Djokovic ou Nadal? Dê seu palpite. Vale biografia.
Por José Nilton Dalcim
10 de outubro de 2020 às 11:27

ArquivoExibirA história do tênis será obrigatoriamente reescrita neste domingo em Roland Garros. Em seu 56º confronto, Novak Djokovic e Rafael Nadal farão o duelo mais importante em 14 anos de jogos inesquecíveis.

O sérvio pode chegar ao 18º Slam, se tornar o único com dois troféus em cada um deles e ainda derrubar pela primeira vez Nadal numa decisão do torneio. Já Rafa tenta manter a hegemonia absolutamente espetacular e atingir o 13º Roland Garros, o que automaticamente o fará empatar com o recordista Roger Federer em conquistas de Slam.

Momento para mais um desafio do Blog, valendo prêmio: quem chegar mais perto receberá em casa a imperdível biografia de Novak Djokovic, escrita por Blaza Popovic, um dos grande sucesso lançados pela Editora Évora.

Indique vencedor, placar e duração da partida, conforme modelo abaixo.

Claro que vale primeiro o vencedor; entre os que acertarem, o placar que mais bem explicar o andamento do jogo; em caso de novo empate, a duração da final. Por fim, persistindo a igualdade, leva quem postou primeiro.

Caso queiram (e devam) fazer comentários sobre a final ou a rodada, escrevam e opinem exclusivamente no post respectivo. Deixem aqui somente os palpites numéricos. Fica mais organizado.

A votação se encerra quando for dado o primeiro saque, previsto para 9h45 de sexta. E, é claro, se ganhar alguém de fora do Brasil, terá de indicar um endereço no país para receber o prêmio.

Se possível, seguir o modelo abaixo, o que facilita muito na hora da apuração:

Nadal vence Djokovic, 3 sets a 1, parciais de 6/4 7/5 5/7 6/4, após 2h59

Boa sorte!


Comentários
    1. Fernando Brack

      Me referindo ao colega Marcelo no post anterior, sugiro, depois dessa tratorada sofrida hoje, que Djokovic também deixe de ser parte da discussão sobre quem é o GOAT. O GOAT hoje é indiscutivelmente Rafael Nadal. Naturalmente, Djoko ainda tá na briga pelo rótulo, mas hoje não só não encurtou a distância pra chegar lá como deixou uma pífia impressão nesta imensa final. Nadal jogou bem, sem dúvida, em particular errando muito pouco, mas Djoko esteve o tempo abaixo de seu nível.

      Responder
  1. Marco

    Quadra lenta demais.
    Como eu disse em outro post, não fazia sentido dizer que as condições ajudam mais o Djoko, é totalmente o contrário.

    Com essa lentidão fica mt mais fácil pro espanhol, que passa a chegar em todas com certa facilidade e aí passa a bola até o sérvio errar.

    Responder
    1. Fernando Brack

      Concordo integralmente. Não sei de onde tiraram que quadra lenta desfavorece o Nadal, a não ser de suas próprias palavras, só que isso é uma evidente falácia, pois o ogro é o rei da quadra lenta. Djoko deve ter caído na conversa e se ferrou feio.

      Responder
  2. Carlos Augusto

    Nadal vence Djokovic, 1 set a 0, parcial de 3 a 2, em 25 minutos.
    Obs.: é que Djokovic será desclassificado por acertar uma bolada em alguém após ter o serviço quebrado pela primeira vez.

    Responder
    1. Carlos Augusto

      Prezado Marcus Vinícius, se Djokovic não for desclassificado, seu palpite em relação ao placar me pareceu muito bom. Entretanto, em relação ao tempo de jogo, 2 h 42 m em 4 sets é só o tempo que ambos usam antes de sacar, um batendo a bolinha no chão e o outro desatolando a cueca.

      Responder
  3. Silvio Lanto

    Não faço a menor ideia de placar, mas tendo a achar que dessa vez dá DJOKOVIC.
    De qq forma, um só set entre eles deve levar o mesmo tempo ou mais que a – mais uma vez – pífia final feminina de SLAM.
    Como já falo há alguns anos, como aquela (ou aquele) Billie Jean King e os demais patetas que a(o) seguem ainda têm a cara de pau de defender premiações iguais entre homens e mulheres???!!!! Só nesse mundo virado de cabeça pra baixo mesmo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *