Cheiro de medalha
Por José Nilton Dalcim
28 de julho de 2021 às 13:37

O primeiro pódio do tênis brasileiro nos Jogos Olímpicos está nas mãos de duas meninas que resolveram sacrificar muita coisa pelo sonho de fazer carreira profissional. Luísa Stefani, de 23 anos, e Laura Pigossi, de 26, continuam caminhada espinhosa e inesperada em Tóquio e já garantiram ao menos o direito de lutar diretamente por medalha, algo que até hoje apenas Fernando Meligeni conseguiu, em Atlanta-96.

A família de Stefani largou tudo no Brasil e foi para os EUA quando ela tinha 15 anos. arriscando alto pelas chances da menina talentosa. Em Saddlebrook, Luísa precisou adaptar seu estilo às quadras duras, melhorou o jogo de rede e deu os primeiros passos profissionais ainda juvenil. De repente, os resultados nas duplas começaram a vir, trancou a universidade e chega hoje a 23ª do mundo, vivenciando transformações velozes de metas e expectativa.

Laura também foi uma juvenil promissora e por muito tempo tentou arrancar a carreira nos pequenos torneios futures que aconteciam pelo país. Ganhou quatro ITFs entre 2012 e 2016. Decidiu-se então por uma mudança radical. Há cinco anos, mudou toda a equipe de trabalho e foi treinar em Barcelona, onde passou a morar sozinha. Ajustou a parte técnica e tática e precisou de paciência para coletar frutos. Sempre foi duplista de mão cheia, somando hoje 38 títulos, o maior deles de US$ 60 mil. Em fevereiro do ano passado, chegou a ser 125 do ranking e ficou perto de enfim entrar num Grand Slam.

A vitória sobre as norte-americanas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula foi outra vez difícil. Perderam um primeiro set muito instável no saque, se soltaram ao obter o 3/1 no segundo set e seguraram a cabeça quando as americanas roubaram mais um serviço e apertaram. O match-tiebreak foi muito nervoso. Mattek-Sands pediu atendimento pouco antes e as brasileiras aproveitaram para fazer 3-0 e jamais estiveram atrás do placar. Coube de novo à devolução agressiva de Pigossi iniciar o ponto final.

As duas terão agora duas chances de chegar à medalha. Se vencer as suíças Belinda Bencic e Viktorija Golubic, ficam candidatas ao ouro e a uma façanha sem precedentes. Vale lembrar que Bencic abre a quinta-feira com duro jogo de simples contra Elena Rybakina. Em caso de derrota, ainda terá luta nada desprezível pelo bronze diante de quem perder entre Krejcikova/Siniakova e Kudermetova/Vesnina. São todas mais experientes no circuito que as brasileiras, mas o nome desta campanha é mesmo ‘desafio’. #Ouremos!

Pouco depois, Stefani voltou à quadra para a dupla mista ao lado de Marcelo Melo e não tiveram boa atuação. O mineiro principalmente errou muito em momentos decisivos, perdendo saque com duas duplas faltas no primeiro set. Novak Djokovic foi aplicadíssimo nas devoluções e ajudou muito Nina Stojanovic, que não cedeu um único break-point. Ao final, Melo reclamou de atitudes do sérvio, como dar smash em cima tanto dele como de Luísa, além de exagerar nos gritos de comemoração. Nole se recusou a comentar as críticas.

E mais
– Djokovic atropelou Davidovich para atingir a 12ª vitória olímpica e a 21ª consecutiva desde a final de Roma, em três pisos distintos. É super favorito contra Nishikori, que só ganhou 2 de 18 confrontos, o último lá em 2014.
– Medvedev passou mal, pediu atendimentos mas conseguiu vencer Fognini em três sets. Depois ficou muito bravo quando questionado sobre o problema de doping russo. E vai ter outro jogo muito duro contra Carreño, contra quem tem 3 a 1.
– Tsitsipas perdeu chances e Humbert confirmou ser um perigo a qualquer dos grandes, atropelando por 6/2 no terceiro. O duelo contra Khachanov é inédito.
– Zverev teve dois sets duros contra Basilashvili com 85% de primeiro saque em quadra. Enfrenta a surpresa Chardy com a vantagem de 4 a 1 no histórico.
– Bencic parou Pavlyuchenkova com altos e baixos e cruza com Rybakyna pela primeira vez. A cazaque atropelou Muguruza no segundo set.
– Svitolina enfim fez um jogo menos exigente, mas Vondrousova jogou apenas nove games antes de Badosa abandonar por problemas do calor e sair de cadeiras com roda. Isso enfim fez os organizadores alterarem o início da rodada para 15h locais (3h de Brasília).
– A Croácia já garantiu medalha nas duplas masculinas, já que Mektic/Pavic pega Krajicek/Sandgren e Cilic/Dodig – que tiraram Murray/Salisbury no match-tiebreak – enfrenta Daniell/Venus.
– Quartas de mistas, além de Djoko, reúne Barty, Tsitsipas e Swiatek. Dois cabeças caíram: Mladenovic/Mahut para Vesnina/Karatsev e Mattek-Sands/Ram para Siegemund/Krawietz.


Comentários
  1. Bel Grado Fa

    Estou vendo muitas críticas ao Marcelo Melo. Trata-se de um atlwta de ponta, de 38 anos. Se seu rendimento eventualmente cair, pode, dentre outras coisas, estar apenas dentro da normalidade.

    1. Bel Grado FA

      – Foi bem competitivo, diriam os adoradores do mesmo.
      – Foi um pouco agressivo, diriam os adoradores do outro.
      – Não diriam nada os adoradores do Touro, pois estes desapareceram ou mudaram de ídolo!

      Se alguém souberem por onde andam os adoradores do NAdal, me avisem!

      rs

  2. Paulo Almeida

    Estão falando em final antecipada entre Djoko e Zverev, mas não é bem assim: tanto Khachanov quanto Busta possuem boas chances de brigar pela medalha de ouro. No entanto, com as quedas de Tsitsipas e Medvedev, é natural essa sensação.

  3. JHONNY

    a Prata da Rebeca Andrade foi bonita emocionante, conseguiu a medalha que concorreria caso a Simone tivesse competindo porém ficou um Q de decepção ela ja sabia a nota que precisava, e seu segundo melhor aparelho, e a nota que precisava 13,801 era uma nota relativamente baixa para seus padrões infelizmente as duas saídas do tablado tiraram o ouro dela,
    Sobre as brasileiras do tênis fizeram uma boa partida tiveram a chance no saque de fechar o primeiro set, e depois de um game bem equilibrado perderam o saque, se jogarem jogando como nestas 4 partidas do jogos olímpicos tem chances de levar o bronze.

  4. Jonas

    Final antecipada.

    Zverev em 3 sets é pedreira. Mesmo em 5 sets Djoko e Zverev fizeram um jogaço este ano.

    Bem, Djoko jogando da forma que fez hoje atropela qualquer um no circuito atual. É um arsenal incrível que esse cara tem. A facilidade que ele tem pra mudar a direção da bola, fazendo o adversário sofrer é absurda.

    A chance do Zverev é ser bem agressivo, e contar com um dia abaixo do sérvio.

  5. JHONNY

    e o japonês como era esperado tomou um vareio não viu a cor da bola.

    Com a eliminação do Danill acredito que ele so perde este ouro pro zverev .

    1. José Nilton Dalcim

      Esta primeira semana é muito cheia de eventos, há muitos brasileiros competindo e acredito que os canais estejam dando prioridade a isso. Mas o jogo de duplas femininas passou de forma integral hoje. O Sportv coloca outras 4 quadras, mas só para assinantes de tv a cabo para ter acesso pelo aplicativo deles.

      1. Gustavo

        Tb acho e nao vejo problema algum nisso. Temos tenis sempre e durante as olimpiadas acho muito legal ver outros esportes que nao temos como acompanhar ao longo do ano. Por isso tb que nao critico as emissoras por transmitirem o tenis mesmo com as brasileiras jogando muito bem.

    2. José Nilton Dalcim

      Acredito que aconteça pelo fato de haver muitos brasileiros de outras modalidades competindo e essa seja a prioridade. O Sportv coloca as 5 quadras principais para ser vistas via aplicativo, mas é preciso ser assinante de tv a cabo.

  6. Periferia

    Hoje foi um dia histórico…

    Rebecca voou…

    Filha de uma empregada doméstica…

    Com seis irmãos…

    Negra…mulher…

    Moradora da periferia

    Depois de várias cirurgias nos joelhos…

    Não desistiu…

    Pelo contrário…lutou…

    Ao som de Toccate and Fugue…

    Ao som de Baile na Favela…

    Rebecca voou…

    Foi uma honra vê-la voando.

    (Algumas coisas no esporte…emociona…hoje foi especial)

    1. Barocos

      Periferia,

      É sempre muito especial ver alguém de origem humilde superar os imensos obstáculos que a vida lhe apresenta. Se eu não fosse agnóstico, eu diria que Deus criou o mundo para poder observar estes momentos de glória, com lágrimas a escorrer dos olhos e um sentimento de propósito a justificar as suas ações.

      Saúde e paz.

      1. Periferia

        Olá Barocos

        Fiquei muito emocionado pela conquista da jovem.
        Foi algo emocionante…de certa forma…já vi a Rebeca por aqui….com outro rosto…outro corpo….mas era uma Rebeca.
        Deu certo…poderia dar certo mais vezes.

        Abs

  7. Luiz Fernando

    Zverev me parece o único obstáculo entre Djoko e o Golden Slam. PCB ou Cx9 vencerem o sérvio seria uma zebra descomunal. O cara está muito próximo case juntar a Rafa e Agassi…

    1. José Nilton Dalcim

      Olha, houve dias que achei até lenta. Os tenistas andam dizendo que o piso é mais veloz de dia (o que é natural), mas o diferencial é mesmo a bola, que ‘voa’ muito.

      1. Fernando Souza

        Tive a sensação assistindo a Djoko x Nishikori. Parecia bem rápida, mas nesse caso provável então a importância da bolinha nisso.

  8. Paulo F.

    Uma pena que não deu para as meninas irem para a final e disputar o ouro.
    Agora é a disputa pelo bronze.
    De qualquer modo, parabéns!

  9. EDVAL CARDOSO

    Eu estaria tranquilo em relação ao ouro pro Djoko se não tivesse sobrado além dele, três tenistas que já tiraram títulos quase certos do sérvio.
    Khachanov em Madri, Zverev no finais, e o Busta, naquele fatídico Us põem em que levou o Dkokovit a fazer aquela besteira.
    Pelo nível que está jogando, só perde pra ele mesmo, ou se um dos três resolverem jogar no nível que jogaram aqueles jogos e o sérvio sinta pressão e não jogue tão bem.

  10. Jeferson

    Choro de perdedor do Marcelo e choro de perdedor dos torcedores aqui e em geral,Djoko não fez nada de mais nos lances da partida,lances de jogos e comemorar não pode mais?Esse Melo é um fanfarrão reclamar da comemoração,quando ele ganha pode mas quando ele perde não pode?Querem polemizar tudo do Djoko até quando ele não tem culpa de nada e enquanto isso ele vai ganhando de todos e tudo,que venha o ouro no simples e nas duplas mistas quem sabe!

  11. Debora Motta

    E o Medvedev caiu em sets diretos para o Busta! Djokovic atropelou o kei com 6/2 6/0!! Karen confirmou um russo na outra semi! Aguardando agora zverev x chardy! Dalcim, considerando que o Alemão confirme o favoritismo, qual seu palpite para a final? Eu vou de Djokovic x Busta! E vc?

  12. Luiz Fernando

    Conforme mais uma previsão precisa daquele rapaz q prima pela humildade e pelo diálogo, o “samurai” exigiu tudo do Djoko kkkk. Incrível q há tempos q japa se transformou num verdadeiro “samurai da derrota” mas parece q alguns teimam em não querer ver isso. Aqui é ou não diversão garantida kkk????

    1. F.R.

      e esse rapaz ainda ficou brabo qdo foi dito que o samurai não era favorito diante do rublev e teimou dizendo que sim porque ha quatro anos ganhou do nadal….kkkk

  13. Marcos Ribeiro

    Fala lamentável do Girafa, se comportando como bebê-chorão. Também na quadra o seu desempenho foi lamentável, errando em sequência: smashes fáceis, voleios fáceis, etc. Perdeu uma boa chance de ficar calado fora da quadra e outra dentro da quadra.

    Se o motivo destas suas declarações foi político, isto as piora ainda mais, porque mistura coisas diferentes e divergências políticas deveriam ser tratadas objetivamente.

    1. Barocos

      Manu,

      Fiz por muitos anos e minhas namoradas adoravam meu corpo, mas o tempo é implacável e, já próximo aos 60, tento apenas não me tornar um barril. 🙂

      Saúde e paz.

    2. Ricardo Lessa Filho

      Hahaha. Não orecisa necessariamente natação. Basta ir pra academia e treinar sério os dorsais que as costas ficarão alargadas e volumosas. Mas poucos treinam pesado. Da mesma. Maneira que um nadador casual não alcançará o tomanho de dorsais de um nadador olímpico.

  14. Gustavo

    ‪Olha, se a ideia é humanizar os atletas, porque eles são pessoas como todas as outras (o que considero mais do que justo), também tem que parar de chamar atleta de herói. Ninguém é heroi por praticar esporte de alto rendimento.

    Talvez eu não tenha me expressado da melhor maneira. O que atletas desse nível fazem é muito foda, claro, eu só tô dizendo que ser “herói” é um fardo pesado, não contribui em nada com o aspecto humano. Tem atleta fudido da cabeça justamente por ser considerado “herói”.

    São heróis por praticar esporte de alto rendimento com pouco ou nenhum apoio? para mim isso é ser humano, demasiado humano, como diria o filósofo aquele.‬

  15. F.R.

    Melhor ler isso do que ser cego, mas é cada besteira do guga chacra: Estou entre os defensores de contar 11 medalhas no futebol, 6 no vôlei, 5 no basquete, 7 no polo aquático, 7 no handball… Seria um incentivo aos esportes coletivos.
    Não é uma proposta nova e muito menos dele mas é péssima

  16. Paulo Almeida

    A bolada foi acidente de trabalho (da qual o sérvio se desculpou prontamente) e os gritos de comemoração são marca registrada do GOAT incontestável há muito tempo. Não passa de choro de perdedor do Melo, que jogou bem abaixo.

  17. Paulo F.

    Na própria semifinal de RG este ano, Rafa deu uma bola que por pouco não acertou em cheio no corpo do Nole e não houve nenhum auê.
    Como pegam no pé do sérvio, tá louco.

  18. Daniel C

    Bem, essas atitudes do sérvio “paz e amor” não me surpreendem. O cara tem um histórico extenso de atitudes ruins dentro de quadra. É claro que seus fãs irão passar pano e a mídia não irá se manifestar apenas por uma questão de manter a imparcialidade. Mas a maioria das pessoas que não torcem para o cara enxergam esses comportamentos faz tempo e é por isso que ele costuma entrar em quadra com 90% de torcida contra. Isso não é por acaso.

    É realmente uma pena. Um esporte que teve um jogador com a classe, postura e genialidade do Federer, terá como maior vencedor um tenista com um jogo enfadonho (apesar de eficiente) e com posturas ridículas dentro de quadra. É, o mundo não é mil maravilhas, boa parte do tempo. Mas o resultado de muitos anos de padronização e redução da velocidade das quadras, para que o suíço fosse mais ameaçado pelos concorrentes diretos, tá aí. Que os responsáveis por isso e aqueles que sempre quiseram aposentar o suíço aguentem o monstrinho que criaram, que agora com o ego inflado pelas marcas alcançadas, já começa a mostrar as garras rsrs. Estão com o “Goat” que merecem: é provocação de torcida / jogadores, bolada em juízes, gritos com boleiros, promoção de torneios em meio à pandemia, declarações antivacinas, associações paralelas…ele realmente tem uma caixa de ferramentas…rsrs

    1. Paulo F.

      Eu vi a classe nas vezes em que Federer também quebrou raquetes.
      E também a postura na final do Aberto da Austrália em 2009, onde Rafa teve que consolar o chorão ao invés de comemorar sua única conquista por lá.

    2. Paulo Almeida

      Primeiro: você não assiste aos jogos do Craque e não sabe o tanto que ele varia no seu extenso arsenal ou não entende nada de tênis mesmo.

      Segundo: a padronização ocorreu em 2002 na grama, favorecendo o Fregueser inclusive, que nunca teve grande devolução. No hard é até piada falar disso, já que sempre foi um piso democrático Maior exemplo: Agassi, Bruguera, Meligeni e Paes foram os semifinalistas em Atlanta 1996. O Fino tinha eliminado o servebot Philippoussis inclusive.

      No mais, continue se descabelando contra o maior e melhor de todos os tempos.

      1. Paulo F.

        Exatamente tocaio, a tal padronização ocorreu antes de Federer ter se tornado o campeão que foi/é.
        Ou seja, favoreceu também o próprio…Federer!

        1. Paulo Almeida

          Caras querem usar uma desculpa esfarrapada pior do que a de “velho aos 26/27 anos”, sendo que ele foi um dos beneficiários também.

          Piada pronta demais, rs.

    3. DANILO AFONSO

      Eita que é sempre essa choradeira desenfreada. É uma década de sofrimento e lamentação, Daniel.

      Já perdi as contas de quantas boladas já levei no meu mundo amador jogando com pouca frequência. É tão comum levar bolada jogando duplas que o Marcelo está fazendo muito drama, ainda mais sabendo que o smash não é um golpe de fácil controle, ainda mais o Djokovic que passa longe de ser um craque no golpe.

      O cara se incomodou até com a comemoração vibrante do sérvio. Tá incomodado com a vibração do adversário? Vai lá e passe a dominar o jogo para diminuir o ímpeto e comemoração do oponente. Simples !!! É muito mimimi.

    4. Jonas

      Esse pelo menos admitiu que o assunto “GOAT” já era. O restante do comentário é uma mistura de lamentação com ódio. Como os caras estão sofrendo…

      É mais um que acha Roger Federer um anjo, um cara sem defeitos que nunca quebrou uma mísera raquete. Acho difícil você admitir isso, mas infelizmente pra você o Federer foi batido em quadra, por seus dois rivais diretos. Foi freguês do jovem Nadal por uma década, chegando a perder pro espanhol em TRÊS FINAIS seguidas de Grand Slam. Isso quando ainda tinha 26-27 anos. E quando Djokovic subiu o nível, aí complicou de vez.

      Mas claro, claro, no mundo desses caras o suíço é um injustiçado, está decadente desde 2008 rs…um coitadinho que sofreu demais com a padronização dos pisos. Isso porque o cara é um “gênio”, imagina se não fosse.

      1. Paulo F.

        Jonas, acho que o Daniel Chorão sequer sabe do quanto Federer era um jogador genioso/temperamental quando era infanto-juvenil.

        1. Jonas

          Sim, Paulo, o cara acha o Federer um santo. Haja fanatismo.

          A meu ver, o Djokovic já fez várias MERDAS, e eu já critiquei ele aqui por isso. São humanos, não máquinas.

          Teve um colega esse dias que se referiu a Federer como divindade. Pra você ver…

          Esse pessoal que escreve essas besteiras nunca cometeu erro algum, assim como o Deus suíço rs…

    5. Luiz Fabriciano

      Interessante esse comentário seu, que corrobora com todos os demais que sempre são contra o sérvio e parecem tanajuras depois de uma torrencial – saem todas dos ninhos procurando formar novas colônias. Seria o lance perfeito para isso se não fosse um lance normal de jogo.
      De todos os comentários que li acerca disso, os únicos que defendem o tenista mineiro são os que sonham com o sérvio dando uma pisada de bola para encontrar elementos para ataque. Dos torcedores de outros tenistas, isentos de paixão cega (aliás, acho que toda paixão cega), viram mais mi mi mi do mineiro que um ato de má educação propriamente dito.

      O suíço de jogo e classe perfeitos teve contra si uma mudança no padrão dos pisos para lhe tirar a hegemonia? Outro ponto interessante.
      Por que Guga jamais passou da segunda rodada no AUSopen? Saberias responder?

      E ainda bem que entra em quadra com 90% da torcida contra, senão, lhe causaria pressão excessiva, o que culminaria com derrotas em finais de GS, mesmo tendo match points ao seu dispor.
      Grande abraço.

    6. Marcelo Costa

      Pelé revidou dando uma cotovelada em um jogador uruguaio, e renegou a própria filha, Jordan deu um murro no peito de kerr em um treino dos bulls, era viciado em jogatina, Senna tirou Prost da pista, fazendo o mesmo jogo sujo que haviam feito com ele, no ano anterior, e agora Hamilton não tirou o pé na curva, jogando o outro piloto no muro, todos eles, são os melhores em seus esportes, tiveram atitudes questionáveis, mas atuando foram superiores aos adversários, então essa passionalidade para justificar o injustificável não cola mais.
      Agora imagine os caras nos porões da atp, tramando padronizar as quadras para favorecer o sérvio em detrimento do suíço, que ali trazia público, mídia, patrocínio?? Perdão mas é muita imaginação.

    7. Barocos

      Daniel,

      Entre todas as mazelas externadas da alma humana, o despeito, sim, aquela terrível combinação de ciúme, inveja e raiva diante da glória alheia, e o schadenfreude, aquela abominável sensação de prazer ao testemunhar as agruras dos outros, estão lá, bem próximas ao topo, diminuindo a estatura moral e ética daqueles que as abraçam.

      Não é a primeira e, provavelmente, não será a última vez que lerei com tristeza você contorcer e espancar os fatos para demonstrar que ambas continuam a ser praticadas ativamente em nossas sociedades. Digo com tristeza porque é límpido, haja vista os seus textos, que você possui educação esmerada e grande inteligência, infelizmente ambas as coisas não garantem aos seus detentores a sublimação de seus defeitos.

      Saúde e paz.

  19. Sandra W

    Marcelo Melo já levou diversas boladas de “acidente de trabalho”, inclusive do próprio Kubot. O fato é que ele não se achou com o Tecau, que está ganhando com o novo parceiro e não jogou bem esse ano. Reclamar do Novak me parece um mimimi sem necessidade…o que ele tem mesmo é que jogar bem, coisa que não vem fazendo ultimamente. E quem viu o jogo, Nole pediu desculpas. Se há algo nos bastidores que se resolva lá, na quadra tem que jogar. Não sou fanática por nenhum jogador, gosto do tênis e já vi outras situações com outros jogadores bem mais complicadas, inclusive com o grande amigo do Melo, o Zverev. Bora jogar bem tênis e deixar de lado essas bobagens.

    1. Luiz Fabriciano

      Djokovic certa vez no Canadá, tomou uma bolada de Nadal no pescoço, que teve pedido de desculpas imediato pelo espanhol. Porém, o sérvio não as aceitou de pronto. Mas o cumprimento final foi normal e nenhuma conversa mais aconteceu depois disso.
      E era jogo de simples.

  20. Periferia

    Rei Richard:Criando Campeãs.

    Filme que conta a história de Richard Williams pai de Serena e Vênus Williams.
    Com Will Smith no papel principal.
    Acompanha a saga de um homem pouco compreendido no meio.
    O filme está programado para estrear em 19 de novembro…no HBO Max e nos cinemas.

    Segue o trailer oficial

    https://youtu.be/E_dO3wSTVCU

    1. Luiz Fabriciano

      Prezado Periferia, obrigado por compartilhar o trailer.
      Nunca fui torcedor da Serena. Da Venus, fui neutro.
      Mas senti algo apenas vendo o trailer. Espero muito ver o filme.
      A presença de Will Smith já é garantia de emoção.
      Grande abraço.

  21. Lucas Leite

    Dalcim, na realidade achei o grego muito superior ao Humbert durante o jogo. Mas a partir do momento em que se lesionou no fim do segundo set, não conseguiu mais mostrar o mesmo nível. Parecia com medo de forçar o corpo, não corria para as bolas, tentando jogar parado, mudando até o movimento de saque. Acho que foi uma grande falta de sorte do Tsitsipas, jogou muito melhor no primeiro set, por isso que começou o jogo com um 6-2 bem tranquilo. Você concorda, mestre? Não sei se você chegou a ver o jogo, sei que são muito ao mesmo tempo e ainda temos o resto da Olimpíada acontecendo. Espero que não seja nada grave que prejudique muito o grego. Parabéns por mais um ótimo texto!

  22. Rodrigo S. Cruz

    O sérvio é muito mal-educado mesmo, viu.

    Não foi a toa que o Girafa reclamou – tomou uma bolada de smash nas costas.

    Por essas e por outras é que NUNCA será o GOAT, não importa o quanto ele vença…

      1. Rodrigo S. Cruz

        Choro de perdedor uma vírgula…

        EDUCAÇÃO é fundamental.

        E tênis é um esporte de cavalheiros, caso tenha esquecido.

        1. Gustavo

          cavalheirismo que a gente nao vê entre os torcedores fanáticos do federer.
          dai vc vai responder: dos do djoko tb nao.
          Mas: um erro nao justifica outro.

        2. Luiz Fernando

          Cavalheiros como o Lógico, o rapaz q comemorou a apendicite do Nadal, o Kyrgios q entregou jogos e insinuou q a namorada do Wawrinka transava c outro, quer mais exemplos de cavalheiros????

  23. José Eustáquio Masculino Cruz

    Temos que ser torcedores,mas não á ponto da dupla Brasileira,olhem o Medina fez tudo bem mas o Japa fez um pouco igual ou melhor e o Juiz na minha modesta visão engrandeceu muito a nota mas acontece.e a Dupla não irá ganhar irá ganhar sim experiencia”

  24. Rubens Leme

    Nunca foi um homem religioso – sou ateu, na verdade – mas a fé e livros sobre o sentido da vida sempre me fascinaram. Assim, enfrentando uma pequena crise familiar – ajudando a quem amo muito a luta contra um câncer de longa data – peguei dois livros pequenos no número de páginas, mas imensos como ideias: um foi Fé e Saber, de Hegel e o outro duas conversas – ou palestras reunindo o físico David Bohn e o filósofo indiano Jiddu Krishnamurti, chamado O Futuro da Humanidade – Dois Diálogos Entre Krishnamurti e David Bohm.

    Sou péssimo para escrever sobre filosofia (Filipe aqui é o mestre disso), mas adoro ler, talvez por sempre achei que fé e religião são coisas distintas e porque depois que passei os 40 comecei a querer encontrar um sentido na vida que não o de apenas viver uma existência materalista e em um tanto egoísta.

    Confesso, que ao ler estes e demais livros, acabo por me resumir numa frase de Jack Kerouac: “nada tenho a oferecer exceto minha própria confusão”. Termino com algo diferente de rock. Seis suítes tocadas pelo violoncelista russo Mstislav Rostropovitch, um filmagem de quase 150 minutos.

    https://www.youtube.com/watch?v=83wY_IegKqU

  25. rafael

    Na torcida pelas meninas! Que olimpíadas elas estão fazendo!!
    Já o Marcelo Mello perdeu a chance de ficar calado. Até porque o placar para a dupla sérvio só não foi mais elástico, porque a Luisa jogou muito bem!!
    Mestre, alguma chance pro japa contra o Djoko? Tipo 70% x 30%?

  26. Marcelo Calmon

    Realmente muito legal o desempenho da Luisa e da Laura !! E surpreendente também ! Só vi ao vivo o TB final !!
    Em olimpíadas acho que acontecem mais resultados inesperados que o normal, assim como na Copa Davis e na Fed Cup. Defender uma nação enche de brios vários atletas, por isso não entendo como alguém se negue a participar.
    Lembro de ter presenciado as derrotas do Djoko e da Serena na Rio/2016 !
    Além da portoriquenha Puig vencendo o ouro em cima da Kerber.
    Não vi o lance que o Melo falou que o Djoko fez com a Luísa. Vi a bolada que ele próprio levou, realmente o Djoko não precisava fazer. Fiz questão de rever os cumprimentos na rede após o fim do jogo. O Djoko foi bem frio com o Melo. Existe alguma richa entre eles devido a essas associações de tenistas ? O Melo não era um dos líderes de uma associação de jogadores, que seria “rival” da associação que o Nole quer fazer ?
    Lembro de um jogo entre o Djoko e o Zverev que o Melo estava no box do alemão torcendo muito contra o sérvio. Sei que eles são amigos (Melo e Zverev)
    E você tem total razão sobre a atuação do Melo nas mistas. Muito mal. Entregou praticamente um set para os adversários. Já não tinha jogado bem nas masculinas onde também entregou algumas bolas fáceis.
    Como já vejo tênis o ano inteiro, prefiro ver outros esportes para ter melhor conhecimento, mas acompanho os resultados pela internet. É muita coisa pra se ver. Só vejo os redumos e os melhores lances, por isso não posso comentar sobra e maioria dos jogos.
    E ouremos !!!

    1. José Nilton Dalcim

      Não conheço algum atrito direto entre os dois, até porque pouco se cruzam na quadra. Mas ao lembrar que Melo é muito amigo do Zverev e bem próximo ao Soares, é possível que ele saiba coisas de bastidores que desconheçamos. Vale lembrar que o Bruno não foi a favor da associação paralela do Djoko.

      1. Rosa Maria Bernardi

        Que resposta estranha! Levanta suspeitas sobre Djokovic, tomando Mello e Soares como critério de retidão sobre comportamento de bastidores. Sendo Djokovic, Mello e Soares jogadores de tênis que igualmente participam dos bastidores do seu esporte, porque seriam os dois últimos os donos da verdade dos supostos fatos?

        1. José Nilton Dalcim

          Você precisa ler direito minha resposta. Não fiz qualquer juízo de ‘certo’ ou ‘errado’. Apenas pontuei que pode haver atritos indiretos devido a este ou aquele fator, coisas de bastidores que não temos acesso.

          1. Fernando Souza

            Desencana.
            É sobre tênis. O resto fica para os jornalistas especialistas em tretas de celebridades.

        2. Debora Motta

          Também achei a resposta tendenciosa, Dalcim! Me desculpe!!! Isso levanta hipóteses perigosas! Lembrando que o próprio zverev é bem próximo ao Djokovic, este sim teve uma postura estranha ao ser acusado de agressão! O Misha Zverev gosta muito do Novak e não esconde isso! Vc esqueceu de citar que Melo não é muito querido entre os que trabalham com ele diretamente! A postura do brasileiro foi lamentável! Devia era aprender a jogar com garra pelo país!

          1. Maurício SP

            Interessante, nunca tinha ouvido ninguém falar sobre Melo não se dar bem com quem quer que seja. Achava que as trocas em duplas eram por motivos técnicos mesmo, vontade de experimentar novas formações.

  27. Sérgio Ribeiro

    Das SETE TOP 10 da WTA , presentes no ” esvaziado ” Torneio Olímpico , SEIS não ultrapassaram as Quartas. Sendo que as 1 , 2 , 3 sequer a segunda Rodada . Como dizem aqueles fanáticos do face TênisBrasil , é um torneiozinho de verão … Abs!

    1. José Yoh

      Rafael, não sei se você já jogou com alguém que exagera nas comemorações, com gritos. Funciona como uma forma de intimidar e desconcentrar o adversário, sem ser na bola. Todo tenista sabe disso e o Marcelo Melo também. Ele não deve ser o único a achar isso.

      É meio desagradável sim. E também acho que embora seja algo bem da personalidade do sérvio e sirva para ele descarregar seus demônios mentais, é a mais exagerada do circuito.
      Basta lembrar o episódio da placa furada contra o Berretini em RG e na sequência os urros no final. Parecia fora de si.

      Acho desnecessário pelo tanto que ele sobra no jogo. E isso não quer dizer que ele deva ser um escoteiro no jogo, só quero dizer que há limites.

      1. Gustavo

        comemorar é violar regra?
        é falta de fairplay?
        o tenis ja é um esporte que exige muito controle, nao demonstrar emoção, se policiar para nap extravasar, autocontrole e agora o tenista nao pode nem comemorar ao final do ponto?!!??!
        ate qdo eu jogo um jogo no celular eu comemoro qdo acerto algo, imagino que vc tb

        1. José Yoh

          Só quis dizer que há limites, Gustavo. Para não parecer que você está querendo desestabilizar o adversário no grito.
          Nos esportes individuais é necessário porque afeta diretamente o único adversário que você tem na quadra. Um pouco diferente de um futebol ou vôlei por exemplo.

  28. José

    Esse Marcelo Mello reclamando..

    Bolada em duplas é a coisa mais comum que existe. Ruim seria se o sérvio não tivesse pedido desculpas.

    E as comemorações são a marca de Djokovic desde sempre. Aliás, mais ainda quando está representando o seu país. O caso é que brasileiros sempre foram efusivos nas comemorações também, mas daí brasileiro não acha ruim. É só ver a Fernanda Garay no vôlei, ou o Gustavo Tsuboi no tênis de mesa e centenas de outros. Essas comemorações são bastante presentes do leste europeu e dos latinos.

    Convém apenas entender que não fez uma boa Olimpíada e tentar melhorar.

  29. Sérgio Ribeiro

    Novak Djokovic é super favorito contra qualquer um . Mas esse Kei Nishikori que joga no seu palco predileto , e parecendo sem lesão alguma , não está nem aí pra h2h que é sempre derrubado a Temporada inteira . O Sérvio não pode vacilar … Abs!

  30. Sandra

    Dalcim , independente de qualquer briga entre Djokovic e Marcelo Melo , vc não achou que o nível técnico do Marcelo caiu muito ???

  31. Jonas

    Concordo que o torneio esteja meio esvaziado, mas acabou virando uma reta final comum de Grand Slam, sem exagero.

    Se Novak quiser ser campeão olímpico, terá que passar muito provavelmente por Nishikori>Zverev>Medvedev.

    1. Paolo

      Sem dúvidas, mas ainda não apostaria em Madvedev na Final. Pablo Carreño e Humbert têm chances contra ele. Abs!

      1. Sérgio Ribeiro

        Parabéns, caro Paolo . Cravou tudo como conhecedor do Esporte que todos amamos . Eu errei tudo rs . Grande Abraço !

    2. Paulo Almeida

      Esvaziado com quatro do top 5 é conversa pra boi dormir.

      Se o Djoko vencer contra esses caras, será parrudíssimo.

  32. F.R.

    Pessoal, realmente a prova do Medina foi roubada! Entrei em contato com especialistas em surfe e eles disseram q há uma chance boa de mudar o resultado e refazer a final para que seja brasileira. Já reunimos toda a documentação e os laudos. Só tá faltando a taxa de R$ 150. Mandem Pix.

    1. Marcelo Costa

      Fazendo uma analogia entre tênis e surf, o kanoa, executou um swing voley de forhand, Medina executou o mesmo gople usando uma só mão de backhand, o que é mais difícil, mais preciso. Não foi roubado, mas a subjetividade da nota, foi extremamente prejudicial ao brasileiro.
      Seus especialistas, ou te enganaram, ou você não os conhece, ou sua ironia falhou.

  33. Miguel BsB

    Essas meninas estão demais! Sonhar não custa nada…
    Ia perguntar exatamente isso Dalcim, mas no texto já tem algumas respostas. O cumprimento ao final entre Djoko e Melo foi muito frio, o sérvio nem olhou na cara do brasileiro…
    Será que, além do que aconteceu no jogo, eles tiveram outros problemas anteriores?

    1. Luiz Fabriciano

      A pergunta foi ao Dalcim, então peço licença para entrar na questão.
      Não sei se há rusgas entre eles, mas teve um Finals, não lembro de que ano, que o Marcelo chegou como #1 de duplas e fizeram um vídeo juntos, com o Djokovic o parabenizando pelo feito. Até o chamou de “Girafa” no vídeo. Se houve algo, foi bem depois disso.
      Quanto ao ocorrido de ontem, vendo daqui, não acho procedente as reclamações do mineiro.

  34. Paulo F.

    Que alívio essas duas meninas equalizarem o Fernando Meligeni em Olimpíadas.
    É o que o nadalete argentino mais se orgulha em sua carreira.
    E argentino tenista em Olimpíadas sou muito mais o Delpo.

    1. Sérgio Ribeiro

      Onde tu estavas na virada espetacular do Brasileiro pra cima de Marcelo Rios levando o OURO no PANAMERICANO ??? Somente ele e Thomaz Kock conseguiram tal façanha no Masculino e Maria Esther no feminino. Já sei , foi depois de 2008 … Abs!

      1. Marcelo Costa

        Vi aquele jogo ao vivo, mas o próprio Meligeni, tem a semi como ponto alto, diferente de mais emocionante.

      2. Marcelo Costa

        Nobre ranheta, em 1999 na final de rg, entre Guga e Norman, o jogo iria passar na extinta TV manchete, com narração de Rui Viotti, aliás você lembrou , disso, mas o ponto é que eu não vi esse jogo ao vivo, optei por sair pra jogar tênis com minha Wilson pro staff 6.1 , com 60 lbs de tensão, pois, não troco meu jogo por jogo algum. Nobre ranheta, o saber não pertence só a você, e muito menos experiências adquiridas com idade.

  35. Paulo H.

    Parabéns para as meninas, com desempenho inédito em Olimpíadas. Estamos torcendo pela vitória sobre a dupla suiça e uma final que premiaria essa trajetória improvável, mas que já entrou para a história do tênis brasileiro. Em relação à bolada que o Marcelo levou nas costas, é o que chamamos de “acidente de trabalho”, sendo um artifício válido para impedir o voleio de quem está junto à rede. Em várias situações semelhantes, o tenista costuma se proteger com a raquete na frente do rosto ou se abaixar, justamente para não ser atingido pela bola. Quem acompanha o Djoko sabe que ele tem uma forma mais efusiva de comemorar os acertos (e os erros também, já tendo quebrado diversas raquetes, até durante o treino) e não levaria isso para o plano pessoal.
    Dalcim, você já cravaria uma final Djoko x Medvedev?

    1. José Nilton Dalcim

      Estava mais confiante antes de ver a situação física ruim do Medvedev, se arrastando em quadra. Acho que ele só chega lá se der sorte e passar por jogos mais facilmente, o que não me parece lógico diante do Carreño.

  36. Barocos

    Eu não sei o que passa na cabeça de alguns organizadores, mas foi preciso que alguns jogadores realmente enfrentassem sérios problemas com o calor para tomarem medidas que deveriam ter sido adotadas desde o início.

    O castigo justo para estes dirigentes seria colocá-los em quadra, com raquetes em suas mãos, no horário de 11:00 às 13:00 com direito a só sentar de 10 em 10 minutos e com a obrigação de andarem enquanto o tempo de descanso não chega.

    Completamente ignorantes sobre os perigos aos quais expuseram os tenistas.

    Saúde e paz.

    1. Paulo F.

      De acordo com o relator.
      O número 1 e o número 2 suplicaram por intervenção.
      Não foram atendidos.
      Aí aconteceu essa verdadeiro crime contra a tenista espanhola.
      Que vergonha.

      1. Julio Cesar

        normalmente só tomam providência quando alguém morre ou quase isso. E não é só no Brasil, como podemos ver.

      2. F.R.

        Se o $ do Qatar conseguiu alterar o mês da copa do mundo (por ser um calor infernal lá mudaram para o final do ano), o COI poderia adaptar as duas semanas das olimpíadas conforme a estação do ano da cidade/país sede. Na primavera me parece muito melhor.

    2. Paulo Almeida

      Apoiado e a desculpa de muitos jogos anteriormente não cola. Que jogassem até de madrugada, como ocorreu entre Brasil x Argentina no vôlei, por exemplo.

      1. Paulo F.

        Ainda mais que, por conta da pandemia, os jogs estão praticamente sem público (praticamente os staffs).
        O que deixa ainda mais grave a irracionalidade da organização prejudicando todos os tenistas.
        Que, como bem frisado pelo Dalcim, uma partida de tênis é beeem mais longa que muitos outros tipos de disputas olímpicas.

  37. Babidi

    Na minha opinião, caso essa medalha olímpica realmente seja conquistada pelas meninas, isso representaria um divisor de águas para o tênis brasileiro, ainda mais até do que os espetaculares títulos de Guga em Roland Garros. Nem todo brasileiro acompanha o tênis, muito menos conhece a importância que o Grand Slam francês possui, mas todo brasileiro conhece a gigantesca importância que os Jogos Olímpicos representam, e por isso é uma vitrine maior.

    E na sua opinião, Dalcim?

    1. José Nilton Dalcim

      Talvez na questão de vitrine haja alguma lógica, mas não dá para comparar com os feitos do Guga, muito menos ainda com o primeiro deles.

Comentários fechados.