3. Willian Rodrigues

      Prezado, esta é uma visão interessante do processo. Privilegiar o coletivo em detrimento ao indivíduo…
      Creio que os dirigentes do torneio de Wimbledon estejam usufruindo do direito de enviar essa mensagem, por assim dizer.
      Por mais que doa e pareça injusto, essa punição pode mesmo ser correta.

      O que me preocupa, ou na verdade, me incomoda, é o seguinte:
      – se fosse à época da Guerra das Malvinas, eles barrariam os jogadores britânicos para protestar contra o próprio governo?
      – Caso os EUA invadissem o Brasil para se apoderar da Amazônia, eles fariam o mesmo com os jogadores estadunidenses?
      Poderíamos alongar essa lista…
      “A ignorância é uma dádiva” (Dante Belfort). Eu preferiria desconhecer as possibilidades.
      Mas, sinto que pode haver uma certa hipocrisia nessa decisão…
      Abs

      1. Periferia

        Olá William

        Não sou muito adepto da suposição…como vc usou no seu argumento… pergunto:

        E se todos os tenistas profissionais russos tivessem votado no Putin como o líder russo até 2024 (dizem que teve 56 milhões de votos na eleição de 2018)…eles poderiam ser barrados em Wimbledon?

        Vejo muitos comentários isentando a população…como se os ditadores chegassem ao poder através de uma nave espacial.
        Putin teve apoio para chegar ao poder…Hitler teve apoio para chegar ao poder…Bolsonaro teve apoio para chegar ao poder.
        O coletivo ainda é melhor ferramenta para não deixar o passado virar presente.
        É injusto com 30 (+ou-) indivíduos que praticam tênis???
        É…
        É justo e legítimo atitudes concretas contra o que está acontecendo…em defesa de milhares?
        Com certeza…

        Desculpe o momento “Pergunte e responda vc mesmo”….rs

        Abs

        1. Willian Rodrigues

          Periferia, desculpe-me pela insistência nessa discussão.
          Nesse aspecto, eu concordo plenamente com você: se Putin está no poder, é porque a maioria da população elegeu esse líder. Isso pode incluir, inclusive os atuais tenistas russos do Top Ten. Em momento algum quis isentá-los. Atitudes concretas são corretas e necessárias. Se 30 ou 50 vão sofrer para um bem maior, que seja. Mas, isso teria que valer para todas as nações!
          Minhas suposições são lícitas…
          Se a atitude por parte dos dirigentes de Wimbledon não seria a mesma com atletas de outra nacionalidade, a hipocrisia que permeia a situação torna o ato uma arbitrariedade imperdoável.

    4. Carlo Von Wagen

      Ou não…

      Ou que lge pergunto: seria justo punir uma etnia por conta do erro de um único indivíduo (ou de um grupo)?

      Não quero dizer que a puniçâo (sanções) pelas quais a Russia está passando sejam injustas (acho até justas), mas sim questionar a punição ao indivíduo, baseada em sua origem, tolhendo-lhe o direito ao trabalho e a vida cotidiana.

      Sei que a definição cultural de “origem”, na maior parte da Europa possui um significado cultural muito mais vasto que o nosso. Mas combarer discriminação com discriminação talvez possa levar a um resultado diferenre do esperado… ou não?

  19. Fernando Brack

    Imagino que a decisão de WB contra atletas russos e bielorrussos tenha origem na decisão de Putin de barrar Boris Johnson na Rússia. Uma pena, pois não acho que esportes, artes e cultura em geral devam se envolver na questão, por mais odiosa e cruel que seja a invasão e destruição da Ucrânia pelo tirano que governa a Rússia, apoiado por bajuladores igualmente tirânicos como o presidente da Belarus.

  20. Paulo Almeida

    Já tinha dito que seria bem duro o jogo com o Djere e acabou decidido na bacia das almas. Contra o Kec’s, o desafio será ainda maior e a não ser que melhore absurdamente de nível, vejo poucas chances, mas nunca duvide de Novak Djokovic.

    E o Monteiro, hein? Acho que pode surpreender o Khachanov também.

    1. Willian Rodrigues

      Olá Paulo!
      A bem da verdade, Djokovic continua se esforçando para sabotar a própria carreira e os recordes obtidos a duras penas.
      Nunca foi tão fácil derrotar um tenista nº 1 do mundo como agora…
      Ele está oferecendo esse bônus. Encontra-se extremamente vulnerável.
      Realmente, pelo que Kecmanovic vem demonstrando em 2022, será muito difícil para Djoko.
      Abs

      1. Paulo Almeida

        Willian,

        A autossabotagem do sérvio fez com que ele jogasse no lixo mais de 4000 pontos (ATP Cup, Australian Open, Indian Wells e Miami) e, pensando no lado da “ferrugem”, mais 1000 em Monte Carlo. É claro que não é certo que ganharia qualquer um desses torneios, porém a chance de conseguir pontuações consideráveis em todos eles era enorme e, por conseguinte, seguir tranquilo para bater as semanas da Graf. Agora é muito improvável com tantos pontos a defender, apesar de já ter garantido 368.

        Bom, pelo menos hoje tivemos uma grata surpresa com uma atuação melhor diante da sensação Kecmanovic.

        Abs!

  21. Fernando Brack

    Tsitsipas mostrou empáfia ao dizer que o Big3 não existe mais, como se ele e outros que hoje estão jogando bem tivessem superado os gênios em quadra. Obviamente, o Big3 não existe mais porque Federer deixou de integrar o grupo, assim como o Big4 deixou de existir quando Murray se lesionou seriamente. De minha parte, ainda espero ver esse grego levar muita lambada do Big2.

    1. Paulo Almeida

      Tsitsipas está longe de ser melhor do que Medvedev e Zverev e ainda quer falar de Big 3. Precisa levar outra paulada pra ficar quieto de novo e tomara que seja a terceira contra o Alcaraz.

    2. Luiz Fernando

      Essa eterna nextgen prima pela empáfia, mesmo ainda totalmente obscurecida pelo Big3, q ainda vai assombra-los por um tempo. Caso perdido…

      1. Sérgio Ribeiro

        Pareces que não anda lendo as declarações dos verdadeiros NEXT GEN ( até 21 anos ) , desinformadissimo , LF. Eles querem defontar os membros do Big Tree que estão em ação, os Titios Rafa e Novak. Pra se ter uma ideia Alcaraz ao atingir 50 Vitórias contra apenas 20 derrotas , ultrapassa todos os N 1 até então. Rafa ao atingir esta marca tinha o Recorde de 50 -31 , Federer 50 – 47 , Novak 50 – 29 . O mais próximo a Carlitos e’ o BAGRE da Kombi , Andy Roddick com 50 -22 rs . O falastrão Tsitsipas ( nada de Next Gen ) insistiu em jogar Barcelona e vai precisar jogar duas partidas amanhã. Provavelmente deve encarar Carlitos que se vencer o Torneio fura o TOP 10 aos 18 . Abs!

        1. Sérgio Ribeiro

          Ps. Novak já se posicionou totalmente contra a decisão de Wimbledon. Idem a ATP ameaçando retirada dos pontos . Se não voltarem atrás poderemos ter um boicote igual ao de 73 com cerca de 50 Tenistas não comparecendo ao SLAM Inglês. Abs!

        2. Luiz Fabriciano

          O termo criado pelo LF, eterna NextGen é justamente para diferir de NextGen, percebes?
          Se não quisesse produzir textão toda hora, entenderia a diferença.

          1. Sérgio Ribeiro

            Sem essa de textao ,L F 2 . Tsitsipas está na Nova Geração até 25 . Foram abordados três assuntos distintos . Em vez de babar ovo , pule os tópicos , preguiçoso comentarista rsrs. Ou então mande o teu ridículo amado mestre rsrs . Abs!

    3. Carlo Von VVagem

      Como torcedor, aguardamos pacientemente a chegada de um novo Rei.

      Esses príncipes regentes (como o grego) realmente não levam o menor jeito para o posto e herdar a coroa.

  22. Jocelino Jr

    Mestre boa noite

    Pelo que tenho visto do Kecmanovic nao vai dar pro Djoko amanha…

    Quanto aos tenistas nao poderem jogar WB é uma situacao muito delicada mas acho q ATP e WTA nao irao contra o Club.

  23. Daniel+C

    O Djokovic teve muita sorte hoje mesmo, pois o Djere entregou legal o jogo. Não acho que o ele irá passar pelo Kecmanovic nesse nível, mas é aquele tipo de jogo pra dar muita moral pro sérvio, caso ele vença. Tomara que não aconteça, claro rs.

    Uma coisa não faltou, como sempre. Um chilique seguido de uma bolinha arremessada na lona de trás, que assustou uma pobre juíza de linha. Juízes e boleiros terão que tomar muito cuidado nesse período de volta do sérvio, pois com o mesmo capengando, os chiliques devem ser mais intensos e frequentes.

  24. Gilvan

    A proibição dos russos de jogarem Wimbledon tem um nome: xenofobia.
    E fica claro que não importa muito o que os atletas, cantores, artistas russos façam. Podem xingar o Putin e todos os seus familiares, se dizerem contra a guerra, se alistarem na guerra pelo lado ucraniano, que continuarão a ser tratados como seres demoníacos pela propaganda de guerra. Já fizeram o mesmo com japoneses, chineses, mexicanos, coreanos, aborígenes… é o modus operandi das DEMOcracias ocidentais.

  25. Maurício Luís *

    Que absurdo Wimbledon boicotar russos e bielorrussos. Tão ‘se achando’. Será que passa pela cabeça deles que o Putin vai parar com a guerra por causa dessa proibição estapafúrdia? O Putin tá é se LIXANDO pro All England Stupid Club.
    Enquanto isso, no país das bananas… Carnaval no feriado de Tiradentes. Até que alguma coisa tem em comum. Do jeito que o povo tá ‘enforcado’…

    1. Maurício Luís *

      Pois é… segundo a lógica do negacionista antivaxx “emérito” aqui do blog & Cia Ltda, era pra ser assim. Não vacinados + fortes, + saudáveis… Este é o mundo paralelo onde vivem.

    2. Maurício Luís *

      Pois é… segundo a lógica do negacionista antivaxx “emérito” aqui do blog & Cia Ltda, era pra ser assim. Não vacinados + fortes, + saudáveis… Este é o mundo paralelo onde vivem.

  26. André+Borges

    Dalcim, se Monteiro vencer (o que é factível) poderá encontrar Djoko na semi e vencer um número 1 do mundo. Quantos brasileiros venceram #1 do mundo? Procurei a estatística e não achei. Lembro de Guga e Saretta só. Obrigado.

  27. sandra

    Dalcim, será que o Djokovic está com alguma contusão ? Estava lendo uma reportagem que em 2018 ele perdeu seguidamente, não foi a contusão do cotovelo ? Ou será que é mental ? E quanto a Wimblendon, por maior que seja minha admiração pelos seus textos, sou obrigada a discordar de você, os tenistas não tem culpa, mas aquela gente toda que está morrendo, tem muito menos culpa, todos nós sabemos de quem é a culpa!!!

    1. José Nilton Dalcim

      Discordar de que se eu não dei opinião, Sandra? A menos que você discorde que pode haver confusão, aí sim. Quanto ao Djoko, não há notícia de contusão. Me parece apenas falta de ritmo mesmo.

        1. Sandra

          Dalcim , peço desculpas a voce , voce como amante do tênis , não pode concordar realmente com os russos fora de Wimbledon, eu como simples mortal posso, aliás voce e todos que trabalham no mundo do tenis

Comentários fechados.