O velho Nadal contra o novo Nadal
Por José Nilton Dalcim
18 de março de 2022 às 00:25

O esperado reencontro entre Rafael Nadal e Carlos Alcaraz se concretiza em Indian Wells. Se dez meses atrás o pupilo de Juan Carlos Ferrero era apenas uma promessa talentosa, hoje o garoto de 18 anos já é considerado o mais provável súdito de Rafa, após um salto notável de resistência, velocidade, força e mão habilidosa.

A semifinal de sábado tem tudo para ser um eletrizante duelo entre duas gerações de espanhóis que jogam de forma claramente distinta mas que possuem como máxima a determinação ferrenha de lutar por cada ponto de maneira quase irritante e são dotados de recursos variados para optarem por diferentes e inesperadas táticas. Não dá para pedir mais.

O nono duelo entre Nadal e Nick Kyrgios foi além do que eu esperava, porque o australiano conseguiu resistir mental e fisicamente por quase três horas de intensa batalha. Um quesito pode ser o suficiente para definir a tênue diferença que favoreceu o espanhol: confiança. Com pouco ritmo competitivo nesse alto nível nos últimos meses, Kyrgios desperdiçou pontos cruciais, enquanto Nadal, em seu excepcional momento na temporada, nunca se desesperou e achou pequenas soluções que foram fundamentais. De novo, ganhou tiebreak e, como dizia Boris Becker, há muito mais de nervos do que de técnica num desempate.

O próprio Rafa explicou que, depois de escapar de um início tenso de terceiro set, decidiu mudar a posição de recebimento do saque com o único objetivo de mexer com a cabeça do adversário. E deu muito certo. Apesar de ter perdido dois games de serviço, no começo do jogo e para ceder o segundo set, no geral o espanhol utilizou muito bem o primeiro saque para conter a impetuosidade de Kyrgios. E se havia algum problema com o pé esquerdo, jamais demonstrou isso, deslocando-se de maneira notável.

Além da 19ª vitória consecutiva neste início de 2022, Nadal atinge a 76ª semi de nível Masters em 124 torneios disputados, ou seja, esteve pelo menos na penúltima rodada em mais de 61% das vezes. Com 402 vitórias em Masters em 485 possíveis, a eficiência está pertinho dos 83%, recorde absoluto.

Alcaraz por sua vez teve uma tarefa dura diante do atual campeão Cameron Norrie. O britânico liderou o primeiro set por duas vezes com quebras à frente, e repetiu isso no começo da segunda série, mas o empenho do garoto espanhol foi assombroso. Além de correr atrás de bolas impossíveis e fazer sempre o canhoto suar pelos pontos, utilizou muito bem outra vez as paralelas e sua visão para encaixar curtinhas esteve apuradíssima. Totalizou 36 winners, quase dois por game.

Sem dúvida, o saque de Alcaraz foi instável e ele sabe que isso será uma falha imperdoável diante de um canhoto muito mais experiente e de golpes bem mais pesados do que Norrie. Ao menos, ele já teve a experiência de encarar o jogo tão especial de Rafa em Madri do ano passado, quando levou um passeio no saibro veloz. No jogo desta quinta-feira, Alcaraz fez uma opção curiosa de ficar bem afastado na devolução do primeiro saque e jogar quase em cima de linha para retornar o segundo. Será que funciona contra Nadal? Curioso para ver.

A rodada desta sexta-feira define os outros dois semifinalistas. Tanto Taylor Fritz como Grigor Dimitrov já estiveram na penúltima rodada de Indian Wells, mas Andrey Rublev tem no currículo dois vices de Masters. O mais inexperiente é Miomir Kecmanovic. Ele enfrenta Fritz, que além da torcida tem histórico de 2 a 0, enquanto Rublev e Dimitrov farão o quinto duelo, todos em piso duro, com empate por 2 a 2. Nas bolsas de aposta, Fritz tem ligeiro favoritismo e Dimitrov é considerado razoável ‘zebra’.

Grandes jogos e número 2 em jogo
Três das atuais top 10 e uma ex-líder do ranking fazem uma rodada das mais interessantes na semifinal feminina de Indian Wells. Campeã de 2015 mas hoje apenas 26ª do mundo, Simona Halep leva vantagem de 2 a 1 sobre Iga Swiatek, enquanto Paula Badosa se mantém na luta pelo segundo título seguido e tenta repetir a vitória de novembro sobre Maria Sakkari.

Nos jogos desta quinta-feira, Sakkari começou lenta e viu Elena Rybakina abrir 4/1, mas depois a grega calibrou as devoluções e fechou com 18 a 12 nos winners, sendo 6 a 4 nos aces. Sakkari ainda tenta o primeiro título da temporada e chega a sua terceira semi seguida.

Badosa foi bem mais dominante e voltou a ter grande atuação, desta vez barrando Veronika Kudermetova em jogo sem sustos. Apesar de sempre forçar mais o jogo, a espanhola terminou com apenas seis erros. Swiatek, Badosa e Sakkari lutam entre si pelo número 2 do ranking.


Comentários
  1. Maurício Luís *

    Se o Nadal está assim, passando o rodo em todo mundo em quadras que nem são sua especialidade, fico imaginando o que vai ser quando entrar a temporada do saibro. Esse spin tenebroso dele faz estrago não é de hoje, ainda mais se o jogador o enfrenta pela primeira vez.

    ******** TÚNEL DO TEMPO- DE VOLTA PARA O FUTURO *******

    2024. Nasce Nadalzinho Jr, o primogênito do baloeiro.
    – … E aí, doutor, é menino ou menina?
    – Menino.
    – E… puxou pra mim ou pra Xisca?
    – Puxou pro senhor. Mas NÃO SE PREOCUPE, que o importante é ter saúde!

  2. Rodrigo S. Cruz

    Caraca.

    O Nadal tá “imparável” hein! 😱😱😱

    Acho que só o Djokovic e o Federer (em boa forma, claro) venceriam ele em Indian Wells.

    Depois ainda tem toda a temporada de saibro pra ele fazer a FESTA, e por fim tem Roland Garros.

    Mas com o que esse cara vem jogando em quadras duras, eu me pergunto qual é o tenista desse mundo que irá conseguir impedir outro título dele em Roland Garros…

    1. Willian Rodrigues

      Penso da mesma forma, Rodrigo.
      E Djokovic, além de chegar à temporada de saibro sem ritmo de jogo, retomará o circuito num saibro extremamente lento (Monte Carlo), onde já sofreu derrotas humilhantes.
      Outro aspecto importante será o psicológico… Como estará a cabeça do sérvio após tanta pataquada desde o AO?
      E pior, com a possibilidade de lidar com vaias da torcida em inúmeros jogos.
      A estupidez de suas crenças, modo de vida, ou seja lá o que for, praticamente entregou de bandeja nas mãos de Nadal a honraria (se é que se pode chamar assim) de GOAT.
      Considero o espanhol um gênio do esporte e vejo o título em boas mãos. Mas, para quem torceu para o sérvio desde o início de sua carreira, é uma pena assistir esforço hercúleo e a dedicação de uma vida para atingir determinados objetivos escorrer pelo ralo dessa maneira. Uma tristeza…

  3. Luiz+Fernando

    Alcaraz perdeu uma chance impar, segundo os especialistas do blog: venceu o magistral Norrie e não vai levar o titulo, como pode kkkkkkkkkkkk?????

    Estou com uma duvida: será q será Rafa q disputará a final amanhã? Ele teve menos winners kkkkkkkkkk. Com a palavra os de sempre…

  4. Paulo Almeida

    Grande jogo, apesar do vento no segundo set. O feto espanhol ainda precisará aguardar mais um pouco para levantar um Big Title.

  5. Luiz+Fernando

    Que partida louca, uma lenda viva versus um futuro grande campeão. Rafa continua a fazer historia, num piso no qual os recalcados de sempre diziam que ele não ganharia mais nada. Contra ele fica apenas a milonga de dizer q esta com dores no pe. Jogará amanha para igualar Djoko em M1000, e creio q vai conseguir…

  6. Samuel

    Muito interessante a partida de semifinal entre os espanhóis. A sorte dos adversários de Nadal em Indian Wells é que, nesse torneio, o tenista está dependendo de seu jogo mais básico, pois o saque está mediano, o slice está péssimo, as deixadas não surpreendem e o jogo de rede – embora hoje tenha arrancado alguns suspiros – só tem ajudado o jogador de vez em quando. Alcaraz demonstrou muita coragem para expressar seu inegável talento diante de seu ídolo. Mas, para variar, o número 4 encontrou brechas mínimas ao final para conseguir vencer.

  7. Paulo F.

    Que jogo patético.
    Para disfarçarem a vassalagem que todo o espanhol tem que ter pelo Nadal, fazem um joguinho tosco, tipo feminino, de quebras.

    1. Sérgio Ribeiro

      Comentário de 18 de MARÇO as 09: 08 : ” Um Post espetacular. Acho que ainda é cedo para Carlitos bater a LENDA. Aposto todas as minhas poucas fichas em Rafael Nadal ” . Tu acabas de postar a coisa mais ridícula em todos esses anos que estou por aqui. Caiu a ficha que não consegues mais fingir para os ” Nobres” . Um comentário bem diferente do meu acima rs . E bota diferença nisso. Se já tivesses pego numa Raquete , saberias o que significa jogar nestas condições. Fica frio que a gira de Saibro ainda não começou kkkkkkkkkkk. Abs!

      1. Sérgio Ribeiro

        Ps. Leia a resposta mais lá embaixo sobre o teu comentário ridículo de ontem sobre vassalagem rsrs . Abs!

    2. Samuel

      Estranho… Vi Alcaraz deslocando Nadal e forçando os golpes diversas vezes. Se não fosse a capacidade de o número 4 manter-se firme e sair da posição de defesa, a partida teria ido para o outro lado.

  8. Luiz+Fernando

    Primeiro set maluco entre TF e Rublev. Até estar vencendo por 41 e com varias chances de quebra p fazer 51 o americano parecia ser o maior jogador de todos os tempos. De repente caiu muito de nível e o russo empatou. E ai Rublev novamente voltou a se complicar e perdeu o set. Sendo franco, quando o americano dominava, não achei q o russo jogou mal, apenas não tinha como jogar contra quem estava jogando num nível absurdo.

    Rublev me parece ter cometido um pecado mortal no inicio da partida. Ao invés de focar no jogo, q estava bem complicado, se irritou contra alguém sentado próximo ao seu boxe, como se isso significasse algo. Duvido q alguém do Big3 agisse assim, total infantilidade…

    E o Meligeni, como errou nos comentários, cada vez q ele emitia uma opinião, acontecia o inverso kkk…

  9. Sérgio Ribeiro

    Pois é, lembras de quem fez chacota com os DOIS Pilotos da Ferrari ao FINAL da Temporada ???? . Tratou de correr logo pra se redimir kkkkkkkkkk. Em TODOS os assuntos , passas recibos diários . De longe o diversão garantida kkkkkkkkkk. Abs!

      1. Sérgio Ribeiro

        Deu um vareio tanto em Vettel como em kimi, sem carro . Duvido que saibas que hoje foi a DÉCIMA pole de Leclerc . E Sains espere pra ver o que acontece . A Ferrari vai brigar pelo Título a não ser que MAD MAX dispare . Aí quem não acredita sou eu .. Abs !

  10. sandra

    Dalcim, o que vc acha do Rublev como jogador ? Ele está sempre chegando mas não leva nada , mas em compensação ele já ganhou do Nadal, o todo poderoso, aliás não tenho certeza se se ele já ganhou do Nadal ! Já ganhou ?

  11. Luiz+Fernando

    Esse novo carro da Ferrari é bem competitivo, tanto Leclerc quanto Sainz poderiam ter feito a pole. Finalmente temos um motor com letras maiúsculas novamente. Como o francês ficou um decimo a frente do holandês, significa q ele estaria uns 7-8 décimos atras se os carros fossem invertidos. Quem sabe, vamos ser otimistas, melhor do q qualquer ferrarista esperava quando o ano terminou…

  12. Helena

    WTA -> Acho que as semis trouxeram o que de melhor o circuito tem a oferecer (já que a Barty não estava participando, claro).

    Muito bom ver a Halep voltando a competir em alto nível. Com 30 anos ainda tem muito a oferecer a circuito.

    Emocionante o discurso às lágrimas da Maria após conseguir chegar na final, dizendo que treinou a vida inteira para isso. Nem sei quantas semis ela chegou – mas perdeu- nos últimos tempos. Gostei das subidas à rede, algo que não fazia muito, mas que é coerente com o aumento de variedade no seu jogo.

    Já a Paula achei que ficou muito presa dando pancada lá atrás. De qualquer forma, acho que deve sair com a cabeça erguida. Embora os pontos só venham a cair no final do ano, era uma grande responsabilidade defender o título e fez uma grande campanha mesmo estando em uma fase não tão inspirada.

    A Swiatek tem todas as condições de ser uma top5 por muitos anos, incrível como evoluiu na quadra dura. Ainda por cima seus desempenhos nas últimas finais são de assustar qualquer adversária. Dessa vez, contudo, estarei na torcida pelo lado bom da Grécia.

    ATP -> Enquanto a final das meninas ficou bem equilibrada, a dos meninos ficou meio perneta. Tanto Fritz como Rublev têm condições de levarem o título, mas o duelo não conta com metade da ansiedade que vai ser ver o duelo Rafa x Alcaraz. Aliás, quando Carlitos chegar no top 10, imagino a emoção dos espanhóis de verem o maior atleta de sua história e esse prospecto de lenda (desculpem, não consigo conter a empolgação). Se Alcaraz virar um jogador histórico, essa tabela com os dois presentes vai ser uma linda recordação. Não tenho segurança nenhuma dos meus palpites, mas vou arriscar em Rublev X Rafa, embora a pessoa mais interessante para tirar a invencibilidade de Rafa seja o seu fã/herdeiro.

    DUPLAS -> Adoro os jogos de duplas, mas esse começo de ano das masculinas tem sido assustador. As duplas formadas por jogadores de simples estão passando o rodo nos troféus.

    1. Sérgio Ribeiro

      E não é de hoje , cara Helena . John McEnroe e Peter Fleming juntos venceram 60 Títulos . O Big Mac conseguiu a proeza de Ser N 1 simultaneamente em Simples e Duplas . Com direito a 7 SLAM e 2 FINALS . Sem desmerecer os campeoníssimos Irmãos Bryan ( 89 Títulos ) , imagino se teriam tantos sendo contemporâneos de McEnroe e Fleming … rs . Abs!

  13. Luiz Fernando

    Iga está com jg p ser campeã domingo, me parece q seu maior problema será lutar contra os ENF q a tem prejudicado. A grega também tem ótima potencia mas me parece mais regular, ao menos no momento. Muito equilíbrio…

  14. Sérgio Ribeiro

    Cadê que na hora deu pra torcer contra Iga rs . E me confundi todo rs . Iga pode atingir já o N 2 do Mundo caso Badosa seja a outra finalista sem necessidade de levar o Caneco . Que me desculpe Sakkari, mas a musa Espanhola merece ida a FINAL rsrs. Abs!

  15. Arthur

    Dalcim, eu acho que dá pra cravar que o maior showman do tênis mundial na atualidade é o Kyrgios (sujeito a debates, claro, mas estou firme nessa convicção).
    Sem parar pra pensar muito, eu só consigo imaginar o Fognini e talvez o McEnroe nesse “ranking”.
    Mas fazendo um retrospecto no tempo, quem mais você colocaria nesse ranking?

    Um abraço.

    1. José Nilton Dalcim

      Puxa, Monfils talvez lidere esse ranking, Arthur. O Bublik tem se saído muito bem também… rsrs… Dos antigos, Connors, Nastase, Noah…

      1. Arthur

        Verdade, Dalcim!
        Acabei me esquecendo do Monfils! Kkk
        Figuraça, também.
        Talvez desse pra colocar o Brown também, mas como os resultados dele em geral são pífios, acho que não dá pra considerar nesse ranking, heheheh…

        Um abraço.

  16. Luiz Fernando

    Grande partida da Iga, não fossem os ENF venceria de uma forma mais rápida e tranquila. Impressionante a velocidade da bola e a agressividade do jogo da polonesa. Quando encontrar uma forma de reduzir os ENF, desenvolver o jogo de rede e implementar mais variação em seu estilo, se tornará uma candidata fortíssima aos grandes títulos das quadras duras…

    1. Luiz Fabriciano

      Torço por ela também.
      Teve um game no segundo set que foram 5 erros não-forçados de forehand em sequência.

  17. Lourenço

    Cueca encravada agradece todos os dias a Deus por Novak não ter jogado Austrália Open e Indian W.
    O espanhol não venceria um set sequer, quanto mais um jogo.

    Qual foi a última vez que ele tirar um set do sérvio nas hards?

    1. Carlowagen V. W.

      Pra alguèm vencer, precisaria ao menos estar inscrito no torneio e ter entrada autorizada no paìs.

      Quanto ao sèrvio, infelizmente tem mostrado nos ùltimos torneios exatamente aquilo que não mostrou durante toda a carreira, que è:
      – Um mental de geléia. Impressionante como no auge seu cèrebro transformou-se de pedra em gelatina.

      Ou, “amarelou” como diriam outros.

      Entâo, lamentavemente se atè 2020 ele comia fìgados, em 2022 podemos dizer que ele voltou a mamar na mamadeira, no melhor estilo Kirgios.

  18. Thiago+Silva

    Surreal essa raquetada do palhaço de circo, foi umas dez vezes pior que a bolada do Djokovic, o sérvio pediu desculpas na hora, o australiano saiu andando como se não fosse nada, nessas horas que a gente vê o caráter, pra mim é impossível torcer pra um cara assim.

  19. José Eustáquio Masculino Cruz

    Boa noite a todos,espero ser um jogaço se Rafa perder nada mudará.e se o Carlito ganhar vai ser bom para ele e que siga jogando seu tênis maravilhoso está novo,fortalecendo,tem algo ainda que possa melhorar,e a vida segue.Rafa está passando o bastão ou estará Rafa consolidou-se agora Carlito tem que mostrar muito ainda e vou te dizer Rafa tem os milimetros da quadra .mas pode ser que Carlito chegue e arrebente o Rafa e tudo bem!

  20. Luiz+Fernando

    Olha assisti o jg do Rublev agora a tarde e mudei meu conceito acerca do cara, o achei melhor do q quando o vi ao vivo, mais encorpado, com melhores golpes, mais regular. Parece estar num excelente momento, creio q será um adversário duro amanha e domingo, embora o veja ainda claramente inferior a Rafa e talvez um pouco acima de Alcaraz…

    1. Sérgio Ribeiro

      Antes tarde do que nunca , ou seja , dizia que o cara não nasceu pra MASTERS 1000 sem vê-lo jogar e de maneira jocosa e repetitiva pra variar . Fostes um dos primeiros da Turminha a afirmar que toda a Nova Geração já havia caído em Indian Wells.., Uma Semi é Rublev x Taylor Fritz . A outra é ALCARAZ x Touro . Acima de 24 somente o Miura . Segundo alguns Atletas o Russo é um dos que mais treina no Circuito. És mesmo o diversão garantida kkkkkkkkkk. Abs!

      1. Luiz Fernando

        Serginho nunca disse isso, disse q ele era o rei do ATP 500, e é mesmo, ou será q venceu algum M1000? Mas o cara está progredindo… Quando a errar prognósticos, não teve um tal de SR q dizia q Iga perderia hj kkkk? Esse mesmo SR também disse q não acreditava q Rafa poderia vencer Kyrgios e Alcaraz e depois mudou de ideia? Os pensamentos mudam, as opiniões mudam, pena q a arrogância não kkkkkkk…

        1. Sérgio Ribeiro

          Fernandinho, dissestes N vezes que o rapaz era jogador apenas de ATP 500 . Nessas suas afirmações ridículas de deboche . Nem sabias que o magistral Norrie já havia levado o seu . Disse que iria torcer pela Musa e não que a jogadora que apontei como a que deve incomodar BARTY , iria perder . Compre um Óculos ou Tablet , guri. Kkkkkk. Abs!

          1. Sérgio Ribeiro

            Não acreditava que bateria os DOIS em sequência . O jogo já aconteceu ???? Aprenda a ler , Fernandinho . Se existisse arrogância é por parte do diversão garantida kkkkkkkkk. Abs!

  21. Oswaldo+E.+Aranha

    Djokovic está fora do circuito e afastado por algum tempo, mas há pessoas inconformadas e frustradas que não o esquecem; penso que até têm pesadelos com o sérvio.

      1. Gildokson

        Acho perfeitamente normal continuarem falando de um dos melhores jogadores em atividade, se não o melhor, pois Djoko ainda vive um momento na carreira onde ele ganha títulos importantes e ainda é candidato a títulos futuros. Agora ficar o tempo todo falando de um cara que não joga praticamente à 2 anos, longe de ser candidato a qualquer coisa importante à um bom tempo e que já não é mais o homem a ser batido, inclusive superado em seus mais valiosos recordes, eu acho sim OBSESSIVO.

        1. Sérgio Ribeiro

          O mais incrível, Gildokson , é que a maioria das figuras torcem por dois jagodores ao mesmo tempo. Na verdade um só pra eles não é o bastante. Mas fique frio que se o Touro vencer RG 2022 , vai ser cada um por si e esquecem o Craque Suíço kkkkkkk. Abs!

          1. Sérgio Ribeiro

            Ps. O “ goat “ Paraguaio ainda não superou o Craque em SLAM . Se Roger no seu curto retorno vencer 5 partidas , ele tira de Jimmy Connors o número de partidas jogadas e o de Vitórias em toda a Era Profissional. Abs!

  22. Vitor Hugo

    Verdades:

    Kyrgios tem a carreira de um amador. Não tem disciplina, joga quando quer, fora de forma.
    Mesmo assim dominou a maior parte do jogo contra o baloeiro.a diferença de habilidade e técnica é abissal, já a física…
    Se levasse a carreira a sério e estivesse pelo menos 80%, certamente teria atropelado ontem por 2×0 fácil fácil…
    Tecnicamente é superior ao espanhol.

    Sobre o Alcaraz, só espero que dê uma hora pra outra não apareça com 40cm de braço e físico de fisiculturista… E espero que não recorra aos venenos como alguns espanhóis.
    Garoto tem futuro. Fã de Federer!

      1. Valmir da Silva Batista

        PAULO F., concordo com você. Acho normal não gostar de determinado tenista, agora inventar factóides como quem faz beicinho apenas porque o mesmo tenista está em alta ou tem uma carreira brilhante, é pura canalhice. Eu, por exemplo, não gosto nem do jogo e nem do comportamento extra quadra de Djokovic, mas não é por isso que vou avaliar sem discernimento sua trajetória no tênis. Esse Vitor Hugo é um boçal, e já que ele falou em veneno utilizado para dar desenvoltura ao jogo de tênis, eu gostaria que ele completasse a merda que disse, citando os nomes dos tenistas espanhóis que fazem uso de anabolizantes…

    1. Bebeto

      O Nadal tem vários fãs ou grandes admiradores entre os proprios tenistas, vários amigos, etc. Vc acha mesmo q é possivel q eles nem saibam nem ao menos suspeitem q o Nadal se dopa? Pq mesmo q nada pudesse ser provado, so a desconfiança os faria se afastarem dele. Vc vai continuar escrevendo essas coisas? Se for, me avise, pq vejo q vc tem ideias engraçadas, e eu gosto de rir.

      1. Luiz Fernando

        Afora o Federer q mandar os filhos pra academia do cara, será q ele quer q eles aprendam a se dopar. Esse rapaz de multiplos nicks está desesperado, temos q dar um desconto kkk…

    2. SANDRO

      Ah tá… Dá um tempo viúva do Roger FREGUÊSer…
      Nadal tem 21 Grand Slams e 36 Masters Mil, quero ver o FREGUÊSer ou o Kirgios barrar isso!!!

    3. Alexandre

      No começo eu achava que era um devaneio pontual, mas é mau-caratismo recorrente e consciente. Toda postagem do VH tem a mesma balela de doping.

      Fico imaginando quão frustrante deve ser ver seu jogador preferido fora de combate enquanto o rival bate recordes.

      O jeito é apelar, inventar mentiras e passe vergonha nas postagens.

  23. Samuel

    O caso do tenista Igor Marcondes expõe situação própria do Brasil: boa parte daqueles que participam do meio tenístico consideram-se “irresponsáveis” por absolutamente tudo o que ocorre no tênis. Em regra estão presentes nas comemorações ufanistas que ocorrem a cada 10 anos. Então surgem talentos medianos ou flagrados por doping, corrupção ou outras violações “meramente” formais.

    Não é muito diferente disso a maneira com que os integrantes do aparato estatal tratam a criminalidade (violenta ou não). Cada qual pensa que não cabe a ele “mudar o mundo”, de modo que omite-se um pouco até que a corrupção e a violência têm domínio sobre a sociedade.

    Deixo aqui ótimo texto para quem não vê responsabilidade nos envolvidos com o tênis ou para quem se compadece com os tenistas nacionais que violam regras muito mais graves do que jamais sonharam Serena, Zverev ou Kyrgios:

    https://www.uol.com.br/esporte/colunas/saque-e-voleio/2022/03/17/gancho-de-marcondes-e-alerta-tenis-precisa-de-mais-cobranca-e-autocritica.htm

    1. João ando

      Samuel o kirgios deve usar outro tipo de drogas ….não sei como ainda não foi pego….acredito em maconha e cocaína e talvez até crack

      1. José Nilton Dalcim

        Você ficaria surpreso ao saber quantos grandes tenistas, incluindo brasileiros, fazem uso de maconha, Ando. Cocaína é menos comum.

        1. Miguel BsB

          Diz pra gente aí Dalcim, fiquei curioso…ou é complicado pra vc?
          Pelo menos um estrangeiro…
          Eu posso falar de um: Big Mac. Assisti uma entrevista do Liam Gallagher, ex vocalista do Oasis. Uma história que ele conta é do McEnroe chegando num backstage dps de um show deles em NY, acende um baseado, pega uma guitarra e começa a tocar uma música pros caras rs
          Tem um outro, ídolo, surfista nas horas vagas, que eu sempre desconfiei que gosta da erva do Bob Marley hehe

          1. Sérgio Ribeiro

            Então, Miguel . Da geração “ sexo , drogas e Rock ‘N Roll “ a maioria sem dúvidas . O blogueiro não vai bater a lista , mas esse Surfista nas horas vagas não ponho minha mão no fogo rsrs. Abs!

      2. Samuel

        Sr. João Ando,

        Entendi seu ponto: o senhor ressalta que há jogadores que são usuários de substâncias ilícitas, mas que não são flagrados em fiscalização antidoping. Possivelmente existam. Mas meu ponto não é exatamente esse. Claro que o uso de narcóticos, salvo sob rígido controle médico, é sempre reprovável. O usuário é um criminoso que está contribuindo para o crime, isso porque a distribuição de drogas mais prejudiciais à saúde é necessariamente dominada por traficantes de drogas à medida que tais criminosos conseguem fornecer seus produtos a preços mais baixos que o “mercado formal”, mesmo nos países e nas localidades onde essas coisas são liberadas / incentivadas pela lei. Além de tudo, viciados ainda dão problemas para a família e para a sociedade. Por óbvio que o uso de substâncias narcóticas por tenistas é ainda mais execrável, pois são profissionais que servirão de inspiração a crianças.

        Quando escrevi as palavras acima, porém, não pretendia expor em primeiro lugar preocupação sobre a delinquência (sejam dos tenistas dopados, dos usuários em geral de narcóticos ou dos traficantes de drogas).

        Estou preocupado com a omissão das pessoas vinculadas ao tênis. Parece que em grande medida tratam o esporte apenas no seu lado lúdico (que é destinado ao público). Tenho a impressão de que não se ocupam tanto com o aspecto profissional (ou seja, com todo um conjunto de prescrições que devem ser aprendidas e estritamente observadas pelos tenistas).

        Apesar de ter acompanhado pouquíssimo o tênis pela televisão brasileira nos últimos anos, nunca ouvi comentaristas serem críticos ou duros com relação à INFRAÇÃO DAS REGRAS PROFISSIONAIS por vários tenistas nacionais, inclusive por alguns que foram número um do Brasil. Tampouco li posições firmes contra tais infratores ou suas infrações em sites e blogs. Nem nas academias ouço falar que essas violações éticas seriam vistas como algo reprovável. Apenas são contadas como notícias e como se “um bobo” tivesse tido flagrado por órgão de fiscalização.

        Em suma, percebo que há muita leniência no meio tenístico em relação à observância da ética profissional. Talvez seja uma visão baseada em uma experiência pessoal bastante limitada. Espero que seja. Mas a quantidade de punições a tenistas brasileiros mostra que possa haver algo errado em sua formação, bem como na cultura do nosso esporte.

  24. Marcelo+Costa

    Deixando toda a questão da vacina, mas o sérvio ter 46 vitórias seguidas é algo incrível, isso em 2011 com todo big4 mais jovem, ferrer, wawrinka, delpo e cia ltda. Esse recorde não veremos ser quebrado tão cedo.

    1. Luiz Fabriciano

      Por dois pequenos detalhes, ele não fez o record histórico de vitórias em um início de temporada.
      O primeiro foi que Fabio Fognini fez um jugo duríssimo contra alguém que não me lembro, de 5 sets em RG daquele ano. Venceu, mas abandonou sua próxima rodada, que seria contra o sérvio, ou seja, Djokovic passou de fase, mas não contabilizou a vitória. Bastava essa mais para superar o record.
      O segundo, que enfrentou Roger Federer, na semi, em seu melhor momento em RG e sucumbiu por 1x 3.

    2. Sérgio Ribeiro

      Não há dúvidas , Marcelo. Mas sequência de 33 Vitórias CONSECUTIVAS ( 1973 a 1980 ) de Bjorn Borg na Copa Davis em melhor de 5 Sets é a mais impressionante , a meu ver . Abs!

      1. Willian Rodrigues

        Prezado Sérgio, aprecio inúmeros de seus comentários. Sobretudo o fato de valorizar tenistas de outra geração…
        E também por não se conformar com certos tipos de comparação, que são realmente descabidas.
        MAS, essas 33 vitórias consecutivas do Borg, ainda que em melhor de 5 sets, não podem ser comparadas ao recorde de Villas ou mesmo à sequência de 43 vitórias do Djokovic em 2011.
        Deve-se levar em consideração que na DAVIS, enfrenta-se grande número de adversários de ranking muito inferior, com enorme discrepância.
        Mais inda, o intervalo de tempo entre uma rodada e outra possibilita que o tenista esteja, eventualmente, mais descansado.

        1. Rafael+Azevedo

          Sem falar que ele perdeu um monte de partidas, em outros torneios, nesse intervalo. Ou seja, o cara é invicto perdendo…

        2. Valmir da Silva Batista

          WILLIAN RODRIGUES, e esse “intervalo de tempo entre uma rodada e outra”, além de não criar uma atmosfera de caça ao tenista imbatível, pelo fato da Copa Davis ser uma disputa por equipes, também pode diluir a sensação exultante do tenista em questão, já que o acirramento no circuito normal ocorre no dia a dia não fragmentado, enquanto que os jogos da Davis são numa data “X”, seguidos por outros apenas um longo tempo depois…

        3. Sérgio Ribeiro

          Tudo bem , Willian. Mas Copa Davis e’ onde ocorre as maiores Zebras da história. Tem muitas Lendas que não sabem jogar pelo País . Sampras chegou a perder em casa na Grama pra Corretja , o garoto Roddick foi quem salvou o USA . Mas como a de Novak foi quebrada pelo Craque Suíço em RG 2011 , fiquemos com ela rsrsrs. Abs!

          1. Willian Rodrigues

            Verdade, Sérgio!
            Essa foi a melhor partida a que eu assisti Federer realizar no saibro. Realmente destruidor, porque Djokovic estava em uma fase exuberante.
            Abs

    1. José Nilton Dalcim

      Sem dúvida, golpes de base excelentes, ótima movimentação. Acho que ele pode trabalhar ainda mais o saque e a devolução.

  25. Carlo V. Wagen

    Melhor inicio de carreira de um jogador em muito tempo.Eu o compararia ao início de Djoko, Murray, Delpo e do próprio Nadal. Torço apenas por um bom jogo e que vença o melhor.

    ***Ainda é muito cedo***, mas interessante mesmo seria se assim como Sampras o fez no passado, ele atropelar os sonhos desta Geração que está entre os BIGs e ele e ser coroado Novo Rei, tomando o trono destes regentes e candidatos a regentes que estão no caminho e não evoluem mais.

    Nada contra os jogadores desta NextGen: Trata-se de uma ótima safra. Apenas não conseguiu ainda derrubar o BIG3/BIG4, nem convencer que podem ter o mesmo nível dos BIGs.

  26. Luiz Fernando

    Dalcim vc arriscou abaixo e vou arriscar acima: vc não acha esse jogo dos espanhóis uma final antecipada? Eu sinceramente acho…

  27. Valmir da Silva Batista

    ACHO UMA GRANDE TOLICE essa conversinha fiada da maioria dos comentaristas aqui dizer que Alcaraz ainda não está pronto para vencer Nadal. É claro que está, afinal, será “apenas” uma partida a da semifinal em 19/03/2022 e não a mensuração total e comparativa entre ambas as carreiras. Sim, é “apenas” uma partida, e se Rafa vencer será normal, assim como se ocorrer o inverso e Alcaraz vendê-lo, a guerra na Ucrânia e o preço do pão francês seguirão no mesmo patamar. Porém, parece que tenho que lembrar os desavisados que o próprio Nadal assombrou o mundo entre 2004 e 2005, passando o rodo geral com a mesma idade do novo prodígio espanhol. No fundo, essa analogia cheia de clichês dos meus colegas de blá blá blá aqui do blog, já foi reiterada em outros tempos, no que se refere aos apenas razoáveis Zverev, Tsitsipas e Thiem, dentre outros do mesmo naipe, quando estes tinham os mesmos quase 20 anos de Nadal e Alcaraz em épocas distintas. Entretanto, por volta dos 25/26 anos, um pouco menos talvez, cadê que eles configuraram algum jogo sólido pra cima da velha guarda? O que quero dizer é que os patetas de analogia ruim diziam que quando estes ainda estavam nas fraldas, a exemplo de Alcaraz agora, no máximo conseguiriam desejar bom dia a Djokovic e ao próprio Nadal, por exemplo, e, no entanto, sem evoluírem quase porra nenhuma desde que tinham lá seus 17/18 anos, além de bom dia, agora desejam até boa tarde e boa noite aos vovôs craques de bola do tênis. Entidades como Sampras, Agassi, Safin, Chang, Hings e Seles e de novo o próprio Nadal, dentre outras, mal haviam terminado o ensino médio, quando começaram a passar o trator em todo mundo. Vou torcer para o Nadal porque é meu tenista predileto, mas Alcaraz tem bola para vencê-lo. Se isto ocorrer, não vou ficar puto, caso contrário, é porque se tratará do mesmo Nadal de sempre…

  28. Miguel BsB

    Alcatraz mal chegou e já se tornou o Rei das Deixadinhas (de direita). Nunca o vi fazendo uma de esquerda. Aí é o departamento do Maestro Roger Federer…

  29. Bebeto

    Os anti-nadalistas estão usando a tática do “esse torneio está uma barbada pro Nadal, claro q ele vai ganhar”, pq a dor de mais uma mordida do Nadal dói menos. Psicologia elementar. Ah, mas se acontecer do Nadal perder, eles VOAM pra cá pra metralhar o teclado. Exorcizam todos os monstros, q vem se acumulando. Olha, queria deixar claro q, assim como o Nadal, Federer e Novax tb sao excelentes tenistas, os tres melhores all-time. Bom finde a todos.

    1. Daniel+C

      Eu sou federista e já fui anti nadalista, mas atualmente me rendi ao espanhol. Se ainda existir anti-nadalista por aí, tá na hora de repensar. O cara é um exemplo de determinação e comportamento dentro de quadra. E o jogo dele é diferenciado também.

      1. Bruno

        Também revi meus conceitos em relação ao Nadal.
        E um mostro,hj em dia é para quem eu torço.
        Obs.Federer em primeiro

    2. Helena

      De uma forma geral, o que acontece nesses casos é:

      a) Quem torce contra -> Diz que o torneio está fraquíssimo e que só uma catástrofe tiraria o troféu das mãos só jogador (que normalmente se chama Rafal, Novak ou Roger). Dessa forma, se o jogador ganhar é uma forma de desmerecer o resultado, afinal isso só aconteceu porque o torneio era fraco. Por outro lado, se perder, vão tentar diminuir ainda mais dizendo que foi derrotado mesmo com o baixo nível da competição.

      b) Quem torce a favor -> Irá valorizar todos os adversários e talvez até acrescentar que seu favorito não está bem por tal e tal razão (pode ser idade ou problemas físicos). Assim, caso vença será mais uma façanha. No caso de perder, então o coração já estava preparado, afinal as circunstâncias realmente não estavam favoráveis. É meio que como na época do colégio em que achava que iria tirar 8, mas dizia que achava que ia levar um 6,5. Se chegasse o 6,5, evitava a decepção. Se chegasse um 8, seria aquela grande notícia “não esperada”

      Esse ano foi pra lá de interessante ver as torcidas sobre o fato do Rafa encarar Shapo e Berrettini, mesmos adversários de Nole em Wimbledon.

  30. Gilvan

    Nick Kyrgios seguindo os passos do seu novo amigão, Novax Djocovid, tacando uma raquete em cima de um boleiro.
    Lógico que ele se defendeu dizendo que não teve a intenção de atingir o boleiro. Assim como o seu amigão sérvio também disse que não teve a intenção de atingir a garganta da juíza de linha no US Open.
    Como diz o ditado: de boas intenções o inferno está cheio.

    1. Rodrigo S.Cruz

      Jogar a raquete sem olhar pra onde ela vai é uma coisa.

      O que me deixa puto é que o Djokovic faz careta, xinga, berra, e apressa os boleiros em vários pontos.

      Como se os rapazes fossem meros EMPREGADOS que estivessem ali para servir ao sérvio.

      Eu acho o Djokovic um cara detestável…

      1. Luiz Fabriciano

        Palavras de Rodrigo S. Cruz, em 6 de junho de 2019, às 10:22:
        “… vamos dar a César, o que é de César…
        O fair-play do Djokovic, como sempre é elogiável.
        Quando o Zverev sacava em 3/4, no primeiro set, ele acertou uma bola na linha.
        Mas o “porcaria”, o INÚTIL do juiz de cadeira, não quis deixar ele repetir o saque.
        Daí o Novak foi lá, procurou minunciosamente a marca, e depois passou o pé…
        Atitude digna de um campeão.
        Não é a primeira vez que Djokovic age assim…”

        Sem lero-lero, os boleirinhos estão lá não só para servir Djokovic, mas também a qualquer outro que estiver com ele em quadra.
        Essa é a função deles. Apressa-los, às vezes, é necessário. Ou nunca fizeste o mesmo?
        Grande FINDES.

        1. Rodrigo S. Cruz

          UAU!

          Mas jura que você foi resgatar uma fala minha lá do século passado?

          Bem, se tivesse pesquisado mais a fundo teria visto eu criticar esse mau-caráter da Sérvia que vc idolatra, várias outras vezes, e pelo mesmo motivo: ataques covardes aos boleiros.

          Nada pessoal contra você, Luiz.

          Mas eu acho que vc deveria parar de passar tanto pano pro Djokovic.

          De verdade, amigo.

          Se não, daqui a pouco vão começar a te chamar de “flanelinha do blog”.

          Abs.

    2. Heitor

      Vi no Twitter que o kyrgios mandou msg para o boleiro perguntando se ele estava bem, pediu desculpas de novo e perguntou se ele queria uma raquete de presente. Bela atitude!

    3. Carlos Reis

      É obvio que não foi proposital, em nenhum dos casos citados por “vossa incelência”, vocês pensam assim porque tem birrinha com os jogadores citados, muitos de vocês adoram julgar os outros e C_gar RegrA.

    4. Luiz Fabriciano

      Novak Djokovic queria matar a juíza de linha, mas infelizmente ele errou a bolada, pois, estava de costas quando fez tal movimento.

    5. Valmir da Silva Batista

      GILVAN, como você analisa mal as situações quais se propõe a fazê-lo. O que quero dizer é que você não pode se pautar em fatores como as intenções de um tenista, já que isto é algo intrínseco, ou seja, o que deve ser avaliada é a atitude em si, a menos que você queira convencer os que acompanham este blog que Djokovic e Kyrgios realmente focaram em atingir a juíza e o catador de bolinhas, respectivamente, a propósito, eu não consigo imaginar ambos conjecturando desta forma, a saber: “eu, Djokovic, vou foder aquela juíza, acertando-lhe uma bolada”, ou ainda: “eu, Kyrgios, vou foder aquele catador de bolinhas, desferindo-lhe uma raquetada no pé do ouvido”. Tenha santa paciência, né, Gilvan?! É claro que não estou aqui defendendo as atitudes dos dois nervosinhos, mas sim detonando o seu péssimo senso de avaliação. Para encerrar minha aula gratuita a você, devo salientar que com ou sem intenção, os destruidores de raquetes e os atiradores de bolinhas indevidas devem ser punidos exemplarmente pela ATP e demais entidades do tênis…

      1. Gilvan

        Repito o que disse antes: de boas intenções o inferno está cheio.
        A questão é que, a despeito da intenção dos 2 “bad boys” do circuito (hoje amigos próximos), ambos agiram de forma totalmente reprovável e irresponsável. Pra mim, neste caso, a intenção dos 2 é irrelevante. Poderiam dar as mãos ao menino Sasha e tomarem um belo de um gancho da ATP.
        Aliás, não tenho dúvidas de que o Djocovid faz as canalhices que faz fora das quadras com a melhor das intenções.

        1. Valmir da Silva Batista

          Como é que você pode afirmar “Pra mim, nesse caso, a intenção dos 2 é irrelevante”, se no mesmo pacote você reconsidera e diz que “de boas intenções o inferno está cheio”, ao se pendurar no infame clichê, se contradizendo mais uma vez? Quanto a punições aos despirocados de raquete, ao cometerem seus desvarios, eu mesmo já havia observado, em meu comentário anterior a você, que isto tem mesmo que ser feito pela ATP e demais entidades do tênis…

  31. Vinicius

    Dalcim, no ano passado o alcaraz disse em uma entrevista que o seu estilo de jogo é parecido com o do federer. Você percebe essa semelhança no estilo de jogo dos dois?

    1. José Nilton Dalcim

      Eu até já falei sobre isso aqui, Vinicius. Acho que os golpes em si não, mas a forma de tentar impor o jogo agressivo, pegar bola na subida, definir na segunda bola são padrões realmente parecidos com o do suíço.

  32. Andre Eduardo

    Creio que já tenho para quem torcer, quando Nadal se aposentar das quadras. Que jogo agradável tem o Alcaraz! Espero que, ao contrário de tantos “talentos do futuro” de um futuro que nunca chegou, o jovem espanhol possa fazer história no esporte.

  33. Vitor Ferreira Boico

    Nadal poderia servir de exemplo para a gurizada do Brasil!! Profissionalismo no nível maximo, dedicação total.

    Dalcim diante do absurdo que aconteceu com o Marcondes, dos inúmeros casos de Doping entre atletas nacionais, vc vê uma saída para o tenis brasileiro ou ainda vamos cavalgar neste amadorismo por anos?
    O que a CBT poderia fazer para não acontecer mais casos de doping? Lembrando que Bia, Bellucci e etc já perderam temporadas por causa disso, até quando?

    1. José Nilton Dalcim

      O Marcondes não teve um caso de doping positivo desta vez, mas foi punido por não estar presente para o teste-surpresa, conforme regulamento internacional. Acho que CBT não pode fazer nada diante da carreira individual dos tenistas, que possuem equipes próprias.

  34. FERNANDO/MG

    Prezado Dalcim, creio que essa semifinal de amanhã, entre o espanhol multicampeão do presente, contra o futuro multicampeão, também espanhol, é o pior dos pesadelos para os torcedores do sérvio (os torcedores do Federer atualmente enxergam a rivalidade de uma forma sadia, como deve ser), como reagirão? Torcerão para o Nadal do presente, ou para o Nadal do futuro? (como vc bem frisou), se torcerem para o atual, estarão queimando suas línguas, ao passo que, se torcerem para o jovem espanhol, estarão de certa forma, declarando amor pelo estilo espanhol de jogar tênis, eita, que encruzilhada hein mestre??… Como a grande maioria dos torcedores do sérvio (pelo menos os que aqui comentam) demonstram pensamentos obtusos sobre alguns temas, até mesmo com postagens de certa maneira grosseiras, sairão perfeitamente pela tangente, ao dizerem que o sérvio possui uma propriedade em Marbella na Espanha, e que, portanto, o jovem Alcaraz é o Djokovic do futuro, pois ambos, também são espanhóis….rsrsrsrs…Eu não duvido de aparecer comentários nesse teor de raciocínio, ou como diria os Titãs no excelente álbum O Blesq Blom, RACIO SIMIO.

    1. Paulo Almeida

      Rapaz, você só pode falar por você, mas, pelo menos aqui no Blog, está bem enganado e com os valores invertidos.

      Quantos torcedores do Federer enxergam a rivalidade de forma sadia? E quantos torcedores do Djokovic pegam no pé do Nadal nesse ambiente? Os números mostrarão que a coisa está mais feia para a torcida federete.

      Falando por mim, não terei qualquer problema em torcer para um espanhol e ainda mais com um baita backhand de duas mãos. No entanto, aguardarei a retirada definitiva do Djokovic do circuito para aí sim escolher outro.

      Abs.

      1. FERNANDO/MG

        Vc torce mais para o sérvio, que o próprio pai do Djoko amigo, portanto, distorceu meu comentário de forma obtusa… Mas vamos que vamos, viva a democracia enquanto a temos… Abraços

        1. Sérgio Ribeiro

          Boa , caro Fernando. Nosso amigo Piloto sempre diz que eu e’ que interpreto mal suas groselhas kkk. Abs!

          1. Paulo Almeida

            Boa o quê, caro Ribeiro? O comentário inicial e a tréplica foram péssimos.

            Você interpreta mal mesmo vários comentários corretos que posto, provavelmente porque não lê duas ou mais vezes antes de responder todo afobado. A calma ajudaria.

            Abs!

        2. Paulo Almeida

          Não, seu comentário que já nasceu distorcido e obtuso, tentando empurrar suas frustrações para outrem. Aponte algum Vitor Hugo ou Lógico na torcida nolista, vamos lá.

          Enfim, vocês terceiretes eternas que estão entre a cruz e a espada. Continue chorando ao ver todos os recordes do suíço derretidos e vendo vídeos antigos no YouTube.

          Abs.

          1. Paulo Almeida

            E escreveu outra mentira: não torço pro Djokovic mais do que o pai dele, sendo que o critiquei várias e várias vezes nesse espaço por suas posições antivax, além de ter feito uma relação causa e efeito sem o menor sentido.

  35. Luiz Fernando

    Caras como Zverev, Kyrgios são uma vergonha p o tênis. Agressões, entrega de jogos, enfim, péssimos exemplos p a juventude. Mas os bundoes da ATP preferem fazer vistas grossas…

    1. Rodrigo S.Cruz

      Não sei para quê essa implicância toda com o Nick.

      Os dois tenistas fizeram um JOGAÇO e que poderia ter ido pra qualquer lado.

      Vc deveria focar também nisso.

      O Kyrgios inclusive chegou a sacar pro primeiro set, mas o Nadal forte como sempre no lado mental, tirou um coelho da cartola.

      Arremessar a raquete ao final da partida foi errado, mas compreensível a raiva do australiano.

      Foi um jogo muito parelho, e o Nick sabe que perdeu uma chance de ouro de quebrar a sequência insana do espanhol…

      1. Luiz+Fernando

        Rodrigo me desculpe mas as coisas são indivisíveis. Ninguém nega as qualidades de Kyrgios, mas infelizmente também ninguém nega as atitudes muito erradas q ele toma: entregar jogos, fazer declarações estúpidas como naquele caso do Wawrinka, ontem quase acertar o boleiro com a raquete etc. Quanto a focar no tênis, vcs focam apenas no tênis quando cobram o Djoko pelas atitudes na pandemia? Ou quando ele foi desclassificado do USO por acertar a juíza? O que vale p um vale p o outro…

      2. Paulo

        Qdo o Djoko acertou a bolinha na juiza de linha a tua reação foi completamente diferente (xingou o Djoko e passou meses cutucando os torcedores do Djoko por torcerem por alguém que comete esse tipo de ato etc).

  36. Felipe Gonçalves

    A essa altura, poucos são os que ainda se deixam enganar pelos comentários do Nadal do tipo “vou fazer um último esforço”, “estou com dor em determinada parte do corpo, mas vou tentar de tudo na próxima partida” e variantes. Desde a semi do Australian Open de 2009 ele vem usando esse subterfúgio, pelo que lembro; provavelmente já havia usado antes. Após falas como essa ele sempre entra voando no jogo seguinte e pode correr por 4 horas, se for preciso.

    1. Gustavo

      Isso aí não é nada. Djoko e Murray várias vezes se fingiam de morto durante os jogos e depois corriam mais que antes

    2. SANDRO

      Mas qual é o problema que vc tem com o Nadal???
      O fato deNadal sentir dores não o impede de lutat eganhar partidas.
      Qual é o problema de ganhar partidas sentindo dores?
      Isso se trata de SUPERAÇÃO DE CAMPEÃO, coisa que pessoas como a OSAKA está longe de compreender!!!
      Eu mesmo já competi varias bezes com dores e saí todo dolorido depois, mas não dei o braço a torcer!
      Quanto mais resistência às DORES E FISICAS E PSICOLOGICAS um atleta possui, maior é a chance deste atleta ser VITORIOSO…
      Talvez a OSAKA e outros MIMADOS do circuito não compreendam o que é co.petir superando DORES FÍSICAS E PSICOLOGICAS e, por isso, sucumbem perante aos mais RESILIENTES!!!

    3. Valmir da Silva Batista

      FELIPE GONÇALVES, creio que sua avaliação é um tanto equivocada, não creio que o fato de Nadal comentar sobre sua condição física deficitária seja mero subterfúgio, aliás, acho uma tolice você acreditar numa esparrela como essa. Em decorrência desses problemas físicos que há anos o acomete, Rafa já fez diversas cirurgias, inclusive tendo que andar de muletas, por conta da última no segundo semestre de 2021, o que faz crer que tudo o que ele diz antes e depois de seus jogos a respeito de contusões, não se trata de conversa fiada para surpreender seus adversários, até porque, ele joga bola pra caramba, e é isto que os coloca no rés do chão…

      1. Luiz Fabriciano

        Prezado Valmir, salvo meu engano, jamais li aqui ou em outro site, qualquer menção de cirurgia feita, de fato, em Rafael Nadal.
        Se eu estiver errado, você ou qualquer outro me desculpe e me corrija.

        1. Valmir da Silva Batista

          LUIZ FABRICIANO, vou citar apenas duas: uma num dos tornozelos, em 2018, e outra mais recentemente, em setembro de 2021, por conta do problema crônico no pé…

          1. Luiz Fabriciano

            Pois é, fora por você, jamais vi notícia alguma afirmando Nadal ter feito cirurgias.
            Inclusive, sempre há essa onda de mistério em seus tratamentos.

        2. Valmir da Silva Batista

          LUIZ FABRICIANO, vou citar apenas duas, ou seja, a intervenção cirúrgica num dos tornozelos em 2018, e uma outra mais recentemente, em setembro de 2021, sendo esta, em razão do
          tal problemaa crônico no pé…

    4. Bebeto

      E ha quantos anos vc vem se enfurecendo com as conquistas dele? Vc é torcedor fanático do suiço ou do negacionista? Vc tb, algum dia, sugeriu q o Nadal jogava dopado? Ate q ponto vai a sua fúria?

    5. Rafael+Azevedo

      O Nadal só comenta sobre isso porque ele é perguntado sobre isso nas entrevistas. Logo, não tem subterfúgio, nenhum.
      Ah…E an pergunta só é feita porque ano passado ele perdeu metade do ano para se recuperar da lesão. Então, é bem provável que suas respostas sejam verdadeiras, afinal ninguém se cura de uma lesão séria do dia pra noite.
      Simples, assim.
      Por que é tão difícil acreditar na notícia como ela é? Por que a necessidade de criar uma teoria psicológica “mal-caratista”?

      1. Valmir da Silva Batista

        RAFAEL AZEVEDO, não só concordo com você, como também já dei meu esporro no autor dessa bobagem de subterfúgio supostamente utilizado por Nadal…

  37. Luis

    Excelente título e texto Dalcim. Mais uma vez o Nadal, em um momento de aperto, mudou o posicionamento para receber o segundo saque perto da linha com sucesso. Essa era uma mudança que gostaria de ver ele fazendo ha muito tempo. Você acha que ele deveria implementar mais isso no jogo dele?
    As condições desse campeonato estão longe de serem ideais para o espanhol e a quantidade de soluções que ele tem encontrado para sair do aperto é espantosa.
    Esse jogo com o Alcaraz deve ser fantástico, não vejo a hora.

  38. Wilson Rocha

    Dalcim,
    Duas palavras definem Kirgios: irresponsabilidade e desrespeito.
    O cara tem o talento, mas prefere causar confusão.
    Talvez se tivesse jogado focado apenas no jogo, poderia até ter ganhado, mas jaga muitos pontos de forma totalmente displicente. Que desperdício.

    1. Rodrigo S.Cruz

      É como o próprio Nadal já disse:

      “ele tem um talento descomunal”.

      Ele sofre quando colocado para correr, e algumas vezes se afoba querendo definir os pontos.

      Vendo por esse lado, os “maratenistas” tem essa clara vantagem.

      Porém, o forehand, o saque, os toques e a imprevisibilidade fazem dele um dos jogadores mais espetaculares que eu já vi…

  39. Sérgio Ribeiro

    Um Post espetacular. Acho que ainda é cedo para Carlitos bater a LENDA . Aposto todas as minhas poucas fichas em Rafael Nadal . E vale também pras meninas . Acredito que ainda é cedo para Iga . Até porque vou torcer para a super gata. Simona, pelo que está jogando, merece ir pra FINAL contra a musa rs . Abs!

    1. Valmir da Silva Batista

      Que bobagem, SÉRGIO RIBEIRO, não está certo para Carlos Alcaraz vencer Nadal coisa nenhuma, o que conta é ele ter bola para fazê-lo. Será absolutamente normal caso ele o vença amanhã, e, ao mesmo tempo, isto não significará que, enfim, surgiu um cara mais foda que Nadal. Por outro lado, será algo igualmente normal que o canhoto de Mallorca vença o jovem espanhol, fato que será acompanhado do festival de clichês habituais, tanto da sua parte, quanto da de outros com preguiça de fazerem analogias com discernimento, ao proferirem lugares comuns sobre a vitória da experiência sobre a pouca idade. Vitória ou derrota de ambos serão resultados comuns. Se Alcaraz vencer, é porque sabe jogar bola, e qual novidade haveria nisso? Caso o vitorioso seja Nadal, que dispensa maiores apresentações, creio que não caberá dizer muita coisa, para não relegar a possível derrota de Alcaraz a bobagens como o fator idade. É isso…

  40. Viana

    Não estou achando q o Nadal está sentindo a bola como em Acapulco, mas ele mesmo disse q em Indian Wells é mais difícil mesmo.
    NAdal está muito bem.

    1. Rafael+Azevedo

      Em Acapulco, o jogo do Nadal estava absurdo. O melhor desempenho dele na quadra dura em anos. Dava até para tirar um set do Djokovic, rsrs.

  41. Julio+Marinho

    Belo jogador esse Alcaraz, não tanto pelo jogo, que já é muito completo, mas pela atitude. Ainda precisa dosar um pouco da agressividade. Não me parece pronto para derrubar o Nadal, ainda mais nesse nível de confiança que o touro está. Algumas bolas isoladas como fez contra o Norrie, uma quebra de saque e Nadal fecha as portas. Se ganhar, seria épico. O que vale ver para mim, é o quanto vai se manter competitivo, como vai se portar se estiver à frente e como vai lutar se estiver atrás, sem acelerar o jogo demais e se perdendo taticamente. Não espero necessariamente um grande jogo, porque da mesma forma que podemos ser brindado a com um belo duelo, a coisa pode rapidamente desgringolar.

  42. Maurício Luís *

    Tô achando que esse jogo do novo Nadal x velho Nadal vai ser bem sem graça até. O baloeiro pouca telha dodoi do pezinho de cinderela 45 vai ‘passar o rodo’ de novo. Ele tá de pilha nova neste começo de ano. Segúúúra o HÓMI!
    E a Paula Badosa acho que veio pra preencher a lacuna da Maria Sharapova. Parece uma boneca de porcelana e tem jogo de primeira.😎🕶💎

  43. Ronildo

    Sim, exatamente. De maneira bem estilosa, desfilando toda sua técnica e enfrentando um rival com amplos recursos dramatúrgicos, teatrais e mímicos, Rafael Nadal foi mais expressssivo que Nick Kirgios e acabou levando a partida no Clássico das Caras Feias. Agora vai enfrentar um garoto que não tem medo de careta!

  44. Paulo F.

    Nadal enrolado para sábado?
    Menos, né nobre Luiz Fernando?
    Já se esqueceu que todo e qualquer espanhol é vassalo do Rafa?

    1. Luiz Henrique

      Não sei porque insistem nessa besteira dos compatriotas do Nadal serem vassalos dele.
      Depois o Dalcim podia fazer uma pesquisa e divulgar aqui: será que o aproveitamento dos espanhóis em geral é melhor contra Djokovic e Federer do que contra Nadal? Podiam fazer esse levantamento. Eu aposto que vai dar mais ou menos a mesma coisa
      Não tem a ver com medo ou respeito, simplesmente o trio é superior e por isso ganha muito mais do que perde dos espanhóis “não-Nadal”
      E provavelmente algo parecido deve acontecer com suíços e sérvio. A exceção fica por conta do Wawrinka ter melhor aproveitamento contra Djokovic do que contra Federer, especialmente em jogos grandes, mas acho que é mais encaixe de jogo do que excesso de respeito. Na campanha do seu título de RG Wawrinka venceu Federer, e tb ganhou final de masters 1000 contra o mesmo

      1. Sérgio Ribeiro

        Boa , Luiz Henrique. Esses dois “ Nobres “ jamais postam sem passar recibos . Ferrer levou SEIS do Touro , Feliciano Lopez , QUATRO…. Com Federer , Ferrer 0 x 17 e Lopez 0 x 13 . Isso sim é ser vassalos … Todos os outros beliscaram alguma inclusive no Saibro com Nadal, como Juan Carlos Ferrero e Carlos Moya . Abs!

  45. Ricardo

    Caro Dalcim apesar de Nadal se movimentar bem sinto que ele começa o jogo receoso como que atento pra ver se seu pé aguenta. Daí parece que esquenta e até esquece desse problema. Vc percebe isso? Em quem vc aposta nessa semi espanhola?

    1. José Nilton Dalcim

      Verdade, Ricardo, também o vejo um pouco cauteloso. Espero estar errado, mas acredito que ele tem usado infiltração em vários de seus jogos, e isso não é bom. Vou ser ousado: Alcaraz no terceiro set.

  46. Heitor

    Nadal on Alcaraz. “He got all the ingredients: the passion, humbleness, talent and the physical. Reminds me a lot of what I was with his age. He is a rival in the present and it’s amazing to have another star from my country, cause we love tennis”.

    1. Heitor

      Alcaraz on Nadal. “It’s tough to play against him but he will enjoy. It’s not everyday you play against your idol. I’m gonna be happy even if I lose but the focus is to play my best and take my chances.”

  47. Fábio

    Não vejo mais a parte de comentários na secção de notícias. Não tem mais ou algo está diferente? Obrigadao

  48. SANDRO

    Badosa x Sakkari, o “JOGO DAS MUSAS”… O charme espanhol contra uma Deusa Grega… Duas jogadoras lindas, pena que uma das beldades dará adeus ao torneio… Fico sem saber para quem torcer entre essas duas gatas, porém, só de vê-las em quadra já vale o ingresso para quem está em Indian Wells!!!

  49. Rodrigo S.Cruz

    [Paulo Almeida]

    “dessa vez você não foi brucutu, mas não posso deixar passar batido. A forma correta é (…)”

    Não só você pode, como eu acho que você deveria!

    A nossa língua é rica de regrinhas supérfluas e que praticamente ninguém segue à risca.

    E se você não admitiu para si isso ainda, o problema deve provavelmente estar em você e não no outro…

    Até porque você sabe que já escorregou em cascas de banana da língua que obviamente eu não vou ficar rememorando aqui.

    Brucutu ou não, o que eu tenho é tolerância zero com esse hábito horroroso de se usar argumento de superioridade.

    Uma suposta superioridade intelectual que você, eu e absolutamente ninguém aqui no fundo tem.

    Isso aqui é um blog de tênis, cacete! Não é uma escola de redação ou de gramática.

    Nelas sim vc é pontuado ou penalizado por escrever (ou não) TUDO na forma culta!

    Acho que já passou da hora (e eu me incluo nesse bolo) de todos buscarem amadurecer e deixarem de agir como crianças que gostam de medir o pinto.

    Já não tenho idade e tampouco disposição de pegar uma LUPA e sair por aí procurando defeitos no que vc escreve.

    Não vou mais fazer isso. É ridículo!

    Não quero imprimir em mim essa marca detestável de “babaquinha-mor” por me entregar a esse tipo de hábito.

    Ok, a forma correta é ” entre mim e ti”, ou ” entre ti e mim”, ou ” entre mim e você”.

    Honestamente, eu nem sei se dizer “entre você e mim” estaria correto, mas pessoalmente acho que soaria estranho…

    Portanto, quando eu quiser, eu vou continuar escrevendo ” entre você e eu”, ou “entre eu e você”.

    Não acho que uma coisa que tanta gente fala deva ser considerado um erro grosseiro…

    AMÉM!

    1. Paulo Almeida

      É, vi que deveria mesmo. Pior que tentei ir com todo o cuidado, na boa, sem ar de superioridade, mas é complicado contigo, rs.

      Bom, realmente se trata de um erro que muita gente comete, assim como levar o verbo “haver” ao plural quando este está no sentido impessoal em uma oração sem sujeito. Porém, nem por isso deixam de ser graves, de acordo com os gramáticos. As únicas formas corretas são “entre mim e ti” e “entre mim e você”.

      Beleza, escreva o que quiser e como quiser. Não vou mais chamar sua atenção nem com a máxima polidez possível.

      Cometi e continuarei cometendo erros também, assim como todos aqui, mas tentando evitá-los na medida do possível.

      O amadurecimento deveria vir pra todos realmente, mas é complicado, principalmente quando um rival perde, né? Enfim, vamos levando…

      Até.

      1. Rodrigo S.Cruz

        Essa regra do verbo haver eu conheço e aplico faz tempo.

        E como assim “quando um rival perde” ?

        Que rival ?

  50. JONY MARCIO SANTOS

    Dalcim, tou tentando puxar pela memória algum confronto do passado que reúna circunstâncias parecidas com esse Nadal – Alcarraz de sábado, mas não tou conseguindo. Um ex número 1 do mundo, já veterano, mas que se encontra numa fase esplêndida, invicto até aqui na temporada, contra um jovem promissor com praticamente metade da sua idade, mas que mostrou uma evolução impressionante no seu jogo de alguns meses para cá, dando toda impressão de que tem potencial pra se meter entre os 5 ou 10 primeiros do ranking muito em breve e quem sabe até brigar futuramente pelo posto de melhor jogador do mundo. Lembrei um pouco daquele Nadal – Moya de 2003 em Hamburgo, mas Moya não era exatamente um veterano naquele momento e Nadal, apesar da vitória, era muito jovem (16 anos) e acredito que não estava (naquele momento) nesse mesmo estágio que Alcarraz se encontra hoje. E dá pra questionar também se Moya, apesar da excelente carreira, possui uma envergadura tenistíca suficiente pra ser comparado ao Touro Miúra. Só uma coisa é certa: o confronto de sábado é imperdível.

    1. Rafael+Azevedo

      Bom…Realmente, não dá para comparar o Moya ao Nadal, mas quem você poderia comparar ao Nadal?? Federer e Djokovic??
      Se você for tão rigoroso na sua busca, de fato não encontrará uma partida semelhante a essa.

  51. Rafael+Azevedo

    Até o game em que Kyrgios sacou para o primeiro set, Nadal mal conseguiu colocar a bola em quadra, nos saques do australiano.

    De repente, ele quebra, e vence o set.

    Como é isso?

    Cada dia mais me convenço que o mental é o fator mais importante no tênis profissional.

    1. Carlos Reis

      Claro que é… Por isso o Federer venceu apenas 20 GS, seu mental é de geléia, comparado ao Nadal e Djokovic. É impossível perdoar algumas derrotas, Roma/2006, W/08 e W/19, por exemplo.

      1. Rafael+Azevedo

        O Federer tem uma grande força mental, mas quando joga contra o Nadal (e Djokovic, nos anos mais recentes) realmente o seu mental parece uma geléia.
        Mas, talvez, ele tenha mudado isso em 2017. O ano em que ele se recusou (finalmente) a perder para o Nadal.
        Pena que não se enfrentaram muito depois daquele ano (acho que umas 2 só). Então, não dá para saber se foi um ponto fora da curva ou se ele despejou o espanhol do aluguel na sua cabeça.

      2. Carlo Von Wagen

        ;Realmente… o mental é de geléia rsss

        Já o mental do Federer, me parece muito bom. Aliás, um dos melhores mentais para um esportista que já vi jogar, seja em que esporte for (Giba do Voley, Cristiano Ronaldo e Michael Jordan eram outros), pra não ficar apenas no tênis.

        O do Djoko e o do Nadal entao, nem se fala. A aplicação deles por horas a fios, torneio após torneio e ano após ano, por mais de uma década, chega a um nível insano. Difícil até mesmo de imaginar.

Comentários fechados.