Urso perde e se conforma
Por José Nilton Dalcim
6 de julho de 2021 às 20:34

Ao contrário do que muitos apostavam, Daniil Medvedev perdeu no complemento de seu jogo suspenso na segunda-feira pela chuva e não reclamou de nada, nem de jogar no terceiro estádio, muito menos da mudança para uma quadra coberta no mesmo dia. Nada. O russo conformou-se: o único motivo de sua queda nas oitavas de final foram, a seu próprio julgamento, os dois piores sets que jogou desde maio.

Ao mesmo tempo, o polonês Hubert Hurkacz deixou extremamente claro que a paralisação pela chuva foi tudo o que ele poderia querer naquela altura da partida, quando perdia por 2 sets a 1 e tinha pequena vantagem de 4/3, mas com saque do Urso. Vejamos o que o campeão de Miami afirmou: “A chuva foi crucial para mim. Pude estudar calmamente (com meu treinador) o que não estava fazendo direito, recalcular a parte tática”.

E foi bem assim. Hurkacz quebrou logo de cara, fechou o quarto set e ganhou enorme confiança para concretizar a virada num quinto set muito bem jogado, onde o saque calibrado e os golpes de base mais bem ajustados fizeram a diferença.

Está pela primeira vez nas quartas de final de um Grand Slam, considera uma honra enfrentar agora Roger Federer, mas o necessário respeito não significa submissão. Hurkacz entrará para vencer e precisará novamente elaborar uma boa estratégia, porque é muito provável que terá de encarar  venenosos slices o tempo todo. Aliás, o adiamento lhe deu outro ponto positivo: “Pude sentir o clima de jogar na Central”. No único duelo diante de Federer, o suíço venceu em sets diretos em Indian Wells-2019, um piso bem mais lento.

As quartas de final masculinas começam às 9 horas desta quarta-feira com o interessante embate entre Karen Khachanov e Denis Shapovalov, que buscam inédita semi de Slam e se enfrentaram apenas uma vez, com vitória do canadense. Pode-se esperar um jogo mais tenso e certamente os erros não forçados farão diferença. Meia hora depois na Central, Novak Djokovic é favorito contra Marton Fucsovics, a quem já venceu duas vezes, em 2018 e 2019, para atingir uma notável 10ª semi em Wimbledon, a 41ª de Slam e nada menos que 100 vitórias na grama. O húngaro tirou Sinner, Schwartzman e Rublev neste torneio.

Os amigos Matteo Berrettini e Felix Aliassime fazem o outro jogo da Quadra nº 1, e o italiano certamente é o mais cotado para atingir a segunda semi de Slam de sua carreira. Ganhou o único duelo entre os dois na final de Stuttgart de 2019, sobre a grama. Por fim, Federer e Hurkacz fecham a Central. O suíço tenta 14º semi no torneio e 47ª de Slam, assim como a 370ª vitória em Slam.

Enfim, lógica total no feminino
Não houve surpresas e sequer set perdido para as quatro favoritas que entraram em quadra para buscar a semifinal de Wimbledon. Ashleigh Barty passeou em cima de Alja Tomjanovic e garante assim sua permanência na liderança do ranking.

Seu adversária de quinta-feira será a campeã de 2018 Angelique Kerber, que após um longo período sem resultados excepcionais volta à penúltima rodada de um Slam e, mais do que isso, a demonstrar um tênis sólido e muita perna, aos 33 anos. Também passou fácil por Karolina Muchova. Já foram quatro confrontos entre Barty e Kerber, com empate. Promete muito!

Aryna Sabalenka e Ons Jabeur fizeram talvez o jogo mais equilibrado do dia. O primeiro set foi decidido nos detalhes e a tunisiana teve chance de reagir, mas desperdiçou break-points essenciais e não teve a precisão das outras partidas. A bielorrusa de 23 anos não sentiu pressão por jogar suas primeiras quartas de Slam.

Karolina Pliskova continua sem ceder set, chega na semi do único Grand Slam em que não havia ido tão longe. Sacou muito, vencendo 75% dos pontos com o serviço, e reage depois de perder na estreia nos dois preparatórios para Wimbledon, sem falar na histórica ‘bicicleta’ em Roma. Nos duelos contra Sabalenka, perdeu ambos, um deles na grama. Tenta repetir final do US Open de 2016.

Afinal das contas, após tantas surpresas, as semifinais serão as melhores possíveis. De um lado, Barty ou Kerber tentará um novo Slam; do outro, Sabalenka ou Pliskova, o primeiro.


Comentários
  1. Jonas

    Federer deveria ter se aposentado em Wimbledon 2019. Seria perfeito, pois ele venceria Nadal e Novak em seu torneio preferido, onde joga seu melhor tênis.

    Foi quase, quase…mas infelizmente para ele existe um tal de Djokovic…

    Acho que Wimbledon 2019 foi o último torneio onde Federer jogou seu melhor tênis, mas nem isso foi suficiente.

    Agora ele fica aí tentando voltar, e sua equipe e ele devem saber em que condição está. Vendo de fora, me parece que o suíço não tem mais condições de vencer qualquer Grand Slam…

  2. EDVAL CARDOSO

    Sei que como acontece com todos os comentaristas, fica fácil falar após o jogo, mas era nítido desde as primeiras rodadas como o Federer estava jogando de uma forma que parecia que ele não queria estar ali.
    Sempre com o semblante carregado, e apenas em algumas entrevistas deu algum sinal de estar se sentindo a vontade ali.
    Com lampejos do seu ótimo jogo, aliado a fragilidade dos primeiros adversários, conseguiu se arrastar até a segunda semana de Wimbledon, mas hj ficou claro, que ele realmente não queria estar ali.
    Aceitou a derrota vexatória, como se fosse um tenista de charlenges estreando em algum grand slam, sem em nenhum momento parecer não aceitar o que estava acontecendo.
    Simplesmente aceitou. E isso, convenhamos, pra um jogador com a história dele é inaceitável.
    Eu que antes da era Djokovitiana, kkkk, era um torcedor do suíço, fico triste com esse final de carreira, acho que ele deveria aceitar que não dá mais e se retirar do senário, pra não colocar uma uma mancha na sua tão espetacular história no tênis.
    Saudações Nolistas.

  3. Luiz Fernando

    Semis definidas: 1) Djoko franco favorito contra o canadense, q faz sua melhor campanha em GS. O sérvio perdeu set na estreia de forma inesperada e depois fez treinos de luxo; se não vive o auge da carreira, não me parece longe dele. Acho um obstáculo formidável demais p o irregular Shapovalov; 2) o italiano e o polonês farão uma partida bem mais equilibrada, ao menos na teoria. O italiano tem muito mais histórico no piso, vive um excelente momento e imitando o Dalcim daria 60% p ele. Porém o polonês vem se mostrando uma grata surpresa e em dois dias venceu dois adversários de peso, embora um deles bem distante do q foi. Grande chance de Djoko vs Berrettini domingo, com largo favoritismo p o sérvio independentemente do adversário…

  4. João ando

    Dalcim. .vc acha que Roger volta ano que vem a Wimbledon? Ele esperava chegar a segunda semana e chegou as quartas de final .o que é um grande feito para um tenista de 39 anos.

  5. Maurício Luís *

    Aquele 40-15 de 2019 deve ter doído muito + pro Federer do que esse “pneu” que o polonês lhe deu de presente. Porque em termos de campeonato, até que ele foi longe demais.
    Agora o tempo vai nos dizer qual a consequência dessa dura derrota. Vai motivá-lo a se fortalecer… ou vai empurrá-lo pra baixo?
    O tempo responderá. Só Deus sabe.

  6. Evaldo Medeiros

    Boa tarde, Dalcim. Comecei a acompanhar o tênis por causa do Federer. Mas na minha opinião ele não tem mais condição de ganhar grandes títulos por motivos óbvios. Aliás já poderia e talvez já deveria estar aposentado a muito tempo. Ele já ganhou tudo o que um simples mortal desejaria. Em termos de títulos e recordes, ele talvez só foi superado em parte por Djokovic e Nadal. Penso que essa conversa de goat já está superada. Nole já é o goat se levarmos em consideração os títulos e recordes. Não entendo quais os motivos pelos quais Roger ainda quer competir. São os contratos de patrocínio que obrigam ele a jogar? Acho que já passou a hora de sua aposentadoria. Na sua opinião, o que leva o suiço a insistir em uma carreira cuja tendência é descer ladeira abaixo por conta da idade?

  7. SANDRO

    Enquanto o BIG 2, Nadal e Djokovic, distribuíram PNEUS em Roland Garros, o pato do BIG 2, Roger FREGUÊSer, acaba de levar um pneuzaço do estreante em quartas-de-final de Wimbledon, o polonês Hurkacz.
    Roger FREGUÊSer virou marmita de tenista virgem de quartas-de final!!!

  8. Sandra

    Dalcim, vc não achou que Federer estava jogando melhor em Roland Garros que em Wimblendon? Essa obsessão por um torneio só ,acaba não dando certo ! Deu certo sim para o Nadal que não nesse ano, mas em outros parou tudo por causa de Paris e acabou ganhando!

    1. José Nilton Dalcim

      São condições e adversários completamente diferentes, mas sem dúvida ele mesmo se colocou pressão ao definir Wimbledon como meta única.

  9. Fernando Brack

    Putcha la vida!! Esse placar e o pneu no 3º set ficaram feios demais.
    E agora José (Nilton Dalcim)? Será que ele tenta de novo ano que vem?

  10. André Barcellos

    Eu estava prevendo a derrota o Federer. Só achei que poderia ter sido na rodada passada.
    Antes fosse o Medevedev. Não que o polonês joga demais para o Federer, mas sem dúvida seu jogo é ideal pra grama. O russo tem um jogo mais previsível.
    De qualquer forma, Federer nunca perdeu assim em Wimbledon. A idade chegou e ele deveria fazer um plano de aposentadoria. Digo, uma turnê de despedida.
    Não dá mais pra crer no suíço. O buraco ficou muito embaixo pra ele correr atrás. Está sem movimentação, sem calibração nos golpes etc. Fora o preparo físico. Não sustenta uma boa performance por mais de um set e meio.

    É melhor que nos contentemos com o que ele já fez do que vê-lo jogar tão mal, sem tirar algum mérito do polonês.

  11. Gildokson

    É ja deu pro Gênio mesmo, paradaço de pernas, parecia q tinha vindo de uma maratona. Que surra!!!
    Bom, no final das contas parou onde achávamos que ele ia parar, mas muito pela combinação de fatores e menos por ele.

  12. Pedro Paulo

    Que zebra, não que o polonês não pudesse ganhar. Mas 3 a 0 e com pneu? Não sei se essa supera a final de 2019 na cabeça do FedEx, mas que foi cruel com ele, isso foi.

  13. efraim santana silva

    esperando o Federer na final de domingo. por mais fanáticos que sejam seus torcedores idade chego.

  14. Adriano Souza

    Dalcin, qual é a marca do seu carro?
    Sendo o melhor blogueiro do tênis ( na minha opinião)
    Vc deve ter um bom carro. Mas não se esqueça de checar o pneu kkk

  15. Luiz Fernando

    Pneu pro Hurkacz no terceiro set, se Federer não teve algum problema físico foi um verdadeiro vexame. E o polonês surpreendeu o mundo do tênis, pois a maioria absoluta dos comentários julgava q, na grama, o suíço era Franco favorito. Hurkacz com 15 chances de breaks, que coisa. Vê-se agora c clareza q ele só chegou nestas quartas pela fragilidade ímpar dos adversários, alguns dos quais se assustaram ao ve-lo do outro lado da rede. E o polonês, o q esperar dele? Irá p a semi com confiança em alta e sem desgaste exagerado, todo Franco atirador deve ser encarado com o devido cuidado…

    1. Fernando Brack

      Pois é, LF. Eu também acho que todos que perdem pro Nadal se assustam com o brucutu no outro lado da quadra.
      Isso por acaso diminui as vitórias dele?

      1. Luiz Fernando

        Muitos se assustam ao ver o Big3 do outro lado da quadra, mas vc há de concordar q esses adversários do Federer neste W foram uma verdadeira piada até hoje, ou será q foram adversários competitivos?

    2. Fernando Brack

      Assustar os adversários se valendo apenas da própria figura é do jogo. De qualquer jogo.
      Não entendo porque usar essa bobagem para denegrir as vitórias de quem não é seu preferido.

      1. Luiz Fernando

        Respondi acima meu caro, mas me perdoe a sinceridade, vencer dois Mannarinos ou dois Norries como vc preferir e um Sonego é obrigação para um tenista do nível de Federer, e olha q por pouco não caiu pro francês.

  16. Rodrigo Figueiredo

    O Leste europeu assombra e aterroriza na Quadra Central de Wimbledon, contra a torcida inglesa. Polônia e Sérvia, dois países de muita história, sofrimento, guerras doloridas. O polonês Hukarcz já se mostra um grande jogador, enquanto Nole continua seu caminho absurdo rumo ao inominável, posto que nunca feito antes.

  17. Rafael Azevedo

    Vixe…
    O Federer perdeu em sets diretos com direito a pneu, na grama de Wimbledon???
    Já tô imaginando a dor de cabeça que o Dalcim está tendo para escrever a próxima pasta do blog e, principalmente, para moderar os comentários.
    Que tombo! Eu estava até torcendo por uma final épica entre Federer e Djokovic, mas…

  18. Marcelo Costa

    Vimos a força mental de um jovem polonês, que literalmente contra todos, não alterou o humor, não esmoreceu um segundo e foi premiado com uma vitoria incontestável os números falam por si.
    Ao suíço cabe saber que ninguém teve, tem ou terá seu talento com a raquete na mão, mas o tempo é implacável a todos.
    Pra finalizar, Nadal vendo que o finalista será uma “zebra” não se arrepende de ter desistido?

    1. Rafael Azevedo

      Vc pode até dizer que ninguém tem ou nem teve o talento do Federer, mas não pode afirmar que ninguém terá…

      1. Marcelo Costa

        Afirmo ninguém terá, a não ser que você clone o suíço mas que o faça mais determinado, pois, falta a ele exatamente o desejo de vencer.

    2. Viana

      BOa pergunta!!!
      MAs acho q ele preferiu reavaliar seu jogo todo: Saque e backhand precisam ser readaptados, caso contrário… perderá para o Djoko.
      Nadal vai renovar seu jogo

      1. Luiz Henrique

        Exatamente, se ele tivesse ido o máximo que daria seria parar no Djokovic e se desgastar mais ainda mental e fisicamente
        Precisa descansar e tentar no us open, tentar voltar a sacar melhor e aprimorar o físico, pq atualmente Djoko está bem melhor fisicamente
        Ele e sua equipe devem estar percebendo que mesmo velho, talvez ele seja o único com chance, se tiver bem, de dar trabalho a Djoko num slam
        Exceto talvez o AO, ali Djoko está anos luz a frente de todos

  19. Rodrigo S. Cruz

    Meu Pai Celestial…???

    Esse suíço é o ser mais PATÉTICO da história do tênis!

    Que desgraça que foi essa, hein?

    Nem o BELLUCCI tem um mental tão ridículo assim… ???????

    1. Fernando Brack

      Eu não diria patético, mas de fato deixar o 2º set escapar jogou Federer num fosso de dar dó.

    2. Carlos Reis

      O mental do Federer SEMPRE foi fraco na minha opinião, a derrota na final de 2019 demonstra perfeitamente isso, ele conseguiu perder um jogo em que foi melhor a maior parte do tempo, exceto nos 3 desempates. Uma derrota como aquela não tem como digerir… ELE ganhou muito porque era SUPERIOR tecnicamente, mas quem conseguia “apertá-lo”, tinha grande chance de vitória, Nadal fazia isso como ninguém. Nadal e Djoko sempre foram melhores no quesito COMPETIÇÃO. Não vou torcer pelo Djoko, mas ele é o grande favorito, quem sabe o polonês ou o Berretini possam surpreender o ANTI VAXX mais famoso do mundo. Se ELE falar com todas as letras ser ANTI VAXX, eu passo a torcer por ele. O mundo precisa de um ANTI VAXX famoso e com culhões.

      1. Willian Rodrigues

        Prezado, perdoe-me por discordar.
        Creio que Federer tenha apenas uma pequena desvantagem em relação a Djokovic e Nadal nos quesitos “competitividade” e “força mental”.
        Fosse algo tão discrepante assim, ele não seria detentor de tantos títulos importantes e recordes que ainda mantém.
        Seria impossível angariar tudo isso às custas do talento puro…
        Ele é sim um grande competidor! Ocorre que os deuses do tênis permitiram que ele fosse contemporâneo de dois gigantes!
        Creio que a maioria concorde comigo nesse aspecto.

  20. JHONNY

    Realmente foi surpreendentemente fácil como Federer foi derrotado hoje , cometeu muitos erros, suas bolas não tinham a velocidade necessária, seu saque não foi efetivo.
    Porém como torcedor do Nole vejo pontos positivos para o Federer o tiebrek e o segundo set perfeitos contra Casquet os dois primeiros sets contra Norrie e os 3 sets contra Sonego, lembrou a todos o velho Federer, então acredito que a hipotese de uma aposentaria por falta de competitividade esta descartada acredito que ele chegara ja em condições normais no USOPEN.

      1. JHONNY

        Torcer para um tenista não precisa desmerecer outro.
        E olho o chororo dos torcedores do federer no blog
        E preciso olhar a situação em mais alguns angulos

    1. André Barcellos

      Se jogasse até 29 tomaria.
      Enfim, escolhas são feitas e dpois tem que se conviver com elas.
      Federer poderia ter se aposentado em 2018.

      1. Carlos Henrique

        Baseado em que, vidente de realidades alternativas?
        Nessa realidade da terra plana, Sampras se aposentou depois do pneu?
        HAHAHA

    2. Ronildo

      Sampras já jogou em Wimbledom depois dos 33 anos?

      Essa aí foi a comparação mais ridícula que eu já vi no tênis!

      1. Carlos Henrique

        OI?!
        Quer dizer que o pneu que o 6-0 A T tomou foi por conta da idade?!
        HAHAHAHAH
        Esse lugar é diversão garantida.

    3. Gustavo

      Sampras parou com a idade que Federer tinha em 2012
      Se federer tivesse parado igual ao Sampras, jamais teria perdido pro Djokovic em WB, para começar

    4. Renato Veneziano Toniol

      Tomar pneu é um mero detalhe.
      Sampras pode nunca ter levado pneu em Wimbledon, mas perdeu em 2002 para o suíço George Bastl, mero 145 do ranking ainda na segunda rodada.
      Nadal Já levou pneu no saibro do próprio Federer (Hamburgo 2007) e nem por isso perde a sua coroa de rei do saibro.
      Está nítido que o tempo do Federer já se foi, mas se o cara ainda tem amor ao esporte, o que lhe impede de seguir no circuito? Vão dizer que os resultados atuais irão afetar a sua moral na história do tênis? De jeito nenhum, os seus títulos falam por si só.
      Quanto aos recordes, esteja nas mãos de quem estiver, será merecido pelo empenho e dedicação que cada um desses tenistas teve no decorrer dos anos.

      1. Carlos Henrique

        Sergiy Stakhovsky era número 116 quando derrotou Federer em WB?
        E pneu no piso mais veloz do tênis virou detalhe, certo?

  21. Paulo F.

    É, de nada adiantou a famigerada tramoia de sabotar o número 2 para tentar facilitar a vida do Federer.

    1. Carlos Reis

      kkkk Mais um comentário genial do Nolete. Claro que o Medvedev merecia jogar na Central e o Federer na Q2, é tão lógico isso.

  22. Bel Grado FA

    Hurkacz 2×0 em sets e já quebrado no terceiro. Difilcil, hein??? Uma hora os coelhos da cartola acabam, e uma grande chance de ser a última partida de Federer em Wimbledon.

    Ao fundo poderia estar tocando ‘My Way’, como acha um de nossos colegas que aqui mencionou outro dia. No entanto, lembro que quem está indo, não está indo por escolha própria, mas porque não dá mais!

    E a fila anda!

  23. Rubens Leme

    Os Picaretas (1999)

    Frank Oz é uma lenda dentro do cinema, não apenas por ser a voz de Yoda, mas por trabalhar em Os Muppets e em outros quase 150 filmes.

    Mas, pouca gente sabe que é um ótimo diretor de algumas das melhores comédias dos anos 1980 e 1990. Quatro delas se destacam: Os Safados (1988), com Michael Caine, a bela e recém-falecida Glenne Headly e Steve Martin; Nosso Querido Bob, com Richard Dreyfuss e Bill Murray (1991); Será Que Ele É (1997), com Tom Selleck, Joan Cusack e Kevin Kline e, finalmente, Os Picaretas (1999), novamente com Steve Martin e Eddie Murphy.

    Essa última, cujo título original é Bowfinger, conta a história de um ator/diretor fracassado, Bowfinger (Steve Martin), que resolve fazer um filme após ler um roteiro chamado Chuva Gordinha. Aí começa uma das maiores sátiras já feitas sobre Hollywood e como usará o “ator de filme de ação mais quente do momento”, Kit Ramsey (Eddie Murphy, sem ele saber que está no filme.

    Repleto de cenas absurdas, traz como destaque a cadelinha Mindy, no papel de Betsy, a mais simpática atriz do filme e que merecia, pelo menos, um Globo de Ouro.

    Os Picaretas, assim como os filmes acima citados, são perfeitos para uma tarde de diversão e muitos risos.

    Dois anos depois, Frank Oz feito outro filme interessante, A Cartada Final (2001), uma história razoável, mas que juntava dois ícones de Hollywood (Marlon Brando e Robert de Niro) com o bom Edward Norton.

    Com esses cinco filmes no currículo, quem se lembra ou precisa de Frank Oz como Yoda?

    Quem quiser ver o filme, eis o link: https://www.superflix.net/os-picaretas-assistir-filme-online-dublado-legendado/

    Para assistir, escolha a opção dublada ou legendada, clique no botão play e abrirá uma outra página. Nesta, basta clicar em um anúncio qualquer e o filme começará na hora.

    Recomendo a dublagem nacional, do clássico período: sem ele, perde-se muito da diversão, como por exemplo ouvir a expressão “Chuva Gordinha”.

    PS: até hoje procuro uma cópia do filme “Falsas Bolsas Ninjas”. Quem tiver, me avise, por favor.

  24. Barocos

    Federer não está jogando mal, mas o Hurkacz está jogando muito bem. Temos pelo menos mais um set.

    Saúde e paz.

    1. Barocos

      Desastre no 3° set. Não é a primeira vez que acontece com algum jogador e nem será a última. Espero que o Roger não esmoreça e continue treinando duro, ainda existem muitos títulos na disputa este ano e eu ficaria muito feliz em vê-lo triunfar em alguns lugares, como IW.

      Agora apenas o Djokovic se interpõe entre a nova geração e um título de primeira grandeza. Faça-os esperar mais, Nole!

      Saúde e paz.

  25. Paulo F.

    E essa bola no sexto ponto do tie-break no jogo do Federer?
    Um verdadeiro “cala a boca” de quem sempre chamou o Djokovic de bagre.

  26. Miguel BsB

    No jogo do Marcello Melo, ficou claro o quanto ele e o o Pavic sao superiores aos seus respectivos parceiros…
    Os dois jogando muito, decidindo os pontos, e os parceiros vacilando e entregando ponto atrás de ponto.

  27. JHONNY

    PAREM AS MAQUINAS:
    Depois de pelo menos 3 anos fazendo previsões que nunca se concretizaram aqui no blog o Ronildo finalmente acertou.

    Denis Shapovalov chegou na semi final e vai confrontar com nole para uma vaga na final.

    Como a sportv e a bandsports so passam um jogo por vez e em geral na quadra central, não deu para ver muito do canadense, o que é uma pena.
    Sera que ele vai fazer a alegria do Pessanha e tirar o Nole? eu como bom torcedor do novack aposto em 3 x 1.

    1. Ronildo

      Acertei que o Nadal não ia ganhar RG também.

      Agora é torcer para que os oponentes de Djokovic estejam bem fisicamente e não sejam atingidos por macumba ou feitiçaria. Daí neste caso há chance ainda de acertar que Djokovic perde o número 1 o mais tardar até AO 2022.

    2. Luiz Henrique

      Chegou a hora de ver os recursos!!!
      Se Shapo for campeão vou admitir que Ronildo acertou ao dizer que foi sorte do big2 Shapo ter desistido de RG

  28. Miguel BsB

    As semis femininas tem tudo para serem muito boas!
    Histórico equilibradíssimo entre Barty X Kerber, e festival de pancadas entre Sabalenka X Pliskova.
    Fico na expectativa entre uma final Barty X Sabalenka, num grande contraste de estilos…

  29. Barocos

    Acho que o Shapovalov seria o adversário mais perigoso para o Djokovic, já que canadense parece ter um arsenal mais variado que o russo.

    Saúde e paz.

    1. Barocos

      Seria não, será. Está jogando muito bem e com muita coragem, com golpes potentes, se existe uma maneira de ganhar do Djokovic, é com este tipo de combinação.

      Saúde e paz.

  30. Rubens Leme

    Bo Diddley & Chuck Berry – Two Great Guitars (1964

    O inventor do efeito “tremolo” encontra o inventor do Duck Walk e um dos maiores compositores do rock.

    Chuck havia cumprido quase dois anos de prisão, por transportar uma garota menor de idade de um estado para o outro, quando a Chequer Records – subsidiária da Chess – resolveu juntar dos dois maiores nomes da primeira geração do rock para gravarem juntos.

    Seria também o primeiro projeto de juntar superbandas que a Chess investiria, com Muddy Waters, Howlin’ Wolf, Little Walter etc. O resultado é um disco instrumental com quatro faixas, uma de cada uma em parceria “Bo’s Beat” e uma tradicional arranjada por Diddley (“When the Saints Go Marching In”).

    Embora fossem dois grandes cantores do gêneros e ambos possuidores de inúmeros hits, o disco fez um sucesso razoável e mostrou os dois se divertindo nas longas jams.

    Anos depois, ao ser relançado em CD, o disco ganhou quatro faixas extras.

    https://www.youtube.com/watch?v=OJqlhtRIk9s

  31. R. Santiago

    Depois dessa surpresa com Medvedev, não me arrisco mais a palpites. O Hurckacz depois de Miami tava apagado, não esperava nunca uma quartas de Slam.

    Ainda assim não apostas no Shapovalov contra o Khachanov, caro Dalcim? Pior que o Khacha tá 2 X 1 neste momento. Outro que vinha apagado e de repente engata na confiança.

    Esse papinho de favorecimento pro Federer em Wimbledon, reaparece pro Nadal em RG e pro Djoko em Melbourne. Conversa fiada de sofazeiro que torce mais contra alguém do que a favor do seu preferido. Qualquer coisa contra o que eles querem, a cabecinha dessa gente buga e vai procurar especular.
    Se o Djoko vencer Wimbledon, ainda vai reaparecer os malas que “aposentam” o Federer. Se o Federer chegar no título, vem aqueles escrever GOAT, eu já sabia, e outras bobagens. As dinâmicas, alternâncias de cada jogo são muito mais interessantes do que essa “raivinha” pessoal de gente frustrada com a vida. Mas o patrão incluiu ter que ler essas coisas aí no trabalho né Dalcim, quem manda é isso, quem trabalha obedece. Mereces mesmo o adicional no salário.

    1. Luiz Fabriciano

      Quando que houve papinho de favorecimento ao Djokovic na Austrália?
      Só por que há para Federer e Nadal em Wimbledon e Paris respectivamente?

  32. Thiago

    O sportv poderia abrir 2 canais hoje para passar os 4 jogos. Mas não, tem que passar vt de Flamengo x Fluminense.
    Por que não dá a opção no app pelo menos?

  33. Bruno Costa

    Eu não lembro de um Grand Slam de tão baixo nível técnico como este Wimbledon 2021. Torneio extremamente desinteressante!

    1. Marcelo Costa

      Contamos com a sua ilustre ausência, nos comentários, audiências dos jogos. Obrigado e se ausente sempre que puder, será um prazer.

  34. Barocos

    Fucsovics ou não tem os golpes ou está tão nervoso que não consegue colocá-los em prática.

    Acho muito difícil que Djokovic não ganhe por 3×0.

    Saúde e paz.

  35. Bel Grado Fa

    Há pessoas com a qual não nos relacionamos. Há outras com a qual não simpatizamos. Há ainda as que não GOATamos. E há o Djokovid!

  36. Davi Poiani

    Prezados, sobre a questão do Medvedev ter jogado na quadra 2:

    Li muitos comentários do pessoal dizendo que ele foi injustiçado, etc.

    Pois bem, nós temos esta visão limitada de espectador que assiste ao tênis no conforto do sofá. Sabemos muito pouco dos bastidores, dos desafios da organização, de tantas e tantas questões que envolvem um torneio gigantesco como Wimbledon.

    Acontece que são os diretores do torneio que tem de angariar toda a receita para o torneio acontecer e pagar o prêmio aos jogadores. Este “sistema capitalista malvadão” é o que possibilita assistirmos às partidas via satélite, com a melhor qualidade possível e também pagar os bons prêmios que os Grand Slams oferecem.

    A bem da verdade é que eles colocam os jogadores aonde bem entenderem ser melhor para o torneio, para o público local e para a audiência mundo afora. Há um critério a ser seguido, mas está no direito deles, eles são os donos da casa. É elegante dar palpite na casa dos outros? “Olha coloca este tapete mais pra lá que eu gosto mais…” Daí o dono da casa vai te dizer: “Meu amigo, sou eu o dono da casa, eu que comprei o imóvel, sou eu quem pago as contas, então sou eu quem decido aonde colocar o tapete. Você é bem vindo para me visitar, mas quem manda aqui sou eu”.

    Tem outra questão, nem mesmo o Medvedev reclamou e a gente fica perdendo tempo com isso. Ele jogou três partidas na quadra número 1 (court n° 1) que é um dos palcos principais, junto com a quadra central, que também é de grande relevância e possui teto retrátil.

    1. Luiz Fabriciano

      Davi, o Medvedev pode ter sofrido e/ou atuado com resignação.
      Explico: uma coisa é o russo ter admitido que jogou os dois piores sets do ano. OK. Isso é a percepção dele.
      Se conformou com isso e não questionou a quadra designada ao duelo.
      Outra coisa é a direção do evento, deliberada e antecipadamente, manter o jogo nas condições que manteve. O que pode ter ocasionado os dois piores sets do russo, OK?
      E antes de qualquer coisa, não acredito que tenham fugido às regras. Acredito que as tenham, integralmente mantidas.

  37. Gildokson

    Estava dando um rolê la nos comentários do outro post e me deparei com o “nobre” Paulo F. querendo que o Dalcim esclareça o pq o jogo do Medvedev não passou imediatamente para a outra quadra kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    É sério isso??? kkkkkkkkkkkkk
    Vocês tem razão “nobres”
    Aqui é mesmo diversão garantida kkkkkkkkkkk

  38. Abel Jr.

    Olá Dalcim e a todos.
    Das quartas femininas, deu a melhor coisa na medida do possível e relato que torcerei muito pela Pliskova muito pelo que passou em Roma naquela final contra a ainda “verde” Swiatek.
    O Medvedev, bem, acho eu que sofre de uma espécie de “mal geracional”.
    A competitividade dos caras está indo para níveis absolutamente baixos. A passividade ao perder ou vencer, hoje é vista como o troféu e vale mais do que o título. Geração Osaka nunca será Geração Sharapova/ Serena que metiam o grito na cara da outra; Cuba vs Brasil da geração Mireia/ Ana Paula ou para falar de competição masculina, Schumacher vs. Alonso ou Haikonen que poderia ser Senna vs. Prost que tinha de tudo menos gentileza.
    Medvedev, Thiem, Zverev, Scwhartzman, Busta: todos top que nunca serão! Pois jamais perdem “P***” da vida, quando não dizem “é uma honra perder pro Federer”…
    Tiro por enquanto os outros ( Tsisipas, Rublev, Berretini e ainda não sei o Shapo) pois demonstram ao menos meter aquela encarada do outro lado estilo Nadal e se vierem a se desinibir e olhar do outro lado e entender que esporte individual é tirar do outro e tomar para sí, serão grandes.
    Por isso quando o Djokovic quebra raquete e dá aquele grito, eu sei bem o que ele é e o que quer, e é o que espero de competição de Alto nível que não é jamais ser “camarada gente boa”, os caras estão confundindo suas convicções para o mundo com o que são pagos para fazer. E nem falem de Federer que é todo gentil, pois pelo que lembro, depois que começou a perder pro Djoko, nunca mais o vi sendo um cara maneiro a abraçar o sérvio após uma derrota daquelas…

    Meus palpites:
    Homens:
    Shapo x Kacha: Jogo de prognóstico mais complicado. torcerei pelo canadense.
    Djok x Fucso: este jogo deve começar travado e pode vir a ter até uma dificuldade inicial ao sérvio. porém Djokovic deve vencer 3 x 0 ou até perder um set
    Berret x Aliasime: Jogo onde o que pode definir é a entrada do saque e acho que no momento, Berretini leva vantagem, daria 3 x 1 ao italiano
    Federer X Hurkarcs: Nesse jogo, a duração vai determinar. E se Federer sair perdendo o primeiro, dificilmente vira. Um resultado de chute com placar: Hukarcs 3 x 1 Com 7/5, 3/6, 6/4, 6/4.

    Mulheres:
    Kerber x Barty: Mesmo com todo o jogo que a N° 1 está mostrando, o jogo da Kerber está seguro o suficiente para vencer em 2 x 1
    Pliskova x Sabalenka: vou torcer muito por Pliskova, más Sabalenka para mim possui tudo para ser a próxima número um do mundo. Por isso contra minha vontade, acho que dá 2 x0.

    Isso tudo é puro do que vi durante o torneio, até torço contra uns resultados desses que acho que ocorrerão.

    1. Jose Yoh

      Olá Abel, não vejo com maus olhos o comportamento dos jovens. Parece-me uma evolução do que somos, um comportamento mais adequado. As coisas precisam mudar para enxergar que podemos estar errados.

      Também não acho que eles percam por passividade ou excesso de educação. Acho que falta quebrar a aura de invencíveis que Nole ou Nadal tem atualmente. Perceba que com Federer isso já aconteceu. Essa sensação de que é quase impossível ganhar deles parece criar esse bloqueio mental e acaba influenciando no jogo.

      Osaka, embora pareça ter o perfil mencionado, tem uma carreira vitoriosa, inclusive com vitórias sobre a Serena.
      Quanto à Medvedev, ele parece ter um comportamento parecido com o de Nole, não aceitando as derrotas e nem sendo “amiguinho” de seus adversários. Acho que ele não faz parte desse grupo assim como Tsitsipas.
      Abs

      1. Luiz Fabriciano

        Prezado Yoh, tu acreditas que se a Serena não desse aquela “viajada’ na final do US Open, contra a Osaka, tentando matar o juiz principal, a japonesa teria conseguido a vitória?
        Acho que ali foi a gota que a japonesa soube bem aproveitar.

    2. Abel Jr.

      comentando meus comentários:
      Shapo: como disse prognóstico seria complicado, o placar até o fim foi impreisível e deu a torcida que eu tinha.
      Djoko: previa dificuldade no início, se inverteu o que acreditava na ordem ( o 2° set foi o complicado) porém no geral era o esperado.
      Alias. x berret: O jogo está rolando enquanto escrevo e em 1 a 1 em sets. O saque dos dois está muito parelho,em erros e acertos. Mantenho Berretini.
      Hukarcs: sabia que o que definiria este jogo seria o começo e Federer perdeu ( como achava que perderia) na rapidez da definição dos pontos. No segundo set ele conseguiu abrir com a quebra porém conforme o adversário foi definindo muito rápido e ele tendo que lutar no seu serviço, foi esvaindo a confiança. O tempo de jogo (1h 50 m) justifica o que eu esperava e os pontos foram sendo definidos cada vez mais na agonia que ele tinha para tentar algo porém eu achava que não dava.
      Acho que arrisquei o placar 3 x 1 em respeito ao suiço, nunca esperava um pneu, porém foi um retrato do jogo e digo: Não foi Hukarcs que jogou para tomar esse placar e sim Federer que fez acontecer com um jogo que foi definido puramente pela questão confiança.
      Uma pena más não acredito que vá entrar com igualdade em algum momento com adversários top.

  39. Rafael Azevedo

    Que frustração com a derrota do Melo… Como eu queria que ele vingasse o Bruno do pé na bunda que o Pavic deu nele. Não que eu achasse que o Melo ia vencer, antes da partida começar, mas depois que abriram 2×0, eu me empolguei. Que tristeza!
    Mas, cá entre nós, esse Pavic joga demais!

  40. Maurício Luís *

    Esse problema que o Thiem teve no pulso, puxa, não sei como que o Nadal também não entrou nessa. Vendo o movimento que ele tem que fazer pra dar aquele balão de topspin infernal – centenas de milhares de vezes – o pulso dele deve ser de kriptonitaa. Coisa do outro mundo.

    1. Luiz Henrique

      Mas ele teve Maurício, em 2014 e 2016
      2014 logo depois de WB, e aí teve que desistir de todo o Us Open Series
      E em 2016 lesionou o punho, fazendo dar WO em pleno RG

  41. Marcos RJ

    Parabéns JHONNY, você está reinventando o esporte:
    Novack Djokovick se chama Novak Djokovic;
    Winbledon se chama Wimbledon;
    Grand Slan se chama Grand Slam;
    E o blogueiro Dalcin se chama Dalcim.
    Rssssssssss

  42. Barocos

    “Há homens que lutam um dia e são bons, há outros que lutam um ano e são melhores, há os que lutam muitos anos e são muito bons. Mas há os que lutam toda a vida e estes são imprescindíveis.” – Bertolt Brecht</b

    Valoroso guerreiro dos Bálcãs, conhecedor dos dissabores da guerra e combatente incansável das boas batalhas, as esportivas, que os ares da boa sorte te acompanhem em sua campanha heroica ao pináculo da glória!

    Ajde, Djokovic! Ideeemooooo!

    Saúde e paz.

    1. Abel Jr.

      “Só acredite no que os seus olhos vêem e seus ouvidos escutam.
      Não acredite nem no que os seus olhos vêem e seus ouvidos escutam.
      E saiba que não acreditar ainda é acreditar”.
      -Brecht

      Não gosto de nenhum texto de Brecht por um motivo:
      Eles se encaixam em qualquer ideologia, sentimento ou “verdade” e nunca representam algo além da ambiguidade.
      Pois como o texto acima, a arte dele era deixar não algo que afeta a determinada alma humana, e sim a qualquer alma humana não importando o quanto tais almas não são sequer parecidas ou acreditem no que acham.
      Ele dizia algo que servia conforme o que você quer ouvir ou aceitar.
      Por isso Fernando pessoa é tão grande, ele criava seus diversos personagens e cada um fala com alguém especial que lhe compreenda, Nada de massas.
      Obrigado por trazer um texto de Brecht mesmo que eu diga que ele era só um vendedor de “palavras contra a injustiça”

      1. Miguel BsB

        O Analfabeto Político, de Bertold Brecht.

        “O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo.”

        Onde está a ambiguidade deste texto? Mais claro, direto e correto, impossível!
        Brecht é um gênio. Reconheço que ele muitas vezes é ambíguo, mas muitas vezes ia direto na ferida. Estilo próprio, como todos os grandes possuem…

      2. Barocos

        Abel,

        Convidar a pensar sobre questões gerais não é o mesmo que ser indiferente às situações humanas particulares, não é o mesmo que falar generalidades. Ao menos para mim, e sinta-se livre para me corrigir, a intenção das peças dele, Brecht, era justamente alertar seus espectadores sobre as situações humanas, causas e consequências, e não atrair a simpatia dos espectadores.

        A época em que viveu, de extrema agitação sócio-cultural e intenso idealismo, como não podia deixar de ser, foi confrontada com a dura realidade do tecido social e dos regimes que se estabeleceram. Existe um motivo pelo qual textos escritos pelos gregos há 3 mil anos continuam a nos impressionar: ainda que muito a nossa volta tenha mudado, muito de nós continua o mesmo, inclusive nossas ambiguidades e ambivalências, e o poder, mesmo que mude de mãos, não modifica a essência do homem. Se ao menos fôssemos mais lógicos e justos …

        Saúde e paz.

  43. Paulo Almeida

    Eu acho o Rublev bem mais a cara do Salsicha do que o Medvedev, mas não restam dúvidas de que o primeiro também é a CARA do Theon Greyjoy! ??????

    1. José Nilton Dalcim

      Acredito em Djokovic, Federer, Berrettini e Khachanov, mas como sempre torcerei pelos garotos canadenses… rsrs…

  44. Rubens Leme

    Brasil é um país de enormes contrastes. Meu amigo de SP estava me contando da coleta de cobertores e casacos para moradores de rua da qual participa, ao mesmo tempo em que estava no meu quarto com dois ventiladores, no máximo, ligados em cima de mim.

    É impossível, impraticável viver sem ventilador. Não é artigo de luxo, é questão de saúde mesmo. Minha irmã quis saber se minha casa tem chuveiro elétrico para quando vier me visitar.

    Tem sim, é só tomar banho até 19 horas. O sol que bate nas paredes externas da casa é tão forte que quando liga-se a ducha – não tem chuveiro elétrico – aconselho a deixar a água descer por uns 30 segundos antes de entrar, porque o calor a faz ferver. Pior: as casas aqui são construídas de uma maneira que os quartos ficam contra a ventilação. Dormir quando falta energia elétrica é impossível.

    Sinto tanta falta do frio, que quando estive em SP em 2010, cheguei no vôo das 6 da manhã, em Cumbica. Todo mundo saindo do avião enrolado – afinal, estava garoando e os termômetros marcavam 7 graus – e desembarquei de camiseta. Simplesmente precisava sentir aquele frio cortar minha pele.

    Frio e andar de metrô são as duas que mais sinto falta de São Paulo. E como não puder doar nada para a campanha dele, porque não tenho mais roupa de frio e pela distância, fiz um pix para ajudá-lo.

  45. George Beco

    Dalcim, você acha que o treinador de fato influenciou nas opções do polonês? Alias, você acha que um treinador influencia muito na mudança do seu pupilo em uma situação como a de hoje?
    As vezes penso que o próprio tenista consegue fazer essas mudanças, mas enfim, nunca fui profissional do tênis, então não tenho tanta propriedade pra falar.

    1. José Nilton Dalcim

      Ah, quem está de fora enxerga muito mais, Juninho. Técnico é algo essencial. Tanto que até no jogo eles tentam dar uma dicas… rsrs…

      1. juninho Fonseca

        Calma Dalcim……tira eu da sua cabeça!!!essa pergunta quem fez foi o George!!!??….
        Hahahahahahahah

        LET’S GO ROGEEEEEEEEEE3ERRRRRRRR!!!!!!!??

        HAHAHAHHA

  46. lucasbs

    Boa noite Mestre! acha que pro Federer é melhor enfrentar o Polonês do que Medvedev? eu acho que ele deu uma boa dose de sorte nesta derrota do russo… viva o Rei. Abraços

    1. José Nilton Dalcim

      Sim, acho que é melhor pelo momento do russo, que vinha embalado e obviamente tem muito mais experiência em torneios grandes.

  47. juninho Fonseca

    Fala Dalcim!!! firmeza??

    Eai……. Medvedev fora para a alegria de nós federistas……q q vc acha????quais as chances do suíço contra esse ferinha aí que até vendo o nome dele eh difícil de escrever..kkkkk..
    Vc diria q seria de 70 x 30 p Federer??

    1. José Nilton Dalcim

      Não, acho que Federer ainda precisa evoluir mais e o Hurkacz virá muito confiante. Cauteloso, eu viria de 55%.

  48. Rubens Leme

    Dalcim, dos 8 jogadores que vc previu nas quartas, só acertou 3… cinco, se contar a torcida pelo Shapo e o Ali acima … tá começando a ser contaminado pelo Pessanha.

    Faça o seguinte. torce pros rivais do Palmeiras em cada jogo, até o final do ano, beleza?

      1. Rubens Leme

        Eu previ Berretini e falei que a final da Euro será Itália x Argentina.

        Matteo e Itália eu acertei. Amanhã é a vez da Inglaterra. Mas, rapaz, desencava aquela camisa do Santos que vc tem assinada pelo Marco Antonio Cipó em todos os jogos do Verdão. Prometo não contar pra ninguém…

          1. Rubens Leme

            Eu disse que o Matteo vai levantar a taça, o mesmo com a Itália. Claro que meu primeiro palpite é puro azarão, mas…

    1. Maurício Luís *

      Pegue o lado fisico, o psicológico, clima, condições da quadra, e principalmente adversário… ponha num tacho. Mexa bem. E veja se dá pra acertar exatamente o que é que vai sair daí.
      Se tiver sucesso, ganha uma foto da sogra do Nadal na hora que levanta da cama, sem maquiagem.

  49. JAN DIAS

    Vou apostar na zebra ?: acho que vai dar FUCSOVIC amanhã. Esse húngaro bate pesado na bola e é encardido..

      1. JAN DIAS

        Eu até podia apostar no DJOKOVIC, porque ele é o favorito mesmo, mas acho que o húngaro vai dar trabalho porque é um carne de pescoço que se dá bem em pisos rápidos .. ?
        Mas, não fica triste não, fora dos SLAMS eu torço 1 dia pro DJOKO..kk. Aliás eu torci pra ele na Olimpíada do RJ…

  50. Gustavo

    Para minha felicidade, até o momento os maiores amarelões que entregam sempre a rapadura pra Djokovic caíram fora
    Tsitsipas, amarelão, que basta tomar uma quebra pra cabeça ir pro instagran
    Zverev, esse só não amarela quando não é GS, se for GS esquece, carinha de quem quer tomar todinho
    Medvedev, que numa final de GS esse ano perde 1 set e fica com raivinha e esquece do resto do jogo
    Está até hoje com raivinha que perdeu o 1º set
    Ainda bem que esses caíram fora
    Shapovalov ainda não sei dizer se é amarelão ou não, vamos ver
    Berretini tb n dá pra saber, mas o jogo dele se limita a saque e forehand. Mas nessa quadra isso as vezes pode ser suficiente
    ô entressafra que não acaba

    1. Paulo Almeida

      Precisa repetir o comentário na nova pasta?

      Ô carência desse fak…, quer dizer, novato no Blog.

    2. Bel Grado Fa

      Se pelo menos assistisse aos jogos, já daria pra saber quem é e quem não é amarelão, sem estar bem certo do significado que você dá para a palavra amarelão!

  51. Alan

    Kerber e a tenista que mais me encanta de todas as tenistas do circuito, na sua plenitude e potencia maxima. Devolve muito o saque. Tem caracteristicas unicas. Tomara que esteja de fato voltando a ser a jogadora top vencedora de 3 slams diferentes. Barty atual numero 1 e a favorita sim mas a minha torcida ja tem dono.

  52. Marcílio Aguiar

    Hoje so consegui ver o jogo de duplas. Um pena a dupla do Marcelo ter perdido. Fizeram dois sets impecáveis mas os croatas são ótimos jogadores e venceram com justiça. O Pavic é um duplista extraordinário.

  53. Henrique Cipriano

    Dalcim, apenas uma observação: essa vitória do Federer foi em Indian Wells, e não Miami. Mesmo assim, um piso mais lento que o de Wimbledon. Abs!

  54. Paulo F.

    Pois então….
    Aqueles mesmos que abriram o goelão reclamando de um favorecimento pró-Nadal em detrimento do Thiem algumas edições atrás agora conveniente e vergonhosamente calam-se diante deste criminoso desfavorecimento do…número 2 do mundo !
    O sistema é f…, parceiro – já dizia o famoso personagem.
    Agora, só quero ver se por acaso, Hurkacz resolver quebrar o que foi maquiavelicamente arquitetado e f… o sistema.
    Aplaudirei de pé o polonês!

    1. Nando

      Foi esse tipo de “comentário” q espantou deste espaço vários bons frequentadores, q agregavam e mto aqui (Rafael Wuthrich, Sérgio Luiz, Fernando Brack, Renato Vieira…). Saíram os q agregavam, e ficaram os crianções bobões.
      Dito isto…
      Mestre, em quem vc aposta pra fazer semi contra o djokovic? Acha q Shapo tem chances numa eventual semi.

      1. José Nilton Dalcim

        Gostaria muito de ver o Shapovalov, mas não vejo muitas chances para ele em condições normais.

      2. Paulo F.

        Todos estes citados eram apreciadores do Federer e não do tênis.
        Com o cada vez mais próximo fim de carreira do mesmo, houve a natural debandada dos mesmos.

        1. Sérgio Ribeiro

          Outra bobagem sem tamanho. Se não estavas por aqui , como cravas que meu xará Sérgio Luiz morador daqui de Cabo Frio , não era torcedor e piloto do Fusca ? rs . Era Djokovic de Carteirinha sem menosprezar nenhum Tenista e principalmente não era um mane’ que se fingia torcedor de Nadal também, tentando com isso encher a Kombi , guri rs . Abs!

        2. José Eduardo Pessanha

          Cara, o grande rubro-negro Sérgio Luiz foi o primeiro torcedor do Djokovic a aparecer no Blog. kkkk. Estás mais perdido do que cego em tiroteio.
          Abs

          1. Luiz Fabriciano

            Correção: o primeiro torcedor do sérvio do blog, sou eu.
            Já frequentava o blog antes do Djokovic explodir para o mundo em 2007 e de lá para cá, nenhum outro tenista atrai minha torcida, tanto quanto o sérvio.
            José Nilton Dalcim não me deixa mentir.

    2. Sérgio Ribeiro

      Leia o que postastes depois das explicações do Dalcim no Post anterior … Quando vem com “ Nobre , Mestre , tá na cara que vem m**da da boa . Leu a declaração de MEDVEDEV ? . Leu este Post ?. Como podes insistir em tamanha asneira ? . És um passador de recebidos como jamais vi … Abs!

  55. JHONNY

    Li num comentario do post anterior como o USOPEN poderia ganhar de marketing se o Djokovick for campeão de Winblendon, quica dos jogos olímpicos, e se Federer e Nadal realmente chegarem em condições físicas normais os 3 com 20 GSs com o Federer tentando voltar a ser o maior vencedor isolado, Nadal conseguindo pela primeira vez se o maior vencedor isolado, e Novack alem de pela primeira vez ser o maior vencedor isolado, completar o Grand Slan no mesmo ano feito que quebraria um tabu de 52 anos, e que pode igualar Laver de ser o unico a ter duas vezes os quatro GSs e mãos alem de um possivel Gold Slan.

  56. Marcos RJ

    As 4as femininas foram excelentes, com lances de alta categoria. Fiquei impressionado com a boa movimentação da Pliskova com seus 1m85cm na grama, além de misturar golpes com muita potência e outros com toques apurados e bonitos ângulos.
    Barry também levantou o nível, colocando mais potência nos golpes, além da habilidade para colocar a bolinha nos cantinhos da quadra com os efeitos mais variados. Kerber renascendo das cinzas com um tênis eficiente e a Sabalenka espancando a bolinha sem dó. Essas Semis prometem grandes jogos.

  57. JHONNY

    a Kerber bem que poderia faturar este winbledon.

    Dalcin tenho uma pergunta:
    Nos outros grand slans principalmente o USOPEN eles tambem sao chatos quanto a exibição de jogos no youtube?

    Vi algums comentando sobre a dificuldade que Winbledon impoe e me veio a mente sobre como a Formula 1 na epoca do Bernie Eclestone eles tambem travavam tudo, apos a liberty comprar seus direitos a repaginou de forma tornar a mesma uma grande atração, ah maior interação com as redes sociais com videos ha um documentario na netflix chamado Drive to Survive, e estao conseguindo captar novos expectadores inclusive no Brasil, que sabiamente nao gosta de esporte e sim de vencedores, e como nao temos brasileiros e parece que nao havera outro tao cedo na F1 competindo e imagina entao com chances de titulos, este marketing feito pela liberty e um exemplo do que os grand slans deveria fazer.

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que Wimbledon é o pior de todos, aliás sempre foi. Não permite nada. Até os smart-phones ganharem real popularidade, era proibido filmar qualquer coisa dentro do Club. É uma rigidez que não combina com a realidade de hoje.

  58. Sandra

    Dalcim, uma dúvida vi o polonês jogar e vi que ele vai muito a rede, Federer também, os dois sacam bem , vai dar empate , rsss

    1. José Nilton Dalcim

      Critério de desempate vai ser eficiência nos voleios… rsrs… Polonês tem um estilo bem legal para se assistir, Sandra.

  59. Silvio

    Dalcim, uma pergunta fora do contexto do post: você acha que o Federer acredita que pode vencer o Djoko numa eventual final? É claro que o big3 sempre entra nos torneio acreditando que pode ser campeão, mas nesse caso, as 03 derrotas em finais, principalmente a última delas, me deixa intrigado sobre o aspecto mental do Federer caso seja essa a final….

    1. José Nilton Dalcim

      Nenhum tenista entra derrotado em quadra, mas imagino que Federer saiba que Djokovic está num momento espetacular, domina muito bem a grama e está extremamente motivado. Então ele deve se colocar como zebra, caso chegue lá. E penso que ele deveria ficar bem feliz se chegar a tanto, num torneio que começou muito mal.

    2. CR7 verdadeiro

      Não consigo imaginar Federer ganhando uma final de Slam contra Djokovic, não pela parte técnica, mas sim pela mental. Na hora que o bicho pega o suíço sempre faz bosta.

      1. Sérgio Ribeiro

        E tu és o CR 7 verdadeiro ? Sei … Então por onde estavas em Wimbledon 2012 ? . Nem precisas responder rsrs. Abs!

Comentários fechados.