Exceções perigosas
Por José Nilton Dalcim
4 de janeiro de 2022 às 14:11

Enfim, o que todo mundo suspeitava aconteceu. O governo australiano cedeu ao que poderia ser um movimento negativo a sua já um tanto abalada popularidade e concedeu ‘permissão especial’ para Novak Djokovic disputar o Australian Open, dentro de duas semanas, em Melbourne.

A notícia é muito boa para o tênis em si. O Grand Slam da Oceania cresce de importância a cada temporada, tanto na estrutura como na competitividade, e seria muito ruim para todo mundo que o melhor tenista do mundo e o recordista de troféus, em plena forma para chegar ao 10º título, ficasse de fora.

Mas ao mesmo tempo é um péssimo exemplo para aqueles que defendem a saúde pública, como parece ser o caso do governo australiano. Afinal, Nole é um ferrenho integrante do grupo antivacina, bateu o pé desde o início e jamais admitiu ter se vacinado. Ao contrário, brigou nos bastidores para obter a tal brecha sanitária. É uma exceção perigosa, que coloca as autoridades australianas naquele grupo do ‘jeitinho’.

Não se pode a grosso modo crucificar Djokovic. Ele é contra a vacinação e fez muito bem sua parte, procurando todos os recursos para entrar na Austrália sem obedecer a regra geral, calcado ao que tudo indica em relatórios e estudos de especialistas sobre imunização. Marcou território, certamente agradou a sua torcida pela firmeza de decisão e será o grande favorito para não apenas estender sua soberania no torneio e no ranking, mas principalmente para se isolar como recordista de troféus de Grand Slam.

Os fins neste caso justificaram os meios, ainda que possa abalar sua imagem perante uma outra parte expressiva do público, que considere sua postura egoísta. Rafael Nadal, aliás, usou exatamente esse adjetivo quando se referiu às pessoas que não se vacinam. Grigor Dimitrov, há poucas horas, se posicionou a favor de que todos seguissem a norma estabelecida. Como reagirá o circuito, já que 90% da ATP e 86% da WTA estão completamente vacinados?

O derrotado acima de tudo é o governo australiano, que insistiu desde o início que seria rígido e austero nessa decisão. Chegou a citar diretamente a situação de Djokovic. Vale lembrar que a onda de infecção triplicou no leste australiano desde o Natal e o estado de Victoria multiplicou por oito o número de contagiados.

Restou aos promotores soltar um lacônico comunicado citando que ‘médicos independentes’ liberaram o tenista, mas sabe-se que as normas previamente divulgadas pelas autoridades sanitárias sobre ‘permissão especial’ não se encaixam na questão do sérvio: inflamação cardíaca ou infecção por coronavírus muito recentes, efeito secundário grave após contrair a doença, problemas de saúde mental que coloquem em risco sua vida ou profissional de saúde que precise entrar no país por interesse nacional.

A polêmica portanto seguirá nos bastidores, nos vestiários e na sala de entrevistas. Djokovic dificilmente vai se livrar de cobrança, de perguntas e quem sabe de protestos. O quanto ele conseguirá administrar isso a cada vez que entrar em quadra será seu outro desafio.


Comentários
  1. EDVAL CARDOSO

    Agora uma coisa eu vou dizer, tudo bem, concordo que o Djoko está errado nesse caso, mas pra quem se dis fã de tênis, que está se sentindo feliz com o fato dele não participar desse AO, é um tremendo de um imbecil, que não liga para o tênis em si, mas só pra que seu tenista preferido não seja ultrapassado em quantidade de slans.

  2. Fernando Brack

    Uma coisa que tá passando ao largo dos comentários, e que novamente foi bem abordada pelo Cossenza em seu último post, é o que pensa o cidadão australiano sobre esse caso. Para o sucesso do combate à covid em seu país, os australianos se submeteram às rígidas medidas sanitárias impostas por suas autoridades. Não haveria como ou porque eles aceitarem um estrangeiro ser liberado de exigências que eles próprios tiveram e têm que cumprir. Houve uma grita geral lá nas redes sociais qdo Djoko divulgou que havia obtido autorização para jogar o Slam, o que forçou os governos federal e estadual a se posicionarem. Acredito que se o governo local não pusesse o pé nessa porta, Djoko teria muita dificuldade em chegar a jogar, por conta de fortes protestos da população. A Austrália não é a mixórdia cívica e civilizatória que nós infelizmente somos.

  3. Luis

    Vou me arriscar por aqui pra tentar colocar alguns pontos sobre a vacina. Vacinação em massa é uma medida de saúde pública. As vacinas contra a Covid realmente não interrompem a cadeia de transmissão! Indivíduos vacinados podem ficar doentes ( com menos gravidade) e transmitir a doença ( por menos tempo). É bem seguro dizer que se vc pegar duas populações homogêneas que difiram apenas na taxa de cobertura vacinal, o vírus vai circular com muito menor intensidade na população com maior cobertura vacinal. Existem outros dois aspectos em relação à vacina que é o aspecto transitório da proteção que ela confere ( por isso as doses de reforço) e a possibilidade de variantes com escape da vacina, algo que só será resolvido quando houver distribuição mais igualitária de vacina no mundo. As vacinas não são balas de prata e não existe solução simples para a pandemia. Mas entre dizer que elas não vão resolver a pandemia sozinhas e dizer que elas não funcionam vai uma distância enorme. Todos entendemos o direito de Nole não se vacinar. Mas é fácil entender a posição do governo australiano. Estamos falando de um país que obrigou nativos que estavam fora do país a cumprir quarentena nos piores momentos da pandemia. Essa foi a linha adotada lá. Ele tem liberdade de escolher. Só tem que assumir a responsa pelas escolhas. Exista quem defenda outras linhas de enfrentamento, baseadas no salve-se quem puder. Se fosse aqui, ele jogaria sem problemas. E tudo bem! Lá a banda toca diferente

    1. Rodrigo

      Achei muito boa a sua explanação. É exatamente o que eu penso. Ele tem a liberdade de escolher ser vacinado ou não. Mas que compra as regras vigentes dos países quanto a esse tema.
      Com essa atitude , ele saíra da Austrália criticado, jogando ou não o torneio.

  4. CarloWagen

    Tenho que dar o braço a torcer e admitir:

    – Djokovid passou Federer e no momento ele sem dúvida se tornou o tenista mais popular em todo o mundo!!!

    🙂 🙂 🙂

  5. Alison+Cordeiro

    Djoko tem seu posicionamento quanto ao tema e paga o preço de suas escolhas. Nada diferente do que vem fazendo recentemente, nos muitos embates que se envolveu, nas polêmicas que criou. Me parece que ele busca seus objetivos e metas como profissional, mas ignora o exemplo que um ídolo do esporte pode representar para milhares de pessoas pelo mundo afora. Entendo que ele perde sob todos os aspectos, independente do que vier a acontecer.

    Para qualquer lado que correr, as críticas serão pesadas e neste caso, justificadas. Uma pena.

  6. Barocos

    Quase tudo relativo às exceções sobre o cumprimento de regras é questionável. A atitude de quem as revindica é lamentável, a concessão é lamentável.

    Ou somos todos iguais perante as regras e leis da sociedade, ou então encerremos de uma vez por todas os discursos demagógicos.

    Se você não é idoso ou doente, você não deve possuir uma fila de atendimento preferencial em nenhum lugar. Se você teve acesso a uma educação de bom nível, você não deve solicitar cotas para coisa alguma. Se você é presidente, ministro, deputado, juiz ou ocupa qualquer outro cargo de maior responsabilidade, você já possui um salário condizente com estas e não deveria receber nenhum benefício a mais.

    Djokovic procurou por problemas e parece que o seu desejo foi atendido.

    Saúde e paz.

  7. Marcelino

    Tao simples. Tome a vacina e jogue. Ridiculo e patetico o exemplo de tentar entrar com excessao medica e ao que tudo indica incompleta e sem coadunar com o requerimento consular apropriado. Vacinas nao protegem 100%. Nenhuma, mas sao uma conquista da humanidade. Assim como saneamento e antibioticos mudaram a historia da longevidade humana. A vacina de Covid e, sabidamente mais eficaz para a infeccao e reducao de sintomas que na transmissao propriamente. MAIS DE 9 bilhoes de doses em todo o mundo e minimos sao os casos de problema. Parem de chamar a vacina de experimental, e um atestado que alguem fugiu das aulas de ciencia no primario. Nao precisa ser genio para saber que quem tem menos sintomas (tosse e espirro) tem menos propensao a transmitir o virus. Djokovic e um camepao em quadras, mas nao ultrapassa a barreira do seu esporte como Federer, Nadal, Agassi, Sampras e tantos outros. Ele nao e querido fora do meio. Fato. Podera ser um grande vencedor, mas nunca um exemplo para geracoes e para o publico em geral. Para os fanaticos esta tudo joia e so importa os numeros dele. Idolo e outra coisa.

  8. Miguel BsB

    Falando de tênis agora.
    O Medvedev vem voando e continua com tudo. Será o favorito sem a presença de Novak.
    Nadal, claro, tem chances. Se conseguir o 21, em RG, eterno favorito que é, abre 2 de vantagem. Aí complica pro Djokovic chegar.

  9. Vítor Barsotti

    Quanto ao imbróglio todo envolvendo Djoko, AusOpen e o governo da Austrália… ainda não formei opinião.

    Por um lado, o tênis está em evidência, ainda que não de forma positiva. Porém está, então isso pode ser bem aproveitado.

    Porém, gostaria que isso tudo não estivesse acontecendo justamente quando o recorde de slam está em jogo, preferiria que tudo fosse decidido dentro de quadra.

    Agora, imaginem: Djoko fora da Austrália, Nadal vencendo esse major (double carreer slam) e RG22. Seria um baita balde de água fria nas pretensões do sérvio, hein?

    PS: estou sentindo falta das considerações do Rafael e do Barocos nos comentários, dois nolistas que admiro bastante.

  10. Vítor Barsotti

    Salve, Dalcim!

    Hoje finalmente consegui acompanhar uma partida de tênis nesse ano que entra. Jogo decisivo e muito parelho entre dois bons nomes da “nova geração” (um deles top3, aliás) e o que percebo é uma falta de carisma generalizada. Gosto tanto do Zverev quanto do Aliassime, mas percebo que eles, assim como a maioria desses “novatos”, não empolgam tanto quando se enfrentam entre si. Se pararmos para pensar, quais as maiores rivalidades hoje em dia (tendo o ano passado por base)? Djokovic x Medvedev e Djokovic x Zverev, certo? Anteriormente a isso tivemos um esboço de embates entre Zverev e Thiem, mas que acabou sendo uma das finais de slam mais decepcionantes pela exagerada (compreensível, mas exagerada) ansiedade de ambos.

    Desse modo, não há até agora uma grande rivalidade entre esses novatos. Não me entenda mal, a “next gen” está chegando, desafiando o remanescente do BIG 4 em várias finais de slam, mas não criaram ainda algo mais importante entre eles. Vide a decisão do Finals passado entre os maiores expoentes dessa nova turma, Zverev x Med, que foi bem morna.

    O que pensa sobre?

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que a rivalidade está sendo criada. Em alguns casos, já existe. Mas realmente existe uma maior diversidade entre a nova geração, não há realmente um tenista dominante por enquanto, apesar de Medvedev e Zverev estarem um passo à frente.

  11. Bruno Souza

    Dijokovic é egoísta e negacionista, como atleta é espetacular, como pessoa não é exemplo para ninguém, vive em sua própria bolha, com visão e regras próprias.

  12. FERNANDO/MG

    Prezado Dalcim,
    Que coisa mais dantesca, inacreditável…Se não bastasse a vergonha mundial que o Novak está passando por si próprio, seu pai consegue aumentar ainda o mais vexame do seu filho…Que família mais esquisita, pra dizer o mínimo…
    Dalcim, impossível não pensarmos nas grandes consequências que isso irá trazer, por exemplo, é bastante plausível que os executivos da Lacoste estejam em estado de choque, com essa situação, não vejo outra situação a não ser o sérvio perder esse patrocínio (ainda mais por ser uma empresa francesa, um país cuja população em geral não aceita esse tipo de atitude, como a do sérvio), além do fato de que, o sérvio sempre passou uma imagem de arrogante e quando a coisa aperta, vira o sobrevivente da guerra… Vi muita gente elogiando a postura do Novak, eu pelo contrário, vejo nisso tudo, uma falta de caráter absurda, não assumiu postura nenhuma, quis sim, dar uma canetada ou carteirada (como se diz por aqui)… Enfim, creio eu, que a carreira do Novak Djokovic, comecou a sucumbir de uma maneira irreversível…Dalcim, vc também acha que ele pode ter sérios problemas com seus patrocinadores?

  13. Daniel+C

    Para o pessoal que está defendendo o sérvio, eu acabei de receber pelo Zap uma notícia dos bastidores e posso compartilhar com vocês depois. É muito mais sombrio do que vocês imaginam.

    Se as pessoas soubessem o que aconteceu em Melbourne ontem, ficariam enojadas. Não tem nada a ver com a vacina ou regras. Ao passar pela alfândega, o Djokovic entrou em uma sala sem querer e ouviu uma conversa que não deveria, na qual autoridades australianas afirmavam que nessas vacinas, são injetados chips que permitem o controle das ações das pessoas pelos descendentes da Ordem dos Cavaleiros templários, que atualmente é presidida pelo Bill Gates, que escolheu o Federer como seu sucessor. Para 1% da população escolhida, serão dadas vacinas especiais para sobreviver a agentes patogênicos de um outro planeta, para o qual esse 1% irá se mudar em 2050, a convite de uma civilização alienígena que entrou em contato com o CEO da Uniqlo, empresa patrocinadora do suíço. Não se sabe como, mas esse CEO tem uma genética extraterrestre, diferente da nossa.

    Infelizmente, a pessoa que me enviou isso no Zap sumiu do mapa, e a mensagem se autodestruiu 😕

  14. José+Yoh

    Dalcim, imagino a dureza que deve ser ter de entender sobre vacinas para escrever em um blog sobre tênis.

    Ainda mais em um mundo tão politizado e radical, perdido em tantas informações mas sempre com a certeza do “eu acho”.

    É um mundo onde você acredita nas palavras de um adolescente desconhecido do outro lado do mundo mas não acredita no que seus pais falam.
    Abs

  15. CorleoneWagen

    Bom, parece que não teremos recorde de GS quebrado no AUSOPen.

    O tempo está passando e ele já vai pra 35. enquanto isso, Zverev e Medvedev se aproximam. Esse recorde parece que não vai conseguir bater… por pura incompetência mesmo, assim como alguns de seus amigos torcedores, que tentam “justificar o injustificável”.

      1. Wilson+Rocha

        Mestre Dalcim,
        Para Nadal ter chances reais de título, precisaria de uma combinação improvável de fatores. A começar por um sorteio bem favorável e torcer pela eliminação precoce de Zverev e Medvedev. Ter que enfrentar um já seria uma missão difícil, imagina os dois em sequência.

  16. Diego Bezerra

    Nole está manchando cada vez mais a sua história como o possível Maior jogador da história do tênis ( não o Melhor tá)….uma pena….atitudes desconsertantes. Ele tem o direito de não se vacinar? Com certeza.
    Há uma regra clara para se jogar esse Grand Salm, Djcko tentou burlar isso, sem ter ao menos justificativas evidentes para a isenção da imunização, apenas pelo fato de se sentir superior como ser humano…vergonhoso.

  17. Saulo

    Bom dia.
    Como eu previa há alguns anos, meu interesse pelo tênis agora que o RF não tá mais jogando, foi a perto, bem perto de zero. Só vim ver mesmo o caso DJOKO. Que curioso que ele, dos BIG 3, sempre foi o meu menos preferido, por assim dizer, mas com isso aí ele ganhou vários “pontos” comigo e agora o tenho num conceito bem mais alto. Espero que ele mantenha isso até o final!

    1. C´ésar

      O cara querer bular as regras de um país faz com que ele suba no seu conceito? Ou o que te faz subir o conceito em relação a ele é o fato de negligenciar e individualizar o caráter coletivo de uma pandemia?
      É muito preocupante esses valores que uma parcela significativa das pessoas têm hoje em dia. Isso é muito mais perigoso que um meteoro cair nas nossas cabeças, para lembrar sobre o filme tão comentado nos últimos dias.

    2. Fernando Brack

      Saulo, o que seria ‘manter isso até o fim’? Manter a pose, a rebeldia, a arrogância, a prepotência, a desobediência? Ele não tem nada a ganhar com isso. Pelo contrário, ele tem e vai perder muito com esse comportamento.

  18. Isac+Ribeiro+Martins

    Dalcim,

    É isto mesmo que está pra acontecer?
    Medvedev, se conquistar o Australian Open ganhará 800 pontos.
    Djokovic sendo deportado perderá 2 mil pontos.
    Medvedev ficará a uma distância de meros 100 pontos de Novak Djokovic podendo assumir a liderança do ranking muito mais cedo do que esperava.

    A deportação de Djokovic pode criar problemas pra entrada em outros países pra futuros torneios?

    Sou torcedor de Nole, mas imagino que estamos observando agora “o ponto de virada” da carreira do sérvio, onde não o físico mas as suas escolhas de vida podem até antecipar o fim de maiores conquistas como jogador de tenis. Como jogador de xadrez que ele é, ele fez uma abertura errada e seu rei está em xeque.

    1. José Nilton Dalcim

      O Zverev também seria uma ameaça, e talvez mais séria, já que assumiria o número 1 com eventual título, Isac. A deportação é uma mancha grave no histórico de um cidadão, mas no caso específico do Djokovic não acredito que isso seja motivo para recusa de visto, já que ele é claramente um profissional do esporte e muito provavelmente estará viajando para competir em países que já visitou inúmeras vezes. Mas o fato de se manter não vacinado pode sim causar-lhe mais dificuldades para entrada. Abs!

  19. Sandra

    Tudo muito triste Dalcim , estava vendo agora que nem Gabriel Medina , Kelly slater também não tomaram vacina

  20. EDVAL CARDOSO

    Sou um torcedor e fã do Djoko, mas nessa eu acho que ele está errado.
    Não pelo fato de não querer tomar a vacina, pois acho que ninguém é obrigado a colocar qualquer substância em seu corpo.
    Mas se pra entrar em um país, se exige que todos estejam vacinados, o que ele deveria fazer era nem ir pra Austrália, pois mesmo que ele conseguisse a isenção, e pudesse jogar, o clima ruim que se criaria contra ele nos jogos, afetaria e muito o seu rendimento em quadra.
    Claro que como todo fã do sérvio, eu gostaria muito de vê-lo brigar pelo 21 slan, mas não nessas condições.

  21. Evaldo Moreira

    Bom dia,
    Djokovic, tem todo o direito de querer tomar ou não, problema dele, mas que é uma vergonha que poderia ter sido evitado, com certeza teria.
    Vi comentários bem colocados, outros modo xiitas kkkkk, eita torcida mequetrefe essa, ainda botam o suiço na roda, pelo amor de Deus.
    Passou vergonha e foi barrado n aeroporto, fato, sabia que isso iria acontececer, a sérvia já entrou na discussão, que poderia ter sido evitada, pelo próprio canastrão sérvio, e para piorar a situação, ai vem o fanfarrão do pai dele falando asneira, até hoje nnca vi esse velho falar algo que preste, lamentável.
    E a celeuma continua, se ele for deportado, será de uma vergonha tamanha, a conferir, o Tribunal Federal julgará o caso hoje, e segundo uma informação de uma especialista na áerea, as chances de reaver o direito de entrar, são muito baixas, mas muito mesmo.

  22. Luiz Fernando

    Que situação lamentável estamos presenciando com um atleta espetacular, mas infelizmente foi ele mesmo q se pôs nela. Agora será uma verdadeira vergonha se houver qualquer artimanha jurídica q libere o Djoko p entrar na Austrália, embora ele possa perfeitamente, pela condição financeira, recorrer aos advogados do 9 dedos. Hummm, lá não tem o STF daqui, isso muda muito as coisas. A verdade nua e crua é q ele não tem uma condição médica q justifique a não vacinação, e por isso aparentemente sua situação é insustentável…

  23. Paolo

    Tem várias pessoas pegando COVID depois que tomam vacina, incluindo atletas saudáveis. Muito top ver mais gente no Brasil e no mundo começando a se tocar, que tem muita treta envolvida.

    E outra,não era só vacinar que o problema seria resolvido? se a vacina fosse tão boa assim não teria um monte de gente se f*dendo mundo a fora. Abs!

    1. José Nilton Dalcim

      Caramba, que triste falta de informação, Paolo. A vacina não é repelente de vírus, ela fortalece o organismo para o caso de uma infecção, podendo reduzir drasticamente a gravidade da doença. E foi exatamente isso o que ela fez até agora: reduziu os casos de infecção grave, de internações hospitalares e de morte. Isso em si já é um tremendo bônus. Aqui no Brasil caímos de 3 mil mortes diárias para menos de 200. Será que isso é tão insignificante?

      1. Paolo

        Dalcim, o senhor anda vendo muito a rede Globo e/ou outros veículos de esquerda? Aquela emissora é um antro de fake news e desinformação.

        Só pra você ter uma noção aproximada, tenho uma amiga que mora na França desde os anos 90, disse-me que 90% da população já foi vacinada, estão em lotação das UTI de 75%, e agora estão obrigando a terceira dose.

        Com sua permissão peço-lhe que não subestime a minha capacidade de “escolha” e tampouco a minha “inteligência”. Por que ao mesmo tempo, você está falando dos meus VALORES cristãos, e isso não dá pra ACEITAR de jeito nenhum. Abs!

        1. José Nilton Dalcim

          Olha, nem dá para argumetnar a uma pessoa que chama as Organizações Globo de ‘esquerda’. Isso é ter esquecido os últimos 50 anos de Brasil e vivido apenas a Era das Trevas desse desgoverno. Provavelmente você também acha o Estadão e a CNN comunistas. Vai ver que a Johns Hopkins também é.

        2. José Nilton Dalcim

          Não dá para argumentar com uma pessoa que chama das Organizações Globo de ‘esquerda’. Isso é esquecer os últimos 50 anos de Brasil e viver apenas os anos de treva deste desgoverno. Quem sabe você também considere o Estadão e a CNN comunistas. Vai ver que a Johns Hopkins também seja. Como este ainda é um país livre (apesar do espírito que impera no Palácio do Planalto), informe-se onde você quiser. Abs!

      2. Sônia

        O que é isso Dalcim? Quais suas fontes? Verdadeiros médicos, com currículos respeitadíssimos, estão berrando globalmente que essas “vacinas” derrubam a imunidade. Verdadeiros especialistas, mundialmente conhecidos, estão berrando sobre este experimento genético. Estão sendo calados, suicidados por alertar a população… dizem “fake news”, negacionistas, bla bla bla. Basta “verdadeiramente” pesquisar. Como jornalista deve saber quem manda, deve saber que manipulam números quando e como querem. Os donos do mundo possuem mais de 85% do “poder mundial” (Mídia, terras, tecnologia, indústria farmacêutica, segurança, forças armadas, justiça, política…). Eu te entendo em tentar ficar do lado da mídia pois é o seu ganha pão, mas sobrará para voces também. Nunca foi pela saúde, é apenas controle social. A VERDADE DÓI, saber que foi enganado, deve ser bem difícil. Quem viver, verá! Beijos.

        1. Gilvan

          Sonia está vivendo em uma realidade paralela, em que só ela e poucos iniciados sabem o que está acontecendo “de verdade”.
          Esse é o típico comportamento de seita. Coisa bem perigosa.

  24. Paolo

    O rótulo negacionista já não faz qualquer sentido, não têm conexão com a realidade, apenas serve para controlar a narrativa. Controlada a narrativa até uma minoria de vagos tenta impor sua vontade. A vacina não resolveu nem a questão do uso de máscara.

    Os “reis e rainhas” das narrativas não conseguem reconhecer o fracasso das suas medidas impostas. Mau-caratismo é a marca registrada dessa turma. Abs!

    1. Lady Stardust

      Qual estudo embasa essa sua informação de que máscara, vacina não “resolveram” o problema? Ademais, essa questão não se “resolve” assim de maneira tão simples e primária. A vacina veio para diminuir a taxa de transmissão e a porcentagem de casos graves e negar a queda de mortes no BR após vacinação é negar um fato. Você acha mesmo que entrar num elevador com várias pessoas (todas sem máscara, incluindo vc) é mesmo igualmente seguro a entrar num elevador com 2 pessoas e vc usando máscara? Seguro do ponto de vista sanitário, ou seja, gripe, covid-19 ou quaisquer outras doenças transmissíveis por aerossois e gotículas de saliva? Seja sincero.

    2. Fernando Brack

      O rótulo de negacionista numa pandemia serve e sempre servirá para identificar aqueles que não dão qualquer valor à vida humana.

  25. Jose Yoh

    Sinceramente, para Nole o melhor seria nao participar deste AO. Creio que a quantidade de vaias nao seria algo muito bom para ele.

    Pergunto eu: o que custava ele dar exemplo e tomar a vacina?

    Seria pura falta de informaçao? Dentre as centenas de jogadores que tomaram, quantos tiveram problemas (fora o problemático Paire)?

  26. Kauê

    Bom, eu nunca fui fã do Djokovic como jogador porque não gosto do estilo de jogo dele. Mas preciso tirar o chapéu pra ele nessa polêmica toda. Independente dos argumentos favoráveis ou contrários, o que eu mais queria ver era se ele se manteria firme em seu posicionamento. E foi isso que vi agora: ele está firme e é, realmente, uma posição delicada pra se manter tão firme.

    Dalcim, eu comento pouco, mas sempre estou lendo seus posts e acompanho o blog há quase uma década e meia. Geralmente sou obrigado a admitir sua imparcialidade em tudo que é assunto – até quando gostaria que você puxasse sardinha pra determinado jogador em detrimento de outro. Hahaha!

    Dessa vez, porém, li um posicionamento parcial relacionado a essa polêmica. Não considero adequado chamar o Djokovic de “integrante do grupo antivacina”. Acho o termo “antivacina” extremamente impreciso, já que é evidente que ele não é daqueles eremitas radicalmente contrários a vacinas. Tenho certeza de que ele vacinou seus filhos contra uma série de doenças, mas é tachado de “antivacina” por ter receio e dúvidas relacionados a vacinas extremamente recentes, com novas tecnologias e que geram incertezas quanto aos efeitos colaterais de médio e longo prazo.

    Veja bem: não estou questionando a qualidade da vacina ou a exceção dada a ele (revogada hoje pelo governo australiano). Estou pontuando apenas que questionar os efeitos de uma droga (qualquer droga que seja) não deveria ser a causa da classificação pejorativa de uma pessoa como “integrante do grupo antivacina” ou qualquer coisa do gênero. Num mundo correto e justo, qualquer pessoa deveria poder escolher se injeta ou engole alguma droga. Isso consta, aliás, no Código de Nuremberg. E é este o posicionamento do Djokovic: não quer injetar uma determinada droga em seu corpo por ter receio dela. É um direito dele e isso não deveria classificar o cara como antivacina.

    Por fim, podem até discordar desse meu argumento, mas quero ver alguém dizer que o sérvio não é corajoso por se manter firme (o que até foi pontuado no texto). Achei isso impressionante demais.

    1. Sônia

      Sensacional Kauê, sensacional. Eu por exemplo, sempre tomei todas as vacinas necessárias, desde a minha infância até hoje. Tenho de febre amarela, gripe, tétano… todas as da infância, mas esse experimento vacinal JAMAIS tomarei, podem me matar, nenhum problema. Quem pesquisou sabe que esse experimento é para te adoecer, total redução populacional, portanto, só os faltos de conhecimento aceitam esse veneno.

    2. Fernando Brack

      Isso não é coragem. Djoko apenas demonstra ser burro, turrão e prepotente. Manter-se firme em suas convicções seria confirmar que não se vacinaria e portanto não iria partticipar do torneio. Tudo o mais que estamos vendo não passa de uma tosca tentativa de burlar as regras de admissão num país estrangeiro, mediante sabe-se lá que artifício para obter um aval médico claramente fajuto.

    3. Groff

      Se fosse firme de verdade e contrário à regra, ele faria o que os seres humanos de bem que não querem se vacinar fazem: isolamento. Ou seja, nem teria tentado aparecer. Veja o que o Nadal falou sobre a regra: quer jogar, tome a vacina. Ponto final! Todos os que não querem têm o direito de não se vacinarem. Mas querer ficar sem vacina e manter as prerrogativas de viver em sociedade, sabendo que você pode causar o mal a tantos outros, é não só idiotice, como crueldade para com os demais. É o comportamento típico da criança que não aprendeu a conviver.

  27. Paolo

    Djokovic tinha papéis suficiente aprovado por duas equipes médicas, mas não para políticos filho de presidiário inglês entre outros covardes do governo australiano. Canalhas mil vezes. Abs!

    1. Fernando Brack

      Ainda não se sabe quem é o verdadeiro canalha dessa estória, mas seguramente está entre médicos que emitiram um atestado falso e o próprio Djoko que pode tê-los subornado para tal fim. Se for esse último caso, Djoko pode ser impedido de entrar na Austrália por muito tempo.

  28. Daniel+C

    Vale ressaltar um fato curioso: há 5 anos atrás, a conquista do Federer no AO gerou mais de mil comentários aqui no Blog. Eram todos comentários enaltecendo uma partida de tênis, uma comemoração do tênis bem jogado.

    Aqui estamos, 5 anos depois, 400 comentários sobre Djokovic e o AO. É sobre o título ou partida de tênis dele? Não! É sobre um dia maiores vexames protagonizados na história dos esportes por um atleta. Um clima pesado, de conflito.

    Essa é a diferença. Quando o suíço está bem por cima, representando o esporte, o Tênis vive uma fase iluminada, boa. Quando é a vez do sérvio ser o embaixador, falha miseravelmente, aplaudido por negacionistas ou alguns sem noção que só se importam com estatísticas. Resumindo, o Tenis perde.

    É, o Federer nunca fez tanta falta pro Tênis. Era outro patamar de grandeza. Mas pelo menos podemos torcer para que essa fase negra passe logo. Qualquer um desses meninos saberá exercer o papel de embaixador do Tênis com mais competência.

  29. Mario cesar Rodrigues

    Nole dando piti kkkk toma seu porra.acha o que tu é mais sujo que pau de galinheiro ai não deixa eu ser deportado se quser ficar lá nuna solitária mas jogar nem a pau.documentos falsos de médicos ele é bandido.

    1. lEvI sIlvA

      Ué, MC…!!! Só tu teve acesso aos documentos? Nem o Dalcim viu nada e já vai dizendo que o cara é um “bandido”…!!!
      😉😂😉😂😉😂

  30. Roberto Léo

    Dalcim, Djokovic teve covid em 2020, certo? Ou pelo menos testou positivo.
    Entendo a regra de cada país e respeito. Mas não existe evidência de benefício de vacinação em pessoas que já tiveram a doença. A imunidade natural é comprovadamente mais duradoura que a vacinal (estamos falando de covid).
    Assim, erra a Australia pela regra que impõe. Infelizmente dois erros não fazem um acerto, e Djokovic erra por não respeitar a regra, que está errada.

    1. José Nilton Dalcim

      Quase todos os estudos e comentários de especialistas que vi, Roberto, garantem que a vacina proporciona cobertura imunizante superior à natural. E de qualquer forma, a infecção do Djokovic teria acontecido há quase dois anos. O que ainda lhe dá plenamente o direito de não querer se vacinar. Mas concordo com você quanto aos erros de todos os lados.

      1. Fernando Brack

        Perdão, Dalcim, mas não há erro de todos os lados. Há o erro do Djoko e apenas ele. A Austrália não está sozinha em exigir o comprovante de vacinação e, de toda forma, só geraria complexidades se o país criasse mais um pacote de regras a não vacinados. Vacinar-se é tão simples que essa celeuma assume ares de bizarrice. Tanto mais porque as regras do país são muito claras e ninguém pode alegar desconhecê-las.

    2. Luiz+Fabriciano

      Já li mais de 400 comentários, 200 reportagens, mas ainda não vi qual foi a regra que Novak Djokovic infringiu.
      Se a organização abriu exceções para os jogadores, é por lá que ele quer entrar. Deram permissão e negaram depois. Tanto é que ele está “preso”.
      Desrespeitar regras é completamente diferente do que ele fez até agora. Se não for realmente permitido ficar na Austrália, ele voltará, querendo nós ou não.

      1. Fernando Brack

        Leu, mas tudo indica que não entendeu. Informações veiculadas dão conta que o visto que ele tinha não era adequado ou correto. Além disso, o atestado que ele diz ter recebido da Tennis Australia foi assinado por um médico apenas. Tem tudo pra ser fajuto, pois é óbvio que Djoko não se enquadra em nenhuma das condições que permitem a não vacinados serem admitidos na Austrália, e não há a menor possibilidade de que ele não soubesse disso. Tentou dar uma de esperto e se ferrou

        1. Luiz+Fabriciano

          Nenhuma informação veiculada deu conta de nada ainda, a não ser, especulação. O atestado tem tudo para ser fajuto. Por enquanto é só torcida.
          Até a audiência da próxima semana, ele é inocente. Se for culpado, que fique preso por lá mesmo.
          Outro ponto: só embarcou para a Austrália porque havia sido liberado para jogar.

  31. Sérgio Ribeiro

    Declaração de Grigor Dimitrov ( um dos 4 que pegaram COVID naquele terrível Torneio promovido pelo Sérvio) : “Todos fomos avisados com muita antecedência do Protocolo do AOPEN 2022 , então ele vale sem exceções “ . Todo o Top 10 , Nadal incluso , respeitou e até os que pegaram o vírus na chegada , estão cumprindo quarentena . Djokovic foi inscrito até na ATP Cup , e além de não comparecer, deixou um suspense até o último instante . Teve todo o Tempo do mundo pra se entender com os organizadores de um Torneio que participa desde 2005 ininterruptamente. Acreditou num clamor para o Eneacampeão ??? . Papai Novak disse que a partir de hoje seu filho e’ o novo SPARTACUS , e pra não perder o hábito segundo a SFA , inventou seu filho sem Celular. Este foi o mesmo que afirmou em Setembro que ou muda o Protocolo ou seu filho não joga . O Sérvio procurou o seu destino… Abs!

  32. Luis

    Cada vez mais eu me convenço que não existia subsídio técnico pra liberar Djokovic da imunização. Liberaram porque é Djokovic. E aí deu no que deu. Ele tem o direito de não se vacinar! E a Austrália tem o direito de proibir a entrada de não vacinados!. Simples assim. O chato desta história do Djokovic é que ele tem currículo na quadra pra ser maior que Federer e Nadal. Mas ele traz uma mágoa no discurso, uma atitude estranha que compromete isso. A mim marcou muito o discurso do Nadal no título de RG 2020 ( e olha que sou Federer). Naquele momento de absoluta euforia individual, Nadal falou como nunca imaginei que fosse ouvir. Vale a pena rever o discurso do cara! Espetacular

  33. Teka+Moraes

    Hahaha… pelo jeito os negacionistas não vão se conformar tão cedo. O choro tá tão alto que tá ficando feio. Calma! Tudo passa! Conformem-se, pois o torneio seguirá COM VACINA, queiram ou não. Avante AO !!!!!

  34. Sandra

    Dalcim , vc saberia quais foram os treis jogadores que conseguiram o visto pela mesma maneira que Djoko tentou e não conseguiu? Não foi só o Djoko que se queimou , o diretor do Australian open também e os políticos idem

  35. julioomachado

    Eu tinha prometido que não ia responder a nenhum comentário, e não estou respondendo, somente estou recolocando mais alguns dados, pois achei que eu tinha visto o perfil errado, e me surpreendi com as coisas que achei.

    https://www.youtube.com/watch?v=nYkUePQMfkE

    Dr. Robert Malone provides us with an in depth discussion on his past of how he invented the mRNA and DNA technology. You are sure to learn a lot in this highly interesting topic.

    neste link o Robert dá uma aula sobre o assunto, então acredito que seria interessante as pessoas verem e tirarem as suas próprias conclusões, e por favor, SE TIVER ALGUÉM FLUENTE EM INGLÊS, FAVOR ASSISTAM ESTE VIDEO ACIMA E tirem as suas próprias conclusões
    Ele dá uma aula sobre RNA – ou seja, ácido rebonucleico – e DNA é ácido desoxirribonucleico

    1. Gilvan

      Eu imagino que lá no exterior também devem rolar vídeos do tipo como “Dra. Nise Yamagushi prova que a cloroquina é a verdadeira cura contra a covid”, ou “Dr. Wong choca o mundo ao provar a farsa das vacinas”.
      É incrível como essa turma antivacina segue o movimento de seita. Se sentem privilegiados por terem acesso a informações que o resto do mundo não tem (vídeos de whatsapp, aparentemente), pois o “sistema” não quer que as pessoas saibam.
      Chega a ser triste tanta gente com formação caindo nesse papinho.

      1. Sônia

        Sinto por voce Gilvan, sinto mesmo, a maioria está contigo, isso é certeza. Brevemente verão a tragédia, mas o mais triste, continuarão acreditando nas narrativas impostas por “eles” 🙂 🙂 é mais fácil, não é? Fico imaginando quando alguém próximo, muito amado… “sentir o drama”. Beijos.

        1. Gilvan

          Sonia, estou preocupado por você. Seu discurso é típico de pessoas envolvidas com seitas, acreditando acreditando são “escolhidos”, se isolando voluntariamente dos “impuros”, acreditando que têm informações às quais ninguém mais teve acesso (todas vindas pelo WhatsApp, por coincidência).
          Esse é um caminho muito perigoso, já que a pessoa começa a se afastar de amigos e familiares em defesa de uma causa e quando ela percebe, já não tem mais como sair.
          Procure seus familiares e algum apoio para sair dessa.

  36. Arthur

    Não vou mentir, Dalcim: estou rindo mais que Monza SL/E a álcool, tentando subir ladeira de segunda. KKKKK
    Que pastelão, do Sr. Antivaxer. Tentou dar uma de migué e acabou sem nem sequer poder tentar uma alternativa pra jogar o AO, caso voltasse pra casa e tomasse uma vacina de dose única, por exemplo.
    Ainda bem que a Austrália não é o Brasil. Do contrário, o Bozo teria mandado o Queirodes e o Carluxo lá no aeroporto para receber o DJoko anti-vacina com toda a pompa e circunstância que os negacionistas da Bozolândia podem oferecer (jet-ski, funk tosco, cavalo de pau em Hot Wheels tamanho real e – claro – camarão com leite condensado, kkkkk).

    Um abraço.

  37. Paulo Sérgio

    Dalcim,

    Houve erro da organização que deu a isenção? É claro que houve. No entanto, Djokovic sairá desgastado moralmente depois desse lamentável episódio. E ele poderá perder o título de GOAT se o Nadal ganhar o AO ou RG. Não sei se ele poderá ganhar outro slam após este episódio, mesmo no caso de WB onde ele não tem mais concorrentes neste ano de 2022. Na corrida do goat, o Nadal tem tudo para superar o sérvio, caso Djoko não dispute o AO. Sou fã de Djoko e apoio a decisão do governo australiano. Continuo torcendo, mas se Nadal superá-lo em slams só tenho uma coisa a dizer: BEM FEITO!

      1. Paulo Sérgio

        Vitor Hugo,

        Federer é o terceiro da história. A disputa é entre Novak e Nadal pelo primeiro lugar. Depois do papelão de Djoko, o espanhol tem tudo para terminar na frente. Você idealiza Federer com um tenista perfeito, mas a realidade é diferente: o que define quem é o melhor são as conquistas em quadra. Djoko manchou a carreira, mas ainda tem os principais recordes do tênis. Opinião pessoal, é só opinião. Sorry!

      2. Paulo F.

        Kkkkk
        Nadal tem os mesmos Slams e vence o pobre Federer nos confrontos diretos.
        E ele ganhou Wimbledon em cima do Rogerinho.
        Rogerinho NUNCA ganhou de Nadal em Roland Garros.

  38. Luiz Afonso

    A covid é transmitida por quem está contaminado, esteja esta pessoa vacinada ou não, ou mesmo assintomática. Existem protocolos sanitários que permitem identificar e acompanhar os casos. Djokovic não está se negando a ser diariamente testado e acompanhado. Se contrair a covid será isolado e afastado do torneio, como qualquer outro que esteja vacinado. O risco dele transmitir o vírus é igual aos demais.
    Não entendo esta celeuma toda contra a sua participação no torneio.
    E nem me venham com o papo de que “lei deve ser cumprida”. Leis também devem ser contestadas, porque se assim não fosse os negros seguiriam escravizados e sem direito a voto, tal como as mulheres. E teríamos que encher de pó-de-arroz os atletas negros para poderem participar de competições esportivas.
    E Maria Esther Bueno não poderia jogar usando saias…
    E os homens estariam jogando de calças até os dias de hoje…

    1. Fernando Brack

      Cacilda! Como eu leio bobagem aqui. Claro que leis podem ser contestadas, mas dentro do processo legislativo. Enquanto leis estiverem em vigor, elas devem ser cumpridas sim, é claro. Imagina se cada um que não concorda com uma lei resolve confrontá-la com desobediência. Ao Djoko cabia entender o que podia e devia fazer e seguir a regra imposta a todos os entrantes na Austrália. Se vc acha que a lei de imigração australiana na pandemia é ruim, vá lá e tente convencer os legisladores locais a mudá-la, mas não invente de contestá-la na marra, pq vc vai ser mandado de volta pra casa, do jeitinho que Djoko vai ser.

      Quanto aos exemplos que vc citou, ou não eram leis, tipo vestimentas dos tenistas (eram apenas convenções), ou tiveram que esperar a lei ser mudada, no caso das regras segregacionistas. Quem resolveu contestar essas aí eqto estavam em vigor, sofreu uma barbaridade.

        1. Luiz Afonso

          Dalcim, eu sinceramente desconhecia essa alternativa. A propósito, como se daria esse isolamento? Fechado num quarto de hotel ou podendo treinar com seu staff? Pergunto porque isso faz uma diferença abissal.
          Outra questão para você meu caro Dalcim: é justo Djokovic perder os pontos do AO 2021? Afinal de contas ele não se furtou a disputar o torneio deste ano, ao contrário, ele foi/está sendo impedido de disputar o AO 2022. Ele não se furtou a ser testado. Ele não se furtou a ser monitorado. Ele não se furtou a atender os protocolos sanitários. Ele apenas não aceita ser vacinado, por motivos que, sinceramente, desconhecemos.
          Sou seu fã Dalcim. Acho que você fala sobre tênis com muito conhecimento e propriedade e é gratificante ler os seus textos. Por outro lado, em se tratando do assunto covid, não acredito que você, ou qualquer outro, tenha liberdade para sair da linha editorial. Por isso nunca vou saber se a sua crítica ao comportamento do sérvio é realmente sincera.

          1. José Nilton Dalcim

            Sempre que eu fizer alguma crítica, ela será sincera. O que não quer dizer que eu esteja com a razão. Quanto ao ranking, não vejo qualquer alternativa à ATP do que retirá-los. Abs!

      1. Luiz Afonso

        Ah, claro. O processo legislativo não foi impulsionado por revoltas populares das pessoas que estavam sendo injustiçadas por leis draconianas. Claro que haveria alterações nas leis se eles se mantivessem sentados e não pregassem a desobediência. Realmente as mulheres hoje no Afeganistão não devem desobedecer as leis impostas pelos radicais muçulmanos. Devem aguardar ordeiras à boa vontade do legislativo. E a comunidade mundial deve se calar.
        Maria Esther Bueno não foi ousada ao se impor contra a etiqueta aristocrata IMPOSTA às tenistas. Não recordo quem foi o tenista masculino que ousou não usar calças. O passaporte vacinal está sendo imposto pelas autoridades australianas.
        O que prego aqui é a atitude do sérvio, que está indo em conformidade com as suas convicções, contra uma imposição que ele não considera justa. E desconheço, como creio que todos aqui, qual o motivo dele não querer se vacinar. Assim, como posso criticar?

        1. Fernando Brack

          Segue falando besteira. Contestações às leis são comuns e acontecem com frequência, mas elas devem ser feitas com o objetivo de mudá-las e não de desobedecê-las. Pode-se criticar leis à vontade, mas no momemto que vc deixar de cumpri-las vc fica sujeito às penas previstas. Djoko confrontou a lei australiana tentando um artifício que até agora não ficou claro. Tudo o que sabemos é que a autoridade de imigração cancelou seu visto, então ele tinha que pegar sua malinha e se mandar de lá.

  39. Fernando Brack

    Alexandre Cossenza, par do Dalcim entre os grandes blogueiros de tênis no Brasil, tem uma posição bastante contundente e crítica quanto a postura de Djoko nesse lamentável episódio, com a qual eu concordo muito. E agora, o presidente da Sérvia entrou na celeuma, acusando a Austrália de constranger o jogador, como se o próprio não fosse o criador da situação. Essa coisa vai acabar gerando uma crise diplomática entre os 2 países.

  40. Sandra

    Dalcim , mudando totalmente de assunto , depois de tantos shows de horrores, a Bia Maia vai entrar direto na chave do Australian open ? Ela não é a 83?

  41. Eduardo Salgado

    Caro Dalcim, há um fato q merece reflexão: caso o djokovic for mesmo impedido de jogar, e ao que parece ser um tendência mundial a obrigatoriedade do passaporte sanitário, seria o fim precoce da sua carreira? Já que o sérvio parece inflexível quanto a vacinação.

  42. Fernando Brack

    Como sugere meu xará de MG aí abaixo, tudo indica que Djoko vai cortar um dobrado com torcidas mundo afora, por conta desse lamentável episódio de rudimentar e dispensável falta de ética e senso cívico, justo na terra onde ele é um tremendo campeão.

  43. Lady Stardust

    A questão, na prática, é muito simples; a regra imposta pelo governo australiano é: TEM QUE ESTAR VACINADO COM AS DUAS DOSES DE VACINA PARA ENTRAR EM TERRITÓRIO AUSTRALIANO. Não está vacinado e não tem boa justificativa para isso, volta para casa. Acabou! Ele pode optar por não tomar. Pode ser um tonto antivax, só que tem que arcar com as consequência. Tem que parar de passar pano para inconsequente.

  44. Leo Gavio

    Enfiaram a faca nas costas do Djoko, ele recebeu a permissão especial, 2 paineis medicos anonimos (não sei explicar exatamente), concederam a permissão especial do ponto de vista médico. Outros tenistas entraram com essa permissão, como Djoko tem posição pessoal contra vacina e é o lider do ranking começaram a alegar que era uma carteirada, mas ele seguiu as regras, ele não burlou as regras.

    Diante da impopularidade da situação, o cretino Primeiro ministro enfiou a faca nas costas do Djoko e posou de heroi, claro, politicos sempre agem assim.

    Se não queria permitir a entrada do cara, bastava negar antes do sujeito viajar, será que eles fariam isso com Federer? Djoko tá sendo tratado como um suspeito, um bandido, sem o celular, bizarro. O cara não é um desconhecido.

    No twitter do canalla Morrisson os australianos estão descendo o pau nele, um oportunista covarde.

      1. Sônia

        Sério mesmo que tu acredita nisso? Atletas top jamais deixariam esse veneno entrar em seus corpos. Dizer que foi vacinado é fácil, mas será que foi injetado essa “droga”? Pesquise, há trocentos vídeos mostrando o teatro das vacinações de “celebridades” e “pulíticus”. Há denúncias de enfermeiras dizendo que a maioria dos “pulíticus” receberam “solução salina”. Atletas que verdadeiramente receberam essa droga… muitos estão com sequelas gravíssimas, muitos morreram. Pesquise “verdadeiramente” o mal que estas vacinas está causando. Isso é um teatro macabro (intuito redução populacional) para a massa populacional se vacinar por livre e espontânea vontade. A agenda é cruel e irá piorar. O incrível foi perceber como o povinho é “inteligente” 🙂 e obediente ao sistema argh argh argh. Beijos.

        1. Maurício+Luís+*

          Parabéns. Conseguiu superar o Carlos Reis em maior número de asneiras por centímetro cúbico. Pura Teoria da Conspiração.

    1. Daniel+C

      Esquece o Federer pelo amor de Deus!!!! Kkkkkkkkk

      O suíço tá quieto no canto dele, como sempre esteve. No quesito polêmicas dentro e fora das quadras, perde de lavada pro sérvio. E por isso está sempre levando o prêmio de favorito dos fãs, mesmo longe das quadras e com o “sérvio paz e amor” vencendo tudo rs.

      É o típico caso do arrogante multimilionário que promove uma festa na mansão onde meia dúzia comparece, enquanto um sujeito mais simples e simpático lota uma pequena casa pois oferece atrações interessados e comidinha caseira com um tempero especial rsrs. Nunca será! Kkkkk

    2. Fernando Brack

      Conversa fiada! Ele burlou regras sim. As condições que permitem a não vacinados entrarem na Austrália são claríssimas e Djoko não é portador de nenhuma delas. Quanto aos painéis médicos que suportaram a concessão dada pela Tennis Australia, é algo a ser investigado. Eu suspeito fortemente que o sérvio pode ter subornado esse pessoal. Que tudo venha à tona, porque essa nhaca ficou muito feia.

  45. Heitor

    As regras devem ser cumpridas! Não importa quem seja. Djoko escolheu não vacinar, a Austrália escolhe quem pode entrar.

  46. Sônia

    Djokovic, manda essa austrália para a piiiiiiiiiiiiiiiii. Aguenta firme, a Sérvia e milhões e milhões de torcedores contam contigo, não se contamine com esse veneno experimental (genocídio), a escolha é tua, voce “ainda” é livre, não ceda a esse “teatro macabro”… manda os politicamente corretos, a mídia, os “pulíticus”, os “pseudo cientistas”, os donos do mundo… para a piiiiiiiiiii. Virando fãzoca sua, excelente 2022 pra voce 🙂 Beijos.

    1. Daniel+C

      Super concordo, Sônia! Todos os negacionistas deveriam se juntar, mandar todo mundo para piiii, e se isolarem no canto superior direito da terra plana rsrs.

    2. Fernando Brack

      Se ele resolver seguir seu inteligentíssimo conselho, ele pode ir pra casa de vez cuidar da mulher e dos filhos, pois sua carreira estará liquidada. É o que usualmente ocorre com gente arrogante, prepotente e egocêntrica.

      1. Sônia

        Total engano Fernando, Djoko virará lenda se não abaixar para o sistema. Não será fácil, mas espero realmente que ele mantenha a opinião. Na austrália serão 14 doses desse experimento diabólico, na Europa 8 doses… aqui na terra do alecrim dourado eu não sei, mas estão globalmente interligados, portanto… preparem seus bracinhos 🙂 🙂 :). Povinho começando a acordar sobre o “teatro macabro” dos donos do mundo, mas agora “já elvis” (quase 8 bilhões, titio biu gaytis resolveu). Quem viver, verá! Beijos.

        1. Viana

          Sistema?? Meu Deus, aonde vamos parar?
          Dados mostram que a vacina é muito eficiente. E tem gente falando em veneno???
          Que tristeza a humanidade.

  47. Paolo

    Se der ruim pro sérvio, acredito fortemente que o primeiro Grand Slam da temporada ficará entre Medveved e Zverev. Abs!

    1. Gildokson

      Paulo, bora torcer para o espanhol não ganhar esse torneio se não tudo que vocês escreveram ano passado inteiro vai escorrer pelo ralo kkkkkkkkkkk
      Junte-se a mim nessa kkkkk Seria catastrófico para todos nós kkkkk

      1. Paulo Almeida

        Acho que Zverev e Medvedev são bem mais favoritos do que o Nadal, Gildokson.

        De qualquer forma, semanas, temporadas, Masters 1000, Finals, Olimpíadas, h2h e várias outras estatísticas também entram na conta do GOAT. Só um Slam a mais é pouco.

      2. Paulo+Almeida

        Você se esqueceu dos recordes de semanas, temporadas, Masters 1000, Finals, Olimpíadas, h2h etc. Um Slam a mais ainda é pouco para uma virada na discussão.

        Bom, Medvedev e Zverev ainda são mais favoritos do que o Nadal nesse momento de qualquer maneira.

      1. Paolo

        Eu jogaria. Agora, falando muito sério, já que o senhor “Guardião da ciência” me desafiou, o desafio está aceito: vai ser a minha crença contra a sua, até que o senhor mude de ideia, e você sabe do que eu estou falando. Que assim seja.

        Muito obrigado, a todos. Abs!

  48. Vitor Hugo

    Mais uma vez o imbecil do pai do servio entrou em cena ao afirmar: ” Se não liberarem Novak do aeroporto, nós vamos tira-lo De lá a força”

    Eu adoraria ver esse senhor tentar e sair de lá algemado.

    1. Fernando Brack

      Esse papai é um poço de idiotice. Djoko não está preso no aeroporto e não precisa que ninguém o resgate. Ele pode sair dali, na hora que quiser, pra qualquer lugar, mas não para dentro da Austrália.

  49. SANDRO

    A Austrália que mantém Djokovic detido como um criminoso em uma saleta sem contato com ninguém e sem celular sempre foi um poço de AUTORITARISMO desde suas origens!!!
    As autoridades australianas sempre tiveram um viés sádico e prepotente de ação se achando donos da verdade e acima do bem e do mal, sempre disseram que as medidas ABUSIVAS eram para SEU PRÓPRIO BEM E DA COLETIVIDADE. Essas mesmas “autoridades australianas” adotaram políticas de sequestros e confinamento de jovens negros aborígenes para aculturá-los e impor forma branca inglesa de pensar. Essas mesmas “autoridades australianas” transformaram um país negro num país branco subjugando os negros nativos australianos.
    A ocupação inglesa no Continente Australiano foi violenta, eivada de massacres, com a decretação de leis discriminatórias que perduram até hoje, e a tentativa de destruição da cultura negra aborígene. Os colonizadores também violaram e destruíram locais sagrados, além de praticar a caça justamente aos negros nativos, que eram vistos e tratados como animais selvagens.
    Mesmo com a independência da Austrália em 1900, os ingleses que dominavam o país seguiram tratando os negros australianos com a mesma discriminação. Nessa época, entre 1910 e 1970, que ficou conhecida como a da “geração roubada”, os que buscavam criar uma nova nação branca, praticaram as maiores atrocidades contra os povos negros autóctones. Uma delas, a mais perversa, era “confiscar” crianças negras para serem domadas em campos de concentração, visando incutir nelas a cultura ocidental, roubando-as de suas tradições.
    Os lugares, espécies de reservas, onde viviam os negros aborígenes, eram visitados sistematicamente em busca dessas crianças e, uma vez encontradas, eram sequestradas por agentes do governo. Uma violação que existiu até os anos 70 do século passado. Mais de 100 mil crianças tiveram esse terrível destino. A prática foi cunhada pelo governo racista de “política de assimilação”. Centenas de famílias foram destruídas com essa ação governamental e até hoje as comunidades vivenciam essa dor, porque muitas das crianças que foram levadas jamais voltaram para casa. E as que foram obrigadas a essa violência ainda hoje sofrem as consequências.
    A experiência dessas crianças nos campos de concentração também foi dramática. Xingadas como “negras”, “macacas” e “lixo”, não havia um dia que não eram cuspidas e humilhadas pelos brancos ingleses. Além disso, tinham o corpo inspecionado todas as manhãs, diante da turma, para ver se tinham tirado a “sujeira” que nada mais era do que sua cor.
    Os negros originários da Austrália até os anos 60 do século passado tampouco podiam participar da vida do país, sequer tinham direito a voto.
    A política de assimilação e destruição chegou a colocar esse povo quase em extinção. Em 1945 eles eram apenas 40 mil almas.
    O objetivo maior dos brancos era o roubo das terras. Naqueles dias eles visitavam as comunidades, ofereciam presentes e festas. Durante a festa era colocado arsênico na comida e na água, prática que dizimou aldeias inteiras. Quando não matavam diretamente, introduziam nas comunidades o uso do rum, fazendo com que se embebedassem e brigassem entre si.
    Com o passar do tempo, os negros aborígenes foram se integrando à vida do país, principalmente pelo trabalho, mas igualmente enfrentavam a discriminação, sendo considerados preguiçosos e incapazes. Mas, por sua pele mais escura, resistam mais ao sol enquanto os brancos queimavam. Por conta disso eram tolerados.
    Hoje, depois de muitas lutas travadas, os negros australianos já conseguiram garantir alguns direitos, mas seguem sendo vistos como seres de segunda classe. Seus salários são três vezes mais baixo que os dos brancos, o desemprego entre eles é maior, a taxa de mortalidade infantil é alta e a média de vida baixa. Menos de 30% dos negros australianos completam o nível superior e a maioria segue isolada em lugares bem longe da cidade.
    É incrível que tudo isso tenha acontecido naquelas remotas terras sem que o mundo se levantasse em protesto. Os negros enfrentaram tudo isso sozinhos até bem pouco tempo e hoje lutam para manter viva a sua cultura, bem como a posse de seus territórios sagrados na Austrália.
    Há muito ainda para ser conhecido e reparado na relação com os legítimos habitantes nergros originais da Austrália. Num dos países mais ricos do mundo, os negros ainda precisam mendigar.
    Esse que é o apís acostumado a PRECONCEITO, DISCRIMINAÇÃO, TIRANIA, DITADURA TOTALITARISTA, RACISMO!!! Bem vindo à verdadeira e HIPÓCRITA Austrália !!!

    1. Fernando Brack

      Festival de asneiras pra justificar o ídolo. O passado da Austrália ao passado pertence e não traduz o que o país é há muito tempo. O Brasil tb tem um passado nada abonador. Idem os EUA. E daí?

    2. Daniel+C

      Hahahahaha, eu me divirto com esses textões dos fanáticos desesperados. Claro que não perdi meu tempo lendo por conta do risco do meu QI diminuir rs

    3. Fernando Brack

      E ele não está detido como criminoso e sim como alguém que tentou entrar de forma ilegal no país. Tente entrar ilegalmente em qualquer lugar pra ver o que te acontece.

    4. Vitor Hugo

      Eu vivi quase três anos na Austrália e lá não tem nada do que vc está falando. Típico de uma pessoa alienada.
      Nunca sofri qualquer tipo de preconceito por ser brasileiro. Sempre fui bem tratado.

      Procure se informar.

    5. Gilvan

      Acho ótimo. Quem não segue as regras sanitárias de um país, forja documentos médicos e entra com o visto errado tem que ser tratado como marginal mesmo.

    6. C´ésar

      Tudo isso que você falou é verdade, como é verdade que o Djokovic é um negacionista e que, sobretudo, não pode ter privilégio. Por que ele deveria ter privilégio? Os aborígenes não tiveram o Djoko deveria ter?

    7. Jose Yoh

      Interessante… mas qual a relaçao desse passado com o caso do Djokovic?
      Ele está sendo discriminado?
      Poderia acontecer em qualquer outro país sério.
      Abs

  50. Rafael+Azevedo

    Djokovic está preso em uma sala no aeroporto, sem celular e sem contato com ninguém. Como se fosse um suspeito de terrorismo ou de tentar entrar e fazer negócios ilegais no país. Todos sabem o que o Djokovic foi fazer lá. Não precisava tudo isso. Não é uma questão de tratamento diferenciado, mas de razão para a detenção. Não há razão nenhuma, já que se sabe que foi apenas uma questão burocrática nos seus documentos. Aff…é muito legalismo desnecessário e uma perseguição evidente.

    É triste e lamentável tudo isso que estou lendo. Tanto o tratamento do governo australiano para com o sérvio, quanto os comentários super agressivos dos seus detratores aqui no blog.

    A que ponto chegou o nosso desamor, ódio e falta de empatia.

    1. Fernando Brack

      Ele tentou ludibriar as autoridades locais. Isso é motivo suficiente pro chá de salinha que ele tá tomando. Precisa explicar porque fez isso. É o que acontece com qualquer indivíduo que tenta entrar ilegalmente num país estrangeiro.

    2. Gilvan

      Eu às vezes me pergunto se essa turma já parou pra ler no nosso código penal as previsões para crimes contra a saúde pública. Vou ajudar:

      Epidemia
      Art. 267 – Causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênicos:
      Pena – reclusão, de dez a quinze anos. (Redação dada pela Lei nº 8.072, de 25.7.1990)
      § 1º – Se do fato resulta morte, a pena é aplicada em dobro.
      § 2º – No caso de culpa, a pena é de detenção, de um a dois anos, ou, se resulta morte, de dois a quatro anos.
      Infração de medida sanitária preventiva
      Art. 268 – Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa:
      Pena – detenção, de um mês a um ano, e multa.
      Parágrafo único – A pena é aumentada de um terço, se o agente é funcionário da saúde pública ou exerce a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro.

      Posso afirmar sem medo de errar que o “código penal” australiano possui previsões legais idênticas.
      Entendam: Djocovid quis desrespeitar normas sanitárias de um país estrangeiro, apresentou documentos médicos falsos e entrou com o visto errado dentro do país.
      Estamos falando de um criminoso, um marginal, que vive à margem do que determina a lei. Deportação é o mínimo.

  51. Vitor Hugo

    A resposta das coviodetes sempre estavam prontas após as ações desastrosas do servio:

    Água suja pra curar doença: ” Se fosse o Federer que tivesse falado seus torcedores correriam pro rio Tietê”

    Bolada na juíza: ” Se fosse o Federer não seria desclassificado.

    Encontro com genocida: ” Se fosse o Federer…

    Organização do torneio da morte: ” Se fosse o Federer vcs iriam aplaudir”

    Entrar ilegalmente na Austrália: ” Se fosse Federer…

    Sempre os mesmos arrumando um jeito de colocar Roger no meio da discussão, sendo que o suíço não tem/tinha nada a ver com isso.

    Claro tem um pseudo intelectual que sempre dá um jeitinho de falar das empresas de Roger e etc, na total falta de argumentos…

    Federer é notícia pelo que faz em quadra e quase não aparece fora delas.

    Novak é notícia pelas imbecilidades que comete dentro e fora.

    Um tem caráter, o outro não.

    Pra falar mal do suíço tem que ter o mínimo de argumentos. Não tem!

  52. Felipe

    Caro Dalcim, um ótimo ano de 2022 para você e toda sua família !!!
    perguntinha fácil:
    na sua opinião, Djoko joga ou não joga o AO????
    Um grande abs
    ps: na hora de publicar o comentário deu algum problema no browser, então caso tenha ido 2, pode ignorar um deles !!

  53. Daniel

    Que a vacina não é eficaz está muito claro.
    Mas a gente toma, fazer o que? Torcer para que aperfeiçoem.
    O Covid é uma espécie de gripe e nunca conseguiram uma vacina eficaz, pois o vírus muta.
    Agora, se para participar do torneio exigem a vacinação… tem que tomar a vacina.
    Mas a ATP sempre tem uma regra para os “preferidos”. Teve um cara que usava aquele bagulho que o Sr. White produzia e fizeram vistas grossas…
    Esperar o que dessa “respeitável” organização?

    1. Carlos Reis

      O problema maior é ser INSEGURA, é ser potencialmente PERIGOSA. Segurança deve vir antes de Eficácia. Já imaginou tomar a VAC para se proteger da Cvd19 e morrer de AVC, infarto ou trombose provocada pela “maravilhosa”??? Como você ficaria se acontecesse com seu adolescente???

    2. Fernando Brack

      Ah, sim, e as vacinas mais que demonstraram sua eficácia. Isso está corroborado por resultados concretos em todo o mundo. Elas apenas não garantem 100% de proteção, como, de resto, a totalidade de todas as vacinas e medicamentos já feitos pelo homem também não.

    3. C´ésar

      Tá muito claro??? De onde você tirou isso? As mortes despencaram à medida que o número de vacinados aumentou.

  54. Lola

    cansei de participar desse blog censurador, o mundo todo tá assim, se concorda com vax tá liberado, se discorda é censurado.

    Tudo que Hitler fez na Alemanha era aprovado.

    Boa sorte ao Djokovic.

    1. José Nilton Dalcim

      Você repetidamente fica respondendo as pessoas em frases soltas, ao invés de responder no local apropriado. Dessa forma, suas frases ficam perdidas e não se sabe exatamente a qual assunto você se refere.

    2. Fernando Brack

      Blog censurador? Eu leio cada coisa aqui. Dalcim precisa ter uma paciência de Jó.
      Então Lola, talvez seja bom vc sumir por um tempo, porque é o que vai acontecer com o seu ídolo. Ele deve sumir por mais tempo que o AO, devendo voltar só após passada a pandemia. 2026, quem sabe?

  55. Marcos Henrique Freddo

    Não deixaram o Djokovic sair do aeroporto e ao que tudo indica ele não poderá entrar na Austrália.

  56. Marcos Henrique Freddo

    Novos desdobramentos!

    A novela a respeito da participação de Novak Djokovic no Australian Open mesmo sem apresentar o comprovante de vacinação segue dando o que falar.

    Apesar de o sérvio ter conseguido uma isenção médica para participar do torneio, ele teve seu visto negado no desembarque em Melbourne e não foi autorizado a deixar o aeroporto.

    A ministra dos Esportes em exercício no estado de Victoria, Jaala Pulford, confirmou pelas redes sociais que o governo estadual não apoiaria o pedido de visto de Djokovic. “O Governo Federal perguntou se apoiaremos o pedido de visto de Novak Djokovic para entrar na Austrália. Não forneceremos a Novak Djokovic apoio individual para a solicitação de visto para participar do Australian Open de 2022. Sempre fomos claros em dois pontos: a aprovação de vistos é um assunto do governo federal e as isenções médicas são um assunto dos médicos”.

    Já o portal sérvio B92 teve contato com Srdjan Djokovic, pai do tenista, que confirmou que o filho ficou retido no aeroporto de Tallamarine, em Melbourne, e está em uma sala vigiada por dois policiais. Segundo a publicação, Nole está sozinho nesta sala, sem a posse de seu telefone celular e não foi permitido que ele se comunicasse com os membros de sua equipe.

    Qual será o fim dessa história?

    1. Fernando Brack

      Leia o noticiário com mais atenção. Ele fez uma aplicação incorreta para o visto australiano, a partir de uma concessão dada pela organização do torneio, e isso foi pego pela autoridade alfandegária, algo como nossa Polícia Federal. O visto foi rejeitado e, como qualquer cidadão em qualquer lugar que tenha regras de admissão, ele tem que deixar a Austrália. Resta-lhe começar a treinar pro ano que vem.

    2. Maurício+Luís+*

      No final, a mocinha indefesa é salva, casa-se com o mocinho, a madrasta malvada se estrumbica e todos vivem felizes para sempre!

  57. Fernando Brack

    Rapá! É bem pior do que eu pensava. O grande Djoko tentou ludibriar as autoridades australianas. Acho que se justifica ele passar uma noite retido em solo australiano antes de ser despachado de volta pra casa.

  58. Sandra

    Dalcim, vc não acha que o governo australiano deveria ter pensado antes na repercussão que daria , antes de trancafia-ló numa sala sem celular ?

    1. José Nilton Dalcim

      Acredito que o trataram da mesma forma que qualquer outra pessoal que supostamente esteja tentando entrar no país de forma ilegal ou incorreta. Tudo muito chato e lamentável.

    2. Fernando Brack

      Repercussão? Que repercussão? Os sérvios estão preparando uma invasão da Austrália liderada pelo maluco do pai do Djoko? Não há razão alguma para o procedimento adotado nesse caso não ser o padrão da autoridade alfandegária local.

  59. Rafael Benthien

    Meu caro Dalcim,

    antes de mais nada, um feliz ano para ti. É sempre um prazer te ler. Depois de me informar com tua coluna, fui buscar outras fontes. O jornal francês Libération soltou uma reportagem, que o MSN reproduziu, indicando que a equipe do sérvio está com problemas de entrada. Além de um formulário preenchido incorretamente, o primeiro ministro australiano acaba de se manifestar indicando que não haverá exceções: https://www.msn.com/fr-fr/actualite/monde/open-d-australie-pour-djokovic-l-explication-ou-le-retour-par-le-premier-avion/ar-AASss6y?li=BBkGbOY&ocid=mailsignout (consultado no dia 05/01/2022, às 12h31, horário do Brasil). É possível que Djokovic tenha mais problemas do que imaginava e que sua declaração (na qual se apresentava como uma exceção) lhe acarrete outros tantos. Abraço, muita saúde e força para este ano. RFB.

    1. José Nilton Dalcim

      Obrigado, Rafael, e é sempre muito bom compartilhar com a gente outros conteúdos. Olha, acredito no problema dos vistos, mas no fundo fiquei com a impressão que encontraram um jeito de tentar consertar a burrada que fizeram. E a solução pode ficar ainda pior. Que triste momento envolvendo o tênis.

  60. Valmir da Silva Batista

    DALCIM, se é para o seu blog facultar espaço apenas a seus queridinhos e excluir outros, como num infeliz aprendizado australiano/djokovickiano, por que não assume postura ditatorial de uma vez, ao invés de posar de paladino da democracia? Que saco!!! Cadê os dois comentários que postei por volta de entre onze horas e meio dia de hoje?! Que droga de falso moralismo é esse?! Que hipocrisia é essa?! Outro dia já fui apontado como alguém que quer mandar no blog, mas isto não é verdade, eu “só” faço, como agora, reivindicar o direito de escrever do meu jeito. É, DALCIM, por favor, me deixa escrever do meu jeito, ao invés de você e sei lá quem mais ficarem passando a facão em quase toda postagem minha. Estamos de volta aos anos de chumbo, é isso?! É fácil ter comportamento tacanho de dono de algo, quero ver é ser líder de verdade e ter mão discernida de comando…

    1. José Nilton Dalcim

      Será a última vez que vou admitir seu destempero, Valmir. Daqui em diante, nem resposta vai ter. Seja pelo menos educado ao se dirigir às pessoas. Se você não consegue, seu espaço não é aqui. Nenhum comentário foi liberado entre 9h e 15h por uma falha no banco de dados. Se você prestasse atenção nisso, passaria menos vergonha. Ninguém mais reclamou, apenas você, e com a costumeira beligerância. Contenha-se, seja civilizado. Aviso final.

      1. Valmir da Silva Batista

        DALCIM, eu não preciso do seu blog e o seu blog não precisa de mim. Parafraseando Vandré, a vida não se resume em blogs de tênis. Entretanto, não é por este fator que tanto eu quanto você vamos nos furtar à ideia de que eu siga escrevendo, democraticamente, neste espaço. Por outro lado, também não vou aturar, com a mesma hipocrisia de outrem, se for alvejado por alguns escrotos que aqui escrevem e você não lança mão do mesmo tratamento a mim dispensado. Os meus destemperos por você citados, nada mais são do que reações provenientes de ações, ou seja, eu não tenho sangue de barata para não levar a cabo a máxima de Isaac Newton. Quanto ao tal apagão no sistema de veiculação de comentários do blog em determinado período do dia, sinto em dizer, mas meus destemperos( supostos? ) até para auxiliar na consequente proteção de serviço serviram, pois boa parte dos que acompanham este espaço saberão do referido apagão, ao ler este comentário, não que eu esteja defendendo minhas tempestades verbais como o melhor de mim, é claro, já que disserto sobre tênis com propriedade e isto é o mais suntuoso de mim, para ser servido ao nosso blog. Quanto a isso, lamento que caretas apenas se limitem a torrar minha paciência, avaliando o uso de palavrões. No mais, vou pedir novamente, me deixe ou me deixem escrever em paz, por favor…

        1. José Nilton Dalcim

          Você sempre será bem vindo para discutir assuntos do tênis ou fora dele, não me importa se concorda ou não com o que eu escrevo. Sempre precisamos respeitar os discordantes e isso é muito bom para o debate. O problema é a forma com que se fala ou escreve. Precisamos manter o mínimo de civilidade aqui.

          1. Valmir da Silva Batista

            DALCIM, só espero que você faça valer a todos essa ideia de que devemos ter um “mínimo de civilidade”, porque cobrar de mim, que não sou hipócrita, é muito fácil. Eu “apenas” quero que se preocupem com o jogo de tênis( feminino e masculino ), pois aí eu também farei o mesmo, com ou sem palavrões. O que não posso fazer, e não faço, é ofender as pessoas, mas se o fizerem com relação a mim, certamente devolverei na mesma moeda ou até pior, em euro, mesmo que seja neste espaço. No mais, seguirei postando meus comentários normalmente. Grato pela compreensão…

    2. Miguel BsB

      Rapaz, vai tomar seus remedinhos vai!
      Chegou no blog há pouco tempo deitando pautas, arrumando confusões, escrevendo de maneira agressiva e chula como em alguns comentários abaixo…
      O Dalcim é muito do tolerante e democrata. Fosse eu, vc já tava limado.
      Baixa tua bola cara!
      Aliás, tem uma turma que apareceu ultimamente que Deus do céu!
      Tem um outro aí que só sabe chamar todo mundo de ditador, ditadura, vacina não, fake news, fregueser, Keiyre Irving herói mundial, em todos os comentários.
      Antes, postava 500 vezes tentando provar sua teoria furada que o ouro olímpico no tênis tem não vale nada…
      Haja paciência hein Dalcim! Rs

      1. Valmir da Silva Batista

        MIGUEL BsB, a sua postura é a de um verdadeiro integrante de panelinha. Claro que o Dalcim não concorda com certas sequências em meus comentários, mas até parece que ele não tem discernimento suficiente para perceber que você, ao invés de apenas me detonar, o que quer é mostrar serviço ao proprietário deste espaço, como um autêntico puxa-saco, além, é claro, de hipócrita e falso moralista. Cara, faz o seu que eu faço o meu, ok? Me deixa em paz…

  61. Marcelo Gomes Monteiro

    Não existe nenhum direito absoluto e o direito da coletividade sobrepõe ao direito individual. A regra que vale para qualquer cidadão que entre na Austrália tem que valer para todos, inclusive para o Djokovic. Se deixasse de frescura e tomasse logo a vacina contra a COVID, essa polêmica não existiria.
    Esse papo de luta pela liberdade é uma falsa equivalência porque, se assim fosse, porque o Djokovic não luta pela liberdade dele de dirigir sem cinto de segurança, por exemplo. Se ele quer se lascar que se lasque sozinho e não ponha em risco, ainda que em potencial, as pessoas que o cercam. Se não quer tomar vacina, que vá virar um hermitão e pare de viver em sociedade.

  62. Rodrigo Alcantara

    É contraditório vir que muitos confundem as coisas de tal modo e são impiedosos no julgamento. Chamar o tenista número 1 de lixo e dizer que ele é só estatística é ignorância. De fato, quem toma vacina se protege, mas também pode espalhar a doença, caso não continue a tomar as medidas de segurança ou estou errado? A vacina não exclui a propagação da Covid, inibe. Máscaras, distanciamentos, não aglomerações sim. Eu me vacinei, porque escolhi. Para quem não escolheu, porque não testar e cobrar os custos do mesmo, como no caso do sérvio. Nem que seja todos os dias. Acho uma grande incoerência geral aqui tratar ele de mal caráter, mas não criticar quem aglomerou no final de ano ao se reunir com família, ir a clubes, festas, praias. Não são ao fim das contas, escolhas?

    1. Jose Yoh

      Nao concordo com os julgamentos realizados pela maioria quanto ao caráter, acredito que ele seja uma boa pessoa.
      Mas errou tentando entrar na Austrália sem cumprir as condiçoes legais.

      E algo tao simples como vacinar-se deveria ser considerado por alguém tao famoso e exposto a críticas.
      Entao agora ele deve arcar com as consequencias, que nao serao somente nesse AO.
      Abs

  63. Carlos Fontes

    Pode ganhar 100 Grand Slam, nunca chegará perto de Federer e Nadal. É questão de caráter.
    Está acima do jogo.

  64. FERNANDO/MG

    Prezado Dalcim, o Djoko realmente está cravando definitivamente seu nome na história do Tênis, será sempre lembrado como um dos maiores de todos os tempos, tanto nos números de seus recordes, quanto na sua imbecilidade desenfreada, como ele consegue ser genial dentro das quadras e um completo acéfalo fora (as vezes dentro também), chega a ser assustador.
    Essa celeuma com relação ao AO/2022, creio que o Sérvio conseguiu e está conseguindo desagradar a todos, quer sejam simpatizantes ou não dele, pois ele teria uma posição corajosa se viesse a público e dissesse, não concordo com as regras impostas pelo governo australiano, não me obriguem a vacinar, portanto não vou disputar o AO/2022, por ser fiel aos meus dogmas pessoais…Pronto, tenho certeza que ele sairia maior perante os seus admiradores se tomasse tal, atitude…Agora vem com essa de dar jeitinho obscuro, pra burlar as regras?? Aí não dá né…Passa a ideia de ser realmente um Dick Vigarista, que se acha acima do bem e do mal… Imagino o caminhão de vaias que o servio terá de ouvir até o final de sua carreira…Carreira por sinal, brilhante, obscura, negacionista e com uma forte pitada de falta de carater, diria até mesmo falta de berço. Abraços mestre Dalcim.

  65. Sandra

    Dalcim ,pegou tão mal essa situação que agora , acabei de ver que ele está isolado em uma sala e confiscaram o celular ! Sabe alguma coisa a respeito ? Daqui a pouco quem perde a razão e o governo australiano !

    1. José Nilton Dalcim

      O TenisBrasil está acompanhando de perto o caso, Sandra. Há uma boa matéria lá explicando o que acontece. Até agora (17h47) ele ainda está na sala, mas já devolveram o celular.

  66. Luiz Fernando

    Essa história do Djoko se transformou em uma verdadeira tragicomédia, a cada dia uma versão distinta. Pessoalmente, duvido q o mandarão de volta quando pousar na Austrália sem os devidos documentos, será mais uma desmoralização das autoridades. Vamos aguardar!
    PS: acho q o sérvio está completamente errado nas suas atitudes!!!

  67. Luis

    Olá Dalcin! Sou leitor assíduo há muito tempo. Já participei mais, hoje fico mais na minha. Tema espinhoso mas vou dar minha opinião com muito cuidado pra não encerrar o debate ou colocar-me em posição de superioridade moral. O direito individual vai até o limite do início do direito coletivo. Djokovic só poderá assumir essa postura porque todo o resto do circuito aderiu às regras. Ele tem liberdade para não se vacinar. Mas liberdade implica em responder por seus atos. Concordo que ficou feio para a Tenis Austrália. Mas sinto falta de alguma contundência para criticar a postura de Djokovic! Desculpe a divergência. Abraço

  68. Rafael+Azevedo

    Acho que a discussão central desse post é sobre a “relaxação” das exigências do governo australiano para a participação do número 1 do mundo no AO.

    Mas, como muitos têm discutido a eficácia da vacinação e do passaporte vacinal, eu vou tentar colocar alguns pontos de vista baseados em pesquisas próprias (o ideal era uma mesa redonda de 3 horas, mas vou tentar escrever algo por aqui mesmo).

    Primeiro lugar, é preciso distinguir a discussão sobre a eficácia do passaporte da discussão sobre a eficácia das vacinas (apesar de haver relação). O que o Sandro (principalmente) tem questionado aqui é se o passaporte é eficaz em seu objetivo. Se em Dubai, e nesse cruzeiro que todos estão falando, o passaporte não cumpriu seu propósito, então a questão é válida. Ciência se faz com questionamentos. Não “importa” (destaco as aspas) se a vacina reduziu o número de mortes de 4.000 para 200, a questão principal aqui é se o passaporte é capaz de impedir o contágio. Se não for, não deveria ser obrigatório. O Sérgio Ribeiro citou que apenas 10% das pessoas no cruzeiro foram submetidas à testagem e que, agora, o protocolo será de 100%. Ora, então, se a testagem é um protocolo mais eficaz do que o passaporte, que seja esse o protocolo a ser utilizado. Esse é o ponto! Os torneios de 2021 seguiram o protocolo de quarentena e testagem e foram muito mais eficazes na contenção do contágio do que quando se exigiu o passaporte (tanto no tênis, como na NBA).

    Apesar de os benefícios da vacinação já estarem relativamente consolidados (“relativamente” porque há vários questionamentos que ainda carecem de respostas, mas isso é assunto para outro momento), os do passaporte ainda estão longe de comprovação. A questão é, se o benefício do passaporte não está consolidado, por que há um forte lobby para a sua obrigatoriedade? Não podemos negar o interesse dos investidores sobre isso tudo. É muito suspeito!

    É preciso diferenciar “orientação/educação/estimulação” de “obrigação”. Se as vacinas são eficazes, deve-se orientar a população sobre. Quem resolver não tomar vai estar colocando sua própria vida em risco. Uma vez que os vacinados também estão transmitindo, não se pode dizer que quem se vacina vai proteger o próximo (porque não está protegendo), logo o benefício da vacinação é individual e não coletivo. Se é individual, cada um tem o direito, sim, de decidir (até que se prove o contrário).

    Essa discussão é sobre a eficácia do passaporte, agora, sobre a eficácia da vacinação (é mais complicado) vou deixar para um próximo comentário.

    1. Rafael+Azevedo

      Continuando o meu comentário anterior…

      Agora, sobre a eficácia da vacinação, há alguns questionamentos que carecem de respostas. Por exemplo, o site do Portal da Transparência cita as regras para definição da causa da morte oriunda de DOENÇAS RESPIRATÓRIAS e INFARTO. A primeira condição é: “Quando na DO (declaração de óbito) houver menção de COVID-19, Coronavírus, Novo Coronavírus, considerou-se como causa COVID-19 (suspeita ou confirmada);”.
      Segue o link para quem quiser comprovar: https://transparencia.registrocivil.org.br/painel-registral/especial-covid

      Quais as implicações disso? Por exemplos: Se o médico citar que o paciente estava com sintomas de COVID, é declarado COVID como causa do óbito. Se o paciente testar positivo para COVID, essa será a causa da morte registrada (mas, há uma diferença entre morrer DE COVID e morrer COM COVID). A primeira questão que carece de uma resposta científica é: a mortalidade associada ao COVID não pode estar superestimada?

      Agora, vamos ao benefício da vacinação em si. A mesma taxa de 100/200 mortes diárias que tivemos nesse fim de ano no Brasil, também tivemos no fim do ano passado, SEM A VACINAÇÃO. A segunda questão é: “será que há um comportamento sazonal?”. O recente crescimento dos casos e mortes ao redor do mundo reforça essa questão. Foi assim nos anos anteriores. Primeiro subiu na Europa e depois no Brasil (sempre nos meses de Fevereiro e Março). Se os números voltarem a subir aqui em 2022 (essa é a expectativa), até onde podemos associar a queda atual às vacinas?

      Claro que a variante é uma possível explicação. Mas, ainda assim, carece de comprovação científica. Há teste que informam qual a variante que está hospedada, mas a maioria dos novos casos confirmados não estão distinguindo se é com a nova variante ou não. Enquanto não se comprovar, a questão da sazonalidade continuará válida. E mesmo que seja comprovado, a questão da sazonalidade associada às mutações do vírus continuarão válidas.

      Ainda, há a possibilidade de redução na testagem e diagnósticos médicos para COVID, por uma questão de confiança, dada a vacinação. Por exemplo, minha esposa fez uma teleconsulta em Maio de 2020 com sintomas de gripe e, sem testagem, a médica afirmou que era COVID e seguimos os protocolos de quarentena. Semana passada, a minha esposa fez outra teleconsulta com sintomas bem parecidos e o diagnóstico foi H3N2. As questões que surgem são: “será que a confiança resultante da vacinação não contribuiu para redução das testagens e diagnósticos médicos para COVID (tanto de contaminação quanto de óbito), o que justificaria parte da redução nos números?”

      Há, também, a questão dos riscos da vacinação. A ANVISA emitiu uma nota sobre os riscos de Miocardite e Pericardite pós vacinação (pra quem quiser conferir: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2021/anvisa-alerta-sobre-risco-de-miocardite-e-pericardite-pos-vacinacao). Mas, a própria ANVISA diz que continua a recomendar a vacinação, pois os benefícios superam os riscos. Mas, nenhum número/pesquisa é fornecido para comprovar essa afirmação.

      Então, vejamos…o total de contaminados registrados no Brasil é de um pouco mais de 10% da população. Desses 10%, cerca de 2,7% chegaram ao óbito (ou seja, 0,27% da população). Claro que todos esses números são aproximados porque outras questões envolvidas podem aumentar/diminuir esses números como a condição do portal da transparência e a redução da testagem que eu citei acima, a possibilidade de contágio não registrado por falta de testagem, a renovação da população (mortes e novos nascimentos) no período, etc. Mas, os questionamentos que surgem continuam válidos e carentes de explicações mais científicas.

      Por exemplo, se 10% da população se contamina com COVID e 0,27% chega a óbito, então, o benefício das vacinas são apenas para esses. Porém, se a vacinação se torna obrigatória, 100% da população estará exposta aos riscos de Miocardite e Pericardite. Então, qual é o valor do risco de infarto? É menor do que 0,27%? E os outros riscos que estão sendo estudados (trombofilia, etc)? Esses riscos somados superam ou não os benefícios?

      Ainda, é preciso entender que o COVID é um fonte de risco externa totalmente aleatória que não temos controle. Os riscos oriundos da vacinação, por sua, vez são deliberados. Ao obrigar alguém a tomar a vacina, vc sabe que expõe a pessoa a tais riscos. Isso é inadmissível!
      Se fala em coletividade, mas suponha que um indivíduo faça parte dos 90% que não se contaminarão, mas ao ser obrigado a se vacinar sofra um infarto e venha a falecer. Quem vai pagar essa conta? Quem vai explicar para os filhos dele que isso faz parte pelo bem coletivo? Que ele foi um sacrifício necessário?

      Enfim, quero esclarecer que eu sou um cientista (minha carteira de trabalho está assinada como Pesquisador Pleno 2) e sei como funciona o mundo das publicações científicas. Eu mesmo já escrevi um artigo criticando e provando o erro de um modelo que tinha sido publicado e aprovado em uma revista A1 (a maior categoria de conceituação na academia), 5 anos antes. Mas, minha área é outra. Não sou antivacina e nem negacionista. Tomei minhas 2 doses. Apenas acredito que faltam respostas para muitas questões, antes de se impor algo para a população. Ciência se faz com questionamentos. Eu citei alguns aqui. Mas, há inúmeros outros feitos por pesquisadores da área. O problema é que não há mais debate. Tudo está politizado. O ad hominem é a nova onda com termos como “facista”, “gado”, “genocida”, “comunista”, “vacinalover”, etc…

          1. lEvI sIlvA

            O comentário é excelente, pertinente e trás muita coisa boa interessante. Não é questão de ter paciência pra ler, e sim um mínimo de bom senso. Peri de muita coisa que você V.H/Daniel C. escreve dá de lavada, esteja certo! Eu printei todo o comentário e salvei, dada a quantidade de informações e questionamentos muito acima da média, contém ali.
            Aliás, antes que eu mês esqueça, PARABÉNS pelo excepcional coment, Rafael Azevedo!
            Uma luz no fim do túnel, ler algo tão interessante, bem escrito e coerente do começo ao fim…
            Não mudaria uma vírgula, ali sequer….!!
            Abraço!

          2. Rafael+Azevedo

            É, pois é. Ficou grande, mesmo. E, talvez, confuso.
            Eu sabia que esse espaço não era o melhor lugar para isso. Acho que me precipitei.

          3. Gilvan

            Sinceramente, Daniel, nem vale a pena perder tempo lendo.
            É só o mesmo discursinho para tentar criar dúvidas em questões já consolidadas pela ciência. O típico discurso negacionista de sempre, tratando tudo de forma taxativa (exemplo: se o passaporte vacinal não IMPEDE a transmissão do vírus, então ele é inútil, sendo que já é sabido que pessoas vacinadas têm menor carga viral e transmitem menos e em menor intensidade o vírus do que aqueles não vacinados) ou ignorando fatos que são desfavoráveis ao seu discurso (o cidadão fala dos riscos de eventos de miocardite após a vacinação, que são raríssimos, mas não fala que os riscos de miocardite para aqueles não vacinados que contraem a doença são muito maiores).
            É o pessoal que vai te dizer pra não botar cinto de segurança quando você entra num carro, porque ele não IMPEDE que você morra num acidente. Lógico que eles vão ignorar o fato de que o cinto de segurança aliado ao parachoque, aliado ao airbag, aliado aos limites de velocidade, todos esses juntos, reduzem muito o risco de você ter um acidente fatal. Assim como a vacina, aliada ao distanciamento social, ao uso de máscaras, à limpeza das mãos, também reduzirão muito os seus riscos e, PRINCIPALMENTE, a transmissão da doença.
            Não perca tempo com negacionistas.

          4. Gilvan

            Veja que o cidadão faz questão de requentar aquela história de que as mortes e casos de covid estariam sendo “supernotificados”, ignorando o fato de que os casos de mortes por síndrome respiratória aguda grave também aumentaram enormemente desde que a covid se espalhou no país. Isso indica, na verdade, que estamos diante de verdadeira subnotificação de casos (ainda mais num país que testa tão pouco como o Brasil). Os cientistas mais qualificados do país já estimam que temos em torno de 800.000 mortos por em razão da covid.
            E a história do “lobby” das vacinas? O lobby não é da Prevent Senior para vender remédios sem eficácia, tratamentos médicos fajutos e internações a jato. ou das empresas que lucrariam em manter tratamentos médicos de longo prazo, deixando a doença se espalhar por toda a população, que sofreria com os efeitos colaterais da doença (efeitos sobre os quais essa gente se recusa a falar). Não, o lobby está nas vacinas vendidas de 3 a 10 dólares a dose.
            É mais um desses que vem com um suposto discurso de “razoabilidade” como a Nise Yamagushi, a Capitã Cloroquina, o Dr. Wong (esse já falecido de covid, aliás) e tantos outros que se intitulavam “cientistas” e fizeram tanto sucesso na CPI da pandemia, ocasião em que foram desmascarados como os charlatões que são.

          5. Gilvan

            Veja que o cidadão faz questão de requentar aquela história de que as mortes e casos de covid estariam sendo “supernotificados”, ignorando o fato de que os casos de mortes por síndrome respiratória aguda grave também aumentaram enormemente desde que a covid se espalhou no país. Isso indica, na verdade, que estamos diante de verdadeira subnotificação de casos (ainda mais num país que testa tão pouco como o Brasil). Os cientistas mais qualificados do país já estimam que temos em torno de 800.000 mortos por em razão da covid.
            E a história do “lobby” das vacinas? O lobby não é da Prevent Senior para vender remédios sem eficácia, tratamentos médicos fajutos e internações a jato. ou das empresas que lucrariam em manter tratamentos médicos de longo prazo, deixando a doença se espalhar por toda a população, que sofreria com os efeitos colaterais da doença (efeitos sobre os quais essa gente se recusa a falar). Não, o lobby está nas vacinas vendidas de 3 a 10 dólares a dose.
            É mais um desses que vem com um suposto discurso de “razoabilidade” como a Nise Yamagushi, a Capitã Cloroquina, o Dr. Wong (esse já falecido de covid, aliás) e tantos outros que se intitulavam “cientistas” e fizeram tanto sucesso na CPI da pandemia, ocasião em que foram desmascarados como os charlatões que são.

          6. Rafael+Azevedo

            Caro, Gilvan. Em primeiro lugar, eu só estou colocando questões que ainda carecem de uma melhor explicação. Se forem dadas, teremos mais confiança na vacinação.

            Vc citou os riscos de Miocardite para infectados. Ok. Mas, o que eu questionei foi a falta de dados por parte da Anvisa para comprovar sua afirmação de que o benefício supera o risco. Os infectados representam 10% da população, então o risco de Miocardite via infecção é apenas para esses. O risco oriundo da vacinação incide sobre 100% da população. Então, que sejam mostrados os números para justificar a afirmação. Isso não está claro (e ainda há os demais riscos que podem ser somados). Só estou dizendo que essa questão ainda não está clara.

            Vc tb citou o aumento na síndrome respiratória aguda. Mas, esse argumento é um baita de exercício mental desonesto. Vc pode verificar no próprio link que eu enviei do portal da transparência que a SRAG realmente subiu, mas não representa nem 1% do total de mortes por Doenças Respiratórias. Todas as demais doenças com porcentagens bem mais relevantes (Septicemia, Insuficiência Respiratória, Peneumonia, etc) sofreram redução. E isso vai contra a série histórica antes da Pandemia. De todo jeito, o importante é que o total de óbitos por doenças respiratórias (excetuando-se o COVID) viam crescendo ao longo dos anos e, a partir de 2020, sofre uma leve queda que se repetiu em 2021, indo contra a série histórica. Está lá no portal da transparência (para ver a série histórica dá mais trabalho. Tem que fazer um paralelo com as estatísticas do IBGE, porque o portal da transparência só detalha os óbitos por doenças respiratórias a partir de 2019). Novamente, só estou reclamando que isso precisa ser melhor esclarecido.

            Enfim, não lembro mais quais foram as outras argumentações que vc colocou. Talvez, vc tenha razão em algumas delas (jamais desprezaria os pensamentos contrários aos meus), mas ainda não exclui o fato de que faltam esclarecimentos para variar outras (tem muuuito mais além das que eu citei). De todo jeito, vc só confirmou que não existe mais o debate, e que o comum é partir para o as hominem (chamando o próximo de negacionista/genocida), logo não existe investigação científica. Não há uma preocupação em descobrir a verdade, apenas em destruir o “inimigo”.

            Abraços.

          7. Gilvan

            Rafael, não vou perder tempo discutindo contigo.
            Se negacionistas já são perigosos, negacionistas com diploma e que se apresentam como “cientistas” são mais perigosos ainda, pois acabam referendando, balizando o negacionismo dos mais incautos e sem formação, como foi o caso do Luiz Afonso e da lEvI sIlvA nos comentários do seu post.
            Pra mim, quem ajuda a espalhar discurso negacionista tendo os meios necessários para se informar, se colocando como figura de autoridade (como você se colocou) merece ser responsabilizado penalmente por crimes contra a saúde pública. E espero que seja assim num futuro próximo.

  69. Maurício+Luís+*

    Senhores antivaxx terraplanistas que ficam falando asneira neste conceituado blog. Fazem-me lembrar o Bertoldo Brecha, da escolinha do Prof. Raimundo: ” A inguinorança é que astravanca o pogreço ! “

  70. Rodrigo S. Cruz

    Não tenho mais paciência de ler todos os comentários.

    Mas li um abaixo que tentava comparar o Djo-Covid com William Wallace, em razão daquela frase famosa do filme.

    Mas aí terei que tenho que discordar, né?

    O personagem vivido por Mel Gibson arrisca a própria vida lutando numa guerra.

    A única coisa que o Djo-Covid faz agora é exercer o seu “direito pessoal e constitucional” de colocar a vida dos outros em risco ao não se vacinar.

    Aliás, a exemplo do que também pensa um certo senhor que preside a nossa república… 🤣🤣🤣

    A diferença portanto é essa: Wallace derrama o próprio sangue nos campos de batalha.

    Já o Bolsonaro vai andar de jet-sky e pilotar carrinho de Hot Wheels, enquanto desabrigados nadam na chuva 🤣🤣🤣

  71. Valmir da Silva Batista

    DALCIM, se eu tivesse super poderes, ao chegar 16 de janeiro próximo, véspera da abertura do Australian Open/2022, reuniria o maior número de tenistas possível( do masculino e do feminino ) na quadra principal de Melbourne, e proporia um levante contra o privilégio concedido a Novak Djokovic, já que tal absurdo o difere, preconceituosamente, dos demais jogadores, além de evidenciar, de forma escandalosa, o pleno sentido de exclusão, e o que é pior, isto ocorre num momento em que as sociedades de diversos países pelo mundo estão se valendo da ideia de um providencial realinhamento igualitário. A ideia seria que os tenistas se recusassem a entrarem em quadra a partir do próximo dia 17, sem os direitos iguais restabelecidos. O que acha, Dalcim?

      1. Valmir da Silva Batista

        DALCIM, extrema é a covid, extremo é o risco da covid e extremo é o emporcalhamento dos administradores australianos, ao decidirem rasgar protocolos de saúde, em favor de simples jogos de tênis, e o que é, em favor de um único cidadão praticante de tal esporte, sem se importarem com os demais. tratando-os como se Djokovic fosse mais importante que seus “colegas” de ofício. Portanto, uma injustiça desse porte, Dalcim, só é possível que se combata com alguma atitude igualmente extrema, porque o que ocorreu foi um duro golpe na vida humana, realizado à base de fórceps por homens imundos de gravatas. Seria uma atitude extrema por que, um possível levante dos outros tenistas? A única coisa danosa que poderia ocorrer, seria a própria não realização dessa porcaria de torneio, o que não significa porra nenhuma, mediante o que realmente importa, que é a saúde das pessoas[ pessoas( !!! ), Dalcim ]. O que quero dizer, meu caro, é que, extremo por extremo, o primeiro é que foi criminoso, uma atitude, aliás, totalmente dolosa…

        1. José Nilton Dalcim

          Acho que um boicote é algo extremo. Acho que os jogadores podem tomar outras atitudes de protesto que podem reverberar melhor.

          1. Valmir da Silva Batista

            DALCIM, que “outras atitudes de protesto”? Não deixarem o famigerado torneio rolar é a única forma de preservação da saúde de tenistas e de pessoas de outros seguimentos em Melbourne, além de funcionar como reparação à escatologia australiana/djokovickiana, no concerne à infeliz exceção aberta ao negacionista-mor do tênis mundial. Que sentido faria ter-se “outras atitudes de protesto” com a porquice open rolando e com o mesmo, o consequente risco de infecção por covid, bem como a aceitação de que a preconceituosa concessão a Djokovic é normal. Nesse caso, Dalcim, não cabem “outras atitudes de protesto”…

  72. Rick

    Tomei vacina e sou contra a obrigatoriedade, mas enfim, não quer comentar também dos “campos de concentração” que a australia faz para quem não se vacina?

  73. Rodrigo S. Cruz

    kkkkk

    E o Djo-Covid, discípulo número 1 de Bolsonaro conseguiu o que queria: jogar sem se imunizar.

    Nenhuma surpresa…

  74. Paulo+Lourenço

    Caros colegas,
    A questão aqui não é o cara ser “negacionista” ou “terraplanista”. Ele tem o direito de recusar a vacina. Agora, ele não pode ser tratado como exceção pelo Governo Australiano. A sua solicitação de ingresso ao País deveria ser recusada imediatamente. O Djokovic vai sofrer nos outros grandes torneios: RG, WB e USO. Vocês acham que a França, Inglaterra e EUA irão afrouxar as regras?

  75. Oswaldo+E.+Aranha

    Dalcim, os comentários estão em um nível tão agressivamente baixos, que vou tirar uma folga para limpá-los da memória e ter um pouco de paz de espírito. Depois retornarei.

  76. Rei Djoko

    Os caras aqui não dão a mínima para a ciência. Tudo o que eles queriam era que o rei Djoko não jogasse o torneio com medo dele ganhar. Que fim patético e deprimente para a torcida do ex GOAT que sempre se caracterizou por arrogância, soberba, prepotência…
    Quando o rei Djoko liderar todos os principais recordes do tênis, quero ver eles defenderem a ciência dos números com essa mesma veemência.

    1. Daniel+C

      “Rei Djoko” kkkk. Só se for para a família, os amigos e a torcidinha minúscula dele, que agita descobrimos que é composta por negacionistas e terraplanistas.

      Patético é torcer para um sujeito desses, isso sim. Mas ainda dá tempo de mudar, caro fake. A torcida do grande Federer não irá te julgar e sim reconhecer a habilidade de mudar de opinião e torcer para uma lenda que realmente transcendeu o esporte, dentro e fora das quadras 😉. O Nadal é outra boa opção, caso não goste do suíço. Outra lenda, dentro e fora das quadras. Abs!

  77. Ronildo

    Djokovic está se revelando ser igualzinho o pai dele. Não sei se é o filho mais velho, mas se o pai de Djokovic fosse rei, passaria o trono para ele sem receios.

    Que história é essa de Djokovic dizer que não gosta de pessoas que aparentam ser certinhas em quadra, porque estas pessoas não existem ?!

    Então ele não gosta da conduta de Pete Sampras, Stefan Edberg, Gabriela Sabatini, Justine Henan-Hardene, Petra Kvitova, Naomi Osaka, John Isner, Dmitrov, Nishikore e outros que sempre tiveram uma conduta exemplar em quadra!?

    Fala-se muito de Federer neste quesito porque foi o que mais alcançou sucesso com tal estilo, mas ele não é o único e jamais será! Porém como sabemos que Djokovic tem Federer na cabeça porque queria ter o reconhecimento e o carinho público que ele tem, estava pensando unicamente em Federer quando falou isso. É deprimente saber que uma pessoa como Djokovic tenta anular o brilho de Federer para tentar ter mais reconhecimento e coisa e tal. Gente, sejamos diferentes!

    Bom, Djokovic não gosta de pessoas que aparentam ser certinhas em quadra. Ok

    Diferentemente, o grande público não gosta de pessoas invejosas, irrascíveis, que fazem crianças chorarem em público ou no privado ou que descarregam sua ira em público colocando a integridade física de outros em perigo.

    Ou seja: Djokovic não gosta de Federer e o grande público não gosta de Djokovic.

    Por isso, até por uma questão meramente de negócios, fora as ideológicas, minhas empresas não investirão mais em marcas que patrocinam Djokovic. Vou conversar com o Lemman e o Sicupira para fazerem o mesmo também.

  78. Bruno

    Vai se borrar todo como na final do US open e irá desistir do Austrália open.
    Sérvio chiliqento,mau caráter e agora cagão.

  79. Periferia

    No meio de mata…outrora a Rod Laver Arena… caminhava um encurvado tenista.
    Barba imensa que escondia o pescoço…
    Roupas em farrapos…deterioradas pelo tempo…
    Com um andar lento…pés descalços…
    Um olhar sem vida…
    Ainda assim sussurrava palavras…
    “Abram Caminho”….” O melhor do mundo está aqui”…
    A voz saia baixo…sem a magnitude que desejava…em sua mão um troféu…e ninguém para vê-lo ou ouvi-lo…
    A humanidade não existe mais…todos se foram…o vírus venceu.
    Os melhores se foram…ficou apenas o mais forte…
    No centro da quadra…trêmulo…ele beija e levanta o troféu…com certa dificuldade…
    Esboça um sorriso…e logo em seguida chora copiosamente.
    Ele havia lutado tanto…agora ele era o “goat” incontestável da humanidade…

    Tudo ao som do filósofo contemporâneo Billy Paul…
    Only The Strong Survive…

    https://youtu.be/DqqMfERu1dQ

  80. Valdir'

    Dalcim, respeitosamente discordo que seja “bom pro tenis”.
    É péssimo para o tenis que o N1 do mundo seja um abobado anti-vacina que acredita em charlatanismo de purificação da água com a mente.
    Djokovic em Melbourne tira o brilho do torneio, vai fazer com que toda a cobertura do torneio seja sobre a exceção dada a ele, em vez do tenis.
    Todo mundo saiu perdendo nisso, o governo australiano, o tenis, djokovic, etc…

  81. Fabio

    Uma grande Vitoria!!!! Go Joko!!!! Tomei vacina, mas sou contra a sua obrigatoriedade e restrição. Quem não quer tomar, é só fazer teste! Aliás, um testado negativo é infinitamente mais seguro que um vacinado sem teste.

  82. Eneas

    Acho que não podemos ser ingênuos, vivemos em um mundo capitalista, o tênis é um negócio, e o Djoko é um produto, e deve ter havido uma grande pressão dos patrocinadores para a liberação do Djoko, esta polêmica vai trazer mais audiência para o torneio e consequentemente dinheiro, infelizmente tudo gira em torno do dinheiro.

    1. Vitor Hugo

      Se fosse Roger ou Nadal eu até concordaria com vc, mas é Novak, não tem nem de perto o apelo dos dois citados acima.

    2. Jose Yoh

      Depois de todo esse rolo, o mais provável é que Nole perca alguns patrocínios por conta de sua conduta.
      Abs

  83. Luiz Afonso

    A verdade é que ninguém sabe ao certo o porquê de Djokovic não querer se vacinar. Aí ficam todos especulando e criticando. O cara submeteu o caso dele às autoridades sanitárias australianas. Se permitiram sua participação no torneio foi porque consideraram no mínimo razoável a documentação apresentada pelo atleta. Não é porque ele não está vacinado que ele não vai ter de se submeter aos testes de covid. E, afinal, qual é o temor? Que ele espalhe o vírus? Os vacinados estão espalhando e seguem jogando sem problemas, desde que testem negativo. Quem tem mais a perder é o próprio tenista, caso venha a ser contaminado.
    E mais, Djokovic já contraiu o covid alguma vez? Se sim, produziu anticorpos suficientes para ser considerado imunizado? Com os anticorpos presentes no seu organismo, é necessário ele tomar outro imunizante?
    Aí falam de jeitinho como se os australianos não levassem a sério sua política contra o vírus.
    A propósito, o próprio Dalcim faz a seguinte afirmação: ” Vale lembrar que a onda de infecção triplicou no leste australiano desde o Natal e o estado de Victoria multiplicou por oito o número de contagiados.”. Questiono: será que esse pessoal todo não estava vacinado? Não creio que não estivesse. Será que os responsáveis por transmitir o vírus não estavam vacinados? Também não creio.
    Então só posso concluir que quem não se vacina apenas assume o risco de desenvolver os sintomas mais graves da doença. Não os vejo como uma ameaça aos vacinados.

  84. Teka+Moraes

    Horrorizada com o número de negacionistas que frequentam esse blog, derrubando estapafúrdios textões que tentam justificar a atitude individualista de um jogador problemático e carente de afeto/atenção, como “Novax Djocovid”. Não tem nada pior que um leigo querer provar achismo com cientistas de pesquisa e ainda achar que individualismo está acima do coletivo.
    Francamente? O mundo vai mal, muito mal…

    1. Carlos Reis

      Uma VAC feita as pressas e de péssima qualidade, que É experimental, NÃO PODE SER OBRIGATÓRIA, por quê é tão difícil entender!? Você estão ignorando as milhares de denúncias de óbitos e reações graves pós VAC. Eu sempre torci pelo Federer, mas o suiço é “amiguinho” do Bio Gueites, um pilantra poderoso que apoia a redução populacional e é metido com “vacinas”, hoje eu torço pelo Djoko pelo faz dentro da quadra e principalmente por essa atitude corajosa fora dela. Djoko ainda pode ser impedido de entrar, quem vai perder será o AO.

  85. Mario cesar Rodrigues

    Este fdp não merece respeito o Noke babaca chorão,e aAustrália e pior que o sérvio! Mas o cara não tem vergonha na cara bicho o sérvio um ser repugnante. Tomara que ele ganhasse o torneio mas podem acreditar o movimento tá correndo solto os tenistas não vão deixar barato.

  86. Heitor

    Usem máscara PFF2! Muita gente tá com covid e provavelmente nem se testou pq sabemos que o teste não é nada acessível por aqui. Se protejam e não dependam do bom senso dos outros 😷

    1. SANDRO

      Mais uma prova que o passaporte vacinal não serviu pra nada, não é mesmo? A pessoa. mesmo com passaporte vacinal, fica se borrando de medo e implorando para os outros usarem máscaras… Ridículo esse medo todo, pra que serviu sua vacina , então?

      1. Heitor

        Para eu não ir parar na uti e ser entubado

        E temos de continuar com a pff2 bem ajustada no rosto para se proteger dos que andam sem máscara ou com ela no queixo ou toda larga

      2. Maurício+Luís+*

        Sandro, você repete jargões super batidos. A vacina serve pra diminuir a chance de você morrer. Não acredita em mim? Antes de começar a vacinação no Brasil, chegamos a + de 4.800 óbitos por dia. E agora, qual a média? Veja em qualquer site confiável.

      3. Sergio Gonçalves

        Sandro, mais uma prova de você ainda não conseguiu entender o óbvio: numa pandemia não existem ações individuais, todas as ações são coletivas porque, diretamente ou não, afetam a todos. Quem não se vacina coloca a si mesmo e a todos os demais em risco. É sério que você não consegue entender isso? É tão difícil assim compreender que, sim, eu posso estar vacinado mas sigo me preocupando com os demais? E que nenhuma vacina (nem essa ou qualquer outra) prometeu 100% de imunidade? O que elas fazem é reduzir os sintomas e evitar internações ou progressão da doença para casos graves. Portanto, quem não se vacina, além da estupidez do ato, ajuda a manter o vírus em circulação.E quanto mais ele circula maior chance de produzir mutações e variantes. Você está falando sério? Jura que não entendeu mesmo até agora?

        1. Gildokson

          Perfeito Sérgio, tem uma série de textões de gente que acha que só pq um vacinado ainda pode contrair o covid a vacina é ineficaz. Eles não entendem que ao amenizar efeitos ela também diminui a circulação, sem contar a folga que deu para o sistema de saúde que já não suportava mais, um leito desocupado pode ser utilizado para outras coisas que tinham ficado de lado devido à superlotação com pacientes da covid.

        2. Jose Yoh

          Taí a resposta para umas 1000 linhas dos comentários de hoje.

          Triste a falta de percepçao que Nole esteja pensando em si mas nao no coletivo, dando um mau exemplo a muitos atletas e fas.
          Mais triste ainda é tentar dar um jeitinho para entrar na Austrália.
          Abs

  87. Paulo Sérgio

    Dalcim,

    Torço para o Djokovic, mas é lamentável o negacionismo dele e essa atitude dos organizadores do AO. Sinceramente, é lamentável essa situação.

  88. George Beco

    Galera, tava pensando aqui, pra vcs quem saiu vencendo nas rivalidades?
    Pergunto isso pq elas ou estão prestes a se acabar ou já se acabaram.
    Por exemplo, Nadal vs Djokovic, entre eles no fim das contas quem levou a melhor?
    Wawrinka vs Djokovic, Federer vs Murray, enfim, diversas combinações, mas então, nessas grandes rivalidades, entre eles quem ganhou?

    Obs: favor não usar como critério máximo o H2H, pois esse pode enganar muito.

  89. Gildokson

    Simplesmente vergonhoso.
    Eu concordo que todos tem o direito de decidir se quer se vacinar ou não, agora passar por cima do interesse geral em buscar o que é melhor para saúde pública em pró de sim mesmo é simplesmente lamentável.
    O sérvio realmente tem o caráter duvidoso.

    1. Sandro

      Larga de ser mentiroso, você é favor de uma ditadura totalitária de imposição do passaporte vacinal com essa desculpa de interesse geral,isso sim! Qual a diferença entre Djokovic, sem passaporte vacinal, e Nadal, com passaporte vacinal, na transmissão do Corona Vírus para alguém? Nenhuma!!!

      1. Gildokson

        Calma bolo para kkkkk ok
        Eu tava com ele até o momento que ele, governo australiano, patrocinadores e sei lá mais quem deram o “jeitinho” para entrar no torneio, sim o jeitinho é só para ele entrar o AO no desespero dele em quebrar recordes. SE ele permanece firme e abre mão da disputa mantendo firme a posição dele de ser contra a obrigatoriedade, eu não diria nada, agora ser contra a vacina é burlar o sistema para estar no mesmo grupo de quem é pró vacina? Ele tem que ser homem e arcar com as consequências de suas convicções, vamos ver nos próximos torneios se essa CARTEIRADA vai rolar o ano todo.

      2. Viana

        só não existe diferença se vc não leu nada!!!
        Muita diferença.
        Uma pessoa vacinada tem, pelo menos metade da chance de se contaminar e de transmitir… A diferença é abissal.
        Só não vê quem é negacionista.

  90. Paulo F.

    Um otário clássico aqui do blog já aproveitou e chamou o Djokovic de lixo humano.
    Mas o certo é que se fosse o Federer que não tivesse se vacinado e fosse para a Austrália essa pessoa estaria passando pano para o suíço.
    Espero que o meu comentário também passe sem edição.

    1. Daniel+C

      “Se fosse o Federer”…pfff. Até parece que o suíço teria uma atitude patética dessas. Mas se ele um dia agir de forma semelhante, eu deixarei de respeitá-lo da mesma forma.

      A meu ver, o Federer só nascendo de novo teria os mesmos desvios de caráter da família Djokovic (a gente vê pelo pai…o filho tá se revelando uma cópia). Da mesma forma, só o sérvio nascendo de novo para ter o mesmo jogo, caráter, educação e grandeza do suíço.

      Agora vai lá torcer para seu queridinho aumentar as “estatísticas”. É a única coisa que ele sabe fazer. Infelizmente para algumas pessoas, é o que mais importa não é mesmo? Só para satisfazer o ego de poder dizer que o “ídolo” é o “fodão” ou para se vingar de alguns federistas que nunca demonstraram muita simpatia pelo sérvio (hoje vemos que tinham certa razão…). Mas não, nunca será, para a maioria, por mais títulos que conquiste.

    2. Rodrigo S. Cruz

      Recibo de otário do blog é quem acaba de passar pano pro que o Djokovic efetivamente fez, e ainda por cima quer criticar o que o Federer nem sequer fez.

      Que vergonha alheia de você e do teu cinimo!

      Hahahaha 🤣🤣🤣

  91. jaque

    Como assim “Não se pode a grosso modo crucificar Djokovic. Ele é contra a vacinação e ‘fez muito bem sua parte’, procurando todos os recursos para entrar na Austrália ~sem obedecer a regra geral~…” ?

    Ele faria bem se não fosse participar, simples assim. Vai lá euzinha tentar entrar na Austrália sem vacina…

    Ele tem que ser questionado e criticado sim. Como não pode… É reincidente em fazer apologia anticiencia. Vai deixando isso se criando… ah porque é recordista pipipopo… Nole está equivocado (em não se vacinar e principalmente em não respeitar as regras). E o tênis perde.

    A saber recorde de casos no mundo e declínio no número de óbitos. .

    1. Sandro

      Você não consegue enxergar que atitudes como a de Djokovic e a de Kyrie Irving servem justamente na luta contra a tirania insana de ditaduras totalitárias do passaporte vacinal. Que Djokovic e Kyrie Irving estão mostrando ao mundo que se deve lutar contra tiranias e não abrir da sua LIBERDADE??? Que isso que o Djokovic fez vai ajudar as pessoas a irem se libertando dessas amarraas da hipocrisia?

      1. Daniel+C

        Sandro, na boa? Pega esse papinho de “liberdade” e vai procurar a uma turma de terraplanistas para debater o tema e nos poupe.

        Abs

    2. Paulo F.

      Dizer que Djokovic tem jogo feio é um tremendo erro conceitual.
      Se ele tivesse esse jogo feio, nunca que teria a mesma quantidade de Slams do deus da técnica.

      1. Paulo F.

        Pois é, e mesmo assim possui a mesma quantidade de Slams do deus da técnica.
        Como joga feio esse Djokovic, uau!

  92. Alberto

    Certíssimo está o Monstrovic! A vacina é experimental (tanto que centenas de casos de efeitos colaterais já foram relatados e, além disto, há necessidade do uso constante de máscaras).

    Se essa Mherdha é 100 por cento eficaz e não causa problemas e danos porque NINGUÉM se resppnsabiliza por eventuais malefícios decorrentes do experimento?

    Eu não me sujeitei a ser cobaia desse experimento e seguirei assim até quando puder.

    Parabéns ao monstro por sua coragem de não informar se foi ou não foi vacinado.

    Rumo ao decacampeonato!

    Para cima deles, Djoko!

    1. Maurício+Luís+*

      Respondendo à sua pergunta, nenhum laboratório não se responsabiliza porque tem muito pilantra que tem doença pré-existente e se aproveita de ter se vacinado pra por a culpa no laboratório e ganhar uma indenização. E mesmo as vacinas antigas e consagradas, como a da poliomielite, os laboratórios nunca se responsabilizaram. Então isso não é uma exclusividade da vacina anti-covid. Acredito que você já deve saber disso, mas oculta com essa pergunta capciosa porque só o que interessa ao movimento antivaxx é única e exclusivamente espalhar desinformação e nada mais. Só que isso é atitude criminosa, porque confunde e pode custar vidas.

    2. Maurício Luís *

      Há efeitos colaterais em muitos casos, ninguém nega. Mas eu escolho ter efeitos colaterais porque é preferível isso do que vestir o pijama de madeira.

    3. Gilvan

      Você não lembra nem o que comeu no almoço de ontem e quer discutir se a vacinação é eficaz ou não?
      O próprio Ministro da Saúde já afirmou (várias vezes) que todas as vacinas aprovadas no Brasil não são experimentais e já passaram por todas as fases de testes necessárias para liberação para a população.
      Você tem o direito de não saber nada, mas não tem o direito de desinformar os outros.

      1. Maurício+Luís+*

        ” Você tem o direito de não saber nada, mas não tem o direito de desinformar os outros. ” – Faço minhas as palavras!

  93. DANIEL+ALBERTO+AREVALO

    Primeiro grand slam que assisti na tv foi australian 08 desde entao torco por djokovic e achava impossivel chegar aos 20 slams . Mas deu um tiro no pe , se mostrou arrogante e acho que ele nao segura a barra como bao segurou no us open , na minha opinião havera vaias alem da torcida contra . Vibrei tanto nas outras conquistas (mais Rr 21) e queria que ele chegasse vacinado mas irei torcer mais pro Nadal agora.

  94. Sandra

    Peço desculpas por tanta pergunta Dalcim , desse jeito como será os outros grand slams e os masters ? Será que vai ser liberou geral ?

    1. José Nilton Dalcim

      Ainda não sabemos, Sandra, porque antes de tudo o torneio precisa se adequar à norma governamental em vigor naquele momento. Então teremos de aguardar caso a caso.

  95. Valmir da Silva Batista

    DALCIM, até onde eu sei, o principal intento da PTPA é ser mais sensível às causas dos tenistas do que a ATP. Eu quero ver com que cara o homem forte de tal instituição “revolucionária” vai se deparar com seus colegas não vacinados, que, por conta disso, não poderão disputar o Australian Open…

  96. R.P.

    DjokoGOAT não infringiu regra ou lei ou o que o valha. Se ele conseguiu permissão para entrar no país, é porque está em conformidade com as exigências locais. O resto é simples chororô das viúvas do suíço. Aliás, podem voltar a se debulhar em lágrimas; disso as viúvas entendem bem.

      1. lEvI sIlvA

        Enquanto isso, na Espanha…. aumenta o número de casos de Covid-19 de forma exponencial…!
        Me explica o que tem sido feito pra reverter isso, V. Excelência…

    1. Daniel+C

      Caramba, a julgar pelas manifestações do Twitter, o mundo hoje é então composto por 95% de “viúvas do suíço”. Tentar simplificar essa situação para uma questão de rivalidade de torcida é coisa de adolescente de 15 anos ou de um adulto com as mesmas falhas de caráter do sérvio. Agora vai lá torcer pro seu malvadão favorito com mais uma meia dúzia…

      1. R.P.

        Não é “simplificação”, prezado ser iluminado e de grande inteligência; é “simplesmente” hilário, cômico, risível – e até digno de pena e comiseração – ver as viúvas chorando e vociferando porque não podem ditar como o GOVERNO AUSTRALIANO lida com sua saúde pública. Mas o senhor, como é um gênio avesso a simplificações, deveria ilustrar a todos – inclusive o GOVERNO AUSTRALIANO -, como os médicos deveriam ter procedido no caso DjokoGOAT e nas demais exceções concedidas. Ficar espumando (e lacrimejando) atrás do teclado é um desperdício de talento.

  97. Rafael

    Salve Dalcim! Feliz ano novo! Desejo um 2022 de muito sucesso apenas para vc mas para toda equipe do Tenis Brasil e leitores!
    Não concordo com a postura de Djokovic, mas fica muito mais feio para a Austrália. E alias, uma coisa me chama atenção:
    Foi aberto uma exceção para o sérvio jogar. ok. Mas para aquela tenista russa Vikhlyantseva, tomou vacina da Sputnik, foi negado…bizarro hein!
    Abraço e feliz 2022!

    1. Sérgio Ribeiro

      Tinha até me esquecido deste fato , Rafael . Ela foi barrada e exigiram dose de reforço com Pfizer ou Moderna. Daí que depois de ter “ causado “ tanto e agradado seus seguidores ( a Turma da Kombi ) , Novak pode ter pedido sigilo absoluto sobre sua imunização. Coisas do tipo Tramp e Bolsoloide rsrs. Abs!

    2. Gilvan

      No caso da sputnik é uma questão puramente política. A Austrália é um país sem soberania real, já que sua política externa é totalmente guiada pelos interesses ingleses e americanos.

  98. Carlos

    Dalcim, aprecio muito seu trabalho e acho que há pontos importantes colocados em seu texto de hoje.

    Contudo, acho que dessa vez quem colocou todos os aspectos importantes relacionados ao caso foi Dan Wolken, em Opinião no USA Today. Do histórico anterior ao que pode resultar dessa decisão, parece-me que está tudo lá. Se me permite, reproduzo abaixo:

    USA TODAY

    Opinion: Vaccine exemption for Australian Open will cement Novak Djokovic as tennis’ top villain

    DAN WOLKEN JANUARY 04, 2022

    After all the mystery he allowed to fester, the exhausting rhetorical games he played, now we know the truth. The world’s best tennis player really is No-Vaxx Djokovic after all.
    Why did Novak Djokovic spend the last few months avoiding a direct answer on whether he’d play this year’s Australian Open, a tournament he’s won nine times among his record-tying 20 Grand Slam titles? Because, it turns out, he was seeking a medical exemption from the vaccination requirement to enter the Australian state of Victoria.
    And on Tuesday, he got it, announcing via Instagram that he was headed Down Under.
    “Any player who is granted a medical exemption will have gone through a two-stage, independent process to verify they have a medical condition that meets the criteria for an exemption,” a spokesperson for the state government told the Herald Sun in Melbourne.
    At this point, it’s not a big surprise Djokovic remains one of just five unvaccinated players in the top 100 of the men’s tennis rankings, a number that was revealed recently by a spokesperson for the ATP Tour. Djokovic has been openly skeptical of vaccines and against vaccine mandates, was never willing to say publicly that he would take it and has had an interest in holistic medicine to the point of promoting obvious junk science.

    So when this is what it took for the No. 1 player in the world to get to the first Grand Slam of the year with a chance to pass Rafael Nadal and Roger Federer for the all-time lead, there will naturally be skepticism about the legitimacy of any medical exemption. Top doubles player Jamie Murray already went there, telling the Daily Mirror: “I think if it was me that wasn’t vaccinated, I wouldn’t be getting an exemption.”
    There’s also likely to be a significant backlash in Melbourne, which dealt with arguably the most draconian anti-COVID measures of any city in the world including 260-plus days in lockdown during the pandemic. In Victoria, more than 90 percent of residents are now fully vaccinated. They will almost certainly not take kindly to a famous anti-vaxxer waltzing into their town, taking advantage of an exemption while they’ve spent the last couple years following the rules.
    Djokovic has always been the most divisive player among tennis’ Big Three, for some reasons of his own making but mostly because he arrived third behind Federer and Nadal when they had already established their fan bases. With what he’s accomplished in the game and the almost certain inevitability that he will end his career with the most Grand Slam titles, Djokovic had started to turn the villain narrative around over the last year.
    His yearning to be loved and appreciated by tennis fans was obvious at last year’s U.S. Open, when he finally won over the crowds in New York during his quest to complete the calendar year Grand Slam and saw the emotions pour out of him during and after his loss to Daniil Medvedev in the final. But with this exemption, Djokovic has almost certainly taken a blowtorch to all that goodwill.
    Hopefully Djokovic will talk openly about the grounds on which he applied for the medical exemption because, at least on the surface, it doesn’t make a whole lot of sense. According to the guidance from the Australian government, it’s possible Djokovic had COVID-19 within the past six months, which would be one way around the requirement. It would be fairly surprising if Djokovic, one of the world’s best athletes, was suffering from one of the major medical conditions like “inflammatory cardiac illness, acute rheumatic fever, acute rheumatic heart disease or acute decompensated heart failure that are listed as an excuse not to get the vaccine.
    What this entire episode suggests, though, is that Djokovic just doesn’t plan to get the vaccine at all. And that doesn’t seem sustainable over the long haul in a sport that travels the globe and has its biggest tournaments in countries that are likely to have some type of vaccine mandate to enter going forward.
    Is Djokovic really planning to hop around from Grand Slam to Grand Slam hoping to be granted exemptions, be subjected to quarantines and deal with endless red bureaucratic red tape in various countries? At a time when the world is dealing with yet another wave of infections, it’s a horrible look for any country to roll out the red carpet for an unvaccinated traveler because he happens to be a great tennis player.
    Forget what Djokovic believes about science or his body and the fundamental selfishness of refusing the vaccine. Doing it this way just seems like an awful lot of unnecessary stress and work.
    And yet, the implications of all these decisions are massive in terms of what tennis looks like over the next couple years. At every Grand Slam tournament Djokovic enters, there’s a chance for the record book to be re-written. If he’s not there to either win or be beaten like he was at the U.S. Open, the accomplishment might seem less relevant.
    But at least now we know the deal. Djokovic isn’t vaccinated, and it doesn’t seem like he’s going to be. It’s an exhausting topic, to be sure. But the way it’s going to frame a potential history-making 2022 season is his own fault.

  99. Sandra

    Dalcim, vc acha que ele vai ter cabeça fria para tantas revoltas? Seja pela plateia ou pelos próprios jogadores?

    1. Sandro

      Até parece que quem um sobrevivente da Guerra da Iugoslávia estaria preocupado com isso, caso aconteça… Eu acho é que ele vai ser encarado com um heroi contra a tirania do governo australiano que até CAMPO DE CONCENTRAÇÃO para não vacinados tem!!!

  100. Gabriel

    Dalcim, alguma chance do governo australiano retirar a autorização ou do próprio torneio impedir que jogadores não vacinados não joguem?

    1. José Nilton Dalcim

      Pelo que entendi, foi o próprio governo quem deu a isenção ao Djokovic, então não vejo possibilidade de revisão.

  101. Carlos+Pereira

    1) Sou contra as autoridades obrigarem alguém a se vacinar, principalmente com uma vacina experimental! Tomara que não tenha maior efeito adverso! Vacina RNA viral introduz um componente viral que é incorporado ao seu genoma!; 2) A imunidade conferida pela doença é 7 vezes maior que a conferida pelas vacinas; 3) Quem se vacina pode contrair e transmitir a doença; 4) Tudo é muito recente e não se pode tirar conclusões definitivas; 5) Existe muito interesse econômico e utilização política da pandemia; 6) Acho sinceramente que o Djokovic corre mais risco de contrair o vírus do que transmitir; 7) Sou médico, tomei 3 doses da vacina, porém tem ocorrido mortes por comprometimento cardíaco em pessoas jovens! 8) Sou a favor da vacinação, contra a imposição!

    1. Maurício+Luís+*

      ” A imunidade conferida pela doença é 7 vezes maior que a conferida pelas vacinas ” – DESINFORMAÇÃO ABSURDA. Esta groselha já foi desmentida por inúmeros sites. Boatos.org, inclusive.

    2. Luiz Afonso

      Carlos, pena que aqui no blog não tenha a opção de curtir o comentário. Concordo com tudo o que você disse.

    3. Gilvan

      Você é médico? Meu deus, a que ponto chegamos.
      Doutor, preciso te informar que as vacinas de RNA foram inventadas e já são utilizadas desde 1990 (portanto não têm nada de experimental) e não, elas não interferem no genoma humano.
      Sinto lhe dizer, mas você apenas caiu em mais uma dessas notícias falsas de whatsapp, já desmentidas pelos meios de imprensa: https://piaui.folha.uol.com.br/lupa/2021/10/20/verificamos-vacina-covid-19-rna-genoma-humano/
      Pendure seu estetoscópio e largue a medicina. Fará um favor a todos.

  102. Paulo+Almeida

    O fato é que os que odeiam o sérvio (vários aqui) estão pouco se lixando para os protocolos sanitários da Austrália e só queriam e torciam MUITO para o maior e melhor de todos os tempos não disputar e ganhar outro Major. Se fosse seu tenista preferido nessa situação, passariam pano com certeza absoluta, ou seja, são um bando de hipócritas.

    Deixo mais uma vez claro que sou a favor da Ciência, vacinado e gostaria muito que o Djokovic tivesse tido uma educação formal decente e abandonasse sua religião terrivelmente ortodoxa, se tornando agnóstico no mínimo. Como isso não vai acontecer, que ele pelo menos tenha outras alternativas para seguir jogando sem estar vacinado. O tênis merece o maior gênio que já existiu jogando por mais alguns anos ainda.

    1. Gildokson

      Aí é que tá!! Meu tenista preferido nunca iria por essa direção. Essa é a diferença.
      Djokovic é um PÉSSIMO exemplo no mundo do esporte, ele acabou de mostrar que pra ele as regras que valem para o restante não deve valer para ele, afinal quem são Rafael e cia por exemplo perto dele.
      E mais feio ainda é se vocês nolistas vierem agora com papo de “Ah se fosse o suíço”
      Esquece o Federer, ele não tem nada com essa situação ridícula envolvendo Djokovic e AO, segura esse rojão aí que é de vcs kkk

      1. Daniel+C

        Ah Gildokson, agora será difícil mesmo para essa turma segurar o rojão. Após anos endeusando o cara e ridicularizando o Federer, como fazer para admitir que o ídolo tem atitudes patéticas. O ego humano não deixa, é muito forte nessas horas. Mas ser homem para conseguir ver o que está errado e se libertar dessas “amarras” como alguns que já vi, é para poucos. Quem não consegue, paciência. Que continuem torcendo para o Novax DjoCovid e sua pobreza de caráter. Se tem uma grandeza ali, é só a conta bancária e o número de títulos ou semanas como no1, mais nada.

        1. Paulo Almeida

          Que bom que vestiu a carapuça, que obviamente vale para muitos outros, não só para você e Renato/Marquinhos/Johnny (os exemplos mais odiosos do Blog).

          Aliás, aquele seu comentário “bonitinho” mais abaixo só convence quem não te conhece. Se o freguês do GOAT Djoko fosse um antivax, JAMAIS teria escrito qualquer coisa parecida. Aposto sem pestanejar.

      2. Paulo Almeida

        Agora é fácil falar. Você não sabia disso antes da pandemia, Gildokson. Aliás, ninguém sabia do posicionamento científico de qualquer tenista ou sequer dava a mínima. Pra sua sorte, o Federer não é antivacina. O fato é que você escolheu torcer pelo que ele fez em quadra, assim como eu.

        Vou colocar no meio sim, pois os hipócritas que estão execrando o Craque agora passariam o pano SIM, com certeza.

        1. Gildokson

          Mas ow Paulo e a postura do Nadal? É totalmente diferente da postura do sérvio não?
          E a maioria dos fãs do espanhol pensam como ele.
          Pq você não discorre sobre? Kkkkk Ja que trata-se de segundo você, o maior rival do Djokovic no tênis.
          Imagino qual será a resposta do Nadal durante o torneio quando perguntado sobre essa CARTEIRADA ala deputado brasileiro dada pelo Djokovic kkkkkkķkk
          Aliás… Tu já deve ter dado uma olhada nos comentários no próprio insta dele neh, até emoji de carinha de vômito tem gente colocando para reverenciar o cidadão.

    2. Rodrigo S. Cruz

      Hipocrisia é a tua!

      Explícita e gritante 🤣🤣🤣

      Condena a torcida do Federer baseado em algo que o Federer não fez, enquanto passa um pano ordinário pro que o Djo-Covid de fato acaba de fazer!

      É o cúmulo do desespero! Impossível querer vencer uma discussão nesses moldes… 🤣

      1. Paulo+Almeida

        Olha, apareceu o guerreiro do teclado “vô ti batê si falá mal du meu gouti palaguaio çena, hunf, hunf”!

        Nem te coloquei na lista dos hipócritas, pois felizmente estava sumido depois do último show de horrores, mas é óbvio que estaria nela nas primeiras colocações.

        1. Rodrigo S. Cruz

          Maravilha, sr. Creisson!

          Sabemos que foi só uma brincadeira, mas escreva sempre assim, viu? Espelha de forma exata o que eu penso da tua escrita 😉👍

          Quanto ao Senna, me perdoe. Foi mera mancada minha mesmo.

          Se vc não consegue comentar tênis, menos ainda F-1 que nunca assistiu…

          1. Paulo+Almeida

            Não, não sabemos que foi brincadeira. Foi ridicularizado e condenado pelo Blog pelo ódio absurdo demonstrado. Ninguém ficou do seu lado, nem os colegas de seita.

            Eu só escrevi como o “seu Creysson” agora para ser condizente com sua mentalidade de adolescente briguento, rs. Está aí alguém que se falar do meu português me causa profundas gargalhadas, hahaha!

            No tênis sempre te coloquei no bolso, enquanto F-1 não me interessa muito de fato. Pode ficar com esse “título”.

          2. Paulo Almeida

            Droga, li correndo pelo celular e não percebi que “brincadeira” se referia APENAS à minha escrita “creyssiana”. My mistake.

            De qualquer forma, não houve brincadeira alguma naquele episódio tenebroso e foi bom eu ter complementado.

          3. Rodrigo S. Cruz

            E eu gargalho da tua gargalhada! 🤣

            Mas e aí ? Risos não mudam fatos. Teu português é fraco e isso é factual. E vc ainda morre preguiça de escrever.

            E o que vc já agregou sobre tênis aqui? Não apresenta uma estatística, um dado relevante que seja. Nada vezes nada.

            Só se ajoelha e venera o Djo-Covid 24 horas por dia. Isso nunca foi análise. É idolatria militante.

            Enfim… abra uma igreja pra ele logo. 😉

            Portanto, eu não compito com vc em nada, amiguinho. Apenas escrevo o que acho de vc e pronto.

            Abs.

          4. Paulo Almeida

            Sem problemas, Dalcim.

            É melhor não prosseguir com outra discussão pessoal ad infinitum, ainda mais nesse momento.

  103. Santos

    ” Liberdade, Liberdade abre as asas sobre nós ”
    Sempre ouvi uníssono o dito ” meu corpo minhas regras ” …agora não vale mais. Uma vacina experimental que nem o fabricante garante sobre os efeitos adversos é defendida pelo gado do sistema como se fosse a panacéia. Não é. Está escancarado os fatos que ela não protege, não evita o contágio e está deixando sequelas e efeitos colaterais em boa parte da população. Só não vê isto quem segue somente a grande mídia. O sérvio cumprindo o protocolo rígido estabelecido para ele não oferecerá risco a ninguém ao contrário dos que estarão lá com com passaporte vacinal. Parabéns Djokovic ! Parabéns Kirie Irving ! Parabéns todos os grandes nomes do Esporte Mundial que são isentos e tem liberdade e coragem de se posicionar. O civilizado e livre ( por enquanto ) agradece.

    1. Miguel BsB

      Não é bem assim que as coisas são…
      Cada indivíduo tem o direito de agir como quiser, desde que suas ações não prejudiquem outras pessoas.
      Não fui eu quem disse isso. Foi John Stuart Mill, um dos maiores pensadores liberais da história. Liberal clássico. Chama-se Princípio do Dano, de sua obra chamada “Ensaio sobre a Liberdade”.
      Impossível taxá-lo de esquerdista, comunista, ditador, bolivariano e outros tipos de adjetivos comumente utilizados nesse mundão da internet e redes sociais…

  104. Oswaldo+E.+Aranha

    As opiniões são bem divergentes e isso é normal, mas partir para ignorância ofendendo os que não participam de suas opiniões, sejam tenistas ou participantes do blog, é que é execrável. Mas o que mais me cansa é quem vive se repetindo, como demonstração de sua limitada inteligência.

  105. Rafael

    Mestre,

    Tenho lido vários comentários sobre o tema e percebo que as discussões estão fugindo da questão principal.

    Não se trata sobre a liberdade de escolha.
    Não se trata sobre a eficácia da vacina.
    Não se trata sobre a efetividade da regra do governo australiano.

    O fato é que existe uma regra (questionável ou não) que está sendo afastada em razão do interesse exclusivo de um jogador. Simples assim.

    Qual a importância de discutir os demais pontos? Nenhum.

    Se a vacina não impede a contaminação, então que revogue a regra e liberem TODOS.

    Enquanto a regra existir, as demais discussões são inócuas.

    1. Jose Yoh

      Exato. Existem tantas leis questionáveis que obedecemos cegamente… veja as leis para as mulheres em alguns países do Oriente Médio.

      As leis sao para todos, independente de quem seja. Se está errada, existem meios legais para mudá-las.
      Abs

  106. Daniel

    Isso é bom para o tênis ? Pelo amor de Deus Dalcim isso é péssimo para o tênis e péssimo para o esporte !! Até você tá passando pano ? Triste !!!

    1. José Nilton Dalcim

      Você deveria ler o texto com um pouco mais de atenção, Daniel. Eu me referi ao aspecto meramente esportivo, a importância de um grande evento ter o máximo dos melhores competidores e ainda por cima de um supercampeão. Só isso.

  107. Deby Motta

    Olá Dalcim, parabéns pelo post e feliz ano novo! Só um adendo, Djokovic já deixou bem claro que não é contra nenhuma vacina, inclusive ele já tomou vacinas, ele é contra a obrigatoriedade da vacinação! Bjs

    1. José Nilton Dalcim

      Sim, mas onde a vacina é obrigatória? Nem a ATP a colocou como obrigatória. É um direito e uma opção, mas ao mesmo tempo você fica sujeito às leis de cada país ou até mesmo de alguns Estados. Como já falei aqui antes, você não entra na Colômbia ou na Nova Zelândia sem tomar as vacinas exigidas lá.

  108. Carlowagen

    No caso do Djocovid ser autorizado a entrar num país cuja vacinação é obrigatória, sem estar vacimafo, não se trata de “direito a se vacinar ou não”, como os seus torcedores cognitivamente limitados tentam fazer crer, mas sim sobre direito legal e o previlégio de alguns.

    Espeto que ele vá e nao ganhe, mas se ganhar, será lembrado como o recordista trapaceiro, que só conseguiu bater o recordo infringindo as leis.

    Duro é ver seus torcesorea escrevendo verdadeiras bíblias para justificar o injustificável.

    Se ele ganhar este AusOpen, ele deveria ser retirado da conta para nao prejudicar a imagem da ATP.

    E é por isso que um traste como este jamais poderá ser chamado de goat, independente de quantos GS ele tenha, ou de qtas semanas passe na liderança.

    Aliás, com uma atitude destas, poderia ganhar o bi como covidiota o ano.

    E ainda vamos ter q começar 2022 com seus torcedores dizendo que deram o braço a torcer seus recordes, ou que sonham com ele enquanto trabalham.

  109. Gilvan

    A verdade é que o Djokovic é um ser humano execrável. Sempre do lado errado da história.
    Tomem vacina. Não deem ouvidos a esses negacionostas.

  110. Antônio+Luiz+Júnior

    como sempre o privilégio recai sobre o número 01 do mundo. A decisão so governo australiano é deplorável. Exigir de uns ww liberar para outros ou “outro”, como queiram. Se vacinar ou não é um direito dele, participar do torneio sem se vacinar é outra coisa completamente diferente…

  111. julioomachado

    È tão engraçado vermos as pessoas polarizarem sobre tudo isso, todo mundo atacando o outro, ninguém tem direito a mais nada, o unico direito que a pessoa tem é de se vacinar, uma vacina experimental que as próprias fabricantes não querem o ônus, somente o bônus, numa hora que todo mundo deveria se unir, os fabricantes deveriam dar as vacinas gratuitamente, e não cobrar, os serviços de internet deveriam dar assinaturas de graça para todos que estivessem sem trabalhar, todo mundo deveria pensar no próximo, e não pensar em dinheiro, tem um video polemido do dr Robert Mallone, um dos inventores da vacina falando claramente sobre não vacinar crianças e adolescentes – https://altavista.news/robert-malone-inventor-da-vacina-de-rnam-politicas-mas-que-prejudicam-as-criancas/ – mas ELE DEVE ESTAR MENTINDO NÉ? – é sempre assim, dinheiro, dinheiro e dinheiro, é somente o que importa, e se vacinas realmente funcionam, não estou aqui defendendo que alguém deva ou não se vacinar, acho que todos deveriam ter o direito de fazer a sua escolha, mas realmente FUNCIONAM AS VACINAS, porque quem toma as vacinas tem medo de quem não tomou?
    È muito engraçado o medo generalizado que se tem, e que a midia faz questão de disseminar, MASCARAS – GENTE USANDO MÁSCARAS ATÉ DE MOTO – esse virus é atômico, e tem propriedades que vai até contra o que a própria ciencia ensina, e se fala em tomar medidas que aumentem a imunidade através de cloroquina e o resto, e até em se alimentar corretamente, ahhhh, isso não funciona, quer dizer se funciona ou não, vc somente saberá se tentar, mas MORRA SEM TENTAR, cientificamente se sabe que uma pessoa em pãnico diminui drasticamente a sua capacidade cognitiva e até de raciocinar perfeitamente, então VAMOS ATERRORIZAR A TUDO E A TODOS, porque assim ninguém pensa mesmo, MÁSCARA PARA QUE? – se uma mascara não protege contra bactérias, então vai fazer o que contra um virus, que é mil vezes menor?
    Lembre-se que na guerra um tiro mata, logo um colete a prova de balas ou até um capacete que não segura um tiro, não servem para nada, mas se sabe que máscaras não detem nem 70% da carga viral, mas tem que se usar não é mesmo?
    Não sou negacionista e nem nada, tomei minha vacina somente para que as pessoas que eu convivo se sintam protegidas, não foi porque eu acredito na sua eficácia, mas sim para não ter problemas com meus familiares, tudo por questão de respeito, que ninguém o tem por mim, as pessoas exigem respeito mas não o dão na sua hora, mas ai é problema delas, não peguei covid porque quando uma pessoa tem uma atitude mental onde ela não pensa sobre um virus, ela não se preocupa com um virus, ela se alimenta bem, faz exercicios, e não não fica com fobia desnecessariamente, sua imunidade não baixa, o virus é inteligente e mutante e somente vai atacar um outro organismio que represente perigo a ele, se vc vibra medo de um cachorro dócil, ele cheira o feromonio e vai te atacar, a mesma coisa vale para um virus, que tem dns, que é a base da vida, logo ele tem vida, mas a CIẼNCIA MODERNA não mudou o seu conceito, somente a NASA utiliza o conceito de vida inteligente ser de um organismo portador de DNA, estudem mais, vejam materia sobre um dna interagindo no espaço, podendo até interferir com sua outra parte há mais de 600 km, mas ninguém quer aprender sozinho, ficam todos atras dessa ciencia atrasada, manipuladora, e dos senhores do dinheiro, ahhhhh, estou errado?
    Porque o australaian opem mudou de opinião?
    Ninguém quer ver, né. é mais facil brigar com o irmão, o vizinho, e etc e todos irem como uma manada de gado para o abate.
    Agora me desculpem o que vou dizer, um boi sabe a hora que vai morrer e faz de tudo para fugir, mas os serem UMANOS inteligentin vão todos para o abate, TOMA VACINA QUEM QUISER, não deendo nem uma nem outra bandeira.
    Abraço a todos, me desculpem e me perdoem para quem não concorda comigo, foi simplesmente uma opinião – e não vou rebater e nem ver comentários, porque isso é coisa de LOUCO!!!!

    1. Lola

      o lucro é astronômico 18 dólares por dose.
      sem ônus como vc disse.
      E atletas caindo duros em campo, Aguero abandonando o futebol e tantos casos de gente nova morrendo, imagina contentar a çienci$ia.

      1. Sérgio Ribeiro

        Kun Aguero teve problema idêntico com apenas 12 anos de idade . Um pouquinho de leitura em nada atrapalha , cara Dra. Abs!

        1. Miguel BsB

          Vai ver que a culpa foi da vacina contra sarampo que ele tomou na infância Sérgio…rs
          Esse pessoal não tem limites e nem pudores em espalhar desinformação e fake news a torto e a direito.
          90% são de apoiadores do atual desgovernante do Brasil.

      2. Gildokson

        O tipo de comentário de quem acredita naquelas páginas de notícias fakes da internet.
        Pior, você deve ser o tipo de pessoa que repassa a mentira e prejudica outras pessoas com uma notícia dessas.
        Quem te disse que o Aguero abandonou o futebol pela idiotice na qual você acredita?

    2. Deby Motta

      Sou vacinada e concordo plenamente com seu post!! Lamentável que não possa haver mais s diálogo sobre nada!!!

  112. Valter+Mucillo

    Justo a tolerância pela presença do Djoko no AO, se nem os vacinados estão livres do vírus e ainda por cima podem transmitir, porquê então vetar a sua presença? Aliás, tenho um amigo tenista de “quase” setentão que foi vacinado com as três doses e contraiu o vírus e nos alertou antes da passagem do ano novo sobre o ocorrido. Quem garante algo diferente do que escrevi que atire a primeira pedra. FELIZ 2022 À TODOS OS TENISTAS E A VC JOSÉ NILTON!!!!!!

  113. LION

    1- Nenhum dos teus “amigos” que se descabelam de indignação contra quem não se vacinou está realmente preocupado com a saúde de ninguém , nem muito menos com o “desrespeito” à “ciência”. A maioria não faz a mínima ideia de quantos elétrons tem o átomo de hidrogênio e nem muito menos enunciar as leis básicas dos sistemas biológicos. Aliás, nunca se viu na história da humanidade tantos zeros à esquerda em matemática, física e química que de repente, num estalo, descobriram que “amam” a ciência. É tudo farsa, tudo teatralidade demagógica. A única raiva deles vem do fato de não tolerarem a ideia de que exista alguém indisposto a fazer o que “todo mundo” está fazendo. Não passa enfim, da velha mentalidade totalitária aromatizada com os perfumes da “humanidade”. São todos fakes existenciais, e a história, daqui a muitas décadas, fará justiça a este fato evidente…

    2- Djokovic pode ter, sim, cometido um erro. Primeiro, porque é difícil rebater a observação de que essa licença não teria sido concedida a um simples “mortal” situado lá atrás no ranking. Segundo, porque talvez a postura mais veemente de quem se diz contrário à vacinação forçada teria sido simplesmente não ir ao evento, deixando uma posição muito mais marcada. A junção desses dois argumentos pode colocá-lo em muitas sais justas, inegavelmente. Mas vale lembrar também que Djokovic não é político profissional e não tem a obrigação de “representar” causa nenhuma.

    3- Aos que estão sedentos por ver vaias monumentais a Novak no estádio, eu não contaria com isso tão certamente. Sabe por que? Porque uma fração esmagadora das pessoas tomaram esse remédio apenas porque foram OBRIGADAS. Essa é a realidade, e não aquela dos “Justiceiros de P. Nenhuma” do tweeter e do instagran, redutos intergalácticos da patuleia que se acha “iluminada”.

  114. Paulo

    Acho essa discussão um pouco exagerada, principalmente a demonização do Djokovic, pelo seguinte:
    1. A maioria dos atletas se vacinou para proteger a sua saúde no cotidiano e não somente para jogar o torneio. E se vacinaram porque julgaram que seria o melhor para a sua saúde.
    2. Djokovic não considera que a vacina seja o melhor para a sua saúde e tem o direito de pensar assim. E se cumprir os protocolos de segurança, não representará um risco adicional para o torneio. Ademais, não está infectado e provavemente não estará. A ver. Por outro lado, a vacina protege em muitos casos e ameniza a doença em outros, mas não impede a contaminação e a disseminação do vírus. Se impedisse, talvez a conversa fosse outra. Sendo assim, muitos atletas e comissão técnica vacinados irão contrair e disseminar o vírus. Neste contexto, não vejo como Djokovic e uns poucos atletas não vacinados representariam um perigo adicional a ponto de causar tanto estardalhaço e impedir a sua participação.
    3. Não violou regra alguma. Há a previsão de exceção médica: ele se candidatou e foi aprovado. O erro foi do governo australiano de produzir um discurso de inflexibilidade e depois ter que voltar atrás. E acho que prevaleceu o bom senso, pois Djokovic fora do torneio representaria uma perda muito grande. Pena que Federer não irá participar, em função da lesão. Teríamos os quatro grandes competindo, mas infelizmente não irá acontecer.

  115. Gilvan

    Não entendi muito bem o motivo pelo qual dois comentários que eu tinha feito não foram aceitos, mas vou sintetizar: 1) Djokovic é uma pessoa ruim; 2) Tomem vacinas.

    1. José Nilton Dalcim

      Apenas demorei um pouco para liberar, porque já são mais de 100 e preciso ler todos, Gilvan. Abs!

    2. Deby Motta

      Vc que é o alecrim dourado que nasceu no campo sem ser semeado, né????
      O fato dele ser o ATLETA que mais doou nessa pandemia o torna mesmo um miserável!!!!!

      1. Sérgio Ribeiro

        Realmente Novak e Federer foram os Tenistas que mais doaram ( até agora ) . Mas há controvérsia sobre qual ATLETA doou mais , minha cara . Vale uma nova pesquisa… Abs!

        1. Luiz+Fabriciano

          Digamos que Federer tenha doado alguns cents a mais.
          O que o Djokovic doou é maior ou menor que tudo o que atribuem como motivos para toda achincalhação que despejam sobre ele?

      2. Lady Stardust

        Doar para quem é milionário como ele é mole. Difícil é ter senso de coletividade de verdade. Preocupar-se com o próximo nas horas difíceis. Embora tomar vacina nem é tão difícil, né? Tá mais para abobado mesmo, então rsss. Olha, eu ERA torcedor do Djoko. Mas não dá, Deby. Purificar água contaminada com magnetismo, acreditar em conspiração chinesa pelo 5G (esposa dele, sejamos justos rsrs), ser antivax e deixar a coisa chegar a esse ponto que chegou. Ficou demais rsrsrs

  116. Expedito

    Não entendo como se pode achar que isso é o melhor para o tênis. Esporte não convive bem com privilégios. A exceção foi só para ele.

    E para o mundo, neste momento em que pessoas morrem feitos moscas por falta de ampla cobertura vacinal, é algo que se constitue em péssimo exemplo para milhões e será traduzido em mais mortes e maior longevidade para a pandemia.

  117. Edgard+Upinho

    O único motivo que vejo para criticar Djokovic nessa questão da vacinação é essa recusa dele em admitir o que todos já sabem: ele não tomou e nem irá tomar vacina alguma.

  118. Marcos Antonio Vargas Pereira

    Sou contra este tipo de jeitinho que abre brechas para qualquer tipo de jeitinho, regras são regras e devem ser aplicados de forma igualitária, eu sinceramente acho o torneio muito maior que o Nole, apesar de acha-lo um dos maiores de todos os tempos. O torneio é centenário e irá sobreviver por muito mais tempo. Os antivax que encontrem seu espaço. Um abraço a todos e um 2022 mais leve.

    1. lEvI sIlvA

      Menos 1, com o Medvedev, Denis…!!! Aliás, estou certo, tem muitos outros.
      Ou seria outro, com novo nome?!?!?
      😉🤣😉🤣😉🤣

  119. Rafael

    Mestre,

    Pela primeira vez eh ouso discordar de vc. Não acho que a notícia seja boa para o tênis. Certamente os interesses financeiros prevaleceram em detrimento da imagem do esporte. As pessoas certamente concluirão que o tênis (tudo que tira envolta do esporte) desconsidera as recomendações científicas.

    Não sei se os espectadores do torneio, com exceção da torcida de Djokovic e da organização do AO, ficaram felizes com a notícia.

    Da mesma forma, é possível criticar a atitude do Djokovic sim. Da mesma forma que condenamos diversas atitudes do nosso presidente e de pessoas públicas que tentam contestar a ciência de forma egoísta e covarde. O tênis não é um mundo a parte.

    Por atitudes como essa, ele nunca será lembrado da mesma maneira que Rafa e Roger.

    No final das contas, sempre será vaiado pelo público.

  120. Alexandre

    Dalcim,
    Concordo integralmente com suas palavras e tbm acho que sem dúvida alguma o maior derrotado foi sim o governo, que tinha o poder de vetar e dar bom exemplo ao mundo, principalmente no que se refere às leis rigorosas que tanto foi anunciado que seriam cumpridas para qualquer pessoa que tinha o desejo de pisar no solo australiano.
    Dalcim, só uma pergunta: Vc acha que o Djoko vai quebrar alguma raquete se a torcida começar a pegar no pé dele por causa dessa exceção? Eu aposto que sim!…kkkkkkkk
    Abraço e parabéns pelo post!!!!

  121. Gilvan

    Espero que a resposta seja dada pelo público em Melbourne. Negacionistas no meio de uma pandemia que já matou milhões devem ser tratados como aquilo que são: párias da sociedade.
    E não foi a primeira nem será a última vez que Djocovid flerta com posições anti-científicas. Já fez propaganda de água milagrosa, de cama elástica regeneradora, de montanhas que energizam as pessoas. Isso só ficando pela “medicina alternativa” (vulgo charlatanismo) que ele e seu antigo Guru (ainda existe o Pepe Imaz?) propagavam.
    Se formos entrar pelos rolos envolvendo as relações dele com figuras marcadas pelo extermínio ocorrido no Kosovo, os casos de traição à sua mulher, as posturas dentro e fora de quadra, as agressões a juízes… se formos entrar em tudo isso a única conclusão possível é que Djocovid é uma pessoa horrível.
    Grande tenista, um dos maiores da história. Mas um ser humano execrável.

  122. Joe Ceccoto

    O Show não pode parar.
    Ficam as mãos, vão se os anéis.
    Como dizia Napoleão…diversão e arte por toda parte.
    Vai que é tua Taf….ops errado…Dchoko.
    Pois é o mundo ta complicado.

  123. Paul Richard

    Sou teu fâ Dalcin ! Não justifica um governo ser austero com todos os tenista e abrir excessaõ ao Djoko, achei um absurdo e tenho certeza que perdeu muito perante a torcida, vai ter vaia direto !

  124. Pedro+Batista

    Não pode existir esse “direito individual”, quando esse direito prejudica e até pode matar o coletivo, assim como não se pode separar o atleta(excepcional) de suas atitudes canalhas. Cada vez mais torço contra o sérvio, e assim será no AO.

  125. José Ferraz

    Sim, se pode crucificar uma pessoa que coloca a saúde de todos ao seu redor em risco. Já pensou se ele leva a omicron com ele? Vergonha do governo australiano

  126. Sandra

    Dalcim, vc leu um artigo no UOL da Marília Ruiz? Não concordo nem um pouco com ela , mas porque inúmeros desportistas não querem tomar a vacina ?

  127. Valmir da Silva Batista

    DALCIM, você vai me desculpar, mas vou dizer palavrões agora, sim senhor: porra!!! caralho!!! Essa tal exceção, falando a grosso modo, é a chamada carteirada. Estupidamente, se aceita a ideia de que quem possui mais poder tem mais direito que quem não tem porra nenhuma. Por outro lado, tenho discernimento suficiente, para não adotar postura apenas refutando o negacionista Novak Djokovic, mas se ele tiver um mínimo de dignidade, se recusa a participar desse show de horrores contra a saúde pública, que promete ser o Australian Open. Para encerrar, se é para se valer de “médicos independentes”, para quê então haver uma pasta da saúde? Para quê o Estado Constituído? Que merda!!!

      1. Valmir da Silva Batista

        VITOR HUGO, muito obrigado, meu querido. Essa tal exceção djokovickiana/australiana é uma demanda vergonhosa, uma putaria do caralho, é algo horroroso, é monstruoso, é afirmar, escrotamente, que uma pessoa é melhor que outras, é a falência moral do Estado Australiano, em favor de simples jogos de tênis, e é, por fim, a exposição da vida alheia, como se a mesma fosse um punhado de detritos, ou seja, o que conta pra valer é o número do mundo, os outros seres humanos não passam de números vagando pelo mundo…

    1. Sandro

      Que baixo nível esse vocabulário de péssimo gosto… Faltam argumentos e sobram xingamentos desqualificados de sarjeta.

    1. Sandro

      Só faltou vc se incluir nesta lista… Ou vc acha que vc mesmo estaria numa lista com a Madre Teresa? Você é uma das pessoas mais preconceituosas e discriminatórias que comenta aqui … Se vc fosse um governante seria um tirano ditador totalitário.

  128. Leo Gavio

    Djokovic é o verdadeiro William Wallace do Tenis:

    “Podem tirar nossas vidas, mas jamais irão tirar a nossa liberdade”.

    Sou favorável a vacinação, porem, sou totalmente contra obrigar pessoas a se vacinarem. Djokovic não iria pra Australia passear, é o trabalho dele, ele é um tenista, um esportista de alto rendimento, impor essa obrigatoriedade a quem vai trabalhar é uma maldade, uma vez que a pessoa não quer de forma nenhuma receber essa vacina.

    Se a vacinação fosse crucial para não espalhar o virus, eu acho que as razões seriam mais fortes, porem, a vacinação não impede o espalhamento considerável do virus, impede mais do que não estar vacinado, mas o índice é tão alto quanto, ou melhor, a relevância da vacinação para esse propósito é de uma razão (dita por pandeminions) de 2 pra 1. Então não justifica impor uma violência psicológica a um profissional só por causa disso, é muito mais interessante fazer uma checagem constante como fez o USOpen, do que obrigar as pessoas a receberem essas vacinas.

    No mais, a quantidade de infectados na Australia aumentou consideravelmente quando as restrições a não vacinados foram impostas e eles titubearam no mais importante: testar as pessoas que entravam no país.

    Mais engraçado são as pessoas que dizem que não vão torcer mais pro Djoko, só porque ele não acredita no que eles acreditam, é inacreditavel!! (risos)

    È proibido pensar diferente, é proibido ter crenças diferentes, é proibido não ser um igual.

    Como diz Caetano:”É que narciso acha feio aquilo que não é espelho”

    1. Sérgio Ribeiro

      Na boa , Gavio . Vistes o comportamento de Novak nas Olimpíadas de Tóquio ? . Não vacinado, circulava como um Pop Star por toda a Vila Olímpica . Na época os Japoneses , por tradição, viravam o rosto para as Vacinas. Os casos aumentaram de uma tal maneira que os Japas agora estão entre os DEZ Países que mais vacinaram com 100 milhões e 73% da população com ao menos uma dose . Quer negar a Ciência, vá pra lugares que permitam esta posição. Começando pela Sérvia. Abs!

  129. Guilherme Celestrin Klauser

    Eu era fã do Djokovic até o começo da pandemia, mas depois de ver algumas atitudes dele que discordo totalmente, como por exemplo ser antivax, parei de torcer por ele. Mas entendo que ele tem o direito de ter a opinião dele e eu tenho o direito de discordar.

    Porém o ponto de ser antivax é complicado pq afeta o próximo. Imagine um mundo que todos agissem como Novak Djokovic no quesito das vacinas. Literalmente a pandemia seria muito mais letal e descontrolada, afetando o coletivo. Egoísmo é a palavra.

    Ps: quem vir falar que “ain, as pessoas pegam covid mesmo vacinadas”, recomendo que vá lamber sabão. Já é mais do que divulgado que o papel principal das vacinas de covid é evitar sintomas graves, mas o pessoal teimoso ignora essa informação (se fingem de bobo) e se apega em falácias pra sustentar a visão distorcida de um antivax.

    Novak Djokovic, um grande tenista, mas um péssimo exemplo.

  130. Arnaldo Luiz Pires

    Dalcim, isso não vai dar certo, essa situação acredito que ainda não esta definida, muitos tenistas e espectadores iram protestar, não sei como será a estreia de Nole, acho difícil o publico australiano engolir essa situação, vai haver confusão é certo.

  131. SANDRO

    Djokovic é odiado por não querer criar uma ‘MÁSCARA DA HIPOCRISIA” e ‘parecer” perfeito. Djokovic é o que é doa a quem doer. Prefiro uma pessoa autêntica como o djokovic do que um personagem de ficção que muitos tentam ser!
    Djokovic declarou: “Identifico-me bastante com o Daniil Medvedev e o Alexander Zverev porque me pareço com eles. Acho que nenhum de nós tenta ser perfeito. Somos autênticos e respeitamos os nossos valores. Há muitos jovens que idolatram outros tenistas e querem ser como eles, mas o Medvedev, por exemplo, não tenta agradar os outros. É fiel a ele mesmo. Não gosto de pessoas que parecem perfeitas dentro e fora de quadra, porque isso simplesmente não existe”.

    1. Garcia

      Ninguém precisa ser hipocrita pra ser perfeito e ninguém precisa se expor 100% do tempo pra ser autêntico, esse discurso do Djoko é totalmente infeliz pois claramente ele tenta criar uma contrariedade a postura de Federer e Nadal, ele arruma qualquer discurso pra se distanciar dos dois e se colocar como o outro lado da moeda, até na questão do patriotismo que veio à tona nas Olimpíadas ou colocando outros jogadores no meio do discurso, ele não precisa disso, ele será se já não é o melhor dentro de quadra e esse tipo de discurso cada vez mais denigre a imagem dele fora das quadras, mas se é isso que ele procura está conseguindo fazer com maestria, assim como seus grandes títulos!

      1. Sérgio Ribeiro

        Exato , caro Garcia . E cita nominalmente dois garotos quase década mais jovens . E Sasha largou a Empresa de Federer que cuidava de sua carreira há poucos meses …Abs!

  132. Lott Alves de Brito

    Espero que nada aconteça em seu entorno quando ele chegar junto com a equipe na Austrália,fiquem atento se acontecer algo,vai ser cobrado o resto da carreira, correndo o risco de ser minada?

  133. Viana

    Resumindo:
    Djoko é brilhante dentro das quadras, mas esse tipo de atitude faz com que jamais se iguale à Nadal e Federer.

  134. Paolo

    É um direito pessoal de cada um ser ou não vacinado. Cadê nossa liberdade de escolha?

    E outra, desde quando FATOS é achismo? nada pode ser mais “anticientífico” do que a ação de censurar questionamentos relacionados a assuntos sobre os quais não se tem respostas conclusivas, mas essa tem sido a postura adotada pela maioria dos palpiteiros brasileiros que se autodeclaram “guardiões da ciência”.

    Por enquanto deixarei a história se encarregar de fazer o julgamento. Abs!

    1. Sérgio Ribeiro

      Na próxima, caro Paolo Rossi . Que tal mandar um pouco sobre os “ palpiteiros” da sua Itália ??? . A Ciência e’ Mundial quer queiras ou não… Abs!

      1. Paolo

        Serjão, o senhor ainda não esqueceu a tragédia do Sarriá?

        Então, voa, canarinho, voa… mostra pra esse povo que és um rei. Voa, canarinho, voa. Mostra na Espanha o que eu já sei… kkkkkk.

        Abs!

        1. Sérgio Ribeiro

          O que tem a ver com as calças, Senhor Paolo Rossi ? . Na Copa de 1978 , saímos invictos batendo a mesma Itália de Rossi com um golaço espírita de Nelinho . Lembras ??? kkkkkkkkk. Abs!

  135. Daniel+C

    Isso foi mais uma mancha para o esporte e uma vergonha para o torneio. Cada dia que esse sujeito permanece na liderança do ranking é uma vergonha para o esporte e sua história, assim como cada título que conquista. Muito triste ver tantos recordes do tênis nas mãos de um tipo desse, que só dá exemplo ruim, dentro e fora das quadras. Só resta ter um pouco mais de paciência até a idade começar a pesar e ele perder a relevância nos grandes torneios. Definitivamente só será lembrado pelos números, enquanto que Nadal e Federer serão lembrados como gigantes em muitas esferas nas quais o sérvio é uma formiga.

    Aos que dizem que ele foi fiel às suas crenças, foi nada. Foi um covarde, usou seu status para conseguir uma permissão e ainda postou na rede, debochando de quem seguiu as regras. Se fosse esse “destemido” que todos dizem, teria abdicado do torneio ao invés de mendigar sua participação. Teria mais respeito assim.

    Se eu fosse jogador vacinado, me recusaria a entrar em quadra e seria bom se isso acontecesse.

    Tantas mortes por causa dessa maldita doença, que teriam sido evitadas pelas vacinas, e ainda tem gente negacionista que desrespeita essas pessoas todas que perderam entes queridos com uma postura patética e egoista. Muito fácil ser antivacina quando a tragédia não bateu na sua família.

    Enfim, o mundo ainda precisa evoluir muito e o sérvio é um “goat” minúsculo. Nunca será e aos que idolatram gente desse tipo, eu quero é distância.

    1. lEvI sIlvA

      Ok, V H. já entendemos lá atrás no comentário do Daniel C., blz? Ops..!!! Errei aí, Sorry!!😉😉😉

  136. Pieter

    Postura pusilânime e injusta do Djokovic desde o início, ao se esconder e não admitir que não se vacinou.
    Tomara que lhe custe caro essa infâmia.

  137. Daniel Lara

    Dalcim concordo plenamente com você, muito complicado essa exceção, regras deveriam ser para todos e se era para dar exceção que o fizessem para o Tennys Sandgren e o Pierre-Hugues Herbert também, ambos não estão jogando lá pelo mesmo motivo, agora era esperado um tratamento diferente para o Djoko, com certeza um cara que disputa o circuito challenger não consegue viajar o mundo sem estar vacinado, enfim concessão para alguns e rigor para outros, quero ver o que o Pai do Djoko vai falar agora, no fim o governo Australiano deixa um falastrão desse sentir que tinha razão nos disparates que ele solta o tempo todo, quando o que estava ocorrendo era apenas ser coerente com as regras de um pais que tem cuidado muito bem da pandemia.

  138. Marcus

    Não tenho palavras para falar sobre essa imoralidade do Djokovic e do governo australiano. Creio que quem mais perde é o tênis.  O esporte. O nosso esporte de cavalheiros, que tanto adoramos. E neste momento, em que o esporte é o mais prejudicado nessa pataquada toda, é necessário se posicionar. Ou alguém acha que isso não afetou diretamente a imagem do esporte? Não dá pra ficar passando pano e nem ficar em cima do muro. Djokovic, aquele das pseudo lesões, dos abandonos, dos chiliques e das tantas outras bobagens que faz, mais uma vez mostra o seu caráter num post arrogante e exalando superioridade. E com isso prejudica o tênis. O esporte. Os grandes ídolos transcendem o seu esporte, são influências para as crianças e adultos. Dentro das linhas, um monstro de jogador. Fora delas, um péssimo exemplo de caráter. Em todas as vezes  em que transcendeu o esporte, foi para negativar ainda mais o seu caráter. E agora o próprio esporte. Perdeu principalmente o tênis, mas também perdeu o próprio Djokovic. Lamentável.

  139. rubens

    ia dizer algumas verdades aqui mas nem vale a pena…um bando de gente desqualificada subserviente a um sistema corrúpto que ainda insiste com essa porcaria de vacina inútil que foi criada única e exclusivamente para enriquecer ainda mais esses bilionarios inúteis que preferem guardas bilhões que nunca irão gastar em bancos enquanto 905 do povo da face da terra definha para ter o mínimo de dignidade…é triste ver que mesmo ai com tudo isso na cara de vcs ainda protegem e puxam o saco de um sistema podre governado por uma minoria que quer que vcs se explodam!
    parabéns por serem tão estúpidos e subservientes, chega a dar nojo!

  140. Lola

    tá por fora do q acontece na Europa, protestos e mais protestos contra o cabresto sanitário q já se comprovou q não adianta nada.
    Djokovic ganha muitos pontos aos olhos dos q querem liberdade para não injetar o experimento perigoso, q já está na 4° dose e sem a eficácia esperada.
    Ah, mas impede q agrave o quadro, dizem em mantra, ninguém sabe se agrava ou não.

    1. Maurício Luís *

      Como que “ninguém sabe se impede de agravar”?? Estávamos com + de 4.800 mortos POR DIA. Começou a vacinação, a média agora está abaixo de 200. É só você quem não sabe.

      1. Miguel BsB

        Exatamente! Os antivax tão achando que a queda da mortalidade ocorreu por milagre, nada a ver com a campanha de vacinação…deve ter sido a cloroquina…

        1. Sérgio Ribeiro

          Somente HOJE, um milhão de novos casos no USA . E continua com 100 milhões de negativistas para desespero dos Cientistas…Abs!

      2. Lola

        é só tu ver quanta pessoas se recuperam da covid, que se tomassem um suco de uva iriam ficar bem.
        agora dizem q é por causa da vacina.
        4 doses, e acham q é eficaz. kkk

        1. Maurício+Luís+*

          Lola, médicos e cientistas afirmam que tomar suco de uva não adianta. Já você diz que resolve sim, num comentário que tem tudo, menos noção. Vamos ver se você tem a perspicácia de ADIVINHAR em quem devo acreditar.

    2. Gildokson

      Sem eficácia? KKKKKĶ
      Meu Deus, quanta ignorância
      Tu acha que os hospitais esvaziaram boa partes dos leitos e as mortes diminuíram pq?? A reza de vcs negacionistas??

  141. Luis

    No caso de administrar torcida contra, não vejo problemas para o servio, já que nisso ele é um expert.
    Quanto ao covid não tenho opinião já que, como dizia o Eneas: eu sei ou não sei, eu não acho nada. Só concordo com o Dalcim, o perdedor é o governo Australiano que se mostrou radical e agora vai baixar a cabeça. Ficou em uma situação ruim.. como vai convencer a sua população que alguns podem e outros não?

  142. Rafael

    Eu admiro ainda mais o sérvio, pois se manteve fiel aos seus pensamentos. Isso se chama coerência. E vejam que ele em nenhum momento criticou quem quer tomar a vacina. Ele simplesmente não quer tomar e não iria jogar o AusOpen se fosse mantida tal exigência. Se querem criticar alguém, que critiquem a organização ou Governo Australiano, que foram duros no começo e depois deixaram a “brecha” para exceções. E lembremos que outros atletas também passaram ou passarão por essa junta médica.
    Mestre, eu imagino o batalhão de perguntas para o Nole sobre o assunto, mas isso acaba dando mais força para ele buscar o 21º GS, não acha?

  143. Marcelo+Costa

    Só lhe resta vencer, pois, a ciência, bom senso, respeito perderam. Novak é o maior tenista de todos, mas é também um dos maiores babacas do mundo

  144. Vitor Hugo

    Tenho o direito de me manisfestar. Novak é um lixo humano, tanto dentro quanto fora das quadras. Suas atitudes egoístas põe em risco milhares de pessoas, e influenciam negativamente aqueles que jovens que não tem opinião formada, como já foi dito por vários tenistas e etc ..

    O governo australiano realmente se mostrou fraco, parcial. E eu que vivi quase três anos da minha vida por lá… E depois tem gente que acha que só no Brasil as coisas não funcionam..

    Espero que o servio seja massacrado pelos torcedores, tenistas e pela mídia… mas o que eu espero mesmo é que meu post seja publicado sem edição.

    Novak jamais estará a altura de Federer ou Nadal!

    Espero que alguém o destrua dentro de quadra.

    Put the rabish in a Bin!

  145. Sandro

    Bom Dia Dalcim e amigos!!!
    Kyrie Irving, astro da NBA, Campeão Olímpico, eleito melhor jogador do mundo no Campeonato Mundial de Basquete em 2014, além de repetir muitas vezes ser contra a vacinação obrigatória, Irving esclareceu querer que as pessoas possam tomar suas próprias decisões sobre a imunização sem serem ameaças de perder seus empregos.
    Irving foi barrado de participar de treinos e jogos dos Nets. A decisão da franquia em afastar o jogador ocorreu justamente após sua decisão de não se imunizar contra o novo coronavírus.
    A diretriz de obrigatoriedade para a vacinação de atletas segue uma suposta ética de proteção coletiva: ele não pode tomar sua decisão pessoal de saúde se isso significa por seus colegas e demais competidores em risco. O problema é que essa ética é falsa.
    Como se sabe, o passaporte vacinal não impediiu a infecção/transmissão do corona Vírus. Isto não é uma tese, nem um objeto de controvérsia. Isto é um fato, verificável em qualquer lugar do mundo onde há pacientes de covid que já tinham o passaporte vacinal. Atese de que a vacina pelo menos impediria o agravamento e o óbito também está pendurada numa suposição, já que há um esforço indecente de afirmar que todos os que morreram vacinados morreriam de qualquer jeito!!!
    Irving disse: “Eu escolhi não me vacinar”…“Eu sei das consequências financeiras, mas não é sobre dinheiro”… “Estou ao lado daqueles que acreditam no que é certo. Cada um deve fazer o que acha ser melhor para si. Ver como tudo isso está dividindo nosso mundo é triste. As pessoas estão perdendo empregos”… “Eu não machuquei ninguém. Eu não cometi um crime. Não estou aqui agindo como um idiota, estúpido. Estou aqui cuidando da minha família, meus filhos”
    Kyrie Irving continua firme, com uma postura amparada em princípios e não na da maioria dos colegas, frequentemente elogiados pelo ativismo a favor do grupo Black Lives Matter. Não há como esconder a hipocrisia. No caso de Irving, essa vida negra não importa tanto assim para a patrulha da covid.
    Jonathan Isaac, jogador da NBA de 24 anos, que emergiu como uma voz da razão, civilidade e do respeito às liberdades constitucionais de pessoas que decidiram não se vacinar contra a covid, seja por razões pessoais, médicas ou por já terem passado pela doença e adquirido anticorpos, como o próprio Isaac. A atitude do jogador do Orlando Magic provocou um movimento inesperado e importante na liga norte-americana de basquete contra o passaporte vacinal. Não contra a vacina, mas contra a obrigatoriedade que a liga tenta impor aos jogadores, simples assim: sem vacina, não joga, qualquer semlhança com a Austrália não é mera coincidência…
    Anastasia Gorbenko, que acabou de ser Campeã Mundial no Campeonato Mundial de Natação de Abu Dhabi, que tinha o passaporte vacinal e já tinha tomado ‘TRÊS” doses, testou positivo para Corona Vírus mesmo após 3 doses de vacinação segundo a própria Federeação Israelense de Natação. O passaporte vacinal é uma farsa, pois não impediu Anastasia Gorbenko de se infectar nem de transmitir o Corona Vírus para outras pessoas.
    A própria Federação Israelense foi quem fez o comunicado, sem dizer o número e os nomes dos nadadores, mas informou que todos os atletas da equipe estavam vacinados com três doses.
    O cùmulo da HIPOCRISIA foi O Brooklin Nets, time de Nova York da NBA, solicitar que Kyrie Irving voltasse ao time após ser afastado da equipe por não concordar em se vacinar. O absurdo é que o jogador não-vacinado foi convocado porque pelo menos “CINCO” atletas que já tinham o PASSAPORTE VACINAL testaram positivo para Corona Vírus e foram afstados do time!!! Assim como na NBA, o que adiantará o PASSAPORTE VACINAL na Austrália???
    E o absurdo dos passageiros do Navio Costa Diadema em Salvador que estão mantidos em prisão domiciliar/cárcere privado, como queiram, porque mesmo com passaporte vacinal testaram positivo para Corona Vírus e não podem seguir viagem, não podem desembarcar, são obrigados a ficar isolados nos seus camarotes só recebendo alimentação durante esse cácere!!!
    A HIPOCRISIA foi uma grande derrotada nessa história!
    A DITADURA, o TOTALITARISMO de governos que se acham donos da verdade restringindo cada vez mais as liberdades indivivuais de crença filosófica das pessoas foram grandes derrotados!

    1. Maurício+Luís+*

      Sandro, este trecho seu … ” Atese de que a vacina pelo menos impediria o agravamento e o óbito também está pendurada numa suposição, já que há um esforço indecente de afirmar que todos os que morreram vacinados morreriam de qualquer jeito!!! ” Não, não esta pendurada em suposição. Estávamos no começo do ano com mais de 4.800 mortos POR DIA. Você sabe disso. Começou a vacinação, e aagora a média está abaixo de 200.

    2. Garcia

      Deveria se informar melhor, a NBA não obrigou ninguém a se vacinar, a NBA está seguindo desde o início as ordens ou restrições sanitárias de cada estado onde acontecem os jogos, o que ela faz por ela mesma é exatamente esse controle de testagem, independente de serem vacinados ou não desde 2020 na famosa bolha de Orlando. O Kryie Irving está liberado pra jogar onde não existe exigência de vacinação, quem escolheu tirar ele dos jogos foi o próprio clube os Nets, primeiro porque a sede fica em NY que exige a vacinação, segundo que o cara iria jogar menos da metade os jogos da temporada, e mesmo assim ele vai jogar essa semana então não tem autoritarismo na NBA e nem na ATP, eles só estão segundo as regras sanitárias dos países ou estados, não quer se vacinar arque com as consequências e fim de papo, o bem comum precisa prevalecer!

      1. SANDRO

        Você sequer leu o texto e vem com falácias… Ou se leu está dando uma de desentendido diddimulado…
        Leu isso?”Irving foi barrado de participar de treinos e jogos dos Nets. A decisão da franquia em afastar o jogador ocorreu justamente após sua decisão de não se imunizar contra o novo coronavírus.” “O cùmulo da HIPOCRISIA foi O Brooklin Nets, time de Nova York da NBA, solicitar que Kyrie Irving voltasse ao time após ser afastado da equipe por não concordar em se vacinar. O absurdo é que o jogador não-vacinado foi convocado porque pelo menos “CINCO” atletas que já tinham o PASSAPORTE VACINAL testaram positivo para Corona Vírus e foram afstados do time!!! ”
        Não sei se vc tem dislexia ou analfabetismo funncional ou só é preguiçoso e mal intencionado mesmo…

  146. Paulo F.

    Continuarei torcendo por Djokovic. Torcerei fervorosamente para que ele consiga o décimo AO, faça o “blackjack” e se isole no maior parâmetro de todos do tênis.
    Mas é deplorável sua postura contra aquela que ainda é a maior medida sanitária da história humana e única responsável por controle e/ou erradicações de muitas doenças. Inclusive contra as tão nocivas, que foram responsáveis até por ruína de impérios. Que hoje não nos assustam mais apenas por causa de vacinação.
    Com relação ao governo australiano? Governos sendo governos – adoram defecar, berrar e impor regras a cidadãos, mas alguns são mais alguns do que outros.

  147. Fabricio Facchini Lampert

    Sugestão aos organizadores do AO:
    digam que, pra disputar o AO sem vacina, basta ser o líder do ranking e vencer o torneio 9 vezes.
    Vai soar mais verdadeiro.

  148. Hugo

    Vacina não imuniza , e não impede contaminação , haja visto os casos aqui no Brasil , com uma imensa maioria da população já vacinada .
    O próprio Dalcim relata no texto o grande aumento de casos na costa leste da Austrália .
    Pra que então a obrigatoriedade da vacina ?
    Sigam o $$$$$$$$ e chegaremos a resposta .

    1. Maurício Luís *

      Vacinas são pra evitar o agravamento do quadro, coisa que o senhor sabe muito bem mas tenta ocultar com a intenção de distorcer os fatos.

      1. André Puchol

        Ok, beleza, a vacina impede de as pessoas pegarem a forma mais grave da doença, mas não a impede de transmitir tanto quanto um não vacinado, ele ao que nós sabemos já pegou a doença, ou seja tem imunidade natural, sabemos que ele pode se reinfectar de novo, como um vacinado também, então por que essa gritaria toda? Desde que ele siga os protocolos sanitários do país, não vejo problema nenhum em ele participar do evento, ele não transgrediu regra nenhuma, ele está indo competir no torneio com autorização dos governantes da Austrália, o fato de ele não querer se vacinar é um direito dele, e temos que respeitar.

        1. Maurício+Luís+*

          A imunidade natural fica por um tempo menor do que a imunidade das vacinas. Mas sou a favor do sérvio ser submetido a um teste pra ver como está o nível dos seus anticorpos. Se estiver em nível aceitável, sou a favor de respeitar a decisão dele de não se vacinar.

  149. Rafael+Azevedo

    Isso tudo ainda vai render…
    Estou curioso para ver como o sérvio vai reagir aos ataques que vai sofrer. Aliás, que já começou com o Jamie Murray

    1. Sérgio Ribeiro

      E a estória está longe de acabar . O Sérvio já fez seu papel com seus seguidores. Mas não dá pra cravar que o mesmo não esteja imunizado. A conferir. Abs!

  150. Chetnik

    Austrália honrado a sua posição geográfica no hemisfério sul – apesar de “culturalmente” ser considerada do norte. Bananice histórica. Eu, como fã do GOAT, fico feliz que ele vá jogar. Se eu fosse um australiano que passei pelas medidas de isolamento mais severas do mundo estaria PUTO – com o governo, não com o GOAT.

  151. HELTON

    Acho que tem muito caroço nesse angu. A pessoa pode ter um “atestado médico” citando que a(s) vacina(s) pode(m) desenvolver alguma doença que a pessoa possa ter ou teve, por exemplo e se ele teve guillet barret??? A vacina não é indicada pra pessoas assim e ele pode ter tido uma doença dessa e não quer compartilhar a ficha médica dele com o mundo, assim como não compartilha contusões que tem durante os torneios. Então, este pode ser um dos motivos que ele não tomou a vacina. E sem querer ser advogado dele mas ele falou que era contra a vacinação obrigatória, assim como muitos tenistas também são. Não falou que era contra a vacina.
    PS: se fosse no Brasil o STF proibiria a entrada dele.
    PS2: tomei as duas doses e estou esperando a dose de reforço.

    1. Sérgio Ribeiro

      Não compartilha contusões que teve durante um torneio ? . O Rei dos abandonos em grande parte da carreira compartilhou até dor de cotovelos rsrs. Abs!

  152. Chetnik

    Djokovic é maior do que o tênis e do que a 12a economia do mundo! Além de ser o GOAT estatístico. Vida tá ficando – mais – dura para os zumbis kkkk. Qual vai ser o próximo “argumento” fajuto criado?

  153. Rafael+Azevedo

    Acho que a exceção é perigosa pela clara demonstração de “moleza” (e interesses econômicos) do governo australiano, mas não pela questão sanitária em si.

    Se o sérvio cumprir os protocolos de segurança e não se tornar uma fonte risco de contaminação (como tem acontecido em todos os torneios até aqui), não é um problema ele participar.

    Vale ressaltar que tudo foi feito nas regras. Havia uma regra sobre as “exceções”, Djokovic tentou se enquadrar nela e conseguiu. Ponto! Outros também podem conseguir.

    Respeito e admiro a coerência do sérvio. Ele, por suas razões, não queria tomar as vacinas. E manteve a sua crença e ideologia até o fim. Eu tomei as duas doses, mas, ainda assim, não gostaria de ver um grande ser humano como o Novak sendo dobrado e obrigado a fazer algo contrário às suas convicções. Um indivíduo que nega os seus princípios para se dobrar às pressões externas perde sua identidade. O sérvio foi forte. Ele estava disposto a abrir mão do GS mais importante de sua carreira para se manter fiel aos princípios (afinal de contas, ele não teria tempo hábil para se imunizar completamente por vacinas até o AO. Então, se não fosse a exceção, ele não iria). Admiro isso!

    No fim das contas, o grande erro foi do governo australiano. Se não poderiam ser tão rígidos, nunca deveriam ter dito que seriam. Ou se disseram que seriam, então deveriam ter cumprido. Se bem que tudo foi feito dentro das regras. Por que não acreditar que o sérvio de fato se enquadra nas exceções. É muita coincidência, mas é possível.

    1. Luiz+Fabriciano

      “O sérvio foi forte”… como sempre.
      Concordo com tudo que li.
      Lhe chamam agora de canalha e outros adjetivos mais. Devo acreditar que todos são santos.
      Dizem que infringiu regras. Que regras? Só joga se o torneio permitir… Só entra na Austrália se o governo permitir…
      Tanto o governo quanto o torneio é que anunciaram a liberação para que o sérvio esteja lá, jogando. Então, que regras ele infringiu?
      Ademais, é possível se controlar de outra forma.
      Tomei duas doses e tomarei a terceira, logo que for disponível para mim, mas admiro a convicção de se manter fiel aos seus princípios, mesmo se tivesse que abrir mão de evento tão importante.

    2. Vitor Hugo

      Grande ser humano!? E depois vc disse que sou eu q me supero. Vc só pode estar brincando!
      O que mais falta ele fazer, matar alguém!?

    3. Fernando Brack

      Quanta besteira! Crenças e convicções pessoais jamais podem ficar acima do interesse público. A covid é uma doença extremamente contagiosa e é fundamental se vacinar. O benefício das vacinas está comprovado. Obviamente, o indivíduo pode não querer se vacinar, seja lá por qual estúpida razão, mas ele não pode querer que a autoridade e, por conseguinte, a comunidade se curvem a ele. Foi uma bola muito fora do governo australiano. O público nas arquibancadas vai reagir. Espere pra ver.

    4. Gilvan

      Vá me desculpar, mas não tem nada de “admirável” em quem se recusa a se vacinar no meio de uma pandemia que já matou milhões. Não só isso, o Djocovid trabalhou ativamente para ajudar a espalhar o vírus, com direito até a torneio clandestino na Sérvia.
      Estamos falando aqui de questões de saúde pública, não de convicções pessoais.
      Sendo uma figura pública, a posição adotada pelo Djocovid é ainda mais perigosa, pois normaliza e justifica a postura de outros negacionistas, ele vira um porta-bandeira de um movimento extremamente perigoso, que vem sendo responsável pela volta de doenças que estavam adormecidas, como o sarampo e a meningite. Não tem nada de admirável nisso. É execrável em todos os sentidos.

  154. Periferia

    Pés de barro segundo Daniel.

    “Ó rei…tu tiveste uma visão. Eis que uma grande…uma enorme estátua se levantava diante de ti…era de um brilho extraordinário…mas de um aspecto terrível. Esta estátua tinha a cabeça de ouro fino…o peito e os braços de prata…o ventre e as ancas de bronze…as pernas de ferro…os pés metade de ferro e metade de barro”

  155. Sandra

    Sempre torci por ele , apesar de ultimamente estar mais para Bolsonaro que outra coisa , ele pelo menos faz caridade, em fim , tomara que perca na primeira rodada , rsss

    1. Sandro

      Gostaria de saber a diferença entre as seguintes declarações:
      – Tomara que perca na primeira rodada porque por suas crenças não quer tomar a vacina do Corona Vírus.
      – Tomara que perca na primeira rodada porque é muçulmano
      – Tomara que perca na primeira rodada porque é lésbica
      – Tomara que perca na primeira rodada porque é negro
      – Tomara que perca na primeira rodada porque é judeu
      – Tomara que perca na primeira rodada porque é gay
      – Tomara que perca na primeira rodada porque é índio
      – Tomara que perca na primeira rodada porque é ele mesmo e não uma Maria vai com as outras…
      Tudo não é preconceito e/ou discriminação da mesma forma?

      1. Gustavo

        Vc deveria ter comparado a crença de não tomar vacina com a crença de matar, torturar, esse tipo de coisa, aí sim seria uma comparação que faria sentido

      2. Gilvan

        É sério mesmo que você quer fazer essa comparação? Comparando o preconceito histórico sofrido por negros, muçulmanos e judeus com o sabão que a turma passa nos anti-vacina?
        Essa turma é baixa, muito baixa.

        1. Sandro

          Baixo, preconceituoso e discriminatório é você que se acha melhor do que quem não aceita o passaporte vacinal, ser marcado a ferro e fogo como gado, ou portar a estrela amarela da Davi

          1. Gilvan

            Se liga, cara. Você é apenas um adolescente (ao menos em espírito) revoltado que encontrou uma gangue para chamar de sua.
            Não compare o sabão que você toma dos seus parentes e amigos próximos por ser um negacionista antivacina (no meio de uma pandemia, sempre bom ressaltar) com o que já sofreram negros, judeus, muçulmanos, indígenas, gays, ao longo da história. O dia em que os negacionistas começarem a apanhar na rua e serem dizimados porque se negaram a tomar vacina (o que todos os grupos citados por você já sofreram), aí a gente começa a conversar.
            O máximo que você irá sofrer por não ter se vacinado é não poder entrar numa academia de ginástica.
            Repito: o que você escreveu foi muito baixo. Deveria guardar a viola no saco e se recolher, que é o melhor que vocês negacionistas fazem. Voltem pra caverna de onde saíram.

      3. Gilvan

        Fica cada vez mais claro o aspecto de seita desse pseudomovimento antivacina no Brasil. Aliás, já ficava claro desde a época em que se discutia o uso da cloroquina, de ozônio e outros tratamentos sem eficácia. Uma das características da seita é exatamente essa: a vontade de isolamento, o entendimento de que aqueles que fazem parte da seita são “escolhidos”, a visão de que os outros são “impuros”.
        Digo pseudomovimento porque a turma que importou isso pra cá sequer se deu ao trabalho de adaptar o movimento antivacina à realidade brasileira, em que temos um SUS forte e uma população acostumada à vacinação. Só pegaram o que existia na sociedade americana e botaram goela adentro de quem já estava disposto a aceitar esse tipo de coisa. É um movimento artificial, surgido de fora pra dentro.

  156. Thierry

    Acho uma pena, ele vai ser massacrado ainda mais pela mídia e antis… Porém, ele tem o direito de n se vacinar, e ao meu ver, se o circuito quer se adequar a pandemia, precisa aceitar as condições de escolha livre, concordando ou não. Eu sou absolutamente contra ele n tomar a vacina, mas é mto pior ser obrigado. Se a Austrália n respeitasse os direitos básicos, deveria cancelar o evento.

    1. Sandro

      Concordo contigo Thierry em relação ao Grand Slam, gostaria que fosse transferido para Dubai nos Emirados Árabes em vez de ser disputado na Austrália. Se a Austrália quer ser ditadora e totalitária que não sedie eventos esportivos.

    2. Vitor Hugo

      Ele não vai ser massacrado pelos “Antis”, até porque os Antis são contra vacina.
      Ele vai ser “massacrado” por pessoas com o mínimo de bom senso.

      1. Gustavo

        Exato Vítor.
        O melhor são os argumentos dos antis
        “Ah, fulaninho tomou vacina e pegou covid, fulaninho vacinou e transmitiu, morreu, etc”

        Acho que pra me elevar ao nível BRILHANTE dessa gente vou propor os seguintes argumentos:

        Vamos parar de usar cinto de segurança! Tem gente que usou cinto de segurança e morreu ou se machucou em acidente! Cinto de segurança não serve pra nada! Não deveria ser infração de trânsito não usar cinto, a pessoa deveria ser até ovacionada!!!!!!

        Outro exemplo: tem gente que não bebe e se envolve em acidentes fatais de trânsito. Conclusão: não beber não adianta nada!! Vamos liberar geral pra todo mundo dirigir embriagado!!!!

    3. Fernando Brack

      Ninguém está obrigando ele a tomar vacina. Ninguém pode fazer isso. É um direito querer se vacinar ou não, mas a covid é uma doença contagiosa, que pode afetar pessoas de forma perigosa e até matá-las, então o interesse comunitário deve prevalecer. Isso é tão óbvio que não precisaria ser dito. Ao se curvar ao capricho de um indivíduo, em prejuízo do coletivo, o governo australiano pisou feio na bola.

        1. Gilvan

          Então é mais um motivo para ele se vacinar. Se ele tem “imunidade natural” ao vírus, também terá frente aos efeitos da vacina. Ou não?

  157. GUILHERME+MARTINS+DE+SOUZA

    Dalcin, me parece que desde que o Djoko encostou no Nadal e no Federer em número de GS, ele está se permitindo ser mais “ele mesmo”? Parece que está fazendo menos tipo. Parece com mais confiança que nunca para bancar seus BOs.
    O que vc acha?

    Vi esses dias ele elogiar tenistas polêmicos fora da quadra, tipo Zverev, que está sendo investigado. Sei lá. Não parece que ele está chutando o balde?

    1. Fernando Brack

      Ser mais ‘ele mesmo’ é uma atitude que pode ser boa ou ruim. No caso em pauta, é uma sonora bizarrice e também uma idiotice. É muita vontade de causar, por conta de uma crença nada razoável.

    2. Vitor

      Com a questão da vacina ele sempre foi isso aí, é do perfil e natureza do sérvio ser mais “natureba”. Vacina é uma injeção, algo invasivo e que, no mínimo, você deveria ter o direito de tomar ou não.

      Djokovic, diferente de nós, pode bancar suas opiniões e posições. É rico, influente e bem sucedido.

      Ótimo exemplo, tomara que a moda pegue e nós que não queremos OBRIGATORIEDADE de vacina tenhamos alguém que nos represente.

      Infelizmente eu tive que tomar duas doses. Não sou o Djoko 🙁

      1. Gilvan

        Essa turma metida a “natureba” é a primeira a botar pra dentro do corpo qualquer “garrafada” que algum Guru (alô Pepe Imaz) mande ele tomar.
        Na verdade, é só discurso anti-ciência com um verniz de aproximação com a “natureza”. Não é à toa: há todo um mercado de “medicina alternativa” (charlatanismo) que lucra (e muito) em cima dessa turma. E o Djokovic é um grande garoto propaganda.

  158. GUSTAVO MARQUES

    por estas e outras, ele sim, será o recordista de todos os tempos em números, mas nunca será um Nadal ou Federer, em termos de preferência do publico, ou até mesmo, na contribuição imensa ao esporte.

  159. CESAR VILSON TOASSI

    Dalcim, leio sempre o seu blog e com muita satisfação pelos seus comentários sempre oportunos e competentes sobre o tênis. Lamento, no entanto, a sua posição sobre as vacinas. Também não sou médico e sequer tenho profundo conhecimento sobre imunologia, porém as informações estão aí para quem quiser ver e interpretar que as vacinas não são a salvação para ninguém e é público e notório que pessoas vacinadas pegam covid e transmitem da mesma forma que os não vacinados. Exemplo foi Dubai, todos vacinados e mesmo assim muitos casos de covid. O que não dizer de pessoas que estão morrendo justo por causa das vacinas. Esperava um pouco mais de bom senso da sua parte. Me decepcionei com o seu posicionamento.

    1. José Nilton Dalcim

      Em primeiro lugar, meu artigo não julgou as vacinas, nem quem é contra ou a favor. Bem pelo contrário. Apenas tentou relatar fatos e possíveis consequências. De qualquer forma, sou favorável ao que a ciência séria diz, não aos achismos. Abs!

      1. Rafael Souza

        Permita-me retorqui-lo, então, a buscar, no sítio da internet mesmo, estudos sérios sobre as consequências do uso indiscriminado dessas vacinas. No Japão, por exemplo, onde a maioria da população é, decerto, bolsonarista, pesquisas recentes associaram o aumento de acidentes cardiovasculares à utilização dos atuais imunizantes contra a Covid (talvez por isso a vacinação não seja obrigatória na Terra do Sol Nascente). Aliás, a própria OMS não refuta tais argumentos, limitando-se a dizer que, “embora pareça haver certa correlação entre as vacinas e uma doença inflamatória cardíaca, os benefícios dos imunizantes são maiores”. Sendo assim, como criticar quem opta por não se vacinar, ainda que apologia não faça à não imunização? E o que, em vossa concepção, seria sério afinal, aquilo que vociferam os autômatos, influenciados pelo progressismo imbecilizante, ou aquilo que verberam os êmulos destes últimos, por vezes embasados em pesquisas incorruptas? Não advogo o fim da vacinação, mas defendo até o fim o direito de escolha daqueles que decidem por não se imunizar, sobretudo porque mal algum trarão aos demais cidadãos, devidamente “protegidos do vírus”. Djokovic não errou, o mundo sim. Não se alija do homem o seu mais natural direito, o livre arbítrio.

        1. José Nilton Dalcim

          E onde eu critiquei quem não se vacinou? É uma opção de cada um. A crítica é sobre a exceção oferecida pelo governo australiano.

          1. André+Borges

            Putz Dalcim, eu só leio os comentários que você responde. É meu filtro pra não perder tempo lendo o mar de lixo tóxico que comentam, aí você comentou esse aqui e eu tive que ler esse lixo negacionista. Me quebrou hein? Nem sei como você perde tempo respondendo esses caras que lêem “artigos sérios” no zap zap.

          2. Rafael Souza

            André Borges, parabéns pela belíssima explanação! Atacando o homem e negligenciando o mérito dos argumentos, vc provou sobejamente como é emburrecedora a corrente ideológica da qual faz parte. Passe bem, bobo da corte!

    2. Lady Stardust

      O consenso científico JAMAIS disse que vacinados nunca pegam ou transmitem covid. Diminuí sim os riscos de casos graves e o risco de transmissão. É como um time de futebol jogar sem goleiro. Com goleiro, pode tomar 0, 1, 2, 5 gols numa partida. Imagine sem.

    3. Fernando Brack

      Posicionamento decepcionante é o seu. É evidente que as vacinas são a salvação. Isso está provado e demonstrado. Elas de fato não dão 100% de proteção contra contaminação. Os fabricantes nunca prometeram isso, mas elas reduzem bastante a chance de se contaminar e mais ainda de pegar estados mais graves da covid. Isso tá provadíssimo. portanto não se pode negar. Não se vacinar é uma opção pessoal, mas uma opção burra e ao mesmo tempo desrespeitosa com os outros.

    4. Leandro Domingues

      Como vc disse, as informações estão aí para quem quiser ver. FATO: Os que não se vacinam são a minoria, ainda assim, mais de 90% dos hospitalizados por COVID-19 são pessoas que não se vacinaram. O que você consegue concluir disso?

      Vc falou que pessoas vacinadas pegam e transmitem covid – CORRETO! Também falou que vacinas não são a salvação pra ninguém – FALSO!!!! O exposto no parágrafo acima é suficiente para convencer qualquer pessoa minimamente disposta a analisar seria e honestamente as “informações que estão aí pra quem quiser ver”.

      (Eu defendo que ninguém deve ser obrigado a se vacinar. PONTO. Agora, o direito de um acaba onde começa o do outro. Ninguém tem o direito de prejudicar as outras pessoas. Não quer se vacinar, OK, mas arque com as consequências. Isso é complicado de entender???? Vamos lá: Ninguém é obrigado a tomar banho, nem a se vestir. Se uma pessoa quiser, tem o direito de passar a vida inteira pelada e sem banho. OK! Direito dela. MAS, vai passar por várias restrições por essa decisão, vai ter que se afastar… OK? Ou não? Ou todo mundo tem que aceitar uma pessoa nua e fedendo em ambientes coletivos? CLARO QUE NÃO! Vá para onde te aceitam assim e respeite quem não quer se sujeitar a isso. O governo da Austrália tem todo o direito de fazer restrições sanitárias e é dever de todo o mundo respeitar isso. Não sei em que termos se deu a obtenção da “permissão especial” do No 1, mas, anyway, Novax Djocovid é um péssimo exemplo.)

    5. DANIEL LARA

      Incrível como as pessoas conseguem distorcer as coisas, leem uma notícia, artigo ou qualquer outra coisa e se atem apenas a parte dela que interessa a suas convicções, para ter convicção de alguma coisa devemos buscar amplo entendimento sobre o assunto, quando falamos da pandemia algumas coisas ficam bem claras, vacinados continuam sujeitos a contaminação SIM, costumam desenvolver sintomas graves da doença NÂO, vacinação está sendo importante no combate a pandemia obviamente, hoje não vemos mais UTIs do mundo todo lotadas mesmo com uma nova onda de contaminações, enfim não quer se vacinar é direito seu sim, agora não acho que você deva ter privilégios em relação aos outros, o Djoko por ser uma celebridade do esporte é cheio de direitos enquanto outros jogadores menos famosos e as pessoas comuns para viajar por ai estão cumprindo suas obrigações.

    6. Marcos Antonio Vargas Pereira

      Veja as estatisticas meu caro, a maioria dos infectados e que ficam em situação mais critica são os não vacinados. Nunca se disse que a eficacia da vacina é de 100% , mas que ela reduziria a possibilidade de infecção e casos graves , o que aliás está comprovado , só não enxerga quem não quer ver.

      1. Ricardo

        Se disse sim. O Butantã garantiu que a Coronavac garantia 100% de supressão de mortalidade. Pra quem conhece um pouco de Biologia, viu que isso era politicagem e uma impossibilidade prática: nenhum tratamento é 100% eficaz.

  160. Miguel BsB

    Não tenho dúvidas que isso aí vai pesar contra ele durante o torneio. Torcida vai pegar no pé, declarações de colegas de circuito, perguntas em entrevistas…
    Mas sabe-se também que o sérvio se alimenta dessa aura e prospera em ambientes “hostis” a ele.
    Veremos…

    1. Lola

      do jeito q estão tratando a população, colocando-os em campos de concentração, certeza q Djokovic vai ser mais ídolo do q já é.

      1. Heitor

        Pelo visto vc nunca leu, viu filme/documentário ou ouviu rebatia do que de fato foram/são campos de concentração

      1. Lola

        o povo.na Europa vai todo fim de semana protestar contra o passaporte nazista, independe de estarem ou não vacinados, acordem, vcs estão sendo manipulados.

  161. Gustavo

    Grande mestre Dalcim, excelente texto como sempre. Com certeza o Djokovic pode fazer o que achar melhor e não está errado, ficou ruim mesmo para o governo Australiano e para os outros tenistas “manés” que seguiram a onda do Djokovic para marcar posição antivacina e agora ficarão chupando o dedo, enquanto o sr. Djoko já deve estar chegando na Australia, os outros manés como PH Herbert vão assistir o AO Open pela televisão e sem $$$ na conta.

    1. Fernando Brack

      Errado. Ele e qualquer um pode fazer o que achar melhor até o ponto que impactar os outros. Em se tratando de saúde pública, é preciso seguir o que dita a ciência e obedecer as regras oficiais. Não tem meio termo pra isso. Se ele não quer se vacinar, e ele tem esse direito, que fique quieto em casa.

        1. Heitor

          Gripe a gente não toma todo ano? Antitetânica a cada 10 anos? Bichinhos tomam anti rabica e V8 todo ano. Varias vacinas infantis são mais de 1 dose. Pólio (gotinha), era 1 vez por ano até os 5anos na minha infância. Por que isso virou um problema de repente?

          1. Gustavo

            Me pergunto isso todos os dias. Acho que deve ser apenas porque a mídia fica falando toda hora, aí esse pessoal tem sempre essa mania modinha de ser do contra. Se a mídia toda tivesse falando que vacina é ruim, eles estariam correndo atrás de tomar. Eu chamo isso de manada 2. Quer sempre ser contra a manada, mas são a verdadeira manada.

  162. Lady Stardust

    Lamentável.
    E o curioso é o risco que se corre de criticar Djokovic e ser taxado de “anti”, de mimimi. Eu ERA torcedor de Novak Djokovic. Eu o acompanho desde bem antes do 1º Slam por ele vencido (o saudoso AO de 2008). Acompanho toda a trajetória trilhada para se firmar e superar os maiores. Confesso que me esforcei para separar o atleta da pessoa em vários momentos. Mas isso foi o fim. Uma canalhice. Ele tem todo o direito de não se vacinar, mas tem que cumprir regras como qualquer outro. Se não quer se vacinar, não deve participar.
    Recomendo fortemente a leitura do blog de Milly Lacombe (do UOL)

    https://www.uol.com.br/esporte/colunas/milly-lacombe/2022/01/04/milly-aberto-da-australia-concede-a-djocovic-o-direito-de-ser-canalha.htm

    1. Evandro

      Lamentável esse artigo dessa pessoa que se diz jornalista.

      Não conhece o cara, não sabe do passado dele, não conhece da questão da saúde dele, provavelmente nunca nem assistiu um jogo de tenis, e o chama de canalha simplesmente por não pensar como ela, a dona da verdade.

    2. Maurício+Jr

      Eu li o que ela escreveu. É um exagero. As pessoas estão julgando as outras e condenando pelas posições políticas. Nesse caso, havia a possibilidade de exceção médica e ele comprovou. Então, o resto é ódio e intolerância.
      Detalhe: sou a favor de vacinas, mas tem pessoas que não são e tem suas razões.

    3. Sandro

      O boa e velha máxima de que “ordem absurda não se cumpre” não serve?
      Qual foi oa canalhice de Djokovic?
      Vacinado ou não, Djokovic ou qualquer um outro como Nadal que já tem o passaporte vacinal, pode se infectar e transmitir o Corona Vírus.
      O passaporte vacinal adiantou em que para Nadal? Ele continua podendo transmitir o corona Vírus para os outros mesmo vacinado.

    4. Leo Gavio

      Milly Lacombe é a maior faladora de bobagens. Chamou Rogerio Ceni de falsificador de assinaturas e Kaká de mediano. Não pode e nem deve ser levada a serio.

    5. Thierry

      Texto absolutamente militante e lacrador, que tenta fazer a cabeça do público desviando do assunto e tentando diminuir pessoas com pensamentos que contrariam a opinião dela, e n constatando o fato jornalístico e muito menos as consequências possíveis… Você pode ler os comentários, com diversos tipos de opiniões e deixar a sua, se seu posicionamento é de deixar de gostar um atleta por conta da vida pessoal dele, só lamento por isso… Até pq, uma coisa é o que a pessoa faz, e outra é o que pensa (Eu n vou deixar de amar Harry Potter pq a autora é transfóbica radical)

  163. Carlos+Henrique

    Sou torcedor do sérvio. Mas nem por isso vou deixar de condenar sua postura antivacina.
    Essa atitude tacanha, que infelizmente vai ganhando terreno a cada minuto inclusive no nosso país, será responsável pela volta de doenças terríveis, como a polio…

  164. Verdades+que+doem

    Muita polêmica desnecessária. Estranho seria se não permitissem ele jogar, depois do ocorrido em Abu Dhabi, onde quase todo mundo era vacinado e foram infectados.
    Perde o governo Australiano, mas ganha os cidadãos contra o autoritarismo e a segregação, dois males do passado a evitar, que vira e mexe tem gente apoiando isso.

    1. Lady Stardust

      O consenso científico JAMAIS disse que vacinados nunca pegam ou transmitem covid. Diminui sim os riscos de casos graves e o risco de transmissão. É como um time de futebol jogar sem goleiro. Com goleiro, pode tomar 0, 1, 2, 5 gols numa partida. Imagine sem.

      1. Lola

        mentira, tem um navio cheio de gente com covid, todos vacinados, testados, com passaporte nazista e todas as doses possíveis. Seguiram todas as regras e agora vão ficar presos em quarentena.🤪

        1. Sérgio Ribeiro

          Errado : Apenas 10% estavam sendo testados diariamente. Agora foi feito um Protocolo que 100 % participarão do Teste nos próximos Cruzeiros . Isso depois de tamanha contaminação . Abs!

    2. Marcelo Gomes Monteiro

      Isso não tem nada a ver com luta contra o autoritarismo. Isso é questão de saúde pública.

  165. sérgio adriano

    Não Dalcim, quem perdeu não foi o governo australiano, quem perdeu a verdade. A verdade que a ciência salva. Novak como pessoa pública e influenciadora de tantos jovens mundo a fora não tinha o direito de ganhar essa quebra de braço tão nociva a comunidade como um todo. Ele tem condições de ter a melhor dieta que lhe dá saúde para superar o vírus, mas outros pobres coitados que se espelham nele não os tem, e se pegarem podem ter consequências nefastas. Caso um desse venha a morrer seguindo o exemplo de seu ídolo, essa fatura, ainda que o mundo não saiba, será da conta de Djokovic. Grande tenista. Péssimo ser social.

    1. SANDRO

      A dieta vegetariana do Djokovic é mais barata do que comer acém, patinho, lagarto, costelinha de porco, asinha de frango, filé de merluza, isso sem falar no filé mgnon, na lagosta etc… Comer frutas e verduras não sai mais caro do que carne, fast food, pizzas etc adoidado!!!

Comentários fechados.