Pessimismo relativo
Por José Nilton Dalcim
18 de maio de 2021 às 18:07

Claro que, quando um tenista de alto nível retorna à competição, o que ele é mais precisa é de muitas horas de quadra e de disputar o máximo de jogos possível. Portanto, perder logo na primeira rodada é uma ducha de água fria.

Mas Roger Federer e seus torcedores não devem ficar pessimistas, a menos que sonhem com algum grande triunfo ainda sobre o saibro, um piso que ele não pisava há dois anos e com apenas duas partidas disputadas nos últimos 16 meses. O suíço, tento certeza, tem os pés no chão.

E por quê? Porque ele não decepcionou na derrota para o espanhol Pablo Andujar, um especialista na terra. Jogou bem solto, meteu a mão na bola o tempo todo com alguns golpes incrivelmente rápidos, mostrou deixadinha afiada e voleios firmes e, acima de qualquer coisa, não teve a menor dificuldade na movimentação.

Mas então como ele foi superado? Em primeiro lugar, porque não sacou bem na maior parte do tempo, apenas 40% de primeiro serviço no set inicial e 63% no decisivo. Depois, exagerou na dose. Forçou demais os golpes o tempo todo, o backhand demorou para achar o tempo certo e as devoluções, sempre agressivas, facilitavam a tarefa do espanhol, que foi consistente nas trocas e usou bem as cruzadas na esquerda do suíço.

Assim como aconteceu em Doha, em março, Federer deveria ter vencido. Abriu 4/2 no terceiro set, perdeu os dois games seguintes no 40-30 e 30-40, chegou a ter iguais no game final quando outra vez quis jogar rápido demais. Minha real impressão é que ele quis jogar no saibro como se estivesse já na grama e talvez, lá no fundo, pretendeu mostrar a todos que estava afiado após tanto treinamento.

Não fiquei frustrado com seu desempenho, apesar da eliminação. Ousaria dizer que Federer deveria até mesmo jogar um dos torneios da próxima semana, em Belgrado ou Parma, para fazer mais jogos. É evidente que ele não tem qualquer pretensão sobre Roland Garros, portanto o que mais vale no momento é achar o ritmo competitivo para estar menos ansioso e quem sabe mais confiante quando chegar a fase da grama.


Comentários
  1. Paulo

    Cada grito do djoko olhando pro irmão kkkkk é óbvio que diz “дупе, рекао сам ЛАКО противници” kkkkkkkkkk. O irmão tem que aprender com os espanhóis kkkkkkkkkk.

    1. Marcelo Costa

      Após Guga, Bellucci foi nosso tenista melhor colocado, nosso tratamento aos esportistas que não são campeões é triste.

  2. Rafael Azevedo

    Dalcim, o que acontece com a cabeça dos tenistas brasileiros?
    Nas últimas semanas foram várias partidas perdidas de virada com quebras às frente e match points. Todos eles (Monteiro, Wild, Menezes, Meligeni).
    Hoje, a derrota de Wild foi osso! E o Menezes quase que toma uma virada histórica. Foi salvo pela chuva (literalmente).
    Acho que não é mais caso para psicologia e sim para a antropologia…rsrs

  3. Paulo Almeida

    DjokoGOAT está muito aliviado com a desistência do freguesaço Shapovalov 6×0 no h2h e agora vai até jogar Belgrado 2 mais solto, kkkkk.

    É cada uma do poeta ultrafanático do Blog…

    1. Ronildo

      Baseado em quê você me chama de ultrafanático Paulo Almeida?
      Como saber se você não seria taxado desta maneira se pessoas isentas lêssem o que você escreve?

      Respondendo a pergunta que fiz para você, eu afirmo que você poderia ser encarado como ultrafanático pela maneira depreciativa que você escreve sobre uma pessoa mundialmente respeitada, denotando sentimentos radicais e destoantes da ampla grande maioria.

      Mas pessoalmente não acho você um fanático, muito menos um ultrafanático.

      1. Paulo Almeida

        Baseado em quase todos os seus comentários. Se não me engano, até chamou o Federer de uma espécie de divindade algum tempo atrás, kkkkk.

        Os fanáticos costumam não se achar fanáticos, assim como os alcoólatras.

        1. Ronildo

          Muito baixo isso da sua parte Paulo Almeida, tentar jogar a pecha que seus comentários lhe rendem sobre outros.

          Jamais me referi a Federer nestes termos no sentido de merecer ser idolatrado por alguém, muito menos por mim.

          1. Paulo Almeida

            Sim, se referiu. Sorte sua que não tenho a paciência e tempo do Luiz Henrique para ficar garimpando todas as publicações.

            Bom, baixeza pra mim foi seu comentário mais abaixo que teve repúdio de vários membros.

            Você é fanático sim. Admita que é mais digno.

    1. José Nilton Dalcim

      Nem acho que o problema dele seja infantilidade, Joaquim. Claro que poderia ter melhor comportamento, mas isso é uma pequena parte. O pior mesmo é a parte emocional. Quantos jogos perdidos com domínio amplo. Claro que a confiança decai a partir daí. Apesar dos chiliques de hoje, ele abriu 6/0 e 5/2, teve match-point com curtinha mal calculada. Ainda assim seguiu até o tiebreak derradeiro. Hoje foi muito frustrante.

  4. Sandra

    Dalcim, voltando o assunto , no qualificatório nenhum grand slam fecha o teto para os simples mortais qdo chove ?

  5. DANILO AFONSO

    Luiz Henrique, só acho que você exagerou em postar várias mensagens antigas aqui do blog de uma vez só.
    Ao todo foram 18 mensagens que vc reportou. É muito! Fica massante e “polui” o blog.
    Sugiro fragmentar esse tipo de conteúdo ao longo dos meses, pois será mais divertido e menos cansativo.

    Saudações Nolistas !!

    1. Luiz Henrique

      Ah, eu tenho uma sequência memorável de pérolas do Léo Gavião na temporada de saibro de 2012. Mas vou postar aos poucos ao longo dos próximos posts kkkk

    2. Paulo Almeida

      Concordo, Danilo.

      Apesar de eu ter dado risadas com os desculpistas esfarrapados de idade que queriam ter aposentado o Big Two na tal idade mágica de 30 anos, o Luiz fez o que chamamos de “flood”, que é equivalente aos tijolos que alguns membros soltam de vez em quando também. Ambos poluem o Blog.

  6. Ronildo

    É o seguinte pessoal: primeiramente muita calma nesta hora!

    Sei que para alguns é difícil entender esta arte de fazer projeções. A quentão é que qualquer detalhe que se diferencia entre as inúmeras variáveis que observamos meticulosamente, seja mudando o grau, velocidade, força, massa, constância, relação binomial ou múltipla com outros elementos, pode mudar o curso de uma previsão. Para simplificar: é como prever o tempo limitado pela simples observação ocular. O tempo pode fechar o abrir repentinamente, como vocês bem sabem. Então não há motivos para espanto. Tênis é tão envolvente que alguns não se contentam apenas em observar, gostam também de prever os próximos acontecimentos. A tendência é uma, porém a consumação pode ser outra! É fantástico!

  7. Rodrigo S. Cruz

    Que coisa incompreensível – depois do Shapovalov fazer uma preparação tão firme no saibro, quase ganhando do imbatível Nadal, anuncia sem mais nem menos que está fora da competição.

    O rei de RG agradece – é um a menos com potencial de impedir o espanhol de quebrar o recorde do Federer…

  8. Barocos

    Luiz Fernando,

    Errar é humano, perdoar é divino e achincalhar é diabólico. Como diz o ditado: a vingança é um prato que se come frio, mas o que se faz com o garfo e a faca é inteiramente ao gosto do freguês, alguns optam por utilizá-los no garçom.

    ?

    Saúde e paz

  9. Luiz Henrique

    Sawyer
    26/01/2012
    Acho que o Nadal, não chega aos 16….acho que ele supera Roy Emerson…ou seja mais 3 Slams(Roland Garros)…..não é por nada, é impossivel, ele chegar aos 28 anos, daquele jeito…e isso tem uma diferença(25 até os 28)

  10. Luiz Henrique

    Tem outra interessante, Leo Gavião elogiando Nadal kkkk

    Leo Gavio
    25/01/2012
    Sobre o Murray sacar melhor que o Djokovic eu discordo, ele saca mais forte, mas o djokovic
    tem um saque mais completo e o usa com qualidade em momentos criticos.
    Sacar bem não é só dar pancadas fortes quando o momento esta tranquilo.
    Maria B.
    Nadal é fanbtastico, melhor do que ler esses livros de auto-ajuda é conhecer (e que acompanha melhor ainda) a historia do Nadal no tenis.

  11. Luiz Henrique

    Achei outra legal, mas essa foi no blog do paulo cleto:

    Daniel Toledo
    5/06/2011
    Deuses do tênis e do talento ajudando. Tomara que de tempo pra Federer colocar a cabeça no lugar, talento ser terrotado em qualquer esporte e área me machuca demais.
    Djoko bater Nadal em 4 finais seguidas não tem preço,
    Mesmo que Fededer tenha bloqueios contra Nadal, sempre será o mais talentoso e o maor.
    Nadal em alguns anos sem pernas = jogador comum, quero ver Nadal com 29 anos (idade de Federer). como vai ser bom ver esse cara sendo surrado, provando que o talento sempre prevalece, não canso de repetir isso.

    1. Jonas

      A época em que os torcedores do Federer curtiam o Djoko, rs.
      Era bem conveniente, o sérvio era um átomo na corrida pelo GOAT em 2011, mas estava de certa forma ajudando Federer, já que entubou Nadal em 7 finais seguidas…
      Com o passar dos anos o Djoko foi se aproximando mais, ganhando mais até que não teve como, passou a ser odiado.
      Hoje o sérvio já é recordista de semanas como número 1, o que na época era tido como impossível pelos torcedores do Federer.

      1. Sérgio Ribeiro

        Como é que tu sabes , caríssimo Jonas ? . Não fazias parte do Blog e estavam bem longe de inaugurar a Kombi ” Turbinada ” kkkkkkkk. Abs!

      2. Paulo Almeida

        Djokovic foi o único capaz de parar Nadal na época e teve de fato simpatia dos federistas, embora seu ídolo tivesse começado a apanhar sistematicamente também, com um 4×1 no h2h em 2011.

        O problema maior, como já disse várias vezes, foi aquela sequência de vitórias do sérvio em Majors de Wimbledon 2014 a Australian Open 2016, o que fez com que tomassem ódio profundo do sérvio.

        1. Jonas

          Sim, podemos perceber pelo que esse cara escreveu, torcedor do Federer nem reclamava do Djokovic.
          O Federer tinha boa vantagem sobre o sérvio inclusive no H2H, mas contra Nadal o suíço carregava um retrospecto bizarro, que só foi ser amenizado a partir de 2017. Imagina quanto ódio esses caras tinham pelo Nadal, durante anos.
          Foi só o Djoko mexer com o Federer que virou “o arrogante”, “o dopado”, kkkkk…

      3. Jonas

        Sei porque mensagens do tipo que o colega trouxe eram frequentes. Inclusive lembro desse cara do antigo blog do Cleto. Era um chorão que odiava o Nadal.

    2. Luiz Fernando

      Esse post demonstra outra coisa: Djoko quando não incomodava as federetes era ídolo deles, era o cara terceirizado pra vencer o Nadal, algo q o Federer não conseguia. Depois, tudo se inverteu, pois viram q o cara veio pra disputar os principais recordes do esporte com os outros dois, e hj ele é mais odiado (sim, odiado sim) por essa turma do q o Nadal; inventaram até uma balela q o número de winners valia mais do q sets para contestar o sérvio, algo inimaginável em qualquer ambiente sadio q discuta tenis, precisa falar mais?

      1. Sérgio Ribeiro

        Somente não sei porque o nobre L . H . está te poupando com as tuas inesquecíveis pérolas junto com o M C Farmacêutico. Errastes todas as previsões sobre o ” Aposentado ” desde 2013 kkkkkkkkkk. Abs!

        1. Luiz Fernando

          Aqui sempre foi diversão garantida provocando vcs e vendo as reações histéricas. Aliás, está desta forma até hoje kkk…

    3. Sérgio Ribeiro

      Ué e o P. Cleto deixou passar rs ? . Era o próprio que dizia que o cara de estilo blaze’ que irritava , e com seu ” cabelinho” , não teria vida longa . Ao contrário do ” Animal ” rs . Pelo jeito ambos erraram e muito kkkkkkkk. Abs!

  12. Rafael Azevedo

    Esse título do Tsitsipas em Lyon não é apenas um troféu, uma premiação e uns pontinhos a mais no ranking, mas é a demonstração que ele está alcançando a tão exaltada consistência dos grandes campeões (ao contrário do Zeverev).
    Ele era o favorito a vencer e venceu. Mostrou que está com confiança e concentração suficientes para não perder jogo bobo.
    Ou seja, parece que Nadal e Djokovic, se quiserem vencer os grandes torneios, terão que lutar para vencer o grego, pois parece ele não vai mais cair precocemente para adversários menos gabaritados.
    E tomando os últimos duelos entre eles, acredito que teremos grandes embates nos grandes torneios.

  13. Sandra

    Dalcim , como é tudo confuso em razão da Covid , já tivemos jogos em Roland garros com o teto fechado ? Se teve não estou me lembrando !

      1. Luiz Fernando

        Lembro muito, e os caras sofriam demais mesmo com as vitórias do Nadal. Outra coisa engraçadíssima foi quando eu comecei a chamar o Federer de “aposentado”, ele tinha uns 30 anos, os caras ficavam malucos, fizeram comigo exatamente o q fazem hoje com o Paulo Almeida kkkk.

        1. Sérgio Ribeiro

          Nada disso L F , ou melhor , você pode sim se comparar ao P. A.. Um cara que chama alguém de Aposentado e Cansadão em 2013 , prevendo que somente venceria dali pra frente quiNHENTINHOS e 250Tinhas ( Roger passou a Temporada toda lesionado ) , e como os caras estão sofrendo… e Terminando em 2017 com “ Odeio Roger Federer “ , o que acho não passa na moderação rs . Ser amiguinho de um maluco que chama o Terceiro em SLAM , o Segundo em FINALS , com menos Títulos no Geral de “ goat “ , somente por possuir o número de Semanas não CONSECUTIVAS ? . Convenhamos que são dois ….deixa pra lá que o Dalcim anda pegando muito no meu pé rs . Abs!

  14. Maurício Luís *

    Que pena que a Bia Maia não conseguiu entrar no quali de Roland Garros. Merecia, se considerarmos a evolução no ranking. O maior problema dela é nao ser francesa. Pais de terceiro mundo… só se LIXA. O país, o povo… nada dá certo.
    O Bellucci, eu o admiro pela persistência. Tá pagando pra jogar, agora pega covid… E já não é nenhum garotinho, não lhe resta muito tempo não. Mas continuo torcendo por ele.

  15. Ronildo

    Agora que Shapovalov estava aumentando o nível acontece esse problema no ombro. A conhecida sorte de Djokovic e Nadal já está atuando antes mesmo de RG começar.

    1. Luiz Fernando

      Aqui é ou não é diversão garantida? Os torcedores do Nadal e do Djoko já podem dormir mais tranquilos, o cara q eliminaria os dois está fora de RG kkkkkk…

      1. Paulo F.

        Hahahahahahaha !!
        Eu adoro teus argumentos contra as bobagens proferidas pelos torcedores do Federer.
        Tamo junto, nobre Luiz!
        Abraço e ótima semana.

        1. Sérgio Ribeiro

          Tamos juntos de que , baba ovo ? . Quem vai bater o Servio é o Espanhol . Já sei. Fazemos parte do TUDO menos Roger Federer . O incrível é que já são bem grandinhos Kkkkkk. Abs!

      2. Rodrigo S. Cruz

        Ninguém disse que o Shapovalov eliminaria os dois.

        E sim que o canadense se mostrou um adversário respeitável, no saibro, já que ficou muito próximo de derrotar o Nadal.

    2. Miguel BsB

      Ronildo, o Nadal pode até não ganhar esse próximo RG, (algo muitíssimo improvável), mas não será um jogador de backhand de uma mão que irá vencê-lo lá, como jamais conseguiram Puerta, Federer, Thiem e Wawrinka…
      Mesmo o Tsisipas, na grande fase que tá, vai ser mais um onehander a ficar pelo caminho se encontrar o Touro Miúra…

      1. Sérgio Ribeiro

        Não tenha dúvidas , Miguel . Basta ver o que STAMIMAL aprontou no Auge por lá com o Touro . E olha que Novak ele bateu em Final …Abs!

  16. Luiz Henrique

    João ando12 de junho de 2017 às 19:51
    O touro para em 3/4 anos. Ha o Leão que eu imagino seja o Roger em 5/6 anos

    André Luiz12 de junho de 2017 às 13:27
    Sério que tem nêgo que ainda acredita nessa possibilidade de Rafa ultrapassar os majors de Federer?

    1. João ando

      Luiz Henrique 2021 ainda nao acabou mas realmente errei em relação ao Nadal que deve jogar mais três anos .já Roger deve parar em 2021 logos depois das olimpíadas e de Wimbledon

  17. Luiz Henrique

    Essa é imperdível!!!!!!!!!!

    Marquinhos13 de junho de 2017 às 00:41
    Uma caracteristica semelhantes das torcidas de Nadal e Novak: A ilusão. Alguns diziam que Nole dominaria o ranking pelos próximos três anos(kkkkkk) e agora tem Nadalete dizendo que Nadal vencerá RG pelos próximos três anos. Alôoooooo!! Não esqueçam que o espanhol ficou quase três anos sem vencer slam, e tem um vasto histórico de lesões, pelo seu estilo físico de jogo. Com a carga excessiva de jogos esse ano, a chance de lesões é muito grande, ainda mais porque ele não tem mais 25 anos. O tênis é uma montanha russa. Um dia se está por cima, e no outro, por baixo.
    Para não dizerem que eu cai em contradição, por dizer que Federer vencerá tudo até o final do ano. digo que Roger só vencerá se manter o mesmo nível de jogo do começo do ano. Para o ano que vem, sem previsões. Mas lembrando que, diferente de Novak e Nadal, Roger é mais técnico que os dois e depende muito menos do físico.

    1. Maurício Luís *

      Realmente, nem precisa pesquisar muito pra achar “pérolas” aos montes. Porque o que não falta aqui neste blog é internauta querendo dar uma de vidente.

      1. Maurício Luís *

        A única diferença é que alguns tem a humildade de escrever “eu acho”, “talvez”, “se não houver imprevisto”. E outros afirmam categoricamente o que é que vai acontecer, com ar doutoral, sem a mínima modéstia. Acho que pensam que fazendo assim, podem controlar o futuro. Não podem.

  18. Luiz Henrique

    Mais uma legal:

    Fernando Filho11 de maio de 2017 às 19:58
    É… A era “Big Three + Murray” está mesmo chegando ao fim. Federer caminhando para a aposentadoria; Nadal está bem, mas também não é nenhum garoto; Djokovic e Murray perdidos, estando à beira dos 30 anos…
    Até 2020 o Zverev pega a liderança do ranking.

    1. Jonas

      Essa foi até compreensível, em maio de 2017 o Djoko era um aposentado praticamente, totalmente acomodado e ainda tinha lesão no cotovelo. Murray também horrível.
      Federer vinha bem, mas tava com 35 anos, ninguém sabia até onde aguentava.
      Só o Nadal mesmo que considerei erro feio.

  19. Luiz Henrique

    Outra espetacular:

    Marcello Campelo11 de junho de 2013 às 21:29
    Quanta sensatez! Obrigado, Flavio!
    Vamos aguardar para acompanhar de perto se Nadal ganhará GS aos 31 anos e voltará à posição de número 1 com a mesma idade. Assim faremos a ansiosa comparação.
    Abraço!

  20. Luiz Henrique

    Uma muito boa do José Eduardo Pessanha:

    Rafael Wuthrich8 de junho de 2013 às 14:59
    Chuto que Nadal chegará aos 20 Slams. Depois de ontem, é só questão de tempo, infelizxmente.
    Responder ↓
    1. José Eduardo Pessanha8 de junho de 2013 às 22:01
    Impossível. No máximo ganhas esse RG e o do ano que vem. E para por aí.

  21. Luiz Henrique

    Mais uma ótima aqui

    Marquinho8 de junho de 2013 às 04:18
    Ainda bem que os titulos do baloeiro provavelmente se encerrarão por aqui. Fazem 2 anos que o” cutucador” não vence nada fora do saibro e provávelmente será surrado por Novak e outros daqui até o final do ano.

    Aí alguns meses depois o cara ganha Canadá, CInci e USO

  22. Luiz Henrique

    Até o Dalcim as vezes erra nos palpites, mas pelo menos ele só arrisca quando perguntado, kkkk

    ANDREI8 de junho de 2013 às 10:25
    Dalcim,você acha que Nadal vai ganhar mais titulos que Federer?F ederer tem 76 se não me engano,e Nadal tá chegando e tem 27 anos.e você acha que Nadal vai ganhar mais de 17 grand slam?
    Responder ↓
    1. José Nilton Dalcim8 de junho de 2013 às 15:32
    Não, não acho.

  23. Luiz Henrique

    Mais uma espetacular:

    Lucas Mendes16 de março de 2013 às 16:51
    É óbvio! Ele não tem mais 26 anos. Ou você acha que Djoko, Nadal, Murray e Delpo terão volume de jogo com 31 anos? Com certeza ele “hoje” depende mais do que nunca do 1 serviço. Você não acha que o Nadal vai aprimorar mais ainda o 1 serviço? Daqui 2 anos ele vai depender muito dele.

  24. Luiz Henrique

    Olha essa sequência épica aqui, kkkk:

    1. Henrique Farinha4 de março de 2013 às 22:33
    Mario, eu não torço por nenhum tenista, e sim pelo tênis. Não persigo ninguém, apenas analiso fatos. Nadal é um cara extremamente necessário para o cenário atual, pois aumenta a competitividade do circuito. A questão é que a contusão dele é limitadora para qualquer um, especialmente para alguém com esse estilo. Tenho contato com médicos que, inclusive, viram os exames dele e disseram que a vida como jogador de alto nível, infelizmente, não será longa. E, definitivamente, não creio que um cara aguerrido como ele aceite não ser mais top, ou não ter condições de lutar de igual para igual. Acredito que, se ele se vir nessa situação, abandonará. O que espero que não aconteça, pois seria uma perda muito grande. Analisar sob esse ponto de vista quase clubística, como se fosse futebol e para patrulhar os outros, como vc faz, é uma coisa muito chata. Tênis, felizmente, é bem mais do que isso.
    Responder ↓
    1. Anti anti-jogo4 de março de 2013 às 23:53
    “Tenho contato com médicos que, inclusive, viram os exames dele “. Puxa!
    Responder ↓
    Gilson5 de março de 2013 às 20:09
    Médicos que viram os exames dele?????? Kkkkkkkkk há pegadinha do malandro….kkkk
    Responder ↓
    1. APOLO6 de março de 2013 às 14:07
    Eu tenho a radiografia e vou mandar para o Dalcim publicar kkkkkkk

  25. Luiz Henrique

    Tem umas antigas boas tb
    Olha essa:

    16/06/2008 01:13
    [Tiago Tavares]
    p/ Marcos Krabbe Ganhar em RG é uma coisa, ganhar em Queen sem Federer é outra coisa, mas ganhar do PENTACAMPEÃO-SEGUIDO de Wimbledon já é um grande sonho. Se o Federer nao pode sonhar ganhar do Nadal no saibro, na grama é o inverso, que o diga Maria Ancic ultimo vencedor na grama(EM 2002 hahahaha).E me diga em que canal voce viu Nadal ATROPELAR Roddick/Djokovic, pois eu vi um jogo parelho, e Nadal perdeu Sets para jogadores que só sabem sacar como o Karlovic, ganhou varias no Tie-break, perdeu Set para japa desconhecido. Então fãs de Nadal, é fato que o mesmo merece ser o NUMERO 02 sem duvida, Djokovic ainda nao esta no mesmo nivel. Mas dai a dominancia do Federer ser interrompida esta meio longe,como chamam por ae a MALDIÇÃO DO SEGUNDO SEMESTRE esta chegando, logo se Federer chega a Wimbledon como numero 01, só nos Master Series 2009 ele poderá perder o numero, ESCREVAM

  26. Luiz Henrique

    Achei mais algumas bem legais do Ronildo, rsrs

    Ronildo
    9 de setembro de 2019 às 11:14
    Parabéns ao Nadal por ter mostrado ao mundo o quão difícil é ganhar um Slam. Tanto é que Dei Potro só tem 1.

    É o seguinte gente: Roger Federer tem os maiores recordes ainda e aos 37 quase ganhou Wimbledom. Porém, se vai ser difícil para Federer ganhar outro Slam, o mesmo vale para Nadal e Djokovic. Afinal Medvedev era o menos cotado e mostrou para os outros o caminho das pedras. Nesta hora estão todos treinando com o único objetivo de serem o próximo Medvedev e até melhor em nível. Vamos ver como Djokovic vai voltar depois que acabar o tratamento com tarja preta a que se submeteu depois de ter seu mental destruído por Medvedev. Vamos ver também como aquele que disse que trocaria todos seus slans por um joelho bom voltará depois da conquista de ontem. Ele já está com o joelho bom e não precisou trocar por seus slans, será que vai colocar tudo em risco atrás de um recorde para seu ego?

    Por falar em recorde, cadê aquele ímpeto em contar as semanas para Djokovic superar Federer no topo do ranking?

    Ronildo
    11 de setembro de 2019 às 10:37
    Sim, é só esperar pra ver. Falei isso levando em consideração as últimas notícias sobre Djokovic. Você acredita que Djokovic vai voltar de lesão dominando tudo com a idade que tem e com a correria necessária para dominar uma partida como é sua característica? Por outro lado, se Nadal chegar na final em RG contra Thiem, desta vez perde. Só que antes da final haverá outros bons tenistas mais jovens para confrontar o jogador de 34 anos e que também sempre foi dependente de uma bela correria para se impor.

    Ronildo
    10 de setembro de 2019 às 11:32
    Em 2020 Thiem vai se concentrar mais ainda no que é melhor. À partir de agora Tsitsipas vai estar mordido com o sucesso de Medvedev. Shapovalov está calibrando seus recursos. Aliassime vai estar mais seguro. Zverev já mostrou sua capacidade. Vai chegar a hora em que Kirgios vai superar a adolescência, pode ser em 2020 também.

    Quando Djokovic voltar já estará com 33, acredito. Nadal fará 34 em 2020. E Federer ainda tem “gás” economizado para queimar.

    Ronildo
    10 de setembro de 2019 às 11:18
    Repetindo: quero ver alguém quebrar o recorde de Federer em números de semanas ou de slans!!!

    O problema físico de Djokovic não ensina nada a ninguém?

    Tênis é um esporte que chega a ser excruciante!

    Não tem como um jogador se poupar para vencer um torneio!

    Futebol, ao contrário, só para comparar, dá pra ficar na moita em algumas partidas. Dá até para pedir para não ser escalado.

    Roger Federer perdeu inúmeras partidas na carreira porquê nunca quis “se matar” em quadra. Alguém já viu ele se jogar em algum lance?
    Em 2020 considero Roger Federer mais favorito em Wimbledom do que Rafael Nadal em RG.

  27. Groff

    Dalcim, não gosto muito de usar o espaço pra isso, mas deixa eu ser o primeiro São Paulino a te dar os parabéns pelo segundo lugar. Ótima campanha a de vocês. XD

    1. José Nilton Dalcim

      Parabéns a vocês, Groff. Deve ser magnífico furar a fila de 16 anos para conquistar o Paulistão! Mas foi merecido, São Paulo teve campanha muito superior no torneio.

      1. Groff

        Hahahahah, boa! Mas pode falar paulistinha mesmo. Faz tempo que acho esses estaduais uma grande bobagem. O São Paulo ficar 16 anos sem ganhá-lo, isso é que é uma vergonha. Vocês estão bem. Abraços!!

        1. Paulo F.

          Groff, desculpa minha intromissão no diálogo, mas vou dar minha opinião:
          – Estaduais são um atraso de vida e só mesmo num país atrasado igual ao nosso para existir estes malditos certames de províncias.
          Ou alguém vê o PSG disputar o Campeonato de Île-de-France, por exemplo?

          1. Sérgio Ribeiro

            Errado como sempre : O Brasil é um país CONTINENTAL. E os Estaduais servem como geradores de emprego e como celeiros de craques. Fazem a alegria da galera que não tem acesso à Série A do Brasileiro onde apenas UM terá o Título. Este domingo em TODO o país provou que está tese não cola . Viva o FLA x FLU o Clássico que no Estadual de 1963 possui o recorde MUNDIAL de pagantes num Estádio de FUTEBOL. Abs!

          2. Groff

            Concordo totalmente, Paulo, e discordo do caro Sérgio: ainda que os estaduais possam servir para o acesso de times menores, a estrutura que equipara esses campeonatos a outros de maior importância dentro do calendário, inclusive modulando o início do Brasileiro para que não comece antes do fim dos locais, é o fim da picada. Isso sem falar nas “federações”, que de federações não têm nada e vivem à base de um coronelismo absurdo e inaceitável, mas para as quais os clubes baixam a cabeça e não se unem para tentar um confronto. O certo seria, para manter a tradição, ter os estaduais de “série A” como um quadrangular que envolvesse os melhores times do interior em fases prévias com ou todos os quatro grandes (no caso de São Paulo) ou com dois deles que tivessem, por exemplo, feito campanha de sucesso em algum regional prévio (como um Rio-São Paulo, por exemplo), apenas para manter a possibilidade de título estadual e que não durasse mais do que algumas semanas. Mas manter os estaduais rodando por vários meses, envolvendo todos os grandes além de tudo, não dá. Abraços!

      2. Luis

        Dalcim legal título Sp sou Tricolor acho foi merecido Crespo indo bem, emoção parecida foi 20 Slam Federer rs

  28. Ruy Machado

    Deu a lógica em Lyon com a vitória de Tsitsipas. Até o momento, foi o cara que mais teve vitórias na temporada e vem, na minha opinião, como terceira força para conquistar RG. Bom Domingo e saudações rubro negras! Mais um título para a conta, apesar do Ceni fazer de tudo para atrapalhar o Mengão… Rsrsrs

    1. Jonas

      Nunca vi torcedor tão chorão quanto o do Flamengo.
      Deveriam trazer o Abel Braga, Renato Gaúcho, Luxemburgo…excelentes técnicos kkkkk.
      Nada está bom pra vocês, incrível.

      1. Ruy Machado

        ????Jonas, meu nobre! Não acho o Ceni um treinador ruim, mas precisa esquecer que o Arão é zagueiro e colocar ele como volante! Ali, ele protege melhor o sistema defensivo do Flamengo. Tem tomado gol demais nos últimos tempos. Sorte que o ataque tem resolvido, mesmo com Everton Ribeiro longe de sua melhor forma! Nem me importo se ele vai colocar Bruno Viana ou Gustavo Henrique mas deixa o Arão de volante… Abc

        1. Sérgio Ribeiro

          A zaga titular era Rodrigo Caio e o excelente Pablo Mari. Foi assim que Jorge Jesus jogou. Quando Ceni chegou Pablo já tinha se mandado , e Rodrigo direto no departamento médico, caro Ruy . Os dois grandões contratados não deram conta do recado. Erravam sem parar . Recuar Arão pra zaga e botar Diego pra melhorar a saída de bola foi o melhor pro momento. Tiramos 7 pontos do São Paulo e 4 do Inter . Fomos o Time mais regular e levamos o Título mesmo com derrota na última rodada . Na boa , essa turminha que o parceiro acompanha na Internet não sabe nada de bola . Rogério e’ um vencedor . Tem estrela e ontem amassou o Tricolor Carioca . Na próxima será o Paulista . Podes crer rs . Abs!

          1. Ruy Machado

            Fala, Sérgio! SRN! A única turma da internet que acompanho é aqui no blog… Que o Ceni é um vencedor, não tenho dúvidas… Como jogador! Em sua carreira de treinador, eu gostaria de saber o que ele ganhou de relevante até chegar no Flamengo, que estava praticamente com o time base de 2019. Talvez, pelo fato de ter ficado mal acostumado com as campanhas do Rubro Negro nos últimos dois anos, eu tenha criticado sua armação. Mas estou longe de dizer que ele não fez o melhor NESSE MOMENTO como vc mesmo postou. Mas é o ideal? Pode ser que ele (e vc) estejam certos. Mas amassar o tricolor era para ter feito no jogo anterior e deixou para sofrer até o último instante. Mas vamos lá! Espero estar errado e que o Ceni continue a fazer o Flamengo uma máquina de títulos! A conferir…. Rsrsrs… Abc!

          2. Sérgio Ribeiro

            No São Paulo mandaram embora rápido , o Cruzeiro idem e caiu pra terceira divisão, o Fortaleza ganhou a Copa do Nordeste e fez ótima campanha na Série A . O portuga do Palmeiras tinha ganho o que ? . Foi o jogador que nos seus 25 anos de carreira jogou mais a Libertadores do que qualquer outro . Achar que um excepcional Goleiro não sabe orientar uma defesa e’ não conhecer o Esporte amigo … Abs!

  29. Periferia

    Tribos

    Na Casa Branca todos estavam preocupados.
    Biden andava de um lado para outro.
    A preocupação era os conflitos no Blog do Tênis.
    Foi chamado o Secretário de Estado e o embaixador do Brasil (país onde ficava o Blog do Tênis).
    Biden foi logo dizendo:
    – Precisamos tomar medidas duras para conter os conflitos.
    O Secretário de Estado percebendo a irritação do presidente disse:
    – Vou tentar abrir um canal de comunicação com a população do Blog…quem sabe a CIA não consiga fazer algo…
    O Embaixador americano no Brasil não tinha o mesmo otimismo.
    – Acho que não vai adiantar…o pessoal do Blog é teimoso…sao várias tribos…tem tribo da Helvécia..da Servia…a do Touro…e todos muito combativos ….guerreiros…lutarão até o último homem.
    Biden suava precisava fazer algo…precisava mandar um recado para o mundo…ponderou…e disse:
    Vamos resolver a situação….que lugar fica esse Blog?
    -No Brasil…disse o Secretário de Estado.
    O Presidente olhou para seus assistentes e tascou…
    – Mande bombardear a capital deles….será um recado claro para todos os Blogs rebaldes.

    No outro dia…Buenos Aires estava destruída.

  30. Luiz Henrique

    Achei um comentário bem interessante do RONILDO em 2018:

    Ronildo11 de junho de 2018 às 19:19
    Eu não acredito que Rafael Nadal vai ganhar outro slam. Não é que eu queira ser polêmico! Talvez nem o Federer ganhe mais um, afinal ele possui 37 anos. Essa partida do Federer contre o Zverev mais velho é muita complicada, Micha Zverev jogou bem até no saibro, imagina então na grama!
    Porém, quanto ao Nadal, as coisas mudam muito rapidamente de um ano para outro no tênis e os tenistas mais jovens também evoluem rapidamente. A tendência para RG 2019 é que Thiem esteja mais afiado e Nadal naturalmente mais desgastado, sem falar na evolução de outros tenistas como foi dito antes.
    Para mim Nadal pára definitivamente nos 17 slans.

      1. Luiz Henrique

        Kkkk, tem pérola até não acabar mais, eu só lamento que não da mais pra ler o arquivo de 2006 a 2012

    1. Ronildo

      Luiz Henrique, a tendência que parecia irreversível, tornou-se reversível. Ainda troquei as palavras: queria dizer Zverev mais novo e disse mais velho.

      Mas como todos podem notar, para mim nem Federer ganharia mais slans.

      Antes do Big 3, quem tinha ganhado slans depois dos 30? Acho que foram Pete Sampras, André Agassi, Jimmy Connors e Rod Laver, que eu me lembre.

      1. Ronildo

        Por incrível que pareça era o Zverev mais velho mesmo. Devia ser uma partida de Halle ou Wimbledom. Zverev estáva super bem e é um exímio voleador. Se for uma partida de Wimbledon apenas atesta como foi excepcional a campanha de Federer em Wimbledom 2019. Com 38 anos ficou a 1 ponto de ser campeão.

    2. Sandro

      Boa Tarde Luiz Henrique, você foi cirúrgico! Esse é o típico comentário do oráculo da MÃE DINAH

  31. Cassio Carvalho

    O Roger mesmo disse que pensou em parar, mas preferiu seguir, quando ganhou do Nadal o título no AO2017.Dessa forma, confirmando que o comentario do “Corretja” estaria “correto” kkk. Mas ele achou que seguir seria uma boa. E ganhou mais dois slams… Sendo assim, seria uma pena ter parado. Mas eu acho que aquele W2019 se ele ganhasse, ele parava. O Djoko não deixou ele tocar essa gloria máxima. Ele tinha ganho do Nadal e ficou a 2 pontos de finalizar o Nole. A dois pontos de aposentar. Por isso deve ter pesado ainda mais… Ele está tentando reescrever isso de outra forma. Mais tenho forte intuição de que essa foi a “historia” impedida pelo Nole. O Roger já nao estaria no circuito. Nem se operaria para tentar a ultima chance. Mas ele chegou muito perto desse feito, Rafa, Nole em Wimbledon aos 39 anos. Muito perto. Essa é a historia que temos hoje. E graças ao Nole, para bem e para mal, temos um pouco mais de Roger Federer no circuito.

      1. Sérgio Ribeiro

        Errado : Roger Federer jamais pensou em largar os Japoneses na mão antes das Olimpíadas de Tóquio. Ele iria levar toda a família a pedido de Mirka . A sensação que eu tenho é que vocês acompanham um Circuito paralelo rs . Aliás , ATP 250 de Belgrado 1 + ATP 250 de Belgrado 2 = ATP 500 de Barcelona = ATP 500 da Basiléia = ATP 500 de Halle = ATP 500 de Queen’s . Como somente participa dos importantes , segundo a informadissima Turma da Kombi , ele só disputa os dois primeiros rs . Pra seu azar o RUSSO se inscreveu novamente no ATP 250 2 , a revanche kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Abs!

  32. Fernando Brack

    Se Nadal ganha RG 21, serão 14 títulos lá. O mesmo número da outrora insuperável coleção de Sampras.
    Isso por si só já será um feito dos mais avassaladores em qualquer esporte.

  33. Fernando Brack

    Sou federista, mas o meu pessimismo é total. Federer não ganha mais nada e deve cuidar muito para não ter um final de carreira dos mais melancólicos. Essa última longa parada foi fatal para quaisquer pretensões de título, mesmo em torneios menores.
    Estou à espera do ogro levantar mais um caneco em RG para declará-lo em definitivo como o maior tenista que já pisou numa quadra. Ele não deve perder a oportunidade de realizar essa mega super ultra façanha. Só a sua ansiedade poderá impedi-lo.
    E será que a austríaca Barbara Schett acerta na Mega Sena? Basta que Djokovic termine a carreira como recordista de Slams.

    1. Ronildo

      Eu aprecio tênis deste os primeiros títulos de Pete Sampras. Gustavo Kuerten ajudou mais ainda a aumentar minha paixão por tênis. Lembro de ouvir jogos do Guga transmitido pela Rádio Gaúcha. Uma delas foi a partida entre Gustavo Kuerten e Max Myrni. Roger Federer elevou a popularidade do tênis de maneira magnífica. Outro que acrescentou popularidade foi Rafael Nadal.

      Quanto ao recorde de Federer de slans que foi alcançado por Nadal, não acredito que Rafa vai bater.

    2. Sérgio Ribeiro

      Maior Tenista que já pisou numa quadra … de Saibro rs . Nas outras o Espanhol precisa comer ainda muito arroz com feijão rs . Já o parceiro foi um eterno pessimista desde o primórdios deste Blog . Se Roger tivesse lhe escutado já teria parado em 2013 aos 32 . kkkkkkkkkkkk. Abs!

      1. Sérgio Ribeiro

        Ps . Depois daquela terrível lesão nas Costas em 2013 , o Craque Suíço somente passou Sampras em WiMBLEDON 2017 ( 8 x 7 ) rs . Abs!

  34. Luiz Fernando

    Antes q eu me esqueça, vou concordar c o Ronildo em uma afirmação: também não acredito de forma alguma em um domínio de Rafa e Djoko por mais 5 anos…

      1. Ronildo

        Na verdade este é o último ano de domínio deles é Djokovic perderá o número 1 no mais tardar no próximo AO. Mas creio que já no final do ano haverá um outro número 1.

    1. Jonas

      mas aí é querer demais, Nadal nem deve jogar daqui a 5 anos, vai ser quarentão já ????, sem condições.
      Acho q o Nadal vai parar de jogar dentro de 2 anos, Djoko talvez fique por mais uns 3, 4 anos jogando…mas dominando o circuito? Difícil.

  35. Luiz Fernando

    Equilibradíssimo set1 entre o canadense e o norueguês (aprendi hein Sandro), com vitória do segundo no tiebreak. O cara equilibrou a desvantagem da velocidade da bola com uma regularidade ímpar, além de muitas vezes, a la Nadal, jogar bolas altas no BH do canadense. Ambos, se mantiverem esse nível em partidas de 5 sets, vão incomodar demais em RG…

  36. Luiz Fernando

    O canadense e o Ruud vao empatando 22, maso q chama a atenção é a diferença na velocidade da bola, a do canadense anda demais…

  37. Ronildo

    Corretja é mais uma que revelou a verdade à respeito do circuito. Inclusive ele usou uma frase que eu já tinha pensado. Ele falou que quando os mais novos perdem para Djokovic e Nadal atualmente é somente por falta de experiência. Enquanto isto uma comentarista austríaca ainda está no mundo dos sonhos achando que Djokovic vai ganhar slans ao ponto de passar Federer e Nadal.

    De qualquer maneira ao que tudo indica Tsitsipas será finalista de RG, independentemente de quem estiver em sua chave. Os únicos que podem evitar que o grego chegue à final é um tenista mais jovem num dia muito bom, como Sinner, Shapovalov, Mussetti ou o terrível Karatsev.

    1. Ronildo

      Zverev também pode vencer Tsitsipas em RG, além de Thiem. Já para Nadal e Djokovic a tarefa seria muito mais árdua em melhor de 5 sets, porque estão no limite de suas condições físicas.

  38. DANILO AFONSO

    Dalcim, vi você respondendo abaixo que a corrida para Turim considerará o ranking do ano para definição dos 8 tenistas do Finals.

    E qual ranking será utilizado para definir o campeão da temporada ao final do ano ? O ranking tradicional ou o ranking onrace ?? Seria a segunda opção neh ?

    Ano passado apesar dos congelamentos de alguns pontos de 2019, acabou que o sérvio fechou a liderança nos dois rankings. Este ano como sabemos momentaneamente temos dois líderes.

    1. José Nilton Dalcim

      Acredito que a ATP considerará o ranking oficial, ou seja, o de 52 semanas. Não tem sentido considerar o da temporada se houve mudança na forma de pontuação.

  39. Alexandre

    Dalcim, Boa noite.
    Este é o último ano que Federer terá chance de ganhar um slam? Será que ele vai persistir ano q vem??????

    1. José Nilton Dalcim

      Acredito que ele só tentará 2022 se sentir que ainda pode ser competitivo e acho que isso passa necessariamente por estar em plenas condições físicas.

      1. José Eustáquio Masculino Cruz

        È uma pena mas competitivo onde Mestre o eu queria que jogasse mais 3 anos em alto nivel e olha que torço para Rafael Nadal e creio que ele para ano que vem em RG.desculpe mas Federer se perder WB que não é coisa de outro mundo. para ali mesmo!!!!!!!

  40. Sandra

    Coitado do Belluci , pegou COVID, ficou de quarentena sem a família em um país distante, Esse inferno astral não acaba nunca Dalcim não consegue encontrar seu jogo ,será que vocee tem uma boa notícia dele para me dar ?

  41. Ronildo

    Fala pessoal:

    Então, acredito que nunca um Grand Slan foi tão esperado como este RG que se aproxima. É evidente que há altas expectativas de muitos jogadores com respeito à este torneio. Embora alguns estejam por baixo como Federer, Thiem, Dimitrov, Cilic, Schwartzman, entre outros; tem muita gente jogando muito tênis. Djokovic e Nadal tem chances de encontrar dificuldade já na primeira rodada. Nunca vi um nível acumulado tão alto entre tantos jogadores! Certa vez o Nadal enfrentou na terceira rodada um sul coreano (rei dos challengers) em que a partida parecia peso pesado contra peso pena! Agora a primeira partida pode ser contra esta revelação suíça ou um australiano chamado Popryn ou qualquer outro em excelente nível. Pela primeira vez em muito tempo todos os tenistas terão chance de vitória em todas as partidas, vide a derrota do Sinner para um desconhecido e as duas recentes derrotas de Djokovic.

  42. Periferia

    Nunca pensei que poderia dividir a paixão que tenho pelo futebol por outro esporte.
    Mas aconteceu…em 2005…assistindo o UsOpen…vi um jovem tenista…nunca tinha visto um jogo dele…jogava contra Fabrice Santoro..um francês muito habilidoso.
    Geralmente não conseguia assistir uma partida inteira de tênis…naquele dia assisti (7×5…7×5…7×6)…do começo ao fim.
    Dizem no sul da Itália que quando vc se apaixona por uma mulher…vc é atingido por um raio…seus olhos brilham.
    Assim aconteceu comigo…fui atingido por um raio naquele dia…fiquei apaixonado pelo jogo.
    Passei a ver o tênis com assiduidade…vi o espetacular Nadal…vi o brilhante Djokovic…o incansável Murray…aquela esquerda fabulosa Wawrinka…vi os melhores….e ainda vejo.
    Anos depois comecei a participar de um blog de tênis (um ótimo blog…onde o professor Dalcim ensina ).
    Vejo com tristeza a desconstrução (de alguns) de alguém que fez tanto pelo esporte.
    Não sou um homem de ídolos e muito menos me coloca na condição de fã (fanatics).
    Sou grato…naquele dia de 2005…tive o privilégio de ver
    Roger Federer jogar uma partida de tênis na segunda rodada do UsOpen.
    Foi uma obra de arte…inesquecível.

    Abs

    1. Barocos

      Periferia,

      Não é a toa que você é um dos frequentadores que mais aprecio.

      Um belo, sensível e ponderado texto para ser consumido, processado e lembrado por todos que se encantam com pessoas que, de alguma forma e em alguma coisa boa, expandem os limites humanos.

      Tude de bom para você e para toda a sua felizarda família.

      Saúde e paz.

    2. Marcilio Aguiar

      Prezado Periferia, O Kafelnikov em 2001, após perder a terceira quarta de final para o manezinho da ilha em RG, comparou o BH de Guga a uma obra de Picasso. Muitas vezes o esporte atinge o status de arte e eu concordo com você que RF praticou arte com a sua Wilson. Abc.

    3. Gildokson

      Grande Periferia, lendo seu texto me fez lembrar o dia em que comecei a acompanhar tênis (infelizmente só pela tv) e foi como muitos brasileiros por causa daquele rapaz de roupas chamativas que aparecia no JN sendo noticiado como o brasileiro que vinha fazendo história em Paris, dali em diante eu um adolescente doente pelo Corinthians comecei a gostar do esporte tênis também. Mas foi quando vi Roger Federer que realmente me apaixonei de vez pela arte, e pude me dizer um fã, fã incondicional desse gênio, a ponto daquele 40/15 ter me doído bem mais que o pênalti defendido por Marcos na semi de 2000, até WB 19 eu achava que nunca mais ficaria tão triste por um jogo como fiquei aquele dia, mas também tenho o orgulho de dizer que sei que sou privilegiado por assistir mesmo que pela tv esses 3 monstros, e principalmente o GÊNIO, o inigualável Roger Federer.

  43. Luiz Fernando

    Andujar é um bom jogador de saibro, afinal é da escola espanhola, mas sua grande especialidade, em especial aos 35 aninhos, sempre foi perder. Por isso, depois da surpreendente vitória sobre Federer seria uma surpresa ainda maior se ele vencesse o Ruud hoje, pois este tem feito uma excelente temporada de saibro, e como esperado o dinamarquês venceu sem sustos. O match point disse tudo: bola mole e alta no meio da quadra, o espanhol deixou a bola cair muito e bateu no meio da rede, exatamente como eu faço quando jogo. Precisa dizer mais?
    Aguardando o jogo do cara q me impressionou ontem, o Shapovalov. Ao ver o set final de sua segunda vitória no mesmo dia entendi perfeitamente o “suador” q deu em Rafa em Roma: preparo físico invejável (22 aninhos), movimentação excepcional, ótima potencia nos golpes e serviço muito bom. Será interessante vê-lo encarar um saibrista mais gabaritado como o Cuevas (embora com 35 aninhos). Se o canadense mantiver esse nível em RG poderá incomodar muito…

    1. Paulo Almeida

      E deu a lógica, LF: Ruud x Shapo na final.

      Perder pro Andújar foi vexame, sem muita discussão.

    2. Luiz Fabriciano

      Luiz, o dia que o canadense controlar sua intensidade em quadra, vai sim brigar pela ponta dos principais eventos. Ele ainda é muito explosivo.
      Os hormônios devem ser os principais responsáveis por isso, kkk.

    3. Sandro

      Meu amigo Luiz Fernando, o Casper Ruud é ‘norueguês” e não dinamarquês… Seria a mesma coisa que dizer que Pelé é argentino… Concordo totalmente com seu comentário sobre a especialidade do Andujar, é isso mesmo, sua grande especialidade, em especial aos 35 aninhos, sempre foi perder, tanto que tem poucos títulos pra sua idade.. Só vim lembrar desse detalhe do Ruud, valeu?

      1. Luiz Fernando

        Tranquilo e obrigado, quando uma correção é feita c educação e sem o intuito de humilhar é sempre bem vinda. Abs.

  44. Ronildo

    Paz na terra aos homens de boa vontade.

    E o Thiem pessoal? Não lembro de outro tenista com tanta qualidade entrar num fosso tão grande. Talvez o argentino Cória.

  45. Luiz Fernando

    Bastou vencer o Federer p o Basilalgumacoisa se tornar o novo ídolo das federetes, com o mote “perdeu p o campeão do torneio”. Pela mesma razão Andujar nunca teve tanta torcida por aqui…

    1. Rodrigo S. Cruz

      Nossa, nada a ver, Luiz.

      Quanta merda! ?

      Quer dizer que quando o Nadal perde pra algum pangaré, você torce pro pangaré ganhar o torneio?

      Esse Andujar é fraco e ponto!

      1. Luiz Fernando

        Quando Nadal perde eu aceito pq esporte é assim. Mas procure os posts após a derrota de Federer p o NB e vc vai ver o q postaram.

      1. Luiz Fernando

        Vou repetir o postado abaixo: adoro o Federer, sempre torço por ele e jamais postaria qualquer provocação aos seus educados e humildes torcedores kkkkk. Abs.

  46. Ronildo

    Simon é mais um a revelar a verdade. Ele disse que Nadal e Djokovic estão baixando o nível. Na verdade baixaram o nível. Foi uma pena para o Thiem entrar em crise existencial logo agora que seria a grande chance de finalmente ser campeão depois de ser vice por duas vezes.

    1. Luiz Fernando

      Um mais um são 2? Acho q sim, desde q eu frequento o blog e aprendo no dia a dia coisas com o Dalcim sempre ficou muito claro q Rafa e Djoko são mais dependentes do vigor físico do q Federer, mais técnico. Então é óbvio q um atleta de 35 anos tem menos preparo físico do q ele mesmo teria com 25, tornando óbvia a afirmação do Simon, novidade zero. A não ser q um mais um sejam 11…

    2. Jonas

      Afirmou o óbvio, os dois não estão mais no auge, evidente que estão mais próximos de encerrar a carreira.
      O que não significa que estejam acabados como vc tanto almeja.
      Nem o Federer com seus quase 40 anos está acabado. Pelo contrário, tá aí tentando jogar bem para poder vencer mais um Slam, não é mesmo?

      1. Rodrigo S. Cruz

        O Djokovic tem atualmente o melhor físico do circuito. E isso quase ninguém é doido de negar.

        Essa conversa nolista de que ele está longe do auge não passa de demagogia barata para fazer o sérvio parecer ser mais do que ele é…

        1. Jonas

          Auge não é algo simplesmente físico.
          Envolve a parte física, técnica, mental… Djokovic já foi muito mais consistente nesses pontos do que é hoje. Ele ainda deve jogar por um tempo, tem condições pra isso, mas jamais vai dominar o circuito como em 2011.
          Pra quem acompanha o sérvio há muito tempo, a diferença fica até meio gritante, mas sugiro que vc assista a dois jogos que evidenciam isso: SF Roland Garros 11 Djoko x Federer e a final do AO 2012 (pelo menos os highlights, jogo foi enorme), o nível de intensidade é outro. Djokovic e Nadal não aguentam mais isso, não naquele ritmo absurdo…

          1. Jonas

            só complementando: o Simon é um tenista profissional com bastante tempo no circuito. Se nós, meros mortais, já nos damos conta de que estão baixando o nível de tênis, imagine ele que já até passou por isso. Pra mim isso é algo um tanto óbvio sim…embora com certeza o Djokovic tenha mesmo um excelente físico.
            Agora, Federer também tem um dos melhores físicos do circuito. Salvo engano, jamais abandonou um jogo, sua carreira é extensa, com pouquíssimas lesões, diferente do Nadal, enfim, eu discordo totalmente de alguém q coloca praticamente todo o sucesso do sérvio em seu “exuberante” físico.

          2. Paulo F.

            Lamentavelmente Federer NUNCA demonstrou NEM DE PERTO um nível de tênis no saibro contra o Rafa tão absurdo como o que demonstrou contra o Djokovic naquela baita semifinal de RG de 2011.
            Não quero xingar o Federer desta vez, mas putz, ele ter eliminado o Djokovic alienígena de 2011 serviu apenas para entregar outra taça de RG de graça para o Nadal.

    3. Sandro

      Nadal e Djokovic acabaram de fazer a FINAL DO MASTERS DE ROMA e vem você com essa afiramção ridícula de que eles estão BAIXANDO O NÍVEL???
      O que vale são os FATOS e não os seus achismos ou o achismo do Simon ou de quem quer que seja! Achismo não faz ninguém chegar à final de ROMA!!!
      E os fatos são os seguintes: Enquanto o BIG 2 faz a FINAL DE ROMA, Federer é eliminado na Suíça logo na primeira rodada de ATP 250!!!
      Esses são os fatos e não achismos e delírios da sua parte: NADAL E DJOKOVIC fazendo FINAL EM ROMA e FEDERER ELIMINADO NA ESTREIA DE ATP 250!!!

    4. Luiz Fabriciano

      Eu ia comentar sobre o que disse o Simon, mas desisti.
      Mas vendo o que escreveste, a vontade voltou.
      Fiquei de queixo caído com o que o francês disse… será que só ele e só agora percebeu que esses caras não estão mais como eram e ainda assim, são superiores aos demais? Meu Deus, quanta obviedade!
      Amanhã, não serão mais como hoje. Tão simples.
      Saudações.

      1. Ronildo

        É óbvio mas tem gente que não acredita cara! Recentemente teve gente que afirmou que Djokovic iria dominar por mais 5 anos.?

        1. Jonas

          Meio improvável, mas quem garante q ele não possa vencer mais alguns Slams?
          Nadal, com seus 35 anos, venceu Roma e Barcelona, é certamente o favorito em Roland Garros mais uma vez.
          Eu não duvidaria deles se fosse você, ainda que exista mesmo uma queda natural de nível.
          Você descartaria Federer em Wimbledon, sabendo que ele só joga pra isso, mesmo com seus 40 anos?

        2. Luiz Fabriciano

          Ronildo, dominar por mais 5 anos é completamente diferente de afirmar que não são mais como antes.
          Não são como antes, repito, é mais óbvio que 2 + 2 = 4, mas a possibilidade de continuar como fizeram em Roma por mais 5 anos, existe.

      2. Jonas

        Alguns só querem acelerar esse processo, Luiz, por questão de torcida.
        Realmente, eles não estão acabados, mas claro q já estão em outro padrão, baixaram um pouco o nível, normal.

  47. Vitor Hugo

    Não acho que seja um vexame. Quarenta anos, voltando de lesão, jogando no piso que menos gosta, menos propício para seu jogo e contra um especialista no piso, apesar do rival nem de longe ser um ótimo jogador.
    Como Anacconne disse: “Voltar aos 40 é diferente de voltar aos 35”.

    Com sorte e boa chave, Roger deve no máximo ganhar dois ou três jogos em RG, mas acho difícil passar da primeira semana.

    Aguardando a participação do MAIOR E MELHOR DISPARADO DE TODOS OS TEMPOS na temporada de grama.

    Go Roger!

    1. Luiz Fabriciano

      Acho que deveríamos diferenciar duas palavras: especialista e exclusivista.
      Especialista é aquele que faz algo especial. Tem habilidade acima da média em determinado seguimento: Nadal e o saibro.
      Exclusivista é aquele que só atua em determinada coisa, e não necessariamente é ótimo no que faz: Andujar e o saibro.

    2. Paulo Almeida

      Demorou pra postar.

      Aposto que estava como uma modelo invisível de Indaiatuba, acertei? ??????

  48. Luiz Fernando

    Thiem é outro q vive uma temporada de trevas, perdendo em uma horinha hoje. Me parece absolutamente improvável q repita as campanhas anteriores em RG…

    1. Rodrigo S. Cruz

      Tá feia a coisa mesmo, viu.

      Que vergonha dessas atuações do Thiem e do Fognini…

      Dois tenistas cujo estilo eu aprecio.

    1. Paulo F.

      Nobre Luiz, o Sérgio Ribeiro já dourou a pílula: já deu a entender que tenista quando comenta, OLHA SÓ, sobre tênis, só dizem bobagens.
      Kkkkkk
      Aqui é diversão garantida realmente.

  49. André Barcellos

    Federer tentando voltar, lutando contra o tempo, mas sabendo que essa é uma batalha que mais hora menos hora perderá… isso é duro.
    Tentar se motivar pra encerrar a carreira de forma mais digna, se é que o termo seria esse, deve ser de per si um fardo difícil.
    Não é possível que os haters do blog não percebam como isso é inevitável.
    O cara bateu todos os recordes ou quase todos (se vai segurar muitos deles é outra história).
    O dia de parar vai chegar para o sérvio, para o espanhol, para mim para vc, para o blog, para o planeta…
    Mas a gente tem que desmerecer e pisotear além do sensato e do razoável (o cara tenta voltar aos 40 depois de um ano sem jogar-qualquer resultado é normal)..
    E se ele ganhar mais um Slam?
    Ninguém se retrata ou reconhece.
    Vamos empurrando a educação com a barriga, sabendo que poderíamos construir um espaço muito mais edificante, no entanto nos atemos a nossa própria falta de imaginação, pequenez de espírito e tendência à beligerância, ainda que inofensiva e “sem importância”, mas que bem reflete que somos por detrás da tela.
    Grande abraço a todos.

  50. Renato Veneziano Toniol

    Dalcim, o que percebi no Federer, isso desde Doha, é uma certa dificuldade em bater de forehand na cruzada, tendo os golpes saído mascado e ele cometendo muitos erros, o que pode ser justificado pela falta de ajuste nas pernas.
    Você também teve essa impressão?

    1. José Nilton Dalcim

      Verdade, muitas vezes ele bateu totalmente em open-stance e precisou usar todo o punho. Talvez não seja falta de pernas, mas ajuste mesmo, a falta de um passo a mais.

  51. Rogério R Silva

    Bom dia Dalcim.
    Essa fase do Federer me faz lembrar o Connors no US Open em 1991.
    A idade chega mesmo,até para os mais talentosos.
    A conferir os próximos capítulos.

  52. Ronildo

    Eu havia pensado comentar sobre um assunto semana passada e acabei esquecendo, até certa pessoa trazer à tona aqui.
    Djokovic já jogou a Laver Cup, que é um evento patrocinado por Federer. Verdade que sua participação não atingiu as melhores expectativas visto parecer que ele perdeu partidas mais que ganhou neste evento. Ou seja, parece ter ido somente para cumprir o contrato. Por isso também pensei que Federer poderia ir a Belgrado como retribuição, já que é um evento da família de Djokovic. Fazer isso poderia calar de vez a boca do pai de Djokovic, dependendo do nível da estupidez dele.

    Porém eu no lugar de Federer jamais iria, sabem por quê!?

    Por causa de pessoas como Paulo Almeida, Paulo F., Chetnik, Sandro, Roger Fedeiros. Se há estas pessoas, embora pouquíssimas, com tanto ódio contra Federer num país tão distante como o Brasil, imagino que dentro da Sérvia não sejam poucas! E como já houve até tentativa de assassinato por parte de torcedor fanático dentro do circuito mundial de tênis, como foi o caso da Mônica Seles, a Sérvia é um lugar para Federer jamais visitar!

    1. Willian Rodrigues

      Amigo, que comentário mais insano! Por favor…
      Indivíduos que cometem essas atrocidades (Mônica Seles, John Lennon, etc.) possuem distúrbios psiquiátricos graves!
      Perdão, mas seu comentário soa absurdamente preconceituoso contra o povo sérvio e contra os torcedores do Djokovic.
      Cabe um pedido de desculpas…

      1. Willian Rodrigues

        A esmagadora maioria de nós, torcedores dos sérvio, não tem ódio do Federer!
        Alguns ,apenas não apreciam sua postura arrogante enquanto atleta (meu caso), ou apreciam mais o perfil do sérvio.
        A maioria admira, e muito, as qualidades tenísticas do suíço.
        Brincadeiras e sarros entre torcidas estão muuuuito distantes disso que você colocou…

        1. Ronildo

          Você encara Federer como uma pessoa arrogante?
          Você conhece ele pessoalmente?
          Existem muitos relatos na internet de pessoas que o conhecem pessoalmente e destacam qualidades nobres nele. Esta semana a Serena Willians que o conhece pessoalmente também fez comentários elogiosos sobre ele.

          1. Luiz Fabriciano

            Serena não serve de balizador.
            Eu conheci uma pessoa comum, como eu, que me disse o contrário, depois de passar algum momento ao lado dele. Aliás, tem outra que é meu amigo até hoje.

      2. Ronildo

        Está exagerada sua reação Willian. Observar que há desprezo pela pessoa de Roger Federer no Brasil e chegar à conclusão que ele poderia ser assassinado dentro da Sérvia, onde fatalmente tem muito mais pessoas com estes sentimentos não é absurdo. Se eu fosse chefe de segurança dele pediria que ele nunca viajasse para a Sérvia por estes motivos. Precaução nunca é demais. Há muitas pessoas que cometem crimes horríveis sem esse grave distúrbio mental que você mencionou. Recentemente teve um marido corintiano que matou uma mulher palmeirense. Você já viu os espancamentos entre torcidas rivais? Todos estes tem graves distúrbios mentais?

        1. Willian Rodrigues

          Ronildo, eu o julgo um “atleta arrogante”… Isso se deve ao fato dele raramente reconhecer a superioridade dos adversários quando derrotado, de NUNCA aplaudir uma boa jogada, e outros aspectos já pontuados aqui no blog. O cara comemorou a 311ª semana contando como certa a vitória sobre um adversário de ranking inferior!! “Agora já podem me chamar de gênio…” Lembra-se dessa afirmação? Por favor… Uma das coisas que me mais me enfurece é a falta de reconhecimento em relação à grandiosidade do sérvio. Volta e meia ele faz questão de exaltar Nadal e se esquece que alguns de seus principais recordes estão sendo pulverizados pelo Djokovic. Federer não o parabenizou quando ultrapassou a 310ª semana na liderança. Isso é, no mínimo, deselegante. Somos INDIVÍDUOS! O que o pai Srjdan afirma não pode ser debitado na conta do filho!

          Por outro lado, eu já tive oportunidade de assistir Federer ao vivo em três oportunidades, duas delas no ATP Finals. E foi sensacional, espetacular mesmo! O suíço é um craque, por assim dizer. Eu admiro e respeito as habilidades tenísticas e a carreira que ele teve. O mesmo vale para Nadal.
          Saudações

          1. Luiz Fabriciano

            William, esse lance de não falar sobre a quebra do record das 311 semanas é interessante.
            Ele declarou publicamente mensagem enviada ao Dolgopolov sobre sua aposentadoria. Quanto ao sérvio, talvez tenha mandado mensagem privada.
            Não podemos saber.

    2. Luiz Fabriciano

      Talvez esteja aí a explicação que muitos, mundo afora, não gostam do Djokovic, mesmo quando novo, somente por ser sérvio.
      É isso que podemos chamar de xenofobia?

      1. Ronildo

        Mas exatamente onde está a xenofobia contra a Sérvia? Eu erreí? É o Brasil que possuí mais pessoas que odeiam Federer na sua opinião?

        1. Luiz Fabriciano

          Se Federer não deve ir à Sérvia para prevenir um possível assassinato, não sei mais o que pensar sobre o assunto…

    3. Chetnik

      Você deveria se informar antes de falar besteira. A Seles foi esfaqueada por um torcedor alemão fanático pela steffi Graf dentro da alemanha. Vejo perfeitamente um zumbi fazendo o mesmo com o Djoko ou com o Nadal.

      Que você é o maior poeta do blog todos sabem. Não precisa ser o mais ignorante também.

    4. Luiz Fernando

      Outro exemplo da conhecida indignação seletiva típica do segmento zumbi. E por acaso não existem vários aqui que atacam Djoko e Nadal postando os mais diversos absurdos há anos? E nunca vi o nobre blogueiro vir aqui e se revoltar contra isso. Coerência meu caro, ou, no seu caso e no de vários outros, falta dela…

      1. José Nilton Dalcim

        Já cansei de defender Nadal, Djokovic, Serena, brasileiros principalmente. Vocês tem mesmo memória seletiva. Haja paciência.

        1. Luiz Fernando

          Quando disse “nobre blogueiro” me referi ao Ronildo e ao post acima escrito por ele, no qual a resposta está inserida, não a vc…

    5. Paulo F.

      Eu não odeio o Federer, odeio a freguesia masoquista dele para o Nadal.
      E também não gosto da arrogância de alguns torcedores dele aqui do Brasil.

      1. Rodrigo S. Cruz

        Mentira, cara…

        Você não odeia freguesia nenhuma. Isso é conversa fiada!

        Porque ultimamente você viu ele ganhar muito mais do Nadal, e continua postando as mesmas coisas.

        1. Paulo F.

          Tá, o Federer já está na frente dos confrontos contra o Nadal?
          Já empatou os confrontos NO PISO DURO da Austrália, que TANTO deveriam favorecer Federer contra o seu mestre?

          1. Jonas

            E nem vai, já era. Perdeu lá em 2009, 2012, 2014…
            Mas é inegável que ele reduziu consideravelmente aquela freguesia vexatória.
            23 x 10 entre tenistas desse nível é sacanagem!

    6. Marcelo Costa

      Sobre os haters tens meu apoio, agora sobre tanta teoria, pra tão pouca conspiração, tens meu desprezo e claro toda desconexão com a realidade que merece.

      1. Ronildo

        Com seu desprezo ou não Marcelo, sendo conhecedor dos sentimentos extremos de alguns torcedores, eu jamais aconselharia Federer a jogar na Sérvia! Todos os lugares tem gente boa e gente ruim. Mas a Sérvia deve ter muita gente que não gosta especialmente do Federer, a começar pelo pai do Djokovic. Federer já jogou em alguns lugares protegido por seguranças. Na minha opinião a Sérvia seria um dos lugares mais propícios para ele sofrer um atentado, infelizmente.

        1. Luiz Fernando

          Talvez ele devesse ir com o 007 lá, o q vc acha? Olha dessa vez vc se superou em postar insanidades, melhor continuar com as previsões…

    7. Sandro

      Nossa!!! Acho que tenho direito de resposta a um comentário tão ridículo que citou diretamente o meu nome.
      Que pensamento mesquinho, deplorável e nojento o seu… O fato de eu afrimar que não existe mais BIG 3, assim como também não existe mais o BIG 4, e o que o Federer é freguês do BIG 2, Nadal e Djokovic, não me faz nunca querer desejar a ‘MORTE” de um dos fregueses do BIG 2.
      Se fosse assim, o Federer também não poderia ir à Espanha, pois como admiro o Nadal, vc acharia que o Federer poderia ser assassinado na Espanha…
      Não trasnfira o seu FANATISMO para os outros… Sou admirador do BIG 2, Nadal e Federer, e em nenhum moemnto isso me faz desejar a morte do freguês Federer.
      Só fanáticos como vc poderiam cogitar coisa tão absurda…

      1. Ronildo

        Peço desculpas a você por citar seu nome Sandro. Certamente confundi suas declarações.

        Porém há mortes e assassinatos dentro do fanatismo esportivo. Se você nunca viu ou ouviu sobre isso, você pode fazer uma pesquisa na internet que vai achar relatos sobre o assunto.

        Se eu sou fanático conforme você assegura que sou, pelo menos sou um “fanático” bem respeitoso, nunca usando nomes que denigrem o ser humano e que já fez elogios sinceros à vários tenistas, incluindo Nadal e Djokovic.

    8. Jonas

      Você é outro fanático, cara. Vive diminuindo o Djokovic aqui e exaltando o Federer.
      Claro que uma coisa ou outra não passa de zoeira, mas nem por isso eu diria q alguém do teu segmento seria capaz de realizar um atentado contra o Djoko.
      E outra, se tem gente aqui q odeia o Federer, pode ter q certeza que do outro lado tem uns aí que morrem de ódio do sérvio. É só ler as postagens, ou vai dizer que tudo q postam contra o sérvio aqui é leve?

      1. Ronildo

        Mas eu não disse que tem alguém aqui do Blog que quer matar o Federer, Jonas.

        Bom, você é mais um que me chama de fanático. Como já falei certa vez, eu simpatizo com a pessoa do Federer e com muitos outros tenistas como Murray por exemplo. Você me viu defender muito o Federer aqui porque certas pessoas taxaram ele de fraco mentalmente. Então como eu obsero o circuito a muito tempo, sempre que pude defendi que Federer
        carregou mais responsabilidades por causa de sua incrível popularidade, o que significou mais carga emocional em relação à Nadal e Djokovic. Esta semana a própria Swiatek revelou que a responsabilidade por muitas pessoas terem confiado nela a afetou emocionalmente e a fez perder rendimento. Compare as multidões que Federer sabe que são seus fãs e o peso que lhe acarreta (porque se importa) com os fãs da Swiatek.
        Esta tese é uma de minhas especialidades aqui no blog. Se parece fanatismo a outros que lêem minhas palavras, só tenho a lamentar.

      2. Gildokson

        Jonas, 90% dos nolistas e nadalistas aqui não odeiam o Federer, simplesmente não acham que ele seja o melhor de todos e só torcem contra. Mas no meio de todos que comentam aqui no blog à sim um que ODEIA Roger Federer com todas as forças. Quem lê o blog todo dia consegue facilmente identifica-lo kkkkkkkkkkkkkkk
        O cara não escreve 3 palavras seguidas que não levem ao Federer ou a torcida dele. kkkkkkkkk

        1. Luiz Fernando

          Se vc pensa q me incomoda está enganado, eu assumo minhas atitudes: não gosto do Federer, sempre torço contra ele e quando posso provoco seus torcedores. Alguma informação adicional kkkkk????

        2. Jonas

          Eu acho que o pessoal exagera demais, cara.
          Concordo contigo, 90% ou mais não odeia coisa nenhuma. O mesmo se aplica aos torcedores do Federer.
          É provocação entre torcidas, somente. Esses caras nem sabem que existimos.
          Certamente tem alguns malucos de verdade nas 3 torcidas, mas creio que não neste espaço…

    9. Paulo Almeida

      Ronildo,

      Seu comentário tem meu repúdio, assim como de vários colegas que já postaram. Você é obcecado pelo Djokovic e o ataca sempre que pode. Isso não seria ódio?

      Enfim, é dos que menos pode falar alguma coisa. É muita hipocrisia, pra ser gentil.

  53. FERNANDO/MG

    Prezado Dakcim, dei boas risadas em algumas de suas respostas nos comentários, vc ligou o modo ácido/inteligente/sagaz no nível máximo, Parabéns… Mestre, muito legal a volta do Federer, tenho certeza que o suíço ainda tenha muita lenha (madeira de lei nobre) pra queimar no circuito, é sempre um belo espetáculo assistir aos jogos do Federer. Dalcim, li outro dia, que depois de muito tempo o canhoto Verdasco saiu do top 100. Sempre gostei do estilo dele, na sua opinião o que impediu esse espanhol de brilhar mais no circuito, digo ganhar grandes títulos?

    1. José Nilton Dalcim

      Tênis ele tem de sobra, Fernando. Acho que faltou mesmo foi maior equilíbrio emocional.

  54. Cassio Carvalho

    Meu ranking de bonitões do circuito masculino:
    1 Fognini
    2 Tsisipas
    4 Aliassime
    3 Coric
    5 Rafa
    6 Roger
    7 Nole

      1. Cassio Carvalho

        Nada de Paulo, meu.
        Sou Cássio, mesmo. Entra no meu perfil. Sou músico e tal… é real o perfil.
        Nada a ver o que você disse.

        É verdade, o Rafa podia não estar nessa lista, é meio tensão na quadra, tem tics e tal, mas é um cara com carisma, talvez por isso o coloquei.
        O carisma tb é beleza. O Grego tem um carisma colossal ao meu ver. Tem uma peculiardidade não coisas que ele fala. Se começa a ganhar Slams, acho que capitaliza quase todxs os fans do Federer pelo menos.

        1. Paulo Almeida

          Caro Cássio,

          Qualquer membro novo que aparece corre o risco de ser tachado de fake se tecer algum comentário que incomode certos elementos do Blog, os quais nutrem inveja/recalque da minha pessoa. Portanto, sugiro que simplesmente ignore.

          Quanto ao seu comentário, não entendo de beleza masculina, mas para mim os 3 membros do Big 3 são bem feios, kkkkk.

          Abs.

      2. Paulo Almeida

        O que você nunca vai conseguir esconder é seu assassinato diário da língua portuguesa, além de agora ter relevado sua homofobia perante o colega.

        Que vergonha de um “cidadão” desses…

        1. Cassio Carvalho

          Homofobia foi gafe tua, Paulão. Eu não me considero homesseuxal. Não sei porque ver beleza em seres humano te levou a tal categorização. Muito preconceito no mundo, com tudo, ainda.

          1. Paulo Almeida

            Cassio,

            Eu quis dizer que seu ranking sobre os bonitões do circuito ensejou ao indivíduo em questão fazer um comentário homofóbico. Eu, Paulo Almeida, não insinuei nada sobre a sua sexualidade, que pouco me importa. Ficou claro agora?

            De fato, vivemos em tempos e num país onde o “cancervadorismo” ainda impera, mesmo camuflado muitas vezes. Uma pena.

            Abs.

      1. Cassio Carvalho

        Um oculista por Rafa, pode ser.
        Mas e os outros. Você tem alguma lista tão diferente assim.
        Gostaria de saber, kkkk.

        1. Maurício Luís *

          Não serve a lista dos feiões? Nick Kyrgios, Radek Stepanek, Roberto Bautista-Agut (irmão do mordomo Tropeço da Família Adams), Rafa Balão Nadal, e por aí vai.

    1. Manu

      Nenhum da tua lista consta da minha:
      1. Lopez
      2. Coric
      3. Shapovalov
      4. Kachanov
      5. Fritz
      6. paire sem barba
      7. Isner
      8. Berdych

        1. Cassio Carvalho

          Paire sem barba é otimo!
          Tua lista é boa. O Paire tb poderia estar na minha.
          Tinha esquecido dele. O pronlema é que se acha muito, e acho que em parte é por saber-se bonito.
          Mas o Fognini tb tem essa “aura” de eu sei que sou bonito. E eu o coloquei em primeiro ainda.

  55. Jose Yoh

    Bons tempos eram quando não haviam jogos por causa da quarentena. Papos inteligentes sobre música, preferências e até sobre tênis. Foi a Renascença do blog.

    Bastou voltarem os jogos e as derrotas de seus ídolos dourados e o radicalismo religioso de pouca criatividade voltou. Todos com os mesmos estilos, padrões e argumentos. Sempre imperando o mau gosto, a inveja e as piadas sem graça. Tudo isso temperado com a vingança de comentários que já fazem 10 anos (provando também que não são crianças escrevendo).

    Então concluo que tudo é obra de umas três pessoas, porque não é possível que tenha mais que isso pela inteligência mostrada pela maioria durante a quarentena. A quantidade de nicks também multiplicou, alguns até resgatados do passado, comprovando minha teoria. Que coisa.

    Alguns poucos que salvavam sumiram ou reduziram seus comentários, espertos que são. Acho que farei o mesmo.

    1. Miguel BsB

      José, vou confessar a você que estou pensando em fazer o mesmo…uma pena, pois sou fã do blog, dos textos e análises do Dalcim e de muitos comentários sobre tênis e outros assuntos.
      Tá cansando esse fanatismo e esses desrespeitos contra pessoas e tenistas.
      Fanatismo e radicalismo são os grandes males do mundo.

      1. Jose Yoh

        Miguel, não pretendo parar de ler, mas diminuir de escrever. E selecionar mais a leitura já que é uma ótima fonte de opiniões e conhecimento tenístico. Mas que tá difícil selecionar nesse mar de radicalismo, isso está. Abs

    2. Luiz Fabriciano

      Faça não Yoh.
      Estou com o Dalcim até mesmo antes do Blog existir e o mal só impera (ainda), devido a timidez dos bons.

      1. Jose Yoh

        Fabriciano, acho que não faço parte exatamente do time dos “bons”, mas sua frase é muito boa. Abs

    3. Chetnik

      Curioso que esses comentários só surgem após uma derrota do aposentado. Nunca depois de uma derrota do DJoko ou do Nadal. Aí é tudo “fair game”, né?

      1. Jose Yoh

        Chetnik, apesar de vc não me conhecer, te conheço há muitos anos, nem lembro quantos. Li centenas, talvez milhares de comentários seus. Reconheço até quando vc escreve através de outro nick.

        Falo que não me conhece porque não costumo depreciar o jogo do sérvio, apenas rebato as muitas injustiças que os haters do suíço escrevem por aqui. Não venho soltar o verbo com vocês quando Nadal ou Djokovic perdem.

        Sei que muito do ódio entre as três torcidas vem do histórico arrogante de alguns pouquíssimos torcedores – embora com muitos nomes – do helvético nos bons tempos. Mas é incompreensível a falta de criatividade e de argumentos atualmente nos debates ou piadinhas. É sempre a mesma ladainha e não há fato ou argumento que mude a opinião de cada um. Isso vale para todas as torcidas.

        Veja só, você usou o termo “aposentado”. Quantas vezes escutei isso. É um termo de mal gosto (além de ser batido) porque muitos aqui podem ser e talvez fiquem ofendidos. O brasileiro em geral sofre desse mal de não saber bem o limite entre tirar sarro e o respeito. Incluo-me nisso também, não sou santo nem livre de erros. Tento manter o nível.

        Não leve a mal, não tenho nada contra sua pessoa, pelo contrário. Isso aqui é Internet e cada um escreve o que quiser, mas temos também o direito de não ler.
        Abs cordiais.

        1. Chetnik

          Legal ter um fã, mas lamento te dizer que você NÃO ME CONHECE como acha. Eu NUNCA escrevi com outro nick. Se duvidar pergunta do Dalcim.

          1. Chetnik

            E você tem que se decidir. Tem o direito de não ler, mas já leu “milhares” de comentários meus?

          2. Jose Yoh

            Então perdão Chet. É que o estilo era idêntico.
            E tinha várias pistas de um fake, tipo respostas positivas para algo absurdo só para parecer óbvio pela maioria.
            Técnica bastante utilizada nesse blog, por todas as torcidas.

            Sobre ler seus comentários ou dos outros nicks parecidos com o seu, não tem como não ler. Invadem o espaço inteiro.
            É disso que reclamo.

            Mas se não são seus, mil perdões.

  56. Jorge Diehl

    Decepção! Dalcim por favor…espero que comente qualquer crítica a Nadal ou Djokovic….pois achei por um instante que eras imparcial….ainda mais em comentários de torcedores! Vc possuí lindos textos e resumos de partidas brilhantes!
    Abraço Jorge

  57. André Aguiar

    Por que Roger Federer decidiu se empenhar tanto em um novo retorno às quadras, após duas cirurgias no joelho na idade que tem? Ainda acredito naquela história da pequena fortuna que receberá da Uniqlo caso dispute a Olimpíada de Tóquio. Mas tem também o orgulho de ainda ser um atleta profissional de ponta aos 40 anos. Um feito emblemático. E lógico, o desejo de ganhar mais um GS, para quem sabe manter o recorde de conquistas. Se perder antes da semi em Wimbledon, acho que para logo depois do torneio olímpico. Caso contrário, se o físico permitir, joga ainda o US Open e quem sabe o Finals. De todo modo, o próximo Aberto da Austrália lhe renderá uma grande homenagem, já na condição de ex-tenista. Aquele que jogou o tênis mais bonito de se ver nos últimos 20 anos.

    1. Rafael Azevedo

      Para o Finals, não é uma questão de físico, mas de conseguir pontuação necessária…
      Como ele tá jogando pouquíssimos torneios, tá difícil. Ainda que ele vença WB

    2. Luiz Fabriciano

      André, tem mais coisas que fazem com que essas pessoas persistam em permanecer em suas atividades profissionais: records.
      Veja, para um iniciante, o único feito que poderá se transformar em record seria o de menor idade a fazer determinada coisa. Passado isso, vai se misturar com os milhares de iguais.
      Mas para um cara como Roger Federer, tudo pode se transformar em record e rechear a história dele e do esporte.
      Por exemplo: mais velho a ser #1, mais velho a ganhar GS, mais velho a ganhar GS tal, mais velho a chegar a final de tal evento, cada partida vencida é mais uma no milionésimo curriculum e/ou cada partida jogada a mais, é mais uma no também milionésimo curriculum. Cada dia a mais em atividade, pode representar um record imbatível ou extremamente duradouro etc. São infinitas possibilidades.
      Então, enquanto o corpo obedecer a cabeça e vice-versa, ele(s) estará(ão) lá.
      Saudações.

  58. Paulo Almeida

    Esse ATP de Gengibre ficou bem interessante agora com a ausência do GUAT treme-treme e espero que a final seja entre Ruud e Shapovalov, o que é o mais justo desde o começo. Falando em gengibre, acho que vou degustar um japonês (isso sim um prazer de verdade) em homenagem ao bom andamento do torneio.

  59. Camila da Costa

    Que bom que alguém assistiu à partida completa assim como eu. Não vi nada de dramático no jogo do Federer, pelo contrário, gostei do que vi em quadra.

    1. Evaldo Aparecido Moreira

      Bom dia,
      Concordo contigo Camila, vi também o jogo e gostei do que vi, boa movimentação, alguns bons golpes, é questão de ritmo mesmo.
      O engraçado, é certos ignorantes, que nem viram a partida, mas só os melhores momentos, e ainda saem falando asneira, eu acredito que Roger fará bons jogos em RG, se ele continuar a ganhar, claro.

  60. Luiz Fernando

    Boas ponderações do Annacone, em especial com a “aura de invencibilidade”, pois a nova geração tem dado cada vez mais trabalho p os mais experientes. Contra Federer me parece pesar não apenas a falta de ritmo mas provavelmente também a falta de confiança no corpo; a favor tem os fatos q ele é um dos grandes “gramistas” da história e a nextgen, salvo engano, tem resultados quase nulos nesse piso de características peculiares.

  61. Chetnik

    Aqui jaz Loser Frauderer. E em sua lápide se lê: “Perdeu, mas fez grandes jogadas”.

    Belíssimo epitáfio kkkk. Não podem mais dizer que eu nunca o homenageei kkkk.

    1. José Nilton Dalcim

      Talvez você melhor um.. Aqui jaz aquele que todo o mundo do tênis corre atrás para alcançar… Não acha?

      1. DANILO AFONSO

        Eita que o Dalcim respondeu agora igual torcedor…kkkk

        Se o Nolista acima tivesse lido os textos “apaixonados” do Dalcim em 2012 quando o FEDERER se apresentou no Brasil (birapuera), ele nunca teria audácia de falar mal do suíço desta forma.

        Na época os textos não geraram ciúmes no blog, mas hoje em dia alguns iriam arrancar os cabelos e reclamariam com textões….kkkk

        1. José Nilton Dalcim

          Não é questão de torcedor, é questão de nonsense demais para minha paciência… rsrs

        2. Alessandro Siqueira

          Tive a mesma sensação, Danilo. A gente sabe que neutro é detergente, mas nunca tinha visto Dalcim nesse tom. Até então só percebia moderação ou mediação, mas dessa vez tive a sensação de ver um torcedor falando. Nada contra, e não apenas por ser o dono do blog. Todos são livres para torcer por quem achar que deve, mas quando esse local de fala fica definido parece mais coerente.

        3. jose Yoh

          Danilo, imagine eu começar um texto com “Aqui jaz o Loser Fraude Danilo Afonso…”
          A brincadeira passou dos limites ou não?
          Sem contar que ele está falando sério. É pura raiva.
          Abs

          1. Rafael Azevedo

            A diferença é que o Federer não está aqui neste fórum. Se estivesse, vc acha que ele falaria isso? Isso é destinado aos torcedores, para irritá-los…
            Pelo visto, funciona.

      2. Chetnik

        Prefiro o meu, Dalcim kkkk.

        No mais, o Nadal já alcançou nos GS e logo logo passa. Djoko já o deixou comendo poeira nas semanas como número 1. MS ele já come grama há anos. Não dá para alcançar retardatário não, kkkk. Federer já ficou bem pra trás…ele tá na frente no que? Popularidade? Isso aí só os fãs mais fanáticos – eu tenho um apelido para eles aqui no blog kkkk – deles se apegam. É o que sobrou. Convenhamos.

    2. Gildokson

      E os 103 títulos conquistados tu esconde onde? kkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Oh a diversão garantida aí!! kkkkk
      Eu ja estava até chateado com essa eliminação, aí me vim essa “pérola” de comentário kkkkkkkkkkkkkk

      1. Willian Rodrigues

        Prezado, Federer AINDA não detém esse recorde do nº de títulos!!
        Por enquanto, pertence ao Connors… KKKKKK
        Tá difícil para o suíço. O jeito será vocês se respaldarem no nº de jogadas de efeito ou recorde de ATPs 250.

          1. Willian Rodrigues

            Claro que deixou implícito, uma vez que Dalcim havia afirmado que todos “correm atrás de seus recordes”!!
            Como você emendou o comentário dele…

  62. Chetnik

    Pablo Andújar kkkk. E os zumbis ainda têm coragem de querer tirar onda por aqui kkkk. Fraud, se aposente pelos zumbis, os seus coraçõezinhos não aguentam mais tanto sofrimento kkkk.

    PS: O GOAT da vergonha alheia podia engolir o orgulho e pedir um WC para o GOAT indiscutível para jogar Belgrado kkkk. Ele é devorador de fígados, mas até ele já se compadeceu da sua situação kkkk.

    1. José Nilton Dalcim

      Ah, o ‘chefe’ não correria o risco… Poderia acontecer de ter mais público no jogo do convidado… rsrs

      1. Rodrigo Azevedo

        O pior que isso poderia acontecer mesmo, o suíço ter mais publico que o dono da casa kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      2. Chetnik

        Na Sérvia? Duvido kkkk.

        Mas ficamos assim. Torcida dele fica comemorando popularidade e eu fico comemorando o número 1 do ranking e a disputa de grandes títulos rs. Assim todo mundo fica feliz rs.

        1. Luiz Fernando

          Cada um comemora o q está ao seu alcance, em especial num momento q até ATP 250tinha está dificil de levar…

          1. Willian Rodrigues

            Puxa vida!
            Finalista de Rolland Garros em 2020, em Roma 2021 e campeoníssimo do mais recente AO!!
            Novo recordista de semanas como nº 1. E só ampliando, caso não saiba. Rrsrsr…
            E isso é pouco para a torcida Nolista comemorar??!!

      3. juninho Fonseca

        Hahhaahhahahahqh…..boa Dalcim!!!
        Se bobear o Federer tem mais simpatizantes só q o Djockovic até na própria Sérvia..jahahhhah

      4. FERNANDO DE OLIVEIRA SIKORSKI

        Assumiu a defesa do Federer?
        Até com rsrs. Ridículo !
        vitor hugo e rodrigo cruz escrevem as maiores idiotices sobre Nadal e Djokovic, inclusive com palavrões e vc não modera.
        A coluna acompanha seu ídolo na decadência.

        1. José Nilton Dalcim

          Sim, retruquei um comentário esdrúxulo sobre o Federer, como já fiz em diversas outras ocasiões contra outros tenistas. Qual o problema? Ficou magoado? Se este espaço é tão decadente, o que está fazendo aqui lendo e comentando?

          1. Fernando de Oliveira Sikorski

            Achava que era um lugar adequado para me informar sobre tênis; infelizmente virou um lugar de fanáticos federistas, com apoio irrestrito do colunista , decadente e grosseiro.

          2. José Nilton Dalcim

            Não me incomodo com críticas, costumeiramente há discordância sobre o que eu escrevo e isso é um debate saudável. Apenas acho essencial ter respeito. Quem não respeita, não merece respeito. Repense a forma com que você se dirige às pessoas.

        2. Jose Yoh

          Sendo um blog, penso que a opinião jornalística pode ficar nos posts e nos comentários podemos ser mais descontraídos. Como sempre foi.
          O que o Dalcim falou penso não ser uma defesa, é uma correção justa do que foi dito.

          Porém, sem perder o respeito: chamar a coluna de decadente ofende e é uma tremenda inverdade.
          O único motivo pelo qual este espaço pode ficar decadente é pelo excesso de fanatismo radical típico do facebook nos comentários. Se não moderar a coisa descamba.

  63. Luis Nogueira

    Sei não se o suíço volta…é bom lembrar que ele, mesmo quando jogava bem, era entubado por Novak nos torneios maiores. Do jeito q tá jogando vai ser surra atrás de surra. Precisa de uma chave tranquila em Wimbledon e dar sorte de não encarar o mito sérvio.

  64. Fabio Riella Fernandes

    Dalcim, não achas que o Federer merece mais respeito por parte de alguns? afinal ele perdeu para um profissional.

    1. José Nilton Dalcim

      Infelizmente, há desrespeito demais pelos grandes jogadores, Fábio. Eu só posso lamentar e impedir alguns exageros.

      1. Miguel BsB

        Concordo! O desrespeito contra esses 3 GÊNIOS andam passando dos limites por aqui…
        Andujar é um tenista profissional, saibrista, e vem jogando desde o começo do ano. Federer, 40 anos, não jogava há quase 1 ano e meio, com um pequeno retorno de 2 partidas.
        Aliás, acho que este ano será o último competitivo de Roger Federer, vai se despedir de RG, vai tentar algo mais no seu território, Wimbledon, Olimpíadas, provavelmente USOPEN e talvez, Ausopen ano que vem…
        Aproveitem, tanto os fãs do suíço e do tênis, com também os haters, porque vcs provavelmente estarão presenciando as últimas raquetadas profissionais de um MITO do tênis…

        1. F.R.

          Quem não sabe interpretar texto e vem atacando pedra é vc porque se vc olhar com mais atenção nem foi para ti minha resposta

        1. F.R.

          E veja, pelo horário, que postei até antes de vc! Vc fala tanto que alguns aqui deveriam teclar com menos ódio e vc mesmo incorreu na mesma atitude que vc condena. Pimenta nos olhos dos outros é refresco né? Vá vc procurar a tua turma.

          1. F.R.

            Com menos ódio e respeito (tanto ao big 3, aos tenistas, a todos os profissionais e a todos que escrevem aqui) **

    2. Marcelo Costa

      Nadal não é baloeiro, Novak não é falastrão, Federer não é aposentado. Agora todos merecem respeito, mas a passionalidade tóxica, faz as pessoas deste espaço criar contas fake, para dar vazão as suas frustações, dar voz a seu ódio, e trazer a futilidade ao bom debate.
      Então sugiro que se tenha a mesma indignação com o desrespeito com todos os tenistas, afinal todos são ofendidos.

      1. Marcelo F

        Marcelo Costa, o problema é que a maioria dos que comentam aqui é sofasista.
        Tem alguns até que acho que nunca pisaram numa quadra ou pegaram numa raquete.
        Jamais jogaram um break point contra, fizeram um voleio, um smash, bateram uma direita, disputaram um torneio ou mesmo um jogo.
        Não falam da parte técnica (porque não entendem), só ficam provocando os torcedores rivais ou diminuindo os jogadores por quais não torcem (ou que ganham de seu preferido).
        Ficam, por ex., relativizando os feito de Nadal no saibro (como se o saibro não fosse tradicionalíssimo). Ou falando que a grama é o piso original do tênis como se esse fato tornasse esse piso mais importante. Falando absurdos como “Rod Laver é melhor que Djokovic”. Pelamor…Não dá pra comparar as épocas, mas se o australiano entra na discussão, deveria entrar na frente de todos. Sim, de todos. Como Sampras pode ser melhor que Djokovic, logo o americano que era um mané no saibro? Como alguém em sã consciência pode falar mal de um tenista como Federer? Pode-se até não torcer pra ele, mas daí a distorcer a realidade?
        É cada absurdo que se fala aqui. Enfim…
        Eu sinceramente gostaria de saber quem daqui joga (em qualquer nivel), justamente pra não ter que ler certos comentários.
        Esses torcedores (que tem tempo, diga-se de passagem) só fazem inibir muitos aqui de comentarem. Muitos que teriam muito a agregar. Mas é a democracia, né? Cada um tem o direito de comentar. E de escrever o que quiser, ainda que sejam provocações infantis.

        1. Majô

          Prezado Marcelo F,sou das que leio todos os dias o Blog.Comentava pouco mas não mais faço comentários,melhor dizendo raríssimamente.
          Concordo com você, é triste ler tantos absurdos.
          Aqui o nível ainda é melhor que nos comentários via Facebook,los termos de baixo nível é demais.
          Enfim ,repetindo:é democrático mas poderia ser melhor nível.
          Coitado do Dalcim.Hoje está tirando de letra e abusando de respostas inteligentes.
          Uma Boa noite e ótimo final de semana.

        2. Luiz Henrique

          Sofasista é elogio, os que vem aqui esculachar qualquer um dos 3 não é só sofasista, é fracassado mesmo
          Duvido que uma pessoa que tem a preocupação de acessar um blog e passar o dia desqualificando de todos os modos possíveis os 2 rivais de seu tenista favorito tenha sido capaz de fazer algo de bom da própria vida

    3. Rafael Azevedo

      Veja bem, Fábio…o Federer (assim com o Nadal e o Djokovic) não está nesse blog. Ele nem sabe que a gente existe (talvez, só o Dalcim). Então, na verdade, acho que a turma não desrespeita os atletas, mas apenas provoca os torcedores que estão aqui. É só resenha!

      1. Marcelo Costa

        Desrespeitam o esporte tênis, não é resenha quando desdenham de um piso, não é resenha quando criam conta fake, não é resenha quando ofendem.
        Por favor não defenda o indefensável, defenda sim o sagrado direito, garantido de forma magistral pelo Dalcim destes “trolls” passar vergonha ou opinar.

        1. Rafael Azevedo

          Oi, Marcelo.
          Olha, eu não estou defendendo ninguém. Eu realmente acredito que o objetivo dessas pessoas é apenas provocar os torcedores “rivais” aqui do blog. Eu realmente acredito que se o Paulo Almeida encontrasse o Federer, por exemplo, ele iria elogiá-lo, tirar uma selfie e postar orgulhoso no Instagram. E mesmo aconteceria com o Rodrigo e o Djokovic, e até O Lógico com o Nadal, rsrs.
          Veja, vc disse que eles desrespeitam o tênis, as quadras e os atletas, mas nem o tênis, nem as quadras e nem os atletas estão sendo minimamente afetados com os comentários. Só os os torcedores rivais aqui do blog. Eu duvido que esses personagens falariam p que falam aqui em um canal de tv, por exemplo.
          Posso estar enganado. Talvez, haja um desrespeito real na mente deles. Mas, eu realmente acredito que é para provocar. E, pelo visto, funciona.
          Eu, por exemplo, sou torcedor do Nadal e nunca fiz nenhum comentário desse tipo sobre nenhum outro tenista. Mas, não fico indignado com os comentários depreciativos sobre o Nadal ou o saibro. Sei que é provocação. As vezes, dou até risada..

          1. Jose Yoh

            Rafael, as provocações entendo que fazem parte dos comentários, alguns até bem humorados, mas sempre faltando respeito, cheio de inveja ou vingança.
            Tem muito mais isso que diálogos bem argumentados de bons assuntos.
            Então tem algo de errado porque sei que a maioria aqui é bem informada e inteligente, como vimos durante a ausência de torneios.

    1. José Nilton Dalcim

      Vi uns games dele contra o Cilic e achei interessante. É canhoto e isso ajuda muito. Claramente, sabe jogar no saibro.

  65. João Carlos

    Dalcin.. Uma pergunta fora do contexto… Esse ano acabaremos a temporada com dois rankings diferentes , ja que não haverá “unificaçao” devido ao congelamento de alguns pontos?
    Vi no site da atp que o Tsitsipas vem liderando onRace to Turin..
    Abç

        1. Alessandro Siqueira

          O próprio Tsitsipas tem pontuação virtual no ranking anual, posto que mantém os pontos do Finals 2019. Penso que a ATP, em relação aos torneios jogados em 2021, deveria descartar eventual saldo de 2019 e de 2020. Evitaria possíveis discussões.

  66. Sandra

    Dalcim , o Murray vai jogar challenge na grama, fosse quem fosse do big 3 e tão humilhante assim Federer jogar ?ele não quer pegar ritmo na grana ? Afinal ele também não quer saber de quadra dura ? Está meio difícil o que ele quer !!!

  67. juninho Fonseca

    Olá Dalcim…..
    Achei que o Federer por alguns momentos devolvendo o saque do adversário lá atrás….igual ao Nadal costuma fazer.E ele nunca foi disso!sempre em cima da linha!
    E olha que o cara nem tinha o saque tão forte assim!!…..com certeza isso se deve pela falta de confiança e pela falta de timing da bola ainda correto?

    1. José Nilton Dalcim

      Com certeza, Juninho. A ideia de afastar sempre é a de ganhar mais tempo de preparação do golpe, seja diante de um saque muito forte, da dificuldade de leitura do saque adversário ou de falta de timing na devolução.

    2. Gabriel Potin

      Vi o jogo, também achei esse ponto muito diferente . Certamente será alvo de treinamento e essa devolução voltará mais afiada no próximo compromisso dele.

  68. Ronildo

    Musetti e Sinner com 19 anos jogar melhor do que Federer com a mesma idade. Estes dois vão longe em RG este ano. Jogar contra o Musetti no saibro é muito complicado. Ele varia muito o jogo.

    Acho que o Musetti venceria todos os jovens em RG, só pararia em Tsitsipas.

    Nadal e Djokovic terão muita dor de cabeça este ano em RG.

  69. Luis

    Dalcim Suíço faz falta no tênis tomara va bem principalmente na grama,tem questão ritmo mas Federer poderia até pular Saibro,parece que Suíço tá bem talvez falta ritmo depois da parada ,o big 3 consegue volta nível alto mais rápido que maioria outros tenistas

  70. Roger Fedeiros - O Sincerão!

    Foi o Dalcin quem disse… kkkkkkkkkkkk

    “… e seus torcedores… a menos que sonhem com algum grande triunfo ainda sobre o saibro…” kkkkkkkkkkk – Aí já é masoquisimo dessa tchurma!… kkkkkkkk

    “… O suíço, tenho certeza, tem os pés no chão.” – Bingo! Essa é a grande diferença entre o cara e a igreja.

  71. Roger Fedeiros - The Retired!

    Tá chegando a hora de euzinha me reinventar, depois de quase 20 anos (quanto tempo tem mesmo o blog?) sei lá, achar uma outra torcida pra zoar (essa é a parte mais difícil, porque igual ou pior que a igrejinha, ninguém merece!… oh my gosh!), ou então, sei lá, me aposentar…

    … Aposentar?… kkkkkkk… Buááááá! Buááááá!… kkkkkkk!

    Tudo bem… tudo bem… o tênis sentirá falta! … euzinha então com a minha esquerda one hand!… kkkkkk… E também o tênis nunca mais será o mesmo…. é… bom… bem… quem sabe melhor né?… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… “… ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai… está chegando a hora…”… kkkkkkkkkk

      1. Roger Fedeiros - O Puxa Saco!

        Abril de 2006? Uai, então meus parabéns! Inclusive pra euzinha, que, com toda a modéstia que me é peculiar faço parte dessa história, coisa que alguns da next gen nunca vão entender…. kkkkkkkk

        Um bom trabalho vc tem feito em prol do tênis! E, apesar de apenas “um adolescente” o blog e sua longevidade é uma das facetas visiveis que comprovam a qualidade do conteúdo Tenis Brasil. Saudações Nadalistas! Vida longa ao blog!

        Posso até puxar o saco… mas, puxo de quem tem!… kkkkkkkkkk

      2. Luiz Fabriciano

        Mas já de bem antes tu escrevias as colunas, certo?
        Porque lembro-me que a primeira vez que vi o Tenisbrasil foi por volta de 99-2000.

        1. José Nilton Dalcim

          TenisBrasil surgiu em outubro de 1998, vamos para 23 anos, Luiz. Sim, fiz muitas colunas opinativas.

  72. Arthur

    Mas será que arriscar outros torneios no saibro e rodar novamente nas primeiras rodadas não iria era deixar a confiança do suíço ainda mais pra baixo, Dalcim?

    Um abraço.

    1. José Nilton Dalcim

      Ele corre o mesmo risco de entrar direto num torneio de grama, onde o piso é ainda mais imprevisível, Arthur.

  73. Sandro

    SERENA acaba de ser eliminada de um WTA 250…
    FEDERER acaba de ser eliminado de um ATP 250…
    E tem fanáticos que acham que SERENA e FEDERER tem alguma condição de ganhar Wimbledon???
    Fala sério!!!

    1. João ando

      O pior ou melhor os dois tem condições de ganhar Wimbledon. …nunca duvide de rf e da serena …comodiz o dalcim

  74. Marcel Azevedo

    Dalcim eu estou achando o Federer sem confiança no saque e no jogo dele, se ele sabe como fazer todos nós sabemos mas porque isso acontece??

    E tenho a ligeira impressão que ele vai abandonar Roland Garros nos próximos dias e jogar torneios menores??

    O que acha?

    1. José Nilton Dalcim

      Totalmente normal ele desconfiar do seu jogo e do seu físico, Marcel. São apenas três jogos em 16 meses, uma parada extremamente longa para quem tinha 38 e agora 39 anos.

  75. Sandro

    Enquanto o BIG 2 faz a grande final do MASTERS DE ROMA… Federer é eliminado na Suíça já na primeira rodada de um ATP 250… Como o freguês-mor do BIG 2 pode ser tão patético???

  76. Alexandre

    Dalcim,
    boa noite!
    Talvez não seria melhor para o Federer ficar treinando em uma quadra de grama antes de Wimbledon? Será que disputar jogos oficiais no saibro realmente poderá ajudar na preparação para Londres?
    Abraço!

    1. José Nilton Dalcim

      É uma alternativa, Alexandre, mas há uma enorme diferença entre treinar e competir. Aliás, o Federer disse exatamente isso na entrevista de hoje. Então acho que ele precisa mesmo é estar com a adrenalina da batalha no sangue. Abs!

  77. Barocos

    Não vi o jogo todo, apenas os melhores momentos. Acredito que o Dalcim esteja certíssimo em sua análise.

    Vale lembrar que o Nadal, após um período de inatividade muito menor, também voltou um pouco descalibrado, coisa que reverteu à medida que foi disputando mais jogos, o mesmo deve ocorrer com o Federer.

    Minha preocupação é outra, Federer já experimentou contusões nas costas, na virilha, no joelho direito (onde foi submetido a duas cirurgias) e tem quase 40 anos, acho pouco provável que ele consiga alcançar o nível atlético necessário para ser competitivo sem que com isto dispare a ocorrência de nova contusão ou alguma das antigas, que é justamento o que costuma encerrar a carreira dos esportistas de alto desempenho mais velhos. A meu ver, foi isto o que ocorreu em 2019/2020, o treinamento que possibilitou que ele fosse competitivo também desencadeou os problemas que teve.

    De verdade, desejo toda a sorte do mundo a ele, não há como não apreciar o seu estilo de jogo, mas, infelizmente, apenas o tempo é para sempre.

    Saúde e paz.

    1. Jose Yoh

      … assinado, Yoh.

      Só acrescentando que a perda de reflexos e visão nessa idade também deve agravar mais sua confiança mental e física. Bater fora do tempo ou fora do centro da raquete é causa de diversas lesões.
      Abs

  78. Rodrigo S. Cruz

    Bom,

    Voltando ao tênis:

    Não tenho nem o que tergiversar, né?

    Vergonha, vergonha absoluta o Federer criar tanta expectativa e perder de um pangaré desse…

    Errou mais do que a MÃE DO GUARDA, foi um horror!

    Sei não hein…

    Desde que voltou da cirurgia, o suíço não consegue jogar uma só partida decente.

    Torço para seja apenas falta momentânea de confiança ou de ritmo.

    Mas, depois do que vi hoje, temo muito que a lesão não tenha se curado.

    E isso na reta final na carreira seria um banho de água fria nos fãs.

    Tomara que não seja isso… tomara.

    1. Sérgio Ribeiro

      Na boa , Rodrigo . Todo o Staff permanece na íntegra , daí ele ter se recolhido após Doha . O jovem Suíço Campeão de RG 2020 , o Canhoto Dominic Stricker , que foi durante semanas o seu sparring, tirou Marin Cilic no mesmo Torneio. Muita calma nessa hora pois ninguém conhece mais o seu corpo do que ele mesmo. Ele abriu 4 x 2 no terceiro Set contra um especialista que possui os mesmos 4 Títulos no Saibro do grande Verdasco. E inclusive bateu Fernando aqui no Rio Open 2020 por um duplo 6 x 3. Abs!

  79. Paulo Almeida

    Eu acho que finalmente a desculpa de idade poderá ser usada pelos torcedores do Pamonherer se a gira na grama for outra lástima; 40 anos talvez seja o limite para a aposentadoria mesmo.

    Vamos aguardar, mas enquanto isso: ????????????????????????

      1. Paulo Almeida

        E não consegue ter a decência que solicitei, não é mesmo?

        Parece que algumas figuras dependem muito de mim no Blog, mesmo comemorando com todo ódio minhas últimas férias.

        Bom, de qualquer forma, nunca usei e nem usarei desculpa de idade tão cedo depois do que o GOAT fez em Roma. Volte lá e tente interpretar de novo.

  80. Sandra

    Dalcim, qual a razão dele jogar Roland Garros , não seria melhor só jogar na grama ou só treinar na grama ?

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que ele gosta do torneio e pode ser sua despedida, porque nunca se sabe o que virá em 2022. Acho que ele pode jogar bem solto, sem qualquer cobrança.

  81. Rodrigo S. Cruz

    [Sérgio Ribeiro]

    “Cara de novo . Como podes então assinar estás babaquices ??? . Muda logo de Luis pra Paulo que ninguém vai notar Abs”

    kkkkkkkk

    Perfeito, Sérgio!

  82. Ruy Machado

    Boa noite! Achei que iria assistir no fds o Federer jogando uma SF ou Final mas, infelizmente, saiu logo na primeira rodada. Concordo que ele deveria entrar em mais um torneio antes de RG para, pelo menos, ganhar mais ritmo de jogo no saibro. E, quem sabe, ir um pouco mais longe no GS de Paris…

  83. Rodrigo S. Cruz

    [Rafael Azevedo]

    “Ah! O termo “infinitamente” foi uma hipérbole (eu precisaria explicar isso, tb?)”.

    Não precisa.

    Foi justamente a INADEQUAÇÃO da tua hipérbole que eu critiquei.

    Usar o termo “infinitamente” para destacar uma vantagem tão vagabunda como essa do Djokovic foi dose…

    12, 5% de aproveitamento contra 37%?

    Sendo que o Djokovic é outro freguês de caderneta do Nadal no saibro?

    Por favor, não me faça rir, prezado… rs rs

    1. Rafael Azevedo

      Ok, Rodrigo. Talvez eu exagerado na minha hipérbole (vixe…agora foi quase um pleonasmo, rsrs), sem bem que essa é a função dessa figura de linguagem. Mas, tudo bem, eu posso refazer minha colocação substituindo o termo “infinitamente superior” para “razoavelmente superior”…ficou melhor?

      De todo jeito, o cerne da questão é que vc utilizou meia dúzia de números para fazer, de propósito, uma análise forçada e parcial com o intuito de diminuir a superioridade do Djoko em relação ao Federer no enfrentamento ao Nadal no saibro. E vc sabe que fez isso. Eu só refutei isso e vc mudou o ponto da discussão para a coitadinha da minha hipérbole, rsrs.

      1. Rodrigo S. Cruz

        Rafael,

        Não é segredo pra ninguém que eu sou SÁDICO em ser parcial contra o Novak ?

        Mas sério: o sérvio é tão pato quanto o suíço quando se depara com o Nadal nesse piso.

        A vantagem que supostamente possa ter em comparação ao Federer existe sim, mas é quase desprezível…

        O Federer teve a infelicidade de pegar mais vezes o Nadal em RG, palco em que é quase invencível e tem um aproveitamento sobrenatural…

        Também o suíço costuma pular torneios da temporada de saibro, e de não dar a mesma importância a eles, ao contrário do que o Nole faz.

        Estou sem paciência de pesquisar agora, mas 90% das vitórias do sérvio sobre o Miúra não se deram em RG.

        E a única que o sérvio ostenta foi uma vitória que não convenceu NINGUÉM!

        Todo mundo sabe que o Nadal teve um ano de 2015 atípico e assaz apagado. Bem aquém do tênis que é capaz de produzir…

        Ou seja, não foi o Nadal que conhecemos que pisou em quadra naquela edição de RG, naquele dia…

        E sim uma espécie de versão “série B” do espanhol que o Nole enfrentou e venceu facilmente.

        Além disso, tivemos 16 Fedal,s e 26 Djokal,s. Ou seja, 10 oportunidades a menos para o suíço.

        Poderiam ser mais 10 derrotas? Claro que sim. Mas isso nunca saberemos…

        De todo modo, meu bom amigo, parabéns pela tua sinceridade intelectual em admitir que o uso daquela hipérbole destoou da realidade.

        Coisa rara de se ver por aqui ?

        Abs.

        1. Luiz Henrique

          Rodrigo, só uma correção
          Vc disse que “O Federer teve a infelicidade de pegar mais vezes o Nadal em RG, palco em que é quase invencível e tem um aproveitamento sobrenatural…”

          Federer jogou 6 vezes com Nadal em RG
          Djokovic jogou 8

  84. Daniel

    Acho que ele não tem mais paciência pra jogar, principalmente com caras que, teoricamente, perderiam muito fácil pra ele.

    A idade chega e não é só no físico.

  85. Rafael Azevedo

    Eu entendo sua análise, Dalcim, mas confesso que fiquei, sim, decepcionado.
    Não que eu esperasse o título do Federer (e ele não jogou tão mal), mas perder uma primeira rodada de uma ATP 250, tendo o jogo na mão, é preocupante.
    Fiquei triste e frustrado. Gosto muito do Federer.
    Espero que ele faça um bom RG. Esse negócio de jogar um torneio sem priorizar, é perigoso para a confiança do atleta. Imagina se ele perde na primeira rodada? Como ele vai ter confiança para a temporada da grama?
    Ele deveria entrar focado e priorizando esses torneios do saibro. O que ele precisa, agora, é vencer. E com essa mentalidade, não vai conseguir.

  86. Evaldo Moreira

    Boa noite,
    Dalcim, que texto impecável, faz a leitura do jogo do Federer, e cá entre nós, gostei do que vi.
    Fora os exageros, concordo com você em tudo que você mencionou, e é de lascar que há ignorantes, dizendo que Federer não é bom saibrista, ai é refutar todo o conhecimento do tenis, fato, e gostei da sua resposta para o internauta, convenhamos né.
    Dalcim, uma pergunta, grato por responder: Geração nova essa, a meu não é nova, vou citar 03 deles, que acho que deveriam já ter beliscado alguns títulos e/ou ganhado os jogos com o Big 2, você ja falou sobre o mental e emocional, mas na sua opnião se fosse o treinadoe de Stefanos T, A. Zverev e pra mim, colocaria o Shapovalov, esse tá devendo, mas e ai mestre, o que achas?

    1. José Nilton Dalcim

      Bom, Evaldo, Tsitsipas e Zverev já ganharam o Finals! É o segundo título de maior importância na escala da ATP. E já conseguiram resultados importantes contra todos os outros grandes. Talvez o alemão decepcione nos Slam, embora esteja evoluindo claramente. Já o grego está em ótimo momento e já tem semi de Slam e título de Masters. Shapovalov, cim, está um pouco atrás mas o potencial é grande. Abs!

  87. Fedex

    Dalcim, acredito que a falta de ritmo é normal, mas fiquei preocupado com o mental, perdeu todos os games que teve bp contra, no seu serviço. Mentalmente poderia ter se saído melhor, acabando vencendo o jogo. Mas faz parte. Que achou disso?

    1. José Nilton Dalcim

      Ele não sacou bem, isso é fato. No game final, não encaixou um primeiro saque. E isso faz muita diferença no estilo dele. Exatamente por isso acho que é preciso jogar mais. A parada foi muito longa e me parece bem normal que ele próprio esteja com muitas dúvidas.

  88. Marcilio Aguiar

    Normal a derrota do Federer. Ele errou muito no primeiro set , jogou muito acelerado, agressivo, tentou acabar os pontos em no máximo 3 trocas. Variou o quanto pode, talvez para testar a confiabilidade dos golpes. Em alguns momentos devolveu longe da linha de base e fez um ou duas vezes o SABR.

    Queria vê-lo jogando mais vezes essa semana, entretanto no futuro não espero nada mais que um ou outro jogo em bom nível. Pelo tempo em que ficou parado, nessa altura da carreira, não tenho mais expectativas de conquistas de torneios. O que vier é lucro.

  89. Majô

    Boa noite Dalcin.Fiquei bem decepcionada com o jogo do Federer, é o costume de sempre vê-lo bem.Estou bem chateada,esperava mais ,ele é Federer!!Não que jogou pessimamente, mas não senti boas vibrações. Não creio que vá vencer Slams.É tão triste ver que ele ainda tem sua plasticidade,mas triste vê-lo cometendo erros
    tão tolos! Gostaria que vencesse Wimbledon e encerrasse sua belíssima carreira.Gostaria de ter seu entusiasmo, mas penso que pode ser pior .Os dois do Big tree e essa next gen deslanchando, não vejo Federer vencendo nenhum deles.
    Deus queira melhore muito,e possa dar alegrias a nós torcedores ainda.Pelo menos,ele sabe que tem um longo caminho a melhorar,mas a idade pesa.Dois anos sem competir é muito.
    Que volte o Rei ,embora com reticências. Infelizmente tudo passa!!

      1. Jose Yoh

        O tempo vai passar, e continuaremos a denominar os três como Big 3, assim como nos referimos à época dos bons tempos com Murray de Big 4.
        Agora ninguém chama nem irá chamar a atualidade como Big 2, disso pode ter certeza.

          1. Jose Yoh

            Expressei mal. Quis dizer que daqui a alguns anos, quando falarmos sobre 2021, nunca iremos dizer “Ah, nos tempos do Big 2…”.
            Na verdade ninguém diz isso hoje, mesmo com a queda de produção do Federer.
            Mesmo porque os dois seriam bem menos Big se não tivesse um suíço com os recordes a serem atingidos. E o suíço nunca estaria ainda na ativa se não tivesse os dois na cola.

        1. Paulo Almeida

          Claro que irão e já chamam, pois afinal são os último vencedores de Slam e fizeram final do último Masters 1000, além do Nadal ser favorito em RG e Djokovic em Wimbledon.

  90. Vítor Barsotti

    Olha Dalcim, gostaria de estar confiante como vc nessa….rs

    Do que vi do jogo, só mesmo o forehand estava no padrão Federer. Não gostei da movimentação (e aí o back fica muito prejudicado).

    E, para alegria dos Paulos do blog, o maestro ainda me fecha o jogo com uma madeirada….. rs

    Torço pra estar errado, mas venho pensando que o suíço não se recuperou como gostaria. Nada me tira da cabeça que sua não ida ao AO, a volta em Doha que acabou não sendo pra valer e esse jogo agora mostram que ele não está com a intensidade necessária. E com o circuito tão forte como está, não vejo muitas chances pra ele nesse momento.

    Federer parece estar numa encruzilhada: não tem mais a antiga agilidade pra jogar sobre a linha nem físico pra se afastar dela.

    Mas, é como você sempre diz: nunca duvide do Big 3. Vejamos o que ele apronta!

  91. Luiz Henrique

    Eu acho que Federer vai ter mais chances em Wb 2022 do que 2021.
    Claro que uns vão dizer “ah, mas será 1 ano mais velho”.
    Mas o que é pior, ter 41 anos e vir de 1 ano jogando, ou ter 40 voltando 2 meses antes de Wb após uma longa pausa?
    Acho que o projeto tem que ser voltar e ir jogando, pra ir pegar confiança pra edição de 2022
    Não que eu descarte ele totalmente pra edição desse ano, mas ano que vem pode chegar mais bem preparado

    1. Jonas

      Longe de mim torcer pro Federer, mas discordo de ti nessa…
      Federer deve chegar bem preparado em Wimbledon, é só isso que interessa a ele.
      Em 2017 ele retornou em ótima forma depois de meses parado e venceu um Grand Slam.
      Estamos em Maio, daqui a pouco ele pega o ritmo, e ele tem muita facilidade pra jogar na grama.
      Mas ano que vem? O circuito muda muito rápido, jogadores mais novos vão estar mais maduros, Federer será ainda mais velho, sei não hein…acho q este ano é a última chance dele mesmo.

  92. ALEXANDRE ADORNO DA CUNHA

    Tive a mesma impressão Dalcim, achei que Federer se movimentou muito bem e deu ótimos golpes.nao fiquei tão pessimista mesmo com a derrota!

  93. Henrique Cipriano

    Olá Dalcim, você faz um excelente trabalho com o blog. Sou leitor assíduo (embora nunca comente) e sempre concordo com suas análises, mas especificamente na de hoje, relacionada ao Federer, me preocupa um pouco o fato de o ritmo nos jogos ser diferente dos treinos, claro, como o próprio Roger afirma. Apesar de ele não ter nenhuma pretensão em Roland Garros, sabemos que o principal objetivo dele é Wimbledon. Você não o vê distante do Djoko, que sempre é o seu maior adversário no grand slam londrino? Abraço.

    1. José Nilton Dalcim

      Ah, com certeza ele está distante no momento, Henrique. Daí eu achar que ele precisa jogar o mais que puder, readquirir ritmo e, quem sabe, a tão importante confiança. Não dá para ele economizar e achar que jogando 2 torneios na grama já dará para ser competitivo em Wimbledon. Abs!

      1. Rafael Azevedo

        Dalcim, se ele precisa jogar o máximo que puder, então ele tem que vencer as partidas. Mas, entrando nos torneios com esse pensamento de que ele só está se preparando para WB, ele só vai perder na primeira rodada e perder confiança.
        Tem que entrar nos torneios para vencer. Ter paciência para vencer pontos. Dessa forma, ele vai vencer várias partidas e readquirir confiança.
        Esse é o meu ponto de vista. Essa história de jogar no saibro só para se preparar para a grama pode ter o efeito inverso.

  94. Gildokson

    É Dalcim, também acho que o gênio deveria entrar em outro torneio ja que perdeu hoje, e o pior é que não será surpresa ele perder na primeira rodada de RG, aí o tal do ritmo antes da grama ja era de vez.

  95. Daniel C

    Uma pena essa derrota, deve ser frustrante para o público local e os organizadores do torneio.

    Apesar disso, achei a movimentação do Federer boa, assim como a potência nos golpes. Não sei se ele voltará a ganhar títulos, pois a concorrência está cada vez mais forte (finalmente, após vários anos sem bons jogadores além dele, do Stan e do Murray), mas espero que ele siga evoluindo e faça bons jogos contra os principais jogadores da atualidade. Enfim, que tenha uma despedida digna de melhor tenista da história.

    Uma coisa eu sei: julgando pelos highlights, me pareceu uma partida mais divertida e interessante de acompanhar que a maioria dia jogos sonolentos do atual no1. Teve um drop shot ali cuja a execução foi sensacional, não foi aquele movimento todo travado que costumamos ver por aí.

    1. Sandro

      Piada essa de Federer melhor da história, não é mesmo?
      A única coisa em que Federer é melhor, é em ser FREGUÊS do BIG 2, NADAL E DJOKOVIC.

  96. Flavio

    Mestre Dalcin não sei não, mas perder logo de cara nunca é bom ainda mais para o Andujar que é um tenista mediano, e pode sim abalar o emocional ou a confiança do maestro, mas espero que vc esteja certo e que ele volte a ser competitivo porque se o Federer tiver um desempenho abaixo na grama que é seu ponto forte ele pode acabar aposentando antes do previsto por ele, concorda?Abraços.

  97. leo pio

    Dalcim, espero que Federer te ouça e jogue Parma semana que vem, para se testar rs Pois não acredito que ele vá muito longe em RG…

  98. Sérgio Ribeiro

    Nada a acrescentar , caro Dalcim. Mas porque mais um no Saibro , em vez de fazer Stuttgart e Halle em sequência ? ABS !

    1. José Nilton Dalcim

      Porque Stuttgart acontecerá na segunda semana de Roland Garros. Ou seja, está mais longe. Em caso de derrota precoce em Paris, acredito que ele jogará lá, nem que seja com convite.

  99. Ronildo

    Também não achei um desastre a partida. Teve lances bonitos, golpes potentes. Foi se soltando ao longo da partida. Andujar não é um iniciante no saibro.

  100. Tercio

    Dalcim pq nao existem masters na grama? Queens e Halle nao poderiam se tornar torneios desse porte? Seria interessante ate pela maior diversidade de pisos….

    1. José Nilton Dalcim

      A ATP sempre quis limitar os Masters e tentou até limitar em 8, mas os saibristas bateram o pé e mantiveram Monte Carlo. Assim, não há muito espaço no momento para isso, mas a ATP já fala em elevar um deles a Masters, Tércio. Aliás, até pouco tempo eles eram menos 250.

Comentários fechados.