Tsitsipas passa por outro teste
Por José Nilton Dalcim
4 de junho de 2021 às 20:35

Para chegar a um título tão difícil como Roland Garros, é preciso um pouco de tudo. Sacar bem, devolver com qualidade, consistência nas trocas, aproveitar as oportunidades para ser agressivo e variar o ritmo e efeitos das bolas. Até aqui, o grego Stefanos Tsitsipas atingiu tal repertório com autoridade, ratificando o que faz desde abril.

John Isner é sem dúvida um veterano que não se mexe tão bem, sofre desgaste em jogos mais longos e precisa muito do primeiro saque. Mas não é fácil encará-lo nem mesmo no saibro. O grego, que vinha de três vitórias seguidas sobre o gigantão, perdeu o primeiro set e encarou risco de quebra no segundo, porém soube readaptar-se ao longo da batalha e isso lhe valeu uma vitória de peso.

É exatamente isso o que se espera de um grande jogador: a capacidade de encontrar soluções no meio da trincheira sem choramingar. Vale observar que o grego ganhou os últimos quatro tiebreaks contra Isner, o que já é digno de medalha.

Mas não há tempo a perder, porque agora vem um adversário bem mais feito ao saibro, com proposta diferente atrás de bolas retas e uma base sólida, que sabe manter o adversário em movimento. Pablo Carreño já fez duas quartas em Paris, a última no ano passado, e está sempre pronto a aproveitar os buracos, a exemplo da atuação firme diante de Steve Johnson.

O melhor dia do Urso – Daniil Medvedev subiu de nível em Roland Garros. O dia mais carrancudo ajudou a tirar a velocidade do poderoso saque de Reilly Opelka o bastante para que o russo conseguisse devolver com qualidade e impor trocas. Com isso, a tarefa ficou muito simplificada e Medvedev brilhou em todos os campos, a ponto de fazer o dobro de aces do grandão norte-americano (10 a 5). Ainda conseguiu notáveis 16 break-points, dos quais cinco foram suficientes para sair sem sets perdidos e meros 16 erros não forçados.

O otimismo de Medvedev no entanto precisa ser cuidadoso, porque agora ele enfrenta um adversário de estilo radicalmente oposto e um autêntico saibrista, o chileno Cristian Garin. Os dois se cruzaram há poucas semanas em Madri e Garin levou num fácil terceiro set. A atuação do chileno contra Marcos Giron exemplifica que Garin sofre com seus altos e baixos e ainda carece de certa estabilidade emocional na hora do aperto. Vai ser um duelo dos melhores.

Reencontro – Alexander Zverev enfrentará Kei Nishikori pela terceira vez nesta fase do saibro europeu e o jogo ganhou ares de equilíbrio ainda maior depois que o japonês disputou apenas 12 games e ganhou tempo de descanso mais do que bem vindo. Sascha venceu facilmente no saibro veloz de Madri, mas precisou de grande esforço em Roma nas últimas semanas. A vitória sobre o sérvio Laslo Djere deve ter elevado sua confiança, ainda mais depois que salvou um segundo set que parecia perdido. Alemão leva pequeno favoritismo, mas terá de sacar talvez até melhor do que hoje, quando acertou 71% e venceu 72% desses pontos, com 4 aces e 4 duplas faltas..

Surpresas – Federico Delbonis e Alejandro Davidovich já são a boa novidade da chave masculina de 2021 e tentarão inéditas quartas de Slam. O canhoto argentino fez uma apresentação notável diante de um apressado Fabio Fognini, que terminou com 53 erros, mais do que o dobro dos 24 do adversário. Delbonis faz uma bela temporada no saibro, tendo furado qualis dos três Masters e vencido nomes como Carreño, Goffin e Aliassime.

Já o temperamental Fokina, que completa 22 anos neste sábado, vinha de 5 sets na rodada anterior e não mostrou falta de pernas e ousadia para vencer Casper Ruud, uma das sensações do saibro europeu deste ano, em mais cinco sets. Teve intensos altos e baixos. Ganhou os dois tiebreaks e foi totalmente dominado nos outros dois sets. Na reta final, os sacadores foram firmes por 10 games até que o espanhol quebrou e sacou para a vitória, num game que novamente espelha seus altos e baixos técnicos e emocionais: perdeu quatro match-points e evitou outros quatro breaks, o último deles com saque por baixo. É um garoto divertido de se ver, não resta dúvida.

Mais uma favorita se vai
É até difícil entender como uma jogadora faz um set tão brilhante, com 19 winners e confiança na estratosfera, e em seguida leva um 6/0 que a tira de Roland Garros. Um dos destaques da fase europeia de saibro, Aryna Sabalenka deixou o torneio sem qualquer top 4 nas oitavas de final e foi a quarta das oito principais cabeças a se despedir.

É bem verdade que o ‘pneu’ aplicado pela esperta Anastasia Pavlyuchenkova não foi semelhante aos que Karolina Pliskova amargou dias atrás em Roma. Os games foram bem disputados, quase todos indo até o 40-30, e Sabalenka teve uma chance de reação logo no segundo game. Mas faltou capricho e bom senso. Só nesse set decisivo, fez 17 erros contra 3 da russa. O tênis continua a ser um ‘tudo ou nada’ para Sabalenka, que enche os olhos com a forma invejosa com que acelera a bola, porém exagera pela insistência.

Não haverá então o duelo bielorrusso imaginado. Victoria Azarenka fez exibição madura e segura diante de Madison Keys e agora se vislumbra um reencontro com Serena Williams. A veterana teve dificuldades contra Danielle Collins, ainda que tenha vencido em sets diretos, e fará oitavas contra Elena Rybakina que não é mais a tenista tão brilhante de 2020, mas que só perdeu 14 games em três jogos na semana e precisa de muita atenção se atuar bem solta. Serena é agora a única top 10 no lado inferior da chave.

A luta pela outra vaga na semi manteve as cabeças Paula Badosa e Marketa Vondrousova. Se foi prazeroso ver o espírito de luta da espanhola, ao salvar até match-point, não me agradou o estilo tão quadrado da canhota tcheca, mas ela leva a experiência de quem já decidiu Paris. A vencedora será favorita diante de Sorana Cirstea ou Tamara Zidansek.

Big 3 na luta
– Se Djoko mantiver o amplo favoritismo sobre Berankis, atingirá as oitavas de Paris pelo 12º ano seguido, algo que nem Nadal conseguiu.
– Espanhol pega Norrie pela terceira vez no ano e ainda não perdeu set. Rafa tem 31-3 contra canhotos em Slam.
– Federer enquanto isso encara o canhoto Koepfer em busca da 68ª presença nas oitavas de um Slam.
– Caso Sinner, Musetti e Alcaraz vençam, será o maior número de adolescentes na quarta rodada de Paris desde 1990, então com Courier, Chang e Ivanisevic.
– Berrettini tem tudo para fazer oitavas pela primeira vez no torneio diante de Kwon, que só tem 5 vitórias no saibro em nível ATP.
– Aos 37, Kohlschreiber ficou 11 meses sem jogar por causa do quadril. Enfrenta Schwartzman.
– Swiatek perdeu os dois jogos contra Kontaveit, Kenin leva 1-2 de desvantagem contra Pegula, que já bateu cinco top 10 neste ano.
– Outro duelo todo americano envolve Brady e Gauff. A vice de 2018 Stephens é outra na luta em duelo inédito com Muchova.


Comentários
  1. Hemerson

    Medvedev já perdeu finais para Nadal e Dkokovic, para quem não gostava de sujar as meias no saibro ele está passando para a segunda semana, é o segundo do ranking e sem pontos para defender. Tem tudo para jogar mais tranquilo e já não vai passar vergonha, podendo tirar o Garin da frente para tentar pensar mais alto.

  2. Ruy Machado

    Boa noite! Jogo do Nadal poderia ter sido mais simples para ele. Porém, errou mais que o normal e precisa melhorar muito para jogar contra o Sinner. Maior desafio até agora nesse RG para o espanhol.
    Com relação ao Federer, vamos lá… Errou mais que a média? Sim. Mas para um cara com quase 40 anos e parado por um ano, ainda tirou alguns coelhos da cartola. Jogo foi duro para ele e, percebi em alguns momentos,
    esteve ofegante e com aparência cansada. Mas fez duas jogadas geniais: uma passada pelo lado de fora da rede e outra defendeu um smash que colocou a bola junto da rede impossibilitando o alemão de matar o ponto. Esse Koepfer é canhoto, o que pode ter dificultado as coisas para o suíço, num jogo de 4 Sets e 3 TB. Muitos erros não forçados mas, no fim, prevaleceu a categoria de Federer. Espero que se recupere fisicamente para o jogo com o Berrettini… Quem sabe, não vence mais uma? Abc

  3. Rodrigo S. Cruz

    Que essa maratona do suíço, hein?

    De novo venceu, mas mostrou fragilidade em muitos pontos.

    Se tivesse enfrentado o sérvio, teria sido um passeio do sérvio…

    Mas fiquei feliz do lado mental ter dado a ele a calma necessária para prevalecer hoje.

  4. Luiz Fabriciano

    Rapazes, essa Swiatek é doida de pedra!
    Me torno mais fã dela a cada dia.

    E a teoria do caos aconteceu de novo.
    O alemão Koepfer, num momento equilibrado do jogo, dominando o game e o ponto, smacha três vezes no mesmo lugar, onde Federer estava plantado e devolvendo tudo e com a quadra escancarada do outro lado, até perder o ponto… o game e o jogo.

  5. Marcilio Aguiar

    Essa vitória do Federer foi na marra. Ele errou muito, esteve irregular em todos os fundamentos, mas o alemão teve muito mérito, porque jogou bem agressivo deixando o suíço sempre desconfortável. Dalcim, será que essa dificuldade toda deve-se ao fato do alemão ser canhoto e fazer um tipo de jogo que incomoda demais o Federer?

    1. José Nilton Dalcim

      E também pelo piso estar muito mais lento do que ele encarou nos jogos anteriores, acredito.

  6. Paulo Almeida

    O horripilante Koepfer tirou sangue do Fregueser em quase quatro horas de jogo. Berrettini descansado agradece.

  7. Willian Rodrigues

    Koepfer não é um jogador absolutamente ingênuo. Está longe de ser um “pangaré”.
    Apesar de alguns erros incomuns para o nível habitual, Federer ainda joga muito aos quase 40 anos de idade! Algumas jogadas espetaculares.
    É realmente impressionante…
    Ao levar essa vitória difícil, deixa claro que chegará bem a Wimbledon e com chances reais de título.

  8. Barocos

    Federer jogando com a inteligência, porque o tanque está realmente vazio. Ainda torcendo pelo melhor.

    Saúde e paz.

  9. Periferia

    O “Santiago” está suando sangue nesse momento na lenta quadra central no jogo noturno.
    O menino está batendo com gosto na bolinha…mas “Santiago” resiste bravamente.

  10. Ronildo

    Tudo que o Federer menos queria é que fosse um jogo demorado. Mais de 2 horas e está 1 a 1 em sets. Acho que o Federer está pensando numa maneira de desistir antes que acabe contundido.

  11. Luiz Fernando

    Federer com muitos erros. Incrível como até seu slice, q na minha visão é o melhor do circuito, não está funcionando bem. Além disso, como todos na tv estão citando, está lento. Terceiro set começando…

  12. Barocos

    A energia do Federer despencou no meio do segundo set, esta vai ser uma noite longa para ele.

    Saúde e paz.

  13. lEvI sIlvA

    ????
    Após o “Me poupe, Mário!” do Dalcim ao “Emerson Nogueira”, vem o “José Eustáquio Masculino Cruz”, dizendo que não é o Mário, nem conhece. Dando a plena certeza de que, ambos são alter-ego do MC…
    A emenda, saiu pior que o soneto!!!
    ????

    1. Luiz Fabriciano

      Pareceu até uma piada do saudoso Os Trapalhões, quando Zacarias, na personagem de uma criança, liga para a escola e diz que o aluno Zacarias faltará à aula hoje. Quando questionado sobre quem estava falando, soltou a pérola: “aqui é meu pai”.

  14. Luis

    Oi Dalcim, vendo os jogos do Nadal acho que ele tem errado muitas bolas, você também esta tendo essa impressão? Ao mesmo tempo não me parece que ele esta tentando acelerar a bola de mais ou fechar rápido o jogo…

    1. José Nilton Dalcim

      Errando demais talvez seja exagero, Luís, mas errando em alguns momentos mais do que é normal.

  15. Luiz Fernando

    Embora tudo q posta aqui seja visto como provocação, Federer venceu esse primeiro set graças a dois fatores: sua incrível habilidade junto à rede e pelo fato do alemão bobear em vários pontos q no mínimo deveria ter posto a bola em jogo. Agora se enfrentar o Djoko nas quartas jogando assim, hummm…

  16. Paulo F.

    Dropshot horroroso de Federer no tie-break do primeiro set.
    Um cala a boca de quem critica o Djokovic.

  17. Zan

    Dalcim, observando o fenomenal Nadal, ano após ano, é incrível como ele se reinventa, melhorando saque, voleio, drops pra compensar o declínio natural da idade e dos joelhos… Por outro lado, vendo alguns jovens promissores, parece que muitos estão estagnados. Ainda que Tsitsipas, Zeverev, os jovens italianos e até Aliassime, talvez, pareçam evoluir, a impressão é a de que Coric, Kashanov, Rublev, Ymer, Chung (sumiu?) e por que não Monteiro, estão estagnados. Na sua opinião, desses que parecem estar estagnados, quem teria maior chance de evoluir e subir de patamar? . E no feminino, seria Iga a nova Henin de back de duas mãos? (mental forte e grande caixa de ferramentas). Acho Osaka interessante mas depressão é muito complicado de melhorar. Parabéns pela cobertura do Slam.

    1. José Nilton Dalcim

      Olha, eu acho a Barty bem mais parecida com a Henin do que a Iga, embora admire demais o tênis dela. Desse grupo que você citou, certamente o Rublev tem maiores chances, até porque tenho gostado de vê-lo se arriscando em algumas chaves de duplas, o que demonstra preocupação em melhor o jogo de rede. Ele joga na potência, mas precisa agregar os voleios.

  18. WILLIAM ALMEIDA

    Berretine tem o pior backhand disparado do top 10 quando é atacado daquele lado não aguenta o tranco. Caso o Roger confirme a vitória vejo ele com boas chances contra Italiano. Claro que para o duelo acontecer os dois precisam vencer seus jogos.

  19. Barocos

    Muito bacanas as jogadas do jovem Musetti, ele é mais um italiano com enorme possibilidade de deslanchar no circuito.

    Novak e Nadal, ao que parece, vão ter os primeiros testes reais no torneio, e justo contra jogadores da novíssima geração. A expectativa é grande, embora eu acredite que os dois veteraníssimos passem pelo teste.

    Saúde e paz.

  20. Carolina

    O Musetti é super divertido! É impossível tirar os olhos da tela quando ele está em quadra e sempre tem emoção quando ele precisa sacar para fechar o jogo. Agora resta esperar pelo confronto contra o Djokovic e torcer por um bom jogo.

    Outra boa surpresa é o ressurgimento da Sloane Stephens. Gostaria de ver ela jogando contra a Swiatek, mas o próximo jogo contra a Krejcikova deve ser complicado.

    Não assisti à nenhum jogo da Krejcikova no torneio, mas ela parece estar em boa fase. Acho que ela jogou contra a Podoroska ano passado, mas não lembro como foi o jogo. Ainda com relação à Krejcikova, ela está jogando simples, duplas e duplas mistas e ainda está viva nas três competições.

  21. José Eduardo Pessanha

    Mestre Dalcim,

    Final será entre o Cotonete e o Tsitsipas, com vitória do grego. Vou até fazer uma fezinha. rs
    Abs

      1. Daniel C

        Até o Dalcim já tá tirando onda das previsões do Pessanha. Mas desta vez estou com ele: Tsitsipas ganha o torneio, só que vencendo o Nadal rs

  22. Efraim Oliveira

    Que olé Nadal acabou de dar no Norrie: chamou ele pra rede com uma curta e depois aplicou um lobby. Um tremendo olé do toureiro Nadal.

    Se o Norrie ficar insistindo na trocação do fundo de quadra vai acabar perdendo o fôlego.

  23. Paulo Almeida

    Jogo tranquilo, assim como o do ano passado. Vai chegar inteiraço na segunda semana, ou seja, qualquer energia despendida do Belgradão já foi reposta.

    Queria que o Djoko se vingasse do Cecchinato, mas vamos de garoto Musetti mesmo nas oitavas.

  24. Luiz Fernando

    Em um set e 3 games do segundo vejo Rafa errando demais, tanto no BH quanto no FH, e vai deixando o inglês vivo na partida. Se estancar os erros ganha fácil…

  25. WILLIAM DE ALMEIDA

    Grande possibilidade de ter o duelo entre djokovic vs nadal, caso o encontro ocorra acredito que será um duelo mais equilibrado em virtude de Paris estar mais rápido na edição 2021.

  26. WILLIAM DE ALMEIDA

    O Djokovic está jogando nível alto, deve ser frustrante jogar contra o sérvio ele não tem buraco nos golpes da base, devolver tudo fundo é um verdadeiro androide o t1000.

  27. Ronildo

    Esse Ricardas Berankis tem cara de anjinho de quadro de parede. Por enquanto o jogo está fácil para o Satanvic cara de mau contra o frágil e delicado Berankis.

    1. Barocos

      Ronildo,

      Nessa eu vou ter que concordar com você, Novaking Satanic é um monstro poderoso que vive a atormentar o sono do craque alpino e de seu rebanho de cabritos monteses. Pior, está parecendo que terão pesadelos com ele por toda a vida.

      :p

      Saúde e paz.

    2. Willian Rodrigues

      “Satanvic”…
      Prezado, tudo bem quanto ao fato de criticarem os gritos e alguns outros comportamentos do sérvio; eventualmente, eu também os desaprovo…
      Mas, relacionar o cara a algo demoníaco, ruim, maldoso…??!
      Too much…

  28. Luiz Fernando

    Que bela apresentação do Dieguito, q parece estar de volta as boas atuações e com certeza vai incomodar os adversários futuros, no mínimo fazendo-os suar bastante. Ao contrario do seu compatriota mais alto, esse não é perdedor…

      1. Luiz Fernando

        Quando eu tenho interesse e possibilidade sim. Agora pra comentar não há necessidade, qualquer um pode fazê-lo, vc é a prova viva disso kkk. Abs.

  29. Efraim Oliveira

    Vamos falar de basquete já que o torneio não está tão interessante… e já que o Lakers caiu fora, vamos Nets!!!

    O jogo do Clippers vs Dallas foi bem apertado; o Jackson quase jogou fora a noite mágica do Kawhi (no 90-88) errando três bolas fáceis após recuperá-la nos rebotes. Doncic simplesmente sumiu no último quarto, e isso pesou na parte decisiva.

    O Kawhi é um craque, tomara que o Dallas vença a série e ele se mande pro Lakers rsrs, AD está bichado e LB parece ter entrado numa decadência maior. É só Kawhi se mudar de um Los Angeles pro outro, e tá tudo certo.

  30. Paulo F.

    Daqui a pouco o Rafa entra em quadra na Suzanne Lenglen.
    Deve ser por que ele, que pouca história tem no torneio, não atrai atenção e mídia.
    O nobre Luiz Fernando tem razão. Aqui é diversão garantida.

  31. Ronildo

    Ainda estupefato pela eliminação do Karatsev e do Rublev pelos limpadores de chaves à serviço de Nadal, Kohlschreiber e Struff. Fico cada vez mais convencido que o circuito mundial de tênis é muito mais do que vemos nas quadras. Principalmente após a desistência vodurática do Shapovalov no período em que estava concentradíssimo, afiando suas armas!

    Mas tudo bem.

    Ao menos podemos apreciar que Tsitsipas está incorporando novos recursos ao seu tênis. Ontem após perder o primeiro set para Isner, quando estava sacando no 3 a 3 do segundo set e ia ser quebrado novamente, incorporou berros ao seu jogo bem ao estilo Djokovic. Resultado: venceu todos os pontos até fechar o game e a partir daí começou a dominar a partida.

  32. Kleber Araujo

    Dalcim, uma curiosidade que notei… desde 2005, quando furou o quali e perdeu na 2a rodada pro Coria, o Djokovic só perdeu em RG pra canhotos ou destros de backhand com uma mão:

    Nadal (canhoto): 06, 07, 08, 12, 13, 14, 20
    Kohlschreiber (one hander): 09
    Melzer (canhoto): 10
    Federer (one hander): 11
    Stan (one hander): 15
    Thiem (one hander): 17, 19
    Cecchinatto (one hander): 18

    O mais curioso é que ele enfrentou ótimos destros de backhand de duas mãos (Ex: Murray, Delpo, Nishikori, Monfils, Tsonga, Bautista, Zverev) ao longo do torneio e nunca perdeu.

    Você acredita que que tem algum aspecto técnico/tático ou é só uma coincidência?

    Dado o histórico, a sequência Cecchinatto/Musetti e Federer é uma preocupação?

    Abs e parabéns pela excelente cobertura.

    1. José Nilton Dalcim

      Dado excelente que você pegou, Kleber. Olha, precisaria estudar com calma para ver se isso é realmente uma tendência ou coincidência. Mas sabemos que os de backhand de uma mão usam muito o slice e que essa bola baixa tira muito da ofensividade do backhand do sérvio. Os canhotos causam outro problema a ele, caso usem o ‘kick-serve’ no forehand do Djoko no lado de iguais, algo que até o Bellucci explorava com grande eficiência. Obrigado pela ótima dica. Abs!

    1. Barocos

      Rogério,

      Fez 1 postagem em cada um dos dois artigos anteriores. Uma etapa do seu périplo de cirurgias atrasou por problemas “extra quadra”, mas parece que continua rumando a passos largos para a conquista do campeonato.

      Saúde e paz.

  33. Rodrigo S. Cruz

    Mas a Kenin eu falei que era feia mesmo.

    Existe algo de tão abjeto nisso?

    assim como falei que são feios:

    o Federer, o Nadal, o Monteiro, o Alcaraz, e a dona Bela (da escolinha do Prof. Raimundo)…

    A minha estupidez em relação à Navarro reside no fato que ela passou por um drama pessoal e se recuperou.

    Mas politicamente correto eu nunca fui mesmo não…

    Como diria o Nélson Piquet:

    ” falo aquilo que eu penso, e às vezes eu me arrependo depois. Se fosse falar só o que os outros gostam, acabaria virando o Emmo que fala BEM de todo mundo”. rs

    1. Paulo F.

      Eu entendi que tu falou APENAS que a Carla é feia e JAMAIS debochou da saúde dela.
      E tu tens razão, a Carla é feia mesmo.

    2. Sérgio Ribeiro

      Falando no sempre ” sincero ” , Piquet . Achei estranho tantos elogios a Verstappen em relação a Lewis . Sua filha está morando com o Holandês … kkkkkkkk. Abs!

    3. Paulo Almeida

      Não, foi mais em relação a ela precisar de uma plástica. Você não tirou sarro da recuperação do câncer, o que teria sido pior ainda.

    4. Éverton

      Você pode ter atitude de babaca. Mas ninguém é obrigado a concordar com você. Quem fala o que quer, ouve o que não quer. Se acha que não deve ser “politicamente correto”, aguente as consequências disso. O mundo já está cheio de babacas como o Piquet, mesmo. Mas eles já não são bem vistos. Ainda bem!

      1. Rodrigo S. Cruz

        Não sei se você é fake (bateu uma dúvida)

        No caso de você ser um, eu quero que você se dane…

        E caso você não seja, eu já me desculpei duas vezes pelo ocorrido e esse assunto está encerrado.

  34. Ernesto

    Sobre o comentário de que Federer poderá atingir a 68@ presença em oitavas de Slam, se alguém puder informar qual é o segundo lugar no ranking agradeço, pois a informação sem o mínimo de comparativo fica vaga.
    Desde já agradeço.

  35. juninho Fonseca

    Dalcim….uma observação Aki……eu não sei pq o Opelka ou o Isner não usam TB o saque por baixo como uma arma para mexer com a cabeça do adversário…….o Medvedev hj jogava lá atrás o devolver o saque do Opelka…e o burro ao invés de perceber isso e jogar curtinho…enfiava a mão e não machucava o Medvedev…….acho q eles tem vergonha ainda do saque por baixo….por isso não treinam e consequentemente não usam……vc imagina se eles…..com aquele tamanho todo….. colocassem mais esse repertório no seu jogo……..se o adversário ficasse em cima da linha……descia o braço…….se eles fossem muito o trás…dava curtinha….. pronto….simples assim!!
    Q q vc acha??
    Acrdita TB que a maioria dos tenistas tem esse preconceito pelo saque por baixo?

    1. José Nilton Dalcim

      Sim, Juninho, acredito que a maioria ainda desaprove o uso dessa alternativa tática, mas tem se mostrado uma variação interessante. Fokina hoje se salvou com ele.. rsrs…

  36. JAN DIAS

    Torcendo pelo encontro de AZARENKA e SERENA. As duas podem não estar + em seu
    auge, mas ambas são aguerridas e quase sempre rendem um jogo disputado. ?

    1. Barocos

      Jan,

      Se isto acontecer, e eu torço para que aconteça, vou torcer para a Vika, que tem minha simpatia há anos.

      De qualquer maneira, toda a dificuldade que a Serena está tendo para se tornar a recordista isolada em números de Slams é exclusivamente culpa dela, tivesse mantido a forma física ideal, este recorde, e muitos outros, já teriam sido batidos há tempos.

      Saúde e paz.

      1. JAN DIAS

        Ah, eu tb vou torcer pra VIKA, gosto muito dela. ??
        E concordo total c/ seu comentário: a Serena passou tempo demais jogando c/
        sobrepeso e agora que o peso se somou à
        idade fica muito difícil pra ela ganhar os SLAM’s…
        Abs,

  37. Luiz Fernando

    Em resposta a uma pessoa q prima pela humildade no blog, pesquisei as vitórias e derrotas do magistral Delbonis na carreira e o q encontrei? Mais derrotas do q vitórias: 130 vs 154. Tenho q reconhecer que aqui algumas pessoas sabem muito de tenis kkkkk. Mas como eu digo, quando estou de mau humor dou uma passada aqui e passa na hora kkkkkk.

    1. Sérgio Ribeiro

      Tu tens um problema sério de interpretação de qualquer texto. Falei pra que tu pesquisasses a Temporada 2021 em que Delbonis possui simplesmente 19 Vitórias no Saibro. Isso e ‘ pouco ? Claro que não. Aprenda a sempre ler o Post . Veja o que foi dito sobre o jogador . Duvido que saibas que foi ele que deu o ponto para os Hermanos conquistarem a Copa Davis pra cima da Croacia em 2016. Possui 3 x 8 com Fognini. E 6 x 2 com Bellucci no seu melhor. Somente perde ? És mesmo uma diversão garantida kkkkkkkk. Abs!

      1. Paulo F.

        Quem falando em problemas de interpretação de textos…
        Aquele que é hors concours neste tema por aqui.

        1. Sérgio Ribeiro

          Tu és uma figura , cara . Faltou o baba ovo mor ( agora inverteu ) , falar que o “ NOBRE “ L. F. sabe interpretar alguma coisa . O guri precisa urgentemente trocar o celular ou ir a um oculista . Ambos sem dúvidas se completam kkkkkkkkkk. Abs!

  38. JAN DIAS

    MEDVEDEV jogou de forma muito consciente e tranquila hoje, mas o jogo c/ o GARIN deve ser longo c/muitos rallys na baseline..

    Se ele vencer RG o NADAL tem um ataque cardíaco..?kkk

    1. Sandro

      Garin é favorito contra o Medvedev no saibro. Se Medvedev passar pelo Garin será uma ZEBRAÇA GALOPANTE…

      1. Sérgio Ribeiro

        Menos , Sandro . Quem faz um comentário deste e’ que está se borrando devido ao Russo poder atingir o N 1 ainda em RG . Cristian Garin é realmente o favorito . O Magistral do L. F. ( não sabia nem quem era o cara ) , desconhecia que o Chileno é um especialista na superfície. Mas Medvedev mostrou recursos de sobra em RG 2021 pra levar o jogo. Muito longe de ser zebra , pelo menos a meu ver. Abs!

      2. JAN DIAS

        Sim, mas os jogos anteriores do GARIN foram muito + desgastantes, então o
        cansaço pode pegar pra ele..

  39. Sandro

    O tênis feminino é uma loucura total, totalmente imprevisível e instável… Gostaria de apostar numa final entre Iswiatek e Azarenka, mas a total falta de coerência no tênis feminino me impede de apostar em qualquer resultado…

  40. Alexandre

    Medvedev tá de olho no n°1…ele sentiu a real possibilidade de ir pra final na chave que está e sabe que existe uma enorme possibilidade do Djokovic parar na semifinal para o Nadal…Tô achando que isso tá dando um gás extra pra ele…

    1. Alice

      Também acho, Alexandre. É a chance de ele se tornar número #1 do mundo e acabar com uma hegemonia de mais de quase 2 décadas…

    2. Alice

      Também acho, Alexandre. É a chance de ele se tornar número #1 do mundo e acabar com uma hegemonia de quase 2 décadas…

  41. Paulo Almeida

    Dalcim e demais membros do Blog, infelizmente terei que manisfestar.

    Eu quis deixar a discussão besta sobre o Agut morrer, pois a tréplica do Bruno, que fica me perseguindo, foi pior ainda. E também ignorei o comentário do cara que não conseguiu aceitar nem com a explanação do Dalcim há um bom tempo que não utilizo nenhum fake. Aliás, nunca precisei ou precisarei desse subterfúgio.

    Eu SEI LÁ quem é João Pedro de Freitas, mas digo que ele se EQUIVOCOU, pois passei a chamar o Bruno de Bruneco (não de Bruninho) DEPOIS que ele passou a me chamar de Paulinho, de forma irônica. Portanto, se alguém fez alguma cópia, esse alguém fui eu, mas claramente não passou de uma “troca de gentilezas”.

    Quanto ao Cruz (o qual não odeio, mas sinto ranço ou algo do tipo), não tiro uma vírgula da minha opinião e acredito que só pediu desculpas porque vários repudiaram seu comentário. Ele já havia chamado a Sofia Kenin de Sofeia Kenin e o Nadal de Kojak, só dos que me recordo agora. Será que não vai chamar nenhuma daquelas pessoas que ficaram indignadas de meu fake também?

    Não cheguei a dar nenhuma aula de francês por aqui: apenas sugeri para quem duvidou de que tenho noções da língua. Fui até o nível intermediário (utilizei o livro Forum), mas já faz alguns anos que parei e posso estar meio enferrujado em alguns aspectos. Se isso incomoda alguém, que estudem ao invés de desdenharem.

    E quanto à questão de humilhar, é impressionante como o cidadão só pega a parte que lhe convém. SEMPRE o Bruno vem me provocar e eu só devolvo a gentileza ou ignoro, ok? Dificilmente cito o cidadão, pois também não gosto dele.

    E pra finalizar, prefiro que nenhum dos dois continue se dirigindo a mim, atitude que será recíproca em caso positivo.

    Grato a todos.

    1. Gildokson

      Calma Paulo, nunca te vi falando tão sério aqui, a maioria dosbteus posts são verdadeiras piadas do tipo Djokovic GOAT ou rei do tênis kkkkkkkkk
      Deixa esse estresse para o próximo massacre que o sérvio deve sofrer na semifinal kkkkkkk

    2. Bruno

      Almeidinha
      Aqui é um blog,vou continuar interagindo com todos,inclusive com vc.
      Nesses 10 anos que participo ,não lembro de ter 1 comentário bloqueado.
      Nunca vi vc ficar indignado quando chamavam Federer de boca murcha ,Costinha.
      Me chamou de homofóbico sem motivo nenhum,o próprio autor do post não concordou e no mais,se eu fosse não estaria interagindo aqui com vc.

      1. Paulo Almeida

        Então no seu caso a reciprocidade será mais complicada.

        Seus comentários podem até passar, mas é difícil achar algum que não seja provocativo ou de mau gosto, como quando debochou do ranking do Otávio. Ali você foi homofóbico e infeliz sim.

        Não vou retribuir a gentileza dessa vez, pois estou de bom humor com a vitória do GOAT.

    3. Paulo F.

      Esse Bruno nem merece comentários, tocaio.
      Fica me chamando de Paulo Google só por quê falando do Sinner tópicos atrás falei da origem alemã/austríaca do mesmo e da mesma origem da região italiana de onde ele é nativo.
      Só que muito do que sei sobre a história germânica é que eu também sou desta origem e muito aprendi sobre a história alemã/austríaca com a minha falecida Oma (vó em alemão).

      1. Paulo Almeida

        Pode crer, xará.

        O conhecimento alheio de algum assunto (pelo menos com quem ele treta) parece incomodá-lo,

          1. Paulo Almeida

            Erro de digitação que eu vi e deixei passar sem errata. O pior mesmo são espaços entre os pontos, sua marca registrada, rs.

  42. Periferia

    O Velho e a Quadra

    Quando Manolin voltou…mais tarde…o velho estava dormindo e o sol já começava a baixar no horizonte.
    O garoto foi buscar uma manta e colocou-a sobre os ombros do velho.
    Eram ombros estranhos…ainda poderosos embora muito velhos…e o pescoço tambem era ainda muito forte.
    Não se via tantas rugas quando estava dormindo assim…com a cabeça descabida para frente.
    Manolin o acordou…chegou o momento…o garoto estava com medo…o velho poderia perder.
    O velho notou..
    – Mas o homem não foi feito para a derrota – disse em voz alta – um homem pode ser destruído, mas nunca derrotado.
    Entretanto…o velho tenista pensava sempre na quadra…como se fosse uma coisa que concedesse ou negasse grandes favores…mas se a quadra praticasse selvagerias ou crueldades era só porque não podia evita-la…
    A dor nao tinha importância para aquele velho.

  43. Jonas

    Alberto, no caso do cidadão que comentou aquela besteira, é pura raiva mesmo, creio eu. Se pensa daquela forma mesmo, não entende nada de tênis.

    Sobre o grego, achei que foi forte mentalmente, deve ser um saco jogar contra o Isner. Foi um bom teste.

    Tudo caminha pra uma SF entre Tsitsipas e Zverev, não acho que o alemão vá se enrolar com o Nishikori.

    Busta pode dar algum trabalho por grego, mas não creio q vença…

  44. Daniel C

    Amanhã eu estou um pouco mais confiante na vitória do Federer, mas nessa fase atual dele podemos esperar qualquer coisa. Enfim, pelo menos será garantia de mais jogadas bonitas mesmo em caso de derrota. Vale a torcida!

    Espero que tenhamos outras partidas interessantes. Estou curioso para ver se o Alcaraz vence mais uma. Mas tirando o jogo do Federer, será um dia bem morno. Nadal deve atropelar e o sérvio irá derrubar ibope como sempre. O ponto alto, se tiver, será um novo chilique ou alguma jogada do Berankis.

  45. Denis

    Dalcim, não sei se é impressão minha mas você não tem achado a edição de RG desse ano um pouco sem graça? Foram bem poucos jogos emocionantes, com poucas surpresas ou zebras ( Thiem e Rublev no masculino e Sabalenka no feminino, considerando as cabeças 1 e 2 tiveram que desistir).

    No masculino Nadal e Djokovic vem passeando em quadra, enquanto Federer, Tsitsipas, Zverev e Medvedev tem ganhado com certa facilidade.

    Grandes jogos até agora que eu acompanhei acho que foram apenas Nishikori x Kachanov, a derrota do Thiem e Navarro x Stephens pelo fator emocional.

    1. José Nilton Dalcim

      Concordo, Denis, não houve um jogo fenomenal, embora alguns tenham sido bem divertidos. Os dois de cinco sets do Nishikori foram legais, assim como o de Fokina hoje.

      1. Denis

        Dalcim, aproveitando o comentário do jogo do Nishikori. O que você acha que aconteceu com o Kachanov? Parecia um jogador tão promissor, mais até que o Medvedev, quando ganhou um master e beliscou uma vaguinha no finals. Mas agora parece que seu jogo estagnou, com várias derrotas nas primeiras rodadas dos principais torneios.

        1. José Nilton Dalcim

          Exatamente isso, Denis. O jogo estagnou. E Rublev corre o mesmo risco, caso não coloque mais elementos no seu jogo. Ficar só tentando definir os pontos lá da base não é a melhor alternativa, porque aos poucos os adversários ‘marcam’ e o tenista fica bem vulnerável.

    2. Efraim Oliveira

      Até o momento o ponto alto do torneio foi o caso da Osaka, e só. Nenhum jogo rendeu tanto assunto quanto isso.

  46. Efraim Oliveira

    Estão deixando Serena e o Medevedv sonharem… nesse caso eu apostaria mais no russo, não acho que a Serena passe das quartas.

    Já estou apostando em Tsitsipas na final.

    1. Sandro

      Concordo contigo que apenas em “sonho” Medevedev ou Serena seriam campeões em Roalnd Garros, porque a realidade é muito mais dura para os dois.
      A vitória de Medvedev e Serena em Roland Garros seria o caos das bancas de apostas…

  47. Teka Moraes

    Roland Garros não está favorável para as top ten. Tem bruxas soltas na WTA, desistências, tretas, lesões, tropeços fatais. Se não acontecer algum azar com Serena, daqui a pouco, quem ganha o torneio serei eu.

  48. Rafael

    Mestre,

    Lembro da vitória do Wild sobre o Fokina no Rio Open. Pouco tempo depois o espanhol decolou e o brasileiro parece estagnado. Cada vez mais eu penso que as características dos brasileiros não se adaptam ao tênis. A parte mental e tática dos brasileiros deixa muito a desejar. São incontáveis os jogos ganhos que Belucci, Feijão, Thiago Monteiro e Wild deixaram escapar. Como vc acha que os brasileiros podem melhorar esse lado. Vc acha que tem alguma relação com as características dos brasileiros? Não é possível. Sempre a mesma história. Jogam como nunca e perdem como sempre.

    1. José Nilton Dalcim

      Fokina também não é um grande exemplo de controle emocional, Rafael. Mas de forma geral acho que falta um trabalho psicológico mais específico, e isso desde o juvenil. Porque geralmente vemos falhas no profissional que parecem oriundas do circuito juvenil.

    2. Rogério R Silva

      Bom dia.
      Perguntei por vc antes de ler os comentários.
      Feliz em te ver por aqui.
      Acredito que está tudo correndo bem.
      Forte abraço.

  49. Evaldo Moreira

    Boa noite,
    Promessas de grandes jogos realmente, e a tendência , é os favoritos avançando para as quartas final;
    Dalcim, tenho duas perguntas:
    1) Se Federer mantiver o ritmo de até o presente momento, as suas chances são grandes, o que achas, você a menção no post anterior, sobre o tenista alemão, eu vou de 60 a 40 % para Roger, e você mestre?
    2) Tsitsipas , jogando demais, e colocaria outro mestre , se permite, o Sinner tá jogando demais, como ter tanta friea assim, quais as expectativas que você , mestre Dalcim tem sobre ele, e se ele chegar no Nadal, acredita que arranca pelo menos 1 set ?. Pois o garoto amadureceu um pouco mais, e está consciente do jogo do Nadal, minha visão de momento.

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que 60-40 é um bom palpite, Evaldo. Quanto ao Sinner, tirar um set do Nadal realmente seria um bom resultado, não vejo no momento chance maior do que essa.

Comentários fechados.