Chocante e indiscutível
Por José Nilton Dalcim
6 de setembro de 2020 às 18:18

Atualizado com a rodada às 01h23

Um dia, iria acontecer. Quem acompanha a longa carreira de Novak Djokovic já cansou de ver seus destemperos, muitas vezes injustificados, descontando raiva na bola e na raquete. Passou bem perto de ser desclassificado em plena final de um Grand Slam, mas deu sorte porque a raquete passou por centímetros.

Neste domingo, no entanto, os centímetros não estiveram a seu favor. Após perder o terceiro set-point com uma deixadinha ousada do adversário, a frustração o levou a dar uma bolada violenta na placa de publicidade. Desconcentrado, permitiu minutos depois 0-30 e aí tropeçou e caiu sobre o ombro. Medicado, voltou e perdeu o saque. Levou a virada para 6/5 e então jogou a bola para trás, atingindo direto o pescoço de uma juíza de linha.

A imagem não deixa mínima margem de dúvida. O árbitro geral até contemporizou demais antes de cumprir a regra e desclassificar o número 1 do mundo de um torneio em que ele estava jogando um tênis magnífico, era o favorito absoluto, a passos largos para o 18º troféu de Grand Slam.

Antes que alguém pergunte, frise-se: não importa a intenção do tenista – muito raramente ele vai tentar atingir alguém de propósito – e o regulamento é extremamente claro sobre isso. Se o jogador usar qualquer meio de extravasar emoções e através disso atingir qualquer pessoa, dentro ou fora da quadra, a punição é imediata. Há inúmeros casos de desclassificação não intencional. Fernando Meligeni e Teliana Pereira já viveram isso.

O que mais choca nesta situação tão inusitada e amarga é que Djokovic começou a perder o controle emocional no 5/5 do primeiro set. Cedo demais para um jogador tão competente como ele, com histórico espetacular de viradas e recuperações. E não foi a primeira deste US Open. Contra Kyle Edmund, já mostrava irritação exagerada para a ocasião, com urros e reclamações. Pagou um preço alto demais. De quebra, ficará sem pontos, sem o prêmio de US$ 250 mil e sem a invencibilidade, que para nos 26 jogos.

O sérvio não quis falar com a imprensa – o que pode aumentar sua multa -, foi visto no aeroporto já no fim da tarde e soltou um comunicado no Instagram em que reconheceu a falha, pediu desculpas a todos e garantiu que levará isso como lição para o restante da carreira e da vida. Tomara.

A consequência imediata é que veremos um novo campeão de Grand Slam daqui uma semana. No lado de cima de chave, os sobreviventes nunca sequer fizeram uma final. Do outro, Dominic Thiem e Daniil Medvedev já foram vices. É um US Open para ficar mesmo na história.

Como fica o masculino
– Este é o primeiro Slam desde Wimbledon-2003 em que as quartas não tem qualquer campeão de Slam. É também o primeiro sem um membro do Big 3 desde Roland Garros-2004. E o primeiro US Open sem um campeão anterior nas quartas desde 1997.
– Carreño, de 29 anos, é o único na parte de cima que já fez semi em Flushing Meadows, há três anos. Antes do incidente fatal com Djokovic, ele vinha fazendo uma bela partida, firme no saque e muito consistente no fundo. Havia evitado os quatro break-points que encarou, cometido apenas seis erros e estava com o saque a favor para fechar a série.
– Seu adversário será o canhoto Denis Shapovalov, 21 anos, em sua primeira quartas desse nível. Virou nesta noite contra David Goffin, um jogo em que o saque o salvou muitas vezes. Seu mérito foi ter batalhado com cabeça fria em dezenas de ralis importantes, além de 33 das 47 idas à rede. Denis aliás também está nas quartas de duplas, com Rohan Bopanna.
– Para Alexander Zverev, só boas notícias. Subiu mais um degrau no US Open e faz quartas pela primeira vez, economizando energia num jogo muito fácil sobre o espanhol Alejandro Fokina. Se for à semi, será a segunda seguida em Slam. O que sempre se esperou dele.
– Agora encara o jogo sólido de base de Borna Coric, que tem se aventurado com sucesso nos voleios. Os dois tem 23 anos. O croata, que vinha da maratona física e emocional da virada contra Stefanos Tsitsipas, passou fácil por Jordan Thompson e deve estar ‘zerado’.
– Carreño ganhou 3 de 4 duelos com Shapovalov, todos na dura e dois no ano passado. O canadense só ganhou no saibro. Coric ganhou apertado de Zverev no US Open de 2017 e tem mais duas vitórias em quatro duelos, incluindo Cincinnati e Halle do ano seguinte. O alemão só levou a melhor em Miami-2018.

Americanas tiram favoritas
– Para comprovar o bom momento neste reinício do circuito, Jennifer Brady e Shelby Rogers são as primeiras tenistas da casa nas quartas de final femininas.
– Campeã em Lexington, Brady se adaptou incrivelmente bem à canhota Angelique Kerber e cedeu apenas cinco games. Grande exibição. Enfrenta agora Yulia Putintseva, que foi mais determinada na reta final do jogo e tirou Petra Martic, a cabeça 8.
– Rogers, 93ª do ranking, nem figura entre as cabeças de chave e foi quem tirou Serena Williams de Lexington. Fez um jogo duríssimo contra Petra Kvitova, evitando quatro match-points, um deles no tiebreak e no saque da tcheca.
– O desafio agora é ainda maior: Naomi Osaka. A campeã de 2018 e ex-número 1 não precisou jogar o máximo para tirar Anett Kontaveit. Fez 21 winners mas também 18 erros. O ponto forte foi o saque, com 84% de pontos vencidos quando colocou o primeiro serviço.


Comentários
  1. Jefferson

    Vitor Hugo=Renato=Marquinhos=Fake…..Esses vulgos ai só sabem desmerecer o grande tenista que é o Djokovic,é tão covarde que fica mudando os fakes de tempo em tempo.Sou torcedor do djoko mas ao contrario desse fake reconheço federer e nadal como grandes tenistas que são.
    Quanto a eliminação do Djokovic foi justa pelas regras,regra essa que por sinal muito exagerada porque foi um completo acidente e a juíza de linha valorizou demais,parecia o neycaicai.
    Força Djoko.

    Responder
  2. Barocos

    Vika! Vika! Vika! Victória Fyódorovna Azárenka!

    Obrigado por salvar o meu fim de semana prolongado !!

    Um grandíssimo “Saúde e Paz” para todos!

    Responder
  3. Marcelo

    Djokovic errou, tá bravo grita forte grita alto mas não fica batendo na bola por aí!.

    Thiem e Medvedev são favoritos, grandes chances agora.

    Del Potro tem previsão de volta?.

    Muito bom seu blog!.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Obrigado, Marcelo. Certamente, só em 2021. Tomara que a nova cirurgia tenha dado certo e aí temos de contar um prazo mínimo de seis meses. Abs!

      Responder
  4. Rodrigo S. Cruz

    O assunto já foi amplamente debatido aqui, mas eu só gostaria de acrescentar o seguinte:

    O Djoko já vinha correndo esse risco não é de hoje.

    Talvez por ser um cara muito perfeccionista em tudo que faz, o que também é chave para o seu sucesso.

    Já vimos muito ele se irritar de maneira desproporcional, mesmo liderando por placares elásticos…

    Teve um acesso de raiva dele que eu vi, quando ele ganhava por nada menos que 2 sets a 0 e 5/1 no terceiro (rs).

    E no game que antecedeu a bolada, ele não conseguiu chegar a uma curta bem aplicada pelo Pablo, e descontou forte na placa de publicidade.

    E exatamente NESSE momento o comentarista da Sportv disse o seguinte:

    ” o problema é que é perigoso ele acertar alguém”.

    Pois foi dito e feito!

    No game seguinte acabou acertando mesmo…

    Responder
  5. Vitor Hugo

    Dalcim, se Thiem chegar a final do u.s open, vc acredita que ele vai jogar Roma ou talvez Hamburgo?
    E o Wawrinka, teve alguma contusão ou vai jogar na Itália?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Acredito que Wawrinka vá jogar Roma e Paris. Seria insano se o Thiem entrasse em Roma, mas podemos esperar qualquer coisa dele… rsrs…

      Responder
  6. Robson Couto

    Não tem como se proteger o injustificável. O que não consigo entender é como um atleta de ponta como Djokovic não tem um acompanhamento psicológico para melhorar esse comportamento intempestivo, era visto que isso aconteceria um dia. Dalcim a equipe vendo essas atitudes tão recorrentes não deveria ter conversado com ele para procurar ajuda, ou todo mundo fazia vista grossa para evitar atrito? Vejo que Djokovic e Vajda parecem ser muito amigos, será que nunca houve algum conselho para isso?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Isso é algo que provavelmente nunca saberemos, Robson. Mas certamente alguém deve ter falado disso para ele, porque houve algumas situações que passaram perto.

      Responder
    2. Luiz Fabriciano

      Essa é uma questão especulativa que todos fazem e certamente ninguém chegará à uma conclusão, exceto se algum sortudo ficar em companhia direta com o citado e fizer essa pergunta ao mesmo, ou quando se aposentar e falar sobre isso em uma entrevista.
      De minha parte, acredito que já o fizeram por diversas vezes, afinal o próprio já comentou sobre isso, inclusive depois desse episódio prometeu se dedicar mais à esse auto-controle.
      Agora, façamos uma pesquisa cá entre nós e vejamos o percentual de participantes que conseguem esse autocontrole sempre, em momentos de frustrações.
      É claro que não se compara um atleta de alto nível e internacionalmente reconhecido, mas tudo mantem a devida proporção.
      E me desculpe se entrei sem permissão numa questão direcionada ao Dalcim.

      Responder
  7. Paulo Almeida

    Ainda está difícil escrever com serenidade, principalmente vendo tantos ataques covardes dos amargurados que passaram anos e anos vendo o Fregueser apanhar do Djokovic.

    Independentemente de ter havido teatro ou não da mulher, de os cartolas terem mandado ou não o árbitro principal eliminar o sérvio quando a oportunidade apareceu, acho essa regra ridícula. Tira o tesão do esporte! Aliás, juízes de linha já deveriam ter sido descartados ou no mínimo serem pessoas jovens com maior reflexo. O mundo do tênis ficou privado de assistir a grandes jogos do Djokovic ainda nesse US Open.

    Eu DUVIDO que o GOAT tivesse perdido para o Busta. Já cansou de virar jogos bem mais improváveis contra adversários bem mais qualificados.

    Exemplos: Xangai 2012 contra Murray, Roma 2019 contra Delpo, Cincinnati 2020 contra Agut e, claro, USO 2010, USO 2011 e Wimbledon 2019 contra o rei da entressafra.

    Como o espanhol tem um saque pífio, era bem capaz até de empatar em 6-6 e levar para o tie-break no primeiro set.

    Enfim, continua invicto em 2020 dentro de quadra.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Desculpe, mas sua postura é muito fanática. Acusar a juíza de não ter reflexo para se desviar de uma bola indevidamente lançada pelo tenista soa um absurdo incrível. Seja sensato como Djokovic foi, assumindo o erro, pedindo desculpa e prometendo melhorar o comportamento. Um ótimo exemplo para muitos aqui no Blog.

      Responder
      1. Paulo Almeida

        Não foi uma acusação, mas uma observação. Claro que ela não tem culpa de não ter o reflexo que uma pessoa mais jovem supostamente teria. De qualquer maneira, defendo que os juízes de linha devam ser abolidos, jovens ou não, pois já há tecnologia suficiente para desempenhar o seu papel.

        Ontem de fato, no calor do momento, exagerei, tamanha a frustração com a eliminação do sérvio do jeito que foi. Talvez tenha exagerado mais um pouco agora também, mas não engulo a regra: ela é muito rigorosa pra mim.

        Peço desculpas para os membros com quem tenho bom relacionamento se de alguma forma se sentiram decepcionados com minha visão do ocorrido. Porém, vi que não estou sozinho no barco. Já o meu comportamento varia de tempos em tempos (como muitos já perceberam) e tem a ver com o clima mais tenso ou não do Blog. Sim, o ideal seria estar sempre sereno e ignorar as provocações, mas é difícil para quem é torcedor. Vou continuar tentando, assim como pulei vários desses mais de 300 comentários…

        Responder
        1. Marcílio Aguiar

          Paulo Almeida, sou torcedor do Federer, porém não tenho ódio nem desprezo pelos seus maiores adversários. Fico irritado e frustrado quando ele perde jogos imperdíveis para qualquer um, principalmente para os dois do BIG 3. Logo no domingo escrevi que fiquei frustrado com a desclassificação do Djoko, embora dentro da regra, ela tenha sido justa. Não me sinto bem em comemorar o infortúnio do sérvio porque percebi claramente que foi uma infelicidade. A bolada não foi intencional. Tivesse sido no lance anterior, em que ele espancou a bolinha, certamente o meu sentimento sobre o fato teria sido outro. Acho que a regra não deve mudar, porque ai ficaria no julgamento de intenções e a subjetividade seira maior ainda. Faço esse comentários não para lhe ser agradável, até porque discordo frontalmente de suas teses de “entressafra” e “slams parrudos”, que tem intenção de depreciar o suíço. Enfim, o meu proposito é demonstrar que ser torcedor de qualquer um do Big 3 é, antes de tudo, gostar de tenis bem jogado, competitivo e vencedor. Saudações.

          Responder
    2. Daniel

      “O mundo do tênis ficou privado de ver grandes jogos do Djokovic”? Fale esse tipo de coisa por você. Pra mim e pra muita gente, não faz falta alguma. No máximo, é “mais do mesmo”, o famoso jogo moderno, de bolas fundas, regularidade, contra ataques e algumas deixadinhas aqui e ali. A única coisa talvez de impressionante são as devoluções dele e alguns contra ataques.

      Quem traz coisa diferente pra quadra de tênis é gente como Federer (nem precisa explicar), Thiem (agressividade com bolas pesadas cheias de spin e esquerdas pesadíssimas), Nadal (Defesas espetaculares e forehands impressionantes), Kyrgios, Brown…

      O jogo do Djokovic nada mais é que arroz com feijão com imensa eficiência e uma devolução agressiva e funda…

      Responder
      1. Paulo Almeida

        Falo isso por mim e por milhões de apreciadores do tênis, incluindo rivais que gostariam que o Djokovic perdesse para um Thiem ou Medvedev, mas em uma grande partida. Isso ninguém vai ver mais infelizmente.

        Não, você apenas deu sua opinião clubista pela milésima vez sobre o sérvio. Ele não faz defesas espetaculares? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, mas é uma das coisas que ele faz de melhor!

        Analogamente, eu vou reduzir o jogo do Federer a dar madeiradas e cometer outros ENF bisonhos, ir de forma burra à rede toda hora e tomar passadas e lobs e fazer umas firulas inúteis que não vencem jogo. Que tal?

        Responder
    3. Sérgio Ribeiro

      Você se superou desta vez , caro Almeida. Disparado o pior comentário do ano neste blog . Releia o mesmo por favor. É uma demonstração total do não ter noção do que seja e significa esse Esporte maravilhoso . Faz como aquele nosso amigo super” intelectual ” , volta pra música se não vão te tirar do volante da ” turbinada ” rs Abs!

      Responder
    4. Maurício Luís *

      Dizer que a juíza pode ter feito encenação é o mesmo que acreditar em Terra plana. Mas perto daqueles fanáticos que ameaçaram de morte, posso dizer que já vi coisas piores…

      Responder
  8. lEvI sIlvA

    Dalcim, depois do triste ocorrido, e com alívio por não ter tido maiores consequências com a juíza de linha, claro, acho que o maior culpado de tudo foi o nobre colega Paulo Almeida. Após tanto alardear o tal critério “slam parrudo” e sua característica principal, ou seja, derrotar Federer ou Nadal rumo a final ou na própria, acho que Novak Djokovic se sentiu na obrigação de auto-sabotagem. Afinal, seria “muito fácil” levar um Grand Slam nessas condições.

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Esqueceu de Murray, Wawrinka e Del Potro, fora que relaxei os critérios e agora derrotar Thiem, Medvedev e Tsitsipas pelo caminho também torna o título parrudo.

      Responder
  9. Luiz Fernando

    Tivesse um BH mais confiável, Berrettini estaria mais a vontade contra o russo cara de lombriga. Como não tem (na maior parte das vezes vai de slice mesmo), alias como exposto pelo Dalcim num questionamento meu, pode perfeitamente se complicar…

    Responder
  10. Rodrigo S. Cruz

    Senhor Paulo F,

    você que é um dos participantes mais PARCIAIS com quem já me deparei no blog, quero ver o senhor tem a dizer sobre isso:

    https://tenisbrasil.uol.com.br/noticias/79333/Fas-de-Djokovic-esbanjam-crueldade-com-juiza/

    Quando eu falo que parte dessa torcida nolista é a mais fanática, extremista e xiita do planeta, o senhor chama a torcida do Federer de “caprina”.

    Agora se vira aí para explicar isso.

    Já tem fã do sérvio AMEAÇANDO DE MORTE a juíza de linha que recebeu a bolada do sérvio!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Isso foi de um mau gosto supremo, Rodrigo, mas não se pode generalizar a torcida deste ou daquele. Em todos os lados existem extremistas. Mundo triste este.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Verdade, Dalcim.

        Não se pode generalizar, sem dúvida…

        Mas é que esse rapaz fala sempre tão mal da torcida do Federer , e no entanto, eu nunca vi um federista chegar a esse ponto.

        Abs.

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Pois é, mas você não pode responder por torcedores do Federer que estejam em outras partes do mundo, não? Esses ataques à juíza foram feitos por pessoas de outros países.

          Responder
      2. Nattan Labatto

        Concordo com você, mestre Dalcim. O comentário do nobre colega, Rodrigo, foi VERGONHOSO, INFELIZ, EXTREMO e PRECONCEITUOSO. Porém, o título da matéria foi taxativo em colocar toda a torcida nolista no bolo. Talvez por falta de atenção por parte de quem a produziu.

        A maioria dos torcedores do sérvio, eu me incluo, foi e é a favor da punição sofrida por ele. Que sirva de exemplo e que a regra seja aplicada independente de ranking e status.

        Abs

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          A notícia está corretíssima e vocês precisam aprender a entender o contexto: “Fãs de Djokovic esbanjam crueldade…”. Não está escrito “Todos os fãs de Djokovic”. Está indicam que barbaridades foram cometidas por pessoas que são fãs de Djokovic. Abs!

          Responder
          1. Luiz Fabriciano

            Salvo engano, ficou implícito para mim, que trata-se de fãs na Sérvia, pois dentro da reportagem há o seguinte texto: “… a juíza de linha envolvida no lance viu sua conta no Instagram ser invadida por fãs mais exaltados do atual número 1 do mundo depois que os tabloides na Sérvia divulgaram seu nome e as redes sociais.”

          2. José Nilton Dalcim

            Muito provável que sejam, Luiz, mas no mundo globalizado não dá para cravar isso. De qualquer forma, são obviamente torcedores do Djokovic.

    2. DANILO AFONSO

      Rodrigo, se NADAL ou FEDERER fossem eliminados por incidente igual ou semelhante, acredito que o ataque virtual seria semelhante, e talvez até maior em quantidade, haja vista que a torcida da dupla é maior.

      Qualquer um dos BIG 3 tem torcedores de vários niveis de idolatria. desde os mais moderados até os mais extremistas, basta você ler os comentários no youtuber em vários idiomas quando publicam algum vídeo referente ao big 3.

      Responder
    3. Miguel BsB

      Meu Deus! Que coisa nojenta, abjeta!
      Como dizem os Racionais: eta mundo bom, de acabar!
      O ódio, a canalhice, o egoísmo, a maldade, estão vencendo, infelizmente…
      Vejam os exemplos de líderes que temos aqui no país, nos EUA e em outros lugares do mundo. A maneira como se elegeram, como governam.
      A Internet deu voz aos canalhas e idiotas, e eles estão cada vez mais sem vergonha e cheios de certezas…

      Responder
  11. Helena

    Dalcim,

    Você poderia me explicar como é o procedimento dos tenistas eliminados? Estão liberados para sair da bolha ou devem ir direto ao aeroporto?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Após deixar o torneio, eles ficam responsáveis por suas próprias atitudes, mas não podem mais frequentar o ambiente se saírem dos trilhos (hotel oficial, quadras de treino etc.).

      Responder
  12. Sérgio Ribeiro

    E realmente os Recordes existem para serem quebrados. E as irmãs Williams jogam apenas por $$$$$$ ? Claro que não cumpadre rs. Há dias de completar 39 , Serena demonstra uma competitividade de adolescente. Quem poderia imaginar que a incrível marca de SEIS USOPEM da grande Chris Evert , poderia ser igualado ? Por ainda estar competindo , a Rainha ( também Hexa ) , a ultrapassa também em número de Vitórias , 105 sendo incríveis 100 na Arthur Ashe ( a gigante Martina se aposentou com 87 no total ) . Que não abram o olho com a Mamãe já Quadrifinalista … E o Ex Next Gen ( completou 27 dia 3 ) , se mostra cada vez mais maduro. Se mandou rapidinho de Cincy e mostrou um peso de bola que machucou muito o jovem Canadense ( mesmo assim fez um Winner a mais ). Me desculpe o Di Menor mas sou Dominic desde criancinha . Mesmo tendo sido sempre SuperTHIEMado kkkkkkkkkkkkkkkk Abs!

    Responder
  13. Jonas

    Acabei de assistir o jogo entre Thiem x Aliassime. Para mim o resultado não importava tanto já que o Djokovic saiu.

    Bem, já que o Thiem passou, com muitos méritos, eu espero que ele realmente vença seu primeiro Slam. Voltou a jogar muito e entre ele e o Medvedev, fico com o austríaco.

    Quanto à eliminação do Djokovic, posso dizer que foi bizarra. Ele é o responsável e a regra é clara. Djokovic é um jogador experiente, mas precisa melhorar essas atitudes em quadra. Uma hora ia dar merda.

    Dizer que ele jogou esse Slam no lixo soa quase que soberbo, porque Thiem e Medvedev são pedreiras. Só que é quase isso que ele fez, pelo que vinha jogando.

    É óbvio que o objetivo do Djokovic é ganhar Slams, ficar o maior tempo possível na liderança do ranking e quebrar recordes, então tem que parar de fazer merda em quadra. Ainda acho que ele tem aí mais duas ou três temporadas em alto nível. Espero que ele tenha uma atitude séria e pare de brincar em quadra. Digo isso porque ele teve um 0-40 para vencer o set e ficou rindo achando que tava ganho. No tênis jogado, ainda acho o sérvio o melhor jogador do mundo, mas até quando vai se manter nesse nível?

    Responder
  14. Paulo F.

    E se Thiem mantiver a cabeça no lugar, tem tudo para ser outro 3×0 tranquilo contra de Minaur.
    De Minaur só bate na bola forte parecido ao Thiem.
    No restante, o Thiem é melhor. Bem melhor.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      De Minaur nem de longe bate forte como Thiem , se me permite caro Paulo F. Ao contrário, o que lhe falta exatamente são golpes mais contundentes. Agora , discípulo de Hewitt , tem um jogo de pernas fenomenal e chega em bolas impossíveis. Treina e mora na Espanha. Dominic precisa ficar muito ligado pra não se irritar. Como está numa forma física soberba , o Austríaco tem tudo pra ir pras semis. Abs!

      Responder
  15. Maurício Luís *

    Lendo a matéria “Fãs de Djoko ameaçam árbitra”, já posso dizer que vi de tudo. E eu achando que alguns internautas desse blog fossem fanáticos… Recebeu até ameaça de morte…
    Como diria aquele passageiro do ônibus ao motorista, ” A que ponto chegamos?”
    Os internautas que eu critiquei aqui no blog acabam de ser promovidos a Madre Teresa de Calcutá, perto desses alienados citados na matéria.

    Responder
  16. Luiz Fernando

    Que performance do Thiem no set2, esbanjando potencia, regularidade e preparo fisico, atropelou o canadense. Aliassime venceu 30% dos pontos no segundo serviço, algo pífio e medíocre. Salvo uma hecatombe, Thiem estará nas quartas e com muita confiança. Como esse BH dele anda e faz estragos. Pessanha, se ele levar O USO vc vai manter o termo SuperesThiemado?????

    Responder
    1. José Eduardo Pessanha

      Com certeza, mudarei. rsrs….mas acho que ele será presa fácil pro Medvedev. Acho que não vai tirar nenhum set do russo carne de pescoço. rs
      Abs

      Responder
  17. Rafael Azevedo

    Sobre os jogos de ontem, gostei muito de Shapovalov x Goffin. Gosto da entrega do Belga. Ele jogou muito bem, mas o Canadense parece que aprendeu a dosar mais os golpes e agir com mais inteligência. Partidaça do canadense

    Responder
  18. Rafael Azevedo

    Dalcim, vc sabe dizer o que diz a regra, exatamente?
    Pergunto isso, porque li uma matéria onde o Sareta diz que a eliminação não era obrigatória nesse caso (uma punição, sim, mas não necessariamente a desclassificação), que era interpretativo.

    Responder
  19. Luiz Fernando

    Aliassime, que me parece ter a maioria da torcida no momento, se recuperou quando Thiem serviu p o set mas perdeu o tiebreak. A vitoria neste set eu atribuo a maior agressividade do austríaco. Jogo ainda aberto, embora pendendo p o lado do Thiem, mais experiente e com mais potencia nos golpes…

    Responder
  20. Oswaldo E. Aranha

    Vocês não me entenderam, apenas fiz uma brincadeira mostrando que os tenistas tops do Canadá têm origens diferentes; não é motivo para críticas.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Continua dizendo que TODOS tem origem diferente , caro Aranha ? Na boa. Mais fácil reconhecer que eles não tem nada de Pseudos … ABS!

      Responder
  21. Luiz Fernando

    Final do quinto game entre Thiem e Aliassime, ambos com muitos altos e baixos. Acho q exceto p um game todos os sacadores tiveram q defender breaks, o q denota grande tensão. O austríaco lidera 32 com quebra na frente…

    Responder
  22. Thiago Silva

    Vou torcer pelo Aliassime, se passar pelo Thiem que hoje é o que tá mais perto de vencer slam, acho que dá pra acreditar, de repente ainda pega um Carreño Busta na final rs.

    Responder
  23. Sérgio Ribeiro

    Pra quem não conhecia as regras , basta ler o Post . E TODOS os Tenistas conhecem direitinho. Só que o N 1 não é de hoje que flerta com essa situação. E acostumou mal alguns de seus fanáticos Torcedores. A começar pelos mesmíssimos da Kombi rs . Lamentável tanto as declarações de Novak no FINALS 2016 , como as fanfarronices do trio parada dura rs . A verdade é que o Sérvio jogou até então um tênis espetacular. Mas parece que botou muita pressão em si mesmo devido a ausência dos outros do Big 3. Não é fácil jogar dois torneios desta Magnitude em sequência. Daí que TODOS os Semifinalistas de Cincy já caíram fora. E Tisitsipas também aprontou em quadra. Cravamos que o Espanhol estava mais que certo em pular fora de tudo. Tem pressão pra cima dele em RG ? Terá a companhia de Novak Djokovic. E ao contrário jamais vimos Rafa Nadal sequer quebrar uma raquete em quadra . Até mesmo o Craque Suíço já aprontou das suas. Abs!

    Responder
  24. Oswaldo E. Aranha

    O Canadá tem dado estímulo ao esporte, vido o sucesso do Toronto na NBA. No tênis também os tenistas de lá têm feito sucesso. Espero uma final entre os 2 pseudo-canadenses.

    Responder
    1. Miguel BsB

      Amigão, vou te explicar uma coisa: nasceu no Canadá é canadense, não tem essa não de pseudo canadense, taokei?
      Seja seu sobrenome Aliassime, Pospisil, Shapovalov ou Aranha…
      Na verdade, nem precisa ter nascido no Canadá. Se o país te reconhece nacional, nacional és. Its the law of the land…

      Responder
      1. José Nilton Dalcim

        E nem é questão de onde nasceu, na minha visão, Miguel. Mas onde ele formou o tênis dele, quem deu suporte a ele. O Raonic por exemplo não é mesmo canadense de nascença, mas está lá desde os 4 anos e foi totalmente formado pelo magnífico sistema canadense.

        Responder
        1. Miguel BsB

          Exato Dalcim! O Meligeni nasceu na Argentina mas se formou como pessoa e tenista aqui…alguém tem coragem de chamá-lo de “pseudo brasileiro”?

          Responder
    2. Sérgio Ribeiro

      Pseudos caro , Aranha ? depois reclamas rs Felix Aliassime como todos sabem nasceu em Montreal no Canadá. Como não há preconceito, ele também mora junto ao legítimo Sérvio no Principado de Mônaco rs Abs!

      Responder
  25. Evaldo Medeiros

    Bom dia, Dalcim amigos do Tenisbrasil. Passado o choque, agora é hora de “juntar os cacos” e começar a digerir melhor a tragédia de ontem. Se analisarmos em termos absolutos e meramente numéricos veremos que Nole tem 1 slam a menos, cerca de R$ 15 milhões a menos em sua conta bancária (prêmio do campeão), 1820 pontos a menos (pontuação descontada se fosse campeão), e a invencibilidade que foi encerrada nos 25 jogos. E tudo por frações de segundo de descontrole. Pagou caro demais por um ato de loucura momentânea. Mas analisando pelo outro lado da moeda, há males que vem para o bem. Essa tragédia pode (e deve ser) um divisor de águas na carreira do comedor de fígados. Em se trantando de um grande campeão, Nole deve aproveitar esse momento para tirar lições e mudar definitivamente seu comportamento em quadra. E essa mudança não será da noite para o dia, pois toda mudança de comportamento leva tempo e disciplina (e uma boa terapia aliada a uma espiritualidade mais madura). E como bem disse o Chiquinho Moreira, Djokovic pode, a partir de hoje, ressurgir das cinzas como a famosa fênix, o que é totalmente possível para um legítimo integrante do Big 3. Aliás, Nole já protagonizou uma virada histórica na sua vida, quando veio de uma cirurgia no cotovelo e estava vivendo um inferno astral em sua vida, chegando ao ponto de demitir sua equipe vencedora comandada por Vadja e aderir em seguida a uma filosofia espiritual do guru espanhol Pepe Imaz. Mas tudo isso ficou para trás e o grande campeão voltou depois de cerca de 1 ano e meio. E porque não repetir a dose?? Nole tem potencial pra isso. É jovem, talentoso e um grande campeão. Talvez o maior de todos depois de Federer (e ainda tem tudo para ultrapassar o suiço). Aliás os vencedores usam as derrotas e tragédias da vida como um aprendizado para renascer ainda mais forte!!!! O primeiro passo Nole já deu: reconheceu a bobagem que fez e pediu desculpas a todos e à juíza de linha que levou a bolada que entrará para a história do tênis. A humildade de reconhecer o erro é o fundamento de todo sucesso e de todo recomeço. Vamos, Nole!!!!! Vem aí a temporada de saibro e ele tem tudo para recomeçar sua trajetória mais que vencedora com a cabeça erguida.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Até tú caríssimo Evaldo ?Mas um virando casaca ? rs . Entendi , tudo menos Rafa Nadal. Aqui já temos o tudo menos Roger Federer de montão … rs . ABS!

      Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      E eu pra Alex De Minaur . O Di Menor que para alguns sem noção não tem recursos . Mas foi bater o marreteiro Khachanov no Quinto. Na Coletiva pediu desculpas pela ridícula quebra do Equipamento. “ Me sinto envergonhado

      Responder
      1. Luiz Fernando

        Parabéns por mais essa demonstração de respeito pela opinião alheia, então quem discorda de vc é sem noção? Isso põe sua imensa humildade a mostra, algo q ninguém questiona kkk. A propósito, ja enviou sua visão pra aquele site refutando aquele mane de sobrenome grego, acho q é Sampras, com esse seu conjunto de humildade e conhecimento vc conquistará o mundo kkkk. Abs.

        Responder
        1. Sérgio Ribeiro

          Se mete e como sempre pra falar bobagem caríssimo “ diversão garantida “ . O Mane’ sabe em que momento não respeitei a opinião do Vitor ? Ele falou dos seus e eu me referi ao meu. O guri vestiu a carapuça dos sem noção? Quanto a Pete Sampras repito o que ele afirmou . “ Roger é o tipo de jogador que nasce a cada 50 anos “ . Mas ficou com retrospecto negativo , inclusive em SLAM , com oponentes seus que passaram a ser de Federer. Foi infeliz numa declaração. Você , na grande maioria . Abs!

          Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Cara,

      se eu pudesse apontar o dedo e escolher, eu escolheria o ” El Shapo”.

      Mas sei que ele não tem ainda a maturidade necessária para ganhar um torneio desse porte.

      Por isso, se o Thiem ganhar ficará em boas mãos.

      O austríaco já vem batendo nessa porta faz tempo…

      Responder
        1. JAN DIAS

          Também gosto muito do SHAPO, ele só precisa variar mais as jogadas e ser menos afobado nos winners. Ele se arrisca demais e comete muitos ENF’s…

          Responder
  26. Evaldo Moreira

    Bom dia,
    Li todos os comentários, todos sem exceção a parte, me chama a atenção o fatos dessas pessoas, acusarem a juíza de linha de simulação, pelo amor de Deus, e pior , um aqui, um não, uns aqui abalizarem com a mesma opinião desse outro que fez esse comentário infeliz, imparcial e de certa forma, um ignorante.Tudo aconteceu rápido, questão de segundos, vi a partida, e falei, já era……….desclassificado mesmo, me impressiona como o sérvio chegou a esse ponto, pior ainda é ver uns, dirigindo ironias e críticas ao mestre Dalcim, impressionante como as coisas evoluem de uma forma precipitada e sem a devida parcialidade.

    O cara assumiu o erro, ok, mas não vi humildade nenhuma, até pra ele chegar ai, tem que mudar muito, Djokovic, é visto como arrogante e faz onda com os adversários, mas ao mesmo tempo, faz coisas que acha bacana, mas que sai tudo forçado, uma pena, gosto do jogo do sérvio, mas tem atitude que em quadra que estraga tudo, infelizmente.

    Agora, é apreciar quem vai ser o novo inédito campeão, minha vai para Thiem, merece faz tempo, mas há outros na corrida, merecem também, vamos como vai ser hoje, os jogos, merecem atenção total, teremos emoção a vista.
    Dalcim, voce tem algum favorito em mente, ou acha que alguns da geração nova pode beliscar?

    Responder
    1. ROMULO CESAR DE VASCONCELOS

      Perfeito, concordo com cada palavra. Djoko tem um histórico de destempero. Um comportamento triste para um campeão como ele. Graças a Deus a juíza não perdeu um olho ou coisa pior. Já vi a fase de rasgar a camisa com raivinha. Os gestos dele não são honestos, são teatrais. Não convencem. Parece-me uma certa tenista da WTA, bem rankeada, diga-se de passagem.

      Responder
  27. WALDIR DOS SANTOS

    voce esta feliz, queria ver se fosse o nadal ou o federer seriam desclasificado, eles estão com medo do novo sindicato que vai benificiar os que não ganham nada….aqueles acima do 128 que são a maioria, foram raonic e outros tops….fica calado

    Responder
    1. Thiago Silva

      O Nadal seria incapaz de uma bizarrice dessas.
      Falaram lá embaixo do episódio com o Bernardes, mas esse é um que adora aparecer mais que os jogadores, até varia o tom na hora de falar a pontuação, as vezes ele pensa que tá numa peça de teatro.

      Responder
  28. Rafael

    Bom, o negócio agora é torcer para o Thiem levantar a taça, afinal, como já declarei, será meu tenista favorito depois que Djoko encerrar seu ciclo.

    Não sei sobre o futuro, mas acho que esse episódio de ontem vai ficar mais marcado na carreira do Djoko do que o fatídico Adria Tour. Mas como tudo que o Djoko faz por mim é olhar uma vez ou outra meus stories mas nada de pagar minhas contas, tenho que trabalhar. Afinal de contas, acabei não falindo no começo de abril como previ neste espaço lá atrás no auge da pandemia. Vamos levando como dá, fazendo coisas que não fazíamos antes, mudando outras, abrindo concessões, adaptando aqui e ali…

    Para quem vai descansar, bom feriado.

    Responder
  29. Emerson

    Uma vez eu comentei aqui que o único ser humano capaz de vencer o Djokovic é o próprio Djokovic. E aconteceu.

    Ele tem essa mania de criar um caos interno em situações pequenas. Enquanto as situações bem adversas, muito piores que essa ele vai lá e como um bom comedor de fígados, resolve. No tênis, na bola (Ex. Os 2 Champioships point do Federer no WB do ano passado). Vai entender né??
    Espero que ele realmente aprenda com isso. Ele é um ser humano sensacional (só quem um torcedor doente fanático dos rivais acham que não) e vai dar a volta por cima, talvez até em RG? Quem sabe. Mas fica a lição pra aquele que talvez seja o maior tenista de todos os tempos.

    Quanto a punição: regra é regra né. Talvez a regra é que seja um pouco exagerada, isso é que tem que ser questionado. Mas a regra diz isso, ele o fez (mesmo sem intenção), então, a punição foi justa!

    Ele vai voltar com tudo pra desespero dos antis que só vão poder utilizar deste episódio como argumento. Aproveitem, é o momento de vocês, mas será breve. Idemo!

    Responder
  30. Mariano

    A vontade de aparecer mais que o Nadal e o Federer é tanta que até jogou uma bolada na cara da juíza de propósito.
    Como alguém joga uma bola olhando pra juíza na direção dela e diz que foi sem querer? Claro que ele não mirou na garganta, mas como cínico que é ele viu claramente que ia pegar na juíza pra causar uma confusão achando que iam aliviar pro lado dele se ele fingisse que foi sem intenção.

    Responder
  31. Vitor Hugo

    Acho que muitos estavam dando a vitoria de Novak como certa mas ignorando o fato do espanhol estar aguentando as trocas, equilibrando a partida, dando uma aula para o sérvio de como se joga na rede e estava praticamente com o primeiro set ganho. Djokovic tinha um leve domínio da partida pois estava sacando muito bem, um ace após o outro, mas uma hora ou outra o saque poderia começar a falhar, pois o sérvio não é um grande sacador.
    Com um set a frente, se antes da partida o espanhol tinha 20% de chances de ganhar, depois do primeiro set, com vantagem, teria 30% de possibilidade. Acho que venceria sim o jogo ou no mínimo levar pro quinto set.
    Creio que a irritação do sérvio era porque Busta não estava dando nada de graça, estava chegando em todas as medíocres deixadinhas de Novak, irritando-o.
    Na cabeça arrogante de Novak, parece que ninguém tem o DIREITO de equilibrar a partida contra ele. O oponente tem que se render e ficar assistindo o sérvio passar bola pro outro lado.
    No mais, é evidente que Novak simulou a lesão no ombro apenas pra esfriar a partida. É o modus operandi do sérvio. Aconteceu semana passada no jogo contra Agut, Raonic e ontem contra Busta.
    Novak deu sorte no master de New York. Era pra ter rodado contra Bautista. O espanhol tinha o saque pra vencer o jogo.
    Contra Raonic na final do m 1000, o sérvio foi atropelado por 6/1 pelo canadense no 1 set, conseguindo a proeza de perder dois saques para um dos piores devolvedores do circuito.
    O sérvio não tem jogado essa bola toda que muitos estão dizendo. Venceu seus jogos pela fragilidade dos adversários e momento fraco que o circuito atravessa com as ausências de nomes importantes.

    Responder
  32. Rafael

    O Sérvio errou e ele mais do que ninguém deve estar sofrendo e totalmente arrependido do que fez. Deve estar frustrado e com vergonha, mas quem não erra? Servirá de lição e crescimento. E ele voltará ainda mais motivado para o resto da temporada. Em tempo: A ATP fez o correto é nos ensina que a regra vale para todos!

    Responder
  33. LION

    Sou fã do Novak e desprezo essas tentativas desprezíveis de vilanização da imagem dele, mas infelizmente o que ocorreu ontem foram as famosas “crônicas de um desastre anunciado”. Suas reações completamente desproporcionais diante de frustrações normais do jogo uma hora iriam cobrar o seu preço. Não há nem como reclamar de “golpe” contra ele, pois o que ele fez é a descrição exata do que está proibido nas regras de conduta do torneio. O treinamento dele com Becker definitivamente mudou sua mentalidade, tornando-o mais confiante e decisivo, mas ao mesmo tempo tonou-o um jogador muito mais explosivo em quadra do que era antes dos 26 anos de idade. O “primeiro” Djokovic definitivamente não era tão destemperado. Talvez seja uma maneira que ele encontrou de lidar com certos fantasmas da sua cabeça por conta da sua rivalidade com os outros dois, não sei. Não podemos negar que funcionou, mas ao mesmo tempo o expôs bem mais aos seus críticos e desafetos, que o acusavam de ter uma espécie de personalidade dupla, uma dentro da quadra, e outra fora. Lamentavelmente , de fato,ele deu margem a isso, principalmente quando as coisas não vão tão bem contra jogadores considerados menos perigosos, como foi o caso de ontem. Uma pena, um título já quase certo e que fará MUUUUUUUUUITA, mas MUUUUUUUITA falta na sua perseguição aos recorde de GS.

    Responder
  34. Oswaldo E. Aranha

    Dalcim, 2 perguntas:
    – se um tenista der um saque potente e atingir um juiz de linha será desclassificado?
    – Na vez em que a Serena desacatou o juiz ela perdeu o ponto ou foi desclassificada?
    Obrigado antecipado pela resposta

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não, jamais. Esse é um ato de jogo, como seria um smash ou uma bola que o tenista tentou alcançar e bateu em alguém. A questão comportamental se refere a momentos em que a bola está fora de ação, como foi o caso de ontem ou do Shapovalov na Davis. Naquela situação, Serena foi desclassificada por acúmulo de advertências e não pelo fato em si.

      Responder
  35. Bruno

    Cara, expressar frustração é sempre uma zona de perigo, a pessoa assume o risco de causa qualquer incidente. Mas regras são regras. Apenas como efeito de comparação, veja a diferença entre o MOVIMENTO DO BRAÇO (na hora da bolada) de Novak em comparação com a de Shapovalov na fatídica Copa Davis. Não acho injusto ele ser desclassificado, punido, etc. Mas me parece que em outros momentos o próprio Novak teve movimentos de ação maiores do que os de ontem, com evidente frustração; nestes casos, penso eu, uma grande repercussão seria justificada. Claro que ele pode bater uma bola a 200 km/h e acertar a parede e a notícia talvez será: “Mais uma vez Djokovic perde a cabeça e quase acerta o público (juíz, etc)”; mas ele bateu uma bola bem mais lenta e acertou alguém e deu no que deu. Não sei dizer se a juíza estava procurando uma vaga na próxima peça da Broadway ou se ela realmente foi pega de surpresa e o susto talvez foi até maior que a dor propriamente dita; também nem vem ao caso julgar. Talvez se ele (e outros jogadores) fossem julgados por outras circunstâncias em que assumem o risco de machucar, MESMO SEM ACERTAR NINGUÉM, poderia ajudar a prevenir casos assim. Pessoalmente não acho que era pra tanto alarde (Kyrgios vai discordar), mas entendo.

    Responder
    1. Maurício Luís *

      Tivesse a juíza procurando uma vaga na próxima peça da Broadway, estaria fazendo teste com algum diretor, e não ficando plantada numa quadra sujeita a levar bolada em tudo que é lugar. E como que ela iria ter uma BOLA DE CRISTAL pra adivinhar que iria receber bolada no pescoço pra poder representar? Então essa sua conjectura não tem cabimento.

      Responder
  36. Paulo F.

    Odeio ser comentarista do óbvio, tipo um Paulo Roberto Falcão, mas assim como dizíamos uns tempos atrás que um título de GS não escapava de Federer, Djokovic, Murray ou Nadal, acho que este US Open fica com um destes quatro: Thiem, Medvedev, Zverev ou Coric.

    Responder
  37. rafael luis

    Aqueles que estao minimizando o problema dizendo que a bola foi fraca e a juiz de linha exagerou na encenacao, nunca jogaram tenis na vida. Aqueles que levaram uma bolada de “leve” no olho, sabem da gravidade que isso pode causar, inclusive com perda de visao e descolamento de retina.E dói muito. Portanto nao é a intenção que esta sendo julgada e sim a imprudencia. Voces acham que uma desclassificação só é justificada se a vitima for para o hospital? Degradante.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Não.

      Pior que teve um (aquele de sempre) chegando ao ponto de dizer que a juíza encenou porque supostamente odeia o Djokovic.

      Então a coisa é assim:

      Se eu tô numa fila e levo uma cotovelada na cara, sem querer, eu não posso reagir com dor.

      Pois se eu reagir com dor é porque eu já odiava antes a pessoa que me deu a cotovelada. (rs)

      Mesmo que eu não a conheça, ou nunca tenha interagido com ela antes na vida… (rs)

      Esse é o NÍVEL de alguns nolistas desse blog.

      E veja se esse Paulo F faz qualquer comentário reprovando essa lunacidade.

      Fala porra nenhuma!

      Ele fica caladinho, pianinho e ainda chamando os outros de “caprinos”.

      Responder
  38. Nattan Labatto

    Vivi pra vê torcedor de A e B comemorar desclassificação de um jogador 🤦‍♂️. Srs, o que aconteceu foi e é lamentável, independentemente de ter sido por parte de um jogador que luta e tem condições de quebrar os principais recordes da modalidade.

    Postei mais cedo que a bola foi em baixa intensidade, graças a Deus, pois teria feito um estrago maior se assim não fora. Tens uns aqui que são uma mistura de nutellagem com miojo, só pode!

    Enfim, torcer para que lances assim não se repitam (intencionais ou não). Não tomar partido desse episódio, apenas torcer para q Oie de gatona juíza de linha esteja bem e que O PREDESTINADO volte com mais foco, fome e amadurecimento para os próximos torneios, Rolanga tá na porta.

    Responder
    1. Maurício Luís *

      De fato, foi de baixa intensidade, porque em você não doeu nada. Assim como se eu visse o Mike Tyson mordendo a orelha do Evander Hollyfield na TV, a minha orelha não teria doído nada.
      Sugiro não insistir no erro, que tá feio demais pra uma pessoa do seu nível. Fanatismo tem limite.

      Responder
      1. Nattan Labatto

        Maurício na boa, quem tá insistindo em ser chato é vc, irmão. Em alta ou em baixa intensidade (que eu acredito que tenha sido) ela causou um tremendo estrago e o sérvio foi punido exemplarmente. Para a imagem não há margem interpretação, tribuna bola alçada sem muita força, graças a Deus. Se quiseres insistir que foi um torpedo a queima roupa, tudo bem. Ninguém briga e fica por isso mesmo.

        Agora, feio e esdrúxula foi a sua comparação/analogia descabida com o episódio do Mike Tyson 🤦‍♂️

        Abs

        Responder
          1. Nattan Labatto

            Esse denominador sempre foi comum, Maurício. Por vezes nossas postagem não exprimem com exatidão o que de fato pensamos e abre margem para interpretações equivocadas, normal. Isso acaba enriquecendo o debate quando este não cambaleia para o lado da ofensa gratuita.

  39. Paulo F.

    Que papelão, hein Djokovic?
    E não foi por falta de aviso, isso quase aconteceu em outros torneios.
    Agora, está cômico todo esse ouriçamento dos caprinocultores: já estão dando o sérvio como aposentado.
    Calma.

    Responder
    1. Nattan Labatto

      Pisou na bola feio, Paulo F.

      Tomara que volte mais maduro e fome para Roma e Rolanga.

      Os que dão o sérvio por aposentado são os mesmos de sempre, que, inclusive, estão comemorando a melancólica desclassificação.

      Responder
  40. Daniel

    Só sei que agora o torneio ficou mais interessante e vou assistir com gosto! Tem muito jogador ainda vivo na chave com um estilo de jogo muito mais agradável que o do DjoCovid19 e que merece ser campeão! Quem sabe se livrar do peso de ganhar um GS não seja aquele detalhe que falta para jogadores como Thiem ou Medvedev (pena que só um irá ganhar) para começar a jogar mais solto contra o sérvio em GS. Que venha o novo campeão.

    Uma coisa é certa: tenho acompanhado os jogos dessa garotada e muitos estão mostrando um belo volume de jogo, maior do que vimos nos últimos 10 anos com Berdych, Raonic, Nishikori e tantos outros tenistas limitados que a dupla Djokovic e Nadal teve a sorte de enfrentar.

    Responder
  41. Marcelo

    Coisas que eu “sei lá” se eu acho:
    – Djokovic agora está de olho no recorde de desclassificações em Grand Slam de John McEnroe. De acordo com os fãs, ele espera bater este recorde ainda em 2021;
    – 40% dos fãs do sérvio no blog afirmam que Djokovic bateu com a bola na juíza de linha, mas houve humildade do Sérvio no ato. Enquanto isso os outros 60% afirmam que a bolada nunca aconteceu (negacionistas) e que o vídeo foi uma montagem paga pelo Federer e Nadal para tirar o título do USOpen do Sérvio e assim preservar seus próprios recordes nas estatísticas por mais tempo;
    – Nadal e Federer soltaram notas lamentando o ocorrido (mas em suas respectivas mansões estão rindo até 2021 da infantilidade do ídolo de voces)
    – Após o ocorrido, os fãs do sérvio no Instagram (que segundo alguns torcedores do blog passam de 2,3 bilhoes), expressaram solidariedade pelo ídolo e
    soltaram vídeo com desafio “agrida sua própria juíza de linha. Virou uma febre e vários famosos aderiram. Pela falta de uma juíza particular, muitos usaram a própria mãe como juíza mesmo
    – John MCEnroe se pronunciou e disse que não se lembra de uma desclassifcação tão bem conduzida em um GS como essa (lembrando que a conquista do Shapovalov ocorreu na Davis, portanto um “torneio menor” na visão dos fãs, não se comparando a conquista do Sérvio
    – Temos pela primeira vez na era aberta mais marreteiros do que tenistas medianos nas quartas de final de um SLAM,e podemos ter o primeiro marreteiro
    desde o a AUSOpen a atingir uma final de Grand Slam
    – Retiro minha classificação do Djokovic como tenista mediano. Em termos de desclassificações estúpidas, a dele supera em muito a média. E como dizem os fãs dele, contra a estatística não há argumentos: a conquista do sérvio ocorreu em um grand slam e não se compara a nenhuma desclassificação nos últimos 30 anos
    – X- D X- D X- D

    Responder
  42. Luiz Fernando

    Gasly vencendo em Monza, Djoko desclassificado em NYC e São Paulo virando um jg no Morumbi, sinceramente não sei qual destes fatos foi mais surpreendente…

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Óbvio que Gasly , vencendo . Desclassificação do dono de seu novo Pôster no quarto , estava na boca de acontecer faz tempo kkkkkk Abs!

      Responder
  43. Nelson Maciel u

    O Djokovic é uma boa pessoa, tem um bom caráter, é carismático, joga com amor, e sem dúvida nenhuma, um jogador completo. Não havia ninguém para ganhar dele. No entanto, o seu vacilo foi muito grande. O sérvio se desculpou pelo incidente. Agora é bola pra frente. Com vida e saúde ele pode jogar uns 20 torneios em grande nível e tem chances de ganhar uns 5 grande s lá an.

    Responder
  44. Miguel Ângelo Pereira Delfes

    Dalcim..
    Absurdo o post de Ed..também espero q ele seja jovem pois parece ter muito a aprender rs..
    Foi quase uma ofensa a vc..
    Qt ao posto de PA..socorro..em uma simples palpação de tireóide em uma consulta já sentimos o desconforto..qt mais em uma bolada mesmo q não tão forte..além d q é uma sra..
    A regra é clara..não precisa dolo..basta ter a culpa..
    Ele deveria ter sido advertido em um lance um pouco antes..
    É nervosinho sim..perde o controle c certa facilidade..deveria fazer o q disse..aprender com este erro..tentar algum tratamento pois ele estava procurando um acontecimento como este faz tempo..
    Triste p ele..triste p o torneio..triste p nós q gostamos de ver o jogador ganhando ou perdendo sem q lances como este interfiram n resultado..
    Concordo c vc..mesmo torcendo contra ele..era o favorito..acho q talvez Medvedev ou D Thiem pudessem tirar dele este favoritismo..
    Disseram aqui q Nadal rumo a ser o melhor..tenho q rir..perde em quase todos os quesitos p RF..mesmo q o passasse em SLAMS e 1.000 (já passou)..nos outros quesitos está muito atrás..
    Desta x vou de D Thiem ( nunca ganhou ) ou Medvedev ( o melhor dos q ficaram ) ou ainda B Coric ( talvez como surpresa..correndo por fora )..
    Parabéns pelo Blog d: )

    Responder
  45. Antônio gabriel

    Vamos lá, particularmente acho a regra atual de exagerada, mas é a regra é deve ser cumprida, seja com o número 1 ou com o número 1000 do ranking. Tive a impressão que a juíza deu uma valorizada no acontecimento, mas isto pouco importa, pois o fato foi o principal. Dizem que tudo de ruim na vida, se bem aproveitado, serve para uma melhora nos passos seguintes, tomara que isso sirva de lição para Djoko, que muitas vezes parece estar irritado além do normal e acabou que uma imensa besteira o privou de lutar em quadra por um grande título, fazer o quê, paciência né. O ano já tá muito louco mesmo né, agora é esperar pra ver se o Nadal não vai conseguir ganhar RG, aí fica td de pernas pro ar kkkkk

    Responder
  46. Rodrigo S. Cruz

    Até o Djokovic deu uma resposta humilde e sensata sobre o ocorrido:

    “Toda essa situação me deixou muito triste e vazio. O torneio me disse que a mulher está se sentindo bem. Eu sinto muito por ter causado tanto estresse a ela. Não foi intencional. Foi muito errado. Eu não vou revelar o nome dela em respeito à privacidade. E quanto à desclassificação, eu preciso trabalhar o meu desapontamento e transformar isso em uma lição para o meu crescimento e aprendizado como jogador e ser humano. Peço desculpa ao US Open e a todos pelo meu comportamento. Eu sou muito grato pelo meu time, minha família e meus fãs. Obrigado, me desculpem”.

    Tá aí.
    Assumiu a culpa, e em tempo nenhum se disse injustiçado.
    Pelo visto, o sérvio tem bem mais grandeza de espírito do que uma certa parcela dos seus fãs…

    Responder
  47. Aurélio Passos

    Muito mal comparando (na questão do Nole se auto-sabotar).
    Teve aquele Roland Garros 2013 contra Nadal: quinto set, Nole com quebra na frente 4×3 e 30×30, e aí com Nadal fora da câmera, ele encosta na rede na hora de um smash/toque facílimo… e perde jogo na sequência…(ele até salvou o break após esse erro bobo, mas não foi a mesma coisa maus).

    Responder
  48. Rodrigo S. Cruz

    Pro pessoal que tá dizendo aí que a juíza se fingiu de machucada:

    O que ela teria a GANHAR com isso?

    Podem fazer a gentileza de me explicar isso, senhores?

    Responder
  49. Rubem Corveto

    o US Open tem histórico de surpresas!
    É o único Slam desde 2004, com vencedores fora do BiG 3+2 – Cilic e Delpotro.
    Também sempre tem resultados fora do script, com eliminações surpreendente e finalistas como foi o Medvedev em 2019.
    Gostaria que a final seja entre dois da Nex – Zeverev X Felix ou Medvedev.
    Mas deverá ficar com o Thiem, merecido.

    Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Não acredito , caro conterrâneo. Ainda nessa ? rs Deve ser pra não dar o braço a torcer rs , Um jogo de pernas espetacular o que lhe propicia ser extremamente agressivo de qualquer lugar da quadra . E pra não me alongar em elogios para com o Austríaco, quando dispara aquele potente Backhand na paralela é um colírio. Jura que não ? rs. ABS!

        Responder
      2. Rodrigo S. Cruz

        Eu é que não consigo entender o que você tanto vê nesse Auger-Aliassime…

        Um bom tenista, mas superestimado (ele sim) pra caramba!

        E que levou a maior canseira do “magistral” Thiago Monteiro…

        kkkkk

        Responder
  50. Rodrigo S. Cruz

    Pobre Davi Goffin…

    Ele até parece se rum sujeito gente boa.

    Mas, francamente, como esse rapaz deixa a desejar.

    Não é que o belga tenha jogado mal.

    Mas deu para ver claramente que o que faltou mesmo foi BOLA, para ele enfrentar o Shapovalov…

    A diferença técnica é ABISSAL.

    Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Foi sim.

        E poderia ter sido uma batalha interessante contra o Djokovic também…

        O Shapovalov tem as armas.

        E o Djokovic dispensa apresentações: tem o super-físico, o mental, a experiência, etc.

        Responder
  51. Gildokson

    Será que o Federer consegue ganhar um Grand Slam que não conte com as presenças de Djokovic e Nadal? Boa pergunta hein…? Acho que à essa altura com quase 40 seria difícil, mas aos 33 anos as chances seriam gigantescas. Acho que ele paparia um Slam PARRUDO desses kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Concorda comigo Paulo Almeida? kkkkkkkkkkkkk

    Responder
    1. Paulo Almeida

      É quase impossível, caro Gildokson, pois o suíço também é saco de pancadas de Thiem, Zverev, Tsitsipas e Rublev.

      Todavia, ele tem na conta dois Slams parrudos (Wimby 2012 e Aussie 2017), o que já está de ótimo tamanho para o terceiro melhor de sua época.

      Responder
    2. Arthur

      Alguém por favor me explica que p**** de “slam parrudo” é esse, plmdd?
      Quer dizer então que os Slams que o Federer ganhou na década passada não contam, é?
      Dai-me sais, Senhor…
      Sem contar que ainda não entendi porque o sujeito aí do “slam parrudo” não contou o WB 2017 e o AO 2018 na conta do Federer.
      Ou esses não contam também?

      #ironiaON

      Responder
      1. Miguel BsB

        Kkkkkkkk
        Grand Slam já são os torneios mais parrudos que existem no tênis, ainda mais no masculino em melhor de 5 sets…
        Mas tem uns aí que ainda tentam classificar uns Slams mais parrudos que os outros, atribuindo pesos. Tipo, uns tem peso 0.5(em geral os vencidos por tenistas que eu odeio), e uns valem 1.5( os vencidos pelo tenista que eu idolatro) kkkkkkkk
        Mas são os mesmos que estão falando que foi armação do torneio com a juíza de linha que se atirou em frente da bola, mancomunados com Federer e Nadal e os iluminatti pra prejudicar o sérvio…
        Tente relevar…rsrs

        Responder
      2. Paulo Almeida

        Você não disse ontem que esse USO é inválido porque não tinha FeDal?

        Pois bem, fico ainda mais à vontade para anular todos os títulos do suíço que foram em cima de perebas, cerca de 80 deles.

        Responder
  52. Efraim Oliveira

    Dalcim, se o Medvedev ou Thiem ganharem o Us Open, tudo bem, ou até mesmo o cabeça de vento do Zverev, porque são naturalmente os melhores jogadores depois do big 3, seja por posicionamento no ranking ou por conquista de títulos, inclusive fazendo final de slam e e estando a poucos pontos da vitória. Mas e se outro qualquer outro jogador ganhar esse slam? Acho que será algo mais inesperado ainda. Muito tem se falado num slam com asterisco, acho que se isso ocorrer, realmente será o campeão do slam “menos parrudo”, só parafraseando um colega do blog rsrs.

    Responder
  53. Fábio Júnior Gonçalves de Araújo

    Boa noite Dalcim.
    Esse domingo de esportes nós revelou certas surpresas.
    Na F1 Hamilton tinha tudo pra vencer com as pernas nas costas deu no que deu , erro grave da equipe ou dele e a vitória ganha se foi. Dijokovic imaginei que ganharia a qualquer custas ,deu no que deu , perdeu a cabeça atoa no começo do jogo. Bom mesmo só o Palmeiras pensei que fosse perder , conseguiu virar um jogo praticamente perdido. Eita domingo louco né Dalcim

    Responder
  54. Mário Cesar Rodrigues

    Mais cedo iria acontecer,destemperado a Regra é Clara se fosse no público a bola que ele jogou seria a mesma punição. Nunca será como Federer,Rafa não tem berço olhem o histórico dele dupla ou tripla personalidade. Dalcim será pq não ligou para o Governador como fez no caso do Adrian. Uma pena vai pagar caro. Pq não faz isto com Rafa e Federer sabe que irá perder e muito com isto.Rafa está te esperando em RG

    Responder
  55. Maurício Luís *

    “Pimenta nos olhos dos outros, é colírio!”
    Fico pasmo e entristecido lendo algumas ‘absurdidades’ de colegas internautas. Olham um vídeo e julgam, com ar de quem é especialista (mas não passam de palpiteiros), dizendo que a bolada foi fraquinha… e o pior… que a juíza FINGIU.
    Esses palpiteiros digitam besteiras em seus smartfones confortavelmente sentados nos seus sofás de vime. Ficou MUITO FEIO pra vocês. Revela falta de EMPATIA. Devem ser do tipo que durante o inverno passam ‘muy bien’ agasalhados por um mendigo tremendo e dizem: ” – Não tá tão frio assim. Ele tá é fingindo!”
    Eu teria vergonha de escrever o que vocês escreveram, mas infelizmente o teclado aceita qualquer coisa. Pena que não costumam dar o braço a torcer, mas o certo era se desculparem. Nem o DJOKO sequer insinuou que a juíza estava fingindo. Ou seja, vocês querem ser + reais do que o rei.

    Responder
  56. Marcus Vinícius R. da Silva.

    Acho o sérvio um jogador fora de série,talvez o melhor de todos os tempo.No entanto,vejo pelos comentários que existe muito mais fator “torcida”, ao invés de racionalidade.1) Existe uma regra(ponto).2) Ela foi violada e existe punição conhecida por TODOS os tenistas(ponto).3)A puniç;ão aconteceu(ponto).Ficar imaginando se doeu,se não doeu,se foi intencional,se não foi,se houve teatro,se naõ houve,organizando teorias da conspiração ,etc e tal me parece de uma estreiteza mental assombrosa.Cada argumento de uma fraqueza de caráter que dá pena.Espero que este tipo e comentário seja de gente bem jovem,com tempo de amadurecer e utilizar o cérebro,ao invés de se deixar levar por fanatismo atoleimado.O TÊNIS é maior que tudo isso,e precisa de exemplos para justamente EDUCAR no tocante a “saber competir”.Infelizmente,um dos maiores errou ,e errou feio.Foi justamente punido.E terá tempo para amadurecer( assim como boa parte dos comentaristas fanáticos que destilam suas bobagens de “torcida uniformizada”.

    Responder
  57. Vitor Hugo

    Provavelmente Novak não vai ganhar RG, pois Nadal está anos luz à frente do sérvio no barro e Thiem tem sido o segundo melhor saibrista nos últimos anos. Djoko é tipo um Rubens Barrichello do terrao.
    Já pensou se depois de perder em Paris o sérvio não ganhar o Austrália Open no ano que vem? Pode ser a pancada que falta pra tirar o pirulito de vez do jogo. Depois nem masters 1000 mais vai ganhar, vai aposentar
    E seu Karma vai ser abraçar árvores e mais árvores até o último dia de sua vida.

    Responder
    1. Paulo F.

      O Novak Djokovic, além de possuir a mesma quantidade de RG do incriticável “Melhor de Todos os Tempos”, tem todos os M1000 do saibro mais de uma vez e em todos eles tem, pelo menos, uma conquista em cima do Nadal.
      Ou seja,tá muito longe de ser um Rubens Barrichello do saibro, pois tem maior currículo no saibro do que saibristas que são louvados até hoje como o Thomas Muster.
      Sendo que Thomas Muster não teve que encarar um tal de Rafael Nadal, ao contrário de Novak Djokovic.
      Depois são os torcedores do sérvio uns fanáticos imbecis, né?

      Responder
        1. Paulo F.

          Vindo de quem vem, um alguém vive invertendo os fatos para atacar Djokovic, como a de que não é bom no saibro, então tu não tens como saber como eu sou mesmo.

          Responder
      1. José Eduardo Pessanha

        Tem muitos Masters no saibro por que as finais que ele disputou foram em melhor de 3 sets. Se tivessem sido em melhor de 5, provavelmente não teria nenhum. Já as finais que Federer disputou contra Nadal nos Masters foram quase todas em melhor de 5 sets. Djokovic se beneficiou da diminuição da quantidade de sets em finais de Masters.

        Responder
  58. Vitor Hugo

    Alguns pensam que Novak tem um mental fortíssimo e que é o mais forte de todos, mas por que ele buscou ajuda pra um charlatão e tem comportamento lastimável dentro de quadra? Mental forte ou mental de pamonha?
    O que aconteceu hj e vem acontecendo ano após anos mostra que, na verdade, o sérvio tem problemas mentais e deveria procurar outro tipo de ajuda pelo próprio bem.

    Responder
  59. Sandra

    Só queria saber se quem tivesse feito o que Djokovic fez fosse Federer ou Nadal seria esse escândalo todo,? Errado foi , mas já vi Federer também fazer muita coisa errada, quem nunca vi fazendo alguma coisa errada foi Nadal?

    Responder
  60. Vitor Hugo

    Tanto Federer, quando Nadal e Novak já perderam final de slam pra tenistas fora do big 3. Roger perdeu pra Delpo, Nadal pra Stan e Djokovic duas pra Stan e duas pra Murray.
    Não fosse o sérvio freguês de Wawrinka em final de major, e não tivesse conseguido a proeza de levar duas surras do escocês, já seria recordista de títulos de slam, mas não o GOAT, pois o título de melhor da história ninguém tira do suíço, pelo menos pelos próximos 50 anos.

    Responder
    1. Emílio Dias

      Não é assim que se analisa. A final de Wimbledon 2013 o escocês passou o carro no sérvio, e no US Open 2012 ele botou 2×0. Não se pode avaliar a final pelo jogador, mas sim pelo jogo. As duas finais que ele perdeu pra Wawrinka, nas duas o suíço foi melhor que ele do primeiro ao último ponto.
      Federer vs Del Potro aí sim foi um GS perdido, pois o jogo tava fácil para o suíço e do nada ele entregou o segundo set, onde poderia fazer 3×0 tranquilo, e perdeu.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Verdade.

        Com todo respeito ao Delpo, mas aquele foi um Slam o Federer jogou fora.

        Só não foi um desperdício maior do que Wimbledon 2019…

        Responder
        1. Emílio Dias

          Aquele US Open não fizeram muito alarde pq se não me engano Federer tinha quase 10 GS a frente de Nadal, mas hoje já se começa a ver que um tenista de alto nível não pode ficar desperdiçando chances.
          Wimbledon 2019 eu nem falo tanto pq Djokovic é um nível altíssimo tbm, embora não do mesmo de Federer, e o suíço teve uma década de “amarelação” contra Djokovic, então seria até normal ele amarelar mais uma vez, como aconteceu, e se jogaram mais 10 finais de GS, não importa o piso ou a condição de DJokovic, o sérvio sempre vai ganhar e depois Federer se “vinga” em ATP’s 500.
          O que me impressiona é você vê como Federer perdeu aquela final do US Open e como Djokovic e Nadal perderam as deles, que também perderam muitas, mas nenhum como num jogo como aquele. O que poderia equiparar seria a final que Nadal perdeu no AO 2012, porém na verdade Djokovic foi melhor durante o jogo e no fim Nadal cresceu e perdeu o quinta set que estava na frente, mas ai você se lembra que ele também perdeu pra um cara que é 8x campeão do AO, só por isso já se tira qualquer comparação com aquele US Open onde foi e será o único GS do argentino. Outra é RG 2014, que Djokovic vinha dominando Nadal, inclusive no saibro e na final sentiu, e o espanhol engoliu, porém o espanhol é 12x vencedor de RG.
          Quando se vê o número de chances desperdiçadas por Federer a pessoa se espanta, é algo assombroso.

          Responder
  61. maurício

    Dalcim, boa noite, inacreditável isso, hein. Se foi justa ou injusta a desclassificação eu não sei, acho que tem argumento para os dois lados, mas não sou juiz, odeio julgar alguém, não a toa foi nomeado duas vezes para a magistratura federal e não quis assumir, acho que o mundo tem muito “juízes”, deveria ter mais conciliadores. Agora uma coisa é fato, que não precisa de nenhum juízo de valor, o sérvio é um grande tenista, mas é impressionante como ele ainda perdendo a calma com coisas normais do jogo, são situações até bobas, que não ameaçam a vitória dele, aconteceu em cinccinati e vinha acontecendo no USOPEN, não conheceu sua vida pessoal, nem sou intimo dele, mas acho que isso só prejudica ele mesmo. Enfim, as coisas ruins que acontecem nas nossas vidas, invariavelmente, são oportunidades para um crescimento espiritual, basta que identifiquemos os erros e corrijamos as condutas. Um abraço fraterno e fique com Deus, Dalcim

    Responder
      1. Diego

        Com certeza ele não tirou a vaga de ninguém. Em um concurso, primeiro vc deve atingir a nota mínima. Dentre os que atingiram a nota mínima, são chamados para preencher a vaga os melhores colocados. Se um destes desiste, é chamado o melhorar colocado que havia ficado de fora e que atingiu a nota.

        Responder
        1. João

          Duas vezes fazer o “segundo colocado” passar pela angústia e todo o drama? Na primeira, ok, ficou em dúvida, pensou melhor, passou em outro concurso, ok, mas fazer de novo o mesmo concurso? Ademais, já na primeira fase alguém que realmente quer a magistratura e tem vocação foi de fora porque ele avançou mas foi desistir lá na última parte

          Responder
    1. Mário Cesar Rodrigues

      Meu caro de uma olhada na Regra ,Dalcim o GuGa foi desclassificado também.no caso do Djokovic não tem o que discutir mesmo e acredito que não foi por querer mas pegou ainda mais uma juíza de linha Olha o Nalbsdian em Queens.precisa você fazer uma reciclagem ou começar do zero.

      Responder
  62. Fernando/MG

    Prezado Dalcim, os terraplanistas estão loucos, a bola do Novak fez uma parábola impossível devido ao campo gravitacional… Aliás nem sei se temos gravidade na grande planície.
    Mas enfim, um atleta sensacional, mas parece ser frustrado, sabe aqueles que podem ter tudo, mas nunca terão nada.
    Dalcim, em situações normais, vc acha que o sérvio tomaria a maior vaia da história do tênis??

    Responder
    1. Paulo F.

      Ah, teria sido uma vaia histórica sem dúvida alguma.
      Nisso os americanos não regulam.
      Até o Federer, quando quebrou uma raquete contra o próprio Djokovic em Miami, levou uma vaia ensurdecedora.

      Responder
  63. JAN DIAS

    Sou a favor do tenista gritar, xingar 🤬 e expressar raiva 🔥e frustração quando as coisas não dão certo pra ele. Mas que ele seja inteligente e desconte essa raiva na sua própria raquete 🎾 e fique com o prejuízo só pra ele, não correndo o risco de machucar outra pessoa e se complicar…
    Que isso sirva de lição pro TSISIPAS que anda agora destemperado e flertando com o azar…

    Responder
    1. Vitor Hugo

      90 % dos tenistas homens sacam a mais de 200kmh, meu caro. Isner nem é o que tem o saque mais violento. Raonic, Karlovic e Kyrgios sacam mais forte que ele.

      Responder
  64. Luiz Henrique

    Djokovic e Nadal nem precisam vencer o us open pra passar federer.
    Basta Djoko ganhar mais 4 AO e Nadal ganhar 2 RG.
    De toda forma, foi merecido a eliminação de djoko, mas vai conseguir o recorde assim mesmo

    Responder
    1. Gildokson

      Entrega pra eles as taças ja.
      Você é mais um que não deve ter apreendido nada com lq aconteceu hj. Não da pra contar com nada antes da hora, o inesperado pode interferir em tudo isso que vocês insistam em prever.

      Responder
  65. Silvia

    Eu fico um pouco horrorizada com algumas pessoas “indiretamente” minimizarem a culpa do Djokovic ao questionar a reação de quem foi a vítima, como se a juíza tivesse exagerado. Imagino que essas pessoas nunca receberam uma bolada ou golpe nessa região da garganta/traqueia. Eu já, e posso dizer que é horrível. Não é tanto a questão da dor em si mas sim o fato de você não conseguir respirar. Por isso ela se sentou imediatamente. Questionar a integridade de uma profissional, ainda por cima evocando uma razão tão boba quanto uma rivalidade esportiva ou a (não) preferência por um atleta, diz mais sobre quem pensa assim do que sobre a juíza.

    Responder
    1. Aurélio Passos

      Concordo, mas só um detalhe: juízes de linha não são “profissionais”. Podem até ser “experientes”, recebem um dindim, mas não são “profissionais”.

      Responder
  66. Paolo

    Decepcionante. Quando tem que acontecer, acontece e não tem jeito. O lado positivo é bem engraçado: o Paulo Almeida chorando e demonstrando tristeza com muito exagero, e ouvindo suas músicas.

    Abs!

    Responder
  67. FILIPE

    Acho engraçado esses comentários de que Djoko pode ganhar inúmeros grand slams, mas não será o maior do tênis. Djoko é uma vestal perto de Jonh McEnroe ou Nick Krigios. Inclusive Jonh McEnroe com a famosa frase você não pode estar falando sério depois escreveu um livro com esse título e hj é reverenciado como comentarista e como jogador que foi. O que aconteceu foi um mimimi lamentável. Que Djokovic é irascível ou chato ou não sabe perder vá lá, mas essa desclassificação é ridícula. Se está na regra, tenho que aceitar. Mas a bola nesse caso foi com muito menos força que a do Nalbandian e sem intenção. Foi punido pelo contexto. Achei ridículo tirar o jogador dessa forma. E o site do US Open está sendo achincalhado por inúmeras pessoas que queriam assistir um jogo de tênis e presenciaram uma fanfarronice da direção do USOpen. Punam financeiramente, mas não o espetáculo. Não por essa atitude em específico.

    Responder
  68. Tavares

    Prezado Dalcim, parabéns pelo excelente blog! Acompanho há vários anos e é minha leitura favorita nos esportes! Só uma pergunta: Pepe Imaz fez falta para o Djoko? Incrível ele ter feito isso em um torneio tão acessível. Abs.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Obrigado, Tavares. É difícil dizer, mas ele não se afastou do Pepe. Continuam a ter contato normalmente. Eu pessoalmente acho (apenas acho) que as agitações de bastidores influenciam e daí eu ter tido que achava que o momento de mexer com esses assuntos foi numa hora muito errada para o próprio Djoko.

      Responder
  69. Daniel

    Ele é arrogante, faz expressões de menosprezo com os adversários.
    Já tinha dito isso aqui antes, mas parece que só eu via isso.
    Ñ vi o jogo, apenas videos com o momento exato que, com certeza, não foi intencional.
    Porém a força com que ele “entrega” a bolinha para o pegador é totalmente descompensada.

    Responder
  70. Edson Peres

    O problema foi o seguinte: independente da força da bolada, o Djoko acabou atingindo a juíza de linha e a imagem ficou bem clara. Para o tênis, infelizmente, mas acabou sendo justa a eliminação do sérvio.

    Responder
  71. André Barcellos

    Olha do agora, fora do contexto do jogo, achei que a juíza deu uma valorizada.
    E, sim, revendo, Achei injusta a classificação porque não me pareceu um lance claro de destempero.
    Mas se machucou a juíza, fazer o que? Ainda mais porque a regra existe.

    Responder
  72. Evaldo Medeiros

    Eu mais do que ninguém estou frustrado com o que aconteceu. Queria ver o sérvio levantar o 18o. caneco e encostar no Nadal. Eu assisti a triste cena da juíza de linha e é uma senhora com uma certa idade (Creio que deva ter uns 60, ou um pouco mais, se não estou enganado), e acho difícil ela ter encenado tudo aquilo. Foi chocante. Ela estava com falta de ar e estava gemendo de dor. A bola que o Djokovic lançou em direção a ela para descarregar sua frustração foi lançada com força suficiente para causar estrago. E foi parar direto na garganta da pobre senhora, que não teve nada a ver com o destempero de Nole. Ainda nem estou acreditando que Nole fez tremenda burrada e jogou no lixo seu 18o slam por praticamente nada!!! Meu Deus!!!!! Que loucura!!! Ele precisa de um psicólogo se não quiser se prejudicar ainda mais e manchar definitivamente sua belíssima carreira. Além do mais acho que esse descontrole dele é uma falta de respeito para com sua equipe, sua família e todos os seus torcedores, que apostavam todas as suas fichas mais do que nunca nesse título iminente. Poxa, estou muito decepcionado. Imagine a sua equipe e a esposa jelena, e ele próprio!!!! Tenho certeza que se arrependimento matasse ele já estaria enterrado!!! Que tragédia!!! Nunca vi nada igual no tênis. Antes dessa, a pior tragédia que tinha visto antes foi a derrota incrível do Federer para o sérvio naquela fatídica final de Wimbledom em 2019. Vida que segue.

    Responder
  73. Miguel BsB

    A regra é clara e não tem conversa nem chororô…acertou a juíza de linha descontando mais uma vez sua frustração na bolinha.
    Passou da hora do Djokovic parar com esses destemperos constantes dentro de quadra, ser quebrado faz parte do jogo, não consigo imaginar Federer ou Nadal fazendo isso. O Nadal nunca nem quebrou uma raquete na vida.
    O Sérvio dá chilique perdendo, e, o que é mais incrível, ganhando…jogou um slam praticamente ganho no lixo!
    Como eu sempre digo, esse slam vai cair no colo de um nextgen provavelmente não por competência própria, mas pq todos os big4 estão fora…assim como o circuito quando esses caras pararem de vez.
    Alias, se essa meninada nao faturar agora, acho melhor desistirem…só falta um Goffin da vida ser campeão…rs

    Responder
  74. Jairo

    Sou fã do Nole, mais depois desse episódio, pra mim já era, acabou a minha admiração por ele, um tenista do gabarito dele não pode cometer um delito desse, ainda bem que que árbitro cumpriu a regra, desclassificado merecidamente.

    Responder
  75. Efraim Oliveira

    O campeão desse slam terá um asterisco do tamanho do sol.

    Nadal e Roger não participaram; Novak foi desclassificado por um lance infeliz da parte dele.

    Nadal deve estar arrependido de não ter participado… Séria uma meeeeeegaaaa chance de conquistar o vigésimo slam.

    Responder
  76. Rodrigo

    Regra é regra, e desclassificação foi bem aplicada nesse caso. Foi imprudente! Porém, há politicagem sim. Bedene agiu de forma imprudente do mesmo modo e não o foi em Cincinatti, diga-se Nova York. A velocidade da bola que atingiu a juíza, acredito não ser pra tanto, aparentemente mas do que a força do impacto deve ter sido o susto, no meu olhar pareceu meio teatral.

    Responder
  77. Lucas Leite

    Dalcim, concordo que o título ainda é válido como um Grand Slam mesmo sem o Big3, mas vc também acha que a passagem de bastão, essa sim não tem como ficar marcada num Slam que terá um campeão nessas condições? Agradeço a atenção costumeira e o parabenizo pelos textos sempre bem escritos.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, concordo com você de que o retrato do tênis pode não ser tão fiel quanto à possível final e ao campeão. Por motivos diferentes, o Big 3 não teve o papel normal. Mas já vimos Nadal e Djokovic abandonarem Slam no meio por problemas físicos e nem por isso o Slam foi menos importante.

      Responder
  78. FILIPE

    Se está nas regras, vá lá. Mas o vídeo não demonstra nenhuma intenção. Nick Krigios já fez coisa muito pior. É ridícula essa desclassificação. Eu não assisto mais o US Open. Tem cheiro de politicalha isso. Desconta o milhão de dólares do cara, mas essa desclassificação é lamentável. Djokovic foi destemperado, mas essa desclassificação é ridícula.

    Responder
    1. JAN DIAS

      A regra (BALL ABUSE) independe de intenção. Ele não quis atingir a juíza, é claro, mas gritou de raiva antes de bater na bolinha e a machucou seriamente… não tem o que chorar…

      Responder
    2. Deiner Cesar Pádua Toledo

      Também não assisto. Usopen nunca teve Nadal x Federer e dificilmente terá. Muito estranho: Djokovic contesta o sistema; na dúvida, seria bom ver quantos jogos importantes essa senhora atuou. Pra mim, foi colocada de propósito. Se fosse um homem jovem teria mais chances de desviar.

      Responder
  79. André Barcellos

    Lembrei do Nalbandian. Chutou a placa de publicidade, acertou a perna do juiz de linha…não foi intencional. Mas a desclassificação foi imediata.

    Responder
  80. Ricardo Valadares

    Dalcim e demais comentaristas, podem procuram nos arquivos do blog. Na final do AO apostei o seguinte:

    “Ricardo Valadares 1 de fevereiro de 2020 às 01:37
    Thiem vence Djokovic por 1 a 0, parcial de 3 a 2, em 20 minutos. Obs.: o sérvio vai ser desclassificado após acertar uma bolada em alguém após ter o serviço quebrado pela primeira vez.”

    Errei o resultado da final do AO, mas sabia que mais dia menos dia isso iria acontecer. Não é sexto sentido, futurologia ou qualquer coisa do tipo. É exercício de probabilidade. Há anos que o sérvio tem um comportamento absolutamente lamentável em quadra, mesmo com uma sucessão de resultados extraordinários.

    Já me impressionava demasiadamente esse comportamento na temporada de 2015, em que dominou o circuito com enorme vantagem sobre todos os demais oponentes. Mesmo em vantagem durante jogos com adversários mais fracos, mesmo tudo dando certo para ele na temporada, o babaca nacionalista sempre tinha rompantes totalmente injustificados. Até que demorou para acontecer.

    O fato é: ele pode ganhar 30 slams, pode bater o recorde de semanas na liderança, mas nunca será o maior nome do tênis. Acho que Djokovic é o mais eficiente jogador de todos os tempos, mas não é só eficiência em quadra que conta na vida de um grande tenista. Caráter em primeiro lugar, e plasticidade no estilo de jogo logo a seguir, além de empatia com o público. É isso o que mais vale. E nesses quesitos Nole nunca chegará aos pés de um Federer ou de um Nadal. Ponto.

    Responder
  81. André Barcellos

    Quando dizem que Novak quebrará todos os recordes do Federer eu penso na maior parte das vezes nesse imponderável. Talvez enquanto isso dor uma obsessão para o sérvio, mais e mais ele ficará tenso a cada Slam. E a tensão desborda de várias formas. Um comportamento inapropriado punido a rigor, um jogo péssimo num dia ruim… é amigos. Não é fácil chegar, tampouco passar.
    Não usando for pra quebrar mesmo, se é que esse dia chegará, ele estará uma pilha. Coisa que Federer já passou e sentiu também.

    Responder
  82. Nattan Labatto

    Que término melancólico 😪…
    Uma verdadeira auto-sabotagem por parte do Djokovic…
    Concordo com grande parte das críticas dirigidas ao sérvio, perdeu pra ele mesmo e fez um enorme estrago nessa temporada tão atípica, perdendo em uma “bolada” só a invencibilidade, pontos, prêmios e a chance de colar no FeDal no quesitogrand slam. Espero que isso não mexa com a sua confiança e dê mais estímulo e gana de correr atrás dos recordes. Que fique o aprendizado e a experiência, Nole é muito grande… é gigante.

    Qualquer atitude que coloque em risco a integridade física de alguém, tem que levar cartão vermelho. Agora… Falar do caráter do Djokovic… só aquele que nunca pecou atire a primeira pedra. O que tem de Fedal voltando a comentar aqui hein kkkk.

    Tô com você Paulo Almeida, a juiz de linha valorizou demais o lance, o motivo não sabemos. Foi uma bolada não intencional e em baixa intensidade.

    Meu até logo vai com o sabor amargo da desclassificação justa daquele que caminha a passos largos para o topo do Olimpo.

    Vlw Flw…

    Responder
      1. Nattan Labatto

        Nem a sua papa charlie…

        O vídeo é nítido. Ele deu uma bolada com alta intensidade um lance antes… Isso ñ justifica em nada a conduta irresponsável do sérvio. PAPA CHARLIE.

        Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Nattan,

          Que VERGONHA o teu comentário, parceiro!

          É claro que o sérvio não tentou machucar ninguém de propósito. Óbvio…

          Mas e daí?

          Ele acertou a juíza, não acertou?

          A regra manda desclassificar o cara e fim de papo.

          Agora, você querer vir acusar a juíza de supostamente ” valorizar o lance” é ridículo!

          Responder
          1. Nattan Labatto

            Rodrigo, o lance é nítido. Não foi uma bolada forte… Enfim, o sérvio tá mega errado, foi infeliz, imprudente e assumiu o risco ao tomar tal atitude. Porém, teve um pouco de encenação (no meu ponto de vista). Desclassificado com méritos.

          2. Nattan Labatto

            E outra, louvável a atitude tomada pelos cabeças do Usopen. Que sirva de lição e exemplo para todos do circuito.

        2. Maurício Luís *

          Não acredito que li isso. Lance nítido… pelo amor dos meus filhinhos… não sei se dou risada ou se choro. Não basta errar, tem que insistir no erro.

          Responder
          1. Fabio

            O pessoal já disse tudo, mas não posso deixar de escrever…
            Esse comentário do Nathan é vexatório.
            Quer dizer que a juíza “valorizou” (como se isso fizesse alguma diferença para a irresponsabilidade do sérvio) e ainda dá “parabéns” para a organização, que demorou um tempo excessivo para aplicar uma regra claríssima?
            E outra: uma bola violenta como aquela é sem intensidade? Ficou assistindo na câmera lenta?

          2. Nattan Labatto

            Eita, onde disse que o sérvio não errou!?
            Pagou pelo erro… A polêmica se deu pelo fato de ter dito que não foi uma bolada forte… Oh geração nutella, São Paulo Freire.

            Que o PREDESTINADO aprenda com essa lição.

            Amém!

  83. Vitor Hugo

    Sinceramente, não acho que Novak seja uma pessoa melhor que Kyrgios. Estão no mesmo patamar. Mas o australiano joga mais bonito, tem mais talento, é mais técnico e passou o carro por cima nas duas vezes que se enfrentaram.

    Responder
        1. Fabio

          Pelo menos ele não usa argumentos sem empatia e vergonhosos de dizer que uma idosa “valorizou” uma agressão, que a regra prevê que gera desclassificação, só para defender seu ídolo.

          Responder
          1. Nattan Labatto

            Tive essa impressão sim, Fábio. O que não isenta o sérvio de ser punido, o que aliás foi, exemplarmente e merecidamente.

  84. Vitor Hugo

    E um elementos teve a coragem de dizer que a torcida do suíço é a que tem mais haters.
    Roger deve ter umas dez vezes mais números de torcedores que o sérvio. Porém Novak deve ter cem vezes mais haters e fanáticos em sua torcida. Está claro em alguns comentários no post e mais claro ainda nas páginas de notícia. Estão culpando a juíza, mostrando total ignorância, alienação e reconhecimento das regras.
    Até o jornalista da ESPN Brasil comentou sobre o ataque dos haters.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, se não acertasse provavelmente seria advertência. Aliás, não entendi por que ele não tomou advertência quando jogou a bola na placa minutos antes.

      Responder
  85. Gabi

    Mudando de assunto:

    Quero Heat na final? Quero.
    Quero emoção e sofrimento? Mas é óbvio.

    Se eu sofro, todos sofrem. Isso é solidariedade.

    Desculpe aí, Miguel rsrs

    Responder
      1. Gabi

        Pois é, foi por muito pouco que vcs não liquidam a fatura. Giannis tá fora mesmo?
        E não deu hoje para o Houston. Aliás, me sinto tão leve vendo Harden cavar falta contra certossss timessss. Olhando agora nem parece tão irritante.
        Sobre o Celtics, primeiro tem que reverter essa desgraça pela qual estamos passando ahahaha!!

        Responder
  86. Maurício Luís *

    Dalcim, confesso que assisti a poucos jogos da Bia Maia, mas o pouco que vi, me deu a impressão de que o saque dela é fraco, principalmente considerando que é uma jogadora de alta estatura. Será que o treinador dela não poderia dar uma atenção especial a esse golpe? Porque se ela tiver um saque melhor, acho que pode incomodar qualquer Top 10.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não concordo com você, Maurício. O saque dela é muito bom. Claro que há momentos de baixa. Lembremos que ela operou o ombro por conta da queda que sofreu. Mas o primeiro serviço faz estragos e ela usa muito bem o efeito de canhota.

      Responder
  87. Q

    Quem já machucou a TRAQUEIA igual a juíza sabe muito bem o desespero que é. Eu já machuquei duas vezes: uma jogando bola há uns 7 anos atrás e outra quando adolescente em um torneio de Taekwondo. E nas duas vezes fiquei vários minutos para me recuperar e não tive coragem de voltar a competir no mesmo dia. Sensação horrível !!!

    Responder
  88. Vitor Hugo

    Barrocos, Willian e cia.

    Vejam só o nível do comentário do colega de vcs abaixo, chamando Federer de fraude e dizendo que estava tudo armado para que o sérvio fosse eliminada.
    Mas como não convém para vcs e para outros critica-lo pelas m… que escreveu, tá tudo bem.

    Responder
    1. Willian Rodrigues

      Vitor Hugo, com certeza, esse é o tipo de comentário que repudio. Fui o primeiro a me manifestar aqui no blog hoje após o ocorrido. E não me furtei em criticar a atitude do sérvio. Conforme escrevi, ele é muito consciente dos riscos; portanto, houve culpa. Mereceu ser punido. Não acredito nessas “teorias da conspiração” envolvendo ATP ou ITF para prejudicar o sérvio. Aliás, se buscar as postagens feitas por mim no site TenisBrasil à época do posicionamento anti-vacinas do sérvio, notará que o critiquei de forma veemente. Sempre que posso, enalteço algum aspecto técnico, a força mental e a garra do Djokovic. Curto a carreira do atleta, mas, não sou fanático a ponto de não enxergar seus equívocos.
      Por outro lado, o blog é um espaço democrático. Desde que não haja ofensas pessoais, é absolutamente coerente e e importante, eu diria, que haja manifestações e opiniões contrárias. De fato, ficou um gosto amargo com esse vexame de hoje. O torneio em si, perdeu muito do seu brilho. Mas, dessa vez, foi o próprio Djokovic quem estragou o espetáculo…

      Responder
    2. Barocos

      Vitor,

      Já havia deixado a minha opinião no artigo anterior.

      Não tenho a intenção de argumentar com ninguém por aqui sobre coisas que considero ridículas, como as teorias conspiratórias apresentadas, ou entrar no mérito da punição em função da velocidade da bola, pela regra isto é irrelevante, ou, ainda, rebater reações exageradas por parte dos admiradores ou dos antagonistas do Novak. O fato existiu, a regra é clara, Djokovic recebeu a punição prevista.

      Espero que o episódio sirva de lição, não só para o sérvio, mas para todos os tenistas do circuito. Tudo bem que eles são humanos, no entanto, eles também são exemplos motivadores para milhões de crianças e jovens que gostam de esportes e modelos para muitos adultos que deveriam saber como se comportar.

      Finalizada a idiotice, o sérvio tentou prestar ajuda e, com a cabeça mais fria, desculpou-se junto a juíza de linha. Gostaria que ele também tivesse cumprimentado a árbitra principal da partida, como é de costume quando do encerramento do jogo, mas entendo que, emocionalmente, ele ainda não estivesse pronto. Já mais calmo, publicou uma nota de arrependimento.

      Do meu ponto de vista, caso encerrado. Não vou deixar de ser menos fã dele por isto, mas, mais do que promessas, eu adoraria vê-lo mudar de atitude.

      Usar o ocorrido para atacar a ética do sérvio, ou de terceiros, como nas estapafúrdias acusações/difamações direcionadas ao Federer ou ao Nadal, é, na minha opinião, um fato bem mais grave do que a infeliz ocorrência precipitada pelo Novak.

      Saúde e paz.

      Responder
  89. Eduardo

    Pena heim Dalcin, mas não fica triste… daqui a 2 semanas começa um novo torneio e você poderá repetir o título de 90% de suas postagens: Djokovic deve ser considerado natural favorito para ___ (inserir nome do torneio). O interessante é que mesmo criticando a atitude do sérvio, você ainda colocou que ele “era o super favorito, natural favorito”. Patético… O fato de você dizer que os comentários que criticam sua postura em relação ao sérvio sao ridículos só confirmam sua parcialidade enquanto “expert” de tênis… e ainda criticou outro rapaz que chamou o sérvio de mau caráter, clamando que iria bani-lo do seu blog. O fato do sérvio parar constantemente os jogos chamando o fisioterapeuta quando o placar lhe é desfavorável pode sim ser visto como mau caratismo (não recordo a última vez que ele jogou contra Wawrinka e não tentou esfriar a partida chamando fisioterapeuta). Enfim meu caro, aprenda a lidar com as críticas, tanto ao sérvio quanto à postura adotada por você… e não me leve a mal: você tem todo o direito de dedicar seu blog ao Djokovic, só não queira dizer que essa seria a postura de um suposto “especialista” no assunto…

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Só alguém que não entende nada de tênis ou então é um fanático completo para não dar o favoritismo deste US Open ao Djokovic. Da mesma forma, é preciso ser muito tendencioso para justificar a atitude do Djokovic hoje, alegando “complô da organização” ou o famoso “alguém fez e não foi punido” ou pior ainda “a bolada não foi tão forte”. Lastimo essas posturas radicais, mas enfim é o mundo em que vivemos. Torço para que você seja jovem para ter tempo de evoluir.

      Responder
  90. Chetnik

    Quando ele resolveu enfrentar a escória engravatada essas coisas passaram a ser inevitáveis. Só com essas fraudes para manter o já fraudulento “recorde” do Frauderer.

    Djoko se livrou da bola de maneira absolutamente NORMAL. Mas colocam uma velha obesa sem reflexo que resolve ricar olhando para o espaço em um ambiente onde “bolas voam”. E ainda fez um grande teatro.

    Tudo uma grande piada. Tudo uma grande farsa. Imagino o telefone do diretor fdp tocando. Ligação vindo da Suíça…

    As hienas riem. Tudo arranjado para o sicofanta-mor e seu culto.

    PS: Falei que o Djoko é zicado no USO rs

    Responder
      1. Bruno

        Boa ,Danilo
        Quero aproveitar e pedir desculpas pelo comentário sobre o Periferia.
        Vc ,Rafael ,jacacity são os torcedores do Djokovic que merecem respeito aqui no blog .

        Responder
    1. Vitor Hugo

      Bom, Lola, Chetnik, Elsa ou sei lá mais os nomes que vc escreve por aqui. Sei da sua admiração pelos homens do leste europeu, e seu fetiche por lobos, porém, nem todo acontece do jeito que a gente quer.
      O negócio é relaxar, ficar tranquilo e esperar pela volta do melhor tenista que pisou em uma quadra de tênis, GREATEST OF ALL TIME, Roger Federer.

      😆

      Responder
    2. Gildokson

      Não tem oq falar, aí escreveu qualquer coisa pra não fazer como nas outras vezes e sumi por um tempo kkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Aprende uma coisa, o Federer não é considerado o GOAT só pelo tênis jogado e pelos títulos, tem muito mais além disso jovem kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Saboreia essa eliminação aí kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Responder
    3. Arthur

      Minha nossa.
      Não frequento o Blog do Dalcim direito desde o começo da pandemia, mas agora que voltei vi que o Chatonik não só não melhorou como ainda piorou horrores.
      Leia a mensagem que o próprio Djokovic escreveu pedindo desculpas antes de ficar passando pano (e vergonha) de graça, meu caro.
      Xingar gratuitamente a pobre da juíza de linha de “obesa” (o que, além de deselegante, é claramente um exagero) é um absurdo sem tamanho.
      Respeito é bom e todo mundo gosta.

      #FicaaDica

      Responder
    4. Efraim Oliveira

      Na boa, você é terraplanista? Acho que sua vida é uma teoria conspiracinista ambulante. Antes eu achava que tu falava algumas coisas só de zoeira, mas agora que o caso é sério rsrs. Já ri tanto de seus comentários, mas este se mostrou totalmente alienado.

      Responder
    5. Fabio

      Comentário ridículo.
      Dizer que aquela bola foi absolutamente normal é de uma falta de empatia e visão atroz. Fora os comentários ofensivos a juíza de linha.
      Como essa barbaridade passou pela moderação?
      Torcer, tudo bem. Mas a esse ponto é vergonhoso.

      Responder
  91. Luiz Fernando

    Dalcim, infelizmente a atitude errada do Djoko desviou a atenção acerca de atuação muito boa q o Busta vinha tendo, acho q ninguém esperava isso. O cara fez uma semi dura contra o Anderson em 2017 e agora está com a chave aberta até a semi. Nesse USO imprevisível o q vc acha das chances dele? Claro q não pode ser rotulado como favorito mas…

    Responder
  92. Marcelo-Jacacity

    Eliminação justa! Sempre no USOpen acontece algo com o sérvio. Incrível.
    E ao contrário de muitos, eu não tinha certeza alguma de título, ainda mais por ser no Slam americano. Zverev e Medvedev estão jogando muito bem e Thiem é cada vez mais perigoso.
    Infelizmente não foi o primeiro e nem será o último tenista a ser eliminado assim.
    Djoko tem que parar de se portar assim e se concentrar apenas no jogo.

    Responder
  93. Paulo Almeida

    A atuação do mais talentoso da história não estava das melhores até o momento do assalto, mas é óbvio que jamais perderia três sets para o chatinho do Busta. Com sua força mental extraterrestre (dentro de quadra, claro), teria vencido a partida sem maiores sustos.

    Lembrando que uma visão mais ampla de talento envolve todos os elementos que constroem um campeão, diferentemente da visão limitada de achar que fazer firulas em quadra define um jogador talentoso. Djokovic é o Pelé e Fregueser um Zinho ou Denílson, ou seja, muito drible pro lado e nada de gol.

    Responder
    1. Arthur

      “Muito drible e nada de gol”.
      Diz isso do sujeito RECORDISTA em número de Slams e RECORDISTA em semanas de nº. 1.
      Jesus, Maria, José. Esse negócio de realidade paralela parece que veio pra ficar mesmo.

      #AceleraMeteoro

      Responder
      1. Paulo Almeida

        Recordes falsos da entressafra não me interessam.

        80 títulos do GUAT não valem absolutamente nada.

        Duplo 40-15 pra você, freguês por toda a eternidade.

        Responder
  94. Q

    Djokovic assumiu o risco e pagou por isso. Sem discussão !!!

    Incrível imaginar tamanho azar do sérvio em alguns pontos disputados antes e durante o incidente eliminatório. Foram CENTÍMETROS que não estavam do seu lado. Muitos “SE” poderiam ter impedido a desclassificação :

    – O juiz marcou set point para sérvio antes do Carrenõ desafiar a marcação. SE bola não tivesse pego a linha por cerca de 1cm… Talvez o espanhol não teria desafiado a marcação SE Djokovic não tivesse parado desconfiado com a marcação a seu favor;
    – No ponto seguinte, SE Djokovic tivesse batido na bola normalmente, invés de dar uma deixada que não foi bem executada, não teria que lamentar os poucos centímetros desfavoráveis que fizeram falta quando bateu na ponta da rede, .
    – provavelmente SE não tivesse escorregado e machucado, a sequencia dos demais pontos seria diferente;
    – e por último, talvez SE a bola não tivesse pego exatamente na TRAQUEIA da juíza, o que resultou na dificuldade momentânea dela respirar, acredito que o Djokovic não teria sido eliminado.

    Pior é saber que apesar do placar apertado antes do Djokovic desperdiçar as 3 chances de fechar o set e da virada, o adversário não demonstrava armas para vencê-lo em melhor de 5 sets. Carreno não tem um saque potente e nenhum golpe contundente para incomodar o sérvio ou qualquer outro TOP 10.

    Dalcim, você acha se a bola não tivesse pego na TRAQUEIA, Djokovic teria sido eliminado ???? Será que a organização teria peito para desclassificá-lo se tivesse pego no ombro, peito ou braço, já que nestas partes do corpo a juíza não teria caído e passado mal ??

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Você esqueceu de um SE importante. SE não houvesse juiz de linha nos estádios principais… rsrs… Acho que a punição seria a mesma.

      Responder
    2. DANILO AFONSO

      Dalcim, teria como vc corrigir o nome da postagem ? Invés de “Q” colocar meu nome “DANILO AFONSO”. Sem querer eu não vi que o cursor do mouse estava no campo nome e acabei alterando sem querer o nome.

      Responder
      1. Arthur

        Teve também um episódio parecido no torneio de Roma, Dalcim.
        Não me lembro quem estava do outro lado, mas estava chovendo e ele jogou a raquete no chão, ela quicou e foi pra torcida.
        O juiz argentino deu-lhe uma tremenda bronca, mas não o eliminou (o que na minha opinião deveria ter acontecido).
        Só sei que no final ele acabou perdendo de todo jeito, então o erro da arbitragem acabou não prejudicando o resultado.

        Um abraço.

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Isso mesmo, Arthur. Na verdade, já foram muitos casos. Daí eu dizer (e muitos outros também) que era apenas uma questão de tempo até a sorte dele acabar e atingir alguma pessoa. Que sirva de lição. É um comportamento nada admirável para um número 1 do ranking.

          Responder
  95. Igor

    Dalcim, como fica no caso da invencibilidade do Djoko por jogos consecutivos? Considera-se que ele foi derrotado, ou, como em casos de W.O., ele mantém a série de jogos sem perder?

    Responder
  96. Gabi

    Concordo com o a análise feita pelo Barocos.
    Teu título, Dalcim, perfeito!!
    A regra é clara, Djokovic. Já critico há tempos quem desconta frustração em material: raquete, bolinha, o que for. Achar que sairia isento é acreditar que o nome fala mais forte do que a regra. Não, não fala. Esportistas vem e vão. O esporte fica.

    Responder
  97. Enoque

    Estou repetindo comentário feito em 29 de agosto. Teria sido uma programação melhor.
    Acho que o recorde de semanas na liderança um dos mais importante no tênis. Se o Djoko fizer uma programação cirúrgica dos torneios, pensando no custo benefício e menos desgaste, poderá abrir uma boa vantagem no final do ano e tentar levar a liderança bem longe em 2021. Pela sua condição física, no momento, acho que não deve agregar pontos no USO, já que fez a quarta de final o ano passado, então deveria se desculpar e voltar para Europa amanhã mesmo. Descasar uns dias se recuperar do pescoço e estômago e começar uma preparação leve no saibro, abdicando de Roma, onde já tem 600 pontos garantidos e jogar em Kitzburel na Áustria, onde seria bem recebido e faria um torneio de treinamento/exibição com a quase certeza de ganhar ( entraria na segunda rodada, nos horários escolhidos e sem concorrência, já que este torneio está colado com Roma, onde vai ter briga de cachorro grande). Chegaria em RG na ponta dos cascos e descansado, onde aí sim vale o esforço. Abdicaria de Paris, onde já tem 1.000 pontos garantidos e jogaria em Antuérpia, nas condições de favorito disparado. Poderia inclusive jogar, também, em Erste-Viena e depois somente o finals. Não coloquei as datas dos torneios, mas, verifiquei que são totalmente viáveis. Com isto agregaria muitos pontos, participando apenas de 2 torneios de peso (RG e finals). Isto é o que tenho chamado de jogo de xadrez, ou jogar com o regulamento debaixo do braço.

    Responder
    1. Enoque

      Coloco aqui o comentário de 30 de agosto.
      Djoko já sabe que não tem a simpatia dos árbitros, principalmente no USO, então deveria se preparar para não perder a paciência e sair do jogo. Cansei de ver sacador ultrapassar os 25 s no saque e não aconteceu nada, mas ele tem que se enquadrar para não ser sacaneado, todo jogo.

      Responder
    2. DANILO AFONSO

      ENOQUE, penso diferente de você. Se não fosse o incidente de hoje, Djokovic teria feito no mínimo semifinal. Talvez um ZVEREV com ótimo aproveitamento de 1º serviço, a exemplo do ATP FINALS 2018, seria capaz de impedir que o sérvio fosse um dos finalistas. Como semifinalista teria contabilizado mais 540 pontos importantes (já descontado os 180 do ano passado).

      Ele fez certo em participar, só não podia ter a feito a merda que fez hoje.

      Abs !!

      Responder
  98. Paulo

    O Djokovic deveria retornar apenas em 2021. Atitude inexplicável. Punição justa! Todos os patrocinadores deveriam punir o sérvio.
    Sou torcedor do Djokovic desde o ano de 2011. Gostei da ousadia de enfrentar os gigantes Federer e Nadal.
    No entanto, as atitudes recentes do sérvio são desanimadoras. O cérebro do cara é do tamanho de uma azeitona. Sem explicação…

    Responder
  99. Lott

    Colheu o que plantou não teve controle,depois de 5x4e40 x0, depois que O Carrero Busta conseguiu salvar e virar 6×5 ai foi imprudente ao devolver a bola, a regra é clara

    Responder
  100. Thiago Silva

    Essa é uma imagem que jamais veríamos partindo do Nadal e não é porque o espanhol é mais frio e sim porque teve uma melhor educação e já foi condicionado desde cedo a controlar seus impulsos.

    Responder
    1. Paulo Sérgio

      Já vi Nadal com cara de furioso, já vi discordar de modo enfático com o árbitro mas tudo sempre de modo respeitoso. Tanto que no YouTube é o único grande jogador de quem não se encontra um único vídeo sequer quebrando raquetes ou isolando bolas.

      Responder
      1. Willian Rodrigues

        Prezado, peço perdão por me intrometer nessa discussão envolvendo o nome de Rafael Nadal. Também sou grande admirador de sua carreira e postura profissional. Contudo, ninguém é realmente perfeito!!! Aquelas discussões com o árbitro brasileiro Carlos Bernardes foram ridículas!! Assim como foi ABSURDA a decisão da ATP de acatar o pedido de Nadal para que o mesmo não participasse mais de seus jogos!! Lembrando que o brasileiro apenas, e tão somente, fez questão de aplicar as regras com rigor. Não dá para aliviar nessa…

        Responder
  101. José

    Sou torcedor do Djokovic, mas estou bastante decepcionado com o que aconteceu. Ele mereceu ser eliminado. Espero que ele aprenda com isso e pare de ficar jogando a bola longe e a raquete no chão.
    Acho que gritar, esbravejar, falar bravo consigo mesmo, são coisas aceitáveis, de jogadores tentando se encontrar na partida, mas quebrar raquetes e bater forte na bolinha com raiva, são coisas horríveis que o Djokovic sempre fez.

    Responder
  102. Vitor Hugo

    Muito exagero de alguns dizerem que Novak estava jogando de forma exuberante. Vejamos:
    Perdeu um set para o medíocre Edmund. Ganhou do fraco Struff, tenista que vive do saque e direita e parece correr com um saco de cimento no traseiro.
    Hj fazia uma partida equilibrada contra o medíocre Busta, que provavelmente venceria o 1 set e quiçá o jogo.
    Futuro de Novak: Tomar uma coça de Thiem ou Nadal em RG, tenistas quais o sérvio é freguês no slam francês.

    Responder
  103. Rafael

    Dalcim,

    Sugiro copiar a regra que o sérvio violou ipsis litteris (literalmente). Parece que alguns leitores estão com dificuldades de entender o que aconteceu. Pode ser o fanatismo também. REGRA é REGRA. Não tem qualquer argumento capaz de questionar a decisão dos árbitros. Corretíssima a decisão.

    Responder
    1. Rafael

      Companheiro, o problema é saber se a regra está sendo corretamente interpretada,ele jogou a bola como uma atitude pra descontar a raiva e pegou em alguem,caracterizando assim a violação, ou soltou a bola como todos fazer pra os boleiros e deu azar de pegar em alguem? A discussão é essa. Pra mim,a linguagem corporal dele n demonstrou hostilidade,todo mundo tira a bola do bolso e bate pro lado

      Responder
      1. Rafael Souza

        A regra não pune a intenção ou gravidade do fato, e sim o comportamento do atleta. A análise de situações dessa natureza, portanto, não comporta subjetividades ou interpretações. Ao tirar a bola do bolso e rebatê-la como fez, a despeito de suas intenções, Djokovic assumiu o risco e foi corretamente punido. Outros tenistas que tiveram o mesmo comportamento (Shapovalov e Nalbandian, por exemplo), e que tb não tencionavam atingir terceiros, foram igualmente punidos. Não dá para contemporizar. Novak sabe disso.

        Responder
  104. Paulo Almeida

    Foi com certeza um dos maiores assaltos da história de todos os esportes, equivalente ao José Roberto Wright expulsando cinco jogadores do Atlético contra o Flamengo na Libertadores de 1981.

    A juizinha nem foi atingida com força e fingiu que estava tendo uma convulsão, pois certamente odeia o GOAT Djokovic. Estão fazendo de tudo para evitar que o maior e melhor de todos os tempos quebre todos os recordes.

    Infelizmente fora de quadra ele não é muito inteligente e gosta de procurar sarna para se coçar. Já estava marcado pelos cartolas do tênis e só bastava a mínima brecha para ver seu sonho do tetra arruinado.

    A única forma de parar o rei do tênis, destruidor da farsa Frauderer, é via tapetão. Dia triste para quem gosta de tênis e feliz para quem só vive da desgraça alheia desde 2008.

    Responder
    1. Luiz Fernando

      Putz Paulo, acho q na hora q vc esfriar a cabeça verá q o cara errou mesmo, claro q sem intenção de acertar a juíza, mas assumiu o risco…

      Responder
      1. Vitor Hugo

        Pois é, Luiz Fernando, se fosse um torcedor do suíço que tivesse escrito o que o rapaz escreveu, vc estaria chamando de fanático, idt, lunático e etc… Muito imparcial vc, não?

        Responder
    2. Maurício Luís *

      Mas o pescoço é seu pra dizer assim com tanta certeza que a juíza não foi atingida com força? E de repente, sem combinar nada com ninguém, de improviso, ela resolveu dar uma de atriz pra ver se consegue um ‘bico’ em algum filme?
      Acho que a resposta a ambas as perguntas é NÃO.

      Responder
    3. Daniel

      Olha Paulo, acho que a juíza recebeu dinheiro da Nike (Nadal) e da Uniqlo (Federer) rsrs….

      E eu vou dar o braço a torcer. O DjoCovid19 é muito talentoso, que mira ele tem! Kkkkk

      Responder
    4. Arthur

      É cada uma que me aparece.
      Daqui a pouco vai dizer que a juíza de linha induziu por telepatia o Djoko a fazer a m…. que fez e ainda teleguiou a bola de maneira que atingisse o seu pescoço.
      O ódio realmente cega as pessoas…

      Responder
    5. Paulo

      Paulo, também sou torcedor do sérvio.
      Respeito a sua opinião, mas não concordo. Ele tem obrigação de dar exemplo para todas as pessoas que acompanham a sua trajetória.
      Imagine quando o filho do Djokovic assistir isso…
      Péssimo exemplo!!!

      Responder
    6. Efraim Oliveira

      Que paixão cega você nutre por Novak. A questão aí não é qualidade do Novak, mas o o fruto do seu destempero que culminou num lance infeliz. Ele já não é querido por parte de algumas pessoas, aí vai dá um vacilo desse, mereceu mesmo ser desclassificado. Ele é um grande campeão e aprenderá bastante com isso.

      Responder
    7. Rodrigo S. Cruz

      Bua, buá.

      “Roubaram o meu GOAT. Todo mundo odeia o meu GOAT… Snif, snif ”

      “Até a juíza odeia o meu GOAT, oh céus”

      kkkkkk

      Que coisa ridícula, toma vergonha por chorar por um marmanjo assim!

      Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          O cara pega duas coisas diferentes e faz parecer que são iguais.

          Aliás, isso é uma falácia lógica chamada ” Tu quoque”.

          Só espero que você um dia não passe pela situação de ser difamado por perfis fakes neste blog ou alhures, bonitão!

          Responder
          1. Heitor

            E nesse comentário o Rodrigo reiterou o que vc escreveu, Paulo F.
            Se faz de vítima qdo nunca o xinguei, apenas apontei que o Rodrigo é quem xinga primeiro e escreve no lugar errado. Mas ele não reconhece e ainda joga a culpa no outro (em mim no caso). Cobra dos outros honestidade moral mas em si não

  105. Vitor Hugo

    Ok, Dalcim, entendi o recado no post anterior. Realmente seria oportunismo ‘escrever com o fígado ‘ agora.
    Bom, pelo menos Novak não correrá mais o risco de ser TRADERROTADO em finais no u.s open.
    Na iminência de perder o primeiro set, pareceu fingir uma contusão pra esfriar o jogo, não colou, se irritou e…… deu no que deu!
    Busta estava com o primeiro set ganho e tinha ótimas possibilidades de ganhar a partida.

    Eu só acho que alguns tem que parar de passar pano para o sérvio. Foi muito grave o que ele fez na pandemia, somado ao que fez hj……

    Responder
  106. Fernando Peixoto

    Já disse e reitero: o sérvio é um grande tenista, um dos melhores da história, mas sua atitude em quadra é péssima, não somente em relação a destemperos, mas sobretudo pela desonestidade. Às vezes cai, simula contusão, como se não tivesse mais condições de jogo, e segue normalmente dois minutos depois. Foi assim no quinto set da final do AO 2012 diante de Nadal. Perdeu um ponto longo, caiu em quadra, como se a partida tivesse terminado ali. O espanhol afrouxou um pouco, e o sérvio venceu o campeonato. Nadal não fez drama, mas estava pior fisicamente que o sérvio. Quanto a hoje, em Cincinnati ele já havia acertado uma pessoa, mas o juiz aliviou. US Open é outra coisa, e Djokovic teve o que mereceu. Tem de procurar um psicólogo pra se tratar e fazer somente o que faz magistralmente: jogar tênis, só jogar tênis.

    Responder
  107. Julio

    Sempre preciso, Dalcim. Perfeita sua análise, a atitude chega a deixar uma marca negativa forte, cristaliza a irresponsabilidade.

    Favorito, jogando bem, mas sempre com esses rompantes. Hoje foi longe demais.

    Para o tenis, não condiz com um numero 1. O discurso do djokovic contrastou forte com seus abusos em quadra, o estrago para a imagem é ainda maior que o de pontos e dinheiro. Terá muito trabalho para se redimir

    Responder
  108. Leo Gavio

    Dalcim, pela primeira vez você escreveu um texto como se tivesse lido os meus pensamentos, parabéns…rsrsrs

    Brincadeiras à parte, o ocorrido talvez tenha sido mesmo necessário, o Djoko precisava levar um sacode e entender que essas atitudes são perigosas, e apesar de eu não gostar, pelo menos arrebentar a raquete no chão não machuca ninguém e nem leva à desclassificação imediata.

    No mais, achei bem feito, mesmo sendo torcedor dele, não aprovo esses chiliques porque coloca em risco o publico e os profissionais que estão na quadra. Triste desfecho, mas aumentou as esperanças quanto ao fim dessas atitudes.

    Responder
  109. Fernando Brack

    Honestamente, não vi Djoko golpear a bola pra trás em sinal de irritação. Ele fez um movimento bem normal. Por absoluto azar, acertou a juíza. Se fosse um boleiro, teria pego a bola facilmente ou, no mínimo, se protegido com as mãos. Lamentável sair de um torneio grande desse jeito.

    Responder
    1. Marcelo-Jacacity

      Brack,

      Foi muito azar, mas o sérvio estava brincando com fogo e faz tempo. Triste mas justo, fim. Fui pra NBA torcer para o Miami fechar a série e perdeu na prorrogação.
      Meu Timão está uma draga e todos os outros grandes de São Paulo vencendo.
      Vou jogar tênis que ganho mais…rs

      Responder
    2. Efraim Oliveira

      Talvez não. O ponto já não estava em disputa e talvez a pessoa tenha desviado o foco por um instante, e pimba! Sem contar que nessa situação a pessoa não espera que uma bola venha daquele jeito… diferente do que se o jogo tivesse rolando.

      Responder
  110. Maurício Jr

    A regra é clara. Mas, as imagens falam por si. Foi pura infelicidade o que aconteceu. Eu concordo, que Djokovic foi ridículo quando atirou a bola num lance anterior com violência contra a placa lateral. Não foi o caso quando acertou a juíza de linha. Ele apenas lançou a bola para os boleiro.
    Infelizmente, o ódio das pessoas nas redes já estão “crucificando” o atleta.

    Responder
    1. Gilvan

      Vá me desculpar, mas o boleiro fica sempre nos cantos da quadra, não no fundo. E os jogadores nunca jogam a bola nessa altura para os boleiros. Não tem como defender o Djokovic nessa.

      Responder
    2. Fabio

      Mauricio Jr,
      Na verdade, é seu amor por ND que está fazendo você passar pano para a irresponsabilidade.
      As imagens falam por si, mesmo: bateu na bola com grande velocidade, sem prestar atenção, e acertou o pescoço da juiza.
      Ser criticado por essa atitude não é ódio nenhum.

      Responder
  111. HILARIO MUYLAERT DA SILVA LIMA

    Semana passada, no Master-1000 de Cincinnati, o tenista Bedene, de frente para um cinegrafista, acertou-lhe uma bolada, e ficou por isso.
    Ou seja, o jogo continuou após uns 10 minutos de conversas / discussões, e a regra não foi corretamente aplicada.
    Portanto, a regra não foi aplicada corretamente.
    Agora, com Djokovic a regra é aplicada corretamente ( embora não tenha sido uma bolada intencional, ao contrário do Bedene, que estava de frente para o cinegrafista ).
    Enfim, a regra é aplicada de maneira interpretativa , de acordo com as conveniências e interesses diversos…
    Resumindo: Bedene e Djojokivc erraram, porém um foi “perdoado”, e outro penalizado, e isso está errado e politizado..
    Que fique claro que não estou passando pano para Djokivc, pois errou, mas a regra não foi aplicada de maneira coerente e correta.
    “Aos amigos tudo, aos inimigos, a lei…”
    Não à parcialidade !!!

    Responder
      1. HILARIO MUYLAERT DA SILVA LIMA

        Não estou passando mesmo !!!
        Estou pontuando que não deve haver parcialidade.
        Não podemos ter regras aplicadas de acordo com as conveniências de A, B ou C.
        Para o “meu amigo” a interpretação é diversa da do “meu inimigo”.
        Deplorável é constatar que há pessoas que não consigam enxergar a parcialidade no tratamento de eventos que estão sob o guarda-chuva da mesma regra.

        Responder
  112. Rafael

    A imagem n deixa a mínima dúvida?? Tá de brincadeira né? Respeito quem defende a punição, mas defendo tb q a “bolada” nem foi dolosa e nem culposa, ele n assumiu o risco de atingir alguém pra descontar raiva, ele descartou a bola como todos fazem ao finalizar o saque,foi desatento e foi um total acidente,a regra pode ser interpretada de mais de uma forma,claramente n foi uma atitude hostil. Achei absurda a punição e acabou com o torneio

    Responder
    1. Fabio

      Sim, a imagem não deixa dúvidas, mesmo.
      Errou, foi irresponsável, acertou o pescoço da juiza e, corretamente, foi eliminado do torneio, sem dinheiro e sem pontos.

      Responder
  113. Rafael

    E ele até hoje não consegue entender porque não é tão querido como o Federer e o Nadal. Com um pai arrogante como o que tem, não poderia ter nascido diferente. Pode terminar a carreira com todos os recordes, mas a nossa geração sempre lembrará de Federer e Nadal como melhores.

    Responder
    1. Regimar

      Perfeito! Djokovic está longe de ter o mesmo glamour de Nadal e Federer. Ele é arrogante! No ATP finals 2016 em uma entrevista foi questionado sobre estes destemperos, e respondeu soberbo! Além de que tem GS como do Aberto da Austrália este ano que pegou chave muito fácil. Ele nunca será como Nadal ou Federer! Abriu a porta para o Nadal ser o melhor de todos os tempos!!

      Responder
  114. Bruno

    Perfeito,Dalcim
    Tenho impressão que esse post já estava escrito e que algum dia iria utilizar com esse jogador.
    É realmente um destemperado esse sérvio milongueiro.

    Responder
  115. Marcílio Aguiar

    Não sou torcedor do Djoko, mas fiquei muito frustrado com esse final. Primeiro uma queda perigosa e depois essa ideia infelicidade de acertar a juiza, mesmo não sendo intencional. Não vou tripudiar sobre ele porque eu, que sou um zé ninguém no tênis, outro dia joguei uma raquete na rede ao perder um set point de forma bisonha. Para compensar a despedida inesperada de um grande campeão, pelo menos teremos a certeza de um campeão inédito de slam, o que parecia quase impossível neste USOPEN.

    Responder
  116. José

    Dalcim, Fernando Meligeni já foi desclassificado desta maneira? Li em algum lugar que o Guga tinha sido desclassificado desta maneira. É verdade? Como foram as ocasiões?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Pelo que me lembro – não há imagem -, Meligeni explica que a raquete escapou de sua mão e bateu em alguém na arquibancada. Houve um caso com a Teliana também. Ela descontou a raiva na bola, que bateu no poste e foi direto na juíza de linha.

      Responder
  117. PIETER

    Terrivelmente lamentável! Era o virtual campeão do torneio dado que está jogando um tênis irrepreensível, com alta qualidade técnica. Só perderia para si mesmo e foi o que aconteceu da maneira mais bisonha possível, para um supercampeão como ele.
    Vergonhoso.

    Responder
    1. José Eduardo Pessanha

      Tênis irrepreensível tomando um sufoco do ultra limitado Busta? Estava claro que o Cotonete tomaria uma traulitada mais cedo ou mais tarde. Fim de festa para o Maratênis.
      Abs

      Responder
      1. Luiz Fabriciano

        Irrepreensível sim.
        Dá para calcular quanto da bola foi dentro, mostrada pelo desafio pedido pelo Busta naquele que seria o set point do sérvio?
        Como escreveu o Dalcim no início desse post sobre o tênis do Djokovic nesse torneio: magnífico.
        Ficarei com a opinião dele.

        Responder
  118. Arthur

    Acho um final patético para um US Open que jamais deveria ter ocorrido, Dalcim.
    Claro que os torcedores do Djokovic iriam comemorar e que a história só retrata os números a seco, mas quem em sã consciência poderia dizer que esse USO “valeu”?
    Um Slam sem Federer, sem Nadal, com VÁRIOS atletas que simplesmente preferiram ficar de fora por conta da pandemia e ainda com inúmeros episódios bizarros nessa tal “bolha” que ela inventaram.
    Enfim, achei bem feito pro sérvio mais pelo histórico mimizento dele do que propriamente por não ter levado o título. Como disse anteriormente, ganhando ou perdendo, esse USO entra no rol de torneios absolutamente esquecíveis da história, seja quem for o ganhador. #ProntoFalei

    Um abraço.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Discordo, Arthur. Federer não foi porque está em recuperação física de uma cirurgia. Nadal não foi porque não quis. Não se mudaram as regras, exceção ao quali, o que convenhamos raramente interfere num título de Slam. Então o torneio me parece válido em todos os sentidos.

      Responder
      1. Arthur

        Respeito sua opinião, Dalcim, mas sinceramente não consigo ver como um torneio realizado nessas condições possa ser considerado “válido”.
        Claro que, no papel, tá tudo certo. Mas um Major tem esse nome justamente por reunir os melhores do esporte.
        Federer, de fato, está machucado, mas Nadal e Kyrgios, por exemplo, não ficaram de fora porque quiseram, mas, sim, por conta da pandemia.
        Isso, claro, pra ficar só no masculino, porque no feminino a coisa ficou ainda pior.
        Enfim, respeito muito a sua opinião, acho errado fazer um torneio desse “só por fazer”, pra garantir o dindim de parte dos jogadores e dos patrocinadores, sem que haja realmente uma “festa do esporte”, como deve ser.

        Um abraço.

        Responder
  119. Daniel

    Eu já havia comentado que o Djokovic está com tanta gana de quebrar os recordes, que anda muito estressado. Uma hora ia extravazar de uma forma que não pode.

    Enfim, as pessoas gostam de um grande vencedor, que tenha muito sucesso, mas pra mim isso não é tudo. O Djokovic pra mim sempre teve um péssimo caráter através de diversas atitudes lamentáveis dentro de quadra (quem não lembra da menina boleira que chorou depois dele gritar pedindo a toalha?). É por isso que ele tem muito menos torcida que Federer e Nadal e é por isso que não é idolatrado como os outros dois mesmo com tantas conquistas. Claro, como disse, sempre existirão pessoas pra passar o pano nessas atitudes e só ligam para as conquistas do cara…

    Atitudes assim só reforçam pra mim que o sérvio joga tênis pra fer sucesso e conquistas para alimentar o ego, enquanto que Federer e Nadal jogam por amor ao esporte. Pois quem curte o que está fazendo, não vive irritado em quadra mesmo ganhando por 2 sets a 0….

    Responder
  120. Gilvan

    Um inconsequente. Faz questão de ser o grande vilão do circuito atual e assim que deve ser visto. Muito triste ver um cara desses como número 1 do mundo, dando péssimos exemplos dentro e fora de quadra, como tenista e como pessoa. Tristes tempos.

    Responder
  121. Willian Rodrigues

    Que decepção… Infelizmente, tem que haver punição exemplar mesmo! Sou torcedor do Djokovic desde 2007 e não me furto de tecer as merecidas críticas. Fui um dos primeiros a faze-lo no site quando se colocou contrário às vacinas. Essa desclassificação foi uma tragédia, porque além de ter jogado fora a chance de vencer o 18º grand slam, de estabelecer novo recorde de invencibilidade por um numero maior de partidas, fica com a imagem ainda mais arranhada. Como se não bastasse as polêmicas com relação às vacinas e outras durante a pandemia. Embora não tenha sido proposital, ele é consciente dos riscos…
    By the way, ele esteve perto de ser eliminado de forma semelhante naquele Rolland Garros em que se sagrou campeão em 2016. Ele fez um movimento para bater com a raquete no piso e a mesma escapou de sua mão; por pouco não atingiu um juiz de linha ou pegador de bolas (não me lembro agora).
    Resta-nos agora aguardar os desdobramentos desse episódio. Fico imaginando o quanto ele não treinou com afinco para esse reinício de temporada; basta avaliar o nível de tênis que apresentou nessas duas últimas semanas. Como ficará a motivação para a sequência da temporada?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *