Encruzilhada na Austrália
Por José Nilton Dalcim
6 de janeiro de 2020 às 23:25

Há dois problemas sérios para a Tennis Australia administrar nas próximas duas semanas que nos separam do Grand Slam da Oceania. O mais óbvio é a piora evidente na condição climática e do ar que se respira na região. A outra, não menos grave, é o ambiente muito pouco favorável a uma festa tão alegre e animada como o Australian Open costuma ser.

Os organizadores obviamente evitam comentários excessivos nesse momento crítico, mas já se fala na hipótese de adiamento do torneio – algo drástico para um calendário apertado e ainda mais num ano olímpico – ou na realização das primeiras rodadas todas em quadras cobertas. Como o Melbourne Park possui três estádios nessas condições, seria necessário usar outras oito quadras cobertas na região. Só que elas não comportam quantidade expressiva de público.

Segundo reportagens desta segunda-feira, o incêndio já atingiu 6,3 milhões de hectares desde setembro. Até agora, são 24 mortos. O desastre é consequência de temperaturas recordes acima dos 40 graus e uma seca severa, sem falar na forte ventania que espalhou mais rapidamente os focos. Chamas atingiram 70 metros de altura em alguns pontos.

Choveu enfim em algumas regiões nas últimas 24 horas e isso deu algum refresco aos bombeiros e voluntários que combatem o fogo, permitindo que alguns moradores retornassem a suas casas. Mas as autoridades alertam que novos incêndios podem acontecer se a temperatura subir ao longo desta semana.

A região mais afetada é a Nova Gales do Sul, onde está Sydney. Ainda se contavam 130 focos na região nesta segunda-feira, queimando florestas, montanhas e parques nacionais.

Melbourne está no estado de Victoria, que fica imediatamente ao sul e já viu queimar 800 mil hectares. Foi decretado estado de emergência em Victoria e assim evacuações podem acontecer a qualquer momento sem aviso prévio.

A cidade-sede do Australian Open está fora da zona considerada de risco de incêndios, mas é afetada diretamente pela fumaça que vem do Norte e do Leste (veja mapa desta segunda-feira divulgado pela BBC).

_110410207_australia_bush_fires_6jan2020_640-nc

Novak Djokovic se mostrou especialmente aflito com o problema respiratório e está coberto de razão. O índice internacional de medição da qualidade do ar recomenda que ele esteja abaixo de 150 para não causar danos à saúde. Medições realizadas no início desta noite em Melbourne chegaram a 213, portanto muito fora do aceitável. Daí a ideia de só se competir com teto fechado.

Essa tem sido a opção para os jogos que acontecem agora em Sydney e Brisbane pela ATP Cup. Como está no outro extremo do país, Perth sofreu muito pouco com o incêndio.

Apesar da tensão e tristeza, as arquibancadas têm se mostrado consideravelmente cheias, principalmente quando jogam Djokovic e o time da casa (em Brisbane) e Rafael Nadal (em Perth). Até por isso, o evento tem sido um sucesso, ainda que haja um punhado de jogadores muito pouco conhecidos até mesmo para o exigente público australiano.


Comentários
  1. Luiz Fernando

    Vi q Rafa venceu o Di Menor de virada, atropelando no terceiro set. Em alguns sites de torcedores do cara as afirmações eram as mesmas, até a metade do segundo set: lentidão, falta de agressividade, claro q isso mudou após esse momento, enfim esse resultado em nada muda o q postei abaixo. Antes q os sabichões de sempre venham dizer q o AO é um torneio completamente diferente, e de fato é, esporte é momento, e o momento do Rafa não me parece bom como parecia no final de 2019. Vamos ver o q fará amanha contra Djoko. A lógica indique vitorias do Agut e do Djoko nas simples, mas vejo a Espanha melhor para as duplas.

    Responder
  2. Sandra

    Dalcim não sou muito entendida de tática , mas Djokovic não estava jogando muito atrás da linha, quase na arquibancada , rsss, e você também não achou que o russo dava poucas chances, e as poucas chances Djoko não conseguia aproveitar

    Responder
      1. Sandra

        E mais uma pergunta , será que se fosse um sacador , Djokovic não teria tanto,problema em perder justo na hora de fechar, quero dizer. Se ele sacasse bem

        Responder
          1. Sandra

            O que eu quis dizer , e que se ele fosse um Isner, karlovic , na hora de fechar era só dar 4 aces , rssss, eu também acho que a Sérvia leva , mas estou prestes a quebrar a tv , para não acordar de madrugada e ficar na ansiedade de ver o resultado final , rssss

    1. José Nilton Dalcim

      Sim, Djoko recuou por vezes, mas por absoluta necessidade. Houve trocas espetaculares de bola o tempo todo, que ritmo e empenho. Oportunidades houve dos dois lados. Medvedev teve um voleio fácil para empatar no finalzinho. Jogaço.

      Responder
  3. Luiz Fernando

    Conforme qualquer um q tenha um pingo de bom senso previa, Djoko desistiu de Adelaide, afinal ele parece na ponta dos cascos e é o grande favorito p vencer mais um AO. Já Rafa me parece estar sentindo o desgaste da Davis, Mubadala Open e ATP Cup seguidas, com pouco tempo de descanso, perder 3 Sets seguidos p Goffin e Di Menor não pode ser mera coincidência, na “minha” bolsa de apostas ele caiu…

    Responder
  4. Paulo Almeida

    MONSTRO DJOKOGOAT!!!

    Ganhou essa partida totalmente mental no coração mesmo, pqp!

    Até que me alegrou nessa noite extremamente triste.

    Ronildo, o Djokovic nunca mais iria ganhar do Medvedev segundo você. E agora, freguesaço eterno 40-15??

    Responder
  5. Marcelo-Jacacity

    Que jogaço! Teve vários lances inacreditáveis! Djoker foi bem à rede, trabalhou muito bem os slices e jogou muito. E quanto a Medvedev fala sério! Esse cara é impossível!

    Responder
    1. Luiz Fabriciano

      Brack, vamos tentar encontrar a lógica nisso. Ninguém ganha fácil de Medvedev, exceto, vez ou outra, Nadal. E quando Nadal ganha fácil de Djokovic?
      São as verdadeiras nuances do esporte.

      Responder
        1. Luiz Fabriciano

          Rssss.
          Imagine um cara escolhendo uma profissão por sentir amor naquilo que ela representa e ser convocado a atuar, dentro do que escolheu, baseado na ética e princípios morais.

          Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Até na hora da vitória muito merecida você estraga com um comentário B*sta deste. Djokovic foi só elogios a seu rival russo lembrando que ele agora já é TOP 4 . Aí você vem com babaquice de “ papai “ . Tá definitivamente fora de sua praia cara. Abs!

      Responder
  6. Rodrigo S. Cruz

    [Paulo Almeida]
    10 de janeiro de 2020 às 02:42

    “Foi um pouco parecido com Wimbledon, onde o sérvio jogou no máximo 50% da sua capacidade e o sacão de pancadas Fregueser jogou o máximo do que podia. Também não adiantou”.

    Que provocação fraquinha e raquítica!

    Se for assim pegaremos as vitórias apertadas do sérvio sem sal (e foram muitas), e dizer que o Federer jogou só 1%.

    kkkkk

    Responder
  7. Rodrigo S. Cruz

    [Luiz Fabriciano]
    (“Sinceramente, revi e não vi. Mas vamos ficar por aqui.
    Rimou, rss”).

    “E ainda tenho que aguentar haters falando que Kyrgios, Fognini, Dolgopolov e outros são mais talentosos”. (Paulo Chateida/ 9 de janeiro à 1:00)

    “Você nem sabe a diferença entre talento e jogar bonito, mas Djokovic é superior a todos os citados NOS DOIS ASPECTOS e por muito”. (Paulo Chateida /13:57)

    Responder
  8. JAN DIAS

    😮 Tô espantada com o nível de tênis que o LAJOVIC tá apresentando nessa ATP Cup: golpes pesadíssimos, excelente devolução e um mental muito forte… e, além disso tudo, ainda tem um belo “derriere”…kkk

    Responder
  9. Luis

    Dalcim acha que nova geração pode se perder com comportamento ruim? ( tem uma coisa positiva de jogar de igual com big 3 que e’ um grande desafio) tomara Federer ainda vença mais 1 Slam

    Responder
  10. Paulo Almeida

    Fiquei arrasado com a morte do monstro Neil Peart, baterista da melhor banda de todos os tempos.

    Mesmo que a Sérvia vença o embate com a Rússia e até eventualmente a ATP Cup, meu fim de semana já acabou.

    RIP, GÊNIO DAS BAQUETAS!!!

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Que Neil Peart está sem sombra de dúvidas entre os melhores , não se discute , caro Paulo. Mas até em Rock o amigo é pra lá de fanático. A banda Canadense é a Melhor de Todos os Tempos ??? O fato de ter mudado a formação duas vezes não seria problema. Realmente um super Show no Brasil em 2011. Ainda bem que Geddy Lee é bem mais humilde que o parceiro, e não escondeu a enorme influência de Yes , Van der graff , King Crimson … Procure saber pra quem os Canadenses perderam nas SEIS indicações para o Grammys , que não levaram . Na última vez que o parceiro postou sobre música , falou que ouviu maravilhas que desapegam da década de 60 e 70. A banda Canadense é de 68 , cara -pálida rs . Abs!

      Responder
      1. Paulo Almeida

        Melhor de todos os tempos é uma questão pessoal. Cada um tem a sua. O fato é que foram 3 gênios que produziram e tocaram muito mais do que várias bandas de 4, 5 ou 6 membros. As passagens do Rush no Brasil foram em 2002 e 2010 e não 2011.

        Em que momento eu disse que o Rush não era dos anos 60 ou 70 ou que não gostava de bandas desse período?

        Você continua interpretando as coisas muito mal. Sem surpresas.

        Responder
        1. Sérgio Ribeiro

          Releia os seus PRÓPRIOS comentários , parceiro. Esse papinho a lá L F de “ má interpretação “ , já deu. A turnê Mundial de Moving Pictures inteiro , esteve no Brasil em 2011 e nós estivemos lá. Quanto a sua maneira de ver Esporte , é pra lá de melancólica. Novak Djokovic não merece a turminha da Kombi , pilotada com seu parceiro Chatonik rs . Falando nisso , aonde o Sérvio arrumou tantas super Gatas em sua Torcida “ organizada “ rsrsrs ? Abs!

          Responder
  11. Luiz Fernando

    Eu não gosto destas desculpas do Nadal de falta de adaptação etc, deveria dizer que jogou mal, ou que o belga jogou bem ou ambos. Pelo q li ocorreram ambos os fatos…

    Responder
  12. Rubens Leme

    Foi confirmada hoje a morte do baterista do Rush, Neil Peart, ocorrida no dia 7, devido a um câncer no cérebro. Ele tinha apenas 67 anos. Mais um dos bons que nos deixam. Não se deve desejar a morte de ninguém, mas com tanta nhaca que não faria falta alguma – alguns fariam um enorme favor, na verdade -, sempre levam um dos nossos.

    Mesmo não sendo minha banda favorita, tenho os 17 primeiros discos em casa.

    Sobre o tênis, tenho visto pouco por problemas pessoais, mas mantenho minha aposta no Nadal no primeiro Slam.

    Responder
      1. Rubens Leme

        Considerando que o Bonham é o segundo, quem seria o terceiro? Keith Moon? Ginger Baker?

        É sempre triste ver esses caras irem cedo demais. Enquanto isso, em Brasília….

        Responder
          1. Rubens Leme

            Não, eu não disse que o John era o 2. Apenas falei que era o segundo nome da lista dos mortos.. rs

            O Moon tem histórias incríveis, até na parte técnica. Tem um dvd duplo do Who e a segunda parte é falando individualmente de cada um e chamam um baterista mostrando o estilo do Keith tocar e a insanidade que ele fazia com o bass drum duplo quando no meio da música ele muda de um pé pro outro, algo equivalente a tocar guitarra com a mão direita e na hora do solo mudar para a esquerda.

            Você pode ver mais neste pedaço do disco 2 do DVD Amazing Journey: The Story of the Who.

            https://www.youtube.com/watch?v=jCKaVHgJyAM

          2. José Nilton Dalcim

            Estava só te provocando… rsrs… São todos espetaculares. Claro que eu tenho uma preferência pelo Bonham porque o Led de forma geral deve muito a ele.

          3. Fabiano

            Bonham é insuperável, inigualável, inimitável. Melhor baterista da melhor banda da história. Ass.. Jimy “mestre” Page

      2. Paulo Almeida

        Bom, dessa época meus 3 preferidos são Neil Peart, Bill Ward e Bill Bruford.

        Acho que há bateristas superiores nas décadas seguintes, mas não entrarei em detalhes.

        Responder
        1. Rubens Leme

          Stewart é grande e está muito bem,assim como Bill Brufford, Carl Palmer e o alemão Jaki Liebezeit, do Can.

          A primeira esposa do ex-Police, Sonja Kristina era vocalista do Curved Air, e ele tocou na banda entre 1975 e 1976. O Curved era uma banda de folk progressivo inglês e eles casaram apenas em 1982.

          E o mais legal: o pai de Stewart trabalhava para a CIA – Stewart é americano (nasceu em Alexandria, na Virginia) e não inglês – e por isso viveu em vários países.

          Na verdade, todos eles foram e são (os que ainda restam) músicos extraordinários.

          Responder
  13. Paulo Almeida

    Djokovic sempre sofreu com a torcida fedtard tanto em Wimbledon quanto no US Open, então foi ótimo ele ter tido maioria ontem. Pena que a vítima foi o menino Shapo.

    Responder
  14. Bruno

    Dalcim,
    No começo do torneio,vc disse que as quadras não estavam muito rápidas ,até questionei sobre as novas bola (desde o ano passado)mas achei ao contrário,achei bem rápidas ,com poucas trocas de bolas ,Goffin indo rapidamente para os winners ,alguns aces tb.
    Falo isso principalmente em relação ao jogo do Nadal e Goffin,
    Será que é exagero meu achar a quadra rápida?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Eu continuo não achando tão rápida assim, Bruno. Veja a grande quantidade de ralis em quase todas as partidas. A bola sem dúvida é um diferencial, já que a Dunlop costuma ser mais ‘lisa’ que a extinta Australian Open. Vamos lembrar no entanto que todos os jogos em Sydney e Brisbane foram em quadras fechadas, devido ao problema do ar. Só Perth teve jogos em quadra aberta.

      Responder
  15. João Borin

    Olá Dalcin beleza?

    O que você está achando da ATP Cup? Eu sinceramente to achando bem legal o formato do torneio? Você não acha que ficou bem mais legal que a copa Davis? Apesar que uma não tem nada a ver com a outra! Será que os tenistas não vão dar mais importância pra esse torneio do que pra Davis,ou nada a ver?

    Obrigado

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Mas o formato dos dois é praticamente idêntico, João. A diferença é que a ATP Cup incluiu mais países (24 contra 18) e fez 3 sedes diferentes, duas coisas que gostei.

      Responder
  16. Miguel BsB

    Dalcim, vendo o jogo do Evans x Di Menor, e assistindo alguns jogos da Barty (pra mim a mais interessante de se assistir no circuito feminino), não concorda o quanto ainda é efetivo saber variar e usar um bom slice?
    O Evans mudou totalmente o rumo do jogo contra o australiano fatiando muito a bola, o garoto que gosta de ritmo e usar o peso da bola adversária sentiu muito…
    Como são poucos os tenistas profissionais que sabem usar esse expediente né?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sem dúvida, Miguel. O slice é uma variação importante, mas precisa ter qualidade, ou seja, ser profundo e baixo, ou então angulado e curto. Caso contrário só facilita a vida desses jogadores que batem com muito spin.

      Responder
  17. Alice

    Estava vendo aqui que o time da Austrália foi muito esperto na escolha dos jogadores para os confrontos de simples nas semis da ATP Cup. Escalando Kyrgios para jogar contra Bautista-Agut e assim ter mais chances de vitória, podendo decidirem às semis no jogo de duplas, caso Nadal confirme o favoritismo contra De Minaur … seria uma decisão acalorada nas duplas, de um lado Carreno-Busta/Nadal contra Kyrgios/De Minaur do outro lado…

    Responder
    1. Alice

      Porém, estou vendo que a Austrália em tese, escalará outra dupla australiana para jogarem contra Nadal/Carreno-Busta. Só acho que é um jogo de equipe…pois, eu duvido muito que Nick Kyrgios ficaria de fora dessa provável decisão nas duplas. Ia até perguntar se podem cancelar o encontro, mas vi que sim…então a Austrália vai esperar Kyrgios e Nadal vencerem seus respectivos encontros, pra então anunciar tropa de duplas. Claro, com Kyrgios enfrentando o número #1 nas duplas, em um acerto inteligente…

      Responder
  18. Sandra

    Dalcim , o Nadal e obrigado a jogar com o Kyrgios ? Ou o técnico pode mudar ? Não gostaria de ver a arrogância dos australianos ganharem , ainda prefiro os russos , mas to achando a coisa feia para Nadal e Djokovic , espero que Nole não jogue Adelaide , qual a sua opinião da final da atp cup ?

    Responder
  19. Luiz Fernando

    Vejo a Austrália um pouco à frente da Espanha no confronto de sábado. Kyrgios é Franco favorito contra Agut e Rafa não pode ceder 12 chances de break p o Di Menor, se isso acontecer nem haverá necessidade das duplas. Se a decisão for pras duplas vejo os espanhóis passando. No outro confronto também vejo a Rússia favorita. Amanhã veremos se estou chutando bem kkk…

    Responder
  20. Rodrigo Bravin

    Dalcim, você pode me explicar pq o Shapovalov quase não usou slice contra o Djokovic? Será que é obra do técnico russo? O canadense jogou muito, espancou a bola, mas poderia ter tirado a velocidade e altura com slice. Essa é uma arma que o próprio Federer usa com o sérvio.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Acho que só o Shapovalov pode te explicar isso. Mas eu li que o Youhzny está querendo que ele use menos slice e mais spin no backhand, então pode ser coisa do novo treinador.

      Responder
  21. Ronildo

    Duas coisas:

    1 – Nadal e Djokovic vão sofrer muito nesta temporada. Acho até engraçado quando o pessoal usa o exemplo da longevidade de Federer para dizerem que os dois terão muitos anos de sucesso no circuito ainda. Torno à dizer: a única chance de Djokovic voltar ao número 1 é parar por toda esta temporada para voltar inteiro, motivado, descansado, cheio de energia em 2021. Ele não vai fazer isso e por isso NUNCA MAIS vai voltar ao número 1. Mas eles vão conseguir se classificar para o ATP Finals para serem surrados mais um pouquinho no final da temporada.

    2 – Aliassime tem um sério problema no seu mental. Percebe-se que quando Shapovalov está bem, Aliassime praticamente murcha devido à pressão de corresponder tenisticamente. Deve ser coisa de jovem. Quando ele aprender a curtir as vitórias do Shapovalov sem se pressionar, será incrível o que poderá jogar.

    Responder
    1. Jonas

      Realidade:

      Fregueser vai continuar tomando pau dos dois. Só que dessa vez ele vai apanhar da nextgen também.

      A temporada será mais equilibrada sim, mas o Djokovic ainda é o mais cotado pra terminar o ano como número 1 do mundo.

      Você gosta muito do Federer, mas sinto dizer que este ano ele sai do top 10.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Hahahahaha

        Que piada.

        O Federer tem se mantido no Top 3 há décadas, e agora de uma hora pra outra deixará o Top 10 só porque você quer, Gleisi?

        É muito despeito, viu…

        Responder
        1. Jonas

          É só uma previsão. Acho que o Federer não vai conseguir segurar nem a nextgen esse ano.

          Já tava na hora de ter algum adversário a altura além da dupla Djodal.

          Responder
      2. Ronildo

        É muito difícil um jogador com muitos recursos sair do top 10 Jonas, mesmo Federer aos 38 anos. Veja que nem o Zverev fazendo um temporada bem abaixo saiu.

        Responder
    2. Paulo Almeida

      É sempre engraçado ler as suas sandices, Ronildo.

      Já são mais de 12 anos em que você só seca os rivais, já que o Frauderer foi apenas coadjuvante e sparring nesse período.

      Responder
      1. Ronildo

        É Paulo, nas este é o ano em que vão sangrar, sangrar, sangrar, até saírem do top 4 final de ano kkkkk. Veja, tem mais dois para atormentarem Nadal e Djokovic este ano: De Minaur e Shapovalov.
        Então a lista é: Thiem, Tsitsipas, Medvedev, Shapovalov, De Minaur. Não esquecendo do Rublev e Krachanov que podem engrossar a qualquer hora. Zverev e Aliassime também podem melhorar a cabeça e o jogo a qualquer momento. E tem mais novinhos aí aparecendo para apostarem corrida atrás de bolinhas durante toda a temporada com Nadal e Djokovic.

        Responder
  22. Rafael

    Dalcim, o que vc pensa sobre esse caso da Greta Thunberg criar a hash #RogerWakeUpNow, pedindo para que Federer se desvincule do patrocínio do Credit Suisse que, segundo ela, é o banco que mais investe em empresas que exploram combustível fóssil? (Contaminando o meio ambiente).

    E o que vc pensa sobre o (até agora) silêncio de Federer sobre esse questionamento?

    Abs

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Puxa, Rafael, não acho muita coisa, não. A Greta tem sido importante na conscientização dos problemas ecológicos, principalmente influenciando a nova geração. Federer deveria sim se posicionar.

      Responder
  23. Luiz Fernando

    Acordei sorrindo, afinal estou de férias na Bahia, sem Bandsports, pra ver q Rafa perdeu cedendo um caminhão de breakpoints. No site vi a matéria dizendo q esteve irreconhecível, o q em parte já deve ter acontecido ao penar p vencer o magistral Nishioka. O duro é q a classificação da Espanha estará nas mãos do irreconhecível nas duplas…

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Finalmente reconheceu que não viu jogo algum , caríssimo L F . Pois se tivesse visto veria que as duplas não ficaram nas mãos do irreconhecível. Muito pelo contrário . Continue sorrindo pois os Aussies escolheram o ” Di Menor ” pra enfrentar o Touro rsrsrs Abs!

      Responder
  24. Adriano Souza

    Se contra o russo, o Djokovic jogar essa bolinha que jogou contra o Canadense, vai perder feio

    Sou torcedor do Sérvio, mas tenho que ser realista

    Responder
  25. Sérgio Ribeiro

    Se alguem achava que o Sérvio já estava na ponta dos cascos , Shapovalov demonstrou que não. Chegou mesmo a empurrar Novak , bem pra trás da linha de base ( fato raro que somente acontece em alguns confrontos contra Federer ) . Até o AOPEN da’ tempo dele chegar. Até porque o grande Campeão cresce muito quando vence sem jogar o seu melhor. Shapovalov demonstrou nesta ATP Cup , que está próximo de bater membros do Big 3 em jogos importantes. Um belíssimo arsenal , com direito a um forehand cada vez ficando mais apurado. Aparentemente esse confronto com a Rússia vai novamente ser decidido nas duplas . Nem Khachanov e muito menos Medvedev , deixarão de conquistar um ponto. Félix Aliassime somente não decepcionou mais que Zverev . Ambos provávelmente cairão cedo no AOPEN 2020. A conferir ! Abs!

    Responder
    1. JAN DIAS

      É isso mesmo Sérgio, SHAPOVALOV jogou muito: saques e forehands fulminantes e postura agressiva, aliás pra mim ele só perdeu o jogo porque se desestabilizou com a torcida contra no 2° set… tivesse sido um pouco mais frio, ele ganhava essa… Para o futuro, seria bom ele trabalhar essa afobação de às vezes antecipar demais os winners pra fechar os pontos,o que rende muitos ENF’s pra ele…
      Mas ele vai ter bastante tempo pra aprender a ser mais paciente… tem um futuro promissor pela frente.
      Um abraço,

      Responder
  26. Paulo Almeida

    O GOAT Djokovic não jogou nem 40% do que pode, enquanto o Shapo jogou a partida da vida e mesmo assim não foi suficiente. Foi um pouco parecido com Wimbledon, onde o sérvio jogou no máximo 50% da sua capacidade e o sacão de pancadas Fregueser jogou o máximo do que podia. Também não adiantou.

    Resumo: quando o cara é campeão e fodalhão, ele ganha de qualquer jeito!

    Responder
    1. Jonas

      Pior que é verdade. Djokovic sacou mal demais….no 1° set o primeiro serviço não entrava!!

      O Shapalov jogou muito bem e foi muito agressivo (assim como o Federer). Mas no final sabemos que os dois são fregueses…por isso Fregueser até chorou depois do jogo.

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Você dá uma sumidinha , e retorna pra assinar asneiras , caríssimo Jonaser rs Por onde anda o “ Chefe da Whats “ , digo , Chatonik ? Choveu no Sítio no réveillon? Kkkkkkkkkk Abs?

        Responder
      1. Paulo Almeida

        E a torcida do Jagua da Montanha não consegue ganhar nada pra ele. Tomou 3 vareios no US Open e 3 em Wimbledon para o rei do tênis Djokovic.

        Percebeu a diferença?

        Responder
          1. Paulo Almeida

            Tá bom, vou fingir que acredito.

            “Não quero ganhar do meu arquirrival se a torcida o atrapalhar”. Até parece…

            E a torcida atrapalhou o Shapo só em parte do segundo set, depois não mais. Não foi por isso que ele perdeu.

          2. Sérgio Ribeiro

            Jan , meu anjo. Na boa , você perde tempo com um cara que chama o famoso Léo Gavião ( rei dos Fakes ) de Sábio ? rsrsrs ABS !

      1. Paulo Almeida

        Em qualquer lugar do mundo você encontra pessoas chamando o GOAT de GOAT. É só manjar um pouco de tênis.

        Inclusive havia um cartaz ontem no jogo, o que deixou o Chiquinho Leite Moreira sem palavras, kkkkkkk.

        Responder
        1. Sérgio Ribeiro

          Tá de brincadeira , né P. Almeida ? Desde 2008 que Novak da’ , digamos , uma ajudinha $$$ para a Torcida Sérvia. Aliás há muito que não vejo tantas Gatas numa “ organizada” . Ganham até das Aussies kkkkkk Abs!

          Responder
    2. Nando

      Incrível a sua capacidade ilimitada de falar merda hein…e estamos ainda no início de 2020. Por isso o nível dos comentários caem cada vez mais, devido a “pessoas” (fakes) como vc.

      Responder
  27. Sandra

    Dalcim , eu estou vendo os russos , Djokovic sem forças nenhuma , e os australianos e os espanhóis e os canadenses parecendo que não estão sentindo nada , qual a sua opinião ? Desse jeito Djoko não chega nem na primeira semana do Australian

    Responder
  28. Rafael Azevedo

    Esse Dogopolov está de parabéns. Independente do resultado do jogo (agora está indo para o tiebreak do 3° set), ele está jogando uma barbaridade. Tudo bem que o saque do Djoko não está bom, mas o canadense está atirando de tudo o que é lugar.

    Responder
  29. Rafael Azevedo

    Como o Kyrgios é o número 2 da Austrália, a equipe fica com uma interessante possibilidade tática. Podem retirar o De Minaur do simples e, assim, o Kyrgios enfrenta o número 1 da outra equipe. Como fizeram com a Grécia.
    Será que teremos, assim, um duelo entre o Kyrgios e o Nadal numa possível semi.
    Acho praticamente impossível o De Minaur vencer o Rafa. De fizerem a troca as possibilidades aumentam. Por outro lado, reduzem as chances de vitória sobre o Agut. O que vale mais a pena? Tentar vencer o Nadal, ou tentar vencer o Agut e buscar a classificação nas duplas?

    Responder
  30. Evaldo A Moreira

    Fora que a cobertura ta top, mas é dose aguentar dois babão torcendo pelo sérvio, acorda Oliveira e Chiquinho foco no jogo né, torceram tanto que o Shapo entubou o 1 set hahaha, da lhe Shapeida opssssss rsrsrsrs, shopooo

    Responder
  31. Vitor Hugo

    Top 5 dos tenistas com jogo mais bonito:

    Federer
    Kyrgios
    Fognini
    Feliciano Lopez
    Tsipas

    Top 5 dos tenistas com jogo mais feio:

    Karlovic
    Isner
    Raonic
    Djokovic
    Nadal

    Responder
  32. Vitor Hugo

    Quando leio que Novak é o jogador mais completo de todos e que tem drops magníficos(kkkkkkk), lembro daquela documentário de um grupo de pessoas que acreditam que a terra é quadrada….

    Responder
  33. joao sandin

    Dalcim a atitude do medvedev nao cabia de perda do jogo? Uma situação ridicula, parece que cada vez mais o juizes tem menos autoridade para punir os jogadores e tentam levar na conversa, mas só quando forem eliminados e levarem uma bela multa e suspenção devem aprender a ter um bom comportamento

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não, ele recebeu a progressão correta de penalização, que foi a perda de um ponto de game. Para ser desqualificado, é preciso bem mais.

      Responder
      1. Arthur

        Pô, Dalcim, mas não era pra ter dado pelo menos um game penalty?
        Ele bateu a primeira vez, o Layani advertiu, e aí depois ele voltou a bater. E isso na cadeira do árbitro.
        Mais que isso, só se ele batesse no Layani, mesmo.
        Achei que saiu barato pro russo e tomara que ele tome uma multa bem pesada pra deixar de ser “nervosinho”.

        Um abraço.

        Responder
  34. Rodrigo S. Cruz

    Dalcim,

    O aberto da Austrália vai começar dia 20 de Janeiro.

    Eu estou equivocado, ou o torneio costumava ser realizado em 13 ou 14 de Janeiro?

    Responder
  35. Gabriel

    Dalcim, quanto a ATP CUP pode influenciar fisicamente na temporada de Nadal? Ele descansou bem menos que o habitual. E esse torneio conta ponto pro ranking?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Bom, teremos de esperar para ver, mas não me parece ter uma influência muito pesada. Ele terá uma semana até o AusOpen e, se tiver cabeça no lugar, só voltará ao piso duro em Indian Wells e Miami. Então dá para equilibrar bem. Sim, conta pontos.

      Responder
  36. Vitor Hugo

    Comparando Federer x Novak de 0 a 10.

    Saque: Federer: 9,5 Novak 8,0
    Devolução: Federer 8,5 Novak 9,5
    Forehand: Federer 9,5 Novak 8,0
    Backhand: Federer 7,5 Novak 9
    Slice: Federer 10 Novak 4
    Drop: Federer 10 Novak 3
    Voleio: Federer 9,5 Novak 5
    Smash Federer 9 Novak 1

    Total de pontos:

    Federer: 73,5
    Novak: 47,5

    Ñ existe como questionar..tecnicamente em alguns quesitos, Novak é um BAGRE.
    Federer é esplêndido em quase tudo.

    Fisicamente, Novak é muito suoerior..

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Correção e acréscimo de outros atributos:

      Saque: Federer: 9 Novak 8,5
      Devolução: Federer 6 Novak 10
      Forehand: Federer 9 Novak 8,5
      Backhand: Federer 5 Novak 10
      Slice: Federer 8 Novak 7
      Drop: Federer 8 Novak 8
      Voleio: Federer 8 Novak 7,5
      Smash: Federer 9 Novak 7,5
      Lob: Federer 7 Novak 9,5
      Movimentação/Pernas: Federer 6 Novak 10
      Elasticidade/Defesas Impossíveis: Federer 3 Novak 10
      Mental: Federer 3 Novak 9,5
      Físico: Federer 7 Novak 10
      Versatilidade/Jogar igualmente bem em qualquer piso: Federer 4 Novak 10

      Total de pontos:

      Federer: 92
      Novak: 126

      Enfim, é uma surra absurda do mais completo, maior e melhor de todos os tempos sobre o campeão da era mais fraca do tênis, recheada de bagres como Roddick e Blake.

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Na boa , a era está fraca é de comentaristas . É uma entressafra terrível rsrs Há anos não vejo tanta besteira escrita ao mesmo tempo. No Saibro, Federer tem 5 FINAIS em Rolanga ( só perde ainda em número de Vitórias para o Rei do Saibro em Paris ) . O Suíço possui 18 Títulos na Grama ( OITO em Wimbledon) contra 6 de Novak ( CiNCO em Wimbledon) . Como o mane’ da Whats , consegue colocar 4 x 10 em versatilidade contra Federer em diversos Pisos ? Já sei . Não engoles os 7 x 1 na rapidissima Cincy rsrsrs . Abs!

        Responder
        1. Paulo Almeida

          Frauderer só é bom em quadras muito rápidas, ou seja, nota 4 de versatilidade foi muito ainda.

          É fraquíssimo no saibro, tanto que vive fugindo de lá. Nunca ganhou Monte Carlo e Roma. Só ganhou 2 míseras vezes do Nadal, sendo que em 2009 foi porque o espanhol estava sem condição de jogo. Foi surrado pelo Guga já quase aposentado por 3×0 em Rolanga 2004.

          Já em Wimbledon, só o título de 2012 é pesado. O verdadeiro rei da grama é o Djokovic, com 5 canecos pesadíssimos e trieliminador do freguês no que chamam de casa do suíço.

          Responder
          1. Sérgio Ribeiro

            Federer 2 x 14 Rafa Nadal. As duas foram em MASTERS 1000 ( FINAIS ) com direito a Pneu em Hamburgo. O Suíço venceu MASTERS 1000 em OITO cidades diferentes . Novak 7 x 17 Rafa Nadal , ou seja , ambos fregueses de carteirinha do Rei do Saibro. Entre eles 4 x 4 nesta superfície. Mas é pedir demais de comentaristas de ” Entressafra ” rs . Usam a exaustão a Whats , para repetir o tal Papinho de SLAM parrudo. Mesmo sabendo que até uma criança de 5 anos já viu seu ídolo cair inúmeras vezes antes da FINAL rsrsrs Abs!

      2. João

        Que análise foi essa amigão?? Ta vivendo em que planeta??

        Slice federer bem superior,forhend bem superior,voleio,bem superior. E falar que o cara jogou em uma era fraca HAHAHAHA

        Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      A rigor, o Djokovic deixa muito a desejar nessas ditas “jogadas de efeito”.

      Claro que a gente vê alguma exceção aqui ou ali.

      Mas no geral é meio “bagre” mesmo…

      (rs)

      Responder
  37. Carlos Reis

    Sobre o ‘FEMINISMO’… Ao invés desse movimento melhorar os homens, ele “estragou” as mulheres.

    E hoje, as mulheres passaram de “coitadinhas oprimidas” para as donas do pedaço, pesquisem sobre Lei Maria da Penha e Vara de Família… Com as Leis atuais, uma mulher mal intencionada tem a faca e o queijo na mão para ferrar seu EX.

    As pessoas não entendem que esse movimento conseguiu DIREITOS EXCLUSIVOS para as mulheres, ou seja, hoje uma mulher TEM MAIS DIREITOS que um homem, o mesmo vale para o homem homossexual.

    Vejam o caso da moça que tentou ferrar o NEYMÍDIA, provavelmente não vai acontecer NADA com ela.

    É uma pena o rumo que o mundo está tomando…

    Responder
    1. Ronildo

      Não acho que o caso ocorrido com o Neymar seja meritório para citação numa discussão destas. O motivo de eu pensar assim é por acreditar que as elites vivem num mundo à parte do povo comum. As elites ao qual me refiro são as autoridades e pessoas muito ricas como o Neymar. As leis simplesmente não controlam tais elites como controlam o povo comum. Isso é tão real que um ministro do supremo tribunal federal pode, de boa, mandar soltar um membro de facção criminosa de alta periculosidade usando uma tecnicidade como desculpa. Tal ministro faz isso simplesmente porque seu “mundo é outro”. Se ele vivesse no mundo dos comuns, dos que são afetados pelas leis, pela corrupção dos governantes e pela ação dos criminosos, usaria a mesma lei para manter tal pessoa presa.

      Eu não conheço o teor da lei Maria da Penha, mas acredito que as mulheres são muito mais estupradas que os homens na sociedade brasileira, de modo que alguma lei exclusiva não é injusto em termos comparativos. Essa lei deve ter dado algum alívio mínimo em algumas ocasiões na vida de algumas mulheres nesta nação.

      Responder
    2. Carlos Reis

      kkkkk Muitos homens defendem o ‘feminismo’, daí ferrou mesmo…

      O Feminismo é um movimento agressivo e intolerante, MAS para muitos é difícil enxergar esse FATO.

      Nenhum Ser Humano merece mais direitos que outros…

      Responder
  38. Marcelo-Jacacity

    Dalcim,
    Que notícia lamentável essa do fim do Pelas Quadras da ESPN. O canal americano está cada vez pior.

    Já a BandSports está com uma cobertura tenistica fenomenal (Ace + muitas horas de Atp-Cup).

    Responder
  39. Dirceu

    Dalcim, absurda a atitude do medvedev,hein? Bateu com a raquete na cadeira no juiz para intimidá-lo! Que tipo de punição você acha que ele vai levar?

    Responder
          1. Helena

            Então todos os chiliques da Nextgen passaram sem nem uma multinha? Assim eles vão continuar achando que não fizeram nada de mais mesmo =/

  40. Luiz Fernando

    Medvedev ou Thiem como adversário, ou ambos, pois pelo sorteio os dois podem cair na mesma chave. Me parece uma escolha entre a panela e a frigideira…

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não concordo que ele seja ruim, mas tem sim alguns momentos de instabilidade. É um excepcional voleador, com excelente movimentação junto à rede.

      Responder
  41. Roberto Rocha

    Ao pessoal que criticou o meu ponto de vista…é apenas isso…o meu ponto de vista. Eu respeito quem gosta do tênis feminino. E às vezes, tento assistir alguma final ou jogo importante entre jogadoras bem rankeadas…mas de um modo geral, realmente não consigo gostar do tênis feminino.

    Responder
    1. Gildokson

      Concordo com teu ponto de vista, inclusive até evito falar sobre tênis feminino. Acho que disparidade tão grande ou até maior só vemos no futebol feminino, que também deixa muito a desejar em qualidade em relação ao masculino. Infelizmente é um fato.

      Responder
  42. Sérgio Ribeiro

    E o Plano B dos Aussies para salvar o AOPEN 2020 parece que vai funcionar . A simples ida de Federer pra exibição com Rafa Nadal , Serena e CIA , para angariar fundos para o “ desastre ecológico “ ( ideia de Nick Kyrgios ) a cinco dia do Torneio , comprova que as 8 quadras cobertas + 3 Retráteis = 11 , serão utilizadas em caso de necessidade. Ou seja , ainda bem que o Mundo parece querer conspirar a favor. A conferir ! Abs!

    Responder
  43. Sérgio Ribeiro

    Fantástico ? Épico? Magnetizante? Não há palavra pra descrever esse confronto Aussies x Britânicos . Kyrgios abre os trabalhos jogando muito. Alex de Minaur ( quase outra virada espetacular) salva 5 Matchpoints e cai no tiebreack do terceiro para o brilhante EVANS. Hewitt ( corajoso como sempre ) barra a dupla especialista ( venceram todas até então) e bota o “ Di Menor “ com o “ Chefe do Morro “ de volta contra os mais que especialistas Britânicos. Os 18 x 16 no terceiro Set refletem o clima de loucura total da TORCIDA com os incontáveis Matchpoints de ambos os lados. O lendário marrento Hewitt faz o marrento “ Chefe do Morro “ jogar de maneira inacreditável . E o “ Di Menor “ saiu carregado pelo maluco pra delírio dos apreciadores deste esporte maravilhoso. Pra aqueles que só assistem os jogos dos caras que tem Poster no seu quarto , e desdenham da Next Gen , vale conferir o “ replay “ rsrsrs Abs! Ps. O comportamento da dupla barrada no banco , foi algo de emocionar . Parecia que eles e’ que estavam em quadra . Abs!

    Responder
    1. Marcão

      Concordo inteiramente, Sergio. Três grandes jogos. E o curioso é que o confronto deveria ser apenas protocolar, face ao notório favoritismo dos donos da casa. Faltou combinar com Daniel Evans, que jogou tudo e mais um pouco contra De Minaur, forçando um epílogo de tirar o fôlego nas duplas. Sobre De Minaur, vc não acha que falta um pouco de força e agressividade no seu jogo?

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        E aí Marcão, tudo bem ? . Falta e muito, com certeza. Mas não falta coragem e vontade ao moleque. Ele salvou um Matchpoint com um Backhand na paralela , a lá Novak Djokovic. Seu Serviço ainda oscila muito , mas seu jogo de pernas é espetacular. A previsão de seu treinador e de Hewitt é de muitas melhoras nos dois próximos anos . Aos 20 já é TOP 17 mesmo com tudo isso. Porque não dar tempo ao tempo? ABS !

        Responder
  44. Paulo Almeida

    O primeiro serviço do Djoko ainda está falhando bastante em alguns games, mas o que mais está impressionando desde o torneio de Mubadala são seus drops magníficos. É sem dúvida o mais completo de todos os tempos.

    E ainda tenho que aguentar haters falando que Kyrgios, Fognini, Dolgopolov e outros são mais talentosos. É rir pra não chorar, hahaha!

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Alto lá.

      Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa.

      A que ponto você chegou, hein.

      Não é por o Djokovic ser muito mais campeão que também precisa ser o cara que joga mais bonito.

      Ele não joga e ponto final, porra…

      (rs)

      E defender isso é de uma “macaquice” sem paralelo…

      Seria como uma mulher teimando que os olhos castanhos dela fossem mais chamativos que os de cor azul-violeta da Elisabeth Taylor.

      kkkkk

      Impossível comparar os drop-shots padrões do Djokovic com os do Kyrgios e os do Fognini que sempre mostram muito mais naturalidade na execução.

      Assim como seria ridículo comparar o tamanho das conquistas do sérvio com as conquistas deles dois.

      Posto que os números do Djoko são infinitamente superiores.

      Esse teu fanatismo acaba se tornando até PIEGAS, cara.

      E os outros que discordam desse absurdo é que são haters ?

      Please…

      Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Engano seu, Fabriciano.

          Volte lá em cima e reveja:

          Ele superestimou os drop-shots do sérvio e disse que isso é uma indicação dele ser o mais talentoso.

          O que é uma afirmação absolutamente descabida.

          Quem tem olhos imparciais para ver outros tenistas sabe que o Djokovic está longe de ser o cara mais talentoso.

          Mas é óbvio que não adianta NADA arrazoar com esse indivíduo.

          Eu só perco meu tempo mesmo porque acho divertido expor essas tolices…

          Responder
      1. Paulo Almeida

        Você nem sabe a diferença entre talento e jogar bonito, mas Djokovic é superior a todos os citados nos dois aspectos e por muito. Os drops do GOAT são naturais e você obviamente não viu nenhum desses últimos.

        Favor não ficar de “macaquices” no meu comentário, embora isso seja praticamente impossível.

        Responder
  45. PIETER

    Dalcim, saberia dizer se a Gabi Cé está inscrita no quali do AusOpen? Esta semana ela disputou um ITF em Bendigo, que substituiu Canberra, por conta dos incêndios. Se ela foi até lá, algum forte motivo deve haver, não?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Como 230 do ranking, ela tem sim uma chance de entrar na chave do quali, que é de 128 jogadoras e costuma fechar bem perto do 230º posto.

      Responder
  46. Luis

    Oi Dalcim, você poderia me responder se os principais jogadores de cada time podem entrar em quadra em todos as partidas ou só podem jogar no máximo uma partida de simples e uma de duplas? Ou seja, seria possível na final o Nole e o Nadal jogarem 3x? Obrigado

    Responder
      1. Luis

        E como se escolhe quem joga contra quem? Seria possível em um confronto entre a Servia e a Espanha o Nadal e o Djokovic não jogarem para garantir 1 ponto de cada pado e tentar disputar a vitoria nas duplas?

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          O capitão indica seus jogadores. O melhor ranqueado de cada país se enfrentam no segundo jogo e os outros dois no primeiro jogo. Por exemplo: De Minaur tem melhor ranking que o Kyrgios. Mas a Austrália usou o Millman contra a Grécia para o Millman ser o 2 e deixar o Kyrgios de 1 para enfrentar o Tsitsipas.

          Responder
  47. Miguel BsB

    Bom, o que dá pra tirar da ATP Cup por enquanto é que Nadal e Djokovic estão voando e pelo jeito vão chegar na ponta dos cascos no AUSopen (se houver). Cada vez mais confirmam o favoritismo…
    Vi o jogo do Djoko contra o Garin, que aliás tem um jogo mecânico sem quase variação alguma…Incrível como contra a maioria dos jogadores, o sérvio vai levando em banho maria, e quando quer, aperta o passo e vence a partida. Foi quebrado logo no começo do 2º set, e, no game seguinte, afiou a sua fantástica devolução, apertou um pouco o chileno, aí foram vários games seguidos até fechar em 6×3.
    Claro que o Federer, no alto dos seus 38 anos, tem que se poupar ao máximo, mas os seus 2 maiores rivais estão aproveitando pra chegar com muito ritmo e confiança no Aberto Australiano. No momento, os colocaria bem favoritos ao título.

    Responder
    1. Gildokson

      Depois das exibições o melhor a fazer era tirar um tempo para descansar e se preparar mesmo. De uma maneira ou de outra Nadal e Djokovic seriam os favoritos a o Australian Open, então pra que correr riscos jogando esse torneio inventado do nada pela ATP.

      Responder
      1. Miguel BsB

        Concordo. Nessa altura da carreira ele tem que se poupar mesmo. O problema é que seus rivais, mais jovens, podem começar com um torneio desses enfrentando bons jogadores e chegando em ponto de bala no torneio australiano.
        Federer pode ter mais problemas nas primeiras rodadas até engatar a quinta marcha, com maior perigo até de uma queda precoce…

        Responder
  48. José Eduardo Pessanha

    Dalcim, naquele último jogo entre Zé Verev e Federer, o alemão sacou o primeiro saque, em média, a 219 km/h. Acho que deve ter sido a maior velocidade média obtida em um jogo de tênis. Você lembra de algo parecido?
    Abs

    Responder
  49. Luiz Fernando

    Quero fazer coro com quem disse q o cancelamento do AO é algo impensável, dado aos múltiplos interesse econômicos envolvidos. Basta lembrarmos da fatídica corrida de Imola que vitimou Senna, que seguiu normalmente após o atendimento médico…

    Responder
  50. Luis Antonio Rafael

    Dalcim,

    Parabens à BandSports pela transmissao da ATP CUP. Nós amantes do Tenis agradecemos pelo show de bola de tenis. Se fosse um outro canal de esportes que conhecemos ( plim plim) so transmitiriam os jogos do Nadal e do Djokoivic.

    obs. e os jogos da WTA que ninguem transmite. Lamentavel o tratamento televisivo que dão para o tenis neste pais.

    Responder
    1. Roberto Rocha

      Graças a Deus não transmitem WTA…tênis feminino é a coisa mais chata que existe…inconstância, câmera lenta, erros grotescos…basta ver os placares…quantidade enorme de 6 x 1…6 x 2…pouca emoção. Podem continuar sem transmitir!

      Responder
      1. Ronildo

        Sinceramente Roberto Rocha, você tem que saber dimensionar para poder apreciar. São poucos os esportes que as mulheres podem competir em pé de igualdade com os homens, principalmente os que exigem muito físico como o tênis. Inconstância e erros grotescos tem tanto no masculino como no feminino. Ou você aprecia as madeiradas do Federer e os erros em smash do Djokovic só porque são no masculino? Quanto à “câmera lenta”, acho que você não descobriu ainda porquê os atletas são separados por gênero em modalidades como o atletismo e diversas outras. Fiquei triste por saber que você se limita tanto assim!

        Responder
          1. Ronildo

            Comparando os dois gêneros no mesmo fundamento Jonas?

            Embora haja jogadoras que sacam muito bem como Serena, Pliskova e Kvitova, a maioria nem força muito o saque porque sabem que não vão ganhar o ponto com ace. Enfim, não vejo este festival de duplas faltas como você diz. É uma dinâmica de jogo bem diferente.

            Mas você diz que elas cometem um festival de duplas faltas como está acontecendo com Zverev atualmente que é top 10 do masculino?

      2. Maurício Luís *

        Discordo frontalmente. Espero que esteja falando só por si mesmo. Prefiro mil vezes ver as meninas do que esses brutamontes distribuindo pancada a torto e a direito.

        Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Assistir tênis feminino (e principalmente as mulheres bonitas) sempre é bom.

          Mas os jogos dos homens são INFINITAMENTE mais técnicos e muito mais emocionantes.

          Isso nem deveria estar em discussão…

          Responder
        1. Ronildo

          Entendo que você escolheu mal as palavras Roberto Rocha, tanto é que você não desejou defender insistentemente algum ponto de vista.
          Abraços

          Responder
  51. Sandra

    Dalcim , sou obrigada a concordar com você , não da para ser pai e treinador , se Zverev e grego
    fazem o que fazem dentro de
    quadra imaginem dentro de
    Casa
    !!! o único que acho que deu certo foi o pai da Sharapova ou você chegou a
    Ver alguma
    Briga entre eles?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Houve outros casos, como os de Seles e Graf, ambas treinadas pelo pai na maior parte do tempo. A Sharapova se separou do pai bem cedo. Mas entre homens não me lembro de algo que tenha dado certo.

      Responder
      1. Helena

        Falando em parentes, será que o tio Toni pretende voltar a treinar alguém? Nunca me esqueci de alguém dizendo que ele nunca carregou os materiais de treino para o Rafa, que, coincidentemente ou não, é um dls caras mais disciplinados que já vi. Acho que nunca quebrou uma raquete.

        Responder
  52. CAIO DE PAULA

    Boa tarde, Dalcim.
    Ainda que atrasado, queria te desejar um feliz ano novo, repleto de paz, saúde e prosperidade.
    Quanto ao tênis, lamentável a atitude do Tsitsipas. Como pode uma pessoa fazer isso com o próprio pai? Ou ao menos tão próximo dele?
    Tempos difíceis …
    Grande abraço!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sempre é hora de desejar um feliz 2020, Caio! Bom, acho que Stef não teve a menor intenção de acertar o pai. Estava enfurecido e fez um movimento infeliz, que resvalou no cotovelo do Apostolos. Foi imprudente, mas jamais mal intencionado.

      Responder
  53. Rafael Azevedo

    Triste realidade enfrentada na Austrália. Que a saúde e a segurança dos atletas, e do público, sejam priorizadas perante o espetáculo. Mas que todos os esforços sejam realizados para garantir os 2. Seria mais uma tragédia para o país perder ou adiar um evento tão grande e de atratividade internacional.

    Agora, Dalcim, mudando de assunto. Em um post passado você falou que a Suiça não se classificou para a ATP CUP por conta da desistência do Federer. Mas, se o critério de classificação é o ranking do melhor tenista, o Wawrinka não consguiu classificar o seu país? Não entendo…

    Responder
  54. JAN DIAS

    Estou gostando da ATP Cup, bons jogos e público animado, mas me parece que o FEDERER fez bem em não participar dela, pois chegaria cansado no SLAM..
    Vai perder em ritmo de jogo, mas vai ganhar em energia (assim espero..kk).

    Responder
  55. JAN DIAS

    Não suporto ver incêndios ou queimadas na natureza, fico consternada, e nesse caso específico, ainda tem o sofrimento das pessoas…
    Mas pessoalmente não acho que vão cancelar o Slam, pois há muito dinheiro envolvido (patrocínios, direitos de transmissão, etc)..

    Responder
  56. Miguel BsB

    Olha, aproveito para dar os PARABÉNS pra cobertura do evento pela BANDSPORTS!
    Tá muito bom, eles estão transmitindo desde a noite, madrugada adentro até de manhã! Sempre revezando narradores e comentaristas.
    Pra quem é fã de tênis, realmente está sendo um deleite tantas horas de tênis por dia!

    Responder
  57. Miguel BsB

    Muito triste essa situação na Austrália. Vms torcer para que consigam resolver o quanto antes e minorar os prejuízos dentro do possível…eventos esportivos e de entretenimento numa situação dessas ficam em segundo plano…
    Aliás, por onde anda a Ângela? Já há um bom tempo não a vejo comentando aqui no blog…
    Ela como moradora da Austrália poderia nos dar maiores explicações de como está a situação por lá.
    Ângela, ainda frequenta o Blog? Se sim, apareça e nos dê maiores insights sobre a situação down under…

    Responder
  58. Miguel BsB

    Zé Verev está numa encruzilhada na carreira, ou muda ou vai cair muito…
    Teve duas lendas do tênis como técnicos (Lendl e Becker) e se desentendeu com as 2…Vi ontem o jogo contra o Shapovalov e deu até vergonha alheia, com a total falta de cabeça e motivação do alemão, que foi presa fácil, inúmeras Duplas Faltas…deu pena do Becker tb, que simplesmente abdicou de conversar e orientar o Zé, pq viu que não adiantaria nada. Ficava calado toda virada de quadra.
    O cara não conseguir evoluir e extrair o máximo de 2 supercampeões como esses mostra total imaturidade e falta de comprometimento.
    A atitude de Danoninho mimado contra o seu pai foi execrável…Não nos esqueçamos do Ferrero tb, ex número 1 do mundo que saiu brigado com o Danoninho mor do circuito…
    Dalcim, e essas duplas faltas constantes do Zé Verev? Como um cara de quase 2 metros, top 10, tem um segundo serviço desses? Claro que a cabeça contribui muito, mas vc consegue enxergar alguma falha técnica dele nesse fundamento?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      É difícil analisar à distância, mas eu vejo que ele alterna muito o lançamento da bola, o que é um erro incompreensível para um tenista profissional. O natural é sempre lançar no mesmo lugar e trocar as direções com o tronco e o braço, algo que atrapalha demais a leitura do adversário.

      Responder
    2. JAN DIAS

      Concordo 100%…ZVEREV tá brincando com a sorte…

      E é triste ver um campeão como BECKER ficar de cabeça baixa e boca fechada pra não irritar o jovem
      alemão…

      Responder
  59. Luis Antonio Rafael

    Dalcim,

    Muitos leitores estao criticando este Torneio ATP CUP . Segundo eles, o torneio é desgastante, o calor é intenso e não serve como preparação para o Australian open. É muito arriscado participar.Oras, o torneio distribui USD15 milhoes e 750 pontos no ranking. O Australian Open vai distribuir USD5 milhoes. Se nao participassem desse torneio, estariam participando no maximo de um ATP 250. Ou seja, no periodo de 15 dias poderiam jogar só um jogo oficial, caso perdessem na 1a rodada. Neste torneio, todos jogadores jogam pelo menos 3 jogos em dias alternados. O que convenhamos não é nada sacrificante para quem quer estar realmente preparado para o SLAM. E os melhores rankeados vao poder se defrontar na 2a fase , pra ver o nivel atual pos ferias de cada um. Fora isso esta sendo espetacular assistir esses jogos. O team work e torcida barulhenta esta maravilhoso.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Concordo, acho que o torneio como preparativo é bem valioso. Claro que a reta final será mais desgastante, com três dias seguidos de jogos. Talvez fosse prudente não se sacrificar nas duplas, mas existe uma vontade maior de ganhar o confronto, o que não deixa de ser saudável.

      Responder
      1. Helena

        Merecia mesmo. Alguma chance da ATP aplicar uma multa?

        Aliás, acho que a ATP deixaria de ser tão molenga nas punições se tivesse gente como a dona Júlia por lá 😂😂

        Responder
  60. JOSÉ EDUARDO PESSANHA

    Eu sou a favor de manter o torneio, mas com a condição de todos os jogos serem disputados em quadras cobertas. Perderia público? Sim, mas não há muito o que possa ser feito a respeito. O calendário não permite o remanejamento do torneio para outra data. Além disso, como as atenções do mundo estarão voltadas para a Austrália durante o torneio, provavelmente muito mais pessoas se sentirão tocadas pela triste situação e ajudarão o país de alguma forma, seja com doações, trabalhos voluntários ou até mesmo apoio emocional.
    Abs

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Acontece que não há quadras cobertas suficientes para todos os atletas do masculino, feminino e duplas jogarem, caro freguês sem Mundial.

      Responder
  61. Sandra

    Dalcim , vc acha que um país rico que nem a Austrália necessita de doações em razão do incêndio? O Kyrgios foi chorar pedindo dinheiro aos tenistas e no entanto vai ao estádio torcer contra o Nole um dos poucos que doou dinheiro

    Responder
    1. Sandra

      E aliás Dalcim , se a Sérvia já está nas quartas , e o Djokovic está meio mal do braço e senti ele meio cansado , qual a necessidade de jogar contra o chileno ?

      Responder
        1. Luis

          Djokovic está exagerando, fazendo todos os jogos de simples e duplas para ganhar o máximo de pontos possíveis. Não sei direito, mas ouvi falar que ainda vai entrar em um campeonato antes do AO.
          Ao que parece ele acredita que a maior chance de recuperar o ranking é no começo do ano e esta indo com tudo, principalmente agora que está tão perto de se tornar o 2-3º tenista do mundo mais tempo como numero 1.
          O Nadal falou uma coisa interessante sobre isso no ano passado: “meu objetivo não pode ser o numero 1, pois se tentar essa meta eu provavelmente vou atrapalhar o que mais me importa que é jogar em alto nível o máximo de tempo possível”. Faz sentido.
          Seria prudente tomar cuidado com a saúde e não jogar 1 mês inteiro sem parar, principalmente nessas condições extremas de calor e fumaça.

          Responder
      1. Paulo Almeida

        Talvez o GOAT Djokovic não tenha nada demais no braço, além do jogo das quartas ser somente na sexta. Ele não deve querer perder o ritmo, além de também somar pontos no ranking. Nadal também vai jogar.

        A apresentação de duplas foi muito boa com o Troicki, ainda mais batendo um monstro como o Mahut. Se bobear, dá até pra Sérvia sonhar com título, kkkkkkkk.

        Responder
    2. Rafael

      O Kyrgios consegue a proeza de a cada ato ser cada vez mais babaca! Não sei como a ATP dá tanto espaço para ele. Agora que tristeza o que vem acontecendo na Austrália. Pena que não vi Greta ou Macron questionando ou cobrando as autoridades australianas…
      Que venha o AusOpen com os devidos cuidados, pois será ainda mais grandioso!!

      Responder
      1. alessandro sartori

        A greta e o macron chamaram a atencao por aqui porque teem na percepcao e ela é mundial que brasileiro na sua maioria, cuida pouco ou quase nada da natureza, lixo jogado em qq lugar, rios poluidos e alguns até sem vida e agora com um doente mental a frente do país que no discurso praticamente acena pros aproveitadores arrebentarem com a amazonia…em tempo: brasileiro tem que parar com esse comportamento atrasado de que ngm pode vir aqui dar palpite na amazonia, na comparacao brasileiro parece muito com aquele pai e mae que mal consegue dar o basico pro filho e qdo alguem tenta ajudar de alguma forma ja sai com aquela do “o meu filho nao precisa ou meu filho eu educo fo mru jeito, é bem por aí…

        Responder
  62. leonardo

    A melhor solução é pegar o slam mais mequetrefe e colocar nessa data do australiano Open. Nesse caso, seria Roland Garros que é sempre muito bagunçado com interrupções, além de ser o slam patinho feio do circuito

    Responder
    1. Rafael Azevedo

      kkk. Não tem patinho feio entre os Slams.
      Entendo que o fato de um mesmo cara ganhar um tonreio durante 15 anos, faz com que os espectadores percam o “tesão” pelo torneio. Mas, isso não torna o torneio menos importante do que os outros. É só uma fase. Quando Guga ganhava por lá, era, para nós brasileiro, o torneio “mais importante”.

      Responder
    2. Luiz Fernando

      Se fosse o Paulo Almeida que postasse uma estupidez dessas imagino o teor dos adjetivos p definir o autor, mas como é da turminha que torce p um determinado jogador veterano, tudo passa em branco…

      Responder
  63. Luis

    Oi Dalcim, que coisa triste, parabéns pelo texto, nao tinha ideia da proporção.
    Seria possível eles realizarem o restante dos eventos em Perth? Do que entendi não tem incêndios na parte ocidental da Australia

    Responder
      1. Raphael

        Mestre Dalcim, vc como jornalista então está a nos informar que os incêndios daqui são propositalmente feitos pelo pessoal do agronegócio? Não entendi.

        Responder
  64. DANILO AFONSO

    Dalcim, não lembro se você já explicou em outro blog acerca da pontuação do ATP CUP. Lembro de ter lido que a pontuação máxima chega a 750 ao país campeão.

    A pontuação concedida aos jogadores por rodada ?? Se sim, quantos pontos ??

    Classificando para a fase eliminatória ganha pontuação ? Se sim, ganha independente de ter vencido algum jogo de simples ??

    E nas fases eliminatórias, qual é a pontuação ??

    Responder
      1. DANILO AFONSO

        Acho que a ATP poderia facilitar para o público e jogadores a pontuação das vitórias. Essa regra da pontuação depender do ranking do adversário complica muito.

        Um confronto na fase de grupos entre um TOP 10 x tenista 101 no ranking temos a seguinte situação: Vitória do TOP 10 resulta 20 pontos. Em caso de derrota do TOP 10, o adversário ganha 75 pontos.

        Pode um tenista vencer os 3 jogos de simples na fase de grupo e obter apenas 60 pontos se derrotar adversários com ranking superior a 100, e outro tenista fazer 75 pontos se vencer apenas um jogo na fase de grupo se o adversário for top 10.

        Nos SLAMS temos nas primeiras rodadas vários embates contra tenistas acima do top 100 e a pontuação das vitórias não sofre alteração conforme o ranking do oponente.

        Responder
        1. Luiz Fabriciano

          Prezado Danilo, se me permite, darei uma dica no seu texto, no tocante a interpretação dos números do ranking. Quando falamos que um tenista está acima do top 100, quer dizer que ele tem ranking entre o 99 e o 1, pois, ninguém no ranking é superior ao #1. Um tenista de 101 até o último colocado, necessariamente está abaixo do top 100. Ao entrar no ranking, por exemplo, no #1500 e começar a evoluir, ou seja, subir no ranking, nota-se que a ascensão poderá leva-lo até o #1.
          Isso serve para nos nortear quando, por exemplo, um GS anuncia que a linha de corte de tenistas pré-classificados são os acima do top 120.
          Grande abraço.

          Responder
      2. Valdir'

        Dalcim, você não achou a pontuação meio estranha?
        Um tenista fora do top300 que vencer Top10 nas fases avançadas do torneio faz menos pontos que um tenista top300, achei bizarro isso.

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Desculpe, não entendi sua colocação, já que a pontuação está diretamente influenciada pelo ranking do oponente. Como sempre joga o 1 contra 1 e o 2 contra 2, é muito pouco provável que um top 100 enfrente um top 10 num jogo da final.

          Responder
  65. luiz eduardo luz

    Estou achando esssa ATP CUP sensacional. Muito legal de assistir. Muitos jogos equilibrados e decididos no jogo de duplas e os jogadores levando muito a serio, apesar de ser um torneio preparatório.
    Acho hilário alguns comentários aqui no blog fazendo pouco do torneio. Pra quem gosta de tenis está excelente(uma semana direta de jogos muito bons na TV, num periodo que nao tem nada de interessante pra assistir). Resumindo : quem nao esta gostando do torneio…. assiste a Globo.

    Responder
    1. Maurício Luís *

      Até concordo que pra quem gosta de tênis está ótimo… mas pra quem joga, não. Essa maratona de jogos eleva e muito o risco de contusões. Sem falar na péssima qualidade do ar, por conta dos incêndios.
      Em resumo: uma coisa é assistir sentado num sofá com telão e ar condicionadio, outra coisa é correr feito uns condenados debaixo de sol forte, ar seco e fumaça.
      Uma coisa é uma coisa, e outra coisa, aí já é outra coisa…
      Um bom dia pra vc e tomara que chova lá.

      Responder
      1. luiz eduardo luz

        Bom dia Mauricio,

        Concordo em parte com sua colocação, mas tudo faz parte do show. São 15 milhoes de dolares de premiaçao ( um grand slam distribui 5 milhoes) e ate 750 pontos no ranking. Nenhum jogador é obrigado a participar se achar que o risco nao compensa. Quanto a possibilidade de contusao, ate o momento, nenhum jogador se machucou que eu saiba. So o Djokovic que pediu atendimento para massagear o cotovelo dele que já tem problema de longa data. E mesmo assim continuou jogando normalmente. Valeu. Abração. é só a minha opiniao e respeito todas as demais.E tomara que chova la.

        Responder
      2. Roberto Rocha

        Está servindo como adaptação às condições que os jogadores enfrentarão no Australian Open…Além de polimento final da a pré-temporada.

        Responder
  66. Matheus Lago

    Lamentável os atuais eventos na Austrália, o Australian Open sempre foi um Slam especial em uma época muito favorável para que longas horas possam ser usadas para assistir o melhor que o Tênis tem a oferecer.
    Fica a torcida para que o 1° Grand Slam da temporada possa renascer como uma fênix após os desesperadores incêndios que assolaram o solo australiano.

    Responder
    1. Roberto Rocha

      Preocupante…um país inteiro sofrendo com tamamha calamidade natural. Não por acaso, pudemos ver Kyrgios se emocionando ao falar sobre esse assunto.
      Vamos pedir a Deus que esse sofrimento cesse o quanto antes. E se for possível, que o Australian Open transcorra da melhor maneira possível.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *