Paredão Medvedev bagunça o Finals
Por José Nilton Dalcim
18 de novembro de 2020 às 20:12

Até o consistente Novak Djokovic perdeu a paciência. Num dia inspiradíssimo, Daniil Medvedev respondeu tudo, buscou bolas incríveis, mexeu-se com maestria e dominou o número 1 do mundo de forma incontestável. Com apenas 12 erros em 18 games, o russo marcou a terceira dura derrota de Djoko nos últimos três torneios e está em inédita semi no ATP Finals de Londres.

Enquanto Medvedev aguarda quem passar do duelo entre Rafael Nadal e Stefanos Tsitsipas, o pentacampeão ainda está a apenas uma vitória da vaga. Na sexta-feira, precisará superar o alemão Alexander Zverev, que não anda brilhante, para ser o adversário de Dominic Thiem. De um jeito ou de outro, continua mais lógico que os quatro principais cabeças do Finals lutem pelo título.

O primeiro set entre Djokovic e Medvedev viu games muito longos, com chances para os dois lados. O que mudou mesmo a partir do sétimo game foram os erros da base do sérvio, que o levaram a perder os dois últimos serviços e a totalizar 16 falhas diante de 6. Mais incrível ainda, Nole ganhou apenas 29% dos pontos que precisou do segundo serviço, fruto de determinação ferrenha de Medvedev em se manter nas trocas.

Apesar de novos games bem disputados, o russo impôs um ‘pneu’ moral ao fazer 3/0 no segundo set, salvando no caminho o único break-point que permitiu na partida. Embora tenha errado menos – 12 vezes -, Djokovic jamais esboçou reação, ganhando tão somente três pontos nos três serviços finais do animadíssimo adversário. Destaque-se ainda os 10 aces de Medvedev, metade de seus 20 winners.

Zverev teve os costumeiros altos e baixos contra Diego Schwartzman e só me agradou mesmo num terceiro set mais intenso. Foi um jogo de 21 break-points (12 a favor do alemão) e oito quebras (cinco contra o argentino). Com 10 aces e um total de 30 winners, Zverev também errou 38 lances, o que correspondeu a 48% de todos os pontos de Schwartzman.

Por isso, Djokovic tem de ser considerado favorito para ficar com a vaga, ainda que seu histórico geral seja de apertados 3 a 2. Curiosamente, dois desses jogos foram na própria arena O2 em 2018, quando o sérvio venceu na fase classificatória mas foi surpreendido na final. Desde então, só voltaram a duelar uma vez, nas quartas de Roland Garros do ano passado, e nova vitória sem sustos do sérvio.

Bruno perde, mas tem chance
Mais dois jogos apertadíssimos no torneio de duplas e o grupo Bob Bryan está completamente indefinido. As quatro parcerias têm chances, embora Granollers/Zeballos estejam mais perto da semi. Foram exatamente eles que superaram Bruno Soares e o croata Mate Pavic, com dois tiebreaks e 10-8 no desempate.

Como ganharam na estreia, o dueto do mineiro pode até perder para Peers/Venus e ainda ter chance de se classificar, desde é claro que Melzer/Vasselin não ganhem de Granollers/Zeballos. Confuso, é verdade. O negócio é torcer por vitória do brasileiro com menor número de games e sets perdidos possível.

Dúvida do ranking
Como vocês devem ter notado, a ATP não retirou os pontos do Finals do ano passado na lista divulgada dois dias atrás, contrariando tudo o que se dizia por aí. Consultei a entidade e fui informado que a ATP irá seguir o que era mais do que óbvio e justo: não haverá descontos dos pontos de 2019 e o tenista só poderá somar, caso tenha empenho superior. Ou seja, prevalecerá a regra geral do ‘ranking de 24 meses’.

50 anos de Finals
Com a explosão do tênis alemão na segunda metade da década de 80, o país conquistou patrocinadores e público para bancar dez edições seguidas a partir de 1990, as seis primeiras no carpete de Frankfurt e as quatro seguintes em Hannover, sendo as três últimas já sobre sintético coberto. Os heróis da casa conseguiram três títulos apenas, com Becker (92 e 95) e Stich (93), além de dois vices de Becker (94 e 96). Quase sempre, os americanos roubaram a festa. Sampras ganhou cinco de seis finais, Agassi levou outro e até Courier e Chang foram vices. A grande surpresa aconteceu na decisão toda espanhola de 98, em que Corretja ganhou de Moyá numa virada incrível. Até então, o título do Finals era sempre decidido em cinco sets.


Comentários
  1. Rodrigo S. Cruz

    Meu,

    acho que esse Novak Djokovic vai ser lembrado como o número 1 mais sem-graça da história!

    No décimo game do segundo set, apareceu o quadro com o número de winners, no set.

    O Zverev somava 20.

    E o Djokovic, adivinhem quanto:

    DOIS!

    Acredite quem quiser, apenas DOIS winners, pertinho do tie-break!

    Deus do céu! Vai ser medíocre assim lá em Belgrado! (rs)

    Pior é que tem gente que GOSTA disso…

    Argh !!!

    Responder
  2. Rodrigo S. Cruz

    Dalcim,

    eu queria te fazer um agradecimento.

    Sabe quando a gente escreve um texto, e depois se arrepende?

    Pois é.

    Obrigado por não ter aprovado aquele último texto meu (rs)

    Abs.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Deveríamos ter tido toda a semana, Caio, mas o Placar do UOL está com um problema técnico e estamos aguardando solução. Espero que consiga ao menos fazer semis e final. Abs!

      Responder
  3. Jose Luis Franco Bueno

    Dalcim, qual o verdadeiro motivo das duplas de Bruno Soares e de Marcelo Melo estarem se separando? Vi um comentario de Bruno dizendo q ele nao concorda em nada com o q Pavic mencionou. Qual a justificativa de Kubot e Pavic para o termino de suas parcerias?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Ninguém explicou, mas se fala que o Pavic quer jogar com o Mektic para se preparar para os Jogos Olímpicos. Já o Melo foi mesmo desgaste da longa relação e de uma temporada fraca.

      Responder
  4. Aluizio Francisco Barros

    A disputa pelo segundo lugar do Ranking, me parece, não existe e nunca existiu. A diferença de 725 pontos não poderia ser tirada, depois que foi decidido que os Pontos de 2.019 não mais cairiam. Supondo que NADAL não faça nada além de 400 pontos, pois ele só irá somar pontos a partir desse marco e o THIEM só poderá fazer 700 pontos, uma vez que já somou 800 do ano passado, não há como superar os 725 já estabelecidos antes da competição. Por que ainda insistem que o segundo lugar ainda está em jogo?

    Responder
  5. Lucas Duarte Parra

    Dalcim,não sei se concorda…Mas enxergo Nadal e Thiem com jogos bem parecidos(muita intensidade,muito spin,os dois buscando o backhand do adversário) e também essa semelhança entre Djokovic e Medvedev(jogadores regulares,bolas mais retas,sem pontos vulneráveis de esquerda ou direita),e acho que aos poucos o russo e o austríaco estão se sobressaindo na parte física,na intensidade,até pela idade do Djokovic e Nadal…por isso nos últimos tempo,esses confrontos estão incomodando demais o rafa e o Nole…concorda dalcim?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não sei se os estilos são tão parecidos assim, Lucas. Os quatro gostam de jogar mais no fundo, comandando os pontos. Djokovic joga mais sobre a linha do que todos e por isso tende a ser mais agressivo da base.

      Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Já cobrei os organizadores, eles disseram que será “restrito”, mas não me deram mais detalhes. Parece que só irão autorizar os sócios. Continuarei a pedir informações, Fábio.

      Responder
  6. Rafael

    Às vezes os comentários se superam na baixeza e no ridículo por aqui.

    Ou melhor, consertando, insinuar que Djokovic está envolvido com máfia de apostas não dá nem para classificar de baixeza, é apenas patético.

    No entanto, como esse tipo de lixo é aprovado, não há nada a se fazer.

    Responder
    1. Luiz Henrique

      Isso é fichinha perto de acusar jogadores de doping.
      Em 2013 tinham inúmeras dessas por dia.
      É lamentável, mas esse é o nível, infelizmente

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Fala sério….

        Até hoje os nadalistas com esse assunto velho e REQUENTADO de doping?

        Ninguém merece, né.

        Tudo bem condenar as condutas erradas atuais.

        Mas não ficar remoendo o que passou, se isso não se repete mais…

        Responder
  7. Sérgio Ribeiro

    Aguardando o início de Thiem x Rublev e nem os comentaristas entendem o espírito do Torneio. Não tem nada de amistoso. Os caras tem que viajar a dar com pau pra ganhar uns pontos num ATP 250 ( vide Novak rs ) . A partida vale DUZENTOS pontos no Ranking. Thiem está correndo atrás de Nadal . E Rublev acabou de entrar no TOP 8 . Essa é mais uma grande diferença dos MASTERS do Sr . Almeida rsrsrs. . Novak somente tinha chances de chegar às 311 Semanas no TOPO em 08 / 03/ 2021 , se levasse o Título de forma invicta. Já não é mais o caso , se não estiver equivocado com essa nova mudança da ATP ( quer empurrar o Sérvio na marra rs ) . Abs!

    Responder
  8. Luiz Fernando

    O esporte é maluco e os prognósticos não tem qualquer segurança, basta ver o… Sampa, time fraco (sim eu acho fraco), que há um mês estava na maior draga após eliminações ridículas na Libertadores e CSA, e agora venceu 7 partidas seguidas, é o potencial lider do Brasileiro (2 pontos atrás do líder e com 3 jogos a menos), eliminou o suposto time com o melhor elenco do país, e Diniz de odiado se transformou em cultuado kkk. Será q estou dormindo ou acordado?

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Acordado pois o São Paulo encara qualquer um no momento . Ainda mais um Flamengo desfigurado rs . Na boa , vai sim brigar pelos Títulos. Assim como o Fla que ainda não está morto. Os comentaristas de futebol conseguem ser mais resultadistas que os de Tênis rs . Abs!

      Responder
      1. Luiz Fernando

        Meu caro, esporte é resultado, seja qual modalidade for, além da habilidade as vitórias e grandes conquistas é q definem um grande campeão. Um cara da sua idade já deveria ter percebido isso…

        Responder
    2. Miguel BsB

      Já tá bom demais pro São Paulo LF…
      Não deve passar pelo Grêmio.
      Verdão vai ser campeão dessa Copa do Brasil. Mais uma pra conta, 4ª, pro maior campeão nacional!

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Nadal ganhar o Finals?

        kkkkkk

        MARIA BETHÂNIA – Sonho meu

        Sonho meu, sonho meu
        Vai buscar quem mora longe, sonho meu
        Sonho meu, sonho meu
        Vai buscar quem mora longe, sonho meu (…)

        Responder
      2. Sérgio Ribeiro

        Tu não bates bem, caríssimo P. F . Não passastes o ano todo afirmando que era Novak , junto com seu Guru Almeida ??? A mudança foi somente devido a Surra de Cinta em RG ??? kkkkkkkkkk . Abs!

        Responder
    1. Lott

      Acho que o Ndal fez grande partidas só perdeu para Dominik Thiem,.porque o Austriaco deu mais sorte nos pontos decisivos e o Nadal deu azar,oEspanhol etá jogando muito bem se continuar assim tem tudo para levar o ATP FINALS esse Ano

      Responder
  9. periferia

    Metamorfose

    Uma barata acordou um dia e percebeu que tinha se transformado em um jogador de tênis.
    Raciocinar era uma novidade (quando barata.. seguia o instinto…agora poderia “pesar” cada atitude).
    Os humanos tinham horror as baratas…nojo mesmo…agora andaria entre eles sem essa repulsa.
    Pensou em algumas atitudes que poderiam fazer dele alguém especial entre os humanos.
    Pensou em realizar um torneio durante uma pandemia mundial…o povo repudiou a atitude.
    Resolveu fazer uma campanha contra as vacinas…não deu certo.
    Ele resolveu radicalizar….transformar a água de esgoto em cristalina…com funções terapêuticas…usando apenas a força da mente…falhou.
    Como tudo estava dando errado…em um momento de fúria…andou distribuindo boladas pelo circuito.
    Percebeu que a repulsa era maior agora do que antes.
    Um dia o tenista acordou…e descobriu que voltou a ser uma barata…foi o momento mais feliz da vida dele.
    (Kafka deve ter sido tenista).

    Responder
  10. Renan Vinicius

    De fato, Nadal machucou demais o sérvio em RG. Pelo nível do sérvio, ele não se admitiu perder de forma tão vergonhosa, pois realmente parecia um jogo entre um profissional e amador. O buraco mental na cabeça dele continua refletindo nos diversos ENF.

    Responder
  11. Luiz Fernando

    Apesar de achar q ambos vão p as semis, não podemos deixar de observar q podemos ter semifinais sem Rafa e Djoko, algo impensável até domingo passado…

    Responder
  12. Alexandre

    Dalcim, bom dia!
    Já vi alguns jogos do Nadal com medvedev e vejo que o russo sente mais dificuldades com o espanhol do que com os outros tops, aliás até o próprio medvedev parece que já andou falou isso também.
    Vc acha que isso procede?
    Abraços e parabéns pelos posts!!!!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Com certeza, Alexandre, já que o topsin tira a bola da altura da cintura e força Medvedev a jogar mais perto da linha para golpear na subida. Mas seu problema maior é a longa preparação dos golpes e do forehand. Abs

      Responder
  13. Paulo Almeida

    Eu não recorro quase nunca ao ad hominem, apesar de alguns do gado merecerem, principalmente esse que não me esquece.

    Sai de mim, carrapato grudento.

    Responder
  14. Rodrigo

    O que e chamou muita atenção foi o fato de o Sérvio não apresentar nada de variação. Se o russo devolve tudo vai pra rede, baixa a bola com slice e faz o cara se abaixar para bater. Tem dia que ficar devolvendo a bola 500 vezes não vai resolver.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Simples, Rodrigo.

      É que o slice do sérvio tem pouca efetividade.

      Observe que é bem raro ele forçar o erro do oponente, usando essa variação…

      Claro que serve para ele se defender, e esperar a próxima bola, para então bater chapado.

      O slice do Djokovic é ruim, sem sacanagem, a verdade é essa…

      Responder
  15. Mário Cesar Rodrigues

    Vamos ver estou achando muita pólvora para pouca arma. Rafael Nadal vai ganhar 2×0 do Grego vai Ganhar di Russo 2xo e se Thiem na final vai aoanhar e muiti estava vendo o Rafa treinar e o Austruaco qyerendi treinar pois estaca acabando o tempo do Rafa treinando e vou te falar diase ao Thiem você não precisa treinar vamos ver Domingo e rindo o Russo é fácil é só mudar a tática .Roig falou isto.

    Responder
  16. ALEXANDRE ADORNO DA CUNHA

    mais uma vez o smash do Djoko deixando na mão..3x 3 BP contra ele manda uma bola bem funda, o russo se defende jogando pro alto, dai vem aquele smash frouxo no meio da quadra e na sequencia ele perde o ponto e é quebrado! Achei muita diferença nas duas derrotas de Nadal e Djoko. Mesmo perdendo Nadal sai com bem mais moral ,pois, jogou muito bem, não acha Dalcim?

    Responder
  17. EDVAL CARDOSO

    Pergunta que não quer calar, será que se o Djoko não estivesse tão perto de abocanhanhar um dos principais recordes do Roger Federer, os federistas estariam torcendo tanto contra o sérvio?
    Respondam aí os federistas de plantão.

    Responder
    1. Carlos Reis

      Eu torço contra o Djoko só por causa da sua torcidinha arrogante, e olha que sempre fui anti Nadal. Tem outro motivo tbm, considero o tênis dele o menos atrativo do Big3. Federer é o craque deste grupo, apesar do Nadal não ficar muito atrás, mas hoje torço muito mais pelo Nadal, que jogador fantástico, que atitude dentro da quadra, que raça, que vontade de vencer, sempre sério e concentrado, EXEMPLO!

      Responder
      1. José Eustáquio Masculino Cruz

        Que torcida meu caro.O Sérvio mais conhecido como arapuca para se ferrar,é o mais lilongueiro do circuito dos tops ele está perdido não sabe o que fala agora vem o Bruno e disse que foi expulso e não sabe pq da tal que Djokovic e o outro até bonzinho mas fraco.acabou deram um chegá para lá no Sérvio e gritaram alto deve está uma gozaçao ele e o que pretendi e por falar nisto pretendia era bagunçar o Tênis.e falaste em torcida que torcida se bobear até o Rublev tem mais torcida que ele ele é piada pronta só faz atrapalhada tomara que toma um esporro do Thiem.

        Responder
  18. Vitor Hugo

    Não me surpreende a vitoria do russo sobre o sérvio, está jogando um otimo tênis no momento, mas não imaginava que pudesse ser tão fácil, tipo um top 5 x um top 300.
    Só pra lembrar os colegas que, Medvedev venceu três dos quatro últimos jogos que fez contra Djokovic, então, está se desenhando o começo de uma freguesia! Kkkkkkk DjoCOVID vai se destacando como o ‘lanchinho’ preferido da next gen… 😂😂😆😆

    Pessoal, hoje a briga foi feia pra chegar a conclusão de qual é o pior slice do circuito. O que acham?
    Por incrível que pareça, o do russo parece ser pior que o do sérvio. Por incrível que pareça! Kkkkkk

    Responder
    1. Luiz Henrique

      Os Federistas ficam numa expectativa danada, mas faz tempo q Djoko apanha pra essa next gen, e continua ganhando AO, WB, e acumulando semanas como nº 1. Tem jeito não…

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Precisamente, Vitor!

      Espetáculo macabro aqueles dois executando o slice. Meu Deus do céu!

      Mas o movimento girafão com câimbras do russo se provou ainda mais feio que o do sérvio.

      O cara simplesmente conseguiu piorar aquilo que já era “INASSISTÍVEL”

      (rs)

      Responder
  19. Efraim Oliveira está a

    Novak fica querendo que os slams sejam jogados em melhor de três sets. Em melhor de três a nova geração já chegou no big 3, acho que essa mudança seria um tiro no pé.

    Acho que quando o Medvedev está jogando nesse nível ele se torna o oponente mais forte pra Novak nas quadras duras.

    Responder
    1. Sandra

      Essa história de 3 ou 5 sets , tem uma pontada de hipocrisia, você acha que até quando Nadal, Federer, Djoko vão conseguir jogar 5 sets? Pelo menos Djoko e mais autêntico

      Responder
      1. José Alves Aragão

        A questão não é ser contra os 5 sets pra se cansar menos na carreira. Não é justo Nadal e Federer construírem um império de 40 slams em melhor de 5 sets enquanto essa geração Nutella (que não consegue vencer um sequer) ficar na vida boa disputando melhor de 3 sets e folgando um dia .Nada a ver , totalmente injusto. Melhor ser 5 sets e manter o nível de dificuldade que Federer e Nadal tiveram na construção do seu legado. Concordo com Nadal

        Responder
  20. Aurélio Passos

    Méritos do Medvedev. Mas é clara a enorme falta de vontade do Nole em quadra desde a primeira rodada em Viena. Não sei se foi o abalo do massacre de Roland Garros, algum problema físico, problema pessoal…ou ainda o US Open na cabeça de vez em quando.
    Pro altíssimo nível dele, está claro que está jogando pro gasto. Ele disfarça bem porque um Nole “sem vontade” é bem diferente de um Fognini ou Tomic ou Kyrgios sem vontade.

    Responder
  21. Aurélio Passos

    Rapaz… o Medvedev venceu o n.1 do ranking sem fazer um voleio sequer a partida inteira, ficou grudado no fundo o jogo inteiro… depois dizem que o jogo do Nole que é feio…

    Responder
  22. Lucas Leite

    Dalcim, o que você acha que vem acontecendo com o lado mental do Djokovic? Achei ele bem mais irritadiço e impaciente essa temporada, em muitos jogos contrariando sua força mental característica. Achei ele um pouco apático hoje, quase como que administrando o jogo, achando que alguma hora as coisas penderiam para o lado dele. O que você acha? Ha um abalo na parte mental mesmo? Ou foi só uma partida ruim isolada?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      O mental dele realmente não anda bem, Lucas. Houve muita coisa fora da quadra neste 2020 e talvez esteja se refletindo nas suas atuações. Não vamos esquecer o destempero do US Open. Claro que ainda existe a pressão de ganhar tudo, que talvez ele próprio coloque demasiadamente sobre si mesmo.

      Responder
  23. Edgard Upinho

    Dalcim, eu achei o sérvio desinteressado, apático, parecia não querer tanto assim a vitória. Teve chances variadas de confirmar o serviço no 3-3 do primeiro set e o via mais consistente do fundo do quadra até esse momento da partida, no qual ele buscava variações apesar daquelas curtas mal executadas. Vejo um cansaço mental no número 1 do mundo, e embora tenha chances de realizar a façanha de igualar o recorde de conquistas de finals do grande roger, voltando assim a conquistar algo que lhe escapa desde 2016, começo a achar que o grande objetivo de djoko para este fim de ano já foi conquistado: a garantia de que será o número 1 e a possibilidade real de se tornar o recordista no número de semanas como líder do ranking. No mais, Dalcim, pelo que se afigura, teremos um grande jogo amanhã no final da tarde, e penso que as semifinais serão : djoko vs thiem, nadal vs medvedev.

    Responder
  24. Daniel C

    É por conta do medo que o sérvio tem desses mais jovens (que finalmente estão desabrochando) que ele está comemorando pontinhos aqui e ali para conseguir recorde de semanas como no1, propondo GS em formato de 3 sets, etc…

    Ele deve estar percebendo que não terá vida facil a partir de 2021. Finalmente, após mais de uma década, acho que teremos alguns jogadores mais jovens que representarão uma ameaça para os planos dele. E conforme a pandemia passar e as arquibancadas forem enchendo (com a torcida contra, como sempre rs), o Djokovic irá surtar cada vez mais em quadra. Estou prevendo muitos chiliques para o ano que vem, nessas horas eu concordo que deveriam tirar juízes de linha e boleiros da quadra. Essas pessoas vão correr riscos ano que vem rs.

    Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        kkkkkkkk

        Ou então adicional de INSALUBRIDADE, né Miguel?

        Não deve ser nada salutar pros boleiros a poluição sonora gerada pelos berros do chiliquento!

        (rs)

        Responder
  25. Sérgio Ribeiro

    E Medvedev mostrou mesmo que não está fácil pra ninguém …rs . E o FINALS mostra toda a sua cara para os céticos e desinformados . Foram meses durante a parada devido a Pandemia, de uma conversa mole de que a Nova Geração não tem coragem de encarar o Big 3 . Nas Semis do Torneio mais importante da ATP , garantidos somente Daniil e Dominic . O principal favorito não viu a cor da bolinha hoje na Arena O2. Vai ter que se ver com o campeão de 2018 . E o Touro menos cotado mas que jogou muito , encara o campeão de 2019. Não atoa e’ um Torneio muito mais competitivo que o MASTERS do Sr. Almeida rs . Dito isto , o preguiçoso N 1 mantém o favoritismo ? Pelo que vem jogando desde RG não. Mas não há como não respeitar um Penta Campeão de um Torneio de tamanho prestígio. Abs!

    Responder
        1. Luiz Henrique

          Eu acho que eles têm tido um bom sucesso nos masters 1000 tb
          Nos GS é que está faltando…a exceção foi no us open agora…mas ainda assim fiquei impressionado como o Thiem amarelou no começo da final, acho que se fosse contra djoko ou nadal seria impossível virar um 0x2

          Responder
          1. Sérgio Ribeiro

            Impossível porque L H . ? Tá difícil reconhecer que os garotos não temem ninguém, não é mesmo . Ainda mais para um cara que torce por Nadal , mais prefere quando o Sérvio vence rs . Em TODAS as gerações tivemos Next Gen . Uns mais outros menos precoces . Simples assim. Abs!

    1. Marcão

      Mas, prezado Sérgio, o Finals não é novidade para a nova geração. Esse troféu já está na prateleira de Zverev e Tsitsipas. O que ainda separa os adultos dos meninos são os GS. Neles é que os céticos e desinformados aguardam com paciência de Penélope a medalha definitiva. Aliás, o domínio do big-3 nos GS esgarçou tanto as fronteiras do razoável que duas gerações de nova geração se passaram e muitos não perceberam. Quando venceu o último US Open, não foram poucos os que se apressaram em revalidar a carteirinha de next gen de Dominic Thiem. Receio que o mesmo esteja por acontecer com Daniil Medvedev.

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Então , Marcão. Andy Murray também demorou mas levou TRÊS SLAM. STANIMAL somente levou seu primeiro próximo aos 29 . Medvedev já se fez presente em FINAL em 2019 . Zverev em 2020. E Thiem levou o seu aos 27. Acredito que os citados , poderão atingir os mesmos TRÊS SLAM e com número maior de MASTER 1000 e FINALS que o Suíço. Nada mal com SINNER mostrando que pode ir bem mais longe ainda. A conferir. Abs!

        Responder
  26. Paulo F.

    Não torçam muito pro Medvedev não, federistas.
    Ele possui tudo o que vocês odeiam – não possui golpes bonitos, competitivo, frio, tático, não é mimizento e, principalmente, não é chorão.

    Responder
    1. Daniel C

      Outros federistas eu não sei Paulo, mas falando por mim: o russo pode ser tudo isso que vc falou (o que discordo), mas ele já ganha em alguns pontos como: não maltrata boleiros, não fica irritado com torcida contra e até agora não deu declarações malucas como ser anti-vacina e coisas do tipo. Só nisso, já ganha muitos pontos comigo rs.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *