Show da garotada
Por José Nilton Dalcim
8 de fevereiro de 2021 às 12:22

A expectativa se confirmou. Denis Shapovalov e Jannik Sinner fizeram o grande jogo da rodada de abertura do Australian Open, onde não faltaram tensão, lances belíssimos, reviravoltas e enorme coragem. É tudo o que se espera dessa novíssima geração.

O canhoto canadense de 21 anos ganhou num apertado quinto set dentro do seu melhor estilo: arriscou 133 bolas, das quais fez 62 winners e 71 erros, mas também insistiu no jogo de rede e ganhou 39 das 53 subidas à rede, algumas delas com voleios exigentes e maliciosos. Denis já se coloca entre os melhores voleadores do tênis atual, sem dúvida, e muito disso tem a ver com sua insistência em disputar as chaves de duplas, o que aliás fará novamente neste Australian Open.

Sinner, de 19 anos, é um tremendo competidor. Talvez por conta do esforço da semana anterior que o levou ao título no sábado, pareceu por vezes não ter energia para mexer de forma adequada as pernas. Mas espanca a bola dos dois lados com desenvoltura e precisão. Faltou aproveitar os break-points, tendo convertido apenas 3 das 20 oportunidades que criou.

Favorito contra Bernard Tomic, Shapo pode ter curioso reencontro com o superamigo Felix Aliassime na terceira rodada e desafiar Diego Schwartzman nas oitavas. É uma caminhada árdua, porém longe de ser impossível num piso consideravelmente veloz onde precisa acima de tudo se livrar da excessiva ansiedade.

Djoko sobrando
Entre os grandes favoritos, Novak Djokovic não fez mais do que um bom treino diante do ‘freguês’ Jeremy Chardy, que perdeu todos os 33 sets disputados entre eles. Mesmo num jogo de placar tão econômico, o número 1 ainda disparou 41 winners, aprimorou a devolução e deu-se ao luxo de brincar na rede. Agora, terá o jovem Frances Tiafoe, a quem nunca enfrentou. O norte-americano já viveu dias melhores, luta para reagir na carreira e joga na base do risco. Bom teste.

Já Dominic Thiem, vice do ano passado, demorou para se achar e muito da culpa esteve na tática assumida por Mikhail Kukushkin, que abusou das paralelas. Mas aos poucos o cazaque perdeu eficiência e Thiem calibrou os golpes. Vem agora Dominik Koepfer, aquele alemão que surpreendeu no US Open de 2019.

Sascha por sua vez suou muito contra o bom Marcos Giron, com tiebreaks nos dois primeiros sets, e só então disparou. Arriscou sempre no saque e foi bastante à rede, elementos que agradaram durante a ATP Cup. Pega agora o quali Maxime Cressy.

A feliz volta de Bianca
Numa segunda-feira em que as grandes candidatas ao título atropelaram, a boa notícia foi o retorno vitorioso da talentosa Bianca Andreescu, que estava fora das quadras há 15 meses por conta de uma complicada contusão no joelho. É bem verdade que precisou de três sets e viveu intensos altos e baixos diante da 138ª do ranking, e então não se pode acreditar numa esticada muito longa neste AO.

Enquanto Naomi Osaka, Simona Halep, Aryna Sabalenka, Petra Kvitova, Serena Williams e Iga Swiatek foram rápidas e eficientes em seus jogos – somente Kvitova perdeu mais do quatro games -, três cabeças foram eliminadas e uma delas causou certo espanto: Angelique Kerber, campeã de 2016, ficou pertinho de perder os 10 primeiros games da também canhota Bernarda Pera. Evitou o vexame absoluto, mas não a derrota. Muito crédito à norte-americana de origem croata, que fez winners incríveis jogando com total determinação.

E mais
– Monfils e Paire foram os primeiros cabeças a cair, mas isso está longe de surpreender. Nishikori conseguiu ser competitivo por dois sets diante de Carreño e Kyrgios passou sem convencer.
– Outro retorno vitorioso a se destacar foi o de Rebecca Marino. A canadense de 30 anos chegou a abandonar o tênis por depressão em 2013, quando se sentia atacada nas redes sociais, voltou em 2018 em pequenos torneios e não disputava um Grand Slam há oito anos.
– Venus e Errani farão curioso duelo de segunda rodada. Elas jogaram cinco vezes, com três vitórias de Williams, mas não se cruzam desde 2015. Há uma diferença significativa de altura (1,85 contra 1,65m) e de força, mas a italiana ao menos deixou de sacar por baixo.
– Mais magro, Wawrinka estreou bem mas admite não estar bem preparado para o Slam. É bem provável que enfrente Raonic na terceira rodada e daí saia o adversário de Nole nas oitavas.
– Serena usou um traje bem chamativo na estreia, mas revelou depois ser homenagem à campeã olímpica Florence Griffith Joyner, que sofreu morte súbita em 1998, quando tinha apenas 38 anos.
– Nadal estreia no começo da madrugada e veremos suas reais condições. Djere, só ganhou 7 jogos de nível ATP na quadra dura em toda a carreira. O início de Medvedev pode ser trabalhoso: Pospisil ganhou 1 dos 3 duelos no veloz Roterdã do ano passado.
– Monteiro tenta manter o embalo do ATP 250 diante do eslovaco Andrej Martin, 103º do ranking aos 31 anos. Jogo será às 21h. Clique aqui para ver a ordem de todos os jogos.


Comentários
  1. Miguel BsB

    Vamos Thiago!!! Deu um susto no 1 set sacando pra fechar, mas dps foi sólido e se impôs! Realmente o ponto do jogo foi aquele no tiebreak do 1 set. Pontaço!
    Agora é Rublev, e, infelizmente, vejo as chances dele ganhar muito parecidas com as chances do Tigres ganhar do Bayern.
    Mas, o jogo é jogado…

  2. Sandra

    Dalcim , até que ponto essas contusões do Nadal Sso verdadeiras ? Alguma coisa acho que sente sim, mas se fosse tudo forte assim ele entraria em quadra ?

    1. José Nilton Dalcim

      O saque dele esteve mesmo abaixo do normal na estreia, Sandra, então acredito que ele esteja sentindo algo, sim. Mas é fato que Nadal costuma ‘driblar’ em suas declarações.

  3. Sandro

    Bom Dia Dalcim !
    Uma pena que o confronto entre Kevin Anderson e Matteo Berrettini tenha sido logo na primeira rodada… Podia ter sido, pelo menos, nas quartas-de-final… Da mesma forma que o confronto entre Sinner e Shapovalov poderia ter sido mais pra frente…

  4. Bruno

    Dalcim,
    Qual foi a grave contusão nos joelhos do Nadal?
    LCA ?
    Ruptura do tendão patelar ?
    Muito se fala sobre isso mas até hoje não consegui descobrir qual foi.

    1. José Nilton Dalcim

      O problema do Nadal no joelho é de nascimento, Bruno. Ele usa um calçado especial desde criança para compensar isso. Como ele corre demais, tem brecadas muito bruscas, o joelho tende a se queixar, principalmente na quadra dura.

    1. Thiago Silva

      Aquela derrota pro Djokovic deve ter traumatizado ele, tava jogando demais na temporada e depois daquele jogo morreu.

  5. Rafael

    Djoko com somente 11 erros não forçados é um péssimo sinal… pros adversários! Muita consistência do sérvio! Algum jogo especial na rodada do Nadal mestre?

      1. Rodrigo S. Cruz

        Esqueceu de citar Pospisil x Medvedev !!!

        Um cara que joga muito bonito, mas sem grandes resultados até aqui, contra outro que joga muito feio, mas com grandes resultados!

  6. Filipe Fernandes

    Caro Vitor Hugo, oi.

    Assim como muitos participantes do Blog o fizeram, espero que você possa ter uma boa recuperação e que não sofra sequelas permanentes. Fique bem, Vitor, e também a sua família.

    Caro Barocos, estendo essas palavras ao seu estimado primo, que ele também possa superar essa doença inteiramente e ficar bem. E que vocês possam compartilhar mais e mais momentos de convivência e cumplicidade.

    ***

    Devido às imensas e tristes ausências de Roger Federer e Sir Andy Murray deste AO, minha torcida vai estar direcionada a Stefanos “pés velozes” Tsitsipas e a Thiago Monteiro, além de Bruno Soares nas duplas.

    Um bom Australian Open a todos. Um grande abraço, pessoal. Fiquem bem.

    1. Barocos

      Filipe,

      Obrigado pelas palavras de conforto e esperança.

      Cuide-se e incentive os seus entes queridos a fazerem o mesmo.

      Saúde e paz.

  7. Daniel C

    As chances do Djokovic no torneio aumentaram com a eliminação dos juízes de linha, isso tem que ser dito. Com isso, foi eliminado o risco do sérvio ser desclassificado por um eventual surto. Mas enquanto o Djokovic estiver desesperado atrás dos recordes de um certo suíço que ele inveja, melhor manter os torneios sem juízes de linha mesmo, pois as chances dele descontar a frustração nessa galera são altíssimas, e ninguém merece ser desrespeitado pelo sujeito e muito menos ser machucado, como a juíza de linha do US Open

  8. Rubens Leme

    JAMES TAYLOR (1968)

    Vamos de algo diferente e até exótico, o primeiro LP de James Taylor, gravado em 1968 e lançado pela Apple, aquela gravadora dos Beatles e com as presenças de Sir James Paul McCartney e George Harrison na canção “Carolina in My Mind”.

    Paul, aliás, cedeu horas de estúdio dos Beatles para James gravar. O disco recebeu boas críticas, mas teve vendas ruins, devido à timidez de Taylor para promover o disco, além de uma internação para tratar de problemas com drogas.

    Seria o único disco pela gravadora. No ano seguinte, assinaria com a Warner e, em 1970, lançaria Sweet Baby James, em seu caminho ao estrelato.

    https://music.youtube.com/playlist?list=OLAK5uy_lP14gZMW5PQzi14mQxKdoVrkIykRV45pU

  9. Oswaldo E. Aranha

    Que bom que o Vitor Hugo recuperou-se, não concordo com as posições dele no tênis, mas é importante haver divergências para que o mundo evolua; seja bem vindo recuperado.

  10. DANILO AFONSO

    Faltam 4 semanas para NOVAK tornar-se recordista de semanas na liderança do ranking.
    _____________________________

    E as lendas abrem a volta 307.
    A diferença é apenas no visual.
    E o Goatcar aciona a asa móvel.
    “Chegar é uma coisa, passar é outra”. (Galvão Bueno)

    1. periferia

      Como a fórmula 1 foi para a Bandeirantes.
      Datena narrando a aproximação do servio…diria:

      “Um tapa na cara da sociedade”

      RS

  11. Vitor Hugo

    Miguel, Rafael, Sérgio Ribeiro, Barrocos e Marcelo Jaca, agradeço pelos votos de melhoras, além daqueles que eu já agradeci.

    Barrocos, comigo foi mais ou menos assim.
    Senti fadiga nos dois primeiros dias, depois veio a febre, depois a falta de ar, mas não senti falta de olfato.

    Ribeiro, sei de muitas pessoas que demoram um pouco pra que o pulmão volte a funcionar como antes, então, paciência mesmo.

    1. Rodrigo S. Cruz

      Não creio que esse Djere seja rival para ele.

      Mas provável é que o Nadal passe por cima.

      Talvez a gente tenha uma ideia mais precisa do quadro, quando ele pegar um rival mais exigente…

      Mas na minha opinião, o Nadal não irá longe no torneio.

      E acho que até daria para usar o Federer como parâmetro.

      O suíço conviveu com dores nas costas, nos últimos anos, e isso limitou de forma considerável algumas atuações dele…

      1. Luiz Fernando

        Talvez eu esteja errado, mas depois de vê-lo em alguns treinos eu não creio q tenha nada de grave. Creio q correrá riscos a partir das quartas, claro, desde q não haja nada significativo do ponto de vista fisico, se houver pode se complicar antes…

  12. Barocos

    Não quero ser leviano, mas algumas coisas são melhores deixadas no passado, especificamente, não creio que uma homenagem à Florence Griffith-Joyner seja apropriada, haja vista todos os indícios que pesam sobre prática antiesportiva contra ela.

    Para quem quiser se informar: https://www.forbes.com/sites/briangoff/2016/08/11/the-ghost-of-flo-jo-hangs-over-womens-sprinting-in-the-olympics/

    Tudo bem que a Serena pode não ter conhecimento sobre as suspeitas, mas se você vai a público homenagear alguém, é melhor ter certeza antes que sobre a pessoa não recaiam argumentos que desabonem a sua deferência.

    Saúde e paz.

    1. Sandro

      A Serena tem sim ciência do envolvimento de Florence com dopings, trapaças e falta de fairplay competitivo…. Mas a Serena é feminista, pensa como feminista e tem dois pesos e duas medidas sempre quando o dopado é mulher ou quando dopado é um homem. Na lógica feminista da Serena , mulheres mesmo quando estão erradas, estão certas só pelo fato de serem mulheres. Lembra-se quando Serena deu chilique em quadra e foi punida pelo juiz de cadeira e ela acusou o juiz de machista? Mesmo Serena tendo conduta inadequada em quadra, ela como feminista fez escândalo acusando o juiz de machista. Então, para Serena feminista, a atitude antidesportiva de Florence é apenas um detalhe, afinal de contas ele é mulher, e na cabeça das feministas mulheres sempre estão certas e os homens estão sempre errados.

  13. Rubens Leme

    Thiem não ganhou de 3×0, Dalcim? Pelo menos, está assm na matéria dele.

    O que vc tem achado de jogar sem juízes de linha?

    1. José Nilton Dalcim

      Foi 3 a 0, sim, mas quase perdeu o primeiro. Olha, o Thiem diz que prefere, o Djoko também. Acho que diminui as discussões, ainda que o Shapovalov não concorde comigo… rsrs…

      1. Rubens Leme

        E parece que o sérvio teve seu pedido atendido, de não ter mais juízes de linha. Menos uma chance pra ser desclassificado, não é mesmo?

  14. Eduardo

    Duass coisas me chamaram a atenção no jogo do Shapo x Sinner. O Sinner é muito sólido dos dois lados (parece com o Djoko), mas parecia mentalmente e fisicamente cansado já no terceiro set. Quanto ao Shapo, acho um dos jogos mais vistosos do tour, e aparentemente ele tem se esforçado pra ter mais regularidade.

    Dalcim, você apostaria suas fichas no trio Djoko – Nadal – Thiem ou acredita que alguém verdadeiramente da nova geração pode levar o caneco?
    ps: gostaria que o Tsitsipas vencesse. Jogo vistoso e agressivo tbm!

  15. Sérgio Ribeiro

    E basta o piso Australiano estar nitidamente mais rápido , pra nos deliciarmos com vários Tenistas se aventurando junto à rede e voleios pra lá de bem executados , um colírio pra quem gosta verdadeiramente deste maravilhoso Esporte Tênis em tudo que o mesmo pode oferecer. Como citado no Post , destaque para Shapovalov. Mesmo com a sensação JANNIK SINNER sentindo ainda os efeitos da FINAL de sábado , o Canadense exagera muitas vezes mas golpeia sem tem medo de ser feliz . Salvou 17 dos 20 Breaks indo com tudo. Ambos ainda vão muito longe . O mais velho tem apenas 20 aninhos. E Novak Djokovic possuiu sem sobra de dúvida o melhor físico da história deste Esporte. Próximo dos 34 , parece um moleque. Em 5 Sets vai ser difícil derrubar o Sérvio e seu jogo pra lá de consistente. Abs!

    1. Sérgio Ribeiro

      Correção: A FINAL do garoto foi Sábado mas já teve que entrar jogando no AOPEN até mais de meia-noite de Domingo. A ATP e a ITF ( responsável pelos SLAM ) , não tomam mesmo vergonha na cara . Que não aconteça essa loucura em RG . SINNER poderia ter somado preciosos pontos no Ranking na ÁUSTRALIA. Abs!

  16. Evaldo Fontes

    Só corrigindo; Thiem não deixou set pelo caminho . Ganhou em sets diretos apesar do primeiro set ter ganho no tie brake

Comentários fechados.